Translate this Page

Rating: 3.0/5 (902 votos)



ONLINE
2




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


biografia JOÃO HUSS reformador
biografia JOÃO HUSS reformador

                     BIOGRAFIA JOÃO HUSS REFORMADOR

 

Jan Hus ( / h ʌ s / ; [ 1 ] Checa: [janeiro ɦus]  ( ouvir ) .; c 1369-6 July 1415) No que, muitas vezes referida em Inglês como John Hus ou John Huss , era um sacerdote Checa, filósofo, reformador cristã primitiva e Mestre em Charles University , em Praga . Depois de John Wycliffe , o teórico do eclesiástica Reforma, Hus é considerado o primeiro reformador da Igreja, como ele viveu antes de Lutero , Calvino e Zwingli .

Hus foi um predecessor chave para o movimento protestante do século XVI, e seus ensinamentos tiveram uma forte influência sobre os estados da Europa, mais imediatamente na aprovação de um Bohemian reformista denominação religiosa , e, mais de um século depois, em Martin Luther si mesmo.  Ele foi queimado na fogueira por heresia contra as doutrinas da Igreja Católica , incluindo aqueles em eclesiologia , a Eucaristia , e outros temas teológicos.

Depois de sua morte, em 1415, os seguidores de ensinamentos religiosos de Hus (conhecido como hussitas ) se rebelou contra seus governantes católicos romanos e derrotou cinco papais consecutivos cruzadas entre 1420 e 1431, no que ficou conhecido como as guerras hussitas . [ 3 ] Um século mais tarde, como muitos como 90% dos habitantes das terras tchecas eram não-católicos e alguns ainda seguem os ensinamentos de Hus e seus sucessores. [ 4 ]

Início da vida

Jan Hus nasceu em Husinec , Bohemia , em 1369. Em tenra idade, ele viajou para Praga , onde ele apoiou-se cantando e servindo nas Igrejas. Sua conduta foi positiva e seu compromisso com seus estudos foi notável. [ 5 ] Em 1393, Hus ganhou o grau de Bachelor of Arts na Universidade de Praga , e ele obteve o grau de mestre em 1396. Em 1400, ele foi ordenado como uma padre. Em 1402 Hus começou a pregar no interior da cidade exigente para a reforma da Igreja. Ele atuou como reitor da Universidade de Praga, em 1402-03. Ele foi nomeado pregador da Capela de Belém, recentemente construído em torno do mesmo tempo. Hus foi um forte defensor para os tchecos, e, portanto, os realistas , e ele foi influenciado pelos escritos de John Wycliffe . Embora as autoridades da Igreja proibiu muitas obras de Wycliffe em 1403, Hus traduzido Trialogus em Checa e ajudou a distribuí-lo. [ 5 ]

Carreira

John Hus pregação, a iluminação de um manuscrito Checa, 1490

Hus tentou reformar a Igreja, delineando as falhas morais do clero, bispos, e até mesmo o papado de seu púlpito. Arcebispo Zbyněk Zajíc tolerado isso, e até mesmo Hus como pregador de sínodo bienal do clero. Em 24 de junho 1405, o Papa Inocêncio VII , no entanto, dirigiu o Arcebispo para combater doutrinas heréticas de Wycliffe, especialmente a doutrina da Impanation na Eucaristia . O arcebispo cumprido mediante a emissão de um sinodal decreto contra Wycliffe, bem como proibindo quaisquer novos ataques contra o clero.

Em 1406, dois estudantes Bohemian trouxe a Praga um documento com o selo da Universidade de Oxford e louvando a Wycliffe. Hus ler orgulhosamente o documento de seu púlpito. Então, em 1408, o Papa Gregório XII advertiu Arcebispo Zajic que a Igreja de Roma tinha sido informado das heresias de Wycliffe e de rei Venceslau simpatias 's para não-conformistas. Em resposta, o rei e Universidade ordenou todos os escritos de Wycliffe se rendeu à chancelaria arquidiocesano para correção. Hus obedeceu, declarando que ele condenou os erros nesses escritos.

Cisma Papal

Neste momento (1408), a Universidade Charles, em Praga foi dividido pelo Grande Cisma do Ocidente , em que Gregório XII em Roma e Bento XIII em Avignon tanto reivindicou o papado. Venceslau sentiu Gregory XII pode interferir com seus planos de ser coroado imperador do Sacro Império Romano . Ele denunciou Gregory, ordenou o clero em Bohemia para observar uma estrita neutralidade no cisma, e disse que ele esperava o mesmo da Universidade. Arcebispo Zajíc permaneceu fiel a Gregory. Na Universidade, somente os estudiosos da "nação" Bohemian (uma das quatro seções que regem), com Hus como seu líder, prometeu neutralidade.]

Kutná Decreto Hora

Com o incentivo de Hus e outros líderes da Boêmia, o rei Venceslau decretou (em Kutná Hora ) que a "nação Bohemian" teria três votos (em vez de um) em Assuntos Universitários, enquanto o Bavarian , saxões e poloneses "nações" teria apenas um voto no total. Como conseqüência, entre cinco thousand e vinte mil estrangeiros doutores, mestres e estudantes deixou Praga, em 1409. Este êxodo resultou na fundação da Universidade de Leipzig , entre outros. Assim, Charles University perdeu sua importância internacional e tornou-se uma escola estritamente Checa. Os emigrantes também se espalhou a notícia das "heresias" Bohemian durante todo o resto da Europa. Arcebispo Zajíc tornou-se isolado e Hus estava no auge de sua fama. Ele tornou-se reitor da Universidade, e apreciamos a favor do tribunal. Doutrinas de Wycliffe também recuperou a favor, em Praga.

Alexander V torna-se antipapa ]

Em 1409, o Conselho de Pisa tentou acabar com o cisma elegendo Alexander V como Papa, mas Gregory e Bento não apresentou. (Alexander foi declarado um " antipapa "pelo Concílio de Constança em 1418.)

Hus, seus seguidores, e Venceslau transferido sua fidelidade a Alexander V. Sob pressão de Venceslau, Arcebispo Zajíc fez o mesmo. Zajíc apresentou então uma acusação de "perturbações eclesiásticas" contra Wycliffites em Praga com Alexander V.

Excomunhão Em 20 de dezembro 1409, Alexander V emitiu uma bula papal que autorizava o Arcebispo de proceder contra Wycliffism em Praga. Todas as cópias dos escritos de Wycliffe eram para ser entregue e suas doutrinas repudiou, e livre pregação descontinuado. Após a publicação do touro em 1410, Hus apelou para Alexander V, mas em vão. Os livros Wycliffe e valiosos manuscritos foram queimados, e Hus e seus adeptos foram excomungados por Alexander V.

Por esta altura, as idéias de Hus havia se tornado amplamente aceito em Bohemia, e houve um amplo ressentimento contra a hierarquia da Igreja. O ataque a Hus pelo Papa eo Arcebispo causou distúrbios em partes da Bohemia. Venceslau e seu governo tomou o lado de Hus, e do poder de seus seguidores aumentou de dia para dia. Hus continuou a pregar na Capela de Belém . As igrejas da cidade foram colocados sob a proibição, e a interdição foi pronunciada contra Praga . Para proteger a cidade, Hus saiu e foi para o campo, onde ele continuou a pregar e escrever.

Indulgências

Satanás vendendo indulgências , iluminação de um manuscrito Checa, 1490

Arcebispo Zajíc morreu em 1411, e com a sua morte o movimento religioso em Bohemia entrou em uma nova fase, em que os litígios relativos indulgências assumiu grande importância.

Cruzada contra o Nápoles

Alexander V morreu em 1410, e foi sucedido por João XXIII (também declarou mais tarde um antipapa). Em 1411, João XXIII proclamou uma cruzada contra o rei Ladislau de Nápoles , o protetor da rival Papa Gregório XII . Esta cruzada foi pregado em Praga também. João XXIII também autorizou a venda de indulgências para arrecadar dinheiro para a guerra, e os sacerdotes que vendem indulgências exortou as pessoas a multidão das igrejas e dar suas ofertas. Este tráfico de indulgências foi a algum sinal da corrupção da igreja.

Condenação de indulgências e Crusade

Hus falou contra as indulgências, mas ele não podia levar com ele os homens da universidade. Em 1412, a disputa teve lugar, ocasião em que Hus entregue seu discurso Quaestio magistri Johannis Hus de indulgentiis . Ele foi levado literalmente a partir do último capítulo do livro de Wycliffe, De ecclesia , e seu tratado De absolutione a pena et culpa . Hus afirmou que nenhum papa ou bispo tinha o direito de pegar a espada em nome da Igreja; ele deve orar por seus inimigos e abençoar os que o amaldiçoarem; homem obtém o perdão dos pecados pelo arrependimento verdadeiro, não o dinheiro. Os médicos da faculdade teológica respondeu, mas sem sucesso. Poucos dias depois, alguns dos seguidores de Hus, liderados por Vok Voksa z Valdštejna, queimado as bulas papais . Hus, segundo eles, deve ser obedecido, em vez de a Igreja, que eles consideravam uma multidão fraudulenta de adúlteros e simonistas .

Response ]

Em resposta, três homens das classes mais baixas, que chamou abertamente as indulgências uma fraude foram degolados. Mais tarde, foram considerados os primeiros mártires da Hussite Igreja. Nesse meio tempo, a faculdade tinha condenado os quarenta e cinco artigos e acrescentou várias outras teses, considerada herética, que tinha se originado com Hus. O rei proibiu o ensino destes artigos, mas também não Hus nem a universidade cumpriu a decisão, solicitando que os artigos devem ser primeiro provado ser un-bíblica. Os tumultos em Praga tinha despertou uma sensação; legados papais e Arcebispo Albik tentou persuadir Hus a desistir de sua oposição às bulas papais, eo rei fez uma tentativa frustrada de conciliar as duas partes.

As tentativas de reconciliação

Venceslau feitos esforços para harmonizar os partidos de oposição. Em 1412, ele convocou os chefes de seu reino para uma consulta e, em sua sugestão, pedi um sínodo que se realizará na Český Brod em 2 de fevereiro 1412. Não demorou lugar lá, mas no palácio dos arcebispos em Praga, a fim de excluir a participação de Hus. As proposições foram feitas para restaurar a paz na Igreja. Hus declarou que Bohemia deve ter a mesma liberdade em relação a assuntos eclesiásticos como outros países e que aprovação e condenação deve ser anunciado somente com a permissão do poder do Estado. Esta foi a doutrina de Wycliffe ( Sermões , 519 iii., etc.).

Seguiu-se tratados de ambas as partes, mas não harmonia foi obtida. "Mesmo se eu deveria estar diante do jogo que foi preparado para mim", Hus escreveu na época: "Eu nunca iria aceitar a recomendação da faculdade teológica". O sínodo não produziu qualquer resultado, mas o rei ordenou que uma comissão para continuar o trabalho de reconciliação. Os médicos da universidade exigiu a aprovação de sua concepção da Igreja, segundo a qual o Papa é a cabeça, os cardeais são o corpo da Igreja, a partir de Hus e seus seguidores. Hus protestou energicamente. O partido Hussite parece ter feito um grande esforço para a reconciliação. Para o artigo que a Igreja Romana deve ser obedecida, acrescentaram apenas "tão longe quanto cada cristão piedoso é ligado". Stanislav ze Znojma e Štěpán palec protestaram contra esta adição e deixou a convenção; eles foram exilados pelo rei, com dois outros.

Escritos de Hus e Wycliffe

Dos escritos ocasionadas por essas controvérsias, os de Hus sobre a Igreja, intitulado De Ecclesia , foram escritos em 1413 e têm sido mais frequentemente citado e admirado ou criticado, e ainda os seus primeiros dez capítulos são apenas um epítome da obra de Wycliffe do mesmo título, e os capítulos seguintes são apenas um resumo de outra obra de Wycliffe ( De potentado Papae ) sobre o poder do Papa. Wycliffe tinha escrito seu livro se opor à posição comum que a Igreja consistia apenas do clero, e Hus agora encontra-se fazendo o mesmo ponto. Ele escreveu seu trabalho no castelo de um de seus protetores em Kozí Hrádek, e enviou-o para Praga, onde foi lido publicamente na Capela de Belém. Ele foi respondido por ze Znojma e palec com tratados do mesmo título.

Após os oponentes mais veementes de Hus havia deixado Praga, seus partidários ocuparam todo o terreno. Hus escreveu seus tratados e pregou, no bairro de Kozí Hrádek. Bohemian Wycliffism foi levada para a Polónia, Hungria, Croácia e Áustria. Mas em janeiro de 1413, um conselho geral, em Roma condenou os escritos de Wycliffe e ordenou que fossem queimados. [ carece de fontes? ]

Concílio de Constança

Venceslau 'irmão Sigismund da Hungria , que foi " Rei dos Romanos "(isto é, chefe do Sacro Império Romano, embora não em seguida, o Imperador), e herdeiro da coroa da Boémia, estava ansioso para pôr fim à discórdia religiosa dentro do Igreja. Para pôr fim ao cisma papal e para assumir a reforma há muito desejado da Igreja, ele arranjou para um conselho geral para reunir em 01 de novembro de 1414, em Konstanz (Constance). O Concílio de Constança (1414-1418) tornou-se o concílio ecumênico 16 reconhecido pela Igreja Católica. Hus, dispostos a fazer um fim de todas as dissensões, concordou em ir para Constance, sob a promessa de Sigismund de salvo-conduto . [ carece de fontes? ]

Prisão e os preparativos para o julgamento

Spiezer Chronik, 1485

Desconhece-se se Hus soube o que seu destino seria, mas ele fez a sua vontade antes de sair. Ele começou sua jornada em 11 de outubro de 1414; em 03 de novembro de 1414, ele chegou a Constance, e no dia seguinte, os boletins sobre as portas da igreja anunciou que Michal z Německého Brodu seriam opostas Hus. No início, Hus estava em liberdade, sob seu salvo-conduto de Sigismund, e viveu na casa de uma viúva. Mas ele continuou a celebrar a Missa e pregação ao povo, em violação das restrições decretadas pela Igreja. Depois de algumas semanas, os seus adversários conseguiram aprisioná-lo, com a força de um boato de que ele pretendia fugir. Ele foi levado para a residência de um cânone e, em seguida, em 08 de dezembro de 1414, para o calabouço da Dominicana mosteiro. Sigismund estava muito irritado, como garante da segurança de Hus, e ameaçou os prelados com demissão; no entanto, os prelados o convenceu de que ele não poderia ser vinculado por promessas de um herege.

Em 04 de dezembro de 1414, João XXIII confiada uma comissão de três bispos com uma investigação preliminar contra Hus. Como era prática comum, testemunhas de acusação foram ouvidas, mas Hus não era permitido um advogado para sua defesa. Sua situação piorou após a queda de João XXIII, que tinha deixado Constance para evitar abdicar. Hus havia sido o cativeiro de João XXIII e em constante comunicação com seus amigos, mas agora ele foi entregue ao Arcebispo de Constance e trouxe para o seu castelo, Gottlieben no Reno . Aqui ele permaneceu por 73 dias, separado de seus amigos, acorrentados dia e noite, mal alimentados, e doente.

Julgamento [Em 5 de junho de 1415, ele foi julgado pela primeira vez, e para o efeito foi transferido para um franciscano mosteiro, onde passou as últimas semanas de sua vida. Extratos de suas obras foram lidas, e as testemunhas foram ouvidas. Ele se recusou todas as fórmulas de submissão, mas declarou-se disposto a se retratar, se seus erros devem ser provada a ele a partir da Bíblia. Hus admitiu sua veneração de Wycliffe, e disse que ele só poderia desejar a sua alma pode atingir algum tempo até que o lugar onde foi Wycliffe de. Por outro lado, ele negou ter defendido a doutrina de Wycliffe da Ceia do Senhor ou os quarenta e cinco artigos; ele só tinha se oposto a sua condenação sumária. Rei Venceslau admoestou-o para entregar-se à mercê do Conselho, como ele não tinha desejo de proteger um herege.

No último julgamento, em 8 de Junho de 1415, trinta e nove sentenças foram lidas para ele, vinte e seis de que tinha sido extraído de seu livro sobre a Igreja, sete de seu tratado contra palec, e seis do que contra Stanislav ze Znojma. O perigo de algumas destas doutrinas para poder mundano foi explicado para Sigismund para incitá-lo contra Hus. Hus novamente declarou-se disposto a submeter-se ele poderia ser convencido de erros. Esta declaração foi considerada uma rendição incondicional, e ele foi convidado a confessar:

que ele tinha cometido um erro nas teses que tinha até então mantidos;que ele renunciou los para o futuro.

FONTE www.estudarhistoriadaigreja.blogspot.com

 

fonte wikipedia