Translate this Page

Rating: 3.0/5 (946 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Charles Spurgeon comentario biblico de Salmos N.7
Charles Spurgeon comentario biblico de Salmos N.7

Tesouro de Davi Salmos 7 

versículos 1-17

 

TÍTULO. "Shiggaion de Davi, que ele cantou ao Senhor, acerca do Verbo da Etiópia a Benjamim." Â € "" Shiggaion de Davi ". Tanto quanto podemos reunir a partir das observações de homens instruídos, e de uma comparação deste Salmo com o único outro Shiggaion na Palavra de Deus, ( Habacuque 3: 1 ), este título parece significar "canções variáveis", com o qual também a ideia de consolo e prazer está associado. Verdadeiramente nossa vida salmo-é composto por versos variáveis; um rolos estrofe, juntamente com o medidor sublime de triunfo, mas um outro limps com o ritmo quebrado de queixa. Há muito baixo na música do santo aqui abaixo. A nossa experiência é tão variável como o tempo na Inglaterra.

 

Desde o título aprendemos a ocasião da composição desta canção. Parece provável que Cush benjamita acusou Davi a Saul da conspiração traiçoeira contra a sua autoridade real. Este o rei estaria pronto o suficiente para crédito, tanto de seu ciúme de Davi e da relação que provavelmente existia entre ele, o filho de Kish, e este Cush, ou Kish, benjamita. Aquele que está perto do trono pode fazer mais danos a um indivíduo do que um difamador comum.

 

Isto pode ser chamado a canção do caluniado SAINT. Mesmo este mais doloroso dos males poderá fornecer ocasião para um Salmo. Que bênção seria se pudéssemos transformar até mesmo o evento mais desastrosa em um tema para a música, e assim virar a mesa em cima de nosso grande inimigo. Vamos aprender uma lição com Luther, que uma vez disse, "David fez Salmos; nós também faremos Salmos, e cantá-las, bem como o que pudermos para a honra de nosso Senhor, e apesar e zombar do diabo."

 

DIVISÃO. Nos primeiro e segundo versos o perigo é afirmado, e oração oferecido. Em seguida, o Salmista confessa solenemente sua inocência. ( Salmos 7: 3-5 ). O Senhor é invocado com a surgir para o julgamento ( Salmo 7: 6-7 ). O Senhor, sentado em seu trono, ouve o apelo renovado do suplicante caluniado ( Salmos 7: 8-9 ). O Senhor limpa, seu servo, e ameaça os ímpios ( Salmo 7: 10-13 ). O caluniador é visto na visão trazendo uma maldição sobre a sua cabeça, ( Salmos 14: 1-7 ; Salmos 15: 1-5 ; Salmos 16: 1-11 ), enquanto David se aposenta do julgamento cantando um hino de louvor ao seu justo Deus. Temos aqui um sermão nobre sobre esse texto: ". Nenhuma arma forjada contra ti não prosperará, e toda língua que se levanta contra ti em juízo tu hás de condenar"

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 1. David aparece diante de Deus para pleitear com ele contra o Acusador, que o tinha acusado de traição e deslealdade. O caso aqui é aberta com uma confissão de confiança em Deus. Qualquer que seja a situação de emergência de nossa condição, nunca encontraremos a mal para manter a nossa confiança em nosso Deus.

 

Ó Senhor meu Deus, meu, por um pacto especial, selado pelo sangue de Jesus, e ratificado na minha própria alma por um sentimento de união para ti; em ti, e em ti somente, eu ponho a minha confiança, mesmo agora na minha angústia dolorida. Eu balanço, mas a minha rocha não se move. Nunca é direito de desconfiar de Deus, e nunca vão confiar nele. E agora, com tanto relação divina e santa confiança para fortalecê-lo, David profere o fardo de sua Desirea € "salvar-me de todos os que me perseguem. Seus perseguidores eram muito numerosos, e qualquer um deles cruel o suficiente para devorá-lo; ele chora, portanto, para a salvação deles todos. Nós nunca deve pensar nossas orações completo até que pedimos para a preservação de todos os pecados, e todos os inimigos.

 

E me entregar, livrar-me de suas armadilhas, absolver-me de suas acusações, dar um verdadeiro e justo livramento neste julgamento do meu personagem ferido. Veja como claramente o seu caso é indicado; vamos ver a ele, que sabemos o que teríamos que quando estamos a chegar ao trono de misericórdia. Pausa um pouco antes de rezar, que você não pode oferecer sacrifícios de tolos. Obter uma ideia distinta de sua necessidade, e então você pode orar com mais fluência da fervor.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

TÍTULO. "Shiggaion", embora algumas pessoas tenham tentado corrigir nele uma referência ao aspecto moral do mundo como demonstra este Salmo, é com toda a probabilidade de ser tomada como expressando a natureza da composição. Ela transmite a idéia de algo errático (HGV, a vaguear) no estilo; algo não tão calmo como outros Salmos; e, portanto, Ewald sugere, que poderia ser processado ", uma ode confuso", um ditirambo. Esta característica de excitação no estilo, e uma espécie de desordem no sentido, se adapte Habacuque 3: 1 , o único outro lugar onde a palavra ocorre. Andrew A. Bonar.

 

Salmo todo. Qualquer que seja a ocasião do Salmo, o sujeito real parece ser o apelo do Messias a Deus contra as falsas acusações de seus inimigos; e as previsões de que se reveste da conversão final de todo o mundo, e do julgamento futuro, são claras e explícitas. Samuel Horsley, LL.D., 1733-1806.

 

Ver. 1. O Senhor, Deus meu, em ti confio. Este é o primeiro exemplo nos Salmos onde David aborda o Todo-Poderoso pelos nomes unidos Jeová e meu Deus. Não há palavras mais adequadas podem ser colocados no início de qualquer ato de oração ou louvor. Estes nomes mostram a base da confiança depois expressa. Eles "significam ao mesmo tempo suprema reverência ea confiança mais simpático. Eles transmitem o reconhecimento das perfeições infinitas de Deus e de suas relações pactuados e belos hotéis." William S. Plumer.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 1. A necessidade de fé, quando nos dirigimos a Deus. Mostrar a inutilidade de oração sem confiança no Senhor.

 

Ver. 1-2. Visto como uma oração para a libertação de todos os inimigos, especialmente Satanás, o leão.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 2. Para que ele não arrebate a minha alma. Aqui está o fundamento do medo co-working com o fundamento de fé. Houve um entre os inimigos de Davi mais poderoso do que o resto, que tinha tanto a dignidade, força e ferocidade, e foi, portanto, como um leão. A partir deste inimigo ele procura urgentemente libertação. Talvez isso foi Saul, seu inimigo real; mas em nosso próprio caso há um que vai em volta como leão, buscando a quem possa tragar, a respeito dos quais nós já deveria chorar, "Livrai-nos do Maligno." Observe o vigor do € descriptionâ "rasgando-o em pedaços, enquanto há quem o livre. É um retrato do pastor-vida de David. Quando o leão feroz tinha se lançou sobre o cordeiro indefeso, e tinha feito a sua presa, ele iria rasgar a vítima em pedaços, quebrar todos os ossos, e devore tudo, porque não têm pastor estava perto para proteger o cordeiro ou resgatá-lo do voraz fera. Este é um retrato em movimento alma de um santo entregue à vontade de Satanás. Isso fará com que as entranhas de Jeová anseiam. Um pai não pode ficar em silêncio quando uma criança está em tal perigo. Não, ele não vai suportar o pensamento de seu querido nas garras de um leão, ele irá surgir e entregar seu único perseguidos. O nosso Deus é muito lamentável, e ele certamente irá salvar o seu povo dos tão desesperada a destruição. Será bom para nós aqui para lembrar que esta é uma descrição do perigo a que o salmista foi exposto a partir línguas caluniosas. Em verdade, esta não é uma imagem exagerada, para as feridas de uma espada vai curar, mas as feridas da língua cortada mais profundo do que a carne, e não são logo curados. Calúnia deixa um insulto, mesmo que seja totalmente refutada. Fama comum, embora notoriamente um mentiroso comum, tem muitos crentes. Uma vez que deixe uma palavra de doente entrar em bocas dos homens, e não é fácil obtê-lo totalmente para fora outra vez. Os italianos dizem que boa reputação é como o cipreste, uma vez cortada nunca coloca diante folha de novo; isso não é verdade, se o nosso personagem ser cortado pela mão do estrangeiro, mas mesmo assim ele não vai em breve recuperar sua antiga verdura. Oh, 'tis uma maldade mais detestável de esfaquear um homem bom em sua reputação, mas o ódio diabólico observa nenhuma nobreza no seu modo de guerra. Devemos estar prontos para este teste, pois certamente virá sobre nós. Se Deus foi caluniado no Éden, que certamente será criticado nesta terra dos pecadores. Cinge os teus lombos, ó filhos da ressurreição, para esta prova de fogo espera-o todo.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 2. Para que ele não arrebate a minha alma como um leão, etc. É relatado de tigres, que entram em uma raiva sobre o aroma de especiarias aromáticas; o mesmo acontece com homens ímpios ao cheiro abençoada de piedade. Eu li de algumas nações bárbaras, que, quando o sol brilha quente sobre eles, atirar para cima suas flechas contra ela; o mesmo acontece com os homens maus na luz e calor da piedade. Há uma antipatia natural entre os espíritos dos homens piedosos e ímpios. Gênesis 3:15 . "Porei inimizade entre a tua descendência ea sua descendência." Jeremiah Burroughs, 1660.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver 1-2. Visto como uma oração para a libertação de todos os inimigos, especialmente Satanás, o leão.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 3-5. A segunda parte deste vagando hino contém um protesto de inocência, e uma invocação da ira sobre a sua cabeça, se ele não estivesse clara do mal imputada a ele. Assim, longe de esconder intenções de traição em suas mãos, ou ingrata requiting os atos pacíficos de um amigo, ele mesmo sofreu seu inimigo para escapar quando ele tinha-o completamente em seu poder. Duas vezes teve que poupou a vida de Saul; uma vez na caverna de Adulão, e novamente quando ele o encontrou dormindo no meio do seu acampamento adormecido: ele poderia, portanto, com a consciência limpa, faça o seu apelo para o céu. Ele não precisa temer a maldição cuja alma está livre de culpa. No entanto, é a imprecação um mais solene, e só se justifica através da extremidade da ocasião, e a natureza da dispensação em que o salmista vivida. Nós somos comandados por nosso Senhor Jesus para deixar o nosso sim seja sim, e nossa não, não : "pois tudo o que é mais do que isso provém do mal." Se não se pode acreditar na nossa palavra, nós somos certamente não se deve confiar em nosso juramento; para um cristão verdadeiro a sua palavra simples é como obrigatória juramento de outro homem. Especialmente cuidado, ó homens não convertidos! de brincar com imprecações solenes. Lembre-se da mulher em Devizes, que desejava que ela poderia morrer se ela não tinha pago a sua parte em uma compra conjunta, e que caiu morto lá e, em seguida, com o dinheiro na mão.

 

Selah. David aumenta a solenidade deste recurso para o tribunal temor de Deus pelo uso da pausa habitual.

 

A partir destes versos podemos aprender que há inocência pode proteger um homem das calúnias dos maus. David tinha sido escrupulosamente o cuidado de evitar qualquer aparência de rebelião contra Saul, a quem denominou constantemente "o ungido do Senhor"; mas tudo isso não poderia protegê-lo de línguas mentirosas. Como a sombra segue a substância, de modo a inveja persegue bondade. É apenas no laden árvore com frutos que os homens atirar pedras. Se quisermos viver sem ser caluniado devemos esperar até chegarmos ao céu. Vamos ser muito atento para não acreditar nos rumores de vôo que são sempre assediando homens graciosos. Se não houver crentes em mentiras não haverá senão um mercado maçante na falsidade, e os personagens bons homens estarão a salvo. Má vontade nunca falou bem. Pecadores têm uma má vontade aos santos, e, portanto, certifique-se que não vai falar bem deles.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 3. Ó Senhor, meu Deus, se eu fiz isto, se há perversidade nas minhas mãos. Nos tempos primitivos do povo de Deus foram, então, um povo sob grande reprovação. Que coisas estranhas que Tertuliano dizem-nos que os acusava, além disto; como que em suas reuniões eles fizeram Tiéstes ceias, que convidou seu irmão para uma ceia, e lhe presenteou com um prato de sua própria carne. Eles acusaram de impureza, porque eles se encontraram na noite (para não se atreviam a atender no dia,) e disse, eles soprou as velas quando eles estavam juntos, e imundície comprometido. Eles repreendeu-os para a ignorância, dizendo, todos eles foram iletrados; e, portanto, os pagãos da época de Tertuliano usadas para pintar o Deus dos cristãos com uma cabeça de jumento, e um livro na mão para significar que, embora eles fingiu aprendizagem, mas eles eram um iletrados, pessoas tolas, rude e ignorante. Bispo Jewel em seu sermão sobre Lu 11: 5, cita isso de Tertuliano, e aplica-o a seu tempo: â € "" Não se nossos adversários fazer o mesmo ", diz ele," no dia de hoje, contra todos aqueles que professam o evangelho de Cristo Oh, dizem eles, quais são os que favorecem dessa forma, eles são nada, mas sapateiros, alfaiates, tecelões, e os que nunca foram na universidade;? " são as próprias palavras do bispo. Ele cita igualmente Tertuliano um pouco depois, dizendo que os cristãos foram contabilizados os inimigos públicos do Estado. E Josefo nos diz de Apolinário, falando sobre os judeus e os cristãos, que eram mais tolo do que qualquer bárbaro. E Paulus Fagius relata a história de um egípcio, sobre os cristãos, que disse: "Eles eram um ajuntamento de um mais sujos, pessoas lascivos;" e para a manutenção do sábado, diz ele, "eles tinham uma doença que estava sobre eles, e eles estavam de bom grado para descansar no sétimo dia por causa dessa doença." E assim no tempo de Agostinho, ele tem esta expressão, "Qualquer um que começa a ser piedoso, atualmente ele deve se preparar para sofrer reprovação das línguas dos adversários;" e esta era a sua maneira habitual de censura: "O que temos de você, um Elias? um Jeremy?" E Nazianzeno, em uma de suas orações diz: "É comum ao opróbrio, para que eu não posso pensar para ir libertar-me." E assim por Atanásio, eles o chamaram Sathanasius, porque ele era um instrumento especial contra os arianos. E Cipriano, eles o chamaram Coprian, que reúne-se esterco, como se todas as coisas excelentes que se reuniram em suas obras era como esterco. Jeremiah Burroughs.

 

Ver. 3. Se eu ter feito isso; se há perversidade nas minhas mãos. Eu não nego, mas você pode, e deve ser sensível do mal feito a seu nome, pois, como "um bom nome é um ungüento" ( Cantares de Salomão 1: 3 ), de modo a ter um nome mal é um grande julgamento ; e, portanto, você não deve ser insensível do mal feito a seu nome por calúnias e injúrias, dizendo: "Que os homens falam de mim o que quiserem, eu não me importo, desde que eu sei que a minha própria inocência", pois embora o testemunho de sua própria inocência ser um terreno de conforto para vós, mas seu cuidado não deve ser apenas para aprovar-vos a Deus, mas também aos homens, para ser tão cuidadoso de seus bons nomes como possivelmente podeis; mas que ainda não estão a manifestar qualquer cinomose ou paixão sobre os discursos de reprovação de outros contra você. Thomas Gouge, 1660.

 

Ver. 3. É um sinal de que há algo de bom em ti se um mundo mau abusar de ti. "Quid mali feci?" Disse Sócrates, que mal fiz eu que este homem mau me elogia? O aplauso dos ímpios geralmente denota algum mal, e sua censura importa algum bem. Thomas Watson.

 

Ver. 3. Se há perversidade nas minhas mãos. Injustiça é atribuído ao lado, não porque a injustiça como sempre, embora geralmente seja, feito pela mão. Com os homens mão tirar, e com isso os homens detêm o direito dos outros. David fala assim ( 1 Crônicas 12:17 ), "sem que haja deslealdade nas minhas mãos"; ou seja, eu tenho feito nada de errado. Joseph Caryl.

 

Ver. 3-4. Uma boa consciência é uma mola de fluxo de fiabilidade. "Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, nós tivemos nossa conversa no mundo, e mormente em relação a vós." 2 Coríntios 1:12 . "Amados, se o coração não nos condena, temos confiança para com Deus." 1 João 3:21 . Uma boa consciência tem certeza de confiança. Quem tem que se senta no meio de todas as combustões e distrações, Noah, como, toda a sinceridade e serenidade, retidão e coragem. O que o discípulo estagiário disse ao nosso Salvador: "Mestre, eu te seguirei por onde quer que fores", que uma boa consciência diz à alma crente; Vou ficar por ti; Eu te fortaleço ti; Vou te sustento; Eu vou ser um conforto para ti na vida, e um amigo para ti em morte. "Embora todos devem deixar-te, ainda assim eu nunca te desampararei", Thomas Brooks.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 3. A auto-justificação diante dos homens. Quando possível, judiciosa, ou reparadas. Com observações sobre o espírito em que ele deve ser tentada.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 3-5. A segunda parte deste vagando hino contém um protesto de inocência, e uma invocação da ira sobre a sua cabeça, se ele não estivesse clara do mal imputada a ele. Assim, longe de esconder intenções de traição em suas mãos, ou ingrata requiting os atos pacíficos de um amigo, ele mesmo sofreu seu inimigo para escapar quando ele tinha-o completamente em seu poder. Duas vezes teve que poupou a vida de Saul; uma vez na caverna de Adulão, e novamente quando ele o encontrou dormindo no meio do seu acampamento adormecido: ele poderia, portanto, com a consciência limpa, faça o seu apelo para o céu. Ele não precisa temer a maldição cuja alma está livre de culpa. No entanto, é a imprecação um mais solene, e só se justifica através da extremidade da ocasião, e a natureza da dispensação em que o salmista vivida. Nós somos comandados por nosso Senhor Jesus para deixar o nosso sim seja sim, e nossa não, não : "pois tudo o que é mais do que isso provém do mal." Se não se pode acreditar na nossa palavra, nós somos certamente não se deve confiar em nosso juramento; para um cristão verdadeiro a sua palavra simples é como obrigatória juramento de outro homem. Especialmente cuidado, ó homens não convertidos! de brincar com imprecações solenes. Lembre-se da mulher em Devizes, que desejava que ela poderia morrer se ela não tinha pago a sua parte em uma compra conjunta, e que caiu morto lá e, em seguida, com o dinheiro na mão.

 

Selah. David aumenta a solenidade deste recurso para o tribunal temor de Deus pelo uso da pausa habitual.

 

A partir destes versos podemos aprender que há inocência pode proteger um homem das calúnias dos maus. David tinha sido escrupulosamente o cuidado de evitar qualquer aparência de rebelião contra Saul, a quem denominou constantemente "o ungido do Senhor"; mas tudo isso não poderia protegê-lo de línguas mentirosas. Como a sombra segue a substância, de modo a inveja persegue bondade. É apenas no laden árvore com frutos que os homens atirar pedras. Se quisermos viver sem ser caluniado devemos esperar até chegarmos ao céu. Vamos ser muito atento para não acreditar nos rumores de vôo que são sempre assediando homens graciosos. Se não houver crentes em mentiras não haverá senão um mercado maçante na falsidade, e os personagens bons homens estarão a salvo. Má vontade nunca falou bem. Pecadores têm uma má vontade aos santos, e, portanto, certifique-se que não vai falar bem deles.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 3-4. Uma boa consciência é uma mola de fluxo de fiabilidade. "Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, nós tivemos nossa conversa no mundo, e mormente em relação a vós." 2 Coríntios 1:12 . "Amados, se o coração não nos condena, temos confiança para com Deus." 1 João 3:21 . Uma boa consciência tem certeza de confiança. Quem tem que se senta no meio de todas as combustões e distrações, Noah, como, toda a sinceridade e serenidade, retidão e coragem. O que o discípulo estagiário disse ao nosso Salvador: "Mestre, eu te seguirei por onde quer que fores", que uma boa consciência diz à alma crente; Vou ficar por ti; Eu te fortaleço ti; Vou te sustento; Eu vou ser um conforto para ti na vida, e um amigo para ti em morte. "Embora todos devem deixar-te, ainda assim eu nunca te desampararei", Thomas Brooks.

 

Ver. 4. Sim, eu o entreguei a ele que sem causa é meu inimigo. Significado Saul, cuja vida ele duas vezes preservada, uma vez em Engedi, e novamente quando ele dormia na planície. John Gill.

 

Ver. 4. mal se paguei com o àquele que tinha paz comigo. Para fazer o mal para o bem, é a corrupção humana; para fazer o bem para o bem, é a retribuição civil; mas para o bem pelo mal, é a perfeição cristã. Embora esta não seja a graça da natureza, no entanto, é a natureza da graça. William Secker.

 

Ver. 4. Em seguida, é a graça vitorioso, e, em seguida, tem o homem, um nobre e valente espírito, não quando ele é superado pelo mal (para que a fraqueza argueth), mas quando ele pode vencer o mal. E é o caminho de Deus para confundir o partido que fez o mal, e vencê-lo também; é a melhor maneira de obter a vitória sobre ele. Quando David tinha Saul em vantagem na caverna, e cortou a volta do seu manto, e fez abster de qualquer ato de vingança contra ele, Saul foi derretida, e disse a Davi: "Tu és mais justo do que I." 1 Samuel 24:17 . Embora ele tinha uma mente tão hostil contra ele, e perseguido e perseguiu cima e para baixo, mas quando David deixar de vingança quando ele estava em seu poder, ele venceu, e ele cai a-choro. Thomas Manton.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 4. A melhor vingança. O mal pelo bem é diabólico, mal por mal é besta-like, boa para o bem é man-like, bom para o mal é semelhante a Deus.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 3-5. A segunda parte deste vagando hino contém um protesto de inocência, e uma invocação da ira sobre a sua cabeça, se ele não estivesse clara do mal imputada a ele. Assim, longe de esconder intenções de traição em suas mãos, ou ingrata requiting os atos pacíficos de um amigo, ele mesmo sofreu seu inimigo para escapar quando ele tinha-o completamente em seu poder. Duas vezes teve que poupou a vida de Saul; uma vez na caverna de Adulão, e novamente quando ele o encontrou dormindo no meio do seu acampamento adormecido: ele poderia, portanto, com a consciência limpa, faça o seu apelo para o céu. Ele não precisa temer a maldição cuja alma está livre de culpa. No entanto, é a imprecação um mais solene, e só se justifica através da extremidade da ocasião, e a natureza da dispensação em que o salmista vivida. Nós somos comandados por nosso Senhor Jesus para deixar o nosso sim seja sim, e nossa não, não : "pois tudo o que é mais do que isso provém do mal." Se não se pode acreditar na nossa palavra, nós somos certamente não se deve confiar em nosso juramento; para um cristão verdadeiro a sua palavra simples é como obrigatória juramento de outro homem. Especialmente cuidado, ó homens não convertidos! de brincar com imprecações solenes. Lembre-se da mulher em Devizes, que desejava que ela poderia morrer se ela não tinha pago a sua parte em uma compra conjunta, e que caiu morto lá e, em seguida, com o dinheiro na mão.

 

Selah. David aumenta a solenidade deste recurso para o tribunal temor de Deus pelo uso da pausa habitual.

 

A partir destes versos podemos aprender que há inocência pode proteger um homem das calúnias dos maus. David tinha sido escrupulosamente o cuidado de evitar qualquer aparência de rebelião contra Saul, a quem denominou constantemente "o ungido do Senhor"; mas tudo isso não poderia protegê-lo de línguas mentirosas. Como a sombra segue a substância, de modo a inveja persegue bondade. É apenas no laden árvore com frutos que os homens atirar pedras. Se quisermos viver sem ser caluniado devemos esperar até chegarmos ao céu. Vamos ser muito atento para não acreditar nos rumores de vôo que são sempre assediando homens graciosos. Se não houver crentes em mentiras não haverá senão um mercado maçante na falsidade, e os personagens bons homens estarão a salvo. Má vontade nunca falou bem. Pecadores têm uma má vontade aos santos, e, portanto, certifique-se que não vai falar bem deles.

 

NOTA DE MOTIVOS e ditos pitoresca

 

Ver. 5. Que ele pisar a minha vida sobre a terra. A alusão aqui é a maneira pela qual os vencidos foram muitas vezes tratados em batalha, quando foram rode por cavalos, ou pisado pelos homens na poeira. A ideia de David é que, se ele era culpado ele estaria disposto que seu inimigo deve triunfar sobre ele, deve dominá-lo, deve tratá-lo com a maior indignidade e desprezo. Albert Barnes, em loc.

 

Ver. 5. a minha glória no pó. Quando Aquiles arrastou o corpo de Heitor na poeira em torno das muralhas de Tróia, ele fez, mas realizar os modos habituais de essas idades bárbaras. David ousa em sua inocência consciente para imprecate um destino tão ignominiosa sobre si se de fato a acusação do Benjamim preto ser verdade. Ele tinha necessidade ter um caráter de ouro que se atreve a desafiar tal provação. CHS

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Nenhum.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 6. Vamos agora ouvir uma oração fresco, com base na confissão, que ele acaba de fazer. Não podemos orar com muita frequência, e quando o nosso coração é verdadeiro, devemos voltar-se para Deus em oração tão naturalmente como a agulha para seu pólo.

 

Levanta-te, Senhor, na tua ira. Sua tristeza o faz ver o Senhor como um juiz que tinha deixado o tribunal e se aposentou no seu descanso. Fé moveria o Senhor para vingar a discussão dos seus santos.

 

Ergue-te por causa do furor dos meus enemiesâ € "uma figura ainda mais forte para expressar sua ansiedade que o Senhor iria assumir a sua autoridade e montar o trono. Levante-se, ó Deus, tu subir acima de todos eles, e que a tua torre de justiça acima de suas vilanias.

 

Desperta por mim para o juízo que mandaste. Este é um enunciado mais ousado ainda, pois implica sono, bem como a inatividade, e só pode ser aplicada a Deus em um sentido muito limitado. Ele nunca dorme, ainda se queixa ele muitas vezes parecem fazê-lo; para os ímpios prevalecer, e os santos são pisadas na poeira. O silêncio de Deus é a paciência de longanimidade, e se cansativo para os santos, eles devem suportar alegremente na esperança de que os pecadores podem, assim, ser levado ao arrependimento.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 6. A sentença que tens ordenado. No final do versículo ele mostra que ele não pede nada, mas o que está de acordo com a nomeação de Deus. E esta é a regra que deve ser observado por nós em nossas orações; devemos em tudo conforme nossos pedidos à vontade divina, como também João nos instrui. 1 João 4:14 . E, de fato, nunca podemos orar com fé a menos que assistir, em primeiro lugar, para o que Deus manda, que nossas mentes não podem precipitadamente e pelo início aleatório de lado em que desejam mais do que nos é permitido desejar e orar. David, portanto, a fim de orar corretamente, repousa-se na palavra e promessa de Deus; ea importação de seu exercício é a seguinte: Senhor, eu não sou conduzido pela ambição, ou a paixão obstinada tola, nem desejo depravado, inconsiderately para pedir de ti tudo o que é agradável a minha carne; mas é a clara luz da tua palavra que me dirige, e sobre ele I firmemente dependem. John Calvin.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 6. Como e em que sentido a ira divina pode tornar-se a esperança dos justos.

 

Fogo lutou pelo fogo, ou a raiva do homem vencido pela ira de Deus.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 7. Assim será a congregação dos povos bússola te cerca. Os teus santos te multidão para o teu tribunal das reclamações, ou deve cercar-lo com a sua homenagem solene:

 

por causa deles, portanto, tu voltares em alta. Como quando um juiz viaja na assizes, todos os homens levar seus casos para a sua corte que pode ser ouvido, por isso os justos se reúnem para seu Senhor. Aqui ele fortalece-se em oração, invocando que se o Senhor irá montar o trono do juízo, multidões de santos seria abençoado, bem como a si mesmo. Se eu ser muito base a ser lembrado, ainda,

 

por causa deles, para tu amor dás ao teu povo escolhido, sai para fora do teu pavilhão secreto, e sentar-se na porta de distribuição de justiça entre os povos. Quando meu terno inclui os desejos de todos os justos que certamente virá a velocidade, para, "não deve Deus justiça aos seus escolhidos?"

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 7. A congregação do povo: ou, 1. Um grande número de todos os tipos de pessoas, que deverá observar a tua justiça e santidade e bondade em suplicando a minha justiça contra o meu opressor cruel e implacável. Ou melhor, 2. Todo o corpo do teu povo Israel, por quem estas duas palavras hebraicas são comumente atribuída na Sagrada Escritura.

 

Compass te cerca; eles vão, e eu, como seu rei e régua em teu lugar, vai cuidar de que eles virão de todas as partes e se reúnem para te adorar, que na época de Saul eles têm negligenciado grosseiramente, e foram autorizados a negligência, e para oferecer a ti louvores e sacrifícios para o teu favor para mim, e para as múltiplas vantagens que gozam pelos meus meios, e sob o meu governo.

 

Por causa deles; ou, por sua causa, ou seja, para o bem da tua congregação, que agora é lamentavelmente dissipada e oprimidos, e tem em grande medida, perdeu toda a administração da justiça, eo exercício da religião.

 

Volta-te ao alto, ou, retornar ao teu lugar alto, ou seja, a tua tribunal, para se sentar lá e julgar a minha causa. Uma alusão às coisas terrenas tribunais, que geralmente são colocados no alto acima do povo. 1 Reis 10:19 . Matthew Poole, 1624-1679.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 7. A congregação das pessoas.

 

  1. Quem são eles.
  2. Porque eles se reúnem em conjunto uns com os outros.
  3. Onde eles se reúnem.
  4. Por que escolher uma pessoa para ser o centro de sua congregação.

 

Ver. 7. A reunião dos santos ao redor do Senhor Jesus.

 

Ver. 7 (última cláusula). A vinda de Cristo para o julgamento para o bem dos seus santos.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 8. Se não estou enganado, David já visto no olho da sua mente o Senhor ascendente para seu tribunal, e vendo-o sentado lá em estado real, ele se aproxima dele para instar seu terno novo. Nos dois últimos versos suplicou ao Senhor a surgir, e agora que ele está erguida, ele se prepara para misturar-se com "a congregação do povo", que compasso do Senhor sobre. Os arautos reais anunciar a abertura do tribunal com as palavras solenes,

 

O Senhor julgará os povos. Nossa peticionário sobe ao mesmo tempo, e chora com sinceridade e humildade,

 

Judege-me, Senhor, conforme a minha justiça, e conforme a integridade que há em mim. Sua mão está sobre um coração honesto, e seu grito é um juiz justo.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 8. Os crentes! não deixe que o terror daquele dia dispirit-lo quando você meditar sobre ela; Que aqueles que têm menosprezado o Juiz, e continuar inimigos dele e no caminho da santidade, cair e abaixaram as suas cabeças quando eles pensam da sua vinda; mas levantar-vos as vossas cabeças, com alegria, para o último dia será o seu melhor dia. O juiz é o seu chefe e marido, teu Redentor, e seu advogado. Ye deve aparecer antes do tribunal; mas vós não entrará em condenação. Sua vinda não será contra ti, mas para você. É diferente com os incrédulos, um Salvador negligenciado será um juiz severo. Thomas Boston, 1676-1732.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 8. O personagem do juiz diante de quem todos nós devemos ficar de pé.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 9. Ele vê um sorriso de complacência sobre a face do rei, e em nome de toda a congregação reunida, ele clama,

 

Oh deixe a maldade dos ímpios chegou ao fim; mas estabelecer o justo. Não é este o desejo universal de toda a empresa dos eleitos? Quando nós devem ser entregues a partir da conversa suja desses homens de Sodoma? Quando vamos escapar da imundície da Mesech e a escuridão das tendas de Kedar? Que verdade solene e importante está contida na última frase do nono verso! Como profundo é o conhecimento divino! Â € "

 

Ele prova. Como estrito, como preciso, como íntima sua busca! Â € "

 

ele prova os corações, os pensamentos secretos,

 

e os rins, as afeições para dentro. "Todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele a quem temos de fazer."

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 9. O Deus justo prova os corações e os rins. Como a experiência comum mostra que os mecanismos da mente, particularmente as paixões de alegria, tristeza e medo, têm um efeito muito notável sobre as rédeas ou . Rins (Veja Provérbios 23:16 ; Sl 73:21 ), por isso a partir de sua aposentadoria situação no corpo, e seu ser escondido em gordura, eles são muitas vezes utilizados para indicar o funcionamento mais secretos e afeições da alma. E para "ver ou examinar as rédeas," é ver ou examinar os pensamentos mais secretos ou desejos da alma. John Parkhurst, 1762.

 

Ver. 9. (última cláusula). "O Deus justo prova os corações e os rins."

 

"Eu que só sou infinito, pode tentar Como profundamente dentro de si o teu coração Doth a mentira.

Prumo do teu marinheiros pode deixar de atingir o chão, acho que o que o teu coração em si jamais encontrados.

 

Francis Quarles, 1592-1644.

 

Ver. 9. O coração, pode significar as cogitações, e as rédeas dos afetos. Henry Ainsworth.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 9. (cláusula primeira).

 

(1) Ao mudar seus corações; ou (2), restringindo as suas vontades, (3) ou privando-os do poder, (4) ou removê-los.

 

Mostrar os tempos em que, as razões pelas quais, tal oração deve ser oferecidos, e como, no primeiro sentido, podemos trabalhar para a sua realização.

 

Ver. 9. Este versículo contém duas orações grandes, e uma prova nobre que o Senhor pode conceder.

 

Ver. 9. O período de pecado, ea perpetuidade dos justos. Matthew Henry.

 

Ver. 9. Estabelecer o justo. Por que meios e em que sentido a apenas estejam estabelecidos ou, a verdadeira igreja estabelecida.

 

Ver. 9. (última cláusula). Julgamento do coração dos homens de Deus.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 10. O juiz ouviu a causa, cancelou os inocentes, e levantou a sua voz contra os perseguidores. Aproximemo-nos, e aprender os resultados do Grande Julgamento. Yonder é o caluniou com a sua harpa na mão, hymning a justiça do seu Senhor, e regozijando-se em voz alta em sua própria libertação.

 

O meu escudo está em Deus, que salva os retos de coração. Oh, como é bom ter um verdadeiro e retos de coração. Pecadores tortuosos, com toda a sua astúcia, são frustrados pela retos de coração. Deus defende o direito. Filth não será longa respeitar as vestes brancas puras dos santos, mas deve ser arredada pela providência divina, à aflição dos homens por cujas mãos de base foi lançada sobre os piedosos. Quando Deus provará a nossa causa, o nosso sol nasceu, eo sol dos ímpios é definida para sempre. Verdade, como o petróleo, está sempre acima, nenhum poder de nossos inimigos pode afogá-lo; vamos refutar suas calúnias no dia em que a trombeta acorda os mortos, e que deve brilhar em honra quando lábios mentirosos são colocados ao silêncio. O crente, não tenha medo tudo o que os teus inimigos possa fazer ou dizer contra ti, para a árvore que Deus plantas sem ventos pode machucar.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 10. O meu escudo é de Deus. Literalmente, "O meu escudo está em Deus," como Salmos 62: 8 : "Minha salvação está em Deus." A ideia pode ser tomada a partir do escudeiro, sempre pronto na mão para dar a arma necessária para o guerreiro. Andrew A. Bonar.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 10. retos de coração. Explicar o personagem.

 

Ver. 10. A confiança do crente em Deus, e cuidado de Deus sobre ele. Mostrar a ação de fé na aquisição de defesa e proteção, e de que a defesa da nossa fé através do reforço lo, etc.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 11. Deus é juiz justo, ele não te deu para ser condenado pelos lábios de perseguidores. Os teus inimigos não pode sentar-se no trono de Deus, nem apagar o teu nome de seu livro. Deixai-os, então, porque Deus vai encontrar tempo para sua vingança.

 

Deus está irado com o ímpio todos os dias. Ele não só detesta o pecado, mas está irritado com aqueles que continuam a entrar nele. Nós não temos nenhum Deus insensível e impassível para lidar com; ele pode estar com raiva, ou melhor, ele está com raiva a-dia e todos os dias com você, ye ímpios e pecadores impenitentes. O melhor dia que já amanhece em um pecador traz maldição com ele. Pecadores pode ter muitos dias de festa, mas há dias seguros. Desde o início do ano até o seu término, não há uma hora em que forno de Deus não é quente, e queima em prontidão para os ímpios, que serão como restolho.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 11. Deus é juiz justo, etc. Muitas disputas aprendidas têm surgido quanto ao significado deste verso; e é preciso confessar que a sua verdadeira importação não é de forma facilmente determinada: sem as palavras escritas em itálico, que não estão no original, ele irá ler assim: "Deus é um juiz justo, e Deus está com raiva todos os dias." A questão continua a ser, esta é uma boa prestação? A esta pergunta pode ser respondida, que há forte evidência para um outro contrário. AINSWORTH traduz, "Deus é um juiz justo;. E Deus com raiva threateneth todos os dias" Com isso corresponde a leitura da Bíblia de Coverdale: "Deus é um juiz justo, e Deus está sempre em risco." Na Bíblia do Rei Edward, de 1549, a leitura é o mesmo. Mas há uma outra classe de críticos que adotam uma visão bastante diferente do texto, e, aparentemente, com muita cor do argumento. BISPO HORSLEY ler o versículo: "Deus é um juiz justo, embora ele não está com raiva todos os dias." Neste renderização, ele parece ter seguido a maioria das versões antigas. A Vulgata lê-lo, "Deus é um juiz, justo, forte e paciente, ele vai ficar com raiva todos os dias?" A Septuaginta lê-lo: "Deus é um juiz justo, forte e longanimidade; não trazendo sua ira todos os dias." O siríaco tem, "Deus é o juiz de justiça, ele não está com raiva todos os dias." Neste ponto de vista do texto Dr. A. Clarke concorda, e expressa-la como sua opinião de que o texto foi corrompido pela primeira vez pelo Caldeu. Este aprendeu divina propõe a restaurar o texto assim: "(la), el, com o ponto de vogal tseri, significa Deus, (la), al, as mesmas letras, com o ponto pathach, significa que não. " Não é por este ponto de vista do original nenhuma repetição do nome divino no verso, para que ele irá simplesmente ler, como assim restaurada, "Deus é um juiz justo, e não está zangado a cada dia." O texto em geral, como é anunciado na Vulgata, Septuaginta, e algumas outras versões antigas, transmite um forte indício da longanimidade de Deus, cujo ódio ao pecado é imutável, mas cuja raiva contra transgressores é marcado pela paciência infinita, e faz não irrompeu em vingança a cada dia. John Morrison, em "Uma Exposição do Livro dos Salmos", de 1829.

 

Ver. 11. Deus está zangado. A expressão original aqui é muito forçada. A verdadeira ideia de que parece ser, a espuma ou espuma na boca de indignação. Richard Mant, DD, 1824.

 

Ver. 11-12. Deus criou o seu estandarte real, desafiando todos os filhos e filhas de apóstata Adão, que de sua própria boca são proclamados rebeldes e traidores de sua coroa e dignidade; e, como contra tal ele decretou o campo, como a ferro e fogo, para que seja vingado sobre eles. Sim, ele dá o testemunho suficiente mundial da sua ira irado, pelo que dela que se revela do céu diariamente nos julgamentos realizados sobre os pecadores, e os muitos, mas de uma extensão de tempo, antes que eles possam mostrar o que a natureza têm pelo pecado atual , mas esmagado até a morte pelo pé justo de Deus, somente para o tipo viperous de onde provêm. Em cada porta, onde o pecado define seu pé, há a ira de Deus vem ao nosso encontro. Toda faculdade da alma, e membro do corpo, são usados como arma de injustiça contra Deus; assim que cada um tem a sua porção da ira, até a ponta da língua. Como o homem é pecador todo, assim ele é amaldiçoado por toda parte. Dentro e fora, alma e corpo, está escrito todos com desgraças e maldições, tão perto e completos, que não há espaço para o outro para interline, ou acrescentar ao que Deus escrita. William Gurnall.

 

Ver. 11-13. A idéia de justiça de Deus deve ter possuído grande vigor para tornar essa representação possível. Há alguns excelentes observações sobre a terra dele em Lutero, que, no entanto, muito tem vista para o fato de que o salmista apresenta diante de seus olhos esta forma de um Deus irado e vingador, principalmente com o objectivo de incrementar por sua consideração sua própria esperança, e paga muito pouco em conta a distinção entre o salmista, que apenas indirectamente ensina o que ele descreveu como parte de sua própria experiência interior, e do profeta: "o profeta leva uma lição de uma similitude humana grosseiro, a fim de que ele poderia inspirar terror até o ímpio para ele fala contra as pessoas estúpidas e endurecidos, que não apreender a realidade de um julgamento divino, do qual ele tinha acabado de falar;. mas eles podem, eventualmente, ser levado a considerar isso uma maior seriedade por parte do homem . Agora, o profeta não está satisfeito com o pensamento da espada, mas acrescenta a isso o arco, mesmo isso não satisfazê-lo, mas ele descreve como ele já está esticado, e tem como objectivo for tomada, e as setas são aplicadas a ele como aqui segue. Tão difícil, dura cerviz, e ousado são ímpios, que no entanto muitas ameaças podem ser instado contra eles, eles ainda vão ficar insensível. Mas nessas palavras que ele forçosamente descreve como a ira de Deus pressiona duro sobre os ímpios, embora nunca vai entender isso até que eles realmente experimentar. É também de notar aqui, que nós tivemos até assustadora um ameaçador e indignação contra o ímpio em nenhum Salmo antes deste; não tem o Espírito de Deus atacaram com tantas palavras. Em seguida, nos versos seguintes, ele também relata seus planos e propósitos, mostra como estas não serão em vão, mas deve voltar novamente sobre a sua cabeça. Assim que clara e manifestamente parece que a todos aqueles que sofrem errado e reprovação, como uma questão de consolo, que Deus odeia tais maldizentes e caluniadores acima de todos os outros personagens. EW Hengstenberg, em loc., 1845.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 11. O juiz, e as duas pessoas em cima do seu julgamento.

 

Ver. 11. (segunda cláusula). Presente de Deus, diária, constante e raiva veemente, contra os ímpios.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 12. Se ele não se converter, Deus afiará a sua espada. O que golpes são aqueles que serão tratados por esse longo braço erguido! A espada de Deus foi afiar sobre a pedra rotativo de nossa maldade diariamente, e se não se arrependerem, ele rapidamente vai cortar-nos em pedaços. Volta ou queimadura é única alternativa do pecador. Armou o seu arco e fez-lo pronto.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 11-12. Deus criou o seu estandarte real, desafiando todos os filhos e filhas de apóstata Adão, que de sua própria boca são proclamados rebeldes e traidores de sua coroa e dignidade; e, como contra tal ele decretou o campo, como a ferro e fogo, para que seja vingado sobre eles. Sim, ele dá o testemunho suficiente mundial da sua ira irado, pelo que dela que se revela do céu diariamente nos julgamentos realizados sobre os pecadores, e os muitos, mas de uma extensão de tempo, antes que eles possam mostrar o que a natureza têm pelo pecado atual , mas esmagado até a morte pelo pé justo de Deus, somente para o tipo viperous de onde provêm. Em cada porta, onde o pecado define seu pé, há a ira de Deus vem ao nosso encontro. Toda faculdade da alma, e membro do corpo, são usados como arma de injustiça contra Deus; assim que cada um tem a sua porção da ira, até a ponta da língua. Como o homem é pecador todo, assim ele é amaldiçoado por toda parte. Dentro e fora, alma e corpo, está escrito todos com desgraças e maldições, tão perto e completos, que não há espaço para o outro para interline, ou acrescentar ao que Deus escrita. William Gurnall.

 

Ver. 11-13. A idéia de justiça de Deus deve ter possuído grande vigor para tornar essa representação possível. Há alguns excelentes observações sobre a terra dele em Lutero, que, no entanto, muito tem vista para o fato de que o salmista apresenta diante de seus olhos esta forma de um Deus irado e vingador, principalmente com o objectivo de incrementar por sua consideração sua própria esperança, e paga muito pouco em conta a distinção entre o salmista, que apenas indirectamente ensina o que ele descreveu como parte de sua própria experiência interior, e do profeta: "o profeta leva uma lição de uma similitude humana grosseiro, a fim de que ele poderia inspirar terror até o ímpio para ele fala contra as pessoas estúpidas e endurecidos, que não apreender a realidade de um julgamento divino, do qual ele tinha acabado de falar;. mas eles podem, eventualmente, ser levado a considerar isso uma maior seriedade por parte do homem . Agora, o profeta não está satisfeito com o pensamento da espada, mas acrescenta a isso o arco, mesmo isso não satisfazê-lo, mas ele descreve como ele já está esticado, e tem como objectivo for tomada, e as setas são aplicadas a ele como aqui segue. Tão difícil, dura cerviz, e ousado são ímpios, que no entanto muitas ameaças podem ser instado contra eles, eles ainda vão ficar insensível. Mas nessas palavras que ele forçosamente descreve como a ira de Deus pressiona duro sobre os ímpios, embora nunca vai entender isso até que eles realmente experimentar. É também de notar aqui, que nós tivemos até assustadora um ameaçador e indignação contra o ímpio em nenhum Salmo antes deste; não tem o Espírito de Deus atacaram com tantas palavras. Em seguida, nos versos seguintes, ele também relata seus planos e propósitos, mostra como estas não serão em vão, mas deve voltar novamente sobre a sua cabeça. Assim que clara e manifestamente parece que a todos aqueles que sofrem errado e reprovação, como uma questão de consolo, que Deus odeia tais maldizentes e caluniadores acima de todos os outros personagens. EW Hengstenberg, em loc., 1845.

 

Ver. 12. Se ele não ligar, etc. Como alguns acreditam que uma briga Deus tem com homens ímpios? E isso não só com o solta, mas o formal e hipócrita também? Se nós fizemos tremia tanto para estar entre eles como estar em uma casa que está caindo; fossem feitos esforços para "salvar" nós "desta geração perversa." O apóstolo não seria assim se os esconjurou, assim estabelecido, então suplicou-los, se ele não tivesse conhecido o perigo da empresa ímpios. "Deus está zangado com os ímpios todos os dias"; seu arco é dobrado, as flechas estão na corda; os instrumentos para a sua ruína está tudo preparado. E é seguro para estar lá onde as setas de Deus estão prontos para voar sobre os nossos ouvidos? Como foi o medo apóstolo estar no banho com Cerinthus! "Saída", diz Deus por Moisés ", a partir das tendas de Coré, Datã e Abirão, para que não sejais consumidos em todos os seus pecados." Como têm as cestas de figos bons sofreram com o mau! Não é prejudicial para o ouro para estar com a escória? Lot tinha sido arruinada por seu bairro para os sodomitas se Deus não tivesse feito maravilhosamente para a sua libertação. Você vai colocar Deus para fazer milagres para salvar você de sua empresa ímpios? Ele está sendo perigosa na estrada com os ladrões, enquanto clamor da vingança de Deus está em suas costas. "Um companheiro dos tolos será destruído." Os próprios animais podem instruí-lo a consultar o melhor para sua segurança: as veados têm medo de um cervo perseguido feridos, e, portanto, para a sua conservação expulsou-o da sua empresa. Lewis Stuckley.

 

Ver. 12. Se ele não ligar, ele vai aguçar a sua espada, etc. O repassada da espada é, mas para dar uma borda mais aguçada que pode cortar o mais profundo. Deus está em silêncio, enquanto o pecador vai deixá-lo; mas quando a espada é whet, é para cortar; e quando o arco é dobrado, é para matar; e ai de que o homem, que é o alvo. William Secker.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 12. Veja "Sermões de Spurgeon:" Não 106. "Volta ou queimadura."

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 13. Até agora os longs seta sedentos para molhar-se com o sangue do perseguidor. O arco é dobrado, o objetivo é tomada, a seta está equipado para a cadeia, e qual o pecador, se a seta deve ser deixar voar a ti mesmo agora! Lembre-se, setas de Deus nunca perder a marca, e são, cada um deles, "instrumentos de morte." Julgamento pode demorar, mas ele não virá tarde demais. Disse provérbio grego: "O moinho de Deus mói tarde, mas mói a pó."

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 11-13. A idéia de justiça de Deus deve ter possuído grande vigor para tornar essa representação possível. Há alguns excelentes observações sobre a terra dele em Lutero, que, no entanto, muito tem vista para o fato de que o salmista apresenta diante de seus olhos esta forma de um Deus irado e vingador, principalmente com o objectivo de incrementar por sua consideração sua própria esperança, e paga muito pouco em conta a distinção entre o salmista, que apenas indirectamente ensina o que ele descreveu como parte de sua própria experiência interior, e do profeta: "o profeta leva uma lição de uma similitude humana grosseiro, a fim de que ele poderia inspirar terror até o ímpio para ele fala contra as pessoas estúpidas e endurecidos, que não apreender a realidade de um julgamento divino, do qual ele tinha acabado de falar;. mas eles podem, eventualmente, ser levado a considerar isso uma maior seriedade por parte do homem . Agora, o profeta não está satisfeito com o pensamento da espada, mas acrescenta a isso o arco, mesmo isso não satisfazê-lo, mas ele descreve como ele já está esticado, e tem como objectivo for tomada, e as setas são aplicadas a ele como aqui segue. Tão difícil, dura cerviz, e ousado são ímpios, que no entanto muitas ameaças podem ser instado contra eles, eles ainda vão ficar insensível. Mas nessas palavras que ele forçosamente descreve como a ira de Deus pressiona duro sobre os ímpios, embora nunca vai entender isso até que eles realmente experimentar. É também de notar aqui, que nós tivemos até assustadora um ameaçador e indignação contra o ímpio em nenhum Salmo antes deste; não tem o Espírito de Deus atacaram com tantas palavras. Em seguida, nos versos seguintes, ele também relata seus planos e propósitos, mostra como estas não serão em vão, mas deve voltar novamente sobre a sua cabeça. Assim que clara e manifestamente parece que a todos aqueles que sofrem errado e reprovação, como uma questão de consolo, que Deus odeia tais maldizentes e caluniadores acima de todos os outros personagens. EW Hengstenberg, em loc., 1845.

 

Ver. 13. Ele também tem preparado para ele os instrumentos de morte; e porá as suas flechas contra os perseguidores. Diz-se que Deus ordenou suas flechas contra os perseguidores; a palavra significa, como queimar com raiva e malícia contra os piedosos; e a palavra traduzida ordenado, significa Deus operou suas flechas; ele não vos atirar-los de forma aleatória, mas ele trabalha-los contra os ímpios. Illiricus tem uma história que pode muito bem ser um comentário sobre este texto em ambas as partes do mesmo. Um Felix, conde de Wartenber, um dos capitães do Imperador Charles o 5º, jurou na presença de mergulhadores no jantar, que, antes de morrer, ele iria montar até as esporas no sangue dos luteranos. Aqui era um que queimou em malícia, mas eis como Deus trabalha suas flechas contra ele; naquela mesma noite a mão de Deus tão impressionado, que ele foi estrangulado e sufocado com seu próprio sangue; para que ele não andava, mas banhado a si mesmo, não para as esporas, mas até a garganta, não no sangue dos luteranos, mas em seu próprio sangue antes de morrer. Jeremiah Burroughs.

 

Ver. 13. Ele ordena suas flechas, isto pode mais exatamente ser processado, "Ele faz suas flechas em chamas." Esta imagem parece ser deduzida a partir do uso de flechas de fogo. John Kitto, 1804-1854.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Nenhum.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 14. Em três imagens gráficas vemos a história da difamador. Uma mulher em trabalho de parto envolve a primeira metáfora.

 

Ele está com dores de iniqüidade. Ele é cheio de si, de dor até que ele possa realizá-lo, ele anseia para trabalhar sua vontade, ele está cheio de dores até a sua má intenção é executado.

 

Ele tem o mal concebida. Este é o original de seu projeto base. O diabo teve feitos com ele, e o vírus do mal está nele. E agora, eis a progênie dessa concepção profana. A criança é digno de seu pai, seu nome antigo era, "o pai da mentira", e o nascimento não vos desmentem o pai, por

 

ele produziu mentiras. Assim, uma figura é realizada com perfeição; o salmista agora ilustra seu significado por outro, retirado dos estratagemas do caçador.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 14. Eis que ele está com dores de iniqüidade, etc. As palavras expressam a concepção, o nascimento, transporte e aborto espontâneo, de uma trama contra David. Em que você pode considerar: â € "(1). O que seus inimigos fizeram. (2.) O que Deus fez. (3.) O que nós todos devemos fazer: "seus inimigos intenção de Deus prevenção, eo nosso dever; seus inimigos 'intenção, ele está com dores de iniqüidade, e travessuras concebeu; prevenção de Deus, ele trouxe uma mentira; nosso dever, Behold . .. Observe o agravamento do pecado, ele concebeu. ele não foi colocado em cima dele, ou forçados a isso: era voluntária. Quanto mais liberdade temos para não pecar, faz com que o nosso pecado maior. Ele não esta fez em paixão, mas a sangue-frio. A menos vontade, menos o pecado. Richard Sibbs.

 

Ver. 14. Ele está com dores de iniqüidade, e tem mal concebida. Todos nota que conceber é antes dores de parto, mas aqui dores de parto, como uma mulher em trabalho de parto, vai, em primeiro lugar; a razão disto é que os maus são tão furiosamente definir sobre o mal que eles maliciosamente intenção, que seria imediatamente agindo do mesmo se eles poderiam dizer como, mesmo antes de terem concebido por que meios; mas in fine dão à luz, mas uma mentira, ou seja, eles acham que seus próprios corações mentiu para eles, quando eles prometeram um bom sucesso, mas eles tinham o mal. Por sua pressa para perpetrar o mal é anunciado na palavra traduzida "perseguidores" ( Salmos 07:13 ), que signifieth adequadamente ardentes, queimando; isto é, com o desejo de fazer mischiefâ € "e este não admite atraso. Um notável lugar-comum, ambos estabelecendo o caso maldade dos ímpios, especialmente de tentar qualquer coisa contra o justo, para movê-los para repentanceâ € "que tens a Deus por teu inimigo em guerra contra ti, cuja força não podes Resista €" e o desejo cobiçoso de o ímpio, para o mal, mas sua concepção todos devem provar abortiva. J. Mayer, em loc.

 

Ver. 14. E trouxe à luz a falsidade. Todo pecado é uma mentira.

 

Agostinho.

 

Ver. 14. "entretenimentos da Terra são como os de Jael.

Sua mão esquerda me traz leite, sua direita, um prego."

 

Thomas Fuller.

 

Ver. 14-15. Cavaram uma cova para € EUA "e que o baixo, até Hella €" e são caído por si próprios.

 

"Nenhuma lei mais justa podem ser concebidas ou fez, do que agentes que do pecado cair por seu próprio comércio."

 

A ordem do inferno continua com os mesmos graus; embora dar uma porção maior, mas ainda uma proporção justa, de tormento. Estes convidados miseráveis estavam muito ocupados com as águas do pecado; Eis que agora eles estão na profundidade de um poço ", onde não há água." Mergulhos, que desperdiçado tantos tonéis de vinho, não pode agora adquirir água, não uma panela de água, não um punhado de água, nem uma gota de água, para resfriar a língua. Desideravit guttam, qui non dedit Micam. (Augustine Hom. 7) A justa recompensa! Ele não iria dar uma migalha; ele não terá uma gota. Pão tem fragmento de não menor do que uma migalha, a água não menos fração do que uma gota. Como ele negou o mínimo de conforto para Lázaro estar, de modo Lázaro não deve trazer-lhe o mínimo de conforto mortos. Assim, a dor pelo pecado responde o prazer do pecado ... Assim pecados condenáveis terão punições semblable; e como Agostinho da língua, de modo que podemos dizer de qualquer membro ... Se ele não vai servir a Deus em ação, deve servi-o com paixão. Thomas Adams.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 14-16. Ilustre por três figuras Os dispositivos e derrota dos perseguidores.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 15. Ele fez um buraco, e cavou-lo. Ele era astuto em seus planos, e diligente em seus trabalhos. Ele abaixou-se para o trabalho sujo de escavação. Ele não tinha medo de solo suas próprias mãos, ele estava disposto a trabalhar em uma vala se os outros podem cair nele. O que dizer coisas que os homens vão fazer para se vingar na piedosa. Eles caçam os homens bons, como se fossem animais irracionais; ou melhor, eles não vão dar-lhes a perseguição justa concedida à lebre ou a raposa, mas deve secretamente pegá-los, porque eles podem não executá-los para baixo, nem derrubá-los. Nossos inimigos não vai nos encontrar para o rosto, para que eles nos temem tanto quanto eles fingem que nos desprezam. Mas vamos olhar para o fim da cena. O versículo diz, ele

 

caiu na cova que fez. Ah! lá está ele, vamos rir de sua decepção. Lo! ele próprio é a besta, ele tem caçado sua própria alma, e com a perseguição trouxe-lhe uma vítima considerável. Aha, aha, assim deveria ser sempre. Vem cá e se alegrarão com este caçador aprisionado, este mordedor que tenha mordido a si mesmo. Dê-lhe sem piedade, pois será desperdiçado em tal miserável. Ele é, mas com razão e ricamente recompensado por ser pago na sua própria moeda. Ele lançado fora o mal de sua boca, e ele caiu no seu seio. Ele estabeleceu a sua própria casa em chamas com a tocha que acendeu a queimar um vizinho. Ele enviou um pássaro sujo, e voltou ao seu ninho.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 14-15. Cavaram uma cova para € EUA "e que o baixo, até o inferno â €" e são caído por si próprios.

 

"Nenhuma lei mais justa podem ser concebidas ou fez, do que agentes que do pecado cair por seu próprio comércio."

 

A ordem do inferno continua com os mesmos graus; embora dar uma porção maior, mas ainda uma proporção justa, de tormento. Estes convidados miseráveis estavam muito ocupados com as águas do pecado; Eis que agora eles estão na profundidade de um poço ", onde não há água." Mergulhos, que desperdiçado tantos tonéis de vinho, não pode agora adquirir água, não uma panela de água, não um punhado de água, nem uma gota de água, para resfriar a língua. Desideravit guttam, qui non dedit Micam. (Augustine Hom. 7) A justa recompensa! Ele não iria dar uma migalha; ele não terá uma gota. Pão tem fragmento de não menor do que uma migalha, a água não menos fração do que uma gota. Como ele negou o mínimo de conforto para Lázaro estar, de modo Lázaro não deve trazer-lhe o mínimo de conforto mortos. Assim, a dor pelo pecado responde o prazer do pecado ... Assim pecados condenáveis terão punições semblable; e como Agostinho da língua, de modo que podemos dizer de qualquer membro ... Se ele não vai servir a Deus em ação, deve servi-o com paixão. Thomas Adams.

 

Ver. 15. Ele fez um buraco, e cavou-lo. A prática de fazer armadilhas era antigamente não só empregado para enganarem os animais selvagens, mas também foi um estratagema usado contra homens pelo inimigo, em tempo de guerra. A idéia, portanto, refere-se a um homem que, depois de ter feito tal poço, seja para homem ou animal, e cobriu-o de modo completamente para disfarçar o perigo, ele próprio tinha inadvertidamente pisar em sua própria armadilha, e cair no poço ele tinha preparado para outro. Pictorial Bíblia.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 14-16. Ilustre por três figuras Os dispositivos e derrota dos perseguidores.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 16. A haste que ele levantou no alto, feriu sua própria volta. Ele atirou uma seta para cima, e ele voltou sobre a sua cabeça. Ele atirou uma pedra na outra e veio para baixo sobre o seu crânio. Maldições são como galinhas jovens, eles sempre voltam para o poleiro. Ashes sempre voar de volta na cara dele que os lances. "Visto que amou a maldição, que ela lhe sobrevenha." ( Salmos 109: 17 .) Como muitas vezes tem sido esse o caso nas histórias de ambos os tempos antigos e modernos. Homens queimaram seus próprios dedos quando eles estavam esperando para marcar seu vizinho. E se isso não acontecer agora, será daqui em diante. O Senhor fez com que os cães a lamber o sangue de Acabe no meio da vinha de Nabote. Mais cedo ou mais tarde, as más ações de perseguidores sempre saltou para trás em seus braços. Assim será no último grande dia, quando dardos inflamados de Satanás será toda tremeu em seu próprio coração, e todos os seus seguidores devem fazer a colheita que eles próprios semearam.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 16. Que a maioria dos comentadores espirituoso, velho mestre Trapp, conta a seguinte história notável, na ilustração deste verso: â € "Isso foi um exemplo notável do Dr. Story, que, escapando da prisão no dia da rainha Elizabeth, tem para Antuérpia, e não pensar-se fora do alcance da haste de Deus, ele conseguiu comissão sob o duque de Alva para pesquisar todos os navios que vêm para lá para livros ingleses. Mas um Parker, um comerciante Inglês, a negociação para Antuérpia, colocou sua justa laço (diz nosso cronista), para travar este pássaro sujo, causando aviso segredo para ser dado a Story, que, em seu navio foram lojas de livros heréticos, com outra inteligência que possam suportá-lo no lugar. O canonista conceber que estava tudo muito certo, se apressou para o navio, onde, com a aparência muito grandes sobre os marinheiros pobres, cada cabine, peito e canto acima de bordo foram pesquisados, e algumas coisas encontradas para atraí-lo mais adiante: para que as escotilhas devem ser abertas, o que parecia ser a contragosto feito, e grandes sinais do medo foram apresentados pelos seus rostos. Este contou com a Doctor a descer para o porão, onde agora na armadilha do rato pode muito bem roer, mas não podia sair, para as escotilhas foram para baixo, e as velas içadas até que, com um vendaval alegre, foram fundidos em Inglaterra, onde dentro em breve, ele foi acusado e condenado por alta traição e, consequentemente, executado em Tyburn, como ele bem deserven.

 

Ver. 16. A história do touro de Phalaris, inventado para o tormento dos outros, e servindo depois para si mesmo, é notório na história pagã ... Foi um julgamento voluntário que Arcebispo Cranmer infligido em si mesmo quando ele empurrou naquela mesma mão no fogo, eo queimou, com a qual ele havia assinado com os artigos papistas, que clama: "Oh, minha mão direita indigno!" mas quem vai negar que a mão do Todo-Poderoso também estava preocupado nele? William Turner em "julgamentos divinos por meio de retaliação ", 1697.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 14-16. Ilustre por três figuras Os dispositivos e derrota dos perseguidores.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 17. Conclui-se com o contraste alegre. Neste todos esses Salmos são acordados; todos eles exibem a bem-aventurança dos justos, e fazer suas cores mais brilhante em contraste com as misérias do maligno. A jóia brilhante brilha em uma folha preta. Louvor é a ocupação do, seu trabalho eterno divino, e seu presente prazer. Cantar é a personificação de montagem para louvor, e, portanto, fazer os santos fazem melodia diante do Senhor Altíssimo. A única caluniado é agora um cantor: sua harpa era unstrung por muito pouco tempo, e agora nós deixá-lo varrer seus acordes harmoniosos, e voando sobre a sua música para o terceiro céu de adorar louvor.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 17. Para bendizer a Deus por misericórdia é a maneira de aumentá-los; abençoá-lo para misérias é a maneira de removê-los: há boas vidas tão longas como a que está felizmente melhorada; nenhum mal morre tão cedo como o que é paciência. William Dyer.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 17. A excelente dever de louvor.

 

Ver. 17. Ver o versículo em ligação com o objecto do Salmo,

fonte www.avivamentonosul.com