Translate this Page

Rating: 3.0/5 (867 votos)



ONLINE
2




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

comentario de Daniel CAP 5,6,7,8
comentario de Daniel CAP 5,6,7,8

    

                                       DANIEL CAPITULO 5,6,7   

                        A ESCRITA NA PAREDE CAPITULO 5

 

                  DANIEL CAPITULO 5.V.1-31   A ESCRITA NA PAREDE

 

 

Daniel aqui se refere à história do que aconteceu na tomada de Babilônia; Aquelas folhas mas enquanto isso Acórdãos I de Deus para a consideração de seus leitores, o que os profetas antes as pessoas tinham previra exilados tornar. Eu não usar o estilo profético, como Vamos ver depois, mas se contenta com uma narrativa simples; enquanto a prática da história podem ser aprendidas a partir das seguintes expressões. É nosso dever agora considerar esta história como tende a construir-nos na fé e temor de Deus. Primeiro de tudo, perceber o momento em que comemorou Este banquete Belsazar.

Setenta anos se passaram desde o tempo Quando Daniel tinha sido levado para o exílio com seus companheiros. Pois, embora Nabucodonosor em breve será chamado o pai de Belsazar, mas é bastante claro que o mal-Merodach Entre eles viveram; ter reinado por 23 anos. Alguns acham que dois reis antes Belsazar; para eles "lugar após Regassar Labassardach; em original e duas ocupará oito anos. Metasthenes Demonstrado que seja assim, e eu tenho muitos seguidores. Mas Nabucodonosor, o Grande, que levou Daniel cativeiro, e era filho do primeiro rei de mesmo nome, evidentemente, reinou 45 anos. Alguns transferência de dois anos para o reinado de seu Pai; de qualquer forma, eu tinha o poder régio para 45 anos; e se há que acrescentar os 23 anos de Evil-Merodaque, eles vão fazer 68 anos - em que havia Belsazar reinou oito anos.

Vemos, então, como 72 anos se passaram desde o primeiro período de Daniel sendo levados cativos. Metasthenes avalia 30 anos de reinado de Evil-Merodaque; e, em seguida, se somarmos oito anos, isso faz mais de 80 anos - que parece bastante provável, embora Metasthenes parece estar em erro em supor reis diferentes em vez de apenas nomes diferentes. (240) Para Heródoto não chama Belsazar, de quem estamos falando, um rei, mas Labynetus chama Seu Pai, e dá-lhe o mesmo nome. (241) Metasthenes faz alguns erros em nomes, mas eu abraçar Sua Prontamente cálculo de tempo, Quando eu ASSERTs Evil-Merodaque ter reinado 30 anos. Para quando tratamos dos 70 anos que Jeremias havia apontado anteriormente, nós não deve começar com o exílio de Daniel, não ", mas com a destruição da cidade, mas com o massacre que ocorreu entre a primeira vitória do rei Nabucodonosor, e a queima ea ruína do templo e da cidade. Para Quando o relatório sobre a morte de seu pai foi espalhada primeiro no exterior, conforme informações já dissemos em outro lugar, eu voltei para a sua terra, para que nenhum distúrbio deve ocorrer por meio de sua ausência.

Por isso, encontraremos os 70 anos durante os quais Deus quis cativeiro do povo para durar, será necessário um período mais longo para o reinado de Evil-Merodaque de 23 anos; embora não haja qualquer diferença importante, pois logo depois que Nabucodonosor voltou, levei para fora da cama, deixando a cidade sem tocar. Embora o templo foi seguida, em pé, no entanto, Deus infligiu a mais severa punição tinha do povo, que era como uma final abate, ou pelo menos quase igual a ele. Esta foi no entanto, vemos que Belsazar estava comemorando Este banquete, assim como o tempo da libertação se aproximava. 

 

Aqui devemos considerar a Providência de Deus, na organização dos tempos de eventos, de modo que todos os ímpios, quando o tempo de sua destruição é comido, lançou precipitadamente-se da sua própria vontade. Isso ocorreu a este rei perverso. Maravilhoso, aliás, foi a estupidez que preparou um banquete esplêndido Filled With iguarias, enquanto a cidade foi sitiada. Para Ciro cozinhar começaram a cercar a cidade por um longo tempo com um grande exército. O rei era um miserável cativeiro Já meio; e ainda, como se, apesar de Deus, deram um banquete rico, e convidou mil convidados.

Por isso, possamos vislumbrar a extensão do barulho e da despesa em Que banquete. Porque, se alguém deseja para entreter os convidados apenas dez ou vinte, vai ocasionar-lhe muitos problemas, se eu quiser tratá-los esplendidamente. Mas quando era um entretenimento real, onde havia mil nobres com a esposa do rei e as concubinas, e uma tão grande multidão reunida em conjunto, tornou-se necessário obter de muitos quadrantes o que era necessário para tal festival; E isso pode parecer incrível! Mas, apesar de Xenofonte relacionaram muitas fábulas e preservou nem a gravidade nem a fidelidade de um historiador, porque desejava celebrar os louvores de Cyrus como um retórico; apesar de eu ter muitas coisas em ninharias, mas aqui não tinha nenhuma razão ou motivo para decepção.

Diz que eu tenho um tesouro foi colocado acima, assim que os babilônios que poderia ainda suportar um cerco de dez anos ou mais. E a Babilônia foi merecidamente Comparado a um reino; para STI magnitude foi tão grande que superar a crença. Deve ter sido realmente muito populosa, mas desde que "desenhou o seu fornecedor de preço a partir de toda a Ásia, não é de estranhar que os babilônios tinham comida na loja, o suficiente para permitir-lhes para fechar suas portas, e para sustentá-los por um longo período. Mas neste banquete era mais singular que o rei, que deveria ter sido em guarda, ou pelo menos ter enviado seus guardas para impedir a cidade de ser tomada, era tão preocupado em Suas delícias, como se eu estivesse em perfeita paz , e expostos a nenhum risco de qualquer inimigo para fora. Eu tive uma disputa com um homem forte, se algum homem já era assim. Cyrus foi de grande prudência singular, e na rapidez de ação, de longe superou todos os outros. Desde, então, o rei ficou tão profundamente Em oposição, é surpreendente encontrá-lo tão descuidado como para celebrar um banquete. Xenofonte, de fato, afirma o dia ter sido um festival.

A afirmação dos judeus que pensam os caldeus Obtidos só tinha de vitória sobre os persas, mas é insignificante. Para Xenofonte - que sempre que eu posso ser confiável não falsificar a história em nome de Ciro, porque Ele é, então, um historiador muito sério, e inteiramente digno de crédito; Quando Ele deseja, mas para louvar Cyrus, eu não tenho nenhuma moderação - aqui é historicamente correto, quando diz que os babilônios, onde segurando um festival anual de costume. Ele nos diz como a Babilônia foi feita Além disso, viz., Por Gobryas e Gadatas Seus generais. Para Belsazar TINHA castrado um destes para sua vergonha, e haviam matado o filho do outro durante a vida de seu pai. Desde então, o Últimos queimado Com o desejo de vingar a morte de seu filho, eo ex-Sua própria desgraça, eles "conspiraram contra ele. Por isso, virou Cyrus muitos canais do Eufrates, e Babilônia foi subitamente tomado ASSIM.

. A cidade é preciso lembrar duas vezes foi tomado, não seria de outra forma qualquer confiança na profecia; Porque quando os profetas ameaçar vingança de Deus sobre os babilônios, dizem os seus mais Deve ser inimigos ferozes, buscando não de ouro ou prata, mas desejando sangue humano; e então eles 'narrar todo o tipo de ação atroz que é habitual na guerra. (. Jeremias 50:42) Mas nada de this tipo aconteceu quando Babilônia foi tomada por Ciro; Quando os babilônios, mas libertou-se do domínio persa por anularem o seu jugo, Darius recuperou a cidade com a ajuda de Zopyrus, que mutilou sua pessoa, e fingiu ter sofrido tanta crueldade do rei como para induzi-lo a trair a cidade. Mas, então, como nós coletamos dificilmente atingidas foram os babilônios, 3000 Quando foi crucificado nobres! Geralmente o que acontece e quando acontece 8,000 nobres são condenados à morte, e todos suspensos em uma forca - ou melhor, mesmo crucificado? Aparece facilmente Assim, como os babilônios foram severamente punidos na época, apesar de terem sido sujeito a uma potência estrangeira, e tratados vergonhosamente pelos persas, e reduzidos à condição de escravos.

Para Eles foram proibidos o uso de armas, e desde o primeiro foram ensinados a tornar escravos de Cyrus, e dar-lhe não usar uma espada. Devemos abordar as coisas em Original ECOG Pouco a nós do governo dos acontecimentos humanos pelo julgamento de Deus, quando Ele lança de cabeça quando o réprobo Sua punição está à mão. Temos um exemplo ilustre do rei Belsazar Este. 

 

A hora da libertação previsto por Jeremias estava à mão - os setenta anos se acabaram - Babilônia foi sitiada. (. Jeremias 25:11) Os judeus pode agora levantar a cabeça e esperar o melhor, porque a chegada de Ciro Abordado, contrário à revisão de todos eles; porque tinha de repente correu para baixo das montanhas da Pérsia quando essa era uma nação bárbara. Uma vez que, portanto, a vinda repentina de Cyrus foi como um furacão, esta mudança poderá, eventualmente, dar alguma esperança para os judeus; mas depois de um período de tempo, por assim dizer, tinha decorrido durante o cerco da cidade, isso pode Seus espíritos Down East.

Enquanto o rei Belsazar foi banquetes com seus nobres, Cyrus parece confiável para expulsou-o no meio de Sua alegria e hilaridade. Enquanto isso, o Senhor não se sentar em repouso no céu; tem cortinas para a mente do rei ímpio, de modo que deve bom grado incorrer em punições, mas ninguém chamou-o sobre, por eu ter incorrido ele mesmo. E de onde poderia Esta Levanta-te, salvo se Deus tinha dado a ele até seu inimigo? Foi de acordo com esse decreto de Jeremias que era o arauto. Por isso, apesar de Daniel narra a história, é nosso dever, como já disse, para tratar de coisas muito mais importantes; Deus pelo seu povo que tinha prometido a libertação, foi agora estendendo a mão em segredo, e cumprindo as previsões de seus profetas. (Jeremias 25:26). 

 

Segue-se agora - rei Belsazar bebia vinho antes de um milhar Alguns dos rabinos dizem: "Eu me esforcei Com seus mil nobres, e pleiteia com todos eles em beber em excesso", mas grosseiramente Isto parece ridículo. Quando eu disse, eu bebi vinho antes de mil, eu alude ao costume da nação, para os reis dos caldeus muito raramente convidados para a mesa; Normalmente eles 'jantou sozinho, como os reis da Europa fazer agora; para eles acho que acrescenta à sua dignidade de desfrutar de uma refeição solitária. O orgulho dos reis da Caldéia era uma espécie esta de.

Quando, portanto, diz-se, Belsazar bebia vinho antes de um mil, algo extraordinário se destina, já que eu estava comemorando Este ano banquete Ao contrário do seu costume comum, e já se dignou a tratar seus nobres com tal honra como para recebê-los como seus convidados . Alguns, vinho, na verdade, ter bebido Essa conjectura provações, como eu estava embriagado se acostumaram a quando não havia testemunhas presentes; mas não há força neste comentário: a palavra antes de Meios na presença de outras pessoas ou da sociedade. Prossigamos:

 

 

 

verso 2

 

Aqui o rei Belsazar corteja sua própria punição, Porque Ele furiosamente despertou a ira de Deus contra si mesmo, como se eu estava insatisfeito com o seu off atraso enquanto Deus colocou Seu julgamento por um período tão longo. Isto é o que eu acordo com a referida. Quando a destruição de uma casa está na mão, os ímpios remover os postes e portões, como diz Salomão. (Provérbios 17:19). Deus Portanto, quando Ele deseja executar os seus juízos, impulsiona o reprobrate por um instinto secreto para correr para a frente de sua própria vontade, e para apressar a sua própria destruição. Belsazar fez isso. Seu descuido foi o sinal de sua estupidez, e da ira de Deus Além disso, quando no meio de seu próprio orgulho e crimes Poderia tenho prazer em glutonarias. Sua cegueira mais pontos, portanto, claramente a vingança de Deus, já que eu não estava satisfeito com Sua própria intemperança e excessos, mas deve abertamente declarar guerra contra Deus.

Ordenei, Por isso, diz ele, o ouro e prata para ser brought navios para os quais ele havia lhe tirado Nabucodonosor Estes navios parecem ter sido colocado acima em tesouraria; Assim que teve Nabucodonosor nunca abusou nos vasos originais em sua vida; Isso nós não lemos nada fez Evil-Merodaque de this tipo, e Belsazar agora deseja infligir intencionalmente Este insulto a Deus. Não há dúvida de que esses navios brought adiante pelo caminho do ridículo, com o objetivo de triunfar sobre o verdadeiro Deus, como vemos Shall depois.

 

 

 

Já foi explicado Temos o sentido em que o Profeta chama Nabucodonosor o pai de Belsazar, uma vez que é habitual em todas as línguas para falar dos antepassados ​​como pais; para Belsazar era da descendência de Nabucodonosor, e ser realmente seu neto, eu é chamado de Sua naturalmente são; e isso irá ocorrer novamente. Há alguns que pensam que Evil-Merodaque foi ferido com aquela aflição grave Mencionado no último capítulo: seu nome era Nabucodonosor possivelmente, mas não há nenhuma razão para a sua opinião Adotando; (245) é frívola para voar diretamente para essa conjectura Quando o nome do pai ocorra. o profeta diz comprometido Belsazar Esta sob a influência do vinho Desde טעם, tegnem, significa "a gosto", sem dúvida, aqui fala de degustação; Neste mês de maio e, desde metaforicamente ser transferido para o entendimento, alguns Explique para dizer que está sendo impelido por vinho, e assim sua embriaguez tomou o lugar da razão e do julgamento. Noites e amor e vinho, diz Ovídio, não têm moderação neles.

 Essa explicação eu acho muito forçado; Parece que ele simplesmente a dizer, quando Belsazar ficou quente com vinho, ordenei aos navios a estar brought a ele; e esta é a visão mais usual. Quando, portanto, o sabor do vinho prevaleceu, - isto é, quando Ele apoderou sentidos do rei, então eu pedi as embarcações a serem brought Vale a pena notar Isto, para nos induzir a ser cautelosos intemperança Quanto a beber, porque nada é mais comum do que a empresa muitas coisas demasiado precipitadamente Quando os nossos sentidos estão sob a influência do vinho.

Por isso, devemos usar o vinho com moderação, que pode revigorar não só o corpo, mas a mente e os sentidos, e nunca podem enfraquecer, ou enervar, ou Stupify nossos corporais ou mentais poderes. E esta é, infelizmente! muito comum, já que o provérbio vulgar é bem conhecido - o orgulho brota de embriaguez. Por esta razão, os poetas deveriam Bacchus Para ter chifres, já que os homens intemperantes são sempre inchado, e se imaginam Os reis mais miseráveis​​. O que, então, deve acontecer a monarcas, quando no seu esquecimento eles sonham próprios reis dos reis, e até mesmo divindades? O Profeta deseja marcar Esta falha Quando Ele diz, Belsazar, sob a influência do vinho, mandou navios para ser brought com ele agora segue-se - 

 

 

 

O versículo 3

 

O profeta usa a palavra "ouro", provavelmente, o mais precioso Porque embarcações foram brought; Também prata pode ter sido acrescentado, mas os mais esplêndidos são notados. Não eu, Nabucodonosor, não quer dizer que os levaram consigo, mas que implica que ele seja o ato comum de todos os babilônios. Eles obtiveram a vitória sob o rei direção de this, eu usei os despojos Por isso; Eles foram e desde todos os envolvidos com a vitória, o Profeta fala de todos eles. Ao usar a frase, "o templo" Eu expressa mais do que antes, por dizer, não só a partir de Jerusalém, mas a partir do templo da casa de Deus.

 

 

 

versículo 4

 

Aqui os shews Profeta mais clara e distintamente como o rei insultado o verdadeiro e único Deus, por seus utensílios de ordenação a ser brought a ele. Para quando eles tinham sido levados para fora, eles 'Louvado, diz ele, todos os seus deuses de ouro e prata; ou seja, em desafio ao verdadeiro Deus que 'Celebrado os louvores de seus falsos deuses, e agradeceu-lhes, como encontramos em Habacuque. (Habacuque 1:16).

Embora não há dúvida de que "sacrificaram suas cordialmente da indústria de produtos, como o Profeta não expressa, ainda que de seus próprios deuses exaltados e, assim, obliterada a glória do verdadeiro Deus. E esta é a razão pela qual o Profeta agora se esforça para navios do Estado ter sido Esses brought do templo da casa de Deus já aqui Fortalece Para a impiedade do rei e dos seus nobres para erguer seus chifres contra o Deus de Israel. Há, então, um grande contraste, entre Deus que comandou seu templo a ser construído em Jerusalém, e os sacrifícios a serem oferecidos preferido dele e falsos deuses.

E esta foi a cabeça e frente de ofender de Belsazar, ASSIM Porque Ele se levantou contra Deus propositadamente, e não só miseravelmente e tiranicamente oprimido os judeus, mas triunfou sobre seu Deus - o Criador do céu e da terra. Esta loucura acelerou sua destruição final, e ocorreu com o propósito de acelerar o tempo de sua libertação. Por isso, eu o Representado ter sido desenhada por instinto a grande vingança Essa loucura de Deus é que pode ser amadurecido. 

 

Beberam, diz ele, o vinho, e deram louvores aos seus deuses. O Profeta não atribuir o louvor de seus deuses à embriaguez, mas tenho obliquamente shews Sua petulância ter sido aumentado pela bebida. Para se cada tinha sido sóbrio em casa, eu teria atualmente se levantado contra precipitadamente Assim, Deus; Quando a impiedade, mas existe no coração, intemperança Torna-se um estímulo adicional. O Profeta parece-me dizer isto, quando se repete, eles estavam bebendo; pois eu tinha dito, o rei e dos seus nobres, sua esposa, e concubinas, beber Se eu fosse agora inculca a mesma coisa em palavras como, mas acrescenta, que "bebeu vinho - ou seja, sua loucura foi o mais inflamado pela excitação do vinho .

Em seguida, eles 'deram louvores aos deuses de prata, etc O Profeta aqui menciona em tom de censura deuses de ouro, prata, bronze, madeira e pedra, pois sabemos que Deus não tem nada em comum com ouro ou prata. Sua verdadeira imagem não pode ser expresso em materiais perecíveis; e esta é a razão pela qual o Profeta chama todos os deuses adorado Qual o babilônios, dourado, prata, bronze, madeira e pedra.

Com bastante clareza os pagãos nunca foram tão tolo a ponto de supor que a essência da Divindade a residir em ouro, ou prata, ou pedra; Eles só chamou as imagens de suas divindades; porque, em seu retorno, mas o poder ea majestade da divindade foi incluído no material de substância, o Profeta é tão completamente certo em condenar sua criminalidade, porque nós ouvir como Cuidadosamente idólatras inventar todo tipo de sutileza. Nos tempos atuais, o papado é uma prova evidente de como os homens se apegam às superstições grosseiras Quando Eles Seu desejo de desculpar erros; Por isso, não Aqui o profeta admitir pretextos fúteis aquelas que pelos babilônios e outros pagãos disfarçar sua baixeza, mas eu disse, foram os seus deuses de prata e ouro, e por quê? pois embora eles 'confessou oralmente que os deuses reinar no céu, (tão grande era a multidão e multidão de suas divindades que o Deus supremo foi muito envolto em trevas), embora os babilônios confessou, portanto, seus deuses ter residido no céu, mas eles "fugiram para estátuas e imagens. Por isso, o Profeta merecidamente repreende-los para adorar deuses de ouro e prata.

Quanto à Sua palavra, em seguida, os vasos foram brought, ele shews como os escravos dos tiranos obedecê-las nas piores ações, interveio Porque nenhum atraso em trazer os navios do tesouro. Daniel PORTANTO significa como todos os servos do rei eram obedientes à Sua aceno, e desejosos de agradar uma pessoa brutal e embebedou-se; ao mesmo tempo eu tenho a falta de shews que a intoxicação imoderado; pois eu disse: -

 

 

 

versículo 5

 

 

Aqui Daniel começa sua narração da mudança ocorreu que, por um instante em que o rei 'Reconhecido algo triste e perturbador estar à mão. No entanto, como eu fiz não ao mesmo tempo entender o que era, Deus lhe deu um sinal como um presságio de calamidade, de acordo com a linguagem do profano. Deste modo, Deus enviou-lhe aviso quando yo Eu vi o rei e os seus nobres com fúria licenciosidade louco. Apareceu, então, a mão de um homem, diz o profeta, usando esta expressão de sua semelhança e forma. Temos a certeza de que não era a mão de um homem; Ele tinha a aparência de um, e assim Por isso, foi chamado.

Este método usa a Escritura Muitas vezes de expressão, especialmente quando o tratamento de símbolos externos. Este é, então, uma forma de expressão sacramental, (251) se eu posso usar a expressão. Deus, de fato, escreveu a inscrição pelo Seu próprio poder, mas eu shews rei Belsazar a figura como se um homem tivesse escrito na parede; Por isso, os dedos de uma mão foram apresentados. Esta expressão de unidade, em nenhum grau leve para a realidade do milagre; para se Belsazar tinha visto isso na parede, desde o primeiro, eu devo algum artifício poderia ter tido colocou a mão lá; Quando a parede estava nua, mas com previamente, e de repente surgiu a lado, podemos facilmente perceber a mão para ter sido um sinal do céu, Que Deus através Quis mostrar algo "importante para o rei. Os dedos de uma mão e, em seguida, foram apresentados, e escreveu a partir do meio do castiçal, ou uma lâmpada. Claramente, então, esta era uma festa de noite, e Babilônia foi feita no meio da noite. Não admira banquetes eram seus prolongada em grande comprimento, por intemperança não tem limites.

Quando os homens estão acostumados a passar o dia no luxo, confesso fato Normalmente eles não continuam até meia-noite seus banquetes; Mas quando eles celebrar qualquer esplêndido e notável festa, eles não encontram a luz do dia suficiente para a sua festivites e as indulgências mais grosseiros da tabela. 

 

Daí surgiu a mão de castiçais para torná-lo mais visível. Essa mão, diz o Profeta, escreveu sobre a superfície da parede do palácio. Se alguém tinha de o rei anunciou esta aparência de uma mão humana, pôde ter eu duvidava; mas o rei diz que eu era uma testemunha ocular, pois Deus quis aterrorizá-lo, como depois Vamos ver, e eu tenho setembro Daí Este espetáculo diante dele.

O rei, então, percebido; Talvez seus nobres não; e Vamos ver como o horror depois operado sobre o rei sozinho, A NÃO SER QUE, de fato, alguns outros tremeu com ele. Quando, portanto, que "viu seu semblante mudou e exibindo provas de terror, eles" começaram a temer, embora todos tenham sido desejoso de proporcionar-lhe algum consolo. Daí que desejava Deus Este rei ímpio para convocar Sua corte Quando a mão de um homem apareceu diante dele no ato de escrever. Vamos ver o que ele escreveu em seu devido lugar.

 

 

 

versículo 6

 

Aqui Daniel shews como a mente do rei ficou impressionado com o medo, para que ninguém acha que deve seu medo sem fundamento. Mas eu Expressa, por muitas circunstâncias, como o rei estava perturbado e, portanto, a suficiência da razão parece facilmente. Era necessário para ele ser tão impressionado, que todos possam entender como Deus estava sentado no seu trono, e chamou-o como um criminoso. Mencionamos antes como Daniel nos impressiona com o ESTA rei orgulho de, e sua segurança descuidada é uma prova clara disso. Quando o cerco diária da cidade deveria ter lhe rendeu ansioso, eu estava comemorando seu banquetes habituais, como se em profunda paz. De onde eu parece estar corrompido por uma espécie de embriaguez espiritual, de modo a não sentir sua própria calamidades. Este, então, é a razão pela qual Deus o despertou e despertou sua letargia dele, porque não há meios ordinários eram eficaz em recordar-lhe a sanidade mental.

O medo que eu experimentei o que pode parecer uma preparação conveniente para penitência. Mas nós vemos a mesma coisa, neste caso, como fazemos na de Esaú; Eu não era apenas para Sensibilizado com contrição Quando Viu-se cortar, mas soltou um "lamento alto e penetrante Ao procurar de seu pai" bênção ", e ainda assim eu era muito tarde. (Gênesis 27:24). Está relacionada a uma ocorrência semelhante aqui do rei Belsazar, mas devemos observar sobre tudo em ordem. Diz Daniel.

O semblante do rei foi alterado; em seguida, as articulações de seus membros foram soltos, e eu estava perturbado, ou medo, em seus pensamentos; e, por último, eu acrescenta, os seus joelhos batiam juntos adequadamente a palavra significa, para atacar um contra o outro. Pelo Profeta em sinais shews originais como o rei Belsazar ficou assustada com a visão já mencionado. Sem dúvida, como acabo de dizer, Deus o inspirou com este terror, pois sabemos Abertamente Mesmo Quando Deus subiu ao Seu próprio tribunal REMAIN quão estúpido o réprobo, e como bens! Mas Deus quis afetar a mente de this rei ímpio, e para tornar a sua ignorância, sem desculpa. 

 

Aqui destacamos podem, em geral, de quantas maneiras Deus toca o coração dos homens - não só aqueles dos réprobos, mas também dos seus eleitos, pois vemos até mesmo os melhores homens lento e preguiçoso Quando Deus chama-os a seu tribunal. Torna-se necessário para castigá-los com varas, caso contrário eles nunca "se aproximar de Deus por sua própria vontade. Eu poderia, de fato, mover suas mentes sem violência; mas eu gostaria de setembro, antes de nós, como um espelho, a nossa lentidão e preguiça, uma vez que não obedecer a Sua palavra, naturalmente, com vontade. Daí it've doma seus filhos com cabos quando não vai lucrar com a sua palavra.

No que diz respeito aos réprobos, muitas vezes repreende sua obstinação, Porque, antes de eu compromete o cargo de juiz, eu gentilmente atrai-los; Quando eles não lucrar com isso, eu ameaça; e quando suas ameaças são inúteis e desprovida de eficácia, tem, então, chama-los para a sua corte. Respeitando o destino do rei de Babilônia, Daniel Sofreu Deus teve que ficar em silêncio, porque a sua ingratidão e orgulho tinha fechado a porta, de modo a impedir Daniel de realizar o escritório de um professor como eu estava preparado para fazer; Por isso, o rei da Babilônia continuou sem um. Mas, de repente Deus apareceu como um juiz, por cuja escrita Pouco informações que temos falado, e do qual falaremos mais no lugar apropriado. Pode ser sentido STD Seja qual for: vemos o rei Belsazar não apenas advertido por um sinal externo de sua morte se aproximando, mas, interiormente, despertou-se a reconhecer a si mesmo para ser lida com Deus.

Para os reprovados Their Own desfrutar prazeres Muitas vezes, como já disse, embora Deus shews para ser seu juiz. Mas o rei Belshazzar've trata de forma diferente: ele deseja para inspirá-lo com terror, para torná-lo mais atentos à leitura da escrita. Desta vez, foi, como já disse, em preparação para o arrependimento; mas falharam no meio de sua carreira, como vemos também muitos que fazem tremer a voz de Deus e com os sinais de Sua vingança, assim que eu tenho admoesta; mas no original, mas os sentimentos são evanescentes; provando assim quão pouco eles têm Aprendeu a lição necessária. 

 

O exemplo de Esaú é como esta, desde que eu tenha desprezado a graça de Deus, quando ouviu-se privado da herança divina prometida a ele. Tenho a bênção Tratada como uma fábula, até que eu achei um assunto sério (Gênesis 25:33).; Eu, então, começou a se lamentar, mas tudo em vão. Também Tal foi o susto do rei Belsazar, logo perceberemos.

Mesmo Quando Daniel explicou a escrita para ele, eu não era de forma movido por ela, mas Daniel adornada com símbolos reais de respeito. No entanto, o objeto eo uso de ESTA foi totalmente diferente, pois quando eram os nobres se mudou, ea realidade tornou-se manifesta, Deus, em Sua Glória demonstrou isso Way: e Darius, que tomou a cidade, com seu filho-de-lei Cyrus, entendida o seu próprio valor e de como a perseverança não era a única causa da sua vitória, e como os sátrapas, e Gadata Gobryas, teria assistido atualmente ele tão materialmente MENOS todo o assunto tinha sido sob os auspícios de Deus. Assim, Deus se manifestava como um espelho para ser o vingador do seu povo, como eu tinha prometido a 70 anos com anteriormente. Segue-se agora:

-

 

versículo 6

 

Aqui Daniel shews como a mente do rei ficou impressionado com o medo, para que ninguém deve pensar que seu medo sem fundamento. Mas ele expressa, por muitas circunstâncias, como perturbou o rei estava, e, portanto, a suficiência da razão seria facilmente aparecer. Era necessário para ele ser tão impressionado, que todos possam entender como Deus estava sentado no seu trono, e chamou-o como um criminoso. Mencionamos antes como Daniel nos impressiona com o orgulho deste rei, e sua segurança descuidada é uma prova clara disso. Quando o cerco diária da cidade deveria ter lhe rendeu ansioso, ele estava comemorando seus banquetes habituais, como se em profunda paz. De onde ele parece estar corrompido por uma espécie de embriaguez espiritual, de modo a não sentir suas próprias calamidades.

Este, então, é a razão pela qual Deus o despertou e despertou de sua letargia, porque há meios ordinários eram eficaz em recordar-lhe a sanidade mental. O medo que ele experimentou pode parecer uma preparação conveniente para penitência. Mas nós vemos a mesma coisa, neste caso, como fazemos em que de Esaú; para ele não só foi tocado com contrição, quando ele se viu cortado, mas ele soltou um 'lamentação alto e penetrante quando se busca de seu pai "bênção", e ainda assim ele era tarde demais. (Gênesis 27:24). Uma ocorrência semelhante está relacionado aqui do rei Belsazar, mas devemos observar sobre tudo em ordem. Daniel diz.

O semblante do rei foi alterado; em seguida, as juntas dos seus membros foram soltos, e ele estava perturbado, ou medo, em seus pensamentos; e, por último, acrescenta, os seus joelhos batiam juntos A palavra significa propriamente, para atacar um contra o outro. Por estes sinais os shews Profeta como o rei Belsazar ficou assustada com a visão já mencionado. Sem dúvida, como acabo de dizer, Deus o inspirou com este terror, pois sabemos que, mesmo quando Deus abertamente subiu para o seu próprio tribunal, o quão estúpido o réprobo permanecem, e como bens! Mas Deus quis afetar a mente deste rei ímpio, e para tornar a sua ignorância, sem desculpa. 

 

Aqui podemos observar, em geral, de quantas maneiras Deus toca o coração dos homens - não aqueles dos réprobos só, mas também dos seus eleitos, pois vemos até mesmo os melhores homens lento e preguiçoso quando Deus chama-os a seu tribunal. Torna-se necessário para castigá-los com varas, caso contrário, eles nunca se aproximar de Deus por sua própria vontade. Ele pode, de fato, mover suas mentes sem violência; mas ele quer definir antes de nós, como um espelho, a nossa lentidão e preguiça, uma vez que não obedecem a sua palavra com a vontade natural. Daí ele doma seus filhos com cordas quando não vai lucrar com a sua palavra.

No que diz respeito aos réprobos, muitas vezes ele repreende sua obstinação, pois, antes que ele compromete o cargo de juiz, ele gentilmente atrai-los; quando não lucrar com isso, ele ameaça; e quando suas ameaças são inúteis e desprovida de eficácia, então ele os chama para o seu tribunal. Respeitando o destino do rei da Babilônia, Deus tinha sofrido Daniel a ficar em silêncio, por sua ingratidão e orgulho tinha fechado a porta, de modo a impedir Daniel de realizar o escritório de um professor como ele estava preparado para fazer; portanto, o rei da Babilônia continuou sem um.

Mas Deus apareceu de repente como um juiz, pela escrita de que temos pouco falado, e do qual falaremos mais no lugar apropriado. Seja qual for o seu significado pode ser: nós vemos o rei Belsazar não apenas advertido por um sinal externo de sua morte se aproxima, mas interiormente despertou a reconhecer-se a ser lidar com Deus. Para os reprovados muitas vezes desfrutar de seus próprios prazeres, como eu já disse, embora Deus shews para ser seu juiz. Mas ele trata rei Belsazar diferente: ele deseja para inspirá-lo com terror, para torná-lo mais atentos à leitura da escrita. Desta vez, foi, como já disse, uma preparação para o arrependimento; mas ele falhou no meio de sua carreira, como vemos também muitos fazem que tremem ao ouvir a voz de Deus e com os sinais de sua vingança, tão logo ele admoesta; mas esses sentimentos são apenas evanescente; provando assim quão pouco eles aprenderam a lição necessária. 

 

O exemplo de Esaú é semelhante a este, uma vez que ele desprezava a graça de Deus, quando ouviu-se privado da herança divina prometida a ele. (. Gênesis 25:33) Ele tratou a bênção como uma fábula, até que encontrei um assunto sério; Ele, então, começou a se lamentar, mas tudo em vão. Esse também foi o susto do rei Belsazar, como veremos logo percebem. Mesmo quando Daniel explicou a escrita para ele, ele estava longe de ser movido por ela, mas adornada Daniel com fichas reais de respeito.

No entanto, o objeto ea utilização deste foi totalmente diferente, pois quando os nobres foram transferidos, ea realidade tornou-se manifesta, Deus dessa forma demonstrado a sua glória, e Darius, que tomou a cidade, com seu filho-de-lei Cyrus, entendida como seu próprio valor e perseverança não foram a única causa da sua vitória, e como os sátrapas, Gobryas e Gadata, não o teria assistido tão materialmente a menos que todo o assunto tinha sido sob os auspícios de Deus. Assim, Deus se manifestava como um espelho para ser o vingador de seu povo, como havia prometido 70 anos antes. Segue-se agora: -

 

 

 

O versículo 7

 

O Profeta narra como o rei Belsazar procurou um remédio para a ansiedade; portanto, nos reunimos como sua mente estava tão imediatamente ferido, e como ele sentiu que não poderia escapar a mão de Deus, caso contrário, ele não teria chamado os sábios tão de repente no meio do banquete. Mais uma vez, quando o Profeta diz, ele gritou em alta voz, ele estava claramente tão espantado como esquecer seu ser rei, para clamar a tabela não foi consistente com a sua dignidade. Mas Deus expulsou todo o orgulho dele, obrigando-o a estourar em um grito, como um homem completamente fora de si.

Devemos agora considerar o remédio ao qual ele recorreu: ele ordenou que os caldeus e magos, e os astrólogos para ser chamado Aprendemos com isso como homens extremamente propensas são a vaidade, mentira e falsidade. Daniel deveria ter sido em primeiro lugar, mesmo entre os caldeus, para que foi uma resposta digna de lembrança que ele tinha dado ao avô deste rei, quando ele previu a sua tornando-se como os animais da floresta. Uma vez que esta profecia foi verificada por meio do evento, a sua autoridade deveria ter floresceu até mil anos. Ele era diariamente aos olhos do rei, e ainda assim ele foi negligenciado, enquanto que o rei mandou chamar todos os caldeus e os astrólogos, adivinhos e magos, e.

Verdadeiramente o suficiente, esses homens eram, em seguida, em tão grande reputação que eles merecidamente obscurecida a fama de Daniel, pois estavam indignados com um ser cativo preferiu professores nativos, quando eles sabiam que sua própria glória, entre todos os povos dependia da persuasão de seu ser o só os homens sábios. Como, portanto, que pretendia manter a sua boa opinião, como conselheiros de Deus, não admira que desprezava esse estranho. Mas esse sentimento não pode aproveitar por um momento diante de Deus: para o que pode ser instado em defesa da impiedade do rei? Seu avô foi um exemplo memorável da vingança de Deus, quando rejeitada a partir da companhia de homens, e obrigado a habitar entre os animais selvagens da floresta. Isso, realmente, não podia aparecer uma questão de chance. Deus, então, pedira a primeira dele por um sonho, e ao lado enviou seu profeta como o intérprete do oráculo e da visão.

Como eu já disse, a fama deste evento deveria ter sido perpétua entre os caldeus, mas o neto do rei Nabucodonosor tinha esquecido o seu exemplo, insultou o Deus de Israel, profanou os vasos do templo, e triunfou com seus ídolos! Quando Deus coloca diante de si o sinal de seu julgamento, ele convoca os magos e os caldeus, e passa por Daniel. E o possível desculpa que ele pode ter para isso? Temos visto, como eu já disse, como os homens são muito propensos a ser iludido por imposturas de Satanás, eo conhecido provérbio se torna verdade, - O mundo gosta de ser enganado!

 

 

 

Isto, também, é digno de nota, porque nos dias de hoje, e em tempos angustiosos, muitos se proteger atrás do escudo de sua ignorância. Mas a explicação está na mão - são voluntariamente cego; eles fecham os olhos em meio a luz mais clara; pois se Deus considerado o rei Belsazar, sem desculpa, quando o Profeta já foi apresentado a ele, que desculpa o "cego destes dias alegam? Oh! se eu pudesse determinar qual é a vontade de Deus é para mim, eu iria me submeter de imediato a ele, porque Deus diariamente e abertamente nos chama e nos convida, e nos mostra o caminho; mas nenhum lhe responder, nenhuma segui-lo, ou pelo menos como muito poucos! Por isso, devemos considerar diligentemente o exemplo do rei de Babilônia, quando vê-lo cheio de ansiedade, e ainda não buscar a Deus como deveria.

E por que isso? Ele perambula em grande hesitação; ele se vê constrangido, mas ele não pode voar a partir do julgamento de Deus, mas procura consolo em magi, dos caldeus e outros impostores; pois, como vimos, tinham sido uma ou duas vezes provou isso, e isso deveria ter sido suficientemente famoso e notório a todos os homens. Vemos, então, como cego rei Belsazar era, já que ele fechou os olhos para a luz lhe ofereceu. Assim, nos dias de hoje quase todo o mundo continua na cegueira; não é permitido a vagar nas trevas, mas quando a luz brilha sobre ele, ele fecha os olhos, rejeita a graça de Deus, e propositadamente deseja lançar-se de cabeça. Esta conduta é muito comum.

 

 Agora, o Profeta diz: - O rei prometeu os sábios de presente um colar de ouro para quem quer ler a escrita; e, além disso, vestidos de púrpura, ea terceira posição no reino! Este shews ele não ter sido sinceramente tocado pelo temor de Deus. E essa repugnância é digno de observação no ímpios, que temem os juízos de Deus, e ainda o orgulho de seu coração não for corrigido e suave, como vimos no caso de este rei. Para os seus joelhos batiam um no outro, e as juntas dos seus lombos se relaxaram: ele treme por todo seu corpo, e se torna meio morto de medo, porque o terror de Deus se apodera de todos os seus sentidos.

Enquanto isso, vemos um orgulho escondido à espreita em sua mente, que irrompe na promessa, quem deve interpretar a escrita, será o terceiro na hierarquia do reino! Deus já havia lhe retirou a dignidade real; mas ele ainda pretende levantar outros em alta em desafio a Deus! Qual, então, é o significado disso? Nós vemos como muitas vezes os maus estão apavorados, e quão profundamente eles apreciam a contumácia escondido, para que Deus nunca subjuga-los. Eles mostrar, de fato, muitos sinais de arrependimento; mas, se alguém pesa cuidadosamente todas as suas palavras e ações, ele vai encontrar a narração do Profeta a respeito rei Belsazar completamente verificado, porque a raiva contra Deus, e nunca são dóceis ou obediente, mas completamente estupefata.

Vimos isso em parte, o ex-verso, e deverá vê-lo novamente de forma mais clara no final do capítulo. Quanto à última cláusula do versículo, ele deve governar como terceiro no reino, é incerto se ele promete a terceira parte ou o terceiro grau; para muitos pensam a rainha, dos quais menciono em breve será feita, era a esposa do rei Nabucodonosor, e avó do rei Belsazar. Segue-se: -... V.6-7 

 

O versículo 8

Aqui Daniel relata como o rei foi enganado em sua revisão, em espera de qualquer interpretação da escrita de, quer os Magos ou os astrólogos, os caldeus e os adivinhadores; pois nenhum deles poderia lê-lo. Daí it've paga aqui o castigo da sua ingratidão, de passagem, sobre o profeta de Deus, enquanto eu sabia que ele tinha predito a verdade a seu avô, assim como tinha acontecido, assim como excelência global de Daniel em sabedoria, Por isso, as provas de sua vocação eram suficientemente Ele multidão numerosa e confiável. Desde, então, tenho tido tão desprezado benefício incomparável de Deus, eu é destituído de conselho e:, se vê na chamada vão a todos os caldeus e astrólogos. Para Daniel diz: Não havia ninguém que ler a escrita pode revelar doenças sexualmente transmissíveis ou de interpretação ao rei, porque isso parece absurdo, muitos rabinos arriscou várias conjecturas. Foram alguns pensam as letras transpostas; Acho que eles eram os outros mudou em sua representação e equivalentes; e outros acham que os Char-atores foram alteradas.

Mas informações que temos em outros lugares mostrei como negrito os judeus estão em suas conjecturas, Un Certain Sempre que eles não têm nenhum guia. Nós não exigimos seus palpites, porque, muito provavelmente, a escrita era visível para o rei e escondido de todos os caldeus, ou então eles 'eram tão cegos que não conseguia ver nada; Denunciado contra Deus, assim como os judeus a espécie ESTA estupor de. Nós vemos o que pronuncia, por Isaías (Isaías 29: 0: 11) "Sua lei será como um. livro selado: Se ele dirá a qualquer um, "Leia-o, 'Devo dizer,' O livro é selado, eu não posso", ou o livro pode ser aberto e todos vos Torne-se cego: mesmo aqueles que parecem ser mais acentuada do que todos os outros, dirão eles são homens iletrados e ignorantes. "Ameaçado tudo o que Deus contra os judeus que conhecemos foi brilhante, e é brilhante para o dia de hoje, uma vez que o véu é colocado diante de seus olhos, como diz Paul. (2 Coríntios 3:14.) They Were Por isso, cego no meio da luz mais brilhante.

O que é de admirar, então, se a mesma coisa aconteceu com os caldeus, para que eles sílex "Não foi possível ler a escrita? Não há necessidade de qualquer conjecturar transposição de letras, ou qualquer dos seus investimentos, ordem, ou qualquer alteração de uma para outra; para a palavra תקל, Tekel, foi primeiro, e depois מנא, מנא Mena, Mena. Essas suposições são então frívola; E assim é muito Un certain, Deus desejava que o rei estar cientes de sua iminente destruição; Em seguida, Sua alma foi transferida, não com arrependimento, mas apenas o suficiente para tornar a sua preguiça inescusáveis​​; Por isso, e, voluntariamente ou não, eu era obrigado a enviar para algum remédio, pois sabia-se estar lidando com Deus.

 

O versículo 9

Agora, com relação à própria escrita, Deus não poderia ser um agente livre a menos que eu possuía o poder de abordar um homem de uma só vez, e um número de homens em outro. Desejei rei Belsazar ser escrita consciente de this, enquanto os magos como eu estávamos todos capazes de lê-lo como se fossem cegos. E então, com referência à interpretação, a sua perplexidade não precisa de nos surpreender.

Para Deus falou enigmaticamente, Quando eu disse Mene, Mene, Tekel e então, que é pesado, e Peres, dividida. Se os magos Essas palavras poderiam ter lido uma centena de vezes, que não poderia nunca compreender tanto seus conjecturas ou verdadeiro significado. A profecia era alegórico, até que um intérprete foi divinamente ordenado para ele. Medida em que as meras cartas estão em causa, não há nenhuma razão por que devemos nos surpreender com os olhos da magi ser cegado, pois aprouve a Deus para ser assim, e queria citar o rei a seu tribunal, como já informações dissemos . O Profeta diz: O rei ficou assustado, seu semblante mudou, e os príncipes eram também perturbou a publicidade do evento deveria ter aumentado o senso de julgamento de Deus, pois, como veremos mais tarde ver, o próprio rei Belsazar foi morto Naquele mesmo noite.

Cyrus os babilônios foram inseridos enquanto festejando, e desfrutando de luxo em sua segurança. Então notável exemplo de justiça de Deus instantaneamente enterrado pôde ter sido nesse revel bêbado, tinha média de Usuário prestados visível a muitos espectadores. Por isso, repete Daniel, o rei ficou perturbado, depois que eu vi qualquer perspectiva de ajuda ou aconselhamento de qualquer Sua magos e astrólogos. Eu disse também, os seus príncipes ficaram admirados, porque não só o rei deve ser perturbado, mas toda a Corte, eo relatório deve fluir, não só pela cidade, mas a nações estrangeiras, uma vez que não há dúvida de que Ciro foi mais tarde informado de this profecia; Eu não teria nenhum disponível para Daniel cortejado tanto, nem honrou tão notavelmente, salvo ocorrência tinha sido dado a conhecer a ele. Ele depois segue:

 

O versículo 10

Aqui Daniel relata a ocasião de Ele ser brought diante do rei, como o leitor e intérprete da escrita. A rainha, que diz, fez isso. É duvidoso que era a esposa do rei Belsazar, ou sua avó. Ela foi, provavelmente, uma velha mulher, como ela se refere a eventos no tempo do rei Nabucodonosor Esta conjectura não tem fundamento suficiente, e isso, é melhor suspender nosso julgamento do que para afirmar qualquer coisa temerariamente; menos que, como vimos antes, sua esposa estava à mesa com ele.

Na medida em que podemos reunir as palavras do profeta, com certeza, devemos diligentemente notá-los e, assim, convencer o rei de ingratidão, porque não admitir Daniel Entre os magos, os caldeus, e astrólogos. O homem santo não tinha deseja ser contada nessa empresa; Eu teria merecia perder o espírito profético de Deus se misturassem com o ASSIM EU TIVE impostores; Claramente I e deve ser distinguido a partir deles. O rei Nabucodonosor setembro tinha ele sobre toda a magi; Eu não tinha pretendem exercer esse honra, menos que, como acabo de dizer, eu iria privar-se do dom singular da profecia; pois devemos sempre tomar cuidado até onde podemos ir. Nós sabemos como estamos muito propensos a ser atraídos pelas seduções do mundo, especialmente quando ambição nos cega e perturba todos os nossos sentidos. A praga é pior do que isso, porque qualquer um vê quando a perspectiva de aquisição de qualquer lucro ou honra, não tem respeito, tanto o que eu deveria fazer ou o que Deus permite, mas é apressado por uma fúria cega. Isso teria acontecido com Daniel, ele havia sido Salvo impedimento por um sentimento de verdadeira piedade, ea honra Por isso, ofereceu Preferred've repudiada pelo rei Nabucodonosor. Eu nunca quis ser contado entre adivinhos e astrólogos, e impostores tipo de ESTA, que ilusória de que nação com prodígios. Aqui a rainha Unbreak legendas e menciona Daniel; Mas isso não torna o rei inescusáveis​​; pois, como informações já dissemos Daniel tinha adquirido um nome de renome entre os homens de todas as idades, e Deus quis sinalizar ele por uma marca distinta, para corrigir as mentes de todos sobre ele, como se eu fosse um anjo do céu.

Como o rei Belsazar era ignorante da existência de tal profeta no seu reino, Este foi o resultado de sua grosseira e brutal indiferença. Deus, portanto, o rei Belsazar queria ser repreendido por uma mulher, que disse: Não te perturbem os teus pensamentos! Ela acalma-o em voz baixa, porque ela viu como eu estava com medo; mas, enquanto isso, ela shews ele a grosseria de seu erro em ACERCA vagando na incerteza, Quando o caminho estava claro antes dele. Deus colocou sua tocha tinha em mãos do Profeta com o propósito de iluminar o rei, voluntariamente, A MENOS QUE EU desejado a vaguear na escuridão, como todos o do perverso. Por isso, podemos aprender com o exemplo de this rei, o erro comum de nossa natureza; para que ninguém fique sem o caminho certo, a menos que se entrega à sua própria ignorância, e deseja toda a luz para ser extinto dentro dele. Quanto ao idioma da rainha, o espírito dos santos deuses está em Daniel! ITS informações que temos explicado o significado. Não é de estranhar que o profano usar esta linguagem, uma vez que "não sabem discernir entre o que Deus e os anjos. Por isso, promiscuamente chamar qualquer coisa que eles "divino e celestial, um deus. Portanto, também a rainha chama anjos, deuses santos, e coloca o Deus verdadeiro entre eles. Mas é nosso privilégio de reconhecer o verdadeiro Deus, como brilhando sozinho, e todos os anjos como suas próprias fileiras, sem tomar qualquer excelência no céu ou na terra para obscurecer a glória do único Deus.

A escrita tem essa tendência - a exaltação de Deus no mais alto grau, ea ampliação de sua excelência e seu majestoso supremacia. Vemos aqui quão necessário é para que sejamos instruídos na unidade essencial de Deus, já que desde o início do mundo, os homens sempre foram convencidos da existência de alguma Divindade Suprema; mas depois que 'em suas imaginações vãs se tornava, Esta noção escapou completamente, e eles' se misturavam Deus e os anjos em completa confusão. Sempre que perceber isso, vamos sentir a nossa necessidade da Escritura como um guia e instrutor que brilha em nosso caminho, exortando-nos a pensar em Deus como convidando-nos a si mesmo e boa vontade de se revelar a nós.

 

O versículo 12

A rainha aqui a razão pela qual Daniel atribui obtido se tivesse a honra de ser estimado o príncipe e mestre de todos os sábios; Porque ela disse, havia um espírito excelente achado nele, como eu interpretava sonhos, segredos revelados e resolvidos Dificuldades em que os três presentes são aqui enumerados Daniel se destacou, e isso prova que ele tenha superado o outro magos, já que nenhum deles poderia ser comparado com ele. Os magos se vangloriou em sua capacidade de interpretar sonhos, para resolver todas as dificuldades, e explicar enigmas; Mas essa jactância deles foi duas vezes mostrei para ser vaidade e loucura. A rainha PORTANTO merecidamente afirma-in originais três qualidades de Daniel, enquanto cantaremos Sua superioridade sobre todos os outros.

Por isso, ela pensa com autoridade quando ela diz: Um nome foi imposta a ele pelo rei. Falamos nome ESTA Já de, Beltessazar; mas a rainha agora se refere a este nome, para informar o rei em grande estima e honrar o que foi realizado por seu avô. O nome de seu pai é aqui expressa, desde Belsazar pode desprezar todos os estrangeiros; ainda razão ditaria a propriedade de adiar para o julgamento de seu avô, sabiam em quem cada um para ser um personagem mais marcante, a quem Deus humilhado por um tempo, como vimos, e como Daniel agora aludir a ele. Vamos prosseguir, -

 

O versículo 13

Aqui, o rei não reconhece sua própria loucura, mas sem qualquer modéstia I interroga Daniel, e que, também, como um cativo, - És tu, aquele Daniel, dos cativos de Judá, o qual meu pai levou embora? Parece que eu tenho que falar com desdém aqui, para manter Daniel em obediência servil; Que apesar de ler esta frase como se Belsazar perguntou: És tu aquele Daniel? Na verdade, eu ouvi falar de ti! Ouvi antes teve, e não disse nada; mas agora, quando extrema necessidade exorta-o, eu tenho o maior respeito paga para ter Daniel.

I Heard, portanto, que o espírito dos deuses está em ti, pois tu podes revelar segredos e complexidades desvendar No que diz respeito ao espírito dos deuses, já informações que temos mencionado como o rei Belsazar, pelo costume comum de todas as nações, os anjos se misturavam promiscuamente com Deus; Aqueles infelizes porque não foi possível exaltar a Deus como eles "deveriam, e tratar como anjos inteiramente sob seus pés. Mas essa frase shews homens nunca foram tão brutais como a não atribuir toda a excelência de Deus, como vemos em escritores profanos; Promove o que quer vantagem humana, e é notável pela superioridade e dignidade, eles tratam como os benefícios decorrentes dos deuses.

Assim, os caldeus chamado o dom da inteligência com o espírito dos deuses, sendo um poder raro e singular de penetração; desde que os homens não reconhecem eles adquirir e alcançar o ofício profético por sua própria indústria, mas é um dom celestial. Por isso, os homens são obrigados por Deus para atribuir-lhe o elogio que lhe é devido; Porque o verdadeiro Deus, mas era desconhecido para eles, eles falam implicitamente, e, como eu disse, eles chamados de anjos deuses, já que na escuridão da ignorância Sua discernir Eles não poderiam ", que era o verdadeiro Deus. Qualquer que seja o significado, Belsazar aqui shews no que eu estimativa detém Daniel, dizendo: Eu depende dos relatórios recebidos dos outros, e exibindo assim a sua própria preguiça. Eu deveria ter conhecido o Profeta por experiência pessoal; mas de seu conteúdo estar com mero rumor, têm negligenciado o professor orgulhosamente oferecido preferidos para ele, e nem nem refletida Quis confessar sua própria desgraça. Mas Deus assim. Muitas vezes extrai uma confissão do ímpio, por que eles mesmos condenam, mesmo que eles desejam escapar censura excessivamente.

 

O versículo 15

A frase a seguir tem o mesmo significado: - Todos os sábios brought antes de mim, e os adivinhos ou videntes, para lerem o escrito para mim, e para revelar interpretação STI; e eles 'não pôde fazê-lo, disse ele; para que Deus o castigou por cantaremos como inútil e eu estávamos todos os caldeus e os adivinhadores, em quem eu confiava no momento de sua extremidade. Enquanto eu estava decepcionado com suas esperanças Assim, reconhece-se ter enganado ter sido; e quando yo têm preferido os magos e adivinhos, eu pensei que fortaleceu-se por seus assessores, enquanto eles estavam do seu lado. Enquanto isso, sua rejeição do profeta sagrado foi merecidamente intolerável para Deus. Este Baltazar confessa sem a intenção de fazê-lo; Por isso, eu disse Sua confissão foi voluntária ou não ingênuo, mas violentamente extorquida pelo instinto secreto de Deus.

Eu também promete Daniel o que eu tinha com o prometido anteriormente os magos, - serás vestido de púrpura, se puderes ler este escrito, e usar uma corrente de ouro rodada teu pescoço, e reinarás tu como a terceira pessoa no reino Mas o fim da seu reinado foi já próximo, e ainda tenho a segurança nesse oferece dignidade para Daniel. Este shews como o horror rapidamente que Deus provocara ele desapareceu. Eu é agitada pelo maior mal-estar, assim como os loucos, para eles não ter precisão os respectivos exultar em meio terror, e gostaria de pular ou voar para o próprio céu. Também assim este tirano que eu treme diante do julgamento de Deus, mas um escondido Mantém obstinação em seu coração, e imaginar sua Unido continuará permanentemente, enquanto eu tenho promessas de riqueza e honras aos outros. Segue-se agora -

 

O versículo 17

Primeiro de tudo, Daniel aqui rejeita os presentes proferidas. Não lemos de Sua fazê-lo antes; Eu parecia um pouco para deliciar-se com as honras conferidas pelo rei Nabucodonosor. Que possamos investigar a razão para esta diferença. Não é provável que a intenção, sentimento ou sentimentos do Profeta eram diferentes. O que poderia ser sua intenção, em seguida, com anteriormente Deixando-se enobrecido por Nabucodonosor, e agora rejeitando a dignidade preferido oferecido? Outra questão também se coloca.

No capítulo final de this Vamos ver como eu estava vestida de púrpura, e para anunciar promulgou um decreto, pelo qual fui terceiro no reino. O Profeta Ou parece ter-se esquecido no recebimento roxo que eu tinha tão magnanimamente rejeitado, ou Podemos perguntar a razão pela qual eu tenho o diz, quando yo já não se recusou a ser enfeitadas no trajes reais. Com relação à primeira pergunta, eu não tenho nenhuma dúvida de Seu desejo de tratar a Belsazar irreverente e desesperado com maior aspereza, porque no caso do rei Nabucodonosor ainda restavam alguns sentimentos de honra, e, portanto, eu esperava bem dele e tratou-o mais suavemente. Mas no que diz respeito ao rei Belsazar, foi necessário tratá-lo com mais rigor, porque eu tinha agora chegou a sua última extremidade. Isso, eu não tenho nenhuma dúvida, foi a causa da diferença, uma vez que o profeta em sua Procedeu a frente é claro, mas seu dever exigido dele para distinguir entre pessoas diferentes, e como não foi maior pertinácia e obstinação em Rei Belsazar, tem shews quanto menos eu adiado para ele do que para o avô. Além disso, o tempo de Sua sujeição estava prestes a ser concluído, e com fim em vista disso, tive anteriormente homenageado o império caldeu. 

Quanto ao aparente contraste entre suas ações e sua resposta, que vamos a seguir ver, isso não deve parecer absurdo, se o Profeta a partir do início de terminal Seu testemunho contra os presentes do rei, e que eu totalmente re-zombou deles. STRIVE ainda não tem muito com veemência, para que me não pensou estar agindo astuciosamente, com o objetivo de escapar de perigo. Em cada caso, eu desejei para mostrar a grandeza invicto da mente; afirmados no início ter presentes do rei para ser sem valor para ele, pois ele sabia que o fim do reino estar à mão, e depois eu recebi o roxo com outro fato. Se ele tivesse Totalmente recusou-los, ele teria sido tratado como uma falha e como um sinal de timidez, e teria suportado a suspeita de traição. Os shews Profeta como magnificamente PORTANTO eu desprezava todas as dignidades ofereceu preferidos pelo rei Belsazar, que já estava meio morta.

Ao mesmo tempo eu tenho shews intrépidos-se contra todos os perigos; para a morte do rei, tinha na mão e a cidade foi tomada em poucas horas - ou melhor, na mesma hora! Daniel não rejeitou, portanto, esta roxo, ela asa Sua resolução não para evitar a morte, se necessário. Eu teria sido em sua obscuridade segura, Se eu habitou entre os cidadãos em geral, em vez de no palácio; E se eu tivesse residiu entre os cativos, eu poderia ter sido livre de todos os perigos. Como eu não hesitou em receber a púrpura, eu exibe Sua perfeita liberdade de todo o medo. Enquanto isso, ele, sem dúvida, quis colocar prostrar arrogância tola do rei, pelo qual eu estava inchado, quando yo me diz: Os teus presentes permanecerá contigo, e dá os teus presentes a outro! Eu não ligo para eles. Porque ele tão nobremente despreza liberalidade do rei, não há dúvida de Seu desejo de corrigir o orgulho pelo qual eu estava inchado, ou pelo menos a ferida e despertar sua mente para sentir o julgamento de Deus, dos quais Daniel logo se tornará Tanto o arauto ea testemunha. Segue-se agora -

 

O versículo 18

Antes de Daniel recitar a escrita, interpretação e acrescenta STI, eu explica a origem do rei Belsazar de this prodígio. Ele não começou a leitura de uma vez, como eu poderia ter feito convenientemente, dizendo Mene, Mene! Vamos ver no final do capítulo, uma vez que o rei não poderia ter pro-demitido pelo Seu discurso abrupto. Mas Daniel aqui shews que seja de nenhuma maneira surpreendente, se Deus estendeu a mão e mostrou a figura de uma mão Descrevendo destruição do rei, pois o rei tinha muito obstinadamente provocou sua ira.

Vemos, então, por que Daniel começa Esta narrativa, uma vez que o rei Nabucodonosor foi um mais poderoso monarca, subjugando todo o mundo para si mesmo e todos os homens que causam a tremer em Sua palavra, e depois foi arremessado do trono do seu reino. Por isso, de forma mais clara, parece que Belsazar não viver na ignorância, porque eu tive tão notável um sinal de exemplo e [chapéu que eu deveria ter-se realizado com moderação. Desde então admoestação doméstica que não lucrou ele, Daniel shews o tempo para estar maduro para a denúncia da ira de Deus por um sinal tremendo e portentosa. Este é o sentido da passagem. Passando para as próprias palavras, eu disse primeiro, Deus deu ao rei Nabucodonosor um império, e magnificência, e grandeza, e esplendor; como se eu tivesse dito, eu estava magnificamente adornada, como o maior monarca do mundo. Já dissemos em outro lugar, e Daniel Muitas vezes repete, que os impérios são conferidas aos homens pelo poder divino e não por acaso, como Paul anuncia: Não há poder, mas de Deus. (Romanos 13: 1)

Deus quer Seu poder ser especialmente visível nos reinos. Embora, por isso, eu Cuida de todo o mundo, e, no governo da família humana até as coisas mais miseráveis ​​são regulados pela sua mão, mas Sua providência singular brilha no império do mundo. Mas desde informações que temos muito discutido este ponto comprimento, e terá muitas oportunidades de recorrer a ele, agora é apenas brevemente a devida antecedência ao princípio, da exaltação dos reis terrenos, pela mão de Deus, e não pela possibilidade de fortuna. 

Quando Daniel confirma esta doutrina, eu acrescenta: Por conta da grandeza que Deus conferiu-lhe, todos os mortais tremeu ao vê-lo! Por essas palavras eu shews como a glória de Deus está inscrito em reis, embora eu lhes permite reinar. Este fato não pode ser apontado com o dedo, mas o fato é suficientemente claro; reis são divinamente Armado com autoridade, e, assim, mantêm a sua mão e balançar sob uma grande variedade de assuntos.

Cada um deseja o chefe poder sobre seus semelhantes. De onde isso acontece, uma vez que a ambição é, naturalmente, a todos os homens, que muitos milhares estão sujeitos a um, e se deixam governava e suportar muitas opressões? Como isso poderia ser, salvo se Deus a espada do poder confiado a aqueles a quem eu gostaria de destacar? Esta razão, então, deve ser diligentemente observado, quando o Profeta diz: Todos os homens tremiam à vista do rei Nabucodonosor, pois Deus conferiu-lhe aquela majestade, e desejou-lhe para se sobressair todos os monarcas do mundo. Deus tem muitas razões, e as muitas vezes escondido, por que um homem e humilha levanta outra; Este ponto ainda deve ser uncontroverted por nós. Reis não pode possuir qualquer Autoridade, salvo se Deus estende a mão para eles e adereços los. Quando eu quiser removê-los do poder, eles caem por sua própria vontade; Porque não há qualquer possibilidade de as mudanças do mundo, mas Deus Porque, como se diz no Livro de Jó (Jó 00:18), priva a espada aqueles que havia anteriormente confiado a ele. 

Segue-se agora quem tenho eu quis matar série, e quem eu desejei a greve atingiu Alguns pensam que o abuso do poder real aqui descrito é; mas eu tinha sim levá-la simplesmente, por ser confiável, a Nabucodonosor, a leste para baixo alguns, e outros para levantar a sua vontade, uma vez que estava em seu poder para dar a vida para alguns e para matar os outros. Eu, portanto, nas palavras originais não se referem ao desejo tirânico, como se Nabucodonosor tinha colocado muitas pessoas inocentes à morte, eo sangue humano derramado sem qualquer motivo; ou como se eu tivesse despojado muitos Suas fortunas, e outros enriquecido e adornado com honra e riqueza. Eu não levá-la assim.

Eu acho que se refere ao seu poder arbitrário sobre a vida ea morte, e sobre a ascensão de uns ea ruína de outros. Em geral, Daniel parece-me descrever a grandeza daquilo que eles podem poder real sobre exercer livremente os seus súditos, e não através STI sendo lícitas, mas através do consentimento tácito de todos os homens. Tudo o que agradar ao rei, todos são obrigados a aprová-la, ou pelo menos ninguém se atreve a murmurar para ele. Uma vez que, portanto, a licença régia é tão grande, Daniel aqui shews como o rei Nabucodonosor não foi levado pelos Seus próprios planos ou objectivos, ou boa sorte ministrando, mas foi confiado o poder supremo e tremendo prestados a todos os homens, porque Deus criou o HAD ele por sua própria glória. Enquanto isso, os reis Normalmente desprezar o que eles estão autorizados a desfrutar, e que Deus permite que eles.

Para poderoso como eles são, eles devem seguir prestar contas ao Rei Supremo. Não estamos a reunir a partir desta, que os reis são nomeados por Deus, sem qualquer lei, ou qualquer auto-contenção; mas o Profeta, como eu já disse, fala do poder real em si. Desde reis, portanto, têm suas matérias para o poder sobre a vida ea morte, eu disse, a vida de todos os homens estava na mão do rei Nabucodonosor. Eu já acrescenta, quando o seu coração se elevou, então fui lançado para baixo (ou expulso) desde o trono do seu reino, e que 'o privou de sua majestade ele segue-se sua própria narrativa, gravata deseja mostrar o rei Belsazar como Deus Bears com a insolência de quem o esqueça, quando tenham obtido a cúpula do poder. Desejando dar a conhecer esse, digo eu, o rei Nabucodonosor, teu avô, era um poderoso monarca. Não consegui Este poderio por si mesmo, nem Retido Eu poderia tê-lo, só que eu tinha sido apoiada pela mão de Deus.

Agora a sua mudança de circunstâncias que era uma prova notável o orgulho daqueles que são ingratos para com Deus nunca pode ser suportado até o fim, uma vez que nunca "reconhecer a sua influência para continuar a partir de sua benevolência. Quando, pois, diz ele, foi levantado o Seu coração e seu espírito Fortalecido no orgulho, uma mudança repentina ocorreu. Por isso, você e toda a sua posteridade deveria ser ensinada, para que o orgulho ainda mais enganá-lo, e vós não o lucro com o exemplo de seu pai; Vamos relacionar como depois. Por isso, este tem-se escrito em setembro de diante de ti, com o propósito de tornar a destruição do teu Conhecido vida e reino.

 

O versículo 21

Primeiro, com relação ao texto; verbalmente, é "eu coloquei", e, portanto, alguns traduzir ", eu coloquei o Seu coração Entre os brutos, de" o que faz um sentido tolerável; mas sim indicar outras pessoas esto a Deus, que estabeleceu entre os feras Seu coração, e sabemos quantas vezes o substantivo é defeituoso em hebraico e caldeu; Por isso, possamos traduzi-lo verbalmente, o próprio Nabucodonosor colocou seu próprio coração, isto é, assimilado seus próprios sentidos para os brutos, de modo a não diferem em nenhum respeito deles. Pode significar também, Deus colocou o seu coração Entre os brutos, isto é, ele tão apaixonado, como para torná-lo como eles.

Outros tomam a palavra שוי, Shevi, absolutamente; mas deve antes ser ativamente explicou. Novamente, alguns traduzem cláusula seguinte, "Made ele provar a grama, como um bruto", e outros, que a grama apoiou. O número é alterado, mas não há nenhuma dúvida sobre o sentido; para se ler, "A erva do campo apoiou", a expressão será por tempo indeterminado, semelhante a muitos outros com previamente notado; mas, se alguém prefere usar o plural, o sentido será tão adequado; para "as ervas do campo deu-lhe alimento." 

Este olhar não precisa de qualquer explicação longa, uma vez que Daniel só repete o que eu havia escrito anteriormente: Seu avô, Nabucodonosor, embora não seja transformado em uma fera, foi expulso da sociedade comum dos homens, e todo o seu corpo estava deformado, embora eu abominava os hábitos de homens e preferiu morar com os brutos. Este foi um prodígio horrível, especialmente em tão grande monarca; e foi um exemplo digno de ser transmitida pela posteridade até mil gerações, tinha sofrido a monarquia tanto tempo. Mas Seu neto esqueceu rapidamente Este evento, e é merecidamente ASSIM I condenado pela preguiça vil.

Esta é a razão pela qual Daniel repete a história de novo, fui levado, ele diz, e dos filhos dos homens; Seu coração foi colocado entre os animais, o que significa que foi privado da razão e do julgamento. Sabemos que esta é a principal diferença entre os homens e os animais - homens Compreender e razão, mas são levados pelos brutos seus sentidos. Deus, portanto, estabeleceu um exemplo memorável na espoliação Este rei de sua razão e inteligência, sua morada, diz ele, foi com os jumentos monteses; Ele tinha anteriormente habitava num palácio, visível em todo o mundo em geral, da qual todo o povo do Oriente procuraram suas leis.

Desde que eu era habitualmente adorado como um deus, este foi um terrível julgamento, depois desde que habitou entre feras, e como um touro recebeu o seu sustento a partir da erva do campo, quando ele teve com anteriormente se deliciava com cada iguaria, e estava acostumado a hábitos de luxo, ea toda a riqueza de um reino; Especialmente, quando sabemos como luxuosamente os orientais se entregou. Babilônia era a mãe de todas as indulgências, e quando a condição do rei foi alterado Assim, ninguém poderia ser ignorante de sua causa - e não mero acaso ou acidente, mas:, o julgamento raro e singular de Deus! 

Eu depois acrescenta o que eu tinha anteriormente dito, o seu corpo foi umedecido o orvalho do céu, até que eu Reconhecido Deus para reinar sobre o reino dos homens aqui de novo o fim da punição é Expresso - Isso Nabucodonosor pode sentir-se ter sido criado rei pelo poder divino, e para mostrar como reis terrenos salvo se Deus não poderia estar apoiado-los à mão e sua influência. Eles colocaram-se pensar além das mudanças de fortuna e, apesar de 'verbalmente vangloriar de reinar, pela graça de Deus, mas eles desprezam cada divindade e transferir a glória da divindade para si! Nós nos reunimos a partir de palavras originais que esta é a loucura de todos os reis. Para se Nabucodonosor foram convencidos da nomeação dos reis de Deus, de sua dependência de sua vontade e da sua queda ou estabilidade nos termos do seu decreto, eu não precisava essa punição, uma vez que estas palavras com clareza Imply, amarre Deus excluídos, então, a partir de o governo do mundo; mas isso é comum com todos os reis terrenos, como já declarou recentemente. Tudo vai realmente professam alguma coisa, mas o Espírito Santo não considerar estes falsos protestos, como eles são chamados.

Por isso, no caráter de informação rei Nabucodonosor que temos em Setembro, antes de nós, como um espelho, a confiança bêbado de todos os reis, em supor Mesmos para ficar ao seu próprio poder, e para libertar-se da autoridade de Deus, como se eu não estivesse sentado como um juiz no céu, Nabucodonosor, PORTANTO, deveria ser humilhado, até que eu reconheci o reinado de Deus sobre a terra, desde o comentário comum fixou-se no céu, como se contentou com sua própria vontade, e descuidado dos assuntos do humano corrida. Por fim, ele é adicionado, e quem tenho vontades, eu exalta, ou configura.

O que tem-se dito obscuramente Expressa é melhor, uma vez que Nabucodonosor reconhecia, por ser severamente punidos e suave, o reino de Deus na terra. Quando os reis terrenos ver por si mesmos cercado por guardas, poderoso em riqueza, e recolher poderosos exércitos de confiança por seus aceno; Quando eles vêem que 'inspirar terror universal, eles acham que Deus privado dos seus direitos, e são incapazes de conceber qualquer alteração; como é dito nos Salmos de todos os soberbos, (Salmos 10: 4) e, como Isaías diz ao mesmo propósito, até mesmo uma explosão deve passar por, ou para inundar submergir toda a terra, mas o mal não nos atingirá. (Isaías 28:15). Como se tivessem dito, embora Deus deve trovejar do céu, mas serão todos nós a salvo de desastre e perturbação. Reis persuadir-se de ESTA. Por isso, eles começam a reconhecer Deus como rei da terra, quando se sentem em sua mão e à sua disposição, para leste até aqueles a quem ressuscitou, e exaltar os humildes e abjeto, como já informações que temos visto. Esta cláusula do visto, então, é uma explicação da frase anterior. Segue-se agora:

 

O versículo 22


Daniel aqui shews por que ele, o que temos até agora informações relacionadas ouvido sobre punição rei Nabucodonosor; para Belsazar assim deveria ter sido afectadas por essa exemplo doméstico, como submeter-se a Deus. Que possamos acreditar, de fato, que seu pai Evil-Merodaque tinha esquecido sua punição, já que eu não teria nenhum disponível, de modo petulante conduzida contra o próprio Deus, nem pisada verdadeira e sincera piedade; para Deus poupou o tirano miserável que se conteve Dentro dos limites da moderação. Mas, como a Belsazar Seu avô, eu era totalmente intolerável; Por isso, Deus, estendendo a mão.

O Profeta agora ensina isso. Tu és o dele estão, diz ele. Esta circunstância pede maior força em cima dele com o dever de não buscar um exemplo em nações estrangeiras, desde que eu reconhecia-se suficiente para ter em casa do que era necessário e útil.

Eu Aumenta em Seu crime de outra maneira, dizendo: Ainda tu sabe esta imagem Homens estão acostumados a proteger-se sob a sua ignorância com o ponto de vista de atenuantes da culpa de seus crimes, mas aqueles que sem conhecimento de causa e intencionalmente estão sem a desculpa alguma. O Profeta PORTANTO convence o rei da obstinação manifesto; como se eu tivesse dito, você tem provocado a ira de Deus de propósito; desde que eu deveria ter tido conhecimento do terrível julgamento aguarda todos os soberbos, quando yo Ele tinha tal prova notável e singular do que em Seu avô, que eu deveria ter mantido constantemente diante de seus olhos. Segue-se -

 

verso 23


O profeta continua sua própria sentença, e confirma o que eu disse, ou seja, o rei Belsazar era intratável e deliberadamente cego para o julgamento de Deus. Porque tu levantou a ti mesmo, diz ele, contra o Senhor do céu. Se eu tinha, assim, levantou-se insolentemente contra os homens, não seria digno de sua punição; mas Deus quando tinha provocado de propósito, isso poderia nem arrogância nem deve ser suportado.

Mais uma vez, portanto, o Profeta Aumenta a culpa do orgulho do rei, dizendo: Eu ter-se levantado contra o Rei do Céu Ele também expressa a maneira de Sua fazê-lo, ordenando os vasos do templo para ser brought a vista; Eu bebi com eles Este profanação era um indecente sacrilégio, mas não estava contente com Belsazar Que indignidade; Eu tenho usado em vasos sujos originais de luxo e deboche, abusar delas na companhia de concubinas e mulheres abandonadas; Maior ainda e acrescentou uma censura contra Deus, em Seus deuses louvando de prata e ouro, bronze e ferro, madeira e pedra, que não pode sentir. Isto teve o usuário médio disse com anteriormente; mas desde que Daniel aqui sustenta o caráter de um professor, eu tenho não relacionar os eventos Pouco assim como no início.

Quando eu disse no início de capítulo ESTA, Belsazar célebres que banquete impuro, falei historicamente; Executa mas temos agora, como eu disse, o escritório de um professor. Tu, diz ele, deste louvores aos deuses feitos de materiais perecíveis, que não vêem, nem ouvem, nem compreendem; mas tu defraudado o Deus vivo de sua honra, em cuja mão está a tua vida, que tu em dependest, e onde tu glorias Que tudo em receitas. Porque tu desprezado de modo que o Deus vivo, que tinha sido tão misericórdia de ti, esta ingratidão era básica e vergonhoso. Vemos, portanto, quão severamente o Profeta reprova o tirano impiedoso de sacrilégio, e temeridade louca, e ingratidão falta em direção a Deus. Essas Coisas que eu passar por cima de ânimo leve, uma vez que eles foram tratados em outros lugares. Segue-se agora -

 

O versículo 24


Alguns estresse deve ser colocada sobre o advérbio באדין, Badin, "um na época:" Porque a ira de Deus, ou pelo menos sua denúncia, agora estava maduro. Daniel, então, shews Deus como muito pacientemente suportados com o rei Belsazar não tinha a falar imediatamente em pé de guerra e infligir punição; mas agora começa a surgir como um juiz, e ascender Seu tribunal; para a arrogância ficou desesperado, ea impiedade não mais tolerável. Observamos com o destaque a palavra em seguida, é usado; como se eu tivesse dito, Tu não podes queixar-se da rapidez da pena, como se Deus exigiu tinha antes do tempo.

Tu podes não aqui queixar-se de rapidez de Deus em punir ti; Considere, por pensar e de quantas maneiras, e por quanto tempo um tempo, tu provocou sua ira. E com 'respeito ao teu último crime, não tivesses Certamente chegou no auge da impiedade, que apareceu Quando a mão para ti. Deus, portanto, agora arrasta-te a punição no prazo adequado, uma vez que até agora a levarão contigo e os teus pecados. Depois Esta tolerância, o que resta para evitar que sua te destruir: Porquanto tão orgulhosamente o insultou, e arte completamente endurecido, sem a esperança menor dos alteração. 

Ele diz também, a partir de si mesmo; para Belsazar não precisa perguntar de onde a mão prosseguia, que veio da presença de Deus; Ou seja, esse lado é um testemunho da ira dos céus; Não considere isso como um espectro que vai desaparecer, mas ver neste aspecto uma prova do desagrado de Deus na tua maldade; Porque tu tens e chegou a tua última extremidade, também a tua punição está pronto para ti. E esta escrita, diz ele, você tem-se marcado; como se eu tivesse dito, os olhos do rei Belsazar não foi enganado, uma vez que esta era realmente a mão de Deus, sendo enviado diante dele como um testemunho da Sua ira Un certain. Eu seguida, adiciona: -

 

O versículo 25


Daniel aqui em Original Explica que foram quatro versos escritos na parede. O rei não poderia lê-los, seja através de estupor, ou embotados porque Deus todos os seus sentidos, os olhos e os cegos, como foi anteriormente dito. A mesma coisa deve ser dita dos magos e os adivinhos, pois "poderia ter lido, que" tinha média de usuários cegos prestados. Primeiro de tudo, Daniel recita as quatro palavras, Mene, Mene, Tekel, Upharsn, e em seguida, adiciona a sua interpretação.

Eu tenho duas vezes repete a palavra Mene. Alguns conjecturam esto a aplicar-se à numeração dos anos de vida do rei, e também para o tempo de seu reinado; mas o palpite Parece ser sem qualquer fundamento. Acho que a palavra é usada duas vezes por causa de confirmação; como se o Profeta quis dizer o número para ser concluída, já que os homens costumam permitir que os cálculos para ser passíveis de erro. Para impressionar a Belsazar Que a sua "vida e reino estavam em jogo, Deus afirma que o número seja completa, ou seja, não é um momento de tempo pode ser adicionado ao limite já determinado. Também Assim, o próprio Daniel interpreta: Deus, diz ele, tem o teu reino; implicando, Deus apontou e prescreveu uma extremidade fixa para o teu reino; Por isso, necessariamente deve comer ao fim, desde o seu período é brilhante. 

Embora Deus aqui aborda um rei, mas pela escrita em setembro diante de seus olhos, ainda se reúnem Maio Esta instrução geral - Deus prescreveu para Un certo tempo para todos os reinos. (Jó 14: 5) A Escritura tem a mesma testemunha que diz respeito à vida de cada um de nós. Se Deus determinou para cada um de nós a duração da sua vida, isso se aplica Certamente mais força para impérios públicas, Greater de tanta importância. Por isso, possamos não só sabe como reis vivem e morrem conforme a vontade de Deus, mas até mesmo impérios são alteradas, como informações que temos anteriormente disse.

Tenho correções iguais sua origem eo seu destino. Por isso, possamos buscar consolo, Quando vemos tiranos correndo em tão impetuosamente, e entregando-se a sua luxúria e crueldade sem moderação. Quando, portanto, eles voam, como se eles se misturassem o céu ea terra, lembremo-nos esta instrução, Seus anos estão contados! Deus sabe quanto tempo eles são a raiva; Eu não se engana; Se eu sabe que é útil para a Igreja e os seus eleitos, para os tiranos de prevalecer por um tempo. Por e adeus Eu certamente irá contê-los, mas desde que eu determinei ao número de seus dias, desde o início, o tempo de Sua vingança ainda não está completamente na mão, enquanto eu Permite-lhes um pouco mais de tempo para abusar sem restrição, o poder ea influência que Ele havia concedido divinamente eles.

 

O versículo 27


A exposição da palavra Tekel, pesar, agora segue: - Uma vez que foste pesado na balança, ou escala, e achado em falta aqui Daniel shews Deus, para moderar os seus juízos, como se eu estivesse carregando uma balança na mão. O emblema é tirada do costume da humanidade; para os homens conhecem a utilização do saldo para a medição precisa. Também Assim, Deus é dito para tratar todas as coisas por peso e medida, desde que eu tenho não faz nada com a confusão, mas sem exageros; E, de acordo com a linguagem comum, é nada mais nada menos do que deveria ser. (Sabedoria de Salomão 11:21.)

Por esta razão, Deus diz Daniel Belsazar pesava um equilíbrio, já que não se apressam a infligir punição, mas exigiu-lo com Justiça, segundo a sua própria regra uniforme de governo. Desde que foi considerada irregular, ou seja, a luz e foi encontrado sem peso. Como se eu tivesse dito: Tu pensas tua dignidade devem ser poupados, já que todos os homens reverenciam ti; tu pensas-te digno de honra; estás enganado, diz ele, para Deus julga contrário; Deus não usa uma escala comum, mas segura sua própria, e há arte encontrada deficiente; Ou seja, tu encontrou um homem sem importância, de forma alguma. Destas palavras que não há dúvida de que o tirano estava irritado muito, mas como Seu último fim se aproximava, eu deveria ouvir a voz do arauto. E Deus, sem dúvida, contido Sua ferocidade, que ele não deveria se levantar contra Daniel.

 

O versículo 28


A palavra פרס, pheres, é adicionado, pois a palavra Phersin, ou seja, seu reino foi dividido medos e persas Entre o. Não tenho dúvidas de Deus que, por este termo significava a dispersão do Monarquia que estava à mão. Quando, portanto, eu disse UFARSlM, e dividirão entre si, significa a instabilidade da Monarquia, pois eu queria abolir totalmente ou destruí-lo. Mas o Profeta alude à divisão muito pertinentemente feito medos e persas Entre o; e assim sua desgraça foi aumentada pelos babilônios sendo obrigados a servir a muitos mestres. Esta é certamente uma grave e séria desgraça, quando um povo tem obtido um império vasto e extenso, conquistada e depois de ser submetida ao jugo de um único mestre; Quando ele sofre, mas sob a dois senhores, a indignidade é muito maior.

Então Daniel aqui shews como a ira de Deus foi complicada na destruição do monarca da Babilônia, uma vez que adicionado à severidade da sua punição, a ser subjugada pelos medos e persas Ambos. A cidade, de fato, foi realmente tomada pela indústria e valor de Ciro; mas desde Cyrus admitiu seu pai-de-lei para a grande honra de permitindo-lhe participar da autoridade real, dos medos e persas Por isso, diz-se que dividiu o reino, embora não houvesse corretamente divisão do reino. Cyrus depois envolvidos em outras expedições, como foi desviado pela sua avareza insaciável e ambição.

Mas Darius, como veremos mais tarde, morreu com a idade de 60 anos, morava tranquilamente em casa, e isso é muito bem conhecido que ele era um Mede; de maio e se nós acreditamos que a maioria dos historiadores, a sua irmã, a mãe de Cyrus, havia sido banido para a Pérsia, em conseqüência do oráculo que diz respeito à fortuna e da grandeza de Ciro. Desde seu avô lhe revelou, eu depois vingou a lesão, contudo, não de forma tão cruel como tirar sua vida, eu -Para ele pretenda manter alguma dignidade, e nomeou um sátrapa Daí ele. Mas são dele depois reinou sobre os medos, com a total permissão de Ciro, que no próximo casou sua filha; E assim, por causa de relacionamento ESTA, e através da influência de this nova aliança, eu queria tê-lo como um parceiro no império. Nesse sentido, então, Daniel narra a divisão da monarquia estar à mão, uma vez que os medos e os persas Entre Caso ele divide. Segue-se -

 

verso 29


Esta ordem do rei pode excitar surpresa, já que eu tinha sido tão fortemente repreendido pelo Profeta. Tenho próxima parecia ter perdido todo o espírito, pois eu tinha crescido pálido cem vezes, e teria dedicado o santo profeta de Deus para milhares de mortes! Como acontece isso, então, que eu lhe ordenou a ser enfeitadas com trajes reais, e próximo a ser proclamado por Sua Própria arauto a terceira pessoa no reino? Alguns pensam que isto foi feito porque as leis dos reis sagrados estavam entre os babilônios; ou melhor, suas próprias palavras eram mantidos como obrigatório, e tudo o que eles ", proclamou, que" desejado para ser estimado firme e inviolável. Eles supõem que o rei Belsazar a ter assim ATUOU através de ambição, para que eu possa manter suas promessas.

Minha opinião é que eu estava completamente surpreso no início, e através da escuta ao Profeta eu me tornei como um estoque ou uma pedra! Acho que fizeram isso para consultar sua própria comodidade e segurança; Caso contrário, eu teria sido nobres desprezíveis para a dele. Para mostrar-se indiferente, eu comandos Daniel para ser vestido com vestes em original, como se a ameaça tinha sido perfeitamente inofensiva. Ele não desprezar o que o profeta disse, mas eu pretendia convencer nobres dele e todos os seus hóspedes de sua perfeita indiferença às ameaças de Deus, como se eu não proferi-las com o propósito de executá-los, mas apenas de aterrorizar a todos. Assim, os reis, Quando Muito apavorada, são sempre extremamente cuidadoso para não mostrar qualquer sinal de sua timidez, pois eles pensam que seus autoridade seria materialmente enfraquecem. Para continuar, Portanto, sua reverência entre seus súditos, que está desejoso de aparecer extremamente descuidado e sem perturbações; e eu não hesitaria em pronunciar esto a ter sido a intenção do tirano em encomendar Daniel para ser vestida em roxo e em magnificência real.

 

O versículo 30


Aqui Daniel Pouco relata como Sua profecia foi brilhante naquela mesma noite. Conforme informações Explicou que temos diante dele, um habitual dia de festa tinha ocorrido Celebrado anualmente, que os babilônios, e nesta ocasião a cidade foi traído por dois sátrapas, quem Xenofonte chama Gobryas e Gadatas. Nesta passagem os rabinos Mostrar tanto a sua imprudência e ignorância; como, de acordo com seu hábito de costume, eles audácia ACERCA balbuciar com o que eles não entendem. Dizem que o rei foi esfaqueado, pois seus guardas ouvi uma voz do Profeta, e celestial que o desejassem para julgar; como se a sentença de Deus dependem da vontade de um único pagão! Devemos passar em ninharias pueris originais e agarrar-se a verdade da história; para Belsazar foi apreendido em sua própria sala de banquetes, Quando eu era grosseiramente embriagado, com os nobres e concubinas. Enquanto isso, devemos observar maravilhosa bondade de Deus para com o Profeta.

Eu não estava no perigo minimamente, como o resto eram. Eu estava vestido de púrpura, e dificilmente uma hora se passou TEVE medos e persas Quando a entrar na cidade. Eu dificilmente poderia ter escapado no tumulto, salvo se Deus o tinha coberto com a sombra da sua mão. Vemos, então, como Deus cuida de sua própria, e nos arrebata dos maiores perigos, como se eu estivesse trazendo-nos a partir do túmulo. Não há dúvida de que o profeta sagrado foi muito agitado em meio ao tumulto, pois eu não estava sem sensibilidade. (278) Mas eu deveria ser exercida, assim, para levá-lo a reconhecer a Deus como o guardião fiel de sua vida, e aplicar-se mais diligentemente para Seu culto, já que eu não vi nada preferível lançar todos os seus cuidados em cima dele!

 

verso 31


Daniel acrescenta, o reino foi transferido para o rei dos medos, Darius chama quem tenho, mas termos Xenofonte Cyaxares ele. É bastante claro que a Babilônia foi tomada pela habilidade e sob os auspícios do Cyrus; desde que eu era um guerreiro perseverante possuidor de grande autoridade, embora eu não seja mencionado aqui. Mas desde que Xenofonte que se relaciona Cyaxares, Darius chamado aqui, era o pai-de-lei de Ciro, e, assim, tida na mais alta honra e estimativa, não é surpreendente encontrar Daniel Aquele rei trazendo diante de nós. Cyrus estava contente com o seu próprio poder e com o elogio ea fama de sua vitória, e prontamente admitiu este título para o pai-de-lei, quem achei que era agora a crescer idosos e enfermos. É incerto se eu era o filho de Astiages, eo tio de Ciro ASSIM.

Muitos historiadores concordam em afirmar que Astyages era o avô de Ciro, que se casou com sua filha para Cambises; Como os astrólogos tinham informado como deve ser uma descendência nascida de sua POSSUIR Quem deve a soberania sobre toda a Ásia! Muitos adicionar a história de Sua ordenação a criança Cyrus para ser morto, mas desde que em questões originais são incertos, eu deixá-los indecisos. Prefiro pensar que Darius era o tio de Ciro, e também o seu pai-de-lei; no entanto, se acreditarmos Xenofonte, eu era solteiro na captura de Babilônia; Para Seu tio, e talvez o seu pai-de-lei, o tinha enviado para levar suprimentos Quando eu era inferior em números para os babilônios e assírios. No entanto isso pode ser, a narrativa do Profeta se adapta às circunstâncias bem o suficiente, para Dario, rei dos medos como, obteve a autoridade real. Ciro foi, de fato, maior do que eu tenho em rank e majestade, mas eu lhe concedeu o título de Rei da Babilônia, e com este nome já reinou sobre os caldeus. Segue-se agora -

 

 

                 DANIEL CAPITULO 6.V.1-20  A COVA DOS LEÕES

 

Somos informados acerca de Daniel, I. Que grande homem que eu era. Quando Darius, após sua ascensão à coroa de Babilônia, pela conquista, recém-modelada o governo, fizeram Daniel primeiro-ministro de Estado, Ajuste ele no comando, e fê-lo primeiro comissário do tesouro e ambos o grande selo. Domínio de Darius era muito grande; Eu tenho tudo por Suas conquistas e acquests era que eu tinha tantos outros países país para cuidar; não mais se pode esperar de si mesmo do que o que um homem pode fazer, e deve ser empregado PORTANTO outros sob ele.

Eu tenho setembro sobre o reino 120 príncipes (v. 1), e designou-lhes os seus distritos, em que foram para administrar a justiça, preservar a paz pública e receita imposição do rei. Note, magistrados inferiores são ministros de Deus para nós, para o bem como o soberano; E, portanto, devemos nos submeter ao rei Tanto como supremo e aos governadores que constituíram e são encomendadas por ele, 1 Pd. 2:13, 1 Pet. 02:14.

Ao longo de príncipes originais havia um triunvirato, ou três presidentes, que estavam a tomar e indicar as contas públicas, de receber recursos de príncipes ou reclamações contra eles em caso de má administração, o rei que deve ter nenhum dano (v. 2) que eu não deveria sustentar a perda em sua receita e que o poder que delegou aos príncipes não pode ser abusado para a opressão do assunto, pelo fato de o rei (se eu acha que sim ou não) Recebe dano real, Both como ele aliena as afeições de seu povo com ele e como ele provoca a Deus de Seu desagrado contra ele. Destes três Daniel era o chefe, porque ele era encontrado para ir além de todas elas em todos os tipos de qualificações principescos ". Eu sobrepujou a estes presidentes e príncipes (3 v.), E tão maravilhosamente o rei estava bem satisfeito com a sua gestão Naquele setembro Pensei lo sobre todo o reino, e deixe-o colocar e deslocar a Sua vontade. Agora, um Devemos tomar conhecimento de que para o louvor de Darius que eu preferiria um homem puramente por sua equipe ASSIM mérito, e sua aptidão para o negócio; E aqueles soberanos Isso estaria bem servido por essa regra deve ir. Daniel tinha sido um grande homem no reino que foi conquistado, e por essa razão, se poderia pensar, deveria ter sido encarado como um inimigo, e, como tal, presos ou banidos. Eu era um nativo de um reino estrangeiro, e uma arruinou um, e sobre essa conta poderia ter sido desprezado como um estranho e cativo.

Mas, Darius, parece,, foi muito rápida avistados em julgamento de Capacidades dos homens, e logo estava ciente de que este Daniel tinha algo extraordinário nele, e, portanto, embora, sem dúvida, eu TINHA criaturas de sua autoria, não poucos, que a esperada preferment neste reino recém-conquistado, e foram escancaradas para ele, e aqueles que tinham sido dependeria de seus confidentes que eles que deve ser agora Seus presidentes, mas tão bem que eu consultar o bem-estar público, que, encontrando-los para se destacar Daniel tudo em prudência e virtude, e, provavelmente, ter ouvido de seu ser divinamente inspirada, fiz-lhe a mão direita. Temos de tomar conhecimento de que, para a glória de Deus, que, apesar de Daniel já estava muito velho (era acima 70 anos desde que eu era um brought cativos para a Babilônia), mas eu estava tão confiável como sempre para os negócios tanto no corpo como mente, e que tiveram que continuaram fiéis a sua religião através de todas as tentações do exposto reina em um novo governo foi tão respeitado como nunca.

Eu tenho guardado em ser por um carvalho, não por ser um salgueiro, por uma constância na virtude, não por um pliableness ao vício. Essa honestidade é a melhor política, pois ele protege a reputação; e aqueles que honram a Deus ASSIM vou honour.II. O que um bom homem que eu era: havia um espírito excelente nele, v. 3 E eu era fiel a cada confiança, bastante Negociados entre o soberano eo assunto, e nem teve o cuidado que deve ser injustiçado, então não havia nenhum erro que, ou culpa, para ser encontrado nele, v. 4 Ele não era só não exigível Com Qualquer traição ou desonestidade, mas nem mesmo com qualquer erro ou imprudência. Eu nunca fiz qualquer erro, nem qualquer ocasião para pleitear descuido tinha por sua desculpa ou esquecimento. Isso está registrado em um exemplo para todos os que estão em lugares públicos de confiança para aprovar Mesmos Tanto cuidado e consciente, para que possam ser livres, não só de culpa, mas de um engano, não só do crime, mas a partir de mistake.III. Que má vontade ele foi levado, tanto pela sua grandeza e por Sua bondade. Os presidentes e príncipes invejava porque eu estava avançado acima deles, e provavelmente o odiava porque eu tive um olhar atento sobre eles e 'should tomou cuidado errado o governo para enriquecerem. Veja aqui, 1 A causa da inveja, e isso é tudo o que é bom. Salomão Queixa-se de que como um vexame que para cada trabalho certo um homem é invejado do seu próximo (Eclesiastes 4: 4)

Que o melhor homem é o pior que eu tenho é considerado por seus rivais. Porque Ele é invejado Daniel tem um espírito mais excelente do que os seus vizinhos. O efeito da inveja, e isso é que cada coisa é ruim. Aqueles Que invejado Daniel Procurada nada menos do que seu ruína. Sua desgraça não iria atendê-los; era sua morte que eles desejavam. Cruel é o furor e impetuosa é a ira, mas quem pode resistir à inveja? Prov 27 Four. Os inimigos de Daniel espiões setembro sobre ele, para observá-lo na gestão do seu lugar; Eles procuravam achar ocasião contra ele, algo sobre o qual fundamentar uma acusação respeito do Reino, alguns exemplo de negligência ou parcialidade, uma palavra precipitada falado, levado duro em alguma pessoa ou algum esquecido de negócios necessários. E se pudessem, mas ter encontrado o mote, a toupeira-hill, de um erro, teria sido logo melhorou para o feixe, para o monte, de um delito imperdoável. Mas eles 'foi possível encontrar nenhuma ocasião contra ele; eles que não podiam propriedade. Daniel sempre agiu honestamente, e agora o mais cautelosamente, e se pôs sobre a sua guarda mais, por causa de sua observadores, Ps. 27:11. Nota, todos nós temos necessidade de andar prudentemente, porque informações que temos muitos olhos em cima de nós, e alguns que se dão à nossa parada. Aqueles que preciso levar especialmente a sua xícara Isso mesmo tê-lo completo.

Eles concluíram, por fim, que não devem encontrar qualquer ocasião contra ele, exceto que diz respeito a lei do seu Deus v. 5 Parece que Daniel manteve-se, em seguida, a profissão de sua religião, e segurou-a rapidamente, sem vacilar ou encolhendo, e ainda assim isso não era bar à Sua preferment; Que não havia lei exigia que ele fosse da religião do rei, ou incapacitado ele suportar escritório no Estado, salvo se eu fosse.

Foi tudo um para o rei o que eu orei a Deus, desde que eu fiz o negócio do seu lugar bem e fielmente. Eu estava no anúncio usque serviço bem-como o rei tanto quanto os altares; mas eu tê-lo deixado lá. Nesta matéria pois, seus inimigos esperavam apanhariam. Quaerendum religionis ubi est crime laesae majestatis traição não poderia ser cobrado em cima dele fui acusado de impiedade Quando de déficit. Grotius. Nota: É uma coisa excelente, e muito, para a glória de Deus, quando aqueles que professam a religião de modo inofensivo realizar-se em sua maioria Toda a sua conversa vigilante que podem inimigos rancorosos encontrar nenhuma ocasião de culpá-los, salvo nos assuntos de sua Deus, em que a pé de acordo com suas consciências. É perceptível que quando os inimigos de Daniel foi possível encontrar nenhuma ocasião contra ele respeito do Reino, que "tinha muito senso de justiça deixou que eles não subornar testemunhas de acusação acusá-lo de crimes que eu era inocente, ea jurar traição em cima dele : Em que que foram eles "vergonha muitos chamados os judeus e os cristãos são chamados.

 

Os versículos 6-10 adversários de Daniel não poderia ter vantagem contra ele de qualquer lei agora em ser; Por isso, eles 'inventar uma nova lei, pelo qual eles "esperança para enganá-lo, e em questão em que eles sabiam que" deve ter a certeza de ele; e tal era a sua fidelidade ao seu Deus que ganharam sua altura. Aqui está, I. Lei ímpia de Darius. Eu chamo isso de Darius, porque deu o consentimento real a ela, e Caso contrário, não teria sido da força; mas não foi corretamente seu: Eu tenho inventado não, e foi perfeitamente wheedled de consenti-la. Os presidentes e príncipes enquadrado o edital, brought no projeto de lei, e foi por sua gestão acordado pela convenção dos estados, que foram atendidos Talvez neste momento em alguma ocasião pública.

É fingiu Este projeto de lei que que teriam de passar para uma lei foi o resultado de uma deliberação madura, para que todos os presidentes do reino, os governadores, príncipes, conselheiros e capitães, havia consultado juntos sobre isso, e que não acordado só a ele, mas aconselhável, para mergulhadores boas causas e considerações, que tinham para doar o que "poderia estabelecer por um firme decreto; Não, eles "íntimo do rei Era isso nemine contradicente-aprovada por unanimidade:" Todos os presidentes são mente de this ', e ainda estamos certos de que Daniel, o chefe dos três presidentes, não concordou com isso, e . razão para pensar que muitos mais dos príncipes Salvo contra-lo como um absurdo e irracional Nota: Isso não é coisa nova para que ele seja representado, e, com toda certeza, também, como o sentido de nação, que está longe de ser assim; eo Que poucos aprovar é: às vezes, confiantemente disse a ser o que todos concordam que, porém, ó a infelicidade de reis, que, estando sob uma necessidade de ver e ouvir com os olhos e ouvidos de outras pessoas, muitas vezes são miseravelmente impuseram a esses.! concepção de homens, sob a cor de fazer honra ao rei, mas a verdadeira intenção da ruína de seu favorito, para pressioná-lo a passar este em lei, e torná-lo um estatuto real, que todo aquele que fizesse uma petição de Shall qualquer deus ou homem por trinta dias, exceto a do rei, deverá ser condenado à morte depois da maneira mais bárbara, fosse lançado na cova dos leões, v. 7 Esta é a conta que eles "foram a eclosão, e eles colocá-lo diante do rei para ser assinado e transmitido em lei.

Agora, um Não há nada nele que tem o aspecto menos de bom, mas que ele seja ampliado que o rei, e fá-lo parecer Ambos muito grande e muito gentil com seus súditos, o que, eles sugerem, será de bom serviço a ele agora que eu recém come para o seu trono, e irá confirmar seus interesses. Todos os homens devem ser levados a acreditar que o rei é tão rica, e além disso tão pronto para todos os peticionários, para que ninguém em qualquer quer ou angústia precisam aplicar a Deus ou homem para alívio, mas apenas para ele. E por trinta dias juntos eu vou estar pronto para dar audiência a todos os que têm alguma petição para apresentar a ele. Na verdade, é muito para a honra dos reis para ser benfeitores para seus súditos e de ter seus Seus ouvidos abertos para reclamações e pedidos; mas se eles fingir ser sua única benfeitores, e se comprometem a ficar com eles em vez de Deus, e respeito deles desafio que o que é devido somente a Deus, é a sua desgraça, e não a sua honra.

Mas, 2 Há uma grande quantidade em que ela é aparentemente mal. É ruim o suficiente para proibir a pedir uma petição a qualquer homem. Não usar um mendigo pedir uma esmola, ou pedir uma gentileza um vizinho de outro? Se a criança quer pão, não deve exigir isso de seus pais, ou ser lançado na cova dos leões, se eu faço? Não, aqueles que têm negócios com o rei, eles "não poderão impetrar aqueles aproximadamente para inseri-los-lo? Mas foi muito pior, e uma afronta descarada para todas as religiões, de proibir a pedir uma petição a qualquer deus. É pela oração que dar glória a Deus, buscar na misericórdia de Deus; e assim manter a nossa comunhão com Deus; e para interditar oração por 30 dias por tanto tempo é roubar a Deus de todo o tributo de homem e eu tenho que roubar o homem de todo o conforto que tenho em Deus. Quando a luz da natureza que nos ensine a providência de Deus tem a ordenação e eliminação de todas as nossas atividades não a lei da natureza obrigam-nos pela oração a Deus e buscar a reconhecê-lo? Não coração de cada homem dirigi-lo, quando ele está em falta ou a angústia, para clamar a Deus, e isto deve ser feito de alta traição? Nós não poderia viver um dia sem Deus; e os homens podem viver 30 dias sem oração? Será que o próprio rei ser amarrado por tanto tempo de orar a Deus; ou, se for permitido que ele, vai Comprometo-me a fazê-lo para todos os seus súditos? Será que alguma vez qualquer nação pequena, assim, sua deuses? Mas veja o que absurdos irá conduzir os homens a maldade.

Ao invés de não trazer Daniel em apuros para rezar ao seu Deus, eles vão negar a si mesmos e todos os seus amigos a satisfação de rezar para o deles. Se eles tivessem 'propostas apenas proibir os judeus de orar ao seu Deus, Daniel seria tão eficazmente enredados ter sido; Eles sabiam, mas o rei não iria passar Tal lei, e fez, pois, assim geral. E o rei, inchado com uma fantasia de que isso setembro lo como um pequeno deus, gostava de a pena em seu boné (porque assim foi, e não uma flor em sua coroa) e assinou o edital eo interdito (v 9), que, por ser feito de onze, de acordo com a constituição do reino unido de medos e persas, não estava sob qualquer outro pretexto qualquer para ser alterado ou dispensado, você ou a violação do mesmo pardoned.II. Desobediência piedoso Daniel com esta lei, v. 10 Ele não se aposentou no país, nem fugir por algum tempo, embora eu soubesse que a lei foi levantada contra ele; mas, porque foi assim que eu soube, conseqüentemente eu manteve-se firme, sabendo que tinha agora uma boa oportunidade para honrar a Deus diante dos homens, e mostrando seu favor que eu preferia, e seu dever para com ele, antes a própria vida.

Quando Daniel soube que o edital estava assinado eu poderia ter ido para o rei, e protestou com ele sobre isso; ou melhor, eu poderia ter protestado contra ela, como fundamentada em cima de uma desinformação que todos os presidentes tiveram consentimento para a mesma, Considerando que eu era o chefe deles nunca tinha sido consultado sobre o assunto; mas eu fui a sua casa, e aplicou-se ao seu dever, alegremente confiar em Deus com o evento. Agora observe 1. Prática constante de Daniel, que não foram informados antes desta ocasião, mas que informações temos razão para pensar que era a prática geral dos judeus piedosos. (1) Eu rezava em sua casa, às vezes sozinho e família: às vezes com sua ACERCA ele, e fez um negócio solene do mesmo. Que Cornélio era um homem orava em sua casa, Atos. 10:30. Nota, cada casa não só ser maio, mas deveria ser, uma casa de oração; onde temos uma tenda Deus deve ter um altar, e nela temos de oferecer sacrifícios espirituais. (2) Em cada oração que eu dei graças.

Quando oramos a Deus pelas misericórdias que queremos devemos elogiá-lo por Aqueles informações que recebemos. Ação de Graças deve ser uma parte de cada oração. (3) Na sua oração e ação de graças teve um olho para Deus como seu Deus, o seu em aliança e setembro como a si mesmo em Sua presença. Eu fiz isso antes de seu Deus, e com relação a ele. (4) Quando eu orava, e dava graças punha de joelhos, que é o mais adequado gesto em oração, e mais expressiva de humildade e reverência e submissão a Deus. Ajoelhar-se é uma postura implorando, e nos aproximamos de Deus, como pedintes, mendigos para nossas vidas, a quem diz respeito a ser importuno. (5) Eu abri as janelas do seu quarto, que a visão dos céus visíveis poderia afetar o seu coração com um temor de Deus que habita Aquele acima dos céus; Mas isso não era tudo: eu abri-los para Jerusalém, a cidade santa, embora agora em ruínas, para significar o amor que eu tinha por suas próprias pedras e poeiras (Sl 102: 14) e a lembrança que eu tinha de suas preocupações diárias em suas orações.

Assim, embora eu tenha grande mesmo vivia na Babilônia, mas testemunharam Sua concordância com a mais cruel de seus irmãos, os cativos, na lembrança Jerusalém e preferindo-lo antes Sua maior alegria, Ps. 137: 5, Ps. 137: 6. Jerusalém era o lugar que Deus escolheu tive que colocar ali o seu nome; e, quando o templo foi dedicado, a oração de Salomão a Deus era que, se seu povo deveria na terra de seus inimigos Unto rogar-lhe com o olho para a terra que lhes dei, e para a cidade que ele tinha escolhido, e para a casa que era construída em Seu nome, então gostaria de ouvir e defende a sua causa (1 Reis. 08:48 1 Ki. 8:49), oração para Daniel que havia referência nessa circunstância de suas devoções. (6) Eu fiz isso três vezes por dia, três vezes por dia, segundo o exemplo de David (Sl. 55:17), de manhã, à noite, e ao meio-dia, farei as minhas. É bom ter nossas horas de oração, para não ligar, mas para lembrá-consciência; e, se pensarmos que o nosso organismo necessita refresco por comida três vezes por dia, podemos pensar seldomer servirá nossas almas? Certamente isso é tão pouco como pode ser a de responder a comandos de orar sempre. (7) Eu fiz isso de forma tão aberta e declaradamente Que todos que o conheciam sabiam que era sua prática; Mostrou-lo e eu Assim, Porque eu não estava orgulhoso dele (no lugar onde eu estava não havia espaço para que a tentação, pois não era a reputação, mas censura, que participaram), mas porque ele não tinha vergonha dele . Embora Daniel era um grande homem, eu não acho que ele esteja abaixo três vezes por dia, de joelhos diante do seu Criador, e para ser o seu próprio capelão; que eu era um homem velho, eu não acho que o próprio passado; nem, se tivesse sido sua prática desde a sua mocidade, eu estava cansado de this fazendo bem. Embora eu era um homem de negócios, grande negócio, para o serviço do público, eu não achava que iria desculpá-lo a partir dos exercícios diários de devoção. Como imperdoável então são aqueles que têm muito pouco a fazer no mundo, e ainda assim não vai fazer muito para Deus Assim e suas almas! Daniel era um homem famoso para a oração e para o sucesso na mesma, e eu vim para ser assim por tornando uma consciência de oração e fazer um negócio de la diariamente (Ez 14:14.); Assim e em fazer Deus o abençoou wonderfully.2. Adesão constante de Daniel a esta prática, mesmo quando ela foi feita pela lei para o crime capital.

Quando soube que o edital estava signed've continuou a fazer o que eu fiz outrora, e não alterou uma circunstância da performance. Muitos homens, sim, e muitos um homem bom, teria pensado que a prudência em omitir Original-lo por trinta dias, quando yo Ele não poderia fazê-lo sem perigo de sua vida; Eu poderia ter orado muito mais vezes quando esses dias tinha expirado eo perigo acabou, ou eu poderia ter realizado o serviço em outra ocasião, e em outro lugar, tão secretamente que não deve ser possível para os seus inimigos para descobri-lo; e para que eu possa satisfazer tanto a sua consciência e manter a sua comunhão com Deus, e ainda evitar a lei, e continuar em sua utilidade. Mas, se eu tivesse feito isso, teria sido pensado, tanto por seus amigos e por seus inimigos, que ele tinha jogado até o dever de, desta vez, por covardia e medo de base, o que teria cavar um muito para a desonra de Deus eo desânimo de seus amigos.

Outros que se moviam em uma esfera menor poderia agir bem com cautela; mas Daniel, que tinha tantos olhos sobre ele, deve agir com coragem; e sim porque eu sabia que a lei, quando ela foi feita, especialmente se feitas contra ele. Nota, não devemos omitir dever por medo do sofrimento, então, nem tanto como parece vir short dela. Em tempos difíceis grande ênfase é colocada sobre a nossa confessando a Cristo diante dos homens (Mt. 10:32), e temos de tomar cuidado para que, sob o pretexto de critério, que seja considerado culpado de covardia na causa de Deus. Se nós não pensamos que este exemplo de Daniel nos obriga a fazer o mesmo modo, mas tenho a certeza que nos proíbe de censurar aqueles que o fazem, pois Deus pertence-lhe na mesma. Por Sua constância ao seu dever agora parece que eu nunca tinha sido usado para admitir qualquer desculpa para a omissão do mesmo; para, se sempre qualquer desculpa serviria para colocá-lo por, isso teria servido agora, (1) que era proibido pelo rei seu senhor, e em homenagem ao rei também; mas é máxima indubitável, em resposta a isso, somos Deus em vez de obedecer homens. (2) Essa seria a perda de sua vida, mas é uma máxima indubitável, em resposta a isso, os que jogam fora suas almas (como aqueles que, certamente, fazer viver sem oração) para salvar suas vidas, mas fazer um mau barganha para se; e embora eles se fazem AQUI, como o rei de Tiro, mais sábio do que Daniel, eles em sua extremidade será tolos.

 

Versículos 11-17 Aqui está. 1,. A prova fez de Daniel orando ao seu Deus, não obstante o edital tarde em contrário (v 11): Estes homens montados; tumultuosamente junto da carne, de modo que a palavra é, o mesmo que foi usado v. 6, emprestado de Ps. 2: 1 Por que se amotinam os gentios? Eles se reuniram para visitar Daniel, talvez sob o pretexto de negócios, um na época ser que sabia que sua hora habitual de devoção; e, se eles não tivessem encontrado o tão envolvidos, eles o teriam repreendido com sua pusilanimidade e desconfiança do seu Deus, mas (que "em vez desejassem) que 'o encontrou de joelhos orando e suplicando diante do seu Deus.

Eles são o seu amor por seus adversários; mas, como seu pai David, eu Dá-se em oração, Ps. 109: 4. 2 Reclamação feita de ao rei. Quando eles tinham encontrado ocasião contra Daniel a respeito do direito do seu Deus que 'não perdeu tempo, mas aplicado ao rei (v 12)., E tendo apelado à sua se não há tal lei foi feita, e dele para reconhecimento Ganhou de ele, e assim foi que ratificaram isso não pode ser alterado, eles 'passou a acusar Daniel v,. 13 Eles o descreveram assim, a informação de que "dar, quanto para exasperar e incensar o rei contra ele, mais ele:" Ele é um dos filhos dos cativos de Judá, que é de Judá, para que as pessoas desprezíveis, e agora a cativo em um estado desprezível, que podem chamar nada dele, mas o que eu tenho por favor do rei, e ainda têm que se refere não a ti, ó rei! nem o edito que assinaram. 'Nota: Isso não é coisa nova para que o que é feito com fidelidade, para com Deus na consciência, a ser deturpado como feito obstinadamente e no desprezo dos poderes públicos, isto é, para os melhores santos a ser difamado como os piores homens.

Considerado Daniel Deus, e orou, pois, e nós temos razão para pensar que rezou para o rei e seu governo, mas isso não é interpretado como quanto ao rei. que esse espírito excelente Daniel era dotado, que estabeleceu a reputação e tudo o que tinha ganhado, eu não poderia protegê-lo de dardos venenosos em original. Eles não dizem: Ele faz a sua oração ao seu Deus, para que Darius devem tomar conhecimento disso para o seu louvor, mas somente, Ele faz a sua oração, que é a coisa que a lei proíbe. 3 A grande preocupação em hereupon o rei estava. Percebeu que agora, tudo o que "fingia, não era para homenageá-lo, mas, apesar de Daniel, que haviam proposto a lei, e agora eu é extremamente descontente consigo mesmo para gratificar-los nela, v. 14 Note, Quando os homens entrar um humor vão-gloriosa orgulhoso, e agradar a si mesmos com o que o alimenta, eles não sabem o que 'vexames estão se preparando para se; Seus bajuladores pode revelar Seus torturadores, e estão espalhando a rede, mas para os seus pés.

Agora, o rei decide no coração entregar Daniel; Tanto pelo argumento e pelo trabalho authority've até o pôr-do-sol para libertá-lo, isto é, para convencer seus acusadores não insistir na sua acusação. Nota: Nós muitas vezes fazer isso, através de desconsideração, que depois vemos causar milhares de vezes para desejar desfeito novamente, o que é uma boa razão pela qual devemos refletir sobre o caminho de nossos pés, para, em seguida, será estabelecido todos os nossos caminhos. 4 A violência com o Ministério exigiu que o julgamento v,. 15 Não nos é dito o que disse Daniel; o próprio rei é o seu advogado, tenho necessidades invocar uma causa própria, mas em silêncio e compromete-se àquele que julga retamente. Mas os promotores insistir nisso que a lei deve ter curso DSTs; é uma máxima fundamental na constituição do governo dos medos e dos persas, que agora tornou-se a monarquia universal, que nenhum interdito ou diploma estabelece o rei que pode ser mudado. O mesmo encontramos Ester. 01:19 Ester. 8: 8.

Os caldeus ampliada a vontade de seu rei, dando-lhe um poder de fazer e desfazer leis a seu prazer, para os destruir e manter viva a quem quero. Os persas ampliada a sabedoria de seu rei, por supor que a lei solenemente Ratificado o que quer que era tão bem feito que não poderia haver nenhuma ocasião para alterá-lo, ou dispensá-la, como se qualquer previsão humana que possa, na elaboração de uma lei, guarda contra todos os inconvenientes. Mas, se essa máxima ser devidamente aplicado ao caso de Daniel (como estou apto a pensar que não é, mas pervertida), ao mesmo tempo que homenageia o poder legislativo do rei que dificulta o seu poder executivo, e incapacita-lo a mostrar misericórdia, que defende o trono , e passar atos de indenização, que são as glórias de um reinado. Aqueles que não permitir que o poder do soberano de dispensar um estatuto incapacitante, mas nunca questionam seu poder de perdoar uma ofensa contra um estatuto penal. Mas Darius Este poder é negado. Veja o que informações nós precisamos orar para Deus príncipes que lhes daria sabedoria, pois eles estão embaraçados com grandes dificuldades Muitas vezes, são mesmo o mais sábio e melhor. 5 A execução da lei sobre Daniel.

O próprio rei, com extrema relutância, e contra a sua consciência, seus sinais o mandado de execução; e Daniel, aquele homem venerável sério, que carregava uma tal mistura de majestade e doçura em seu rosto, que tinha tão grande muitas vezes encarado o banco, e ao conselho de bordo, e Grande de joelhos, que tinha poder com Deus e homem, e tinha prevalecido, é brought, puramente para adorar seu Deus, como se eu tivesse sido um dos mais vil dos malfeitores, e jogado na cova dos leões, para serem devorados por eles, v. 16 Não se pode pensar nisso sem a extrema compaixão gracioso para o doente e extrema indignação com os Procuradores maliciosos. Para se certificar de trabalho, a pedra posta sobre a boca da cova é selado, eo rei (um homem super-fácil) é persuadido a selá-lo com o seu anel (v. 17), signet descontente com tudo o que tinha confirmado que a lei por Daniel cai. Mas os seus senhores não podem confiar nele, a menos que eles 'adicionar seus sinetes também.

Assim, quando Cristo foi sepultado, seus adversários selaram a pedra que foi rolada para a porta de seu sepulcro. 6 O encorajamento que Darius deu a Daniel a confiar em Deus: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, eu te livrarei, v. 16 Aqui (1) Ele justifica Daniel da culpa, possuir toda a Sua crime para servir o seu Deus continuamente, e continuar a fazê-lo mesmo quando foi feito um crime. (2) Ele deixa a Deus para livrá-lo da punição, já que eu não poderia prevalecer para fazê-lo: eu te livrarei. Ele tem certeza de que o seu Deus pode libertá-lo, pois tenho factótum acredita que ele seja um Deus todo-poderoso, e tenho razões para pensar que eu vou fazer isso, depois de ter ouvido falar de sua entrega companheiros de Daniel em um caso como da fornalha ardente, e concluindo-o ser sempre fiel a aqueles que aprovam são fiéis a ele. Observe, aqueles que servem a Deus continuamente continuamente vou preservar, e suportá-los em seu serviço.

 

 

DANIEL 6. V.18-24

  Aqui está, I. A noite melancólica o rei teve que, por conta de Daniel v,. 18 eu tinha dito, de fato, que Deus iria livrá-lo do perigo, mas ao mesmo tempo eu não podia perdoar a si mesmo por jogá-lo para o perigo; e Deus poderia justamente privá-lo de um amigo a quem ele havia se utilizado tão barbaramente. Ele foi para o seu palácio, vexado de si mesmo por que eu tinha feito, e chamando a si mesmo imprudente e injusto por não aderir à lei de Deus e da natureza, porém com um não-negativo para a lei dos medos e persas. Não comi o jantar, mas passou a noite em jejum; Seu coração estava cheio de dor e medo já. I proibiu a música; Isso não é nada músicas cantadas mais desagradáveis ​​para o coração pesado. Fui para a cama, mas não obteve o sono, estava cheio de tossings para lá e para cá até o raiar do dia. Note-se, a melhor maneira de ter uma boa noite é manter uma boa consciência, e depois nos deitamos maio peace.II.

O inquérito solícito Concerning've feito na manhã seguinte Daniel v,. 19, v. 20 eu era cedo, muito cedo; Pois como poderia ficar na cama quando yo eu não conseguia dormir para sonhar com Daniel, nem ficam acordados em silêncio para pensar nele? E eu nem bem foi do que eu foi com pressa à cova dos leões, para que não podia satisfazer-se para enviar um funcionário (que não seria suficientemente É testemunhar a Sua afeição por Daniel), nem TEVE tenho paciência para ficar assim por muito tempo até que um servo iria voltar. Quando chega à noite, não sem algumas esperanças de que Deus graciosamente desfeito o que eu tinha feito de mal, chora eu, com uma voz triste, como uma cheia de preocupação e angústia, O Daniel! tu és vivo? Eu desejava conhecer, ainda treme de fazer a pergunta, temendo ser respondida com o rugido dos leões, depois de mais presa: O Daniel! servo do Deus vivo, teu Deus, a quem serves você fez para parecer que ele é confiável para livrar-te dos leões? Se eu compreendido corretamente a si mesmo quando yo tê-lo chamado de Deus vivo, eu não podia duvidar de sua capacidade de manter Daniel vivo, para eu ter vida em si que vivifica quem eu quiser; mas ele pensou que se encaixam neste caso, para exercer o seu poder? Eu duvidava de que temos a certeza de que os servos do Deus vivo tem um Mestre que é bem confiável para protegê-los e sustentá-los na sua service.III.

A notícia alegre que encontra-se com-Isso Daniel está vivo, é seguro, e bem, e ileso na cova dos leões, v. 21, v. 22 Daniel reconheceu a voz do rei, embora fosse agora voz triste, e falou-lhe com todo o respeito e observância, devido a ele que foram: Ó rei! viver para sempre. Eu não censurá-lo por sua crueldade para com ele, e sua facilidade em ceder à malícia de seus perseguidores; mas, para mostrar que eu tenho perdoado sinceramente, eu atende-lo com seus bons desejos. Nota, não devemos censurar aqueles com a diskindnesses Eles fizeram-nos que, como sabemos, as fiz com relutância, e são muito pronto para jogar na cara deles com eles mesmos.

A conta de Daniel dá o rei é muito agradável; é triunfante. 1 Deus preservou a Sua vida por um milagre. Darius tinha chamado o Deus de Daniel (Deus, a quem tu serves tua), assim como o Daniel para que foram lançados de volta, Sim, ele é o meu Deus, a quem eu próprio, e quem é dono de mim, porque eu te enviou o seu anjo. O mesmo brilhante e glorioso que estava sendo visto sob a forma do Filho de Deus com os três filhos na fornalha ardente Daniel tinha visitado, e, é provável, em uma aparência visível TINHA iluminados cova escura, Daniel e companhia manteve todos noite, e fechou a boca dos leões, para que não tivesse machucado ele, no mínimo. Presença do anjo fez até mesmo os leões 'den Sua forte-hold, seu palácio, seu paraíso; Eu nunca tinha tido uma noite melhor em sua vida.

Veja o poder de Deus sobre as criaturas mais ferozes, e acredito que o seu poder para restringir o leão que ruge vai ACERCA isto continuamente procurando a quem devorar aqueles que estão sofrendo de seu. Veja a Deus cuida de Seus adoradores fiéis, especialmente quando ele chama-los de sofrer por ele. Se eu mantém suas almas do pecado, conforta a alma de Sua paz, e recebe suas almas a si mesmo, eu não parar em vigor a boca dos leões, para que não pode prejudicá-los. Veja como os anjos estão prontos para servir para o bem do povo de Deus, para eles próprios si os seus companheiros de serviço. 2 Deus tem Sua causa implorou nele. Eu estava representado ao rei como descontentes com ele e seu governo. Nós não encontrar o que eu disse qualquer coisa em sua própria reivindicação, mas deixou-o a Deus para limpar a sua integridade como a luz; e eu fiz isso efetivamente, trabalhando por um milagre para sua preservação. Daniel, no que eu tinha feito, não tinha ofendido Ou Deus ou o rei: diante de quem pedi-lhe inocência foi achada em mim. Eu tenho não finge uma excelência meritória, mas o testemunho de sua consciência Quanto Sua sinceridade é o seu conforto, como também, que diante de ti, ó rei! Eu tenho cometido delito algum, nem qualquer affront.IV projetado ti. A descarga de Daniel de Seu confinamento.

Os procuradores não pode deixar sua autoria que a lei está satisfeito, embora eles não são, ou, se for alterado, é por um poder superior ao dos medos e persas; e, portanto, nenhuma causa pode ser mostrado por Daniel não deve ser trazida para fora da cova (v 23): O rei ficou muito contente de encontrá-lo vivo, e deu ordens imediatamente que eles deveria levá-lo para fora da cova, Jeremias como da masmorra; e, quando o procurou, nenhum tipo de dano se achou nele; Eu estava em nenhum lugar triturados nem cicatrizes, mas manteve-se perfeitamente bem, porque ele acreditava em seu Deus. Note-se, aqueles que com ousadia e alegria confiar em Deus para protegê-los no caminho do seu dever nunca deve ser feita vergonha de sua confiança nele, mas acharemos sempre lhe um presente help.V. Os promotores de Seu Compromisso com a mesma prisão, local de execução, ou melhor, v. 24 Darius é animado por este milagre feito por Daniel, e agora começa a tomar coragem e agir como ele.

Aqueles que não o deixou de mostrar misericórdia para com Daniel Shall, agora que Deus tem feito por ele, a sentir seus ressentimentos; e vou fazer justiça para Deus que havia misericórdia para ele. Acusadores de Daniel, agora que sua inocência é cancelado, o próprio céu se tornou sua compurgator, tem a mesma punição infligida sobre eles que 'projetado contra ele, de acordo com a lei da retaliação feita contra caluniadores, Deu. 19:18, Deu. 19:19. Eles eram tais agora contado para ser provado que Daniel era inocente; pois, embora o fato era verdade, ainda não foi uma falha. Eles foram lançados na cova dos leões, que foi um castigo Talvez recém-inventado por eles mesmos; No entanto, foi o que eles 'maliciosamente projetado para Daniel. Nec lex est Ulla Quam justior necis artifícios arte perire SUA-Nenhuma lei pode ser mais do que apenas os idealizadores julga That Which de barbárie a perecer por ele, Ps. 7:15, Sl. Ps 07:16. 9:15, Sl. 09:16.

E agora a observação de Salomão é verificado (Provérbios 11: 8), O justo é libertado da angústia, e vem o ímpio em seu lugar. Nesta execução Podemos observar, uma severidade do rei, em ordenar suas esposas e filhos para ser jogado aos leões com eles. Como são de Deus justo acima dos costumes das nações! para Deus ordenou que os filhos não deve morrer por crimes dos pais, Deu. 24:16. No entanto, eles foram condenados à morte em casos extraordinários, como os de Acã, Saul e, e Haman. 2 ferocidade do leão. Eles se apoderaram deles imediatamente, e as rasgou em pedaços antes que 'veio para o fundo da cova. Este verificado e ampliado o milagre da Sua poupando Daniel; Que Apareceu aqui pois não era porque não tinham apetite, mas porque não tinham sair. Isso Mastiffs são mantidos amordaçados são o mais feroz Quando o focinho é retirado; estávamos tão leões originais. E o Senhor é conhecido por aquelas que eu Executa julgamentos.

 

Os versículos 25-28 aqui estudos Darius fazer alguma emenda para a desonra feita Ambos tiveram de Deus e Daniel, em lançar Daniel na cova dos leões, fazendo honra a both.I. I Dá honra a Deus por decreto publicado a todas as nações, por que são obrigados a temer diante dele. E este é um decreto que é realmente digno de ser feito inalterável, de acordo com as leis dos medos e dos persas, pois é o evangelho eterno, pregado aos que habitam sobre a terra, Apocalipse 14: 7. Temei a Deus e dai-lhe glória. Observe-se, uma a quem eu tenho envia presente decreto-a todos os povos, nações e línguas que moram em toda a terra, v. 25 Estes são grandes palavras, e é verdade que todos os habitantes da terra são obrigados ao que é aqui decretada; mas aqui eles "significa não mais do que todo o domínio do seu Reino, o qual, embora contivesse muitas nações, não continha todas as nações; mas assim é, aqueles que têm muito está pronto para pensar Eles têm tudo. 2 O que a questão do decreto-que os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel. Isso vai além do que o decreto de Nabucodonosor, em cima de uma ocasião, como, por que as pessoas só impedido de falar mal de this Deus, mas isso exige que eles temem diante dele, para manter-se e expressar pensamentos reverentes horríveis dele.

E bem poderia ter prefaciado Esse decreto, como ele é, com paz vos sejam multiplicadas, para o único e verdadeiro fundamento da paz e abundante é colocado no temor de Deus, por que é a verdadeira sabedoria. Se vivemos no temor de Deus, e andar de acordo com essa regra, a paz esteja sobre nós Shall será multiplicado paz para nós. Mas, embora este Decreto entra agora, ele não vai longe o suficiente; HAD've bem feito, e chegar às suas convicções atuais, eu teria decretado que todos os homens, não só para tremam e temam perante este Deus, mas para amá-lo e confiar nele, a abandonar o serviço de seus ídolos, e adorá-lo apenas, e invocá-lo como Daniel fez. Mas a idolatria tinha sido tão longa e tão profundamente enraizado que não era para ser extirpado pelos editais de príncipes, nem por qualquer poder inferior ao que foi junto com o evangelho da glória de Cristo. 3 Quais são as causas e considerações em movimento que ele faça esse decreto. Eles são suficientes para justificar um decreto para a supressão completa da idolatria, muito mais que a vontade de servir de apoio a este.

Há uma boa razão para que todos os homens deveriam Esse temor diante de Deus, para, (1) o seu ser é transcendente. .. "Ele é o Deus vivo, como Deus vive, Considerando que os deuses que adoramos são coisas mortas, não tem tanto como uma vida Animal '(2) Seu governo é incontestável Ele tem um reino e em domínio; Eu não apenas vive, mas reina como um soberano absoluto. (3) Tanto o seu ser eo seu governo são imutáveis​​. se Ele é firme para sempre, e com ele há sombra de variação. também e seu reino é isso que não deve ser destruído por qualquer força externa, nem tem qualquer coisa em Seu próprio domínio, que ameaça a decadência ou tende para ele, e ele será por até o fim. (4) Eu tenho uma capacidade suficiente para suportar essa autoridade, v . Ele oferece 27 Seus servos fiéis de problemas e resgata-los do problema; opera sinais e maravilhas têm, muito acima do máximo poder da natureza para efeito, tanto no céu como na terra, por que parece que ele é o Senhor soberano de ambos. (5) Dado que tenho uma nova prova de tudo isso na entrega de Seu servo Daniel do poder dos leões.

Este milagre, ea da entrega das três crianças, foram operados aos olhos do mundo, foram vistos, publicado, e atestada por dois dos maiores monarcas nunca que foram, e confirmações ilustres dos primeiros princípios da religião, abstraído do esquema estreito do judaísmo, confutations eficazes de todos os erros do paganismo, e preparações muito adequadas para católica purê Christianity.II. Tenho puts glorificado em Daniel (v 28): Então o mesmo Daniel prosperou. Veja como Deus brought a ele o bem do mal. Este golpe ousado em que fez seus inimigos Sua vida foi uma ocasião de retirá-los felizes, e seus filhos também, que, caso contrário, ainda temos estavam no caminho de Sua preferment, e em todas as ocasiões ter sido vexatória para ele; Eu prosperaram e agora mais do que nunca, era mais em favor Com seu príncipe e reputação com o povo, que lhe deu uma grande oportunidade de fazer o bem para seus irmãos. Portanto, fora do comedor (e que foi um leão também) sai de carne, e do forte doçura.

 

Decreto n º 6 de Dario e louvor de Jeová 6: 25-28

 

6: 25-27This história termina, como os anteriores fizeram no livro, com o rei e Promoção louvando o Senhor. Esta expressão de louvor, no entanto I, supera os outros (cf. 3, 28-29, 4: 3, 34-35, 37). Não só Darius pessoalmente louvar a Deus, mas suas disciplinas ter ordenado a fazer a mesma coisa (cf. 03:29; 4: 1). É como se Deus estava dando duas testemunhas para o Seu povo Israel: Nabucodonosor e Dario. Ambos os monarcas testemunho da vida e Soberania inabalável eterno de Deus, graça e poder no céu e na terra (cf. 4: 3, 34-35). Estes testemunhos Certamente teria incentivado os israelitas a confiar nEle, apesar de as circunstâncias do exílio. 

"Mais uma vez, durante este tempo de impotência de Israel com a sua sobrevivência em caso de dúvida, o Senhor dos exércitos ATUOU redemptively para fortalecer a fé de seu povo nele. Na véspera de seu retorno à Terra Prometida, sob a liderança de Zorobabel, Deus assegurou-lhes que eu ainda era a mesma nos dias de Moisés e foi confiável para levá-los de volta para Canaã, onde "foi possível estabelecer uma nova comunidade na comunhão aliança com Ele ". 

6: 28The visto pela última vez observa que Daniel continuou a desfrutar de sucesso Durante o reinado de Dario e no reinado de Ciro. Ou seja, Daniel continuou a desfrutar de sucesso Durante o reinado de Dario, até mesmo o reinado de Ciro Aparentemente desde Darius era um título para Cyrus. Primeiro ano completo de Ciro como rei da Babilônia era 538 aC, e isso é quando a carreira de Daniel no serviço público terminou (1:21). Este foi o mesmo ano publicou seu decreto que Ciro permitindo que os judeus voltassem para sua terra natal. Daniel recebeu as revelações dos capítulos 10-12, no terceiro ano do reinado de Ciro (10: 1), mas eu já não estava a serviço do governo então.

 

"Apesar de histórico e de ser aceito em sua representação literal de um evento, ele [Este capítulo] é parabólica Também como o capítulo 3 e é um prenúncio da libertação final do povo de Israel de seus perseguidores no tempo da grande tribulação em o fim dos tempos dos gentios. Quando o poder de Deus é finalmente demonstrada na segunda vinda de Cristo, os perseguidores de Israel e os inimigos de Deus serão julgados e destruídos bem como os inimigos de Daniel. Como Daniel, no entanto, nós, o povo de Deus em perseguição deve permanecer, independentemente do custo verdadeiro ". 

Os seis primeiros capítulos de Daniel conter sua "corte tal." Críticos racionalistas do livro são mais rápidos para conceder-lhes uma data de composição do século VI que eles são os restantes seis capítulos, de forma explícita, que são mais profética. Os acadêmicos conservadores concordam que há ampla evidência histórica, lingüística e literária de uma data do século VI por capítulos Original para.  

"Na primeira parte do livro apresenta o escritor fora das situações que sua teologia tem crescido, e as lições são simples para que todos possam ver. Mas a partir do fato de que o seu Deus está no controle do tempo e das circunstâncias no céu, bem como terra, qualquer experiência de seus atos, onde quer que pode ter ocorrido, é válido para todos os tempos e até mesmo para a eternidade (6:26). É nesta compreensão teológica firme que as revelações da segunda parte do livro são feitas ".  7-12.

 

A visão de Daniel F. de futuro ch história do mundo. 7

 

"Como interpretado pelos expositores conservadores, a visão de Daniel [no capítulo 7] fornece a profecia mais abrangente e detalhada dos eventos futuros que se pode encontrar no Antigo Testamento". [246]

 

"Definir a sua visão no livro de Daniel torna dobradiça central do livro. Em linguagem [ie, aramaico], ele pertence com os capítulos anteriores, enquanto estruturalmente arredonda a cozinhar chiasm começou no cap. 2:

 

2 A visão de quatro reinos e seu fim (Nabucodonosor)

 

Fidelidade e três milagroso salvamento (os três amigos)

 

4 Judgment pressagiava e experiente (Nabucodonosor)

 

Que pressagiava e Julgamento experiente (Daniel)

 

Fidelidade e uma milagrosa seis resgate (Daniel)

 

7 A visão de quatro reinos e seu fim (Daniel). . . "[247] sendo a dobradiça do livro. 

Gravado Goldingay muitas comparações excelentes e contrastes entre o capítulo 7 e capítulos 2-6. 

Este é o primeiro de quatro visões que o registrado em Daniel capítulos 7-12 (cf. cap 8; 9.; 10-12). Neste grande capítulo Daniel revelou a história consecutivo de quatro grandes impérios mundiais concluindo com a vinda de Jesus Cristo do céu eo estabelecimento de Seu reino, um quinto reino (cf. cap. 2). Ele fornece uma estrutura assim para a revelação mais detalhada destes reinos que segue no Livro de Daniel e no Novo Testamento, especialmente no livro do Apocalipse. Capítulo 7 fornece mais informações sobre os primeiros quatro reinos que já tinha revelado em Daniel, capítulo 2 (cf. Sl 2;. 110). 

"No capítulo 2, os quatro reinos terrenos e reino celestial de Cristo visto estavam em sua aparência externa política; pelo contrário, o capítulo 7 apresenta estimativa de suas características morais e espirituais mais profundos de Deus 

"No capítulo 2, os símbolos tirada de objetos inanimados foram; aqui no capítulo 7, eles são retirados do animar. No capítulo 2, o rei Nabucodonosor viu o esplendor de impérios mundiais retratado na estátua do brilho de um homem, enquanto o Reino de Deus foi simbolizada por uma pedra. Por outro lado, no capítulo 7, a visão de Daniel revela o caráter animalesco de impérios mundiais eo fato de que ele só está no Reino de Deus que a dignidade do homem está cheia Realizado-no Filho do Homem ".  

"Quase todos os intérpretes compreender que estas duas visões devem ser interpretados da mesma forma. . . . Estes quatro reinos, de acordo com a interpretação comumente aceita na igreja, são o Babilônico, Medo-Persa, o Macedo-grego e romano. 'Nesta interpretação e análise,' Luther observar, 'todo o mundo estão de acordo, e história e verdade Estabelecer em abundância. "Esta avaliação prevaleceu até o fim da última [XVII] século, para a revisão contrário de intérpretes anteriores individuais tinha encontrado nenhuma ementa. Mas a partir desse momento, quando a fé na origem e à natureza da profecia bíblica sobrenatural foi abalada por deísmo eo racionalismo, então, como conseqüência Com a rejeição da autenticidade do livro de Daniel a referência do quarto reino para o mundial Roman também monarquia foi negado ".  

Deístas e racionalistas, em contraste com Supernaturalists, acreditam que não há nenhuma coisa como profecia preditiva. PORTANTO, alguém deve ter escrito o livro de Daniel depois dos eventos registrados aconteceu. 

"Os críticos sustentam que o verdadeiro autor Daniel viveu no tempo da perseguição de Antíoco Epifânio (175-163 aC), e que desde o ponto de vista do século II aC Eu olhei para trás ANTERIOR ao longo dos quatro séculos, organizadas de uma forma que a história foi significativo para ele, e fez esta a base para a antecipação de um clímax para a perseguição dos Macabeus então em curso. Assim, o pseudo-Daniel Antíoco Considerado como um símbolo da maldade dos poderes deste mundo, que se julga o autor que em breve será julgado por Deus, que era a intervir e substituir a regra de tirania sob Antíoco por isso de os santos do Altíssimo ".  

Esses críticos acreditam que os quatro impérios em vista nos capítulos 2 e 7 não são Babilônia, Medo-Pérsia, Grécia e Roma, mas a Babilônia, Média, Pérsia e Grécia. Rowley e Montgomery são representativos que realizou Comentaristas Esta opinião. Segundo eles, a Roma não era um poder bastante significativo no mundo, no século II aC para justificar a identificá-lo como o quarto reino. No entanto, Jesus Cristo falou de um aspecto do quarto reino como futuro ainda (Mt 24:15. Cf. Dan 0:11.). O livro do Apocalipse, escrito perto do fim do primeiro século dC, o cumprimento da mesma forma Prevê Aspectos de this reino no futuro (por exemplo, Rev. 13). Previsto Daniel 9:26 Além disso, o corte do Messias ea destruição de Jerusalém, sendo que ambos aconteceu no primeiro século dC 

Os críticos a sua identificação apoio dos impérios com dois pontos principais. Em primeiro lugar, as referências a Dario, o Medo no capítulo 6 indicar-lhes que o império média foi um dos mais importantes por si só suficiente para o escritor a isolar-lo. No entanto, que os estados mesmo capítulo que era o reino dos medos comuns persas e That Was Then no poder (6: 8, 12, 15). Em segundo lugar, a Grécia teria sido quando o dominante potência mundial pseudo-Daniel escreveu no século II aC Este argumento pressupõe hipótese dos críticos Daniel Que alguém escreveu no século II e lê o texto através dessa grade. 

Uma abordagem melhor é respeitar o texto tal como está e procurar harmonizá-la com o restante das Escrituras e os fatos da história. Isto naturalmente leva à constatação de que Daniel recebeu mais revelações do futuro a partir de sua perspectiva do século VI de Deus. A história tem mostrado que havia uma unificada que Império Medo-Persa e que o que Daniel escreveu sobre o terceiro e quarto impérios Grécia e Roma se encaixa melhor do que ele se encaixa Pérsia e Grécia. Também mostra o que Daniel previu que um dos três primeiros reinos, bem como algumas das coisas que eu escrevi sobre o quarto reino, você aconteceu. Indica que algumas Escrituras revelação a respeito do quarto reino e toda a revelação sobre o quinto reino descrever o que ainda está no futuro de nossa perspectiva na história.

BIBLIOGRAFIA M.HENRY, COMENT.  1714

 

 

   DANIEL CAPITULO 7 V.1-7 A VISÃO DOS QUATRO ANIMAIS

 

 

 

Vamos agora comer à segunda e principal parte do Livro de Daniel, a parte profética, as narrativas que ele contém ser meramente introdutório às visões. O presente, assim como o capítulo seguinte, cronologicamente anterior ao anterior, tendo sido dada Essa visão, no primeiro ano do reinado de Belsazar, provavelmente vinte e três anos antes dos eventos narrados no capítulo anterior; o arranjador ou editor do livro, Ezra Ou o próprio Daniel, que tem por conveniência colocado antes do presente narrativo e os capítulos seguintes, a fim de preservar a continuidade ininterrupta das profecias.

 

Este capítulo, no IST STI assunto, bem como a posição, a porção central do livro. É em ambos os aspectos do Livro de Daniel que o oitavo capítulo da Epístola aos Romanos é Essa epístola. Ao lado do quinquagésimo terceiro capítulo de Isaías, e talvez o nono capítulo de this mesmo livro, informações que temos aqui a parte mais precioso e importante da segura palavra da profecia messiânica. O capítulo O mais digno de estudo cuidadoso e oração. Direta ou indiretamente Referido por Cristo e seus apóstolos Talvez mais do que outras partes do Antigo Testamento de forma semelhante extensão. Parece ter sido considerado pela Igreja do Antigo Testamento, nos séculos precedentes primeiro advento do Messias, como pré-eminentemente a "palavra de profecia". Aparentemente, o mesmo na Igreja do Novo Testamento até o Apocalipse de João foi concedida orientação para STI.

O título do Salvador Escolhido de "Filho do Homem", bem como a declaração de Sua vinda futura "sobre as nuvens do céu", obviamente retirado deste capítulo. Assim, a descrição de Paulo do "homem do pecado" em sua segunda epístola aos Tessalonicenses (cap. 2) paralelos freqüentes e evidentes entre as imagens e previsões de DST e as do livro do Apocalipse, mais especialmente aquelas relacionadas com a besta de dez chifres (Rev), segunda vinda do Senhor, o reino de Cristo e Seus santos, eo julgamento final.

 

A visão não entendido por Daniel, até que seu pedido foi explicado a ele por um dos anjos presentes nele; uma indicação de uma só vez do nosso dever e privilégio em relação ao estudo da palavra de profecia. A visão e sua interpretação dada Especialmente para nossa causa ", em quem os fins do mundo têm comido." Uma parte do escritório do Espírito Santo para nos mostrar coisas que estão por vir, que já foram "registrado na escritura da verdade;" embora seja a nossa parte para imitar o profeta em "pesquisar o que ou que ocasião de tempo o Espírito que estava neles, indicava, quando ele mostrou os sofrimentos que a Cristo ea glória que deve seguir" (1 Pedro).

 

Este, assim como as profecias que se seguem, entregues no próprio nome de Daniel, a razão de ser porque as visões foram comunicadas a ele pessoalmente. Daniel não agora um narrador de eventos, mas uma testemunha do que tinha sido entregue a si mesmo. Diferença da pessoa usada, nenhuma evidência de uma diferença de autoria. Autores conhecidos por empregar Tanto a primeira e terceira pessoa em suas narrativas. A unidade das duas partes do livro indicado pela mesmice do espírito, o estilo, ea interdependência das partes sobre o outro. Os conteúdos de ambas as partes, no entanto, provavelmente escrito em momentos diferentes. 

 

A visão dos quatro animais corresponde à da grande imagem no cap. Este 2 Dado em um sonho de Daniel, como que tinha sido a Nabucodonosor. A interpretação dada por um anjo ao mesmo tempo. Toda a escrita, provavelmente, logo após a sua comunicação ao profeta comprometido com a visão, destinando-se a formar uma parte da Sagrada Escritura, como tem feito desde o cânon do Antigo Testamento foi concluída nos dias de Esdras e Malaquias; ASSIM garantir precisão e dando permanência à inspiração para o benefício de ter sucesso idades. Por isso, os profetas Muitas vezes Comandado suas revelações se comprometer a escrever. Veja Isa; Isa 30: 8; Jeremias 30: 2; Sala 2: 2; Ap 1:11; Ap 21, 5. Daniel não só ", escreveu o sonho", mas "disse a suma das coisas" a seus amigos e conterrâneos ACERCA ele (Dan 7: 1). Os profetas de pregadores geral, bem como escritores. Seus ouvintes chamaram seus "filhos" e "discípulos" (Is 8: 16-18). Figurativamente, o seu "debulha" eo "milho de Sua palavra" (Is 21:10). O sábado ea lua nova os dias normais para exercerem o seu ministério público (2Rs 4:23). Daniel, no entanto, em vez de um profeta por doação pelo escritório, e suas comunicações com os outros, por isso, provavelmente, mais privada.

 

O efeito da visão sobre o próprio profeta poderoso e perturbador. "Meus pensamentos muito me perturbaram eo meu semblante se mudou em mim" (Dan). Assim, a visão oferecida Correspondendo a Nabucodonosor "Seu espírito perturbado" (Dan cap. 2: 1). Linguagem ainda mais forte usado por Habacuque, ao descrever o efeito produzido sobre si mesmo pela divulgação do futuro que lhe sejam comunicadas (Hab 3:16).Percebe-se aqui que as três bestas mencionadas são aquelas que o Senhor por Oséias ameaçou enviar contra Israel por sua apostasia e pecados, o leão, o leopardo, eo urso, enquanto um quarto foi adicionado simplesmente como "uma besta selvagem "correspondente com o quarto da visão sem nome (Oséias); indicando claramente a relação em que o mundo Original-reinos suportar a Israel e à Igreja, como, na mão e de acordo com a vontade de Deus, instrumentos de castigo por infidelidade. Valores semelhantes para indicar os poderes do mundo não raro empregado pelos profetas. Então Jeremias 4: 7; Jer 5, 6; Salmo 68:30.

Homens em sua condição natural, como caído e sem a graça renovadora de Deus, da mesma forma muitas vezes representado sob a figura de animais selvagens. (Veja Salmo 10: 9-10; Sl 57: 4; Sl 58: 4; Salmos 58: 6; Salmos 59: 6). "Como os animais que perecem" Em mais de um sentido rendido por homens sem .

 

Os quatro animais na visão são representados como subir do grande mar Quando jogado por ventos opostos em tumulto tempestuoso (Dan). Tal ser um retrato do grande mundo da humanidade em sua alienação de Deus e conseqüente dispeace (Is 48:22, Is 57:21). A origem das grandes monarquias do mundo das paixões conflitantes e tumultos entre os homens. Nimrod "Began (foi o primeiro) a ser poderoso na terra: ele era um poderoso caçador diante do Senhor" (Gn 10, 8-9). O Mediterrâneo, em que parecia que Daniel havia Muitas vezes, quando em seu país natal, muitas vezes chamado de "o Grande Mar", distinguindo-os dos corpos menores de água na Palestina. Foi nas fronteiras ou nas proximidades da Isso está afirmando que os quatro grandes monarquias leigos. O "quatro ventos do céu", que pelo grande mar foi lançado em um tumulto, provavelmente a intenção de representar as circunstâncias externas meio pelo qual Deus e em Sua santa providência Funciona com as nações e os governantes do mundo, despertando-os, assim, em ação, enquanto eu sabiamente anula e controla suas próprias paixões carnais. 

 

1 A Importância da palavra da profecia. A repetição da profecia sobre os quatro grandes monarquias e do reino divino que viria a sucedê-los, se significativo. Dado pela primeira vez em um sonho de Nabucodonosor e, em seguida, em uma visão concedida ao próprio Daniel, a revelação das mesmas coisas repetidas, sob diferentes formas, Parece limpar intimação como importante para a Igreja Esta comunicação apareceu para o Espírito de Deus, de quem é para "mostrar-nos coisas vindouras." O que Deus tem dado cuidadosamente ASSIM por isso pode ser certo nem seguro para o seu povo a negligência. Isso é especialmente o caso com uma profecia que sabemos para aplicar Os Tempos em que vivemos, e que tem sido dada para o conforto e orientação em nossos últimos dias em Original. As palavras que formam o prefácio do livro do Apocalipse aplicável aqui também. "Isso Bem-aventurados os que lêem, e eles 'que ouvem a profecia deste livro, e Que guardam as coisas que nela estão escritas, porque o tempo está próximo" (Rev).

 

2 Tudo dentro da história e sob a presciência de Controle de Deus. Esta visão exposições que levam os grandes eventos da história do mundo desde o tempo de Daniel, projetada na palavra da profecia como em um mapa. Por isso, não só conhecidos de antemão, mas anulou, de modo infalivelmente a acontecer. Isto sem prejuízo de a menor ou a interferência com a liberdade da vontade do homem, e assim, sem qualquer diminuição de sua responsabilidade. Fins ministradores a liberdade do homem-Deus da presciência de Deus e do homem e Responsabilidade-solenemente e misteriosamente Compatível com o outro. Ambas as realidades iguais, porém não consigo Sejamos em nosso estado presente para reconciliá-los. Agora sabemos que só em parte. Os judeus, sem saber suas próprias escrituras, o mesmo brilhante crucificando seu Rei e Salvador, para a condenação dos quais profundo e terrível, no qual, infelizmente! eles ficam ainda. "Ele, que foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, vós tomaram, e pelas mãos de injustos ter crucificado e morto" (Act). As mãos ainda mãos ímpias embora cumprindo o secreto conselho e presciência de Deus. A mesma coisa verdadeira em relação aos acontecimentos da história e da vida de solteiro em geral. A providência que a designar derrubar o estabelecimento de um império ou presidir a queda de um pardal, fixa os limites da nossa habitação, e conta os cabelos de nossa cabeça.

 

3 O verdadeiro caráter dos reinos deste mundo. Daniel para aparecer imagem original em não tão deslumbrante, mas tão selvagem e animais irracionais, os símbolos do egoísmo, crueldade, ganância e luta, obedecendo aos impulsos do apetite e paixão, em vez de os ditames da razão e da consciência. A história faz boa imagem. A admissão universal, sem que tenha diminuído homens ao nível das bestas. Descrição de Paulo sobre os homens caídos à parte da graça divina, tal como consta no primeiro capítulo da Epístola aos Romanos, verificada por meio do testemunho dos gentios se. "Cheia de inveja, homicídio, contenda engano, malignidade" (Rom). O Veredicto- divina "Enganoso é o coração acima de todas as coisas, e desesperadamente corrupto" universal -realised por observação e experiência. Tempo para desenvolver necessidade de um Salvador totalmente Dado homem de fora Isso Salvador veio antes. Quatro mil anos só Importaciones Dado o testemunho divino na época do dilúvio para ser verdade: "a imaginação do coração do homem é má desde a sua mocidade" (Gn 8:21; Gênesis 6: 5). O homem foi mostrado para ser doente, à morte, desesperadamente, e, a todo o esforço humano, incuravelmente maus; eo Healer veio. "Ele será chamado Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados" (Mateus 1:21). 

 

 

 

            QUATRO GRANDES IMPERIOS  (Cap Dan, Dan 7:. 17-24)

 

 

"Estes grandes animais, que são quatro", disse o anjo interpretando "são quatro reis que se levantarão da terra" (Dan). Pelos quatro reis para compreender que não somos quatro indivíduos separados, mas, como a versão grega tem, quatro reinos ou impérios, sucedendo uns aos outros, como na visão da grande imagem (cap. 2) Estes, como observou Já, são quase universalmente entendida como a babilônico, Medo-Persa, grego ou macedônio, eo romano. Agora aviso no impérios originais separadamente, como aqui descrito, deixando a descrição do chifre pequeno para outra seção.

 

Da mesma maneira Rosenmüller e alguns outros alemães se esforçaram para tornar esta besta para ser o império grego na Ásia, depois da morte de Alexandre. Mas Bleek, que é um deles, admite, "Estamos induzida por Dan, onde é dito do chifre pequeno que iria levantar-se entre os dez chifres, pensar dez reis contemporâneos, reinos, ou melhor, para existir Junto com o outro, que se elevam para fora do quarto reino. "Por isso farei "não nega que a referência aos sucessores de Alexandre é processado obscura pelo fato de que o cap. 8 fala de quatro monarquias do que surgir de Alexander após sua morte." Em oposição à visão de que as partes do reino de Alexandre que se transformou reinos independentes pode ser numeradas de maneiras diferentes, eo número dez ser feita a partir do número de generais que manteve os principais províncias, Zündel justamente observar: "Estes reinos só poderia este número tem significado se, em vez de ser uma seleção a partir do todo, tinha sido o próprio todo. Mas este não é o caso. para uma altura em que o reino, de acordo com Justin, foi dividido em mais de trinta peças. "Segundo o Dr. Todd e os futuristas, a potência indicada é um ainda a ser desenvolvido, como o precursor do final Anticristo.

Sir Isaac Newton observa-se que os romanos conquistaram o reino da Macedônia, Ilíria, Epirus e, no oitavo ano de Antíoco Epifânio, BC 167; Isso de Pérgamo 35 anos depois; Síria 64 anos mais tarde, depois de Egito e em outros 39 anos; Que, Original e outras conquistas pelo quarto animal tornou-se maior e mais terrível do que qualquer um dos três anteriores.

 

Dionísio de Halicarnasso, depois de enumerar os impérios anteriores do mundo, o assírio ou babilônico, persa, eo grego, diz: "O império dos romanos permeia todas as regiões da Terra que não são inacessíveis, mas são habitadas pelo homem, que também reina sobre todo o mar, e é a primeira e única fez que os limites leste e oeste DSTs, e que não há pessoas Isso não reckonise Roma como o amante universal, ou que se recusa a submeter-se a seu domínio. "Professor Bush diz: "Como o quarto animal de Daniel vive e age através do espaço de 1260 anos (o" tempo, tempos e divisória, ou metade de um tempo ", Dan 7:25), e como o de sete cabeças e besta de dez chifres de João Prevalece pelo mesmo período, sou levado a concluir que eles delinear precisamente a mesma coisa, que eles são diferentes apenas os aspectos de uma mesma realidade, e não tenho nenhuma dúvida Este é o império romano. "Keil observar, depois de uma prova elaborada de suas premissas: "Desde, então, nem a divisão do reino medo-persa na mediana eo persa é permitido, nem a identificação do quarto reino (capítulos 2 e 7) com a Javanic (o grego ou macedónio) reino mundial no cap. 8, que possamos considerar como correta a visão tradicional da Igreja que os quatro reinos do mundo-são caldeu (ou babilônico), o Medo-persa, Grego e o romano. "

 

1 A profecia de cumprimento ESTA um fato inquestionável e, como tal, uma evidência da realidade da profecia, no sentido de previsão, e da divindade de pelo menos esta parte da Escritura do Antigo Testamento O cumprimento da profecia empregada pelo próprio Deus como uma evidência de Sua divindade (Isa, Isa 41:26, Isa 45:21, Isaías 46: 9-10). Declarou ser o critério de um mensageiro divino, exceto quando o objetivo é levar longe de adoração a Deus e revelou a verdade (Deuteronômio 18: 21-22; Deu 13: 1; Deu 13: 3, Isa 8:20). O cumprimento da profecia diante de nós inegável, apesar das tentativas de definir tudo de lado. Esta e outras previsões de Daniel reconhecida até mesmo pelos inimigos para ser verdade até o momento de Antíoco Epifânio, um dos reis da Síria, no terceiro ou grego império, mas negou ter sido o período anterior escrito, e manteve-se mera e história e não profecia. Mas, como a profecia de que período verdadeiramente brilhante depois que, como antes, e recebendo STI cumprimento no tempo presente.

 

O quarto império e os fatos preditos ligadas a ele mais marcantes do que qualquer dos seus antecessores três, e impossíveis de previsão humana ter sido calculado em cima. Esse império e que ainda fatos com a realidade diante de nossos olhos, que está no dia de hoje. Um império de ferro esmagando força sucesso em terceiro, reconhecido como a da Grécia, e em seu período Últimos tornando-se fraco pela mistura externa, e dividido em dez reinos, com um deles subindo depois deles ou de uma descrição totalmente diferente de tudo o resto. Estes são apenas fatos, e encontrado em uma previsão entregues vinte e quatro séculos atrás. Com os magos do Egito convenceu bem podemos exclamar: "Isto é o dedo de Deus." "Eu já lhe disse antes que aconteça, para que, quando é consumido para passar saibais que eu sou" (João 13:29).

 

2 A Certeza de eventos previstos que ainda não ocorreram. Cumprimento passado só faz a palavra de profecia "mais seguro" ou confirmado, para que possamos "tomar cuidado" para ele, como para uma "luz que brilha em lugar escuro" (2 Pedro). Embora grande parte do presente capítulo, bem como de outras profecias, você tem-se brilhante, muito do que ainda aguarda cumprimento STI. A destruição do quarto animal Com o seu "chifre pequeno" ainda não aconteceu, nem mesmo tem o seu corpo sido "dado a ser queimado pelo fogo;" o Filho do Homem não tem comido ainda "com as nuvens do céu"; nem o reino "foi dada aos santos do Altíssimo." No entanto, com tanta certeza como uma parte da visão foi-brilhante, então certamente o outro. Dezoito séculos atrás, Jesus, depois que ele teve com as nuvens subiu ao céu, disse: "Eis que venho sem demora, eo meu galardão está comigo, para dar a cada um a sua obra ser." Tão certo como o quarto animal previsto com seus dentes de ferro veio à existência e devorou ​​e esmiuçou, então seguramente virão que ele seja destruído e seu corpo dado para ser queimado pelo fogo, e Jesus Cristo voltará com as nuvens do céu e tomar o reino , eo reino ser dado aos santos do Altíssimo, que reinarão com Cristo para todo o sempre (Daniel 7:11; Dan 7: 13-14; Dan 7:18, Apocalipse 05:10, Apocalipse 11:15 ).

 

3 Matéria de ação de graças e alegria que os reinos deste mundo são para ser sucedido por um de um personagem muito diferente. Os reinos do mundo são aqueles dos quatro animais, onde quer que eles "podem ter seu lugar. Esses reinos Caracterizado por naturalmente sem e sofrimento. Tal experiência do mundo até o presente momento. A história desses reinos escritos em lágrimas e sangue; mas eles não são para ser para sempre. Três dos quatro têm, como previsto há muito tempo, chegar ao seu fim. A quarta forma, que é dividido em Seu agora acontecendo, não é para ser eterno. A uma eterna ainda está por vir. Suas bases já foram estabelecidas há muito tempo, mas ainda está longe de ser a montanha que é encher toda a terra. Mas o tempo de this consumação se apressa em ritmo acelerado. O reino que é "justiça, paz e alegria no Espírito Santo" será dentro em breve Constituir a monarquia do homem Cristo Jesus, o Rei dos Judeus, o qual preencherá a terra eo último para sempre. Homens ainda em todos os lugares serão abençoados em Cristo, e todas as nações chamarão bem-aventurado. A firme palavra da profecia alegra a Igreja com a esperança de bons tempos chegando-glória a Deus nas alturas, com a paz na terra, sob o reinado daquele que é o Príncipe da paz.

 

 
                   O JULGAMENTO DA BESTA E A BUZINA (DN 7.26) 


Até agora informações que não tiveram muita dificuldade no caminho da interpretação.Pouco tem-se espaço para a dúvida ou hesitação qualquer. O caso é um pouco diferenteagora. Nós nos aproximamos da região de profecia não cumprida, a interpretação deDifícil mais naturalmente, e deixando mais espaço para erro e diferença de opinião. O campo é interessante e convidativo, mas o cuidado demandas na sua investigação. A palavra de profecia é dado para nossa orientação e conforto, como uma luz que brilha em lugar escuro. Mas precisamos do Espírito para interpretar Sua própria Palavra."Desvenda os meus olhos para que eu veja as maravilhas da Tua lei." "Na tua luz vemos a luz Shall". "O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas profundas deDeus", e revela-las a nós. "Ele sabe o que está em trevas, ea luz habita com ele." É Suaa revelar as "coisas profundas e secretas", e para nos mostrar, como Ele fez na Sua Palavra, "as coisas que virão." Temos diante de nós uma passagem de grandezaesmagadora e sublimidade; a descrição de uma cena de terrível solenidade. A passagem apresenta o tribunal de Deus, com miríades de anjos acompanham, eaimposição de condenação pronunciada em grande parte da raça humana. O julgamentonão é, de fato, como que em Apocalipse 20, o julgamento global, que encerra o reinado de Cristo e os Seus santos na terra, e que se assemelha em alguns aspectos da atualSTI. É, antes, o julgamento sobre o quarto animal, ou Império Romano, com seus dez chifres ou reinos, e mais especialmente o "chifre pequeno", cujo orgulho, perseguição eblasfêmia são a ocasião especial do mesmo. 

4 Os acompanhamentos. "Um rio de fogo manava e saía de diante dele" (Dan). Uma outra indicação do caráter e objeto da indignação juízo de fogo. "Será grande tormentaACERCA Ele" (Sl 50, 3). Isso provavelmente indicativo de e conectado com o julgamentoa ser infligida a Besta, - "o seu corpo dado para ser queimado pelo fogo;" a terra, nemtanto dele como devem ser envolvidos no julgamento, a ser "queimado"; os elementos para "desfarão abrasados​​;" a terra "reservados para o fogo contra o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios" (2 Pedro 3: 7, 2 Pedro 3:10). 

Como sugerido pela passagem, nós perceptível Maio 

1 É o nosso conforto de saber que há um Deus que julga na terra. Os homens nãodesgastado pela tirania, opressão e perseguição, sem ser mantido um olho sobre os seus erros e os autores dos mesmos. Carne e sentido pronto, às vezes, para dizer: "O meu caminho está escondido ao Senhor, eo meu juízo passa despercebido ao meu Deus." A dura provação da fé Quando o opressor e perseguidor prosperar, ea causa daverdade e da justiça Parece-se quase esmagada. Mas só Deus parece não tomar conhecimento. Cristo está no navio, e embora aparentemente dormindo na tempestade,Ele vai acordar na hora certa, ao clamor do seu povo, repreende a ira do opressor, e mudar a tempestade em bonança. Paciência é ter sua obra perfeita, que quando temosfeito e sofrido a vontade de Deus, herdamos as promessas de maio. "Aquele que comervirá, e não tardará." A hora da libertação devem chegar. O julgamento será realmentesentar-se agora sentado. Eu que é "maior do que o maior" Toma Seu olho não doopressor arrogante e perseguidor do seu povo, e vontade, quando o bom tempo chegar,"Que acordar para o julgamento Ele ordenou." 

2 A majestade infinita de Deus e as conseqüências terríveis de seu descontentamento. O Senhor é um Deus de julgamento. Seus olhos, que são como uma chama de fogo, eis que a sua pálpebras e provam os filhos dos homens. Um questões rio de fogo e vai de diante dele. Quem poderá resistir onze Quando Ele está com raiva? Nosso Deus é umfogo consumidor. Que coisa horrível para encontrá-Lo como adversário! No entanto, sem Ele faz o nosso adversário. Prepare, então, para encontrares com o teu Deus. Concordo com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele. Há um, e apenas um, a maneira de fazê-lo. Os judeus, a se reconciliar com seu rei ofendido, fez Blastus, seu camareiro, seu amigo. Deus deu Seu próprio Filho como um sacrifício e Mediador, para que possamos torná-lo nosso amigo, aceitar a Ele, e colocar nossa confiança nele, eassim, se reconciliarem com Deus. Esta é a maneira própria de Deus para conhecê-lo.Bem-aventurados todos eles 'que confiam em Mediador Isso fornecido. Tal pode ver osproblemas de fluxo de fogo de diante do que, prontos para devorar os adversários, semalarme. Eles podem ir para a frente para atendê-la cantar, com o apóstolo: "Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica." Ou, com o Conde Zinzendorf no hymn- conhecido 

"Jesus, o Teu sangue e justiça 

Minha beleza é, meu vestido glorioso. 

Midst flamejante mundos, em vestidos de Original, 

Com alegria eu levanto a minha cabeça. 

Negrito devo ficar nesse grande dia; 

Para que qualquer coisa a meu cargo deve colocar? 

Totalmente absolvido por Eu estou no original, 

De fora e da culpa, do medo e da vergonha. "

3 A sabedoria de se preparar para um julgamento por vir. Qualquer que seja o caso no que diz respeito ao julgamento Temos vindo a considerar, e compartilhar o que pode ounão temos atualmente em TI, é Un Certain que todos nós devemos comparecer perante otribunal de Cristo, para receber as coisas feitas de acordo com no corpo, seja bom ou ruim. "É aos homens está ordenado morrer onze horas, e após o julgamento que." Cada um deve, então, dar conta de si mesmo a Deus. Todas essas coisas por Deus te trará a juízo. Essas são nossas obras da carne ou do Espírito? Porque são feitas em Deus oude Deus? Estou ainda não renovada ou renovado? Estou agora perdoado e aceito no Fiador, o Senhor nossa Justiça? Um lugar na Nova Jerusalém ou o inferno de fogodepende da questão. "Bem-aventurados os que guardam os seus mandamentos, que,para que tenham direito de entrar pelas portas na cidade"; ou, como a Versão Revisadadiz: "Bem-aventurados os que lavam que suas vestes." Este é o começo de fazer os Seus mandamentos. "Vamos, vamos raciocinar juntos: ainda que os vossos pecadossejam como a escarlata, eles se tornarão como a branca lã feito, embora" ser vermelhos como o carmesim, se tornarão brancos como a neve. "Reader, a fonte para o pecado ea impureza ainda está em aberto; Já se não lavados, lavar agora, e se preparando para ojulgamento. "O sangue de Jesus Cristo, Filho de Deus, nos purifica de todo livre."Confiança naquele sangue e será limpo. 



O versículo 11 

Em relação à previsão de Dan, a respeito da destruição pelo fogo do corpo da besta ouquarto império universal, Que Imediatamente antes o reino do Filho do Homem, e dos santos, seu corpo está sendo "dado a ser queimado pelo fogo" -Ciência indicou recentemente uma outra maneira em que esse julgamento pode ser infligida acristandade apóstata e os reinos anticristão. O seguinte trecho do Spectator, em relação a uma recente descoberta da astronomia, só conheci os olhos do escritor, enquanto o trabalho precedente foi na imprensa: - "Nós: às vezes duvido que a crença do mundo na ciência é tão verdadeiro quanto parece aqui. Sr. Proctor é, cuja capacidadeastronômicos autoridade e ninguém duvida, disse ao mundo algum tempo de volta, nós acreditamos, que não há realmente uma oportunidade muito importante de uma catástrofe, portanto, apenas 15 anos, o que pode pôr fim a nós e nossa esperanças e medos terrenos completamente, e, o aviso do Sr. Proctor medida em que podemos ver, o mundo tem blandly tratada como tratou teria uma especulação interessante sobre o futuro da energia elétrica, ou seja, você Considerado Un Certain-lo com um leve, literáriasatisfação, mas não fez qualquer mudança no regime de DST em consequência. ... no entanto, supondo que os fatos do Sr. Proctor a ser correctamente referido-em quegostaríamos de ter o julgamento de outros astrônomos, não parece um notavelmente boa chance de que em 1897 o sol de repente irrompem no mesmo tipo de intensidade de luz e calor que causou o incêndio na estrela da Coroa do Norte em 1866, quando, por um ou dois dias o calor ea luz de repente se tornou emitida por isso muitas vezes Centenas deMaior eles eram do que antes, após a estrela que recaiu na sua antiga relativa insignificância. Aqueles poucos dias de violência, porém eu, deve ter sido o suficiente para destruir completamente toda a vida nos planetas animais e vegetais que circulamem torno do sol Que, se planetas Tais existiam; Sr. Proctor e não mostra pouca razão para acreditar que o mesmo catástrofe pode muito provavelmente acontecer com a gente, sem dúvida, de uma causa como Precisamente, se os astrônomos que acreditam que o cometa de 1880 era idêntica à do cometa de 1843 e que o cometa de 1668 deveestar certo, -que implicaria que o mesmo cometa, com um período de diminuição rápida,é provável que voltar e cair no sol, com todos os seus acessórios meteóricas, por volta do ano de 1897 o Sr.

 

 Proctor diz-nos que o professor Winnecke acredita que a identidade dos cometas de 1843 e 1880 dificilmente admite dúvida; enquanto o Sr.Marth Tanto pensa que possa ser idêntico com o cometa de 1668, tendo velocidade STISTI foi reduzido, passando através da corona do sol; de modo que seu retorno na próxima, em um tempo reduzido consideravelmente reduzido, pode ser completamenteincapaz de passar para fora da esfera de influência do sol, e pode precipitar-se, comtodo o seu cortejo meteórica, para a massa do sol. Caso o evento ocorra, como em qualquer outro retorno ou factótum acredita ser o Sr. Proctor Quase certezas (o próximo, mas um, vamos supor, se não o próximo), haverá uma abrupta Certamente prisão de umimpulso enorme como o longo comboio de meteoros Entra o sol, que a prisão seriamostrar-se em forma de enorme aumento do calor, da qual -o resultado provável seria a queima de toda a vida animal e vegetal existente nos planetas do sistema solar. É verdade que o senhor Proctor não é completamente certo como o ESTA cometaabsorção de e seu trem para o sol realmente nos afetar. Eu tenho é de nenhuma maneiraUn Certain que nosso sol ia explodir em chamas, como a estrela da coroa do Norte fezem 1866, mas eu tenho evidentemente pensa que é muito mais provável que não. E euduvido seriamente Isso não no comportamento da estrela na Coroa do Norte, que tão de repente invadiu a chama, em 1866, temos o exemplo de verdadeira catástrofe sideralque, ou de vez em quando, na verdade, destrói, ou destruiria, se eles existiam, taismundos como o nosso, se eles acontecem ser os planetas de um sol Assim de repentealimentado com uma grande adesão de calor cósmico ". 

Em conexão com o mesmo assunto o escritor recentemente se reuniu com a seguinte passagem na do Sr. Garratt "Midnight Cry", escrito ACERCA 20 anos atrás: -. "O dilúviode fogo Por isso, é descrito em segunda epístola de Pedro A destruição dos ímpios.será pelo fogo,. e fora de fogo que irá emitir os novos céus ea nova terra Muitas vezes a pergunta é, se esse evento vai acontecer no início ou no fim do milênio Talvez, em diferentes graus, tanto .. Isaías diz, falando de um período anterior aos mil anos ", pelo fogo e pela espada entrará o Senhor em juízo com toda a carne, e os mortos do Senhor serão muitos." E eu também parece colocar a criação de novos céus e uma nova terra, no mesmo período, embora seja depois do milênio, João diz em Apocalipse: "E vi um novo céu e uma nova terra". Este e muitos outros aparentes dificuldades da mesma natureza são facilmente explicadas. "Um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anoscomo um dia."

 

 Todo o milênio é, aos olhos de Deus, mas um dia grande dia do SenhorDeus Todo-Poderoso É a «regeneração» - o período do novo nascimento da Terra,. Eos eventos em seu início e seu fim são: por vezes encarado como um só. Deus vai destruir seus inimigos com fogo no início Esses mil anos. Sua mais atento sobre aconflagração será ainda mais terrível. ambos são vistos como um evento. E é para tanto, considerado um, que as palavras de Peter aplica: 'o dia do Senhor virá como um ladrão de noite, no qual os céus Shall passarão com grande estrondo, e os elementos sedesfarão abrasados​​, a terra e as obras que também estão aí será queimada. "Ele virá como um ladrão na noite sobre o mundo. Eles vão estar sozinho, porque a Igreja terá sido traduzido. Remorso Amargo com o que os homens vão olhar sobre o dilúvio de fogovarrendo como ele vem junto! Eles poderiam ter escapado, e eles não, e agora escaparé impossível. "




                      O REINO DO FILHO DO HOMEM DN 7.V.13-14 


Vamos agora para o que talvez seja a parte mais gloriosa das visões de Daniel, ou até mesmo da Palavra profética em geral. Temos aqui o anúncio claro e completo do queconstitui a carga dos profetas, desde o início, o reino de Deus na terra, oEstabelecimento de que no lugar do reino que o adversário de Deus tinha introduzido ao mundo foi o grande objetivo da encarnação do Filho de Deus. Em outra parte de suas profecias de Daniel fala de "os sofrimentos de Cristo" (cap 9.); aqui é "a glória que deve seguir" (1 Pedro). Ele é "o mistério de Deus, segundo as boas novas que declarou seus servos, os profetas, para, de" que a trombeta do sétimo anjo era entrar (Apocalipse 10:7, NVI) É "os tempos do refrigério pela presença do Senhor ", e de" a restauração de todas as coisas, das quais Deus falou por mês de seus santos profetas, que têm sido, desde o princípio "(Atos 03:19, Atos 3:21, KJV) é a consumação que John Heardrapturously celebrada pelo no céu grandes vozes Quando o sétimo anjo tocou a trombeta, "o reino do mundo é o reino de Torne-se nosso Senhor e do Seu Cristo, e Elereinará pelos séculos dos séculos" (Ap 11:15 KJV) Nós temos nos seguintes versos no original eo relato detalhado do reino do Filho do Homem, em seu caráter, extensão eduração, bem como a sucessão de e tomando o lugar dos reinos deste mundo, trataincluindo o domínio exercido pelo chifre pequeno ou o poder papal. "A vinda de Cristoem Seu reino e glória", diz Archdeacon Harrison, "é na verdade o grande e finalconsumação Para que todo o curso do governo moral de Deus foi ordenado desde o início da história do mundo, e cada estágio sucessivo no outono de poder terreno é, no seu grau, uma manifestação mais plena da glória com o Todo-Poderoso que iria investirSeu Filho encarnado, exaltado em Sua natureza humana como o Filho do Homem para o domínio supremo. "Na passagem sublime e magnífica diante de nós ter. 

II. A realidade do reino. É algo que lhe foi dada pelo Pai. Isso é algo que é chamado de "domínio, e glória, e um reino." Como resultado disso, "os povos e nações, e línguas" eram para "servi-lo." O presente era tão verdadeiramente um reino como qualquer dos que o precederam; Como que, por exemplo, que Deus "deu" a Nabucodonosor. Estádevidamente representados como uma quinta monarquia universal, abolindo e tomando o lugar do quarto, como em relação a isso fez o seu antecessor. Como um reino oumonarquia, que tem, como o resto, Régua STI, temas de DST, as leis SUAS, a sua administração. É um reino ou monarquia, em vez de uma república; pois tem um chefe ou governante, o Senhor Jesus Cristo, o Rei dos reis e Senhor dos senhores; e, no entanto, é verdade também que o reino é dada ao "povo dos santos do Altíssimo", que reinarácom ele (Dan, Dan 7:22; Dan 7:27). A diferença entre este reino e aqueles que o precederam é em sua origem, caráter STI, bênçãos de DST, objetos STI, STI extensão, duração e Seu. 

III. O chefe do reino. Este distintamente dito ser o Filho do Homem. Nenhuma perguntasobre quem é este. O título Constantemente apropriados pelo Senhor Jesus, embora nãodado a ele por seus discípulos. Também recebeu o título para o Messias no Salmo. Seu título, em virtude de Sua encarnação, marcando-o enquanto está verdadeiramente homem como verdadeiramente Deus. O Filho do Homem e Filho de Deus em uma pessoa. A excelência Filho do Homem. Preeminentemente o homem. O novo chefe erepresentante da humanidade. O segundo Adão, tomando o lugar da primeira raiz e pai da raça, por quem caiu. A soberania sobre a criação dada ao homem no primeiro Adão perdeu e recuperou no segundo (Salmos 8; Hebreus 2: 8-9). O pecado ea morte nossa herança através do primeiro homem, a justiça ea vida através do segundo, chamado o Filho do homem (Rm 5:12, Romanos 5:17, 1 Coríntios 15: 21-22). Como Jesus declarou-se diante do sumo sacerdote para ser o Filho do homem de quem Daniel falou no texto,que eu tanto diante de Pilatos se declarou para ser um rei, eo rei dos judeus, embora seu reino não era então deste mundo (João 18: 36-37). Bem-aventurança do mundo está no fato de que durante um tempo ela estará sob o domínio do Filho do Homem como DSTsKing, o Rei de justiça e Príncipe da Paz, o Filho do Homem e ainda o Deus Forte, ogovernante que tem por quase seis mil anos suspirou. 

IV. O tempo do reino. Esta parece ser claramente como indicado sucedendoimediatamente a destruição do quarto animal ou Império Romano Com seus dez reinos epequeno chifre. O reino do Filho do Homem, apesar de set-up em seu início nos dias do quarto ou último império (cap. Dan), mas é, obviamente, destinado a ser o sucessor, epara tomar o lugar de, os quatro grandes monarquias. Que Cristo começou a exercer seu ofício régio Imediatamente após a sua ascensão, e tem-se fazê-lo desde então, não pode haver dúvida. O fundamento visível de Seu reino no mundo parece ter sidocolocado no dia de Pentecostes, quando, após a descida do Espírito Santo, os apóstolos, declarou: "Portanto, que toda a casa de Israel saiba com certeza que Deus fez isso mesmo Jesus , a quem vós crucificastes, Senhor e Cristo "(Atos 2:33). O reino, porém, Talvez, então, era, e ainda é, em sua preparação, em vez de em sua manifestação e glória. O nobre está recebendo o reino no país distante. Assim, Pauloliga o reino que STI está em pleno desenvolvimento e aparecendo com a Sua glóriaquando Ele Ambos julgar vivos e dos mortos (2 Tim 4: 1). É "na regeneração", ou estado do mundo Renovada, que "o Filho do homem se assentar no trono da sua glória", e os apóstolos devem "sentar-se também em tronos para julgar as doze tribos de Israel" (Mat19:28, RV) Durante este tempo de preparação, a dispensação do Evangelho, aqueles que deviam ser Recogida quem, depois de superar na luta da fé, reúne-se com Cristo no Seu trono, e receber dEle autoridade sobre as nações para governá-los, como ele também recebeu do Pai (Ap 2: 26-27, Rev. 3:21). Os tempos dos gentios são para ser brilhante, e Israel deve ser brought para receber rejeitada em penitência, seu rei, antes de os tempos do refrigério pode comer da presença do Senhor, e Deus pode enviarnovamente Jesus, a quem os céus até então deveriam receber (Atos 3: 19-21, KJV)Então, de acordo com o profeta, o Senhor dos exércitos "reinado no monte Sião e em Jerusalém, e perante os seus anciãos gloriosamente" (Isaías 24: 21-23). Neste sentido,os crentes ainda temos que orar: "Venha o teu reino", ou, nas palavras que foramproferidas há séculos no túmulo aberto, para que o Senhor "Pouco Realizado o númerodos seus eleitos e acelerar o seu reino." 

V. O lugar do reino. Esta é, obviamente, a terra, o lugar das monarquias anterior. O reinoestá a ser dito não no céu, mas "debaixo de todo o céu" (Dan). É povos, nações, línguas e domínios (. Marg, réguas) que são para servir e obedecer-Lhe (Dan 7:14, Dan 7:27).Mas em Original tenho somente o seu lugar como tal e existência na Terra. A expectativados santos agora na glória é que eles reinarão com Cristo sobre a terra (Ap 5:10; Ap 20, 4). São os reinos do mundo que estão a tornar-se "o reino de nosso Senhor e do seu Cristo" (Ap 11:15). A pedra, Quando Torne-se uma grande montanha, era encher toda a terra. A terra, feito para ser habitado pelo homem, mas apreendidos e detidos pela grande usurpador, a ser resgatado e restaurado pelo segundo Adão, como o assentoespecial e esfera de Seu reino. A terra não deve ser aniquilado, na sua vinda, maspurificado e entregue "do cativeiro da corrupção" (Rm 8:21). "Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e uma nova terra, onde habita a justiça" (2 Pedro3:13). Envio de Jesus de Deus de volta conectada com "tempos de refrigério" para aterra (Atos 3:19) 

X. A Certeza do reino. Isto é tão grande como a palavra do Deus vivo pode fazê-lo. A sua criação e as bênçãos do assunto constante do ensinamento de Jesus Cristo e seus apóstolos Ambos. A tônica do Apocalipse. As previsões quanto os anteriores quatromonarquias exatamente brilhante; Aqueles referentes à quinta não será menos. A incerteza pode existir em relação a algumas coisas relacionadas com o reino, nenhuma em relação ao próprio reino. Cristo pode vir Como configurá-lo em sua gloriosamanifestação e poder, e em que momento Posso fazê-lo, e quais serão asconcomitantes de seu estabelecimento; como vou exercer o Seu governo real, e quanto tempo deverá continuar, a mil anos Quer literalmente ou não, e em que estado de coisasdeve seguir; Estas e muitas outras coisas relacionadas com o reino pode ser incerto,mas o próprio reino, em sua mais gloriosa manifestação e extensão universal, está entreas certezas da palavra daquele que não pode mentir. Tem-foi e ainda é já no mundo, e tem mais de dezoito séculos os homens abençoados com seus preciosos frutos onde quer que tenha-se tornado de conhecimento, ea incredulidade não rejeitou. Tem-se, de fato, mas como o grão de mostarda, eo inimigo, infelizmente, misturado com o trigo do joio. Mas o grão de mostarda se tornará uma árvore, eo joio será arrancada, eo mistério da iniqüidade, que você tem tão desfigurado e mudou a aparência do reino, serão destruídos; eo reino, que tinha sido só um escondido, e sem observação, com talvezapenas de vez em quando a rebentar de flash prelusive diante de trás da nuvem, se manifestar em glória, e abraçar todas as nações. O Evangelho ou feliz ESTA reino denotícias, deve primeiro ser pregado em testemunho a todas as nações, e então os comemuito desejada terminará. Mesmo assim vem, Senhor Jesus! 

1 É para que os crentes se alegram com a perspectiva revelada no texto. Na expectativa de um reino universal e infinita de justiça e paz para Bless This terra pobre, atingidas pelo pecado e maldição-carregado, que pode muito bem se alegrar. A perspectiva deum reino que há de trazer glória a Deus nas alturas, paz na terra e boa vontade entre oshomens, em vez da miséria e crime, e lágrimas e de sangue com que não tenhamanchado e sobrecarregados que por seis mil anos, de maio bem alegram o coração de cada amante de Deus e de sua espécie. 

Em meio aos gemidos e misérias de um mundo que ainda está sob o poder do maligno, que é um homicida desde o princípio, a verdade infalível nos chama a regozijar-se na certeza de que o dia está acelerando emQuando Aquele que tem sido, constituído o Senhor de todos, pois os redimiu por Seu precioso sangue, deve "fazer novas todas as coisas", e estabelecer um estado de coisas muito superior ao antecipações otimista em relação à maioria dos filantropos. Naperspectiva de o que promete em conexão com o reino do Filho do homem, inspiraçãonos convida a alegrar-se em simpatia muito com um mundo renovado e alegria: "Que os céus, e regozije-se a terra feliz, deixe o mar . rugido ea sua plenitude Deixe os campos de ser alegre, e tudo o que nele há, .. será então todas as árvores do bosque se alegrardiante do Senhor, porque vem, porque vem para julgar [para entregar e Governo] a terra Ijulgará o mundo com justiça e os povos com a sua verdade "(Sl, ver também Salmos 97: 1; Salmo 98: 4-9). No meio da escuridão e confusão, e ceticismo e não, ele pertence aos crentes para se alegrar Isso, não apenas para si, mas para o mundo, é "melhor antes." 

2 Cabe a nós fazer com que o nosso lugar nesse reino agora. É um privilégio estar entreos sujeitos do Filho do Homem agora, aceitando-o como nosso Rei cordialmente e nosso Salvador de fora. Ele tem o Seu reino agora, o que ele traz em cada alma crentepenitente, ou melhor, que ele traz Tal alma. Ele tem o Seu reino de graça agora,preparatório para o reino da glória futura. Para ser seu súdito leal e amoroso agora,assegura que seremos Sua glorificado Entre os indivíduos no dia da sua vinda. Ele é nosso para garantir que este, através da graça de Seu Espírito, aceitando-o como nossoRei e Salvador, e nos entregarmos a Ele para salvar Totalmente e governar-nos. "Para a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome" (João). 

3 É nosso privilégio e dever de velocidade que reino por nossas orações, e outros, bem como preparar-nos para um lugar nele. É o próprio Rei, que nos ensinou a orar: "Venha o Teu reino!" Oferecidos com o coração, e não apenas, como muita freqüência, com os lábios, não vai ser em vão. Em resposta à oração de seus escolhidos, que clamam a eledia e noite continuamente, Ele irá acelerar o seu reino. Ele aparecerá na Sua glória e construir novamente Sião: "Porque terá respeito à oração do desamparado, e nãodesprezará a sua oração" (PSA). Uma oração para o mesmo efeito nos deixou as últimas palavras da Bíblia: "Ora vem, Senhor Jesus." O Espírito nos exorta por Peter, e não apenas para "apressar-vos", mas para "apressar" a vinda do dia de Deus (2 Pedro3:12, margem). Mas cabe a nós buscar também para reunir outros para o reino, para queentão o número dos seus eleitos pode ser realizado, eo reino em sua glória ser acelerada. Peter os judeus exortou-nos a arrepender-se e ser convertido, a fim de que os tempos de refrigério possam comer, e Deus poderia enviar novamente Jesus (Atos 3:19)A noiva, que serão incumbidos de receber e levar com ele, é ser Recogida e preparadopara Sua vinda. Para isso, o Evangelho deve ser pregado a todas as nações, ea noiva,já Recogida fora, é dizer a todos os outros: "Vem". Este amorosos e entes obra de Jesus Quando eu deixei na terra para seu povo salvos para fazer em Seu nome e lugar:"Sereis testemunhas para mim, até aos confins da terra" (Atos 1: 6-8). O reino da graça, ou melhor, o próprio Jesus, como a Arca de Noé, estandes abertos como o único lugar seguro para os pecadores, e Seu povo com amor persuasão "obriga-os a entrar."

 

 

 

                              O PEQUENO CHIFRE DANIEL 7.V 19-25) 

 

I. Sua ascensão. Diz-se a subir Entre os outros dez chifres, e, assim, ser contemporânea com eles; e também depois ou atrás deles, e assim, no momento da sua aparência de volta para o resto, bem como no seu crescimento gradual e por um tempo sem ser observado. Antes dele, três dos dez foram "arrancadas pela raiz e caiu", ou, como ele é interpretado pelo anjo, ele subjugado três dos dez reis ou reinos, e assim abriu espaço para si, ocupando o seu lugar (Dan, Dan 7:10; Dan 7:24). Os outros chifres Obteve seu lugar como reinos fora do corpo da quarta besta ou Império Romano; este era obter a sua tão besta fora de lugar apenas indiretamente, ganhando-o para fora dos outros.

 

 

 

II. Seu caráter e descrição.

 

(1) A "pouco" chifre; pequeno em comparação com o resto, especialmente no seu início e humilde, talvez, na profissão.

 

(3) A boca proferiu "palavras contra o Altíssimo;" Por isso, orgulhoso, arrogante e blasfemo; enquanto dos olhos era a "olhar mais robusto do que os seus companheiros", também indicativos de orgulho e altivez do que precede que os outros poderes, e uma atitude arrogante em relação a eles.

 

(4) Ele era a "fazer guerra aos santos do Altíssimo, para usá-los para fora, e vencê-los;" um poder perseguidor, e um cuja perseguições deve ser perseverante e bem sucedida, contra: como aderiram a uma vida santa e adoração a Deus de acordo com Sua Palavra.

 

(5) Eu estava a "pensar em mudar os tempos e as leis"; Em suas pretensões grandiosas, como superiores às leis humano e divino, e que afetam um poder que é prerrogativa de Deus (cap. Dan).

 

5 Os santos deviam ser "entregues na sua mão" por um período determinado, e enigmaticamente profeticamente descrito como um "um tempo, dois tempos, e metade de um tempo"; Seu poder sobre os santos ou verdadeiros adoradores de Deus para ser absoluta por um tempo, mas um limitado nesse momento. "Para formar uma aparência ESTA julgamento de bem fundamentada Em relação ao último inimigo", Keil observar, "devemos comparar Dada a descrição dele aqui com a descrição apocalíptica do mesmo inimigo sob a imagem da besta do mar ou fora do abismo "(Apocalipse, Apocalipse 17: 7-13); e possamos acrescentar, com a descrição do "homem do pecado", dada pelo apóstolo (2 Tessalonicenses 2 :. 4 & c), com uma óbvia alusão à passagem diante de nós.

 

"O tentador", diz Gavazzi ", veio sobre os Alpes no gaulês Pepin; tenho mostrou desde o pináculo do poder terreno e engrandecimento dos reinos deste mundo, e comprometeu-se a garantir a sua homenagem, se, caindo prostrado ante o adversário de Deus, . 'Vigário de Cristo' deve adorá-lo o negócio sacrilégio foi atingido, a arca do Senhor foi colocada no templo de Dagon, os bispos de Roma, que uma e outra vez sofreu a morte em vez de oferecer incenso aos ídolos pagãos, caiu na laço palpável de Satanás, ea mão que deu o seu dedo no gemas brilhantes de sacerdócio no "anel do Pescador" foi estendido, com avidez escandaloso, a uma fatal queimar o incenso no altar da ambição secular uma mudança visível caiu diante. papado. a coroa do martírio cruento foi trocada pela tiara brilhante. "

 

Sr. Mede suposto os três "desenraizadas" ou chifres "deprimidos" de ser, em primeiro lugar, os gregos, ou seja, todo o reino da Itália, em 554 que terminou com a Exarcado ou governo dependente do imperador grego, que continuou em 15 anos; segundo, os lombardos, que possuía o país por 200 anos ACERCA; e, em terceiro lugar, os francos, que estendeu sua autoridade em imediações de Roma.

 

2 No caráter do papado.

 

 

 

(2) Foi "diferente dos primeiros" (Dan), tendo os olhos ea boca de um homem. A diferença do papado dos outros poderes, como notou Já, em evidência, isto, que era ao mesmo tempo, tanto um temporal e um poder espiritual, o Papa ser tanto um príncipe secular e um mestre espiritual, ou, como Gibbon Expressa , "um bispo cristão investido das prerrogativas de um príncipe temporal." O Papa Alegou Ambas as espadas, o civil eo eclesiástico a; Talvez uma combinação indicada no Apocalipse pelas duas bestas diferentes, a uma subida do mar e outra da terra (Ap 13, 1-11), ou no fato de que este último tinha dois chifres como um cordeiro, enquanto ele falava como um dragão (Dan 7:11).

 

Até agora, provavelmente, que eles não tinham idéia do Bispo de Roma era para ser ele; Para Sua vinda era para ser um "mistério da iniqüidade", e "mistério" era para ser o nome do sistema do qual eu era o chefe, como a palavra diz-se ser realmente encontrado na mitra papal. Mas alguns séculos despertou a suspeita. Na Idade Média, acreditava-se por muitos tiveram que o anticristo já aparecia na pessoa dos Papas. No século X Arnulph, Bispo de Orleans, Endereçamento de um Conselho em Rheims, disse: "Ó deplorável Roma, que nos dias de nossos antepassados ​​produziu tantos luzes ardentes e brilhantes tu brought adiante em nossos tempos só digno de escuridão lúgubre o ódio da posteridade. ... o que você acha, reverendos padres, homem de this, o Papa, Colocado em um trono elevado, brilhando com roxo e dourado? quem você faz conta dele? Se destituído de amor e cheio de orgulho de conhecimento apenas , I é o Anticristo sentado no templo de Deus. "Diz-se em um trabalho publicado em 1120, "O grande Anticristo é já come, mas é em vão que ele esperava,. Já com a permissão de Deus ele está avançado em anos" Escritores católicos romanos, é claro, se recusam a acreditar que o papado é o "pequeno chifre ou o Anticristo;" e alguns poucos protestantes concordam com eles em pensar que aquela energia ainda está no futuro; enquanto outros, como os racionalistas alemães, que vêem nele apenas Antíoco Epifânio.

 

Em referência a este último comentário, é o suficiente para dizer, com Auberlen, que o chifre pequeno é encontrada entre os dez reinos do quarto animal ou Império Romano, enquanto Antíoco Epifânio pertencia ao terceiro ou grego, que, segundo cap. 8 é bem conhecido por ter sido dividida, não em dez, mas em quatro reinos. Que o Império Romano foi dividido em dez reinos diferentes ACERCA muitos séculos atrás, e que o papado, como um poder temporal, surgiram Entre eles, os fatos não estão a ser disputado.

 

 

         A partir da profecia sobre o Chifre Pequeno Que possamos perceptível

 

1 A providência de Deus como governante, tanto no mundo e na Igreja. "A um abate ea outro exalta." Mesmo o pequeno chifre, que foi para provar Tal flagelo para a Igreja e para o mundo, Totalmente estava sob seu controle e empregou como seu instrumento nos fins ministério de Sua infinita sabedoria realizando. Eram os santos para ser "dado" em sua mão, como Judá e sua receberam rei na mão de Nabucodonosor (cap. Dan). A mesma providência limitado a continuidade da sujeição em ambos os casos. O que é feito de mal pelo homem é permitida e controlada por Deus com sabedoria e santamente. 

 

2 O conforto do povo de Deus para saber que seus sofrimentos são dispensado, tanto em intensidade e duração, pela mão de um padre. Foi uma prova de fogo que foi tentar os santos quando foram dadas para ser na mão do chifre pequeno, que era fazer a guerra contra eles, e prevalecerá contra eles, e usá-los para fora. Mas era para continuar apenas por um tempo, um longo tempo, de fato, como indicado na expressão "um tempo, tempos e metade de um tempo"; mas ainda assim foi para chegar a um fim. "Não terás tribulação de dez dias» - não mais. "Em When It deita medir diante, tu conversa com ele: eu stayeth seu vento forte, no tempo de seu vento leste" (Isa). O "tempo para Favorecer Sião, mesmo o tempo definido," você come.

 

3 A preciosidade e poder da graça divina em sustentar o povo de Deus sob perseguições e aflições prolongadas. No pequeno aflição para os santos que segurou firme a Palavra de Deus ter feito guerra contra eles por uma potência poderosa e dominante, e para ser usado pelo exílio, prisão e perda de bens, ano após ano, a mesma coisa que está sendo continuado século após século. Não pequena quantidade de graça necessária para sustentá-los no conflito, de modo a ser fiel até a morte. Mas a promessa é certa. "A minha graça te basta, porque meu poder se aperfeiçoa na fraqueza." "À medida que os teus dias, assim seja a tua força." Embora nomeado como ovelhas para o matadouro, somos feitos mais do que vencedores, por meio daquele que nos amou. "Eles venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho."

 

4 A natureza divina e, portanto, indestrutível da Igreja e da religião de Jesus Cristo, que tem realizado sob séculos de perseguição severa. Para apresentar este, provavelmente, uma das razões por que tal estado de coisas é permitida a ter lugar. A sarça queima, mas não se consome, porque o próprio Senhor está nele. As portas do inferno e poder incapaz de prevalecer contra a Igreja de Cristo, porque fundada sobre o Rock of Ages. A Igreja sobrevive do forno, porque um semelhante ao Filho de Deus, o próprio Filho de Deus-é lá com ele. "Se este conselho ou obra é de homens, ela chegará a nada, mas se ela é de Deus, não podereis desfazê-la." "Embora", diz Sismondi, ele próprio um católico romano ", por 200 anos os fogos nunca foram temperados, ainda todos os dias vi abjurar a fé dos católicos seus pais, e abraçar a religião que muitas vezes os guiou para o jogo. Vain Em Gregory IX., em 1231, condenado à morte todos os hereges que encontrei escondido em Roma ".

 

5 motivo de alegria e ação de graças que o desgaste dos santos pelo chifre pequeno é perto ou STI perto. Há ainda pode possivelmente ser período de intenso sofrimento de Little chifre que mesmo sob um aspecto alterado; mas se assim for, será, mas de curta duração; Talvez o "tempo, tempos e metade de um tempo", Shorter dia literal na escala. Mas pode muito bem se alegrar e dar graças que o período de "desgaste" de longa prolongado está no fim. Os fogos de Smithfield e as torturas da Inquisição, que possamos acreditar, são mais. Mesmo em Roma os homens podem ler a Bíblia e adorar a Deus sem que seja ACORDO COM medo. Demos graças a Deus pela liberdade de consciência na Europa.

 

6 A previsão Quanto ao chifre pequeno, com seu cumprimento manifesta, mais uma prova notável de inspiração divina. Esse chifre, como saindo do quarto animal, e entre os outros dez, reconheceu não ser Antíoco Epifânio, e deve ser encontrada PORTANTO muito depois do momento em que a profecia foi escrita. O minuto de previsão e detalhada; eo seu cumprimento, em um poder que tem-se por doze séculos um dos mais proeminentes e bem visível na Europa, singularmente exato. Tal cumprimento da profecia, embora, naturalmente, perfeitamente, ainda participando da natureza de um milagre, como sendo para além de qualquer mero poder humano para prevê-lo, e, como tal, uma evidência da origem divina da previsão.

 

 
                  O REINO DOS SANTOS DO ALTISSIMO DANIEL 7.22-27

 

 

"Os santos receberão o reino." Uma característica marcante no reino previstas neste visão de Daniel Ou seja, enquanto ele está claramente dito que é dado ao Filho do homem, isso é tão distintamente disse, e isso por duas vezes, a ser dada aos santos, ou ao povo dos santos do Altíssimo, e que os santos receberão o reino. Embora Essa circunstância tem-se ligeiramente anterior mencionado na seção, em conexão com a administração do reino do filho do homem, mas a partir do destaque dado a ele e sua repetição tríplice na visão exige, para apreciação em separado Notamos-os santos a quem o reino é dado,. o próprio reino, no sentido em que é dada aos santos , a idoneidade da nomeação, e os resultados benéficos.

 

II. O próprio reino. Este parece ser o mesmo que aquele de que interpretar o Anjo já tinha falado que o reino dado pelo Ancião dos Dias para o Filho do Homem-o reino de Cristo que é a Cabeça e Rei, e que era para tomar o lugar de os reinos deste mundo, ou das quatro monarquias, que terá desaparecido como a palha do verão eira (cap. 2) o mesmo domínio, regra, e reino que é dado a Cristo é dada aos santos, como de Cristo membros, que são para ser glorificado e reinar com Ele, com Ele e para sentar-se no seu trono; Para que ele mesmo era dar autoridade sobre as nações, para governá-los junto com ele, e que ele foi a de nomear um reino como seu pai havia nomeado para Si mesmo. O reino é dado pelo Ancião dos Dias para Cristo e por Cristo à Sua Igreja é dado ou da noiva, para possuí-la junto com ele, e ser associados a ele em seu governo.

 

 O reino celestial é em sua origem e caráter, mas tem o seu lugar não no céu, mas na terra, entre as nações e sobre e os povos que a habitam. Apesar de ter STI lado materiais visíveis e terrenos, como seus predecessores, será espiritual e santo em Seu caráter, que não consistem em carnes e bebidas, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo; que o reino tem sido tão longa oração, quando a vontade de Deus seja feita na terra como no céu. Do céu, onde quer que seja, os santos hão de governar a terra com Cristo, enquanto os santos na terra governará subordinately com eles. O "reino do mundo" passa a ser "o reino de nosso Senhor e do Seu Cristo", ou Seus membros ungidos (Rev, RV)

 

IV. A idoneidade do compromisso. Há algo adequado na declaração repetida três vezes que os santos do Altíssimo, ou pessoas verdadeiramente santas, receberão o reino. Nos impérios anteriores, e desde Ninrode, o "poderoso caçador diante do Senhor", começou a ser "um poderoso sobre a terra", o "mais vil dos homens" têm sido muitas vezes "exaltado" de poder real, e, como em consequência, o "ímpio ter andado por todos os lados" (PSA). Razões para sábio e santo, Deus, em Sua misteriosa providência, define sobre os reinos Muitas vezes o "mais vil dos homens", quando, como resultado natural, a terra está cheia de miséria e crime (Dan 4:17). Governantes egoístas e ateus têm constituído uma parte do atual estado de coisas terrenas. Natural, desde que "o mundo inteiro jaz no maligno" (1 João 5:19, KJV) governantes mal uma parte do mal associadas à queda, e muitas vezes o castigo dos pecados do povo. O que o mundo quer e anseia, mas raramente consegue, é sábio, ereto, governantes desinteressados​​, quando governa no temor de Deus e para os melhores interesses de seus súditos. Tal é o estado de coisas Previsto no texto.

 

Quando algo adequado e se tornar homens santos, separados, sem egoísmo e, com a imagem eo caráter do Deus cujo nome e natureza é o amor, e que é "justo em todos os seus caminhos, e santo em todas as Suas obras," tomará, e , por dom divino, possuir o reino. Tal aprenderam a governar por ser ensinado primeiro como obedecer, e foram treinados para reinar com Cristo seguir sofrendo com ele aqui. Tal equipada para governar de absorver o espírito e andar nos passos daquele que era manso e humilde de coração, e que não agradou a si mesmo, mas fui ACERCA fazer o bem. "Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos céus." "Bem-aventurados os mansos, porque eles" herdarão a terra "(Mateus 5: 3; Mat 5, 5).

 

1 causa de regozijo com a perspectiva apresentada pelo texto. Era como um motivo de conforto e uma questão de regozijo Isso foi três vezes a Daniel anunciou que deve tomar os santos e possuirão o reino. Foi intimado, não apenas como boas novas para os próprios santos, que, em vez de estar nas mãos dos opressores e perseguidores Dadas, desprezados e espezinhados, e muitas vezes considerados como ovelhas para o matadouro, deve ter o domínio e governo do nações que lhes são cometidas, mas para o mundo Quem deve colher o benefício de tal estado de coisas.

 

 Quer se trate de que os santos tenham terminado o seu curso de sofrimento e de serviços em terra, e agora são glorificados conforme a promessa, quer sejam os santos que ainda vivem na carne, sejam judeus ou gentios, ou ambos, é para cada amante de sua espécie para alegrar que um dia virá em que as pessoas verdadeiramente santas, e só assim, deve deter as rédeas do governo, e administrar um governo justo e benéfico sobre as nações, em subordinação e obediência leal e amorosa do príncipe de Peace. Isso santos, renovados e santificados em Cristo, transformados em Sua imagem, e respirando Seu espírito de mansidão, humildade e amor, e ao mesmo tempo guiado por uma sabedoria que vem do alto, puro, pacífico e gentil, cheio de misericórdia e de bons frutos, em vez da sabedoria que é terrena, sensual e diabólica-que esses serão os únicos governantes que a Terra saberão, e que a sua regra deve ser ao mesmo tempo o governo do Filho do Homem, com todo o poder no céu e na terra, é a consumação devotamente Certamente para ser desejado, e uma perspectiva de ser extremamente feliz em.

 

2 A conseqüência abençoado de uma adesão fiel ao Salvador. Os santos receberão o reino. Os crentes são feitos reis e sacerdotes já. Eles são príncipes mesmo agora, mas disfarçado. Eles viajam incógnitos para sua herança. Ele não leva ainda o que deve constar ser, mas sabemos que uma coroa de glória espera por cada fiel seguidor de Jesus, Seu mau estado no entanto, pode ser agora. Se sofremos com Cristo, também reinaremos com ele. Sofrendo com ele agora, seremos glorificados também com o futuro. Quando Aquele que é a nossa vida se manifestar, vamos também "Com Ele se manifeste em glória" (Cl, RV) O seguidor de Jesus humilde, fiel até a morte, receberá a coroa da vida, e se sentarão com Cristo em seu trono, compartilhando com Ele na Sua glória real, e no governo de um mundo renovado. Eles reinarão com Cristo. "Os santos hão de julgar o mundo. Ou não sabeis que havemos de julgar os anjos?" (1 Coríntios 6: 2-3). Não importa como os santos hão de reinar real ou exercer a autoridade que deva ser-comprometidos. O que sabemos Shall não sabemos agora a seguir. O suficiente para que a coisa é verdadeira. Se sofrermos com Ele, com Ele reinaremos. Que este seja o nosso conforto sob o peso eo calor do dia, e deixá-lo usar para animar-nos em uma causa perseverança inabalável de serviço abnegado fiéis, até que o capitão deve Por favor, ligue para nós do campo.

 

3 O caráter do futuro bem-aventurança dos santos. Eles devem possuir o reino. Assim, eles devem ter um nobre trabalho para fazer, serviço honroso e digno de empregá-los. Seus servos servi-Lo ainda serão, e eles servirão a ele na mais alta forma de serviço. Eles acharão âmbito abundante para os santificados que possuirá faculdades e têm amplo campo para o exercício da disposição semelhante à de Cristo que se regozijar-se-lhes. Renovado na imagem do governante universal, cabendo-lhes o emprego restaurado para eles que foi originalmente concedida ao homem a Sua criação, mas foi perdida por causa da queda. Sua bem-aventurança não será mero descanso, mas o descanso de problemas, o pecado ea escravidão, com um emprego santo e feliz que passa a ser a sua posição como filhos de Deus e irmãos do Rei dos reis, e em que contribuirá com ele ainda para a glória do Criador ea felicidade de suas criaturas.

 

Eles não só será assim feita para se assemelhar a seu Senhor e marido, mas ser mantido na próxima simpatia e comunhão com Ele, como participação no governo que está sobre os seus ombros. Qual era a sua felicidade chefe na terra será aperfeiçoada em glória ASSIM. Seu ofício real e principesca Também eles 'será a possibilidade de cumprir, sem fadiga e sem a dor de ser continuamente frustrados opostos em suas Endeavours benevolentes e pela inimizade astuto e atento daquele que foi o grande adversário de Deus e do homem, mas que poderá então, sob uma restrição divina, de modo a não enganar as nações mais (Rev).

 

4 O privilégio dos crentes para ser empregado em um caminho agora que tanto deve ser uma antecipação do futuro bem-aventurança e sua sua preparação para ele. Este é o de procurar, de acordo com os nossos dons e oportunidades, promover a objetos visado pelo próprio Cristo e os santos com ele que houver de reinar sobre a terra-a glória do Criador e da felicidade dos homens, como experimentado no Seu favor e serviço. Para promover este objeto dupla é o trabalho dado aos crentes que fazer agora, mais especialmente, ao comunicar o conhecimento do Salvador, e persuadir os homens a se reconciliarem com Deus por meio dele. Comissão de despedida do Salvador à Sua Igreja, "Sereis testemunhas de mim, tanto em Jerusalém e na Judeia e Samaria, e até aos confins da terra." "Pregai o Evangelho a toda criatura." "Shine como luminares no mundo, retendo a palavra da vida." "Salvai-os, arrebatando-os do fogo." Por agora, este serviço abnegado abençoado Muitas vezes tentando e eu prometi e concedeu qualificação abundante no dom de Seu Espírito Santo, "recebereis poder depois que o Espírito Santo, que há de vir sobre vós" (Act).

 

 Tal emprego aqui, de qualquer forma e em qualquer circunstância, uma antecipação da bem-aventurada e preparação para o nosso futuro emprego Quando os santos receberão o reino. Era o servo fiel a quem foi dito ", terás autoridade sobre dez cidades." Nem as provações dolorosas e profunda tristeza que podemos ser chamados a experimentar em conexão com um esforço fiel para servir a Cristo e nossos semelhantes, no estado atual, o mínimo que seja parte de nossa preparação para o serviço mais elevado quando tudo o que nos espera serão eliminados lágrimas.

 

5 O nosso interesse fazer com que o nosso lugar agora Entre os santos que possuem o reino. Relação a seu próprio interesse torna este o primeiro objeto devemos estar preocupados para fixar. O dia está acelerando quando ter negligenciado Isso vai aparecer a altura da loucura. Para lançar uma fortuna, um ducado, um reino longe, um dia vai aparecer em breve a ser motivo e sentido em comparação com o de jogar fora a oportunidade de obter um lugar entre aqueles que, em alguns curtas devem ano possuem um reino que jamais passará . Esse lugar é para ser fixado por simples aceitação sincera e calorosa do Salvador a quem Deus em Seu amor proveu para um mundo perdido e culpado, That Filho do Homem que veio buscar e salvar o que estava perdido. "Para a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome."

 

Esse Filho do Homem que virá um dia em Sua glória e todos os seus santos com ele, você come agora no seu Evangelho a cada homem e mulher que ouve, e lhe oferece livremente a Si mesmo, e junto com ele um lugar entre os Seus santos que Shall POSSUIR a seguir o reino com ele mesmo. Leitor, você cordialmente aceitaram? Ele é o seu? Você está entre o Seu povo redimido? Se não, aceitá-Lo agora, e não descansa até que você é por Sua graça alegria habilitado a dizer: "Meu Senhor e meu Deus!"

 

bibliografia Preacheris Complete Homiletical comentary 1892

 

 

 

 CAPITULO 8 A VISÃO SOBRE UM CARNEIRO E UM BODE V.1-27

 

 

Daniel 8: 1. No terceiro ano do rei Belsazar - visão anterior de Daniel dos quatro animais grandes, os quatro grandes impérios Representando do mundo, ocorreu no primeiro ano de Belsazar; agora, no terceiro ano do reinado daquele rei, eu tinha uma outra visão, principalmente respeitado que dois desses impérios. Assim, Deus mostrou a mesma coisa em momentos diferentes para Daniel, e sob diferentes símbolos; sem dúvida, a fim de que eles possam ser mais profundamente impresso na sua mente, e que eu poderia mais claramente compreender a sua em todas as circunstâncias. Nós encontramos Deus agindo da mesma forma com alguns dos outros profetas, Ezequiel Particularmente, a quem mostrei a destruição de Jerusalém por um grande número de tipos diferentes, ou símbolos. Esta visão foi comunicada ao Daniel por volta do ano 553 antes de Cristo, de acordo com Usher, Prideaux, e outros cronologistas.

 

verso 2

 

Daniel 8: 2. Eu vi em uma visão - Quando eu estava acordado, e tive meus sentidos corporais: ver Daniel 8: 3, e comparar Daniel 10: 4-5. Representaram Este foi um grau mais perfeito do que a revelação de ter uma representação das coisas impressas sobre a imaginação durante o sono. Quando eu vi, eu estava na cidadela de Susã - Esta circunstância mostra a Daniel que continuou em algum posto de honra, pelo menos durante a primeira parte do reinado de Belsazar.

 

 Qual é, na província de Elam - A província de Elam, ou Pérsia, propriamente dita, foi feita a partir de Astyages, rei da Média, por Nabucodonosor, de acordo com a profecia de Jeremias contra Elam, Jeremias 49:34. E foi sujeito ao rei de Babilônia, Daniel viu Quando Esta visão; embora mais tarde o vice-rei do país revoltou a Ciro, e juntou-se na tomada de Babilônia com ele. E eu estava junto ao rio Ulai - Ou, Eluæus, como era chamado pelos gregos e romanos. Este rio divide Susiana da província de Elam, chamado corretamente. Plin ver, lib. 6 cap. 27 Elam, porém, muitas vezes é tomado em um sentido mais amplo, de modo a compreender sob ele Susiana. Era comum para os profetas a ter visões por lados do rio, dos quais Daniel nos dá outra instância, cap. Daniel 10: 4; Ezequiel teve visões e igualmente junto ao rio Quebar, Ezequiel 1: 3; como se o Espírito Santo para manifestar-se satisfeitos em aposentados Tais cenas. E os dons e graças do Espírito são, muitas vezes, na linguagem das Escrituras, descrito pelo metáforas de nascentes e córregos de água, que nada é mais do que agradável e refrescante em clubes de campo quentes e secos.

 

O versículo 3

 

Daniel 8: 3. Eu vi, e eis que um carneiro com dois chifres - Na primeira visão, apareceu quatro animais, porque havia Representado quatro impérios; Este mas em apenas dois, porque aqui nós temos uma representação do que foi transacionado principalmente Dentro de dois impérios. O primeiro dos quatro impérios, ou seja, da Babilônia, é totalmente omitido aqui; para STI Conhecido suficientemente Foi o destino, e foi chegando agora muito perto de uma conclusão. O segundo império na antiga visão é o primeiro nesta; eo que há Comparado a um urso, aqui está prefigurada por um carneiro. Esta tinha dois chifres de carneiro; E, de acordo com a explicação do anjo Gabriel, Daniel 8:20, que era o império dos medos e persas. A fonte de figura this de chifres para reinos, deve ser obtido a partir dos hieróglifos do Egito, que a maior parte das metáforas e figuras nas línguas orientais foram originalmente derivados; e nas línguas originais, na mesma palavra significa um chifre, uma coroa, poder e esplendor, onde um chifre era um estandarte da realeza Entre os fenícios; ea palavra hebraica , keren, significando um chifre, é várias vezes prestados pelos caldeus, malchutha, ou um reino; faq com freqüência e chifres são usados ​​para reis e reinos no Antigo Testamento. Este império, , que foi formado pela conjunção dos medos e dos persas, não foi unfitly Representado por um carneiro com dois chifres. Cyrus, o império fundador de this, era filho de Cambises, rei da Pérsia, e, por sua mãe Mandane, era neto de Astíages, rei da Média; e depois se casar com a filha e única filha de seu tio Cyaxares, rei da Média, conseguiram a ambas as coroas, e uniu os reinos da Média e da Pérsia. Era uma coalizão de dois poderes muito fortes e, portanto, diz-se que os dois chifres eram altos; mas, ele é adicionado, foi maior do que o outro, eo mais alto subiu por último.

 

O reino de mídia era o mais antigo dos dois, e mais famosa da história. Persia era de pouca nota ou conta até o momento de Ciro; mas os persas sob ele adquirida e manteve o ascendente. Mas uma questão remanescente, por isso império, que antes foi comparado a um urso para STI crueldade, agora devem ser representados por um carneiro? Agora, a palavra hebraica para a RAM, que é , eelam, que é a palavra hebraica para a Pérsia, Ambos surgiram da mesma raiz; Ambos e implicando algo de força, a uma não é indevidamente feito o tipo do outro. A adequação de que Aparece Por isso, a partir de outro lado, que era usual para o rei da Pérsia a usar uma cabeça de carneiro feito de ouro e cravejado de pedras preciosas, em vez de um diadema. Podemos acrescentar que a cabeça de um carneiro com chifres, um maior e outro menor, era o estandarte real dos persas, e ainda está para ser visto nas colunas de Persépolis:

 

versículo 4

 

Daniel 8: 4. Vi que o carneiro empurrando para o oeste, & c. - Sob Ciro os persas se empurrou suas conquistas para o oeste, até o Mar Egeu, subjugando Babilônia, Síria e Ásia Menor; e estendeu-lhes parte da Grécia por seus sucessores, Dario, filho de Hystaspes, e Xerxes: eles 'norte subjugou o lídios, iberos, os albaneses, armênios, capadócios, e os países vizinhos: eles' Conquistado o sul Saudita, Egito e Etiópia, se não sob Cyrus, como Xenofonte Afirma, ainda, certamente sob Cambises, filho e sucessor de Ciro. Sob Darius subjugado eles 'Índia; na profecia, mas nenhuma menção é feita de suas conquistas no Oriente, porque esses países país estava muito distante dos judeus, e eram preocupação de pouco ou Conseqüência para eles.

 

versículo 5

 

Daniel 8: 5. Como eu estava considerando, eis que um bode, & c. - Isso é interpretado, Daniel 8:21, para ser o rei, nem reino da Grécia. "A cabra é muito feito corretamente o tipo do grego ou império macedónio; Porque os macedônios no início, ACERCA 200 anos antes de Daniel, estava Ægeadæ denominados ou pessoas das cabras; Este e em certas ocasiões, como relatam os autores pagãos: Caranus, seu primeiro rei, indo com uma grande multidão de gregos a buscar novas habitações na Macedônia, foi ordenado pelo oráculo para tomar as cabras para seus guias para o império, e depois, vendo uma rebanho de cabras que voam de uma violenta tempestade, segui-los para Edessa, e fixa a sede de seu império, criou as cabras Suas bandeiras, ou normas, e chamou a cidade Ægeæ, ou, Cidade os cabras ', e as pessoas Ægeadæ , ou, as pessoas dos caprinos. E pode ser adicionado a este, que a cidade Ægeæ, ou Aegae, foi a enterrar-lugar de costume dos reis da Macedônia.

 

 Também é muito notável que Alexandre são, por Roxana, Alexander foi nomeado Ægus, ou o filho do bode; e alguns dos sucessores de Alexandre são representados em suas moedas com chifres de cabra. Este bode vinha do ocidente; Isso que é ignorante e na Europa encontra-se para o oeste da Ásia? Eu vim na face de toda a terra, levando tudo à sua frente em todas as três partes do mundo então conhecido; e não ter tocado o chão - Seus desfiles eram tão rápida, e suas conquistas tão rápido, para que pudesse ser dito, de certo modo, para voar sobre o solo, sem tocá-lo. Pela mesma razão, o mesmo império, na antiga visão, foi comparado a um leopardo, e é, um animal ágil rápido; e, para denotar a maior rapidez e impetuosidade, a um leopardo com quatro asas "" Eu voei ", diz Dean Prideaux," com a vitória, mais velozes do que os outros podem viajar .; Muitas vezes com seu cavalo perseguindo seus inimigos sobre a espora dias e noites inteiras; e fazer longas marchas: às vezes por vários dias um após o outro, como eu fiz onze em busca de Darius, de perto de 40 milhas por dia, durante 11 dias juntos. . Fim de que, pela velocidade de suas marchas, deparei-me com os seus inimigos antes que eles estavam cientes dele, e conquistou-los antes que "poderia ser em uma postura de resistir a ele" O bode tinha um chifre notável entre os olhos - "Este chifre , diz o anjo, é o primeiro rei, nem reino dos gregos na Ásia, que foi erguida por Alexandre, o Grande, e continuou por alguns anos em seu irmão, Philip Aridæus, e seus dois filhos, Alexander e Hercules Ægus. "- Bispo Newton.

 

verso 6-7

 

Daniel 8: 6-7. E eu vim para o carneiro que tinha dois chifres, e c. - "O carneiro empurrado para o oeste tinha antes, e os persas, no reinado de Dario Histaspes e Xerxes, tinha derramado para baixo com grandes exércitos para a Grécia; mas agora os gregos, em troca, levaram suas armas para a Ásia, eo bode invadiram o carneiro que tinha lhe invadido. E eu vim para o carneiro & c., Que eu tinha visto em pé diante do rio, e correu contra ele no furor da sua força. Dificilmente se pode ler nas palavras originais sem ter alguma imagem de pé o exército de Dario e guardando o rio Granico, e de Alexander, do outro lado, com suas forças mergulhando dentro, nadando pelo rio, e correndo contra o inimigo com todo o fogo e fúria Isso pode ser imaginado. E eu vi-o comer perto do carneiro - ele tinha vários compromissos próximos, batalhas ou setembro, com o rei da Pérsia, e, particularmente, em Granico na Frígia, no Estreito de Isso, em Cilícia, e nas planícies de Arbela, na Assíria . E eu estava enfurecido contra ele - Para as crueldades exercidas Que os persas tinha em relação aos gregos; e por Darius de tentar corromper: às vezes seus soldados para traí-lo, e: às vezes seus amigos para destruí-lo: para que eu não quis ouvir mais "ofertas vantajosas de paz, mas determinado a a prosseguir o rei persa, e não como um generoso e um inimigo nobre , mas como um envenenador e um assassino, a morte que eu merecia.

 

 E feriu o carneiro, e quebrou os dois chifres - Eu subjugado Pérsia e da Média, com outras províncias e reinos do império persa; e é notável que na Pérsia foram barbaramente saqueado e queimado a cidade real de Persépolis, a capital do império; e em Media, Darius foi apreendida e feito prisioneiro por alguns de seus próprios assuntos traiçoeiras, que não muito tempo depois vilmente assassinados dele. E não havia força no carneiro para lhe resistir, & c. - Eu conquistei onde eu vim; encaminhadas todas as forças, tomou todas as cidades e castelos, e inteiramente subvertida e arruinou o império persa. E não houve quem pudesse livrar o carneiro da sua mão - nem mesmo a sua multidão numerosos exércitos poderiam defender o rei da Pérsia, embora suas forças na batalha de Isso totalizou 600.000 homens, e na de Arbela, para 10 ou 1100, 000, Considerando o número total de Alexander era não mais que 47.000 em qualquer compromisso.

 

O versículo 8

 

Daniel 8: 8. Portanto, o bode se engrandeceu sobremaneira - Ver nota sobre o cap. Daniel 2:39. O império do bode estava em DSTs força total Quando Alexandre morreu. I foi sucedido por seu irmão Filipe Aridæus naturalmente, e por seus dois filhos já mencionado; mas no espaço de cerca de 15 anos eles eram todos assassinados, eo primogênito, ou reino, Totalmente foi quebrado.

 

E no seu lugar subiram outros quatro também notáveis ​​- A família real sendo extinto Assim, os governadores das províncias, que usurparam o poder tinha, assumiu o título de reis, e com a derrota e morte de Antígono na batalha de Ipso, foram reduzidos para quatro, Cassandro, Lisímaco, Ptolomeu e Seleuco; domínios de Alexandre, que se separaram entre eles, e dividindo-os em quatro e se estabeleceram reinos, que são os notáveis ​​quatro chifres que surgiram na sala do primeiro grande chifre, e são as mesmas que as quatro cabeças do leopardo, cap. 7 para os quatro ventos do céu - na partição do império Cassandro realizada Macedônia e Grécia, e as partes ocidentais; TEVE Lisímaco da Trácia, Bitínia, e as regiões do norte; Ptolomeu possuía o Egito e os clubes do sul; Obtidos e Seleuco Síria e as províncias orientais. Foram eles 'dividido desta forma, para os quatro ventos do céu.

 

O versículo 9

 

Daniel 8: 9. E de um deles - ou seja, fora de um dos quatro chifres notáveis​​, mencionados na seção anterior vimos, saiu um chifre pequeno - O leitor terá o prazer de observar neste particular, como sendo a chave para a interpretação correta da profecia posterior. O chifre pequeno procedeu a partir de um dos quatro reinos que acabamos de mencionar, no qual o império de Alexandre foi dividido depois de sua morte: Portanto, para procurá-lo em outro lugar, ou para interpretá-lo de qualquer poder, rei ou reino, que não tinha origem DSTs em um deles, deve ser uma má interpretação da profecia.

 

De um dos quatro sucessores de Alexandre, ou seja, a partir de Antíoco, o Grande, saiu Antíoco, chamado Epifânio depois, ou Illustrious, por Seus bajuladores; mas mais propriamente denominado por Políbio Epimanes, ou o louco. Ele era realmente uma pessoa vil, caracteriza-o como o anjo, Daniel 11:21, para quem a honra do reino não pertencia, Demetrius, são, ser o legítimo herdeiro de seu irmão mais velho. Tenho aqui é chamado de um chifre pequeno: como eu não era originalmente de grande fortuna ou dignidade, um irmão mais novo, uma pessoa desprezível, e uma espécie de cativeiro em Roma. Alguns têm objetado que a palavra chifre, nessas visões, nunca significa um único rei, mas sempre um reino ou império; mas isso é evidentemente um erro, como o chifre notável, Mencionado Daniel 8: 5, que o bode tinha entre os olhos, manifestamente Meios Alexandre, o Grande. Este pequeno chifre Pertencente à terceira, ou macedónio monarquia, não deve ser confundido com o chifre pequeno Pertencente à quarta, Mencionado Daniel 7: 8-20, embora isso se fala aqui pode ser autorizado a ser um tipo ou figura do Latter . Que engrandeceu Exceder Para o sul - Ele estendeu o seu domínio para o sul, quando, aproveitando a juventude de Ptolomeu Filometor (cf. 1 Macabeus 1: 16-19) fizeram-se senhor do Egito, chamado de sul, em vários locais de cap. 11 profecia esta de.

E para o oriente - Onde eu conquistaram a Armênia, e penetrou na Pérsia. E para a terra formosa - Ou, a terra da Judéia, chamado a terra aprazível, pelos escritores sagrados, como ser escolhido por Deus para lugar da sua habitação do povo, e de Sua casa ou templo; Também onde o Messias estava para aparecer, chamada em outros lugares a glória de todas as terras, Ezequiel 20: 6; Ezequiel 20:15. As crueldades exercidas Quais Antíoco Epifânio na Judéia parece ser o assunto principal dos seguintes versos. No qual, no entanto, eu pode ser considerado como um tipo de anticristo, Greater ainda exercer crueldades sobre a Igreja Cristã.

 

Verse 10-11

 

Daniel 8: 10-11. E se engrandeceu até contra o exército do céu - por o exército do céu, parece estar aqui significa o sacerdócio judaico, chamado de Sua presença contínua no serviço de Deus no templo, como os anjos no céu. A palavra , acolhimento prestado aqui, é aplicada aos atendentes no santuário, Êxodo 38: 8; Números 04:23. E lançou a alguns do exército e das estrelas no chão - Pessoas da dignidade e altos cargos principais são freqüentemente chamados de estrelas nas Escrituras. Em Isaías 24:21, o apresentador do alto nas alturas é isso, é explicada pela Vitringa dos governantes judeus e pessoas: ver Daniel 12: 3 e Apocalipse 1:20, onde os anjos, ou governadores da igreja, são chamados de estrelas.

 

 As palavras aqui parecem importar, Antíoco Isso deve ou pôr fim aos serviços do templo, tirando-lhe o sacrifício diário, Daniel 8:12; Isso ou então Devo seduzir alguns dos sacerdotes e príncipes, por ameaças e lisonjas, para transformar apóstatas. E os pisou - Totalmente suave e os destruiu ver Daniel 7: 7. Sim, eu tenho engrandeceu até [ou contra] o príncipe do exército - o que pode ser entendido do sumo sacerdote Onias, (compare Daniel 11:22) A quem Antíoco afastados das suas funções, colocando Jason em seu lugar, uma desgraçado ímpios, e set-up ritos pagãos no templo de Deus, 2 Macabeus 4: 13-17. Mas Jerônimo e Teodoreto Entenda que do próprio Deus, assim como muitos outros; ou de Cristo, o Sumo Sacerdote sobre a casa de Deus, cujo santuário é chamado o templo com as seguintes palavras. Antíoco erigiu uma estátua no templo de Júpiter Olímpico, merecidamente estimado a abominação da desolação, e, assim, se engrandecia contra Deus, a quem o santuário e seus serviços Foram apropriados.

 

 E por ele o sacrifício diário foi tirado - O sacrifício foi oferecido que preferiu, em nome de toda a nação, a cada manhã e à noite: veja Números 28: 3. Este foi levado por Antíoco, juntamente com toda a adoração habitual, e profanaram Ambos santuário e do templo: ver um Macabeus 1: 44-64. E o lugar do seu santuário foi lançado por terra - ou expulso, ou tornado profano: comp. Apocalipse 11: 2. Ele foi privado da honra e privilégios que pertenciam a um lugar sagrado, como se as caixas que haviam sido jogados para baixo se separou da base comum. Pode incluir também a profanação do sacerdócio alta, Antíoco Qual set-up à venda, e que os homens das vidas mais perdulários tê-lo; para que tanto o santuário em si, e do sacerdócio, pode-se dizer a serem prestados profano.

 

O versículo 12

 

Daniel 8:12. E um exército foi dado a ele contra o sacrifício contínuo, por causa da transgressão - Antíoco prosperou em suas tentativas até agora contra os judeus e sua religião, que construí uma fortaleza na cidade de David, e colocou uma guarnição de soldados lá, para perturbar os que devem comer para adorar a Deus no templo: ver um Macabeus 1: 33-36. Este Deus permitiu, como um castigo justo para os pecados do povo, e em especial os que professam uma vontade de abandonar o culto a Deus, e aos gentios Participe com sua idolatria em 1 Macabeus 1:11; 2 Macabeus 4: 13-17. Alguns traduzem as palavras, e um tempo definido foi apontado contra o sacrifício contínuo; צבא para a palavra, acolhimento prestado, a mesma forma significa um tempo definido: ver Daniel 10: 1. E lançou a verdade por terra, e prosperaram - O livro da lei, ou as leis divinas entregue aos judeus por Moisés, é aqui chamado a verdade. Tenho até agora prosperou em suas tentativas contra a verdadeira religião, como suprimi-lo por um tempo, e dificultar a profissão aberta nisso: ver Daniel 8:24, e Daniel 11: 28-32. Lemos 1 Macabeus 1:56, que Antíoco ordenou que as cópias da lei para ser cortado em pedaços e queimado.

 

Verse 13-14

 

Daniel 8: 13-14. Depois ouvi um santo que falava - A palavra santo é aqui equivalente ao anjo: ver Daniel 4:13. O que este santo ou anjo disse, não é expresso; não mais do que as palavras ditas por essa pessoa ilustre que apareceu a Daniel 10: 5, são gravadas. E disse outro santo para That Certain santo que falou - Vários anjos são introduzidos em visões de Daniel, e assim, em Zacarias. Esta parece ser falado de um de grau superior, como sendo de confiança para desdobrar os segredos que estavam escondidos dos outros anjos; e é isso quer dizer com justiça, portanto, o Filho de Deus, o chamado Maravilhoso, Conselheiro, Isaías 9: 6, como se familiarizar com objetivos e projetos ministradores de todo o deus. Até quando durará a visão do sacrifício diário? & C. - As palavras, diz Lowth, pode ser traduzido mais agradavelmente ao hebraico assim: Por quanto tempo um tempo se a visão passada, o sacrifício diário for tirado, e da transgressão assoladora continuar? Desde, porém, que não há palavras em hebraico para tirado e continuar, o Sr. Wintle vez acha que o inquérito respeita apenas a duração da visão, e que as outras palavras são por meio de explicar o que é a visão, ou seja, ". do sacrifício diário e da transgressão assoladora de, e do santuário e de acolhimento ", ou os seus ministros de atendimento", sendo suprimido e pisoteados "Ele traduz a cláusula, pois, assim: Quanto tempo será o termo da visão de o sacrifício diário e da transgressão desoladora, expondo Tanto o santuário e do exército, para serem pisados​​?

 

O significado claro do olhar é, que um dos anjos perguntou o personagem superior, distinguir aqui pelo título de That Certain santo, quanto tempo significavam os males nesta visão, e em particular a tirar, ou interrupção, do sacrifício diário , & c., deve durar. Pela transgressão da desolação Parece estar significou o assédio ea devastação da cidade pela guarnição de Antíoco, a criação de um ídolo para ser adorado no templo de Deus, e, por isso e outras superstições pagãs, o profanando, e também o hospedeiro, ou os levitas; persuadi-los, seja por ameaças ou tentações, para encerrar o culto de Jeová, o Deus verdadeiro, ou misturá-lo com a adoração de ídolos, contrário à lei divina.

 

 E eu disse: Até duas mil e 300 dias - hebraico, Até a manhã à noite [e] dois mil e três cem. Isso significa um espaço de cerca de seis anos, e deve ser tomada a partir da primeira invasão da Judéia por Antíoco, Quando eu profanaram o sacerdócio, e Sua segunda vinda inclui para esse país, quando proibiu a adoração de Deus no templo, e set-up um ídolo lá. Após este período de 2.300 dias, ou ACERCA seis anos a partir da primeira vinda de Antíoco, é aqui o templo declarou que deve ser purgado, ou limpo das coisas poluídas ou impuros Antíoco que teve brought para ele, ou a partir Aqueles que as coisas em que eu havia contaminado, usando-os para os ritos idólatras: ver um Macabeus 4 deve, no entanto, nós, ser lembrado, muitos intérpretes entendem que esses dias, no mesmo sentido em que dias são geralmente entendida por este profeta, ou seja, por anos; e, portanto, referem-se ao anticristo profecia, de quem Antíoco era um tipo. Isso vai levar-nos a um tempo ainda distante, na igreja de Deus, para a realização do que a oposição à igreja de Cristo, que tem-se desejava há muito tempo, quando o santuário será perfeitamente limpa, e à qual a mil e duzentos e noventa mil e trezentos e trinta e cinco anos de cap. 12 deve ter uma referência. Sir Isaac Newton, Obs., Cap. 9, não só avalia os dias para ser anos, mas terá a buzina para ser Roma, e ele não se refere a todos para Antíoco; E neste I é seguido, em grande medida, pelo Bispo Newton, que faz com que os anos começam a partir do momento de Alexander invadindo Ásia, 334 anos antes de Cristo, e, assim, terminar com perto do sexto milênio do mundo . Com esta interpretação do Bispo Newton, o Sr. Faber (um escritor tardio) encontra grande culpa, e se esforçam para provar que a ilusão muçulmano, e não a do papado, aqui é pretendido pelo chifre pequeno. Seus raciocínios, cálculos e cotações sobre este assunto, não pode, eventualmente, ser inserido aqui, nem mesmo o resumo deles.

 

 O leitor deseja se familiarizar que com sua esquema, deve, necessariamente, ser encaminhado para o livro em si. Não parece, no entanto, para ser uma objeção insuperável, tanto para o bispo Newton e esta interpretação, e isso é que eles são totalmente irreconcileable com Daniel 8: 9, onde é dito expressamente, que este pequeno chifre saía de um dos notáveis ​​quatro chifres, ou reinos, em que foi dividido o império de Alexandre. Agora, não se pode dizer que ou o papado, que surgiu no oeste da Europa, ou o Islamismo, que teve sua primeira ascensão e prevaleceu na Arábia, surgiu a partir de qualquer um dos quatro ramos do império macedónio.

 

versos 15-18

 

Daniel 7: 15-18. Eu Daniel pesou no meu espírito - Após a conta das mudanças extraordinárias que parecia ser representada pela visão, os elementos de que me perturbem, ainda que eu não tinha uma apreensão perfeita de seu significado. Cheguei-me a um dos que estavam perto - ou seja, a um dos anjos que estavam participando como espíritos ministradores. E perguntou-lhe a verdade, & c. - Pediu-lhe para me dar uma compreensão clara de tudo isso. Então eu disse a mim, & c. - Explicou-me o verdadeiro significado destes e simples coisas. Estes grandes animais são quatro reis - quatro reinos, ou monarquias. Então, usei a palavra rei é Isaías 23:15. Que se levantarão da terra - que devem aumentar Mesmos Meramente sobre carnal, motivos mundanos e considerações, e que por guerras e problemas, e que será pensar e preocupar-se apenas com as coisas terrenas; CONSIDERANDO que o reino de Cristo é descrito, no próximo ser visto como um reino espiritual celeste, encaixando os homens para o céu. Mas os santos do Altíssimo receberão o reino - Quando o reino terreno será destruído, o celestial, ou reino espiritual dos santos terá início; Entrarão em cima dele na terra, mas no céu deve conservar para sempre. A palavra Caldeu , proferida Altíssimo, é literalmente altas queridos, como é traduzido na margem: em Original e santos são realmente altos queridos, sendo filhos e herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Às vezes, porém, o único Deus verdadeiro é falado no plural de forma eminente, como Josué 24:19, onde é em hebraico, ele é o Deus santo. A expressão média, portanto, pode como a que temos prestado.

 

versos 19-22

 

Daniel 7: 19-22. Então gostaria de saber a verdade sobre o quarto animal - ou seja, o que era para ser representado por ele. E os dez chifres que tinha na cabeça - do que eram emblemas; Que do outro e veio para cima, & c. - Veja Daniel 7: 8; e parecia ser mais robusto do que os seus companheiros - ou, mais grande e magnífico; ou, quem era mais arrogante, e reivindicou a superioridade sobre o resto: para que este chifre, ou poder, era pequeno no início, no comprimento superou todos os outros poderes em pompa e preeminência, não só exaltando-se acima de todas as autoridades temporais , mas acima de tudo que se chama Deus, ou que é adorado, 2 Tessalonicenses 2: 4. Vi - Caldeu, eu estava vendo, ou considerando atentamente; e que o mesmo chifre fazia guerra contra os santos - Por todos os santos aqui entende-se os servos de Cristo. Assim, o anticristo é descrito como fazer guerra aos santos, e superar-los por um tempo: ver a margem.

 

Até o Ancião de dias veio - Para justificar sua causa, para esmagar os idólatras, e para extirpar o domínio do anticristo: ou até o final do julgamento, quando os santos hão de sentar-se como assessores com Cristo, devem estar sentados em tronos, e reinar como reis e sacerdotes com Deus e de Cristo, e possuirão o reino para sempre. E fez justiça aos santos, & c. - Alimentação para julgar e governar sobre seus inimigos. E chegou o tempo em que os santos possuíram o reino -

 

 Verso  23-24

 

Daniel 7: 23-24. O quarto animal será diferente de todos os reinos - como sendo manejadas sob diferentes formas de governo; tendo uma forma de comunidade, no início de sua grandeza, e depois Governado por reis e imperadores; e no decorrer do tempo a ser dividido em dez reinos, sejam principados; e todos eles sob a direção de um líder espiritual. E os dez chifres são dez reis - Ou, reinos. Um chifre é um símbolo de força, por isso vem a significar poder e autoridade; e dali ele é aplicado para designar soberania, ou domínio. Os dez chifres, ou reinos, surgisse fora da dissolução do Império Romano, que aconteceu em conformidade. Existem várias enumerações dessas dez reinos da divisão do Império Romano, dos quais nenhum é contado para começar antes do fim dos Últimos do quarto, ou o início do quinto século. Bispo Newton, em sua dissertação XIV, 've dado várias listas, por Machiavel, pelo Sr. Mede, pelo bispo Lloyd, e por Sir Isaac Newton; e, finalmente, ter acrescentado que a que eu tenha selecionado a partir dos outros, e eu tenho que colocou no século VIII. Suas palavras são: "Os principais estados e governos eram então, 1 O Senado de Roma, que se revoltaram contra os imperadores gregos, e reivindicou e exerceu o privilégio de escolher um novo imperador ocidental; 2 Os gregos em Ravenna; 3 Os lombardos na Lombardia; 4 Os hunos na Hungria; 5 Os Alemannes na Alemanha; 6 francos em França; 7 Os burgúndios na Borgonha; 8 Os Godos em Espanha; 9 Os bretões; 10 Os saxões na Grã-Bretanha. Não que foram constantemente dez reinos, eles era: às vezes: às vezes menos e mais; mas, como diz Sir Isaac Newton: "O seu número era o que quer depois, eles ainda são chamados os dez reinos, desde o seu primeiro número. '"

 

Levantar-se para outra depois deles - grego, αυτων οπισω, por trás deles, como as palavras podem ser prestados; Ou seja, ou não percebida por eles, ou cuja altura, ou domínio, não deve adquirir DSTs sua cimeira até muito tempo após o estabelecimento. Geralmente aceite Este é, por todos os intérpretes protestantes, para ser o reino do papa, que era de uma natureza muito diferente Certamente a partir de qualquer dos primeiros, sendo o primeiro eclesiástico, ou espiritual, e depois Alegando jurisdição temporal ou civil. A LXX. acrescentar, que deve ser distinto do primeiro, κακοις, em males ou doenças malignas. E os reis, ou reinos, que deve arrancá-lo pela raiz, ou humilde, ταπεινωσει como, a palavra usada pela LXX., Significa, (que é também a leitura da Vulgata), são apontados pelo mesmo prelado ser o Esarcato de Ravenna, o reino dos lombardos, eo estado de Roma. Esses estados foram reduzidos no século VIII; e as epístolas e os touros são emitidos pelo papa, após esse tempo, datado dos anos do início da jurisdição temporal do papa, ou avanço para a cadeira papal; eo papa, vestindo sua coroa tripla, tem-se de maneira apontou aqui Destinado para a pessoa: ver Bispo Newton e Mr. Wintle.

 

E o que ainda caracteriza mais plenamente Este poder, e prova que ele seja do papado a que se destina, que é dito, em Daniel 7: 8, que neste chifre havia olhos, como os de um homem; que denota astúcia e perspicácia, exercido em olhando e observando tudo de Oportunidades Promover uma de interesse. "E a política da hierarquia romana já passou em um provérbio quase. O papa é chamado de overlooker corretamente, ou supervisor: um , ou bispo, no sentido literal da palavra. Em Daniel 7: 8; Daniel 7:20, é dito, ele tinha uma boca, para proferir grandes coisas e quem foi mais barulhento e fanfarrão do que o papa, especialmente em épocas passadas; gozando de Sua supremacia, Sua trovejando fora touros e anátemas, excomungando príncipes, e absolvendo súditos de Sua fidelidade? Seu olhar era mais robusto do que os seus companheiros, Daniel 7:20. E o papa Assume uma superioridade, não só aos seus companheiros-bispos, mas, mesmo por cima das cabeças coroadas: Seu pé e exige ser beijada e maiores honras a serem pagos para ele do que para reis e imperadores si mesmos ".

 

O versículo 25

 

Daniel 7:25. Eu proferirá palavras contra o Altíssimo - Symmachus lê, eu proferirá palavras, como o Altíssimo; "Definir-se acima de todas as leis, divinas e humanas: atributos divinos arrogando para si mesmo, e os títulos de santidade e infalibilidade; exigindo obediência a seus preceitos e decretos, em detrimento de, em violação aberta da, a razão ea Escritura; homens insultando e blasfemando contra Deus. Em Decretos de Graciano, o papa tem o título de Deus dado a ele. E destruirá os santos - por guerras e massacres, e inquisições, perseguindo e destruindo os servos fiéis de Jesus, e que os verdadeiros adoradores de Deus; que protestam contra suas inovações, e não se conforma com a idolatria praticada na Igreja de Roma. Devo pensar em mudar os tempos e as leis - jejuns nomeação e festas, canonizar os santos, conceder indulgências e indulgências para os pecados, instituindo novas formas de culto, impondo novos artigos de fé, proibindo novas regras de prática, e reverter a seu bel prazer as leis de Deus eo homem.

 

E eles serão entregues, & c. - "Com o tempo, todos concordam, significa um ano; e um tempo, e tempos, e metade de um tempo, ou metade de um tempo, são três anos e meio; e do antigo calendário judaico, Composta por doze meses, ea cada mês de 30 dias, um tempo, e tempos, e metade de um tempo, ou três anos e meio, são contados no Apocalipse 11: 2-3; Apocalipse 12: 6; Apocalipse 12:14, como equivalente a 42 meses, ou mil duzentos e sessenta dias; e um dia, no estilo dos profetas, é um ano; (Veja Ezequiel 4: 4), e está confessou que a 70 semanas, em Daniel 9 são semanas de anos e, consequentemente, mil duzentos e sessenta dias são mil duzentos e sessenta anos.

 

 Contanto anticristo, ou o chifre pequeno, continuará: mas o que ponto do tempo a partir do início destas mil duzentos e sessenta anos deve ser datado, não é fácil de determinar. Parece que eles devem devem ser computados a partir do pleno estabelecimento do poder do papa, e não menos está implícito na expressão, entregues na sua mão. Agora, o poder do papa, como um chifre, ou príncipe temporal, isto tem sido mostrado, foi criada no século VIII; e mil e duzentos e sessenta anos a partir desse momento, vai levar-nos até por volta do ano de Cristo 2000, ou o ano do mundo 6000: e há uma antiga tradição, tanto judeus como cristãos entre, para que ao final de 6000 anos comereis o Messias, eo mundo será renovada; o reinado do iníquo cessarão, eo reinado dos santos sobre a terra deve começar. Mas, como diz Irineu, em um caso como, é mais seguro e mais seguro para aguardar a conclusão da profecia e divino do que a conjectura sobre isso. Quando o fim de comer, Vamos então conhecer melhor onde até à data o início.

 

Verse 26-27

 

Daniel 7: 26-27. Mas se assentar o juízo, & c. - Deus, no curso de sua providência, vai sentar-se (falando à maneira dos homens) no julgamento desta usurpação, tirânico, e poder, que será julgado, condenado, degradado, consumidos e destruídos perseguindo, e sua autoridade nunca mais reviveu, para o fim do mundo: veja nota em Daniel 7: 10-11. . E o reino, eo domínio, & c, deve ser dada aos santos do Altíssimo - A verdadeira religião universal prevalecer deve, sob o semblante e proteção dos príncipes cristãos; eo reino de Cristo será erguido em poder e glória em todas as partes da terra. Em outras palavras, a pedra cortada da montanha, sem mãos se tornará em si uma montanha e encherá toda a terra: veja nota em Daniel 2: 44-45, e em Daniel 07:14 de this capítulo. Se o leitor estará nas dores comparar Esta visão de Daniel a respeito do quatro grandes animais selvagens, ea exposição de pelo anjo, com o sonho de Nabucodonosor da grande imagem, como explica Daniel, eu vou ficar impressionado com seu perfeito acordo com o outro, e encontrar o caminho ilustrativo do outro.

 

O versículo 28

 

Daniel 7:28. Aqui é o fim da questão - que aqui o anjo falou-me em matéria de originais terminou seu discurso. Quanto a mim, os meus pensamentos muito me perturbaram - As circunstâncias da visão extraordinária causou um grande impacto em minha mente; e foi assunto de grande dificuldade para mim, para prever a profanação das leis de Deus e do culto, e as perseguições e calamidades que deve vir em Sua igreja e as pessoas. E meu semblante mudou em mim - A impressão causada em que esta visão me, Enfraquecido meu espírito, e alterou o meu corpo, como se eu tivesse tido um ataque de doença. Mas guardei o assunto no meu coração - eu coloquei o assunto na minha memória e no coração, e meditou faq com freqüência, e por esse meio foi activado para que possa dar um relato exato da visão, e sua interpretação, por escrito, para a uso e benefício dos outros, assim como eu; Isso depois de séculos e pode ter esta grande prova do Todo-Poderoso que regem todas as coisas do mundo, e de seu conhecimento de eventos futuros.

 

Bibliografia Joseph Bensons commentary of the old andy new Testaments