Translate this Page

Rating: 3.0/5 (914 votos)



ONLINE
2




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


ASSEMBLEIAS PENTECOSTAL DO CANADA
ASSEMBLEIAS PENTECOSTAL DO CANADA

                      Assembléias Pentecostais do Canadá

 

Classificação protestante

Orientação Pentecostal

Associações Mundial das Assembléias de Deus, Pentecostal / Carismática Igrejas da América do Norte

Região Canadá

Origem 1919

Separações Igreja Apostólica de Pentecostes 1921

Congregações 1077

Membros 234.385

O Pentecostal Assemblies of Canada (PAOC) é uma denominação pentecostal cristã ea maior igreja evangélica no Canadá. [2] [3] Ele relata 234.385 adeptos e 1.077 congregações membros em todo o Canadá. [1] A sua sede está localizada em Mississauga, Ontario.

O PAOC é teologicamente evangélicas e pentecostais, enfatizando o batismo com o Espírito Santo com a evidência de falar em línguas. Também é socialmente conservador em muitas questões. [Carece de fontes?] É historicamente teve fortes ligações com as Assembléias de Deus nos Estados Unidos e é um dos três ramos canadenses das Assembléias de Deus. Os outros dois são as Assembléias canadenses de Deus ea Pentecostal Assembléias de Newfoundland e Labrador.

Conteúdo [hide]

1 Crenças

2 Estrutura

2.1 As igrejas locais

2.2 Distritos e ramos

2.3 Conferência Geral

2.4 Superintendentes Gerais

3 Educação

4 Demografia

5 História

5.1 História Antiga (1906-1925)

5.2 Crescimento (1926-1974)

5.3 A história recente (1979-presente)

6 Notas de Rodapé

7 Leitura

Crenças

Veja também: Assembléias de Deus Declaração de Verdades Fundamentais

As crenças centrais das Assembléias pentecostais estão resumidos na sua Declaração de Verdades Fundamentais e essenciais. [4] A afirmação é consistente com as crenças evangélicas e pentecostais gerais.

As Assembléias pentecostais, como afirmam as verdades fundamentais e essenciais, acredito que a Bíblia é o "todo-suficiente fonte de fé e prática" e "revelação completa e própria Palavra de Deus inspirada pelo Espírito Santo". Ele concorda com a doutrina da Trindade, acreditando que Deus existe como três pessoas: o Pai, o Filho, que é Jesus Cristo, e do Espírito Santo. O Pentecostal Assembléias acredita que a salvação foi fornecida para toda a humanidade por meio da expiação de Cristo na cruz, e isso foi comprovado pela sua ressurreição dentre os mortos. Aqueles que têm fé em Cristo e se arrepender é nascido de novo do Espírito Santo e receber a vida eterna. A pessoa que se arrepende e tem fé em Cristo é justificado, não por causa do próprio mérito do crente, mas apenas porque o crente aceitou a Cristo como Salvador.

As Assembléias pentecostais ensinam que a santificação de um crente é tanto instantânea e progressiva. O crente é santificado, como o Espírito Santo ensina o crente através da Palavra de Deus e produz dentro do crente o caráter de Cristo. Consistente com a teologia pentecostal, a denominação ensina que os cristãos devem procurar o batismo com o Espírito Santo, que é uma experiência distinta e subsequente ao novo nascimento. Com esta experiência vem um conhecimento mais íntimo de Cristo e uma capacitação para testemunhar e de crescer espiritualmente. A evidência inicial de receber o batismo com o Espírito Santo é falar em outras línguas. Através de dons espirituais crentes podem ministrar efetivamente por ambos edificação da igreja e demonstrando a presença de Deus dentro da igreja. O Pentecostal Assembléias acredita que a cura divina é fornecido dentro de expiação de Cristo, e oração pelos doentes e dons de cura são incentivados.

A denominação ensina que a igreja universal é o Corpo de Cristo e inclui como membros todos os que nasceram de novo. As igrejas locais observar duas portarias: Ceia e da água do batismo do Senhor por imersão. O PAOC acredita em uma escatologia dispensacionalista e premillennialist que inclui o arrebatamento pré-tribulação da igreja e da Segunda Vinda de Cristo.

As Assembléias pentecostais acreditam que o casamento é uma união vitalícia entre um homem e uma mulher. O voto de casamento só pode ser quebrado por "infidelidade conjugal envolvendo adultério, homossexualidade, ou incesto". Mesmo nessas condições, no entanto, o PAOC acredita reconciliação é a opção desejada, e evitar o divórcio para todos os outros motivos. Ela vê o novo casamento como aceitável no caso de morte de um ex-cônjuge, nos casos em que o ex-cônjuge cometidos infidelidade conjugal, ou se o ex-cônjuge se casou novamente. [8] membros PAOC são incentivados a dar o dízimo. [9]

Estrutura

As igrejas locais

As Assembléias Pentecostais do Canadá é organizado como uma "comunhão cooperativa". [10] No nível local, Assembleia Pentecostal aderir a política congregacional. Congregações nomear os párocos, eleger rege os conselhos, e gerenciar seus próprios assuntos locais. [11]

Distritos e ramos

As igrejas locais são organizados em judicatories geográficos Médio chamado distritos. Um distrito é governado por uma conferência anual, um órgão representativo composto por profissionais credenciados com direito a voto e os delegados da igreja local. Distritos examinar e ministros de credenciais e eleger seus próprios oficiais. Executivos distritais têm supervisão sobre todas as atividades do PAOC dentro das fronteiras do distrito. Um ramo é um não-geográfica administrativa unidade equivalente a um distrito; No entanto, as atividades de um ramo estão confinados a determinados grupos étnicos ou linguísticos.

Conferência Geral O Conselho de Administração da Assembleia Pentecostal do Canadá é a Conferência Geral, que se reúne regularmente a cada dois anos. Ele inclui todos os ministros ordenados, outros profissionais credenciados, missionários credenciados, e alguns membros ex officio servindo em capacidades oficiais.  Cada igreja local tem o direito de nomear um delegado leigo à Conferência Geral, e igrejas com mais de 200 membros têm direito para enviar um delegado leigo adicional por cada 100 membros.]

O Executivo Geral é composta pelos Diretores, superintendentes distritais, os diretores regionais de programa internacional de missões, cinco portadores de credenciais adicionais eleitos pela Conferência Geral, e três leigos eleitos pela Conferência Geral. Os diretores executivos incluem o superintendente geral, o superintendente geral assistente para os serviços de bolsas de estudo, e do superintendente geral assistente para missões internacionais, os quais são eleitos pela Conferência Geral.

Superintendentes Gerais [editar]

George A Chambers (1919-1934)

James Swanson (1935-1936)

Daniel N. Buntain (1937-1944)

Campbell B. Smith (1945-1952)

Walter E. McAlister (1953-1962)

Tom Johnstone (1963-1968)

Robert W. Taitinger (1969-1982)

James M. MacKnight (1983-1996)

William D. Morrow (1997-2007)

David Wells (2008-)

Educação

Seminário Pentecostal do Canadá, Langley, British Columbia

Horizon College and Seminary, Saskatoon, Saskatchewan

Colégio de Mestrado e Seminário, Peterborough, Ontario, Ontario

Sub-Arctic Pentecostal Leadership Training College, Fort Smith, Northwest Territories

Instituto Bíblico Quebec, Montreal, Quebec

Summit Pacific College, Abbotsford, British Columbia

Vanguard College, Edmonton, Alberta

Aboriginal Academy Bíblia, Deseronto, ON

Mundial University Canada / Instituto de Correspondência Internacional, Toronto, ON

Demografia

Em 2009, o PAOC relatou um eleitorado total de 234.385 pessoas, um aumento de 0,4 por cento em relação ao ano anterior. No mesmo ano, ele relatou uma média de público de 154.630 domingo de manhã. Em 2010, havia 1.077 igrejas afiliadas.

Também em 2010, o PAOC relatou 3.555 titulares totais de credenciais, 901 dos quais eram mulheres. Pastores seniores responsáveis ​​por 964 dos detentores de credenciais, sendo que destas 43 eram mulheres. No mesmo ano, foram notificados 345 pessoal missionário.

História

História Antiga (1906-1925)

A origem do pentecostalismo é amplamente considerado o 1906 da Rua Azusa Revival em Los Angeles, Califórnia. Poucos meses depois de o surto de avivamento na Azusa Street, o pentecostalismo tinha atingido o Canadá, e em 1910, havia pentecostais canadenses em ambas as costas do Pacífico e do Atlântico, com as congregações consideráveis ​​em Toronto, Ontário, e Winnipeg, Manitoba. A maioria dos pentecostais foram encontrados nas províncias da pradaria, em parte devido ao grande número de Estados Unidos imigrantes que trouxeram sua fé com eles. Devido a essas influências, pentecostais canadenses manteve laços estreitos com os seus homólogos americanos.

A 1909 tentativa de organizar o Movimento Pentecostal no Oriente falhou por causa da oposição contra a institucionalização. Em 1918, no entanto, a decisão foi tomada para formar a Assembleia Pentecostal do Canadá. Na época, o PAOC aderiu à doutrina não-trinitária Oneness e havia planos para juntar-se a Assembleia Pentecostal do Mundo (PATA), uma outra denominação Unicidade Pentecostal baseada em os EUA No entanto, esses planos nunca se concretizou, e o corpo canadense permaneceu uma organização independente, sem vínculos formais dos Estados Unidos. Na mesma época que os pentecostais orientais estavam criando o PAOC, pentecostais em Saskatchewan e Alberta foram se juntar ao Conselho Geral com sede nos EUA das Assembléias de Deus em seu lugar.

Em 1920, a PAOC escolheu para se juntar às Assembléias de Deus também. Pentecostais no Ocidente foram incorporados ao PAOC, que continuou a funcionar como uma sub-divisão distinta das Assembléias de Deus. Como resultado, a maioria dos pentecostais PAOC unidos canadenses em uma denominação. As Assembléias de Deus, no entanto, era uma comunhão trinitária, eo PAOC foi obrigado a repudiar a doutrina Oneness e abraçar a doutrina da Trindade. Esta ação resultou na primeira divisão principal dentro canadense pentecostalismo e da criação da Igreja Apostólica de Pentecostes em 1921 por ex-membros PAOC. [16]

Para os próximos cinco anos, o PAOC experimentado um crescimento. Começou um papel nacional, O Testemunho Pentecostal, em 1920 e estabeleceu uma política missionária no exterior centralizada para uma melhor eficácia. Em 1925, o PAOC pediu para ser liberado das Assembléias de Deus sobre as diferenças de visão missionária. Este foi concedido e foi uma separação amigável, e os dois grupos continuaram a manter laços estreitos. [16]

Crescimento (1926-1974)

À medida que o movimento se expandiu, a Assembleia Pentecostal do Canadá começou a incluir membros de toda a sociedade canadense, e congregações maiores resultou. Por exemplo, em 1928 Calvary Temple em Winnipeg, Manitoba, comprou a First Baptist Church, que sentado 1.500 pessoas, uma igreja muito grande para os padrões canadenses ainda hoje.

Em 1925, o PAOC abriu Instituto Bíblico Betel (agora conhecido como Horizon College & Seminary, que mais tarde mudou-se para Saskatoon, Saskatchewan) em Winnipeg, Manitoba, que foi a primeira de várias instituições pentecostais dedicadas à educação teológica. Conforme o tempo passava, o PAOC estabeleceu uma base financeira mais forte que permita a construção de novos edifícios. Notavelmente, Central Tabernáculo em Edmonton, Alberta, (foi demolida, e mudou-se para sua nova localização, agora North Pointe, no extremo norte da cidade) foi construído em 1972, que acomodações para 1.800 e Calvary Temple de Winnipeg concluído um novo 2500 assento prédio da igreja em 1974.

A história recente (1979-presente)

De frente para o mesmo desafio de muitas igrejas canadenses nos últimos anos do século 20, o PAOC trabalhou duro para continuar seu crescimento. Na década de 1980, sob a liderança do Superintendente Geral James MacKnight, 102 igrejas foram adicionados ao PAOC. De acordo com estatísticas Canadá, o pentecostalismo está em declínio no Canadá com o PAOC e pentecostalismo mostrando um declínio adesão de 15% entre 1991 e 2001 para quase 369.500.

FONTE WIKIPEDIA