Translate this Page

Rating: 3.0/5 (946 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Comentario biblico da carta de Pedro (1) cap.5
Comentario biblico da carta de Pedro (1) cap.5

                  Comentario bíblico de primeira Pedro cap .5

 

Introdução

Este capítulo engloba os seguintes temas:

 

exortação I.An aos anciãos das igrejas para ser fiel aos rebanhos comprometidos com sua carga, 1 Pedro 5: 1-4.

 

exortação II.An para os membros mais jovens da igreja para evidenciar toda a submissão adequada para aqueles que eram mais velhos; para ocupar a estação em que foram colocados com um espírito tornando-se, lançando todos os seus cuidados de Deus, 1 Pedro 5: 5-7.

 

III.An exortação para ser sóbrios e vigilantes, tendo em conta os perigos que os cercam, e as artes e poder de seu grande adversário, o diabo, e especialmente para suportar com paciência as provas a que foram submetidos, em comum com a sua irmãos cristãos em outros lugares, 1 Pedro 5: 8-11.

 

IV.Salutations, 1 Pedro 5: 12-14.

 

verso 1

Os anciãos que estão entre vós, exorto - A palavra significa "mais velhos", corretamente, "aquele que é velho", mas é frequentemente usada no Novo Testamento como aplicável aos oficiais da igreja; provavelmente porque pessoas com idade estavam na primeira comumente nomeados para esses cargos. Veja Atos 11:30, nota; Atos 14:23, nota; Atos 15: 2, nota. Há, evidentemente, uma alusão aqui para o fato de que essas pessoas foram seleccionados em função da sua idade, porque nos versos seguintes (1 Pedro 5: 4) os endereços apóstolo particularmente os mais jovens. É digno de nota, que ele aqui se refere apenas a uma classe de ministros. Ele não fala de três "ordens", de "bispos, sacerdotes e diáconos;" e as provas da passagem aqui é bastante forte de que não havia tais ordens nas igrejas da Ásia Menor, a que esta carta foi dirigida. Também é digno de nota, que a palavra "exortar" é usado aqui. A linguagem que Pedro usa não é a de comando popa e arbitrária; é que de exortação cristã gentil e suave. Compare as notas em Philemon 1: 8-9.

 

Quem sou ancião - grego: "um companheiro de presbítero," (συμπρεσβύτερος palavra sumpresbuterosThis ocorre em nenhum outro lugar no Novo Testamento Isso significa que ele era um co-presbítero com eles; e ele torna este um dos motivos de sua exortação. . para eles, ele não colocá-lo no chão de sua autoridade apostólica, ou instá-lo porque ele era o vigário de Cristo, ou porque ele era o cabeça da igreja, ou porque ele tinha qualquer preeminência sobre os outros de qualquer maneira . ele teria usado essa linguagem se tivesse sido o "cabeça da igreja" na terra? será que ele se supunha que a distinção entre apóstolos e outros ministros era para ser perpetuado? será que ele se ele acreditava que havia para ser diferente ordens do clero? toda a deriva dessa passagem é adversa a tal suposição.

 

E testemunha dos sofrimentos de Cristo - Peter era realmente uma testemunha dos sofrimentos de Cristo, quando no seu julgamento, e sem dúvida também, quando ele foi açoitado e escarnecido, e quando ele foi crucificado. Depois de sua negação de seu Senhor, ele chorou amargamente, e, evidentemente, em seguida, seguiu-o até o lugar onde Jesus foi crucificado, e, em companhia de outros, observado com solicitude dolorosa dos últimos agonias de seu Salvador. Não é, tanto quanto eu sei, disse expressamente nos Evangelhos que Pedro foi pré enviadas na crucificação do Salvador; mas diz-se Lucas 23:49 que "todos os seus conhecidos, e as mulheres que o haviam seguido desde a Galiléia, estavam de longe vendo estas coisas", e nada é mais provável do que o Peter estava entre eles. Seu apego quente para seu Mestre, e sua recente arrependimento amargo por tê-lo negado, o levaria a segui-lo para o local de sua morte; para após o ato doloroso de negar-lhe que ele não seja susceptível de se expor à acusação de negligência ou de qualquer falta de amor novamente. Sua própria declaração solene aqui torna certos de que ele estava presente. Ele faz alusão a isso agora, evidentemente, porque o qualificou para exortar aqueles a quem ele se dirigiu. Seria natural a considerar com respeito especial aquele que tinha visto o Salvador em sua última agonia, e nada seria mais impressionante do que uma exortação caindo dos lábios de um homem assim. Um filho seria propensos a ouvir com grande respeito a todas as sugestões que devem ser feitas por alguém que tinha visto o pai ou a mãe morrer. A impressão que Peter tinha daquela cena que ele desejaria ter transferido para aqueles a quem ele se dirigiu, que por uma visão animada dos sofrimentos de seu Salvador que pode ser animado para fidelidade na sua causa.

 

E participante da glória que há de ser revelada - Outra razão para fazer sua exortação impressionante e solene. Ele sentiu que era um herdeiro da vida. Ele estava prestes a participar das glórias do céu. Olhando para a frente, como eles fizeram, para o mundo abençoado diante dele e eles, ele tinha o direito de exortá-los ao fiel cumprimento do dever. Qualquer um, que é o próprio herdeiro da salvação, pode apropriadamente exortar os seus companheiros cristãos à fidelidade no serviço do seu Senhor comum.

 

verso 2

Alimentar o rebanho de Deus - desempenhar as funções de um pastor para o rebanho. Na palavra "alimentação", ver as notas no João 21:15. É uma palavra que Peter seria provável que lembre-se, a partir da maneira solene, em que a liminar para executar o direito foi cair sobre ele pelo Salvador. A direção significa tomar uma tal supervisão da igreja como pastor está acostumado a tomar de seu rebanho. Veja as notas em 1 Pedro 5: 1, são chamados de presbíteros, ou anciãos; e esta é uma das numerosas passagens no Novo Testamento que provam que tudo o que está devidamente implicado no desempenho das funções episcopais pertencia a aqueles que foram chamados de presbíteros, ou anciãos. Se assim for, não houve maior grau de ministros aos quais os deveres especiais do episcopado estavam a ser confiada; ou seja, não havia nenhuma classe de oficiais correspondentes aos que agora são chamados de "bispos". Comparar as notas em Atos 20:28.

 

Não por constrangimento, mas espontaneamente - Não é como se você sentiu que um jugo pesado foi imposta em você, ou um fardo do qual você ficaria feliz em ser descarregada. Ir alegremente ao seu dever como um trabalho que você ama, e agir como um homem livre nela, e não como um escravo. Árdua como são os trabalhos do ministério, ainda não há trabalho na terra em que um homem pode e deve trabalhar com bom ânimo.

 

Nem por torpe ganância - ganho vergonhoso ou desonroso. Veja as notas em 1 Timóteo 3: 3.

 

Mas de ânimo pronto - Alegremente, prontamente. Estamos a trabalhar neste trabalho, não sob a influência do desejo de ganho, mas a partir dos impulsos do amor. Há toda a diferença concebível entre quem faz uma coisa, porque ele é pago para ele, e quem o faz por amor - entre, por exemplo, a maneira pela qual se assiste em nós quando estamos doentes que nos ama, e um que está apenas contratado para fazê-lo. Essa diferença existe no espírito com o qual aquele que é accionado por motivos mercenários, e aquele cujo coração está no trabalho, vai se envolver no ministério.

 

verso 3

Nem como tendo domínio - Margem ", anulando." A palavra aqui usada (κατακυριεύω katakurieuō) é traduzida por "exercer domínio sobre", em Mateus 20:25; exercer domínio sobre, em Marcos 10:42; e superou, em Atos 19:16. Não em outros lugares ocorrem no Novo Testamento. Refere-se adequadamente para esse tipo de competência que governantes civis ou magistrados exercer. Este é um exercício de autoridade, em contraposição à influência da razão, da persuasão e do exemplo. Este último pertence ao ministros da religião; o primeiro é proibido para eles. Seu domínio não é ser o de senhorio temporais; é ser o do amor e da verdade. Este comando iria proibir toda a assunção de poder temporal pelos ministros da religião, e todos atribuição de títulos de nobreza sobre aqueles que são pregadores do evangelho. É Quase não é necessário dizer que tem sido muito pouco considerada na igreja.

 

Sobre a herança de Deus - των κλήρων Ton klērōnVulgate: "em Cleris" - sobre o clero. A palavra grega aqui (kleros κλῆρος) é que a partir do qual a palavra "clero" foi derivado; e alguns têm interpretado aqui como referindo-se ao clero, isto é, aos sacerdotes e diáconos que estão sob a autoridade de um bispo. Tal interpretação, I no entanto, dificilmente seria adotada agora. A palavra significa propriamente:

 

(A) muito, morrer, qualquer coisa usada na determinação de chances;

 

(B) para além ou porção, tal como é designado por lote; conseqüentemente,

 

(C) um escritório para que um é designado ou nomeados, por sorteio ou de outra forma; e,

 

(D) em geral, qualquer posse ou herança, Atos 26:18; Colossenses 1:12.

 

O significado aqui é ", não dominando sobre os bens ou o património de Deus". A referência é, sem dúvida, para a igreja, como o que é especialmente sua propriedade; sua própria no mundo. Whitby e outros supor que se refere aos bens ou propriedades da igreja; Doddridge explica - "não assumindo o domínio sobre aqueles que caem no seu muito", supondo-se que significa que eles não estavam a dominar sobre as congregações particulares cometidos pela Providência aos seus cuidados. Mas a outra interpretação é mais de acordo com o sentido usual da palavra.

 

Mas servindo de exemplo ao rebanho - Exemplos. Veja as notas em 1 Timóteo 4:12. Peter tem atraído aqui com grande beleza, o personagem adequada dos ministros do evangelho, e descreveu o espírito com o qual eles devem ser accionado no cumprimento dos deveres do seu cargo. Mas como é diferente do caráter de muitos que alegou ser ministros do culto; e especialmente como diferente do que a comunhão corrupto que professa de uma maneira especial para reconhecer Peter como a cabeça, eo vigário de Cristo. É bem observado por Benson sobre esta passagem, que "a igreja de Roma não poderia ter agido mais diretamente contrária a esta liminar de Pedro se ela tinha estudado a desobedecê-la, e formar-se sobre uma regra que deve ser o reverso deste ".

 

verso 4

E quando o supremo Pastor se manifestar - O príncipe dos pastores - o Senhor Jesus Cristo. "Pedro, na passagem acima, classifica-se com os anciãos; aqui ele classifica o próprio Cristo com os pastores "- Benson. Veja as notas em 1 Pedro 2:25. Compare Hebreus 13:20.

 

Recebereis uma coroa de glória - uma coroa gloriosa ou diadema. Compare as notas em 2 Timóteo 4: 8.

 

Imarcescível - Esta é essencialmente a mesma palavra, embora um pouco diferente na forma, que ocorre em 1 Pedro 1: 4. Veja as notas em que o verso. A palavra ocorre em nenhum outro lugar no Novo Testamento. Compare as notas em 1 Coríntios 9:25.

 

verso 5

Semelhantemente vós, os mais jovens - Todas as pessoas mais jovens de ambos os sexos.

 

Submeta-se aos mais velhos - Ou seja, com o respeito devido à sua idade, e aos serviços que eles sustentam. Há aqui, provavelmente, uma referência especial aos que sustentou o cargo de anciãos ou professores, como a mesma palavra é usada aqui, que ocorre em 1 Pedro 5: 1. Como não havia uma alusão nesse versículo, pelo uso da palavra, com a idade, para que haja neste verso para o fato de que eles sustentada um escritório na igreja. O dever geral, no entanto, está aqui implícita, como é em todos os lugares na Bíblia, que todo o respeito adequado é para ser mostrado para os idosos. Compare Levítico 19:32; 1 Timóteo 5: 1; Atos 23: 4; 2 Pedro 2: 9.

 

Sim, todo de você ser um assunto para outro - em suas fileiras e relações adequadas. Você está em não tentar assenhorear-se um ao outro, mas devem tratar uns aos outros com deferência e respeito. Veja a nota 05:21 Efésios; Philemon 2: 3 nota.

 

E estar vestido com humildade - A palavra aqui traduzida por "estar vestido" (ἐγκομβώμαι egkombōmai) ocorre em nenhum outro lugar no Novo Testamento. É derivado de kombos κόμβος - uma tira, corda, ou loop para prender uma peça de vestuário; e, em seguida, a palavra refere-se a uma peça de vestuário que foi presa com cordas. A palavra ἐγκόμβωμα engkombōma refere-se particularmente a um avental longo branco ou roupa exterior, que era comumente usado por escravos. Veja Robinson, Lexicon; Passow, Lexicon. Não é, por conseguinte, a força especial no uso deste termo aqui, como denotando uma modesta mente. Eles deviam estar dispostos a tomar qualquer lugar, e para realizar qualquer cargo, por mais humilde, a fim de servir e beneficiar os outros. Eles não estavam a assumir um estilo e dignidade do Estado e da autoridade, como se fossem senhores sobre os outros, ou como se fossem melhores do que outros; mas eles estavam estar disposto a ocupar qualquer posto, ainda que humilde, pelo qual eles podem honrar a Deus. Sabe-se que não poucos dos primeiros cristãos realmente se venderam como escravos, a fim de que eles possam pregar o evangelho aos que estavam em cativeiro. O sentido aqui é, eles estavam a colocar em humildade, como uma peça de vestuário ligado rápido a eles, como um servo ligado rápido para ele o avental que foi significativa da sua estação. Compare Colossenses 3:13. Não é incomum nas Escrituras, assim como em outros escritos, para comparar as virtudes com artigos de vestuário; como aquela com que se vestem, ou em que somos vistos pelos outros. Compare Isaías 11: 5; Isaías 59:17.

 

Porque Deus resiste aos soberbos ... - Esta passagem é citado na tradução grega em Provérbios 03:34. Vê-lo explicado nas notas em Tiago 4: 6, onde também é citado.

 

verso 6

Humilhai-vos, portanto, - estar disposto a assumir um lugar baixo - um lugar como se torna você. Não arrogar a si mesmos o que não lhe pertence; não evidenciam orgulho e arrogância em sua maneira; não exaltar-se acima dos outros. Veja as notas em Lucas 14: 7-11. Compare Provérbios 15:33; Provérbios 18:12; Provérbios 22: 4; Miquéias 6: 8; Philemon 2: 8.

 

Sob a poderosa mão de Deus - Refere-se, provavelmente, para as calamidades que tinha trazido sobre eles, ou estava prestes a recair sobre eles; aqui representados, como muitas vezes em outros lugares, como a imposição de sua mão - a mão sendo que pelo qual nós realizar qualquer coisa. Quando essa mão estava sobre eles que não estavam a ser levantada com orgulho e com um espírito de rebelião, mas foram a ocupar um lugar humilde diante dele, e submeter a ele deseja uma mente calma, acreditando que ele iria exaltá-los em tempo útil . Não há nenhuma situação em que um vai ser mais propensos a sentir a humildade do que em cenas de aflição.

 

Que ele vos exalte no devido tempo - Quando ele a verá ser um bom tempo:

 

(1) Eles podem ter certeza de que isso seria feito em algum momento. Ele nem sempre seria deixá-los nessa condição de baixo e deprimido. Ele iria tirar-lhe a mão pesada, e levantá-los de seu estado de tristeza e sofrimento.

 

(2) este seria em tempo oportuno; isto é, no momento apropriado, no melhor tempo:

 

(A) Pode ser na vida presente.

 

(B) Seria certamente no mundo por vir. Lá eles seriam elevados às honras que serão mais do que um equivalente para toda a perseguição, pobreza e desprezo que são sofreu neste mundo. Ele pode muito bem dar ao luxo de ser humilde aqui que está a ser exaltado a um trono no céu.

 

verso 7

Fundição todo seu cuidado em cima dele - Comparar Salmo 55:22, de onde essa passagem foi provavelmente tomado. "Lança o teu fardo sobre o Senhor, e ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado "Compare-se, por um sentimento semelhante, Mateus 6:. 25-30. O significado é que estamos a cometer toda a nossa causa para ele. Se sofrermos julgamentos pesados; se perdermos nossos amigos, saúde ou propriedade; se temos árduos deveres e responsáveis ​​para executar; se nós sentimos que não temos força, e estão em perigo de ser esmagado por aquilo que é colocado em cima de nós, podemos ir e lançar toda sobre o Senhor; ou seja, podemos olhar para ele de graça e força, e sentir-se seguro de que ele nos permitirá sustentar tudo o que é colocado em cima de nós. O alívio no caso será tão real e tão cheio de consolação, como se ele tomou a carga e carregou ele mesmo. Ele nos permitirá suportar com facilidade o que devemos nós nunca poderia ter feito; ea carga que ele nos impõe será a luz, Matthew 11:30. Compare as notas em Philemon 4: 6-7.

 

Pois ele tem cuidado de vós - Veja as notas em Mateus 10: 29-31. Ele não é como os deuses adorados por muitos dos pagãos, que deveriam ser tão exaltado, tão distante, que não se interessam nos assuntos humanos; mas Ele condescende em considerar as necessidades do mais vil das suas criaturas. É um dos atributos gloriosos do verdadeiro Deus, que ele pode e vai, assim, perceber as necessidades da média, bem como o poderoso; e uma das mais ricas de todas as consolações quando estamos aflitos, e são desprezados pelo mundo, é o pensamento de que não estamos esquecidos por nosso Pai celestial. Quem se lembra do pardal caído, e que ouve os filhos dos corvos quando eles choram, não será esquecido de nós. "No entanto, o Senhor cuida de mim", era o consolo de David, quando sentiu que ele era "pobres e necessitados," Salmo 40:17. "Quando meu pai e minha mãe me abandonarem, então o Senhor me recolherá," Salmo 27:10.

 

Comparar com Isaías 49:15. O que mais se pode desejar que seja permitida a sentir que o grande e misericordioso Senhor pensa sobre ele? O que somos nós - o que temos feito, que deve ser digno de tal condescendência? Lembre-se, pobre, desprezado, criança aflita de Deus, que nunca será esquecido. Amigos da Terra, o grande, o frivilous, os nobres, os ricos, podem esquecer de você; Deus nunca será. Lembre-se que você nunca vai ser totalmente negligenciada. Pai, mãe, vizinho, amigo, aqueles a quem você amou, e aqueles a quem tiver feito o bem, pode negligenciar você, mas Deus nunca será. Você pode tornar-se pobre, e eles podem passar por você; você pode perder seu cargo, e bajuladores pode já não lotam o seu caminho; sua beleza pode desvanecer-se, e seus admiradores pode deixá-lo; Você pode envelhecer, e estar enfermo, e parecem ser inúteis no mundo, e ninguém pode parecer para cuidar de você; mas não é assim com o Deus a quem você serve. Quando ele ama, ele sempre ama; se ele considerava-lhe favor quando você era rico, ele não vai esquecer de você quando você é pobre; ele que assistiu em cima de você com o cuidado de um pai na flor da juventude, não vai te rejeitei quando você está "velho e grisalho," Salmo 71:18. Se nós somos o que deve ser, nunca deve ficar sem um amigo, enquanto existe um Deus.

 

verso 8

Sede sóbrios - Enquanto você se de suas preocupações a Deus, e não têm a ansiedade quanto a isso, deixe a sua solicitude ser direcionado para outro ponto. Não duvido que ele é capaz e disposta a apoiar e fazer amizade com você, mas ser vigilante contra seus inimigos. Veja a palavra usada aqui totalmente explicado nas notas em 1 Tessalonicenses 5: 6.

 

Ser vigilante - Esta palavra (γρηγορέω grēgoreō) é em qualquer outro lugar no Novo Testamento traduzida como "assistir". Veja Mateus 24: 42-43; Mateus 25:13; Matthew 26:38, Mateus 26: 40-41. Isso significa que nós deve exercer cautela cuidado, como se faz quando ele está em perigo. Em referência ao assunto aqui referido, significa que devemos estar em guarda contra as ciladas e o poder do maligno.

 

Seu adversário, o Diabo - o seu inimigo; aquele que se opõe a você. Satanás se opõe homem em seus melhores interesses. Ele resiste a seus esforços para fazer o bem; seus propósitos para retornar a Deus; suas tentativas de garantir a sua própria salvação. Há denominação mais apropriada que pode ser dado a ele do que para dizer que ele resiste a todos os nossos esforços para obedecer a Deus e para garantir a salvação de nossas almas.

 

Como um leão que ruge - Compare Apocalipse 00:12. Às vezes Satanás é representado como transformar-se em anjo de luz, (ver as notas no 2 Coríntios 11:14); e, por vezes, como aqui, como um leão que ruge: denotando os esforços que ele faz para alarme e derrotar-nos. O leão aqui não é o leão agachado - o leão stealthfully rastejar em direção ao seu inimigo - mas é o monarca fúria da floresta, que por seu rugido terrível iria intimidar todos, para que eles possam se tornar uma presa fácil. A coisa particular referido aqui, sem dúvida, é a perseguição, assemelhando-se em seus terrores um leão que ruge. Quando o erro vem em; quando artes sedutoras abundam; quando os fascínios do mundo e encantos a representação do caráter do inimigo não é o leão que ruge, mas da influência silenciosa de um inimigo que se vestiu com as roupas de um anjo de luz, 2 Coríntios 11:14.

 

Anda em derredor, buscando a quem possa tragar - "Naturalistas observaram que um leão ruge quando ele é despertada pela fome, para, em seguida, ele é mais feroz, e mais ansiosamente procura a sua presa. Ver Juízes 14: 5; Salmo 22:13; Jeremias 2:15; Ezequiel 22:25; Oséias 11:10; Sofonias 3: 3; Zacarias 11: 3 "- Benson.

 

verso 9

Ao qual resisti - Veja as notas em Tiago 4: 7. Você está em nenhuma instância a ceder a ele, mas estão em todas as formas de se levantar e se opor a ele. Débil em vós mesmos, que são de confiar no braço de Deus. Não importa em que tipo de terror que ele se aproxima, você está a lutar bravamente o combate da fé. Compare as notas em Efésios 6: 10-17.

 

Firmes na fé - Confiar em Deus. Você está a contar com ele sozinho, e os meios de resistência sucesso encontram-se nos recursos de fé. Veja as notas em Efésios 6:16.

 

Sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos que estão no mundo - Comparar por um sentimento semelhante, 1 Coríntios 10:13. O significado é que você deve ser encorajada a suportar suas provações pelo fato de que seus companheiros de cristãos sofrem as mesmas coisas. Esta consideração pode prestar uma consolação para eles em seus ensaios nas seguintes maneiras:

 

(1) Eles sentem que eles estavam sofrendo apenas o destino comum dos cristãos. Não havia nenhuma evidência de que Deus estava especialmente irritado com eles, ou que ele tinha de uma maneira especial os abandonaste.

 

(2) o fato de que outros estavam habilitados a suportar as suas tentativas deve ser um argumento para provar-lhes que eles também seriam capazes. Se eles olharam no exterior, e viu que os outros foram mantidos, e foram trazidos de fora triunfante, eles podem ter a certeza de que este seria o caso com eles.

 

(3) não haveria o apoio deriva do fato de que eles não estavam sozinhos em sofrimento. Nós podemos suportar a dor mais facilmente se nós sentimos que não estamos sozinhos - que é o destino comum - que estamos em circunstâncias em que podemos ter simpatia dos outros. Esta observação pode ser de grande valor prático para nós, tendo em vista as perseguições, julgamentos, e da morte. A consideração aqui sugerida por Peter para sustentar aqueles a quem ele se dirigiu, nos ensaios de perseguição, pode ser aplicada agora para sustentar e confortar-nos em todas as formas de calamidade apreendido ou real. Estamos todos sujeitos a sofrimento. Estamos expostos à doença, falecimento, morte. Muitas vezes os pés como se nós não podia suportar-se sob os sofrimentos que podem estar diante de nós, e, especialmente, podemos temer o grande prova - a morte. Pode nos fornecer algum apoio e consolo para lembrar:

 

(1) que esta é a parte comum das pessoas. Não há nada de especial em nosso caso. Ele não prova nada quanto à questão de saber se somos aceitos de Deus, e são amados por ele, para que sofrem; para aqueles a quem ele amou a maioria tem sido muitas vezes entre os maiores sofredores. Muitas vezes pensamos que os nossos sofrimentos são únicos; que houve ninguém como eles. No entanto, se soubéssemos de tudo, devemos achar que milhares - e entre eles os mais sábios e puros e bons - sofrimentos sofreram da mesma espécie como a nossa, e talvez muito mais intensa em grau.

 

(2) outros foram encaminhados triunfante através de seus ensaios. Temos razão para esperar e acreditar que nós devemos também, para:

 

(A) nossas provações ter havido maior do que a deles ter sido; e,

 

(B) a sua força natural não era maior do que a nossa. Muitos deles eram tímidos, e encolhendo, e tremendo, e senti que eles não tinham força, e que deve falhar no âmbito do julgamento.

 

(3) a graça que os sustentava pode nos sustentar. A mão de Deus não está encolhida, para que não possa salvar; o ouvido não é pesado que não possa ouvir. Seu poder é tão grande, e sua graça é tão fresco, como era quando o primeiro doente foi apoiada por ele; e que a força divina que apoiou Davi e de emprego em suas aflições, e os apóstolos e mártires em deles, é tão poderoso como era quando aplicada a Deus para ser acolhida em suas dores.

 

(4) que são especialmente com medo da morte - com medo de que a nossa fé irá falhar, e que deve ser deixado para morrer sem apoio ou consolo. No entanto, lembremo-nos de que a morte é o destino comum do homem. Lembremo-nos que morreram - fêmeas de encargos; crianças; os tímidos e terrível; aqueles que, em imensas multidões, que não tinham mais força por natureza do que nós temos. Pensemos em nossa própria tribo que já morreram. A esposa morreu, e deve um marido tenha medo de morrer? Uma criança, e terá um pai? A irmã, e deve um irmão? Ele faz muito para tirar o medo da morte, para lembrar que uma mãe passou pelo vale da sombra; que que vale sombrio foi trilhado pelas irmãs delicadas, e tímidas, e amados. Devo ter medo de ir para onde eles foram? Devo apreender que eu achar nenhuma graça que é capaz de sustentar-me onde eles tê-lo encontrado? Deve o vale da sombra da morte ser escuro e sombrio para mim, quando descobriram que ele seja iluminado com a luz do céu de abertura? Acima de tudo, ele tira o medo da morte quando me lembro que meu Salvador tem experimentado todos os horrores que podem já estar em morte; que ele dormia no túmulo, e fez dele um sagrado lugar de repouso.

 

verso 10

Mas o Deus de toda graça - O Deus que dá toda a graça necessária. Foi apropriado em seus ensaios previstos para dirigi-los a Deus, e para respirar feitos em seu favor uma oração sincera e afetuosa que eles possam ser suportados. A oração deste tipo por um apóstolo também seria para eles uma espécie de promessa ou garantia de que a graça necessária seria concedido eles.

 

Quem vos chamou à sua eterna glória - E quem significa, portanto, que seremos salvos. Como ele nos chamou para a sua glória, não precisamos apreender que ele vai deixar ou abandonar-nos. Sobre o significado da palavra chamada, veja as notas em Efésios 4: 1.

 

Depois que tendes sofrido por um pouco - Depois de ter sofrido enquanto ele nomeará. O grego é, "tendo sofrido um pouco", e pode se referir tanto ao tempo ou grau. Em ambos os aspectos, a declaração relativa aflições é verdade. Eles são curtos, em comparação com a eternidade; eles são leves, em comparação com o peso superior e eterno de glória. Veja as notas em 2 Coríntios 4: 16-18.

 

Torná-lo perfeito - por meio de seus ensaios. A tendência da aflição é fazer-nos perfeito.

 

Estabelecer - A palavra grega significa "para definir rapidamente; para fixar firmemente; para tornar imóvel, "Lucas 16:26; Lucas 9:51; Lucas 22:32; Romanos 1:11; Romanos 16:25; 1 Tessalonicenses 3: 2, 1 Tessalonicenses 3:13, et al.

 

Fortalecer - Dê-lhe forças para suportar tudo isso.

 

Resolver-lo - Literalmente, encontrou você, ou estabelecê-lo sobre uma base sólida - θεμελιώσες themeliōsesThe alusão é a uma casa que está tão firmemente fixada sobre uma base que não será movido por ventos ou inundações. Compare as notas em Mateus 7:24 ff.

 

verso 11

A ele seja a glória ... - Veja as notas em 1 Pedro 4:11.

 

verso 12

Por Silvano - Ou Silas. Ver as 2 Coríntios 1:19 nota; 1 Tessalonicenses 1: 1, nota. Ele era amigo íntimo e companheiro de Paulo, e havia trabalhado muito com ele nas regiões onde as igrejas foram situados a que esta carta foi endereçada. De que maneira ele se familiarizou com Peter, ou por que ele agora era com ele em Babilônia é desconhecida.

 

Um fiel irmão, como eu suponho - A expressão "como eu suponho" - ὡς λογίζομαι hos logizomai- não implica que não havia qualquer dúvida na mente do apóstolo, mas indica sim uma firme persuasão de que o que ele disse era verdade . Assim, Romanos 8:18: "Porque eu acho (λογίζομαι logizomai) que os sofrimentos do tempo presente não são dignos de ser comparados", etc. Ou seja, eu estou certíssimo dela; Não tenho dúvidas disso. Peter, evidentemente, não tinha dúvida sobre este ponto, mas ele provavelmente não podia falar de qualquer conhecimento pessoal. Ele não estava com eles quando Silas era, e talvez não em todos; pois eles podem ter sido "estranhos" para ele pessoalmente - para a palavra "estranhos", em 1 Pedro 1: 1, pode implicar que ele não tinha conhecimento pessoal com eles. Silas, no entanto, tinha sido muito com eles, (compare Atos 15: 17-31), e Peter não tinha dúvida de que ele tinha se mostrado "um irmão fiel" a eles. Uma epístola transmitida por suas mãos não podia deixar de ser bem-vindo. Deve-se observar, no entanto, que a expressão "Suponho" foi diferente interpretado por alguns. Wetstein entende como significando, "Não que ele deveria Silvanus ser um irmão fiel, para que, ele diz, poderia duvidar disso? mas que ele tinha escrito como ele compreendeu questões, tendo considerado cuidadosamente o assunto e, como ele considerava as coisas para ser verdade ", e refere-se para a ilustração com Romanos 8:18; Philemon 4: 8; Hebreus 11: 9. Grotius entende como significado: "Se bem me lembro", e supõe que a ideia é que ele mostra seu afeto por eles, dizendo que esta não era a primeira vez que ele havia escrito para eles, mas que ele tinha escrito antes brevemente e enviou a carta, assim como ele podia se lembrar, por Silvanus. Mas não há nenhuma evidência de que ele lhes tinha escrito antes, e a interpretação comum é, sem dúvida, deve ser preferido.

 

Exortando - Não pequena parte da Epístola é retomada com exortações.

 

E testificando - Testemunhar. O principal projeto do escritório dos apóstolos era para dar testemunho da verdade, (Veja as notas em 1 Coríntios 9: 1;) e Peter nesta epístola descarregada que parte das funções de seu cargo na direção dos cristãos dispersos da Ásia Menor .

 

Que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais - que a religião em que você está, ou o que você passou a deter, é aquele que é identificado com a graça ou favor de Deus. Cristianismo, Judaísmo não, ou Paganismo, era a verdadeira religião. Para mostrar isso, e testemunhar contínua a ele, era o líder de design do escritório apostólica.

 

verso 13

A igreja que está em Babilônia, eleita junto com você - Ele será visto em uma vez que grande parte deste é fornecido pelos nossos tradutores; a expressão "igreja que é" não ser no original. O grego é, ἡ ἐν Βαβυλῶνι συνεκλεκτὴ Ele en Babulōni suneklektēand pode referir-se a uma igreja, ou para uma fêmea. Wall, Mill, e alguns outros, supor que a referência é a uma mulher cristã, talvez a esposa do próprio Pedro. Comparar 2 João 1: 1. Mas o árabe, siríaco, e Vulgata, bem como as versões em inglês, fornecer a palavra "igreja". Esta interpretação parece ser confirmada pela palavra proferida "eleita" - συνεκλεκτὴ suneklektēThis palavra seria adequadamente usado em referência a um individual, se escrever a outro indivíduo, mas dificilmente seria apropriado, aplicada a um indivíduo dirigindo uma igreja. Não poderia ser facilmente supor, além disso, que qualquer um do sexo feminino na Babilônia poderia ter um tal proeminência, ou ser tão conhecido, que nada mais seria necessário designar ela do que simplesmente dizer, "a fêmea eleitos". Na palavra Babylon aqui, eo lugar indicado por ele, ver a introdução, a seção 2.

 

E assim meu filho Marcos - Provavelmente John Mark. Veja as notas em Atos 12:12; Atos 15:37. Por que ele estava agora com Peter é desconhecido. Se esta era a marca referida, em seguida, a palavra filho é um título de afeto, e é usado por Peter com referência à sua própria idade superior. É possível, no entanto, que qualquer outra marca pode ser referido, em cuja conversão Peter tinha sido instrumental.

 Notas Albert Barnes 'sobre a Bíblia inteira

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net