Translate this Page

Rating: 3.0/5 (915 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


bibliologia ( a revelação especial,biblia)
bibliologia ( a revelação especial,biblia)

                                Revelação Especial: A Bíblia

                                         BIBLIOLOGIA

Mídia relacionadas

Qual é a forma final da revelação especial?

A Palavra de Deus, a Bíblia, é a forma final da revelação especial. Deve-se lembrar que é através da revelação geral de que se é sem desculpa para não acreditar em Deus, mas é somente através da revelação específica de que o homem pode ser salvo. É somente através de ouvir a mensagem do evangelho, compartilhado a partir da Palavra de Deus que se pode vir a fé salvadora. Romanos 10:17 diz: "A fé vem pelo ouvir, eo ouvir pela palavra de Deus".

A Bíblia é a forma primária e final de Deus de se revelar ao seu povo.

Como recebemos a Bíblia

Como recebemos a Bíblia? A Bíblia tem dois autores: o primeiro é Deus eo segundo é o homem.

Na verdade, Deus começou a escrever o próprio Bíblia. Deus escreveu os Dez Mandamentos com sua própria mão. Vemos isso em Êxodo 31 : "Quando o Senhor terminou de falar com Moisés no monte Sinai, deu-lhe as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra inscrita por o dedo de Deus(Grifo meu) "( Êxodo 31:18 ).

. Mas ele não só escrever os Dez Mandamentos, a Bíblia ensina que cada palavra da Escritura é "inspirada por Deus" -a respiração real de Deus, apesar de ter sido escrita por autores humanos, bem Segundo Timóteo 3:16 diz: " Toda a Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça "" soprada por Deus "pode ​​ser traduzida como" inspirada por Deus ".

Tanto o Antigo Testamento eo Novo Testamento são as palavras de Deus. Wayne Grudem disse o seguinte:

Todas as palavras da Bíblia são palavras de Deus. Portanto, a descrer ou desobedecer a eles é descrer ou desobedecer a Deus ele mesmo. Muitas vezes, passagens do Antigo Testamento são introduzidas com a frase: "Assim diz o Senhor" (ver Ex 04:22. ; Josh. 24: 2 ; . 1 Sm 10:18 ; Isa 10:24. , também Deut 18. : 18 - 20; . Jeremias 1: 9 ). Esta frase, entende-se como o comando de um rei, indicou que o que se seguiu foi o de ser obedecido sem desafio ou pergunta. Até mesmo as palavras do Antigo Testamento não atribuído como citações diretas de Deus são consideradas palavras de Deus ... O Novo Testamento também afirma que suas palavras são as próprias palavras de Deus. Em 2 Pedro 3:16 , Pedro se refere a todas as cartas de Paulo como uma parte das "Escrituras". Isto significa que Pedro, e da igreja primitiva, considerada escritos de Paulo estar na mesma categoria que os escritos do Antigo Testamento. Portanto, eles consideravam os escritos de Paulo para ser as próprias palavras de Deus. Além disso, Paulo, em 1 Timóteo 5:18 , escreve que "a Escritura diz" duas coisas: ". O trabalhador merece o seu salário" "Você não deve amordaçar um boi quando pisa o grão" e A primeira citação a respeito de um boi vem do Antigo Testamento; ela é encontrada em Deuteronômio 25: 4 . A segunda vem do Novo Testamento; ela é encontrada em Lucas 10: 7 . Paul, sem qualquer hesitação, cita tanto no Antigo como no Novo Testamento, chamando-os de ambos "Escritura". Por isso, mais uma vez, as palavras do Novo Testamento são consideradas as próprias palavras de Deus. É por isso que Paulo podia escrever: "as coisas que eu estou escrevendo para você é um mandamento do Senhor" ( 1 Cor. 14:37 ).1

Como pode ser possível que a Escritura tem dois autores-Deus e homem? Como foi o processo? Pedro nos dá uma dica em 2 Pedro 1:20 . Ouça o que ele diz: "Acima de tudo, você deve entender que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal do profeta. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem, mas homens falaram da parte de Deus conforme eram realizadas ao longo por o Santo Espírito " (grifo meu).

 

Peter diz que as profecias da Escritura não se deu por interpretação ou vontade de um profeta, mas eles foram movidos pelo Espírito Santo.

 

O que significa ser levada pelo Espírito Santo?

 

Em Atos 27 , o escritor, Lucas usa a mesma frase para descrever um navio que está sendo realizado por uma tempestade. Olhe o que ele diz: "O navio foi pego pela tempestade e não podia dirigir-se para o vento; por isso deu lugar a ele e foram conduzidos junto (grifo meu) "( Atos 27:15 ).

 

Da mesma forma, o navio foi "dirigido" pela tempestade, de modo que os autores da Bíblia foram "conduzidos" pelo Hol y Espírito na escrita das Escrituras. O Espírito Santo conduziu-os ao longo da escrita do conteúdo e também mantê-los do erro. Os escritores estavam lá, eles estavam pensando e escrevendo, mas eles foram movidos pelo Espírito.

 

Vejamos exemplos específicos em que vemos a Bíblia sendo escrita por homens.

 

Depois que Moisés terminou de escrever num livro todas as palavras desta lei do início ao fim, ele deu esta ordem aos levitas que levavam a arca da aliança do Senhor: "Tomai este livro da lei e colocá-lo ao lado da arca do pacto do Senhor vosso Deus. Lá ele permanecerá como testemunha contra você. Porque eu sei como rebelde e de dura cerviz você é. ! Se você tem sido rebeldes contra o Senhor, enquanto eu ainda estou vivo e com você, quanto mais você se rebelar depois que eu morrer Deuteronômio 31: 24-27

Deus ordenou a Moisés que escrever tudo, e foi escrito para ser um testemunho contra as pessoas por causa de sua propensão para o pecado. Em seguida, ele foi mantido na Arca da Aliança. Depois que Moisés escreveu no Livro da Lei, vemos Josué continuar a escrever. "E Josué registrou essas coisas no Livro da Lei de Deus. Então ele pegou uma grande pedra ea erigiu ali debaixo do carvalho perto do lugar santo do Senhor " ( Josué 24:26 ).

 

Vemos Josué, assistente de Moisés anteriormente, anotando os eventos que aconteceram no livro de Josué. Da mesma forma, vemos a mesma chamada para gravação dada ao profeta Jeremias. "Isto é o que o Senhor, o Deus de Israel , diz: 'Escreve num livro todas as palavras que eu vos tenho dito " ( Jeremias 30: 2 ). Mais uma vez, Deus fez isso com o resto de seus profetas em todo o Antigo Testamento.

 

No Novo Testamento, vemos o mesmo processo, exceto a obra do Espírito Santo é mais enfatizado. Jesus disse aos discípulos que quando ele saiu, ele estava indo para dar-lhes o Espírito Santo. "Mas o Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito" ( João 14:26 ).

 

Vemos Cristo repetir isso em João 16 Diz.:

 

Eu tenho muito mais a dizer para você, mais do que você pode suportar agora. Mas quando ele, o Espírito da verdade vier, ele vos guiará a toda a verdade. Ele não falará por si próprio; falará apenas o que ouvir, e ele irá dizer-lhe o que ainda está por vir. João 16: 12-13

Deus enviou o Espírito Santo, o sopro de Deus, para inspirar e trazer à memória todas as palavras que Jesus disse. O Espírito Santo não só trazer as coisas à lembrança, mas ele iria ensinar os escritores da Bíblia futuro revelação. Esta é a forma como o Novo Testamento e do Antigo Testamento foram escritos: o Espírito Santo moveu os homens a escrever as próprias palavras de Deus, porque Deus desejou revelar-se a pessoas.

 

Escritura é poderoso

 

Nós não só ver a revelação de Deus na escrita das Escrituras, mas também no poder da Escritura. Segundo Timóteo 3:16 diz que "Toda a Escritura é divinamente inspirada", que não só fala de autoria das Escrituras de Deus, mas também o seu poder. Quando você pensa sobre o sopro de Deus ou palavras nas Escrituras, é sempre uma demonstração de seu poder. Vejamos alguns textos:

 

O Senhor Deus formou o homem do pó da terra e soprou em seu narinas o respiração de vida, e o homem tornou-se uma vida . sendo (grifo meu) Gênesis 2: 7

E Deus disse , "Haja luminares no firmamento do céu para separar o dia da noite, e que eles servem como sinais para marcar estações, dias e anos. (Grifo meu) Gênesis 1:14

O Filho é o resplendor da glória de Deus ea expressão exata do seu ser, sustentando todos coisas por seu poderoso palavra . Depois de ter realizado a purificação dos pecados, sentou-se à direita da Majestade nos céus. (Grifo meu) Hebreus 1: 3

Onde quer que o sopro de Deus é, a vida é criada e sustentada. A respiração de Deus ou palavra falada tem a capacidade de criar vida, da mesma forma que criou os céus ea terra, e tem a capacidade de sustentar toda a criação. Da mesma forma, Deus nos deu a sua "respiração" -sua Verbo- nos escritos da Bíblia Sagrada, e tem grande poder.

 

Poder como o fogo, um martelo, e uma espada

 

De que forma é que vamos ver esse poder? Ouça o que Deus disse a Jeremias sobre a sua Palavra: "Não é a minha palavra como o fogo", declara o Senhor, "e como um martelo que quebra a rocha em pedaços?" ( Jeremias 23:29 ).

 

Deus descreveu o poder de sua Palavra como um fogo que aquece e como um martelo que quebra a rocha em pedaços. Às vezes, o coração do homem é tão frio, ele precisa ser aquecido pela Escritura. Às vezes, o coração do homem é tão difícil, que precisa ser quebrado, a fim de responder a Deus. A Palavra de Deus tem esse poder.

 

O escritor de Hebreus diz algo semelhante, comparando a Palavra de Deus a uma espada. Ouça o que ele diz: "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz. Cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas; e julga os pensamentos e intenções do coração "( Hebreus 4:12 ).

 

A Palavra de Deus é viva e ativa. É como uma espada que faz cirurgia no coração dos homens. Ele revela o pecado e atitudes secretas do coração. Muitas vezes, somos cegos para o nosso pecado até que a Palavra de Deus discerne e revela-lo através de uma leitura sermão ou Escritura.

 

A Palavra de Deus é ativo; corta e revela nossa condição cardíaca. É como ir para o hospital para um check-up. Às vezes, o diagnóstico pode ser difícil de ouvir, mas é saudável para nós. Ouça a descrição de Lucas sobre os israelitas após o sermão de Pedro no dia de Pentecostes: "Quando as pessoas ouviram isso, eles foram cortados a o coração e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: "Irmãos, o que devemos fazer (grifo meu)? '" ( Atos 02:37 ).

 

Será que a Palavra de Deus foi convincente e cortando você? O que mais se comparado a Escritura?

 

Poder como uma semente

 

Escritura também comparar-se a uma semente. Ele tem o poder de dar a vida. Olhe para o que Pedro diz sobre a Palavra de Deus: "Para você ter nascido de novo, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra viva e permanente de Deus" ( 1 Pedro 1:23 ).

 

Destino eterno de uma pessoa é afetada pela forma como ele ou ela responde a semente da Palavra de Deus. James diz algo semelhante: "Portanto, se livrar de toda a sujeira moral e do mal que é tão prevalente e humildemente aceitar a palavra plantada em você, que você pode salvar" ( Tiago 1:21 ).

 

Segunda Timóteo 3: 14-15 diz:

 

Mas, quanto a você, continue em o que você aprendeu e tem convicção, pois você sabe de quem você aprendeu isso, e como desde criança você sabe o santo Escrituras, qual são capaz a fazer você sábio por salvação através fé em Cristo Jesus. (grifo meu)

 

Nós só podemos ser salvos através da revelação da Palavra de Deus. Esta é uma das coisas que faz com que a Palavra nossa revelação-chefe salvação vem através dele. A Palavra de Deus é poderosa como uma semente que traz vida.

 

Poder para dar frutos

 

Ao continuar a metáfora da Palavra de Deus, sendo uma semente, não só traz a vida através da poupança, mas também dá fruto em sua santificação. Ele tem o poder de nos mudar continuamente. Ficamos com uma boa imagem deste na Parábola do Semeador. Olhe para o que Mateus 13:23 diz:

 

Mas aquele que recebeu a semente que caiu em boa terra é o que ouve a palavra ea compreende. Ele produz uma colheita, produzindo uma cem, sessenta ou trinta vezes o que foi semeada. (grifo meu)

 

A pessoa que verdadeiramente recebeu a semente da Palavra irá naturalmente produzir frutos. Esta fruta representa muitas coisas. Representa levando outros a Cristo ( 1 Cor 16:15 , KJV), que representa o louvor e ação de graças a Deus ( Hebreus 13: 5 ), representa dar ( Rm 15:28 ), mas principalmente ele representa uma mudança de caráter interior. Olhe para o que Paulo diz em Gálatas 5: 22-23 : "Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e auto-controle. Contra estas coisas não há lei. "

 

A Palavra de Deus é uma semente que frutifica na vida de quem a acolhe. É a semente que é continuamente lançada no solo dos nossos corações, a fim de produzir um fruto de justiça.

 

Poder que devemos ser Sem vergonha de

 

Finalmente, a Bíblia diria que a Palavra de Deus é tão poderoso que o ministro nunca deveria ter vergonha de falar isso. Ouça o que Paulo disse sobre a Palavra de Deus: "Porque não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus de todo aquele que crê: primeiro do judeu, e também do grego" ( Romanos 1:16 ).

 

Ele não tinha vergonha da Bíblia, ou especificamente o evangelho, porque é o poder de Deus. Funciona. Ele convence e confronta no seu próprio. Ela não precisa de uma desculpa porque não tem poder. Ele mudou a vida de muitos. Ele derrubou a corrupção nos governos e nações mudaram. Ele é poderoso. Deus disse através de Isaías que a Palavra de Deus nunca iria voltar para ele void ( Isaías 55:11 ).

 

Não devemos ter vergonha disso também. Não devemos deixá-lo em nossas estantes em casa a ganhar pó. Nós não devemos ficar em silêncio sobre isso quando estamos em torno de nossos amigos. Ele tem a capacidade de mudar a vida, e ele vai mudar o nosso se nós deixarmos. É vale a pena falar.

 

Muitas igrejas têm abandonado a exposição clara das Escrituras e, especificamente, o evangelho. Eles dizem: "Como podemos alcançar o mundo com isso? O mundo não pode entender a Palavra e eles não se preocupam com isso. "Por isso, eles deram seus cultos até entretenimento. Eles têm focado principalmente em jogar jogos para ganhar a juventude, e, portanto, o reino de Deus sofreu muito por causa disso. Eles podem crescer em números, mas enquanto eles fazem isso, sua saúde espiritual diminui; não há verdadeira frutos duradouros.

 

Isso acontece porque as pessoas começam a acreditar e / ou tratar a Palavra de Deus como se fosse anêmico. Ele não é poderoso o suficiente para mudar a vida das pessoas. Não é tudo o que é necessário. As pessoas começam a se tornar essencialmente vergonha disso. Paulo disse: "Porque não me envergonho do evangelho", pois ela tem poder. O poder de ensinar a Palavra não vem através homilética ou oratória (cf. 1 Cor 2: 3-4 ); se trata simplesmente porque é o "sopro de Deus". A Escritura revela Deus porque nos mostra o seu poder.

 

Escritura é suficiente

 

Outra forma que a Escritura revela Deus está em sua suficiência. Uma das características de Deus é a sua independência. Ele não precisa de nada, porque ele é suficiente em si mesmo (cf. Atos 17:25 ). Vemos algo disso na "suficiência" das Escrituras. Wayne Grudem define "suficiência" da seguinte forma:

 

A suficiência das Escrituras significa que a Escritura continha todas as palavras de Deus, destinados ao seu povo a ter em cada fase da história da redenção, e que agora contém tudo o que precisamos de Deus para nos dizer para a salvação, para confiar-lhe perfeitamente, e para obedecê-lo perfeitamente.2

 

A Palavra de Deus é suficiente para ensinar uma pessoa sobre o que é certo e errado, e também para equipar-lhe para viver dignamente. Ela não precisa de qualquer apoio. Vemos isso claramente em 2 Timóteo 3: 16-17 :

 

Toda a Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja completamente equipado para toda boa obra. (Grifo meu)

 

Que tipo de boas obras? O que exatamente Paulo está falando? Deus quer que você seja um bom marido, boa esposa, bom filho, bom líder, servo bom, bom aluno, etc. Tudo o que é um bom trabalho, a Bíblia vai equipar completamente nos para. Você quer se livrar de um pecado habitual? Você tem que vir com a Bíblia. Você quer ser um bom líder? Venha para a Bíblia. A Bíblia é suficiente para nos equipar para toda boa obra.

 

Ouça o que 2 Pedro 1: 3-4 diz:

 

Seu poder divino deu -nos tudo o que precisamos para a vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou por sua própria glória e bondade. Através destas ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina e fugissem da corrupção no mundo causado pelo desejo do mal. (Grifo meu)

 

Pedro diz que Deus nos deu tudo de que necessitamos para a vida e piedade "através do nosso conhecimento dele." Onde é que vamos obter esse conhecimento? Nós obtê-lo em sua Palavra. Ele também diz que há "grandes e preciosas promessas", através do qual podemos participar na natureza divina e escapar da corrupção do mundo. Temos promessas na Bíblia que nos permitam ficar mais parecido com Deus e também nos permitirá permanecer imaculado da corrupção do pecado e do mundo.

 

De acordo com a contagem de uma pessoa, há 3.573 promessas na Bíblia.3 Cada uma delas vai nos ajudar a olhar mais como Deus e também escapar da corrupção deste mundo. Quais são alguns exemplos? Há promessas para aqueles que lutam com preocupação e depressão. Deus deu-nos promete como Filipenses 4: 6-7 :

 

Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

 

Como é que vamos ficar livre de preocupação? (1) Devemos escolher para não se preocupar, já que não é a vontade de Deus para nossas vidas. (2) Devemos aprender a orar sobre tudo. (3) Devemos aprender a dar graças em tudo. O resultado de praticar este tipo de estilo de vida é que Deus vai proteger o nosso coração (emoções) e mentes (pensamentos) com a sua paz. Muitas pessoas são destruídas e aleijados pelo medo, mas Deus diz, aprender a rejeitar a ansiedade, aprender a viver num clima de oração, dar graças em todas as coisas, e eu vou proteger o seu coração e mente com a minha paz.

 

Há enormes promessas na Bíblia que nos ajudarão a ser mais semelhante a Deus, mas temos que conhecê-los. Nós temos que estudá-los. Nós temos que praticá-los, a fim de viver a vida justa que Deus nos chamou para.

 

Vemos outra promessa em Filipenses 4:19 . Ele diz: "E o meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus."

 

Nós olhamos para muitos cristãos que têm grandes necessidades. Falta-lhes fisicamente, emocionalmente, mentalmente, financeiramente, socialmente, e de várias outras maneiras. No entanto, a Escritura promete que Deus suprirá todas as nossas necessidades. Como é que vamos bater essa promessa? Esta promessa é dada à igreja de Filipos para o seu fiel apoio do trabalho missionário de Paulo (cf. Filipenses 4:18 ). Esta é uma promessa para todo crente que é um doador fiel. Paul dá essencialmente a mesma promessa em 2 Coríntios. Olhe o que ele diz:

 

Cada homem deve dar o que ele decidiu em seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria. E Deus é capaz a fazer todos graça abundar a você, assim que em todos coisas em todos vezes, tendo todos que você precisa, você vontade abundar em cada bom trabalho . (Grifo meu) 2 Coríntios 9: 7-8

Deus promete que se você é um doador alegre ", toda a graça" serão abundantes em sua vida, você sempre terá o que você precisa, e você vai abundar em toda boa obra. Quando você dá à obra de Deus, ele graciosamente irá satisfazer todas as suas necessidades e também fornecer graça abundar em tudo justo que você coloque suas mãos para. No entanto, temos de perceber que esta é a razão por que tantos estão em falta. Eles não fielmente apoiar o trabalho de construir o reino de Deus, e, portanto, eles não têm graça em ter suas necessidades atendidas e também na produção de boas obras.

 

O profeta Malaquias realmente chama para os israelitas para testar Deus na área de dar para ver se Deus não em resposta abundantemente suprir todas as suas necessidades. Olhe o que ele diz em Malaquias 3:10 :

 

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa. Prova de mim nisto ", diz o Senhor dos Exércitos," e ver se eu não vos abrir as janelas do céu e derramar sobre vocês tantas bênçãos que você não vai ter espaço suficiente para isso.

 

A Palavra de Deus é suficiente. É suficiente para equipar o homem de Deus para toda a justiça. Deus revelou seu personagem em sua Palavra, e vemos algo desse personagem na suficiência das Escrituras. Na Palavra de Deus, ele nos deu tudo o que precisamos, a fim de ser justo. A Bíblia é manual de treinamento de Deus para fazer um pecaminosas pessoas depravadas justos.

 

Suficiente em comparação com outros Apocalipse

 

Finalmente, porque a Escritura é suficiente, é maior do que outras formas de revelação. Nós falamos sobre profecias, visões e até milagres sendo uma revelação de Deus. Há alguns que, infelizmente, começam a procurar estes sobre a Palavra de Deus. Deixe-me enfatizar novamente, a Escritura é o principal meio de revelação de Deus dada a nós hoje, e ele irá equipar-nos para toda a justiça. Ele é maior do que qualquer outra revelação.

 

Vemos isso claramente na verdade a história do homem rico e do mendigo, chamado Lázaro, que Jesus disse em Lucas 16: 19-31 . Como a história vai, havia um homem rico e um mendigo que ambos morreram. No inferno, o homem rico estava em tormento, enquanto Lázaro estava a salvo em um abismo de água no Seio de Abraão paradisíaca. O homem rico, eventualmente, pede a Abraão para enviar Lázaro de volta para avisar sua família para que eles não viriam para o mesmo lugar de tormento. Olhe para a conversa e as respostas especificamente de Abraão em Lucas 16: 27-31 :

 

Ele respondeu: 'Então eu te peço, pai, manda Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Que ele avisá-los, para que eles não venham também para este lugar de tormento '. "Abraão respondeu: ' Eles ter Moisés e o Profetas; deixar eles ouvir a los '. "' Não, pai Abraão ', disse ele,' mas se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender." "Ele disse-lhe: ' Se eles fazer não ouvir a Moisés e o Profetas, eles vontade não ser convencido mesmo se alguém sobe a partir de o morto. " (Grifo meu)

 

Abraão disse: "Eles têm Moisés e os Profetas, eles não serão convencidos ainda que ressuscite alguém dentre os mortos." Moisés e os profetas foram mortos, mas seus escritos foram capturados nas Escrituras. Abraão estava dizendo que havia maior poder na Palavra de Deus do que em milagres, como a ressurreição. Essencialmente, ele diz: "Se eles não vão aceitar o que a Bíblia diz, eles não vão mesmo aceitar um milagre." Certamente, nós vimos essa realidade com a ressurreição de Cristo. Os fariseus, que tinham o mataram, ainda não se arrependeram. Eles já haviam rejeitado a Escritura, e, portanto, a ressurreição não era lucrativa.

 

Isso fala muito para as muitas igrejas que têm abandonado a suficiência da Palavra de Deus em busca da revelação através de curas e milagres. Muitos afirmam que o evangelho não pode ir adiante sem tais revelações. Não há nada de errado com milagres, mas o maior e mais poderoso milagre é o "sopro de Deus escrita." É suficiente por si só.

 

Nosso grande comissão é fazer discípulos, ensinando-os a obedecer "tudo" que Cristo ordenou através da Escritura ( Mt 28:19 ). A Escritura é a nossa maior revelação como testemunha de Cristo (a Palavra viva), e é a nossa forma de testar todas as outras revelações, como visões, sonhos, profecias, etc. (cf. 1 João 4: 1 ).

 

Esta verdade da suficiência da Palavra, em comparação com outras formas de revelação também é tremendamente desafiador para nós. Muitas vezes nós condenar Israel por não responder a todos os milagres que Deus fez por eles no deserto ou que Cristo fez durante a sua primeira vinda. No entanto, a realidade é que, se não corresponder à verdade da Palavra de Deus hoje, então nós também não teria respondido a todos os grandes milagres que Deus fez para a nação de Israel no passado. Para fazer com que a nossa maior responsabilidade, eles só tinham Moisés e os profetas, mas temos que Mateus, Marcos, Lucas, João, Pedro, Paulo e outros. Nós temos uma revelação maior do que Israel e também da igreja primitiva. Quanto mais responsável seremos se negligenciarmos a revelação de que Deus nos deu em sua Palavra concluída?

 

Escritura é confiável

 

Outra forma Escritura revela Deus está em sua precisão e confiabilidade. A Bíblia é confiável, pois é sem erro ou em outras palavras "inerrante". Existem muitas definições de infalibilidade.

 

Wayne Grudem disse: "A infalibilidade das Escrituras significa que a Escritura nos manuscritos originais não afirmar tudo o que é contrário aos fatos."4 O Pacto de Lausanne declarou que a Bíblia é "inerrante em tudo o que afirma."5 O Conselho Internacional sobre Inerrância Bíblica disse em sua declaração de Chicago que "a Escritura é sem erro ou falha em todos os seus ensinamentos."6 Millard Erickson disse que desta forma, "Inerrância é a doutrina que a Bíblia é totalmente verdadeiro em todos os seus ensinamentos."7

 

Inerrância significa simplesmente que a Bíblia é verdadeira e sem erro nos manuscritos originais, e por isso, podemos confiar suas cópias.

 

Como sabemos isso? Por que deveríamos acreditar em sua infalibilidade? O que são alguns evidências por o infalibilidade de Escritura?

 

1. A prova da infalibilidade das Escrituras é o caráter de Deus.

 

Deus não pode mentir. Olhe para Tito 1: 2 : "A fé eo conhecimento que repousa sobre a esperança da vida eterna, que Deus, quem faz não mentira, prometido antes o começo de tempo "(grifo meu).

 

Paulo encoraja Titus com o fato de que Deus não pode mentir. É por isso que podemos confiar na Escritura e tudo o que disse na mesma. Escritura é a Palavra de Deus, e Deus não pode mentir. Números 23:19 diz assim: "Deus não é homem, para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa. Ele fala e depois não agir? Será que ele prometer e não cumprir? "

 

De fato, Cristo chamou-se "o caminho, a verdade ea vida" ( João 14: 6 ). Jesus é a verdade, porque não há nada de falso nele. Tudo o que ele diz e faz é verdade, porque ele é Deus e que é o seu caráter.

 

Outra prova da veracidade de Deus e, portanto, a veracidade da Escritura, é visto em como Deus instrui Israel a testar os profetas. Olhe o que ele diz em Deuteronômio 18: 21-22 :

 

Você pode dizer a si mesmos: "Como podemos saber quando a mensagem não foi dito pelo Senhor?" Se o profeta falar em nome de o Senhor faz não tomar lugar ou vir verdade, que é uma mensagem o Senhor já não falado. Aquele profeta falou com presunção. Não tenha medo dele. (Grifo meu)

 

A maneira que Deus diz a Israel a testar os profetas também ensina a veracidade de Deus. Se um profeta cometeu um erro em sua profecia, ele não estava falando de Deus, porque Deus não pode cometer erros. Ele conhece todas as coisas e não pode mentir ou ser tentado (cf. Tiago 1:13 ). Visto que a Bíblia é a Palavra de Deus, ele não pode ter erros.

 

2. A prova para a infalibilidade das Escrituras é o que a Bíblia ensina sobre si-que cada palavra é verdade, e não apenas as idéias das Escrituras.

 

Isto é importante porque alguns teólogos liberais ensinar contra isso. Diriam que as idéias da Bíblia são verdadeiras, mas não necessariamente todos os eventos, como Jonas sendo engolido por um grande peixe, o nascimento virginal de Jesus, etc.

 

No entanto, este ensinamento contradiz o que a Bíblia diz sobre si mesmo. Olhe para o que Cristo ensinou em Mateus 4: 4 : "Está escrito: 'O homem não vive somente de pão, mas em cada palavra que vem a partir de o boca de Deus " (Grifo meu).

 

Jesus disse que o homem vive em "cada palavra", que sai da boca de Deus, não de algumas palavras ou alguns eventos. Da mesma forma, o salmista disse isso sobre a Escritura:

 

A lei do Senhor é perfeita, revivendo a alma Salmo 19: 7 b

 

Todas as suas palavras são verdadeiras; todas as suas leis justas são eternos. Salmo 119: 160

E as palavras do Senhor são impecável, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes. Salmo 12: 6

A Escritura ensina que cada parte é verdade, e não apenas algumas partes ou as idéias principais da Escritura.

 

3. A prova da infalibilidade é a perseverança das Escrituras.

 

Jesus disse isto: "Digo-lhes a verdade, até que o céu ea terra passem, nem um jota, nem um golpe de uma caneta, vai por qualquer meio passará da lei, até que tudo se cumpra" ( Mateus 05:18 ).

 

Isto é importante porque alguns teólogos liberais dizem que as Escrituras que temos hoje não são os mesmos que os escritos originais. Basicamente, eles estão dizendo que Deus não preservou sua Palavra. No entanto, Jesus declarou que mesmo a menor letra, o mínimo golpe de uma caneta não desaparecerá da Lei até que tudo se cumpra. Podemos acreditar que a Palavra de Deus é infalível, porque Deus tem preservado.

 

4. A prova da infalibilidade é que a Escritura usa a Escritura, de tal forma que suporta a sua infalibilidade.

 

Na Bíblia, às vezes um argumento inteiro repousa sobre uma única palavra (por exemplo, João 10: 34-35 e "Deus" em Salmos 82: 6 ), o tempo de um verbo (por exemplo, o tempo presente em Matt 22:32 ), ea diferença entre um singular e um substantivo no plural (por exemplo, "semente" em Gal 3:16 ). Vejamos um exemplo.

 

Em Mateus 22: 30-32 , todo o argumento repousa sobre uma única palavra. Os escribas eram os crentes liberais no dia de Cristo; eles não acreditam em milagres, a ressurreição, ou até mesmo vida após a morte. Então, um dia, eles testaram Cristo na sua crença na ressurreição. Eles inventaram um cenário em que o marido de uma mulher morre e, em seguida, ela se casa com seu irmão. O irmão morre e ela se casa com outro irmão. Ele morre e ela se casa com outro e assim por diante até o sétimo morreu. Em seguida, ela acabou morrendo. "Basicamente, eles argumentaram que a idéia de ressurreição posou dificuldades insuperáveis, portanto, não era razoável, portanto, que não era verdade."8 Então os escribas perguntaram a Cristo: "Na ressurreição, de qual será ela mulher?" Olhe como Cristo respondeu em Mateus 22: 30-32 :

 

Na ressurreição nem casam nem se dão em casamento; mas serão como os anjos no céu. Mas sobre a ressurreição dos mortos- ter você não ler o que Deus disse a você, ' I sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac, e o Deus de Jacob ' ? Ele é não o Deus de o morto mas de o vida. (grifo meu)

 

Aqui, o argumento de Cristo repousa sobre a tensa da palavra "sou". Essencialmente, Cristo diz que você não percebe que "Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac eo Deus de Jacó" foi escrito no tempo presente. Cristo estava dizendo que Abraão, Isaac e Jacob estão todos vivos e, portanto, seria um dia ser ressuscitado. Este confrontado sua falta de crença na vida após a morte ea ressurreição. Cada palavra foi escolhida por Deus até mesmo o tempo.

 

Também vemos isso na forma como Paul tratadas as palavras da Escritura. Olhe para o que Paulo diz:

 

As promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. A Escritura não diz "e de sementes", que significa muitas pessoas, mas "e à tua descendência", ou seja, uma pessoa, que é Cristo. " Gálatas 3:16

Ao olhar para a promessa de Abraão, Paulo argumenta que a promessa não era apenas para Israel especificamente, mas que era para Cristo e, portanto, todos em Cristo. Ele diz em Gênesis a promessa era a "semente" de Abraão, singular, e não "sementes", no plural. Aqui o argumento repousa sobre a palavra "semente" de ser singular.

 

A Bíblia é inspirada e inerrante até mesmo o tenso e pluralidade das palavras. Cada palavra é inspirada por Deus e não apenas as idéias. Isso dá credibilidade ao estudo e meditando sobre cada palavra da Bíblia, uma vez que acreditam que Deus os escolheu para um propósito. Esta é uma das razões que muitos estudantes da Bíblia estudar as línguas originais das Escrituras. Eles fazem isso porque eles estão convencidos da validade de cada palavra. Jesus disse: "O homem não vive só de pão, mas de toda palavra que procede da boca de Deus" ( Mt 4: 4 ).

 

Perguntas sobre Inerrancy?

 

1. Alguns podem perguntar: "Como a Bíblia pode ser sem erro se meros humanos escreveu? Eu sei que Deus fez isso, mas assim o fez homem, eo homem é falível ".

 

Isso é verdade, e, por causa desta realidade, deve ser claramente reconhecido como um milagre. O homem é pecador e propenso a erros; no entanto, Deus é perfeito e não pode errar. O Espírito Santo inspirou os autores de tal forma que os impediu de erro na redação da Escritura.

 

2. Em seguida, alguém pode perguntar: "Se, não temos os manuscritos originais, não é o argumento da infalibilidade nos manuscritos originais um argumento discutível?"

 

Quando olhamos para a forma como os apóstolos ea igreja primitiva tratadas as cópias das Escrituras, vemos sua crença na confiabilidade das cópias.

 

Na igreja primitiva, as cópias dos originais foram passados ​​em torno de igreja em igreja, e, ainda que as cópias eram sempre ainda considerada autoritária. Vemos isso de várias maneiras.

 

um. Quando Paulo falou sobre a Escritura sendo inspirada por Deus em 2 Timóteo 3:16 , ele estava usando cópias, não os originais. A igreja primitiva estava usando cópias assim como estamos agora. Os textos originais foram copiados e transmitidos de igreja em igreja. No entanto, eles ainda acreditavam que eles foram inspirados, e, portanto, autoritária.

 

b. Vemos também como a igreja primitiva acreditava que as cópias eram de autoridade nas citações do Antigo Testamento usadas no Novo Testamento. A maioria das citações do AT no NT eram da Septuaginta, que era a versão grega do Antigo Testamento.9 Ainda que os versos originais eram em hebraico, os escritores do NT ainda consideradas as cópias, os versos traduzidos, autoritária e sem erro. Nós até ver Jesus citar a Septuaginta em sua prestação de Isaías 29:13 em Marcos 7: 6-7 :

 

Ele respondeu: "Isaías estava certo quando profetizou sobre hipócritas; como está escrito: "Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Eles me adoram em vão; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens. "

 

Mais uma vez, esta é uma citação de uma cópia, mas ainda foi inspirada por Deus. Os apóstolos usado principalmente cópias gregas nas citações colocadas na inspiração do Novo Testamento. Se Jesus e os apóstolos usaram cópias, em seguida, da mesma forma que podemos confiar as cópias que temos.

 

Aqui é um argumento contemporâneo. Se eu pedir um emprego, a empresa provavelmente irá levar uma fotocópia de minha carteira de motorista e mantê-lo para os seus registros. Eles sabem que a cópia não é perfeito, ele pode ter uma mancha aqui ou ali, mas, em geral, a cópia é considerada precisa e aceitável.

 

Esta é a forma como a igreja primitiva tratadas as cópias das Escrituras e assim como nós. Deus preservou suas palavras, e ainda é autoritário. De fato, quando se compara as milhares de cópias das Escrituras, eles são 95 a 99 por cento da mesma.10 Não há grandes variações nas cópias dos manuscritos do AT e NT. Os erros são normalmente erros dos copistas, como um undotted "i" ou um "t" não cruzado, mas nada que afeta qualquer doutrina na Bíblia. Deus preservou sua Palavra.

 

Se houver erros, eles são erros em nossa compreensão do texto, a cópia do manuscrito em si, ou a tradução. Mas a Bíblia não pode ter erro, porque Deus é sem erro. Se não podemos confiar na Bíblia em uma coisa, em seguida, toda a Bíblia entra em questão.

 

Aplicação

 

O que tudo isso significa para nós?

 

1. A infalibilidade das Escrituras significa que podemos confiar na Palavra de Deus.

 

Não devemos duvidar até mesmo histórias espetaculares nas Escrituras, como Jonas ser engolido por um grande peixe, Moisés dividindo o Mar Vermelho, ou a Terra ser destruída por uma inundação. Ouça, Deus não pode dizer uma mentira, e, portanto, você pode confiar em sua Palavra.

 

Isso também significa que você pode confiar em sua palavra de salvação. Você pode confiar em sua palavra em como criar seus filhos e como gerir uma empresa. A Escritura contém as próprias palavras de Deus e por isso não só é poderoso, mas também é confiável.

 

2. A infalibilidade das Escrituras devem guiar-nos em como nós meditar sobre a Palavra de Deus.

 

É bom às vezes para meditar em palavras simples, observando os seus tempos, e suas pluralidades, porque cada palavra foi escolhida por Deus. Eles são inspirados por Deus, e cada aspecto deles tem significado para nós.

 

Com os saduceus, Jesus disse: "Não lestes?" Claro, eles tinham lido, mas eles realmente não estudar e meditar sobre cada palavra como dado. Muitas vezes perdemos uma grande quantidade em nosso estudo da Bíblia, porque nos esquecemos de que cada palavra foi escolhida por Deus e que o homem deve viver de toda a palavra ( Mateus 4: 4 ). Este tipo de estudo vai enriquecer muito o nosso tempo devocional.

 

Escritura é eterno

 

Outra forma que a Escritura revela Deus está em sua eternidade. Deus sempre existiu e continuará a existir eternamente (cf. Deut. 33:27 ). Da mesma forma, a Escritura é eterna, porque vem de Deus. Ouça o que Pedro diz: "Para você ter nascido de novo, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela vida e duradoura palavra de Deus (grifo meu) "( 1 Pedro 1:23 ).

 

Pedro chama de "duradouro palavra de Deus", ou ele pode ser traduzido como a "palavra eterna de Deus" (cf. versão Norma Internacional). É verdade que as Escrituras nem sempre existe na forma escrita, mas eles sempre existiram em que eles são uma representação do caráter e da pessoa de Deus. E, ele sempre vai existir, porque Deus vai preservá-la.

 

Como mencionado anteriormente, esta é uma das razões que podemos confiar que nenhum manuscritos foram perdidos ou corrompidos em última instância (cf. Mateus 05:18 ). Deus preservou sua Palavra, porque é um reflexo dele e de sua eternidade.

 

Escritura traz a bênção de Deus

 

Finalmente, vemos a revelação de Deus através da Palavra na forma como ele traz a bênção de Deus. Escritura ensina que é o caráter de Deus para abençoar. Ele abençoou as criaturas do mar e as aves do céu ( Gn 1:22 ). Ele abençoou Adão e Eva ( Gn 1:28 ). Hebreus 11: 6 diz que recompensa aqueles que o buscam. Deus é um Deus de bênção.

 

Nós vemos a revelação dessa bênção sobre aqueles que amam a Palavra de Deus. É uma verdade que é ensinada por toda a Bíblia. Olhe para o que Deus diz no Salmo 1: 1-3 :

 

Abençoado é o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Mas o seu prazer é em o direito de o Senhor, e em seu direito ele medita dia e noite. Ele é como árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha. Tudo o que ele faz será bem sucedido. (grifo meu)

 

Blessed é uma palavra que pode ser traduzida como "feliz". As pessoas que dão suas vidas ao estudo da Palavra de Deus vai descobrir que eles são mais felizes que outros. Eles vão encontrar alegria, mesmo no meio das provações, porque meditar sobre a sua Palavra. David também ensina isso em outras passagens. Olhe o que ele diz em Salmos 19: 8 : ". Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração" Aqueles que amam a Palavra de Deus e medita nele dia e noite, vai encontrar alegria e felicidade. Eles vão encontrar uma paz interior que só pode vir de Deus.

 

Blessed é uma palavra que também tem o significado de aprovação. Quando um homem pede um pai para a mão de sua filha e do pai dá-lhe a sua bênção, isso significa que ele aprova. Uma das maiores coisas que devemos quer na vida é a aprovação de Deus. Deus aprova aqueles que se deleitam em e estudar sua Palavra. Paulo ensina isso também em 2 Timóteo 2:15 : "Faça o seu melhor para apresentar-se ao Deus como uma aprovado , como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade "(grifo meu).

 

Quem é o que Deus aprova na terra? São aqueles que fazem o seu melhor, aqueles que trabalham incansavelmente em entender as palavras de Deus. Eles estudá-lo e manipulá-lo corretamente quando eles estão ensinando aos outros. Deus vai aprovar de cristãos que fazem isso. Vemos essa realidade em outros textos também. Ouça o que Paulo diz em 1 Coríntios 4: 1-2 (NVI): "Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros de o mistérios de Deus . Além disso, é necessário nos despenseiros que cada um se ache fiel "(grifo meu).

 

Paulo diz que os crentes são "administradores dos mistérios de Deus." Nos tempos antigos, se um mestre foi em viagem de negócios, ele iria deixar a sua casa sob os cuidados de um mordomo. O mordomo iria gerir os negócios da casa até que o mestre voltou para casa. Quando o mestre chegou em casa, ele iria inspecionar a fidelidade do ministério do mordomo.

 

Da mesma forma, Deus nos deu a Sua Palavra. Ele tem dado para nós a estudá-la, vivê-la e ensiná-la aos outros para que eles possam conhecer a Deus. Um dia, ele virá para inspecionar a nossa fidelidade e aqueles que foram fiéis será "aprovado" e recompensado ( 1 Coríntios 3: 12-14 ).

 

Você está sendo fiel com a Palavra de Deus?

 

A palavra bênção também tem a ver com o recebimento de graça abundante. Ele dá graça abundante para aqueles que se deleitam em sua Palavra. Na verdade, David descreve aqueles que se deleitam na Palavra de Deus como uma árvore que dá fruto ( Salmo 1: 3 ).

 

As árvores não são feitos para seu próprio benefício, mas para o benefício e prazer dos outros. Os frutos podem fornecer alimentos e benefícios medicinais; a própria árvore oferece abrigo e proteção. As árvores são uma bênção para os outros e é assim que o homem que medita sobre a Palavra de Deus é descrito. Ele vai dar frutos que traz bênçãos, proteção e cura para os outros. Sua vida não vai ser sobre si mesmo, mas ele vai ser usado para o enriquecimento daqueles que o cercam.

 

David diz que este tipo de homem vai prosperar em tudo o que faz ( Salmo 1: 3 ). Em tudo o que Deus o chama para fazer, ele vai encontrar a prosperidade e sucesso. Certamente, o sucesso Deus está falando não significa a ausência de provas. José foi vendido como escravo, o que não parece ser a prosperidade, mas mesmo como um escravo, ele foi exaltado ao gerente sobre o agregado familiar. Logo, ele foi enviado para a prisão, mas até lá, ele foi exaltado pela cabeça dos prisioneiros. Em última análise, foi feito o segundo no comando de todo o Egito. Até mesmo os irmãos de José o mal cometido contra ele foi usado para o bem ( Gn 50:20 ). É o mesmo com aqueles que se deleitam na Palavra de Deus. Ele dá-lhes ricas bênçãos, mesmo no meio das provações. A prosperidade de Deus não significa uma exceção de ensaios, mas favor e perseverança através das provações da vida. Os ensaios que destroem os outros a fazer o que medita sobre a Palavra de Deus forte.

 

Tem um que medita sobre a Palavra de Deus? Ele abençoa aqueles que o fazem. Esta bênção é uma revelação especial de Deus. É seu favor na vida daqueles que o amam e reverenciam sua Palavra. "Isso é o que eu estimo: aquele que é humilde e contrito de espírito, e que treme da minha palavra" ( Isaías 66: 2 b).

 

Conclusão

 

A principal maneira Deus se revela ao homem de hoje é através de sua Palavra. Sua Palavra revela suas características. A Palavra é poderosa; a Palavra é verdadeira e confiável em tudo o que afirma. É suficiente que ele treina o homem de Deus para toda a justiça. A Palavra de Deus é eterna; ele não pode ser corrompido ou destruído, pois é um reflexo de Deus. A bênção de Deus está sobre aqueles que se deleitam e estudá-lo. Aqueles que amam ele vai conhecer a Deus mais, mas também vai ver seu favor sobre suas vidas.