Translate this Page

Rating: 3.0/5 (931 votos)



ONLINE
6




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Comentario bíblico de Romanos cap.2
Comentario bíblico de Romanos cap.2

                      Comentario bíblico de Romanos cap.2    

 

    . verso 1

Romanos 2: 1 . Portanto, & c. - Ter mostrado O apóstolo, que os gentios não podia entreter a menos esperança de salvação, de acordo com o teor da lei da natureza, que eles violaram, procede ao lado de considerar se a lei de Moisés deu os judeus melhor esperança; um inquérito que ele consegue com grande endereço. Pois, bem sabendo que ao ler a sua descrição dos costumes dos gregos, os judeus iria pronunciar-los dignos da condenação, de repente ele volta seu discurso aos judeus, dizendo-lhes que os que passaram por essa decisão sobre os gentios eram igualmente, sim, mais culpados si mesmos, na medida em que, com a vantagem da maior luz da revelação divina, eles eram culpados de crimes tão grandes quanto aqueles que ele tinha cobrado sobre os gentios; e que, portanto, ao condenar os gentios, eles praticamente-se condenado. Tu és inescusável, ó homem - Vendo que o conhecimento sem a prática só aumenta a culpa, quem quer que sejas, que julgas - Isso censurest e condenas; para que te julgas a outrem - grega, τον ετερον , o outro - Ou seja, as nações, e pronouncest-los dignos de condenação e ira; ti mesmo te condenas - Como merecendo o mesmo: pois tu, que julgas, fazes as mesmas coisas. De acordo com Josephus, citado aqui pelo Dr. Whitby, os judeus daquela época eram notoriamente culpados da maioria dos crimes imputados aos gregos e romanos no capítulo anterior. "Não houve", observa ele, "uma nação sob o céu piores do que estavam. O que você fez ", diz ele, dirigindo-los," de todas as coisas boas exigidos pelo nosso legislador? O que você não é feito de todas as coisas que ele pronunciadas maldita? Então isso ", acrescenta ele," tinha os romanos adiada para vir contra essas pessoas execráveis, eu acredito que seja a terra teria tragou, ou um dilúvio teria varrido a sua cidade; ou fogo do céu teria consumido-lo, como fez Sodoma, pois trouxe uma geração de homens muito piores do que os que sofreram tais coisas. Foi esporte a eles para forçar as mulheres: e eles exercido e necessário desejos não naturais, e encheu toda a cidade com impurezas. Eles cometeram todo tipo de maldade, omitindo nenhuma que já entrou na mente do homem; estimando o pior dos males para ser bom, e reunir-se com que a recompensa de sua iniqüidade que era apropriado, e um julgamento digno de Deus ". O apóstolo, Sr. Locke pensa, representa os judeus como imperdoável em julgar os gentios, especialmente porque o este último, com toda a escuridão que estava em suas mentes, não eram culpados de tal loucura como para julgar aqueles que não eram mais defeituosa do que eles, mas viveu em termos amigáveis ​​com eles, sem censura ou separação, pensando bem de sua condição como própria. Para ele considera o julgamento, que Paulo aqui fala de, como referindo-se que a aversão ao qual os judeus tinham geralmente aos gentios, em consequência do qual "os judeus não convertidos não podia suportar com os pensamentos de um Messias que admitiram as nações igualmente com eles mesmos em seu reino; Nem podiam os judeus convertidos ser levado a admitir-los em sua comunhão, como o povo de Deus, agora em igualdade com eles mesmos; de modo que eles geralmente, tanto um como o outro, os julgou indigno do favor de Deus, e incapaz de se tornar o seu povo de qualquer outra forma que não pela circuncisão e uma observância da lei ritual; o inexcusableness e absurdo de que o apóstolo mostra neste capítulo ".

 

versículos 2-4

Romanos 2: 2-4 . Mas temos a certeza - grega, οιδαμεν , nós sabemos; embora os homens possam julgar parcialmente e perversamente, mas Deus vai julgar com retidão; que o juízo de Deus - A frase que ele irá pronunciar-se sobre as pessoas, quer judeus ou gentios, é segundo a verdade - de acordo com o verdadeiro estado do caso de cada homem; ou de acordo com o verdadeiro caráter das pessoas, e a verdadeira qualidade das ações e disposições; ( Romanos 2: 5-11 ;) contra eles que cometem tais coisas - No entanto, eles podem se comportar em direção a seus semelhantes. Dr. Macknight, que entende a expressão, de acordo com a verdade, como significando ", de acordo com o verdadeiro significado da aliança de Deus com os pais da nação judaica", observa, "por essa declaração, os réprobos apóstolo a opinião errônea confiança mantidas pela os judeus, que, imaginando que, pela sua descendência natural de Abraão, eles tinham o direito de as promessas feitas à sua descendência, acreditava firmemente que nenhum judeu seria condenado. " e tu, & c. - Podes então, pela sentença que passares sobre os outros, acho que para iludir o que sai contra ti mesmo? Ou desprezas tu - Tu ir ainda mais longe, e, a partir na esperança de escapar a sua ira, tu continuar a abusar de seu amor ? as riquezas - ou a abundância; da sua bondade, tolerância, e longanimidade - exercidos durante o período de tempo para contigo, que não só tens pecado, mas fazes pecado, eo pecado murcha. A palavra, καταφρονεω , aqui traduzida desprezar, também significa pensar contra, pensar errado, ou interpretar mal; e a cláusula pode ser apropriadamente traduzido, tu interpretar mal, ou formar uma opinião errada, a bondade de Deus? Bondade de Deus, de que os judeus formaram uma opinião errada, ou que o desprezaram, consistia principalmente em sua havendo-as posto sua igreja e as pessoas, em sua ter com frequência, de uma maneira extraordinária, os protegeu contra ou livrou de seus inimigos, que lhes são conferidos inúmeras bênçãos , temporal e espiritual, especialmente o último, tendo ao longo do tempo levantou-se entre eles profetas divinamente inspiradas, para revelar sua vontade a eles, para instruir, advertir, cautela e exortá-los, e tendo confiado com eles seus santos oráculos. A partir destas marcas do favor divino que eles vão inferir que Deus iria punir nenhum descendente de Abraão por seus pecados em um estado futuro. Mas neste eles gravemente errado, para a bondade de Deus, juntamente com os seus outros atributos aqui mencionado, não se destinava a fazer pecar seguro para os judeus, mas para levá-los ao arrependimento por seus pecados. Tolerância (em grego, ανοχη ) é que a disposição em Deus pelo qual ele antepassados ​​para punir o pecado imediatamente após a sua sendo cometido; longanimidade - Ou lentidão em irar-se, significa sua adiar por um longo tempo para punir; e aqui parece principalmente para pretender o com paciência, tempo o mau uso que os judeus fizeram dos privilégios que gozavam de sua igreja e as pessoas, e das diversas bênçãos que ele tinha conferido sobre eles.

 

versículos 5-7

Romanos 2: 5-7 . Mas segundo a tua dureza - grega, κατα τηυ σκληροτητα , segundo a tua obstinação, ou insensibilidade de espírito; e impenitente - αμετανοητον , irreverente, irreflectida e inflexível coração, por causa dessa teimosia e obstinação no pecado que tens contratada; entesouras ira - Embora tu pensas tu és acumulando todas as coisas boas; a ti mesmo - Não é a ele a quem tu julgas: isto é, tu provokest a Deus mais e mais a agravar a tua punição. Em nossa língua, um tesouro significa uma coleção de coisas úteis ou preciosos. Mas os hebreus deu essa denominação a um montão, ou uma abundância de qualquer coisa, seja bom ou ruim. Assim, Provérbios 10: 2 , lemos sobre tesouros de impiedade. Leitor! acho que o que um tesouro de bem ou mal, de felicidade ou infelicidade, um homem pode fixar-se por si mesmo neste curto dia de vida! Contra o dia da ira -. O dia da vingança, quando Deus irá executar totalmente ira contra os pecadores impenitentes Wrath é aqui, como muitas vezes em outros lugares, colocar de castigo, o efeito da ira. Os apóstolo chama o dia do castigo no dia da ira, para fazer o sensível ímpios que, como homens grandemente enraivecidos não sofrem seus inimigos para escapar, por isso Deus, muito irritado contra os ímpios, certamente vai puni-los da maneira mais severa no comprimento. Provavelmente, o apóstolo tinha em vista, primeiro, a vingança terrível que a ira divina estava prestes a trazer os judeus na destruição de sua cidade e templo, o despovoamento do seu país, ea dissolução da sua comunidade, a qual, 1 Tessalonicenses 2 : 16 , ele chama, . ira vem sobre eles até ao fim 2d, parece, no entanto, pelo que se segue, que ele falou, principalmente, do dia do juízo final; e da revelação do justo juízo de Deus - Quando Deus tornará manifesto a todo o mundo a justiça de seu processo, tanto para o justo eo ímpio. Bengelius lê, ira e revelação, e julgamento justo em frente aos três atributos graciosas acima mencionados; ira oposição a bondade; revelação, que Deus há de trazer à luz as coisas ocultas das trevas, ao contrário do seu presente paciência; e justo julgamento, quando ele deixará de adiar para punir, ao contrário do seu presente longanimidade. Que retribuirá a cada um - boas e más, tanto judeus e gentios; segundo as suas obras - Não de acordo com seus privilégios externos, ou suas pretensões e expectativas presunçosos, mas de acordo com a real natureza e qualidade de suas obras. Para eles, que, com perseverança em fazer o bem - por perseverante em um curso constante de santidade e justiça, apesar de todas as oposições e dificuldades que encontram com; (veja Mateus 24:13 ; Apocalipse 2:10 ;) , procuram glória - Esse estado de esplendor e brilho em que o justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai, Mateus 13:43 . Honra - Approbation, louvor , e louvor de Deus e de Cristo, e todo o exército celestial, mencionado 1 Pedro 1: 7 . e a imortalidade - αφθαρσιαν , incorruptibilidade, a vida eterna, saúde e vigor do corpo e da mente. As palavras incluem a consumação e perfeição de todas essas qualificações gloriosos e prazeres que são derramadas sobre os santos no céu. Este santos procuram; isto é, o desejo e de trabalho após; pois, embora o amor a Deus e Cristo é a principal fonte de sua obediência, ainda que o amor não exclui a fé, que é a prova das coisas que não se vêem, ou que a esperança da glória celestial e felicidade que é como uma âncora da alma, segura e firme; e que, pelo menos em parte, influenciado o próprio Cristo no meio de todos os seus trabalhos e sofrimentos, que, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha. A vida eterna - Que Deus retribuirá a tal.

 

versículos 8-11

Romanos 2: 8-11 . Mas para os que são contenciosos - semelhante a ti, ó judeus, que, assim, lutas contra contra Deus. O caráter dos judeus incrédulos era desobediência, teimosia e impaciência. Sr. Locke pensa que a expressão original, οι δε εξ εριθειας , as contendas, aqui mencionados, são judeus que se recusavam a obedecer ao evangelho. "Mas como o apóstolo está falando do castigo dos gentios ímpios, bem como dos judeus perversos, εριθεια , contenção, deve ser um vício comum a ambos. Assim, εριθειαι , contendas, são mencionados entre as obras da carne, para que os homens maus, em geral, são viciados, Gálatas 5:20 . E Suidas nós, que conta εριθεια , contenda, é η δια λογου φιλονεικια , disputa por palavras, pela disputa intensa. Pelo que o contencioso são pessoas que espalham maus princípios, e mantê-los por contendas interessados. Este foi o vice-de muitas das nações, que se disputou em uma descrença dos princípios mais claros de moralidade, e argumentou ainda em apoio do ateísmo. Agradavelmente a esta conta do contencioso, o apóstolo representa-los aqui como inimigos da verdade, e como amigos da injustiça. "- Macknight. Quem não obedecer à verdade - Tanto os que não andam segundo a luz da natureza, cap. Romanos 1:18 , e aqueles que desobedeceram ao evangelho, está aqui pretendido. O primeiro, porque, como a verdade está aqui oposição a injustiça, ele deve significar não só as verdades descobertas pela revelação, mas aqueles da mesma forma respeitar a religião ea moral, que podem ser descobertos pela luz da natureza, e que, entre as nações, foram os apenas bases de uma conduta virtuosa. A verdade, como é em Jesus, ou o evangelho, no entanto, parece ser especialmente destinados, sendo este denominado, a verdade de Deus, Romanos 3: 7 ; Romanos 15: 8 ; a palavra da verdade, Efésios 1:13 , e em outros lugares; o conhecimento de que seja o conhecimento da verdade, 1 Timóteo 2: 4 ; 1 Timóteo 4: 3 ; a crença de que, a crença na verdade, 2 Tessalonicenses 2:13 ; obediência a ela, a obediência à verdade, Gálatas 3: 1 ; Gálatas 5: 7 ; andando de acordo com ela, andar na verdade, 1 João 2: 4 ; O próprio Evangelho sendo denominado enfaticamente a verdade, Efésios 4:21 ; e sei que sendo de saber a verdade, 1 João 2:21 . Sendo assim, os que estão aqui disse para não obedecer à verdade parecem ser especialmente, em primeiro lugar, os judeus incrédulos, e, por outro, os gentios, que falou contra a verdade, e rejeitaram. E ambos estes obedeceram e entregaram-se ao erro e falsidade; os gentios, alterando a verdade de Deus em mentira, Romanos 1:25 , e os judeus, aderindo às suas tradições vãs, o que tornou sem efeito as ordens de Deus, supondo que elas sejam derivadas de Moisés, quando eles eram na verdade apenas as doutrinas dos homens. Mas obedecem a injustiça - viva no pecado conhecido; agindo de forma contrária aos ditames claros de razão e de consciência. Indignação e ira, tribulação e angústia - Ele parece aludir a Salmos 78:49 , E atirou sobre eles, os egípcios, o ardor da sua ira, da cólera, indignação, ea angústia, e finamente dando a entender que os judeus, no dia da vingança, ser mais severamente punido do que até mesmo os egípcios, quando Deus fez as suas pragas tão maravilhoso. Após a alma de todo homem que pratica o mal - Isto contradiz a luz de sua dispensação, ou detém na injustiça da parte da verdade que lhe é manifestada. do primeiro do judeu - Aqui temos a primeira menção expressa dos judeus neste capítulo. E ele é introduzido com grande propriedade. Terem sido treinados na verdadeira religião, e sua tendo tido Cristo e seus apóstolos enviados primeiro para eles, era uma circunstância que os colocados em primeiro lugar a classificação dos criminosos, que não obedeceram a verdade.

 

Deve-se observar, no entanto, que "neste e verso seguinte o, o apóstolo, usando a expressão mais geral possível, toda a alma do homem, e por duas vezes introduzir a distribuição de judeu e grego, que, de acordo com as idéias de os judeus, compreendidas toda a humanidade, (ver nota no cap. Romanos 1:16 ), deixou seu leitor há espaço para duvidar que ele está discorrendo do julgamento de todas as nações, de gentios bem como de judeus e cristãos. Portanto, não só o que ele diz sobre os castigos, mas o que ele observa de as recompensas a ser distribuído naquele dia, deve ser entendida das nações, bem como daqueles que têm desfrutado o benefício da revelação ".

 

Vemos também, por estes dois versos, ( Romanos 2: 9-10 ), e Romanos 1:16 , que o apóstolo coloca-o cuidadosamente para baixo como uma posição fundamental que houve agora, sob o evangelho, nenhuma outra distinção nacional entre o judeus e gentios, senão só uma prioridade da direita nos judeus para a oferta do evangelho, e de atribuição de recompensas ou punições, de acordo como eles obedeceram ou não. Mas a glória, (em frente à ira, ) - a partir da divina aprovação; honra, (em frente a indignação ) - pelo compromisso divino; e paz - o que implica uma posse segura e tranquila de tudo de bom, agora e para sempre, em oposição à tribulação e angústia. Para todo aquele que pratica o bem - Sinceramente realiza o seu dever para com Deus eo homem; ao judeu primeiro, & c. - Para tanto um como o outro. Pois não há acepção de pessoas com Deus - isto é, ao passar sua sentença final, e na distribuição de recompensas e punições, ele é determinado por seus personagens reais, e vai premiar cada um segundo a sua funciona, não de acordo com sua condição exterior; tal como o seu país, tribo, sexo, dignidade, escritório, riqueza, e profissão de fé. Esta declaração a respeito de Deus, como Juiz, o apóstolo feito para mostrar aos judeus sua loucura em que esperam favor no julgamento final, porque eles tinham Abraão seu pai, e eram eles mesmos membros da igreja de Deus. E ele deve aparecer o mais importante e oportuno, considerando que os judeus achavam que nenhum israelita deve ser privado de felicidade futura, qualquer que seja seus defeitos tinha sido; a menos que ele fosse culpado de apostasia, idolatria, e alguns outros crimes muito enormes. Mas esse processo imparcial e equitativo no julgamento final é muito consistente com a distribuição de Deus às pessoas aqui vantagens e oportunidades de melhoria, de acordo com seu próprio prazer.

 

verso 12

Romanos 2:12 . Pois todos os que pecaram - E não se arrependeram e frutificou dignos de arrependimento; quantos viveram e morreram na prática de pecado conhecido: ele fala como do tempo passado, por todo o tempo será passado no dia do juízo, sem lei - sem ter tido qualquer lei escrita, qualquer expresso e revelação para fora do Deus, também perecerá - ser condenmed e punidos; sem lei - sem respeito teve de qualquer lei escrita, ou revelação sobrenatural, sendo que a sua culpabilidade pela lei escrita em seus corações. A expressão, perecerão, mostra o contrato da maneira de sofrer com a maneira de pecar. Ele não podia dizê-lo corretamente, deverá ser julgado sem lei. Alguns entendem que o aniquilamento das nações; mas a razão ea Escritura nos assegurar que eles serão punidos por seus pecados, embora em menor grau do que aqueles que desobedecem a maior luz da revelação. Uma vez que nenhum da humanidade nunca viveu sem a lei da natureza, fica evidente a expressões, ανομως , sem lei, nesta cláusula, e νομω εν , em, ou sob a lei, na cláusula seguinte, não pode ser entendido dessa lei. Nem eles podem ser entendidos da lei de Moisés, visto que é afirmado na última cláusula, que como muitos como pecaram no ou nos termos da lei, devem ser julgados pela lei. Para os judeus não estão a ser julgados pela lei de Moisés. Veja nota em Romanos 2:13 . Neste contexto, portanto, νομος , lei, significa revelação divina em geral. Assim, as palavras de Deus, com o qual os judeus foram confiados, Romanos 3: 2 , tem o nome de νομος ο , a lei, muitas vezes dado a eles nas Escrituras; como Salmos 19: 7 ; João 10:34 ; João 00:34 ; João 15:25 ; Romanos 3:19 ; em todos que passagens, e muitos outros, a lei significa o conjunto das revelações divinas, tomadas complexa, tal como estão registrados nas Escrituras judaicas. Mas quando estas Escrituras são distinguidos em partes, como Lucas 24:44 , onde a lei de Moisés, e os profetas e os salmos são mencionados; a lei, nessa divisão, denota os cinco livros de Moisés somente, como ele faz o mesmo , Romanos 3:21 , que é atestada pela lei e os profetas. neste sentido restrito, a palavra νομος , geralmente, embora não sempre, tem o artigo prefixado, a lei. E a todos quantos pecaram na, ou abaixo, a lei - Ou seja, a revelação, se o patriarcal, a judaica, ou o cristão, devem ser julgados pela lei - pela revelação com a qual eles foram favorecidos. Embora a palavra κριθησονται , por vezes, significa, será condenado, nesta passagem é justamente traduzido, deve ser julgado, porque a intenção do apóstolo é mostrar que todos os que têm desfrutado o benefício de uma revelação externa deve ser mais severamente punido, se ímpios , que os gentios, que não tiveram essa vantagem: uma idéia que é melhor transmitida pela expressão, serão julgados, do que teria sido por . será condenado Para o julgamento implica uma consideração preciso de todas as circunstâncias, independentemente de agravamento ou do alívio, ea passagem de uma tal sentença como parece que o juiz justo, após a devida consideração de todo o caso. E o significado aqui é, que a sua culpa ser agravado pelas vantagens que gozavam, eles devem ser punidos na proporção lo. Veja Macknight.

 

verso 13

Romanos 2:13 . Porque os que ouvem a lei - Aqueles que são apenas ouvintes; são - Mesmo agora, apenas - δικαιοι , justo, isto é, representaram e tratados como pessoas justas; diante de Deus - Aqui o apóstolo condena a loucura dos judeus, que se achavam a certeza da vida eterna, porque Deus lhes havia favorecido com uma revelação de sua vontade:. como Dr. Whitby tem mostrado por muitas citações importantes, em uma nota sobre este versículo mas os que praticam a lei - Quer naturais ou revelado, isto é, aqueles que andam de acordo com a luz da dispensação eles estão sob ", que de forma constante e universal, no teor de suas vidas, agir agradavelmente com seus preceitos; eles, e eles só, deve ser justificado [absolvido e recompensado] - No dia da auditoria final e conta; se o seu conhecimento dele eram mais ou menos explícita. "Então Doddridge. A verdade mais seguro e importante isso, que respeite também os gentios, mas principalmente os judeus. O apóstolo fala do primeiro, Romanos 2:14 , & c .; do último, Romanos 2:17 , & c. Deve-se observar, no entanto, que o apóstolo não fala de um perfeito, a obediência sem pecado, seja para a lei da natureza, ou a qualquer lei revelada, seja patriarcal, judaica ou cristã; mas dessa obediência da fé, produtiva da santidade, ou que sincera obediência à dispensação homens estão sob, que, no terreno do pacto da graça, estabelecido para toda a humanidade, imediatamente após a queda, Deus se agrada gentilmente a aceitar, em vez de que a obediência sem pecado, que para o homem, em seu estado caído, é impossível. Esta obediência da fé, no que diz respeito aos pagãos, implica a sua crença de que Deus existe e que ele é o galardoador dos que o buscam dele; e no solo desta fé, que vinha para ele em oração pelo seu favor e bênção, e com elogios por seus benefícios, e diligentemente buscando uma familiaridade com ele e com a sua vontade que lhes dizem respeito. E em relação aos Judeus e cristãos, isso implica uma fé viva e verdadeira, e sincera obediência a, as verdades, preceitos e promessas de dispensação eles estão sob. O leitor deve observar, portanto, que mereceu a justificação, seja de judeus ou gentios, ditas de Romanos 3:20 ; Gálatas 2:16 ; ou, a justificação de acordo com o teor da lei, através da realização de todos os atos ou obras prescritas, assim, sem a menor falha, não é aqui que se destina; mas a gratuidade da justificação, fundada, e não sobre a inocência do acusado, ou a justiça, mas de prosseguir apenas da misericórdia de seu juiz, que tem o prazer, por favor pura, a aceitar de sua fé, produzindo amor sincero e obediência, na lugar de perfeita justiça, e para recompensá-lo como se fosse de que a justiça, e tudo por causa de Cristo.

 

Verse 14-15

Romanos 2: 14-15 . Porque, quando os gentios - ou seja, qualquer um deles que não têm a lei - Não é uma revelação escrita da vontade divina; fazem por natureza - isto é, à luz da natureza, sem uma regra para fora , ou pelos ditames ignorantes de suas próprias mentes, influenciado, no entanto, pela prevenção da graça de Deus, que já apareceu a todos os homens, Tito 2:11 ; ou, a luz verdadeira, que ilumina todo homem que vem ao mundo: as coisas contidas na lei - Os deveres morais exigidos pelos preceitos da lei, os dez mandamentos sendo apenas a substância da lei da natureza. Estes, não tendo a escrita lei, são lei para si mesmos - Ou seja, o que a lei era para os judeus, eles são pela luz e pela graça de Deus para si mesmos, ou seja, uma regra de vida. Todos os antigos comentadores gregos, como Whitby tem mostrado, interpretado esta passagem não dos gentios que haviam sido convertidos ao cristianismo, mas daqueles gentios que não tinham sido favorecidos com uma lei revelada, e, portanto, não eram nem prosélitos ao judaísmo nem o cristianismo. Quem show - para si e para os outros, e, em certo sentido, ao próprio Deus, a obra da lei - nas suas mais importantes preceitos morais, na substância, embora não na letra deles, escrita em seus corações - Pelo mesmo mão divina que escreveu os mandamentos nas tábuas de pedra, a sua consciência testemunho - a favor ou contra eles, ou testemunhar o quão longe eles cumpriram a sua luz ou de direito. Não há um único de todas as suas faculdades, que a alma tem a menos em seu poder do que isso. E os seus pensamentos - Ou os seus pensamentos ou reflexões sobre sua própria conduta; entretanto - Ou, como a expressão, μεταξυ αλληλων , é traduzido na margem , entre si, ou por turnos, de acordo como eles fazem bem ou mal; acusando - Verificação e condená-los quando eles tiverem agido contrário a sua luz; ou então desculpando - Aprovar e justificando-los quando eles não cumpriram com ele. Daí o apóstolo quis dizer isso de ser inferida, que não era o de ter, ou conhecer a lei, ( Romanos 2:13 ), nem os outros que condenam para a transgressão dele, poderia aproveitar de um homem, mas o que faz dele, ou andando de acordo com ele. Podemos observar ainda mais sobre este versículo, que, como a lei, neste contexto, significa revelação divina, a obra da lei deve ser dever dos homens, que a revelação descobre por seus preceitos, que é também, em parte, descoberto pela razão natural dos homens e de consciência, influenciados pela luz e pela graça de Deus; em que conta que é dito ser escrito em seus corações. Assim, no compasso de dois versos, o Hath apóstolo explicou o que a luz da natureza é, e demonstrou que há uma tal luz existente. É uma revelação de Deus escrita originalmente no coração ou mente do homem; consequentemente, é uma revelação comum a todas as nações; e, na medida em que vai, está de acordo com as coisas escritas na revelação externa que Deus fez para algumas nações. Somos obrigados, no entanto, quando chegamos a considerar questões de facto, reconhecer que esta luz da natureza tem sido terrivelmente obscurecida e corrompido, mesmo nas nações pagãs mais cultos e civilizados na terra, como o apóstolo tem se mostrado em geral na última parte do capítulo anterior. E muito antes dos tempos referidos por ele, toda a carne havia corrompido o seu caminho, Gênesis 6: 5 ; Gênesis 6:11 ; as trevas cobriram a terra, ea escuridão os povos, Isaías 60: 2 ; não houve quem entendeu, ( Romanos 3:11 ;) e todos foram separados da vida de Deus, pela ignorância que estava neles, Efésios 4:18 , & c.

 

verso 16

Romanos 2:16 . No dia, & c. - Isso se relaciona com Romanos 2:12 , os versos intermediários, a partir do dia 13, sendo um parêntese; quando Deus há de julgar os segredos dos homens - não só as suas ações externas, bons e maus, que são manifesto a todos os homens, mas a sua maior os secretos e escondidos, com seus desejos internos e desenhos, as suas intenções, propósitos, esquemas, artifícios, com os vários trabalhos de suas paixões, imaginação e pensamentos; porque ele vai trazer a juízo toda obra, com cada coisa secreta, quer se trate seja bom, quer seja mau, Eclesiastes 0:14 ; trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios do coração, 1 Coríntios 4: 5 . Em circunstâncias secretas depende a qualidade real da ações, muitas vezes desconhecido para os próprios atores, Romanos 2:29 . Homens geralmente formam seus julgamentos, mesmo de si mesmos, apenas a partir do que é aparente. Por Jesus Cristo - Para quem o Pai confiou todo o julgamento, segundo o meu evangelho - De acordo com o teor do evangelho que está comprometida com a minha confiança, e é pregado por mim: ou como eu testemunhar em minha pregação do evangelho, Atos 17:31 ; 2 Timóteo 2: 8 . Pois não é a intenção do apóstolo para significar que todos os homens serão julgados pelo evangelho, mas apenas que o evangelho ensina tal julgamento.

 

versículos 17-20

Romanos 2: 17-20 . Eis - Aqui ele aplica-se o assunto tinha discutido nos versos precedentes mais de perto aos judeus, e prova, que, não obstante todas as suas pretensões e privilégios, eles eram transgressores da lei, e assim não podia ser justificado pelas obras, mais do que os gentios. E aqui, portanto, ele refuta o ponto mais alto da jactância judaica, depois de uma descrição mais detalhada do mesmo, interposta Romanos 2: 17-20 , e refutou Romanos 2: 21-24 . A descrição é constituída por duas vezes cinco artigos; dos quais o ex-cinco, Romanos 2: 17-18 , mostram que ele se orgulha de em si mesmo; os outros cinco, ( Romanos 2: 19-20 ,) o que ele glórias no que diz respeito aos outros. O primeiro particular dos antigos cinco respostas para a primeira deste último; . do segundo para o segundo, e assim por diante Tu és chamado judeu - Um professor da verdadeira religião, e um adorador do verdadeiro Deus. Dr. Macknight é de opinião de que neste e nos versos seguintes, o apóstolo pretende abordar principalmente os homens de posição e de aprendizagem entre os judeus; uma suposição de que ele pensa que é nenhuma objeção que provavelmente não havia doutores da lei, nem escribas e sacerdotes em Roma, quando esta carta foi escrita judeus; porque, "como o apóstolo estava raciocinando contra todo o corpo da nação, seu argumento necessário que ele deve abordar os professores de todas as denominações, para quem as coisas escritas neste e nos seguintes versos melhor concordar. Além disso, como ele abordou os pagãos legisladores, filósofos e sacerdotes, no primeiro capítulo, com a finalidade de mostrar-lhes o mau uso que fez do conhecimento que derivam das obras da criação, era natural para ele neste para enfrentar os judeus escribas, sacerdotes e médicos, para mostrar-lhes o pouco que tinha lucrado pelo conhecimento que tinham derivado da revelação. Das pessoas comuns judeus o apóstolo fala, Romanos 3:20 ., & C, onde ele prova que eles também foram extremamente vicioso ". E repousas na lei - Dependest sobre ele sozinho, e no ter do mesmo, para a justificação e salvação , embora ele só pode te condenar. E te glorias em Deus - Como teu Deus; como pertencendo só para vocês, judeus, e sendo o seu de uma forma peculiar; o fundador de sua comunidade; o legislador, protetor e Salvador. E sabes a sua vontade -. Por revelação especial, e mais completa do que os gentios E aprovas as coisas que são mais excelente - Hast para atingir um grau considerável de compreensão na lei, de modo a colocar a valor adequado às coisas de acordo com o seu valor, e distinguir entre coisas lícitas e ilícitas. As palavras originais, δοκιμαζεις τα διαφεροντα , pode ser processado, e Triest, ou, aprovas em julgamento, as coisas que diferem. Sendo instruído, & c. - Ou, como Beza interpreta κατηχουμενος εκ τον νομου , Ser educado, ou instruídos desde a tua infância, fora da lei, 2 Timóteo 3:15 . E confias que és guia dos cegos - Em vão presumest que o conhecimento tu o suficiente para ensinar os outros. Os médicos judeus, no desprezo dos gentios, estavam acostumados a falar deles como cegos - na escuridão - ignorantes - Babes - e vangloriou-se de si mesmos como guias, para cuja direção os gentios, em matéria de religião, deve implicitamente a apresentar. Esta jactância dos judeus, o apóstolo aqui apresentados, para mostrar que seus pecados foram grandemente agravada pela revelação de que ostentava. Quem tens a forma de conhecimento - Um sistema, corpo, ou modelo do que o conhecimento, que está espalhado cima e para baixo na lei, e das verdades que são não entregues. Porque a palavra original, μορφωσις , parece ter este significado: e o apóstolo pode ser considerado como comparar a lei para um espelho, que exibe imagens exatas de coisas, como o Apóstolo James igualmente faz, Tiago 1:25 . Isto implica que eles não só se consideravam como tendo um esboço, ou os contornos, da verdade contida na lei, mas o conhecimento mais preciso dela. E isso eles contaram suficiente para salvá-los, embora eles viveram de maneira solta e ímpios.

 

versículos 21-24

Romanos 2: 21-24 . Tu, pois, que ensinas a outrem - E valuest-te à tua capacidade de fazê-lo, confiando nele para a aceitação com Deus; não te ensinas a ti mesmo? - Ele não ensina a si mesmo, que não pratica o que ensina. Isto, eo que se segue, é mencionado, para mostrar que o conhecimento, que os escribas e doutores fingiu derivam da lei, não tinha tido nenhum tipo de influência em seu espírito e conduta; de modo que sua jactância na lei, e sua pretensão de ser os professores dos gentios, eram muito pouco a ser considerado pelos gentios. furtas - adulteram - cometer sacrilégio - Sin gravemente contra o teu próximo, a si mesmo, Deus. St. Paul tinha mostrado os gentios, em primeiro lugar, os seus pecados contra Deus, depois contra si, em seguida, contra os seus vizinhos. Ele agora inverte a ordem, por pecados contra Deus são a mais gritante em um pagão; mas não em um judeu. Tu, que enfadas ídolos - Que todos os judeus que, desde o tempo do cativeiro babilônico: tu committest sacrilégio - Dost o que é ainda pior, roubando-lhe, que é Deus acima de tudo, da glória que é devido para ele. Nenhuma dessas acusações foram precipitadamente avançou contra os judeus daquela época. Para (como seu próprio historiador se refere) alguns até mesmo dos sacerdotes vividas por rapina, e outros em crassa impureza. E, como para sacrilegiously roubando a Deus e seu altar, que tinha sido reclamada desde Malaquias. De modo a que as instâncias são dadas com grande propriedade e julgamento. Tu, que te glorias da lei - Como tão excelente, e pensas que uma honra estar familiarizado com ele, pela transgressão da desonras lei tu Deus? - Tu atuar como se fores estudando a declaração da sua vontade, só para mostrar a ele de uma forma mais presunçoso e contumaz, que tu não considerá-la? para o nome de Deus é blasfemado - mal falado, como se fosse tolerada e encorajada semelhante iniqüidade aquele em que você vive, e sua santa religião é posta em desprezo assim, como está escrito, em sua própria Escritura, a respeito de seus pais, cujas ações do mal tão geralmente imitar. Veja a margem. Encontramos Josephus frequentemente acusando os judeus de que está aqui estabelecidas para seu cargo pelo apóstolo, dizendo: "Que maldade que você esconder, ou ocultar, o que não é conhecido por seus inimigos? Você triunfar na tua maldade, se esforçam diariamente que será mais vil, fazendo um show de sua maldade, como se fosse virtude. "" E tu, ó homem, que tu escapar do julgamento de Deus, que pune os gentios, quando tu és tão culpado quanto eles de agir contra a tua consciência, e fazendo isso para que a tua própria boca te condena, ou, o que é tão mau como o que tu condenas neles, e que também provoca-os a blasfemar que santo nome pelo qual tu és chamado! Certamente, depois destas coisas, então escandalosamente feito, será de nenhuma vantagem para ti que és chamado judeu, ou tens recebeu o sinal da circuncisão. "- Whitby.

 

versículos 25-27

Romanos 2: 25-27 . Porque a circuncisão é, na verdade, proveitosa - Ele não diz justifica. Como agora ele lucrou é mostrado no terceiro e quarto capítulos: se guardares a lei - Aqui, como em muitas outras passagens, o apóstolo fala ao pensamentos dos leitores judeus. Eles imaginavam que a circuncisão, mostrando que eles eram descendentes de Abraão, e eram membros da aliança de Deus, iria garantir a sua salvação, embora eles nunca foram tão mau. Mas o apóstolo diz-lhes sua circuncisão poderia aproveitar-los somente se eles praticavam a lei; isto é, realizada as coisas necessárias no pacto com Abraão; (veja Romanos 2:12 ;), caso em que, como o selo do pacto, que lhes daria a certeza da salvação. Mas, se não realizar os preceitos desse pacto, sua circuncisão seria de nenhuma utilidade para eles. Se tu és transgressor da lei - Viver em pecado conhecido, a tua circuncisão se torna em incircuncisão - É por isso já em vigor. Tu queres não têm mais benefícios por ele do que se tu não tivesses recebido. A mesma observação vale no que diz respeito ao batismo. Portanto, & c. - Como se ele tivesse dito, desde o stress de todas as mentiras em manter a lei, portanto, se a incircuncisão - Ou seja, um incircunciso; guardar os preceitos da lei - Walk agradavelmente a ele; não deve sua incircuncisão ser contado para circuncisão - Aos olhos de Deus? Ele deve ser contabilizado um judeu espiritualmente, ( Romanos 2:29 ), e aceito por Deus, mais do que vocês, judeus carnais, que continuam a viver em pecado, e se orgulhar de sua circuncisão. A expressão, τα δικαιωματα του νομου , rendido, a justiça da lei, está no plural, e rendido por Locke, a retidão da lei; considerando Paul como usá-lo "para todos os preceitos da lei que contêm neles qualquer parte da regra natural e eterno de retidão, que é dado a conhecer aos homens pela luz da razão: a regra de suas ações, que toda a humanidade, incircunciso, bem como circuncidados, tinha, e é o que ( Romanos 1:32 ) Paulo chama δικαιωμα του θεου , [rendeu lá, o juízo de Deus, ] porque ele veio de Deus, e foi feito por ele a regra moral de toda a humanidade, sendo colocado dentro da descoberta de sua razão. E esta regra de moralidade Paulo diz que o mundo gentio se reconhecer "Doddridge torna a expressão,. As determinações justas da lei; e Macknight, os preceitos da lei, referindo-se à expressão acima citado, Romanos 1:32 , que ele considera como significando a lei de Deus escrita no coração do homem; ou, como ele aqui termos de TI: a lei da fé, "os preceitos dos quais," diz ele, "os gentios tanto pode conhecer e manter. Para a luz da razão natural dita as suas duas grandes preceitos, ou seja, que os homens devem acreditar em Deus e obedecê-lo de amor. Além disso, os preceitos desta lei são, muito apropriadamente expressa por palavras que literalmente significam justiça da lei, porque eles que os mantêm são considerados justos aos olhos de Deus; ou seja, são tratados por Deus como pessoas justas por causa de Cristo ". E a incircuncisão que por natureza - Aqueles que estão, literalmente falando, não circuncidado. "As palavras, por natureza, são adicionados pelo apóstolo para mostrar que ele está falando de pessoas sem revelação, e não dos gentios convertidos, nem de quem deve seguir ser convertido:" se cumpre a lei, ou seja, como à substância da mesma, ou seja, a lei da fé acima indicado. "Porque os gentios eram ignorantes da aliança que foi feita no outono, e de suas promessas, eles podem tanto conhecer e cumprir as suas requisições, Romanos 2: 6-7 . Assim, muitos dos gentios acreditavam no Deus verdadeiro, e obedeceu a um princípio de fé e amor ". Juiz ti - te condeno pelo seu exemplo, e faze a tua condenação parecem ser justo, em que tu mais ajuda e vantagens e, no entanto performest menos dever: que com a letra ea circuncisão - ao confiar muito a tua tendo a lei por escrito, e para a tua ser circuncidado, como se estas coisas eram suficientes para te salvar: ou por confiar ao privilégio exterior de circuncisão, que tu participante da de acordo com a letra da lei, mas wantest a parte interna e espiritual da mesma. és transgressor da lei - tomas liberdade logo a seguir para saciar-te firmemente no pecado, como se essas coisas que te preservar da punição. O juízo que os gentios, que cumprem a lei, são aqui disse para passar sobre os judeus perversos, é o mesmo com o que os judeus são disse, Romanos 2: 1 , para passar sobre os gentios ímpios; ou seja, que eles são dignos de morte. Mas eles passaram por este julgamento sobre os judeus com muito mais razão do que os judeus passaram sobre eles; porque, embora eles condenaram os gentios, que deverá ser poupado, embora culpado dos mesmos crimes, abusando muito maiores privilégios e rompendo obrigações muito mais fortes.

 

Verse 28-29

Romanos 2: 28-29 . Porque ele não é um judeu - no sentido mais importante, ou seja, um dos amado povo de Deus; ou um verdadeiro filho de Abraão, a quem a promessa pertence, e que Deus será o dono de um verdadeiro membro de sua igreja; que o é exteriormente - Apenas; ou um dos posteridade de Abraão, segundo a carne, e beneficia dos privilégios externos pertencentes a essa relação. Nem é circuncisão - O chefe e verdadeira circuncisão e agradável a Deus; que é somente na carne - consiste apenas na portaria para fora, e a marca impressa na carne. Mas ele é um judeu - um dos semente espiritual de Abraão, que é interiormente - quem interior possui a disposição de Abraão, e imita-lo em sua fé e obediência. Neste sentido, os gentios piedosos, embora não circuncidados, e membros de nenhuma igreja visível, eram realmente judeus, ou filhos de Abraão, com direito às bênçãos da aliança que Deus fez com ele. É como estes que Cristo fala, em sua epístola à igreja de Esmirna, Apocalipse 2: 9 ; a blasfêmia deles que se dizem judeus, e não são, porém são sinagoga de Satanás. E circuncisão é a do coração - A circuncisão, que torna os homens filhos de Abraão, o povo de Deus, é do coração, feita por corte ou mortificando suas concupiscências. Que esta é a verdadeira circuncisão, ou a coisa entende por esse rito, é evidente a partir do comando de Moisés aos judeus, Deuteronômio 10:16 , circuncidar o prepúcio do vosso coração, e não mais de dura cerviz; e da promessa feito para as mesmas pessoas, Deuteronômio 30: 6 , o Senhor teu Deus circuncidará o teu coração, de amar ao Senhor teu Deus de todo o teu coração. No espírito - Sentado no íntimo da alma, renovado pelo Espírito de Deus. Ou a expressão pode significar, de acordo com o sentido espiritual da lei; e não na letra - Não em uma cerimônia externa, realizada somente de acordo com a letra dele. Cujo louvor não é dos homens - que apenas olham para a aparência externa , e provavelmente será tão longe de estimar, para que eles desprezam e odeio tal; mas de Deus - que vê em secreto, e aprova o que é internamente santo e espiritual. É justamente observado por Macknight aqui, que o apóstolo, ao distinguir entre o espírito ea letra da lei de Moisés, dá a entender que os ritos prescritos na lei eram típicos, e tinha um significado espiritual ou moral, como Moisés também declarou expressamente aos judeus, Levítico 26:41 , e nas passagens do Deuteronômio acima citado. Jeremiah, de igual modo, Jeremiah 4: 4 , representa a circuncisão como um emblema; consequentemente, todos os outros ritos da lei eram assim também.  

Comentario biblico Joseph Benson 1771

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net