Translate this Page

Rating: 3.0/5 (902 votos)



ONLINE
2




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


chave para o avivamento oraçaõ
chave para o avivamento oraçaõ

 

                         

                                                     Oração "a chave do avivamento"

                                           artigo Paul Yong Cho

 

 Paul Yong Cho"em 1983, o rol de membros da nossa igreja já se aproxima dos 400.000. Com o ritmo de crescimento que estamos experimentando, até o final de 1984 teremos ultrapassado 500.000 membros ativos.            Como é que uma igreja pôde crescer tanto?            Será que este avivamento pode ocorrer em outros países?            Creio firmemente que pode haver avivamento em qualquer lugar, desde que as pessoas se entreguem à oração.            E é exatamente por isso que escrevo este livro, porque creio no avivamento e na renovação espiritual. A história tem mostrado que o segredo de todos os avivamentos que ocorreram na igreja através dos tempos é a oração.      

  Antes mesmo do nascimento da igreja, que ocorreu no dia de Pentecostes, Lucas escrevia: “ E (os discípulos) estavam sempre no templo, louvando a Deus ”. ( Lc 24. 54. ). E ele mesmo explicita mais o que os discípulos estavam fazendo: ”Todos estes perseveravam unânimes em oração... “ ( At 1.14. ). Assim a igreja nasceu quando estavam concentrados em oração, e o Espírito desceu obre eles.

 A era missionária da Igreja iniciou-se quando o Espírito Santo revelou à liderança dela, reunida em Antioquia, que deveriam enviar a Bernabé e a Saulo. Mas ele só fez isso depois que o grupo já estava em oração e jejum havia algum tempo.

Martinho Lutero não estava satisfeito com a religiosidade de seu tempo. Sentia uma profunda necessidade de maior espiritualidade, e isso o levou a passar mais tempo em oração, quando era professor de Teologia na Universidade de Wittenberg. Certo dia, no final de 1512, ele se trancou numa sala da torre do Mosteiro  Negro e ficou a orar sobre as verdades que estava descobrindo na Bíblia. E foi após esse período de oração e estudo bíblico que surgiu a Reforma. E esse movimento recuperou para nós a verdade bíblica da justificação pela fé. O homem não podia mais realizar obras para se salvar; a salvação era um dom de Deus, mediante a fé.

Depois que o fogo do avivamento que varrera toda a Europa começou a estinguir-se, surgiu o Iluminismo. E assim que esse novo movimento teve início, nas esferas das artes, atingindo todos os setores da sociedade européia, houve também um ressurgimento do conceito pagão acerca do valor supremo do homem. A razão passou a ser o padrão de aferição da verdade e da realidade, e a fé pareceu perder sua importância. Precisava-se de uma nova operação do Espírito Santo.

John Wesley, filho de um pastor anglicano da cidade de Epworth, Inglaterra, sentia-se bastante insatisfeito com a condição espiritual da Igreja da Inglaterra. Comovia-se profundamente com a grande miséria dos poderes que havia acorrido para as grandes cidades, e ali viviam em condições deploráveis. Na noite de 24 de maio de 1738, às quinze para as nove, John Wesley teve uma genuína experiência de conversão, quando ouvia a leitura do comentário de Lutero sobre a Epístola aos Romanos. Naquele momento, ele nasceu de novo. Depois disso, começou uma período de oração e jejum junto com seu irmão Charles, e com George Whitfield. Mas a Igreja da Inglaterra  fechou suas portas para ele, e então passaram a pregar para as multidões, não apenas na Grã Bretanha, mas também na América. Milhares e milhares de pessoas acorriam para ouvir a pregação deles, uma ungida pregação da Palavra de Deus. Isso deu como resultado o avivamento metodista, que alcançou o mundo todo.

Mas no século XIX, a igreja protestante outra vez se desviou do curso traçado pelos primeiros reformadores, e mergulhou na onda da “alta crítica “. E as conseqüências foram que o povo começou a abandonar as igrejas tradicionais, mas não  para se transferirem para outras igrejas, não; eles simplesmente ficavam em casa. No final do século, Deus chamou evangelistas como Charles Funney, Dwight L.Moody e R. A. Torrey. Esses homens pregaram com grande unção do Espírito Santo, estimulados por período de constante oração e jejum.

Quando o século XX iniciou, a atmosfera espiritual estava novamente em ascensão. Eo Espírito Santo desceu de novo, dessa vez em Los Angeles, em 1905. Alguns crentes das igrejas metodistas e Holiness estavam jejuando e orando, e o Espírito Santo veio sobre eles, como havia acontecido no segundo capítulo do livro de Atos. E os que ali estavam reunidos receberam do Espírito o dom de línguas. Esse avivamento, que mais tarde recebeu o nome de Pentecostalismo, espalhou-se pelo mundo todo.

Agora estamos no final do século XX. Muitos crentes pentecostais ou carismáticos (pessoas que são membros de igrejas tradicionais, mas que exercitam o dom de línguas) estão percebendo que o mesmo secularismo penetrou em muitas das igrejas. O que a Igreja precisa hoje é de um novo derramamento do Espírito Santo. O que poderá ocasionar um avivamento, que, por sua vez, poderá salvar o mundo de uma destruição e extermínio total? A reposta é um novo apelo à oração.

Em nenhum outro momento da história do mundo moderno houve a expansão da influência satânica como se observa hoje. O abismo do inferno está vomitado sobre a terra toda a sua imundície: assassinatos, estupros, pornografia, desordem, e etc. Assim como a pregação dos irmãos Wesley salvou a Inglaterra de mergulhar numa revolução como a que a França experimentou no século XVIII, assim também um novo avivamento poderá trazer as mudanças sociais e políticas de que o mundo precisa para evitar a destruição e a  calamidade universal.Por isso, este livro é muito importante para você, leitor, e para todos aqueles a quem você possa influenciar. Já que começou a lê-lo, suponho que está interassado em oração.

Estou certo de que a razão por que o Espírito Santo o levou a ler este livro é que você já sabe que precisa orar. Meu objetivo aqui é narrar algumas experiências de minha vida pessoal e de meu ministério, para que você se sinta motivado a orar.Gostaria de mostrar também por que devemos orar, como e quando orar. Para entendemos isso, precisamos conhecer os diversos tipos de oração existentes.

Qual é a relação entre oração e jejum? É importante orar em língua estranha?Acredito sinceramente que, depois de ler o livro, ninguém poderá ser o mesmo de antes. Suas orações terão mais poder! Haverá uma mudança visível em sua vida! Seu ministério cristão será bem mais eficiente!Baseio-me numa premissa muito simples. Essa premissa é a seguinte: “Deus não tem predileção por nenhum dos seus filhos. Uma coisa que foi benção para mim, também poderá ser para você.” Um fato que deu poder à vida de homens como Lutero, Wesley, Finney e Moody também pode dar poder a sua, quer seja você um pastor ordenado ou uma dona-de-casa. No que diz respeito à oração, nosso nível cultural e nossa posição na vida não fazem a menor diferença. Se Deus operou através de homens e mulheres no passado, pode operar hoje por seu intermédio.Uma das grandes mentiras de Satanás é a de que não temos tempo para orar. Entretanto, todos nós temos muito tempo para comer, dormir e respirar. Quando compreendermos que a oração é tão importante quanto dormir, comer e respirar, ficaremos admirados ao constatar quanto tempo dispomos para oração.

Ao ler este livro, por favor, procure orar acerca de cada um de seus capítulos. Os fatos que estão contidos nas páginas que se seguem não são mera informação; são mais que isso. Também procurei não apresentar simples fórmulas. O que tento transmitir está calcado em vinte e sete anos de experiência de oração vitoriosa, já que tenho visto a oração obter resultados definidos e específicos.Também tenho total e completa confiança no Espírito Santo, que foi quem levou você a pegar este livro. Por isso, peço que continue a ler sempre em espírito de oração.(notas,oração"a chave do avivamento Paul y. Chou,1985,prefacio de sua obra,ed.vida). 

 

 

                                         A Prática da Oração

      Artigo do Prefacio oração "a chave do avivamento Paul Yong Cho".

 

Paul Yong Cho" cristianismo chegou à Coréia de uma forma bem significativa. Pela providencia de Deus, não veio como uma força imperialista, mas por intermédio de dois missionários americano, pessoas profundamente espirituais. Muitas vezes, parece que o inicio de um movimento influencia bastante o futuro desenvolvimento dele. Foi o que sucedeu com a introdução do evangelho nesse país.Em 1882, foi assinado um acordo entre a Coréia e os Estados Unidos que significou abertura de “ novas portas “ para o trabalho missionário, por onde as igrejas dos Estados Unidos desejavam muito penetrar. Paul Yung cho"em 1884, a Junta Presbiteriana do Norte transferiu seu missionário Dr. H. N. Allen, que estava na China, para a Coréia. No ano seguinte, foram apontados os dois primeiros missionários para este país, e o Ver. Horace G. Underwood, presbiteriano, e o Ver. H.. G. Applenzeller, metodista. Esses dois homens tiveram um importante impacto sobre o futuro e desenvolvimento do Cristianismo na Coréia do Sul.

Paul Yong Cho"desde o início, as igrejas coreanas foram eminentemente nacionais, já que era dirigidas, sustentadas e desenvolvidas por pastores do país. Ao descrever o sucesso desse método, o Dr. Underwood escreveu o seguinte: “ Desde o início do trabalho, Deus, em sua providência, nos orientou para que adotássemos métodos que tem sido considerados singulares por algumas pessoas. Mas, na verdade, são métodos que tem sido adotados por inúmeros missionário em diversas partes do mundo. A única característica peculiar aqui é que tem sido seguido por quase todos os missionários.

Paul Yong Cho"um dos aspectos mais importantes da igreja coreana no início, foi que os membros se reuniam para orar todos os dias, pela manhã. Em 1906, irrompeu um avivamento. Aqueles crentes se reuniam na Igreja Presbiteriana de Pyongyang, que hoje é a capital da Coréia do Norte. Quando oravam o Espírito Santo desceu sobre eles e puseram confessar seus pecados, pessoas se convertiam em toda a parte.

Paul Yong Cho"quando iniciei meu ministério pastoral em 1958, fui trabalhar em Dae Jo Dong, um lugarejo pobre nas extremidades de Seul. Armei ali uma barraca velha, que fora do exército dos Estados Unidos, e me pus a pregar. Lembro-me muito bem de que morava na própria barraca, e passava as noites em oração. Nas frias noites de inverno, eu me cobria com diversos cobertores , e ficava a orar durante muitas horas, deitado perto do púlpito. Pouco depois, outros membros de nossa pequena igreja passaram a orar comigo. Em pouco tempo, já havia mais de cinqüenta pessoas passando a noite toda em oração. Foi assim que iniciei o meu ministério.

Paul Yong Cho'e foi nessa fase de formação espiritual  que aprendi o que era o ministério de intercessão. Embora eu vá abordar aqui essa faceta especial da oração, é importante compreendermos que nossa intercessão  deve ser, em primeiro lugar, em favor do povo de Deus, em seguida por nossa nação, e, por último, por nós mesmos.Aprendemos não apenas a orar, mas também a viver em oração. Jesusordenou que orássemos sem cessar. Mas é impossível para quem não está interessadoem avivamento. Quem tem no coração aquele anseio de que almas sejam salvas e de que sua pátria se converta a Deus deve ter a oração como um imperativo.

Paul Yong Cho"nossa reunião de oração tem início às cinco horas da manhã, e isso não se dá apenas na nossa igreja, mas na maioria das igrejas coreanas. Geralmente oramos uma ou duas horas, e só depois desse período de oração é que começamos as tarefas da nossa vida, aprendemos também a nos deitar cedo. Às sextas-feiras, passamos noite todaem oração. Muitos dos que nos visitam ficam surpresos ao verem a igreja lotada para essas reuniões noturnas.

Paul Yong Cho"no domingo, temos um momento de oração antes de cada um de nossos sete cultos. Fico bastante chocado quando visto igrejas que promovem reuniões de cunhos sociais antes dos cultos de domingo. Quando cada crente vem para a igreja já com uma atitude de oração, e se põe a orar silenciosamente antes do culto do culto, os resultados são bem mais positivos. É por isso que temos a santa e poderosa presença Deus em nossas reuniões. E antes mesmo que eu me levante para pregar, os pecadores são convencidos de pecado pelo o Espírito Santo . E o espírito de oração que existe em nosso meio mantém o coração dos crentes aberto para as verdades da Palavra de Deus.

Paul Yong Cho"os crentes fazem reuniões de oração durante os cultos do domingo. E o rumor das orações de milhares de crentes coreanos me lembra o fragor trovejante de um a grandiosa cachoeira. “ Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão...”( Ap14.2 ).Pastores que nos visitam e pregam em nosso púlpito ficam admirados com o poder do Espírito Santo que sentem em nossos cultos. Certo pastor americano disse-me:- Dr. Cho, Deus está neste lugar. Estou sentindo sua presença.E com lagrimas a lhe escorrerem pelo rosto afirmou que nunca tinha experimentado a presença do Espírito Santo em tamanha intensidade.

Paul Yong Cho"originalmente, o nosso “ Monte da Oração “ fora comprado para ser o cemitério da igreja. Entretanto, na época da construção de nosso templo atual, na Ilha Yoido, estávamos passando por grandes provações, e alguns crentes começaram a ir até lá para jejuar e orar. Hoje, esse local é uma “ Cidade da Oração “, com um imenso auditório com capacidade para dez mil pessoas. Além dele existem outras capelas para oração. Na encosta do monte, temos “ grutas de oração “. São cavernas que cavamos diretamente na montanha, onde podemos ter total privacidade em oração. Eu tenho minha própria gruta, aonde vou freqüentemente. Muitos dos problemas que enfrentamos na nossa igreja foram solucionados naquele cantinho de oração, no “ Monte da Oração “.

Paul Yong Cho"houve uma ocasião em que havia cerca de vinte mil pessoas jejuando e orando no   “ Monte da Oração “. Mas normalmente são três mil pessoas nos dias de semana e dez mil nos finais de semana.Por que tantas pessoas vão ao “ Monte da Oração “para jejuar e orar ? Será que nossos crentes não têm coisa melhore para fazer?  Minha resposta para essa pergunta é simples e direta.

Paul Yong Cho"se você ou um membro de sua família estivesse com câncer, e soubesse que há cura, não faria o que fosse necessário para obter a cura? Pois há inúmeras pessoas sofrendo dos cânceres físicos e espirituais. Descobrimos que as riquezas materiais não nos proporcionam a felicidade e a satisfação que pensávamos que teríamos. A solução para os problemas físicos e espirituais é a cura. Já percebemos que as nossas necessidades pessoais são resolvidas em uma cidade totalmente dedicada à oração e ao jejum. É por isso que tantas pessoas vêm aqui.

Paul Yong Cho"as raízes espirituais dos crentes coreanos estão ligadas aos Estados Unidos. Nós também somos um povo muito leal. Reconhecemos que os Estados Unidos nos salvaram da grande opressão japoneses e nos salvaram de uma invasão comunista, ao norte. E portanto milhares de crentes coreanos vão ao “ Mote da Oração “ para orar por milhares de pedidos que nos vêm, procedentes do nossos escritórios em de Nova Yorque.Muitas pessoas assistem a nossos programas de televisão nos Estados Unidos e em outros lugares, e escrevem para nossa sucursal em Nova Yorque.  Nosso pessoal ali envia esses pedidos de oração para nós. Eu, pessoalmente, oro pelo maior número de pedidos possível, geralmente pelos mais graves. Depois, assim que são liberados de minha mesa, são levados para a plataforma do templo e colocados num local especial junto ao púlpito. E então, no domingo, mais de trezentas mil pessoas oram por estes pedidos. Eles são traduzidos em coreano e levados para o “ Mote da Oração “ . Cada um dos pedidos é entregue aos nossos experientes “guerreiros da oração “, que oram e jejuam até receberem o testemunho do Espírito Santo de que o pedido foi atendido.

Paul Yong Cho"recebi uma carta de uma senhora de Texas que dizia o seguinte: “ O senhor não sabe o quanto me ajudou. É maravilhoso poder apoiar-me na fé que Deus lhe deu. Sempre escrevo meus pedidos de oração com lágrimas de emoção pelo peso que Deus colocou em seu coração em favor da América. Por favor, continue a orar por nós. “ Outra pessoa escreveu-nos a respeito do momento exato em que estávamos orando por ela. “ A cura se deu na hora em que meu companheiro de oração, da Coréia, chegou ao trono de Deus em meu favor.” Os testemunhos são muitos, e não seria possível mencioná-los todos neste capítulo, mas a verdadeira extensão das bênçãos obtidas com as orações intercessórias do   “   Mote da Oração “ só será conhecida na eternidade.

Paul Yong Cho'não me é muito fácil falar de minha prática devocional pessoal. Geralmente isso fica entre me e o Senhor. Mas o objetivo de estimular o leitor à oração, mencionarei alguma coisa sobre minha comunhão com Deus e minhas orações.Em geral, acordo entre 4:30 e 5:00 horas da manhã. Antes eu me levantava mais  cedo, quando dirigia nossas reuniões de oração matutinas.

Paul Yong Cho"começo meu momento devocional louvando e agradecendo a Deus pela grande bênção que ele significa para mim. Também o louvo por tudo que tem feito por minha família, tenho tantas coisas para agradecer-lhe, que esse momento de louvor é bastante longo.Depois, ponho-me a interceder. Oro pelo nosso presidente e outras autoridades do governo. Oro pela nação, para que o Anjo do Senhor proteja nosso país das forças satânicas desejam destruí-lo. Lembro-me também dos meus colegas na obra do Senhor. Oro também pelos nossos diversos programas missionários, principalmente es do Japão e Estados Unidos. Em seguida, apresento a Deus em oração minha esposa e três filhos. E antes mesmo que me dê conta, já se passou muito tempo de minha hora de oração.

Paul Yong Cho"na maioria das vezes, não sei quais são as necessidades de cada pessoa por quem oro, o por isso tenho que confiar em que o Espírito Santo me oriente. É por isso que passo grande parte do tempo orando em língua espiritual. O Espírito Santo conhece a mente de Deus, e sabe discerni a vontade dele para cada indivíduo e situação. Portanto quando oro no Espírito, posso ter certeza de que estou orando exatamente em harmonia com a vontade dele.

Paul Yong Cho"antes que eu o perceba, já se esgotou a hora. Depois de orar, sinto-me capaz de enfrentas os desafios e oportunidades  que o dia me apresentará. Sendo pastor de uma igreja de quase 500.000 membros ( em 1983 ) e tendo um amplo ministério internacional, não seria capaz de fazer tudo que tenho de realizar se não passasse no mínimo uma hora em oração todas as manhãs.Se eu simplesmente me levantasse e já começasse as atividades diárias sem dedicar à oração o tempo que dedico, só poderia depender de meus recursos pessoais, entretanto, depois de passar algum tempo em oração, posso confiar nos ilimitados recursos de que Deus dispõe.

Paul Yong Cho"geralmente, tenho muitos problemas para resolver no decorrer de dia. E sempre oro antes de fazer ou dizer qualquer coisa. Essa é a diferença entre agir e reagir. Estudando a vida de Cristo, observo que ele sempre agia e nunca reagia. Reagir implica em permitir que as pessoas, situações e circunstâncias ganhem o controle de tudo. Agir implica em estar no controle da situação. Até mesmo quando Cristo estava sendo julgado perante Pilatos, o governador romano, era Ele quem estava no controle das circunstâncias.

Paul Yong Cho"o que faço para não reagir às situações, é procurar descobrir qual é a intenção de Deus para cada situação que se me apresenta. Vivendo constantemente em oração, sei que tenho a mente de Cristo. Assim, quando tomo uma decisão sei que ela é da vontade de Deus e fico firme, na certeza de que estou agido como Deus agiria.Na parte da tarde, fico a sós com meu querido Senhor e Salvador Jesus Cristo. E passo algum tempo em comunhão com Ele, parece-me que ultimamente Ele me tem afastado um pouco das atividades. Ele quer passar mais tempo a sós comigo. Sei que, se atender ao desejo dEle, Ele me dará tempo suficiente para atender às minhas responsabilidades como pastor da maior igreja do mundo. Às vezes ouço-o chamar-me no meio das atividades do dia, e tenho que atender. Nunca sei quando vou ser afastado momentaneamente do trabalho entre o seu povo, para me dedicar somente a Ele. Entretanto, sei o que tem a primazia para mim. A dedicação a Ele vem antes de meu trabalho para seu povo.

Paul Yong Cho"antes de subir ao púlpito para pregar, tenha que passar pelo menos duas horas em oração. Quando vou pregar no Japão, como faço todos os meses, tenho que passar pelo menos de três a cinco horas em oração. Como sempre prego em japonês, sinto com muita nitidez a grande oposição espiritual que tem impedido essa nação de experimentar um avivamento. Talvez muitos não saibam disso, mas nunca houve um avivamento no Japão. Numa população de cento e vinte milhões, existem apenas algumas centenas de milhares de crentes no país. Portanto, tenho que passar todo este tempo em oração, para conseguir impedir a ação das forças espirituais do mal, e preparar meu coração para o ministério da Palavra. Com uma comunhão tão intensa, não disponho de tempo para dedicar à convivência com outros crentes, como certamente gostaria de fazê-lo. Entretanto, tenho que atender ao meu chamado como servo de Cristo. E para exercer meu ministério com eficiência, tenho que dedicar minha vida à oração.

Paul Yong Cho"quando prego nos Estados Unidos. Não sinto a mesma oposição espiritual maligna que encontro no Japão. Assim sendo. Posso dedicar à oração apenas duas horas. Antes de pregar. Na Europa, passo apenas duas ou três horas em oração e meditação.Os pastores e evangelistas estão sempre me perguntado o que podemos fazer para obter em suas igrejas o mesmo crescimento que estamos acostumados a ter na Coréia. Contudo, logo após os cultos, eles saem para jantar fora e passam muitas horas na companhia de outras pessoas. Pela manhã estão por demais cansados para orar.    Espero que aqueles que amam a Deus passem a levar a sério à idéia de um avivamento, para que acertem com seriedade sua prática na oração.

Paul Yong Chou"em nossa igreja, a Igreja do Evangelho Pleno de Yoido, em Seul, instruímos os novos convertidos a respeito da oração. Contudo, se eu não orasse, eles não orariam também. Já que a maioria de nossos convertidos chega ao conhecimento de Cristo através dos vinte mil mini grupos ( grupo familiar ou células ), ali mesmo recebem ensinamentos com relação à suprema importância da oração.Há alguns anos atrás. Cheguei à conclusão de que não poderíamos encarar o avivamento que ora experimentamos em grande seriedade. Tendo estudado a história da Igreja, eu aprendera que um avivamento não somente é iniciado pela oração, mas também é mantido pela constância nela. Nos avivamentos que os crentes ocidentais experimentaram, depois de alguns anos, as pessoas começaram a encarar aquela bênção como uma coisa normal, corriqueira. O que acontece é que se esquece do próprio fator que deu origem ao avivamento, a oração. Assim que interrompem a oração ardorosa e contínua, o despertamento perde seu ímpeto, e só resta o impulso do passado.

Paul Yong Cho"o que quero dizer quando falo em ímpeto e impulso num avivamento? Um automóvel é um exemplo perfeito da operação desses dois princípios. O ímpeto é a força gerada no carro quando pressionamos o acelerador. Quando essa força, o carro permanece em movimento. Contudo, quando retiramos o pé do acelerador o ímpeto, ou a força deixa de  operar, mas o veículo continua em movimento. O que faz o automóvel rodar sem a força? Esse movimento do carro é provocado pelo impulso. O movimento ocasionado ao veículo pelo impulso é diferente do que é provocado pelo ímpeto. O impulso do carro não mantém o movimento, assim, eventualmente, o carro irá parar.

Paul Yong Cho"quando o Espírito Santo opera um avivamento em resposta à oração, é preciso que o ímpeto do despertamento seja mantido para que ele continue. Se a oração for negligenciada, o avivamento deixará de ter o ímpeto, e será conduzido apenas pelo impulso. E por fim aquela visitação especial de Deus terminará, continuando apenas como um monumento ao passado.Em nossa igreja, estamos totalmente comprometidos com a busca do avivamento e o crescimento da igreja até a segunda vinda de Jesus Cristo.Em 1982, ganhamos para o Senhor 110 mil pessoas. Desses, só conseguimos absorver em nosso meio cerca de sessenta mil. Assim sendo, demos às outras igrejas evangélicas um total de cinqüenta mil novos membros.

Paul Yong Cho"em 1983, tivemos um total de cento e vinte mil novos convertidos. Porque tantas pessoas são salvas numa só igreja? É que já percebemos a importância de se cultivar e manter uma vida de oração. Se pararmos de orar, o avivamento desvanecerá. Se continuarmos a orar, acredito que toda a Coréia pode ser salva.Estou firmemente convencido de que esse mesmo tipo de avivamento pode ocorrer em sua igreja, leitor. Não existe campo difícil demais para o Espírito Santo. Não há igreja que esteja totalmente morta. Não existem países fechados para o Evangelho. O segredo de tudo é a oração.(notas,oração"a chave do avivamento,Paul Yong Cho,prefacio)

 

MAIS ASSUNTOS:WWW.PENTECOSTALTEOLOGIA.BLOGSPOT.COM