Translate this Page

Rating: 3.0/5 (868 votos)



ONLINE
11




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

A Book for Her pdf free, download pdf, download pdf, this site, The Adobe Photoshop CC Book for Digital Photographers 2017 pdf free, fee epub, pdf free, site 969919, this link, link 561655,

Estudo e comentario de Nemias (1)
Estudo e comentario de Nemias (1)

 Comentário Completo de Matthew Henry sobre a Bíblia

Neemias 1 

Introdução

Aqui podemos encontrar com Neemias na corte persa, onde o encontramos, I. inquisidor sobre o estado dos judeus e Jerusalém, Neemias 1: 1,2 . II. Informado de sua condição deplorável, Neemias 1: 3 . III. Jejuando e orando por isso ( Neemias 1: 4 ), com uma determinada conta de sua oração, Neemias 1: 5-11 . Essa é a origem deste grande homem, por piedade, não pela política.

 

versículos 1-4

A aflição de Neemias.  BC 445.

1 As palavras de Neemias, filho de Hacalias. E sucedeu que, no mês de quisleu, no ano vigésimo, estando eu em Susã, a capital, 2 Que veio Hanani, um de meus irmãos, veio, ele e alguns homens de Judá e perguntei-lhes pelos judeus que tinham escapado , que ficaram do cativeiro, e acerca de Jerusalém. 3 E disseram-me: Os restantes, que ficaram do cativeiro, lá na província estão em grande aflição e opróbrio o muro de Jerusalém também é discriminado, e as suas portas queimadas a fogo. 4 E sucedeu que, quando ouvi estas palavras, sentei-me e chorei, e lamentei certos dias, e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus,

 

O que uma tribo Neemias era de que nenhum lugar aparecer, mas, se é verdade (o que nos é dito pelo autor dos Macabeus, 2Mac. I. 18 ) que ele ofereceu um sacrifício, devemos concluir que ele tenha sido um sacerdote. Observar,

 

Estação de I. Neemias na corte da Pérsia. Estamos aqui disse que ele estava na fortaleza de Susã, ou cidade real, do rei da Pérsia, onde o corte foi normalmente mantida ( Neemias 1: 1 ), e ( Neemias 01:11 ) que ele era copeiro do rei . reis e grandes homens, provavelmente, olhou para ele como um pedaço de estado para ser atendido por aqueles de outras nações. Por este lugar na corte que ele seria o mais qualificado para o serviço de seu país no cargo para o qual Deus o havia concebido, como Moisés foi o mais apto para governar para serem criados na corte do faraó, e David em Saul. Ele também teria a oportunidade mais justo de servir seu país por seu interesse no rei e aqueles sobre ele. Observe, Ele não está para a frente para nos dizer o grande preferment ele tinha na corte não é até o final do capítulo que ele nos diz que ele era copeiro do rei (um lugar de grande confiança, bem como da honra e do lucro ), quando ele não podia evitar a menção de que, devido à seguinte história, mas na primeira ele disse apenas, eu estava em Susã, a capital. Podemos, portanto, aprender a ser humilde e modesto, e tardio para falar dos nossos próprios avanços. Mas nas providências de Deus a respeito dele podemos observar, para o nosso conforto, 1. Que quando Deus tem trabalho a fazer que ele nunca vai querer instrumentos para fazer com ele. 2. Que aqueles a quem Deus projeta para empregar em seu serviço, ele vai descobrir maneiras apropriadas tanto para caber para ele e para chamar a ele. 3. Que Deus tem o seu remanescente em todos os lugares que lemos de Obadias na casa de Acabe, santos na casa de César, e uma Neemias devota na fortaleza de Susã. 4. Que Deus pode fazer os cortes dos príncipes, por vezes, viveiros e às vezes santuários para os amigos e patronos da causa da igreja.

 

  1. Do concurso e da pesquisa apaixonada sobre o estado dos judeus em sua própria terra, Neemias Neemias 1: 2 . Aconteceu que um amigo e relação de sua veio para o tribunal, com alguma outra empresa, com quem teve uma oportunidade de informar-se plenamente como ele foi com os filhos do cativeiro e que a postura Jerusalém, a cidade amada, estava. Neemias viveu na facilidade, na honra e na plenitude, ele mesmo, mas não podia esquecer que ele era um israelita, nem afastar os pensamentos de seus irmãos em perigo, mas em espírito (como Moisés, Atos 7:23 ), ele visitou-los e olhou nas suas cargas. Como a distância do lugar não alienar os seus afetos com eles (embora eles estavam fora de vista, mas não fora da mente), então, nem fez, 1. a dignidade para a qual ele foi avançado. Embora ele era um grande homem, e provavelmente subindo mais, mas ele não achava que abaixo dele tomar conhecimento de seus irmãos que estavam vil e desprezível, nem era vergonha de confessar sua relação com eles e preocupação por eles. 2. A diversidade de seus sentimentos de seu, e que a diferença de sua prática em conformidade. Embora ele não vá ao acordo em si mesmo Jerusalém (como nós pensamos que ele deveria ter feito agora que a liberdade foi proclamada), mas conformados com o tribunal, e sisudo lá, mas ele não, portanto, julgar nem desprezar aqueles que tinham voltado, nem censurá-los como imprudente, mas gentilmente se preocupou para eles, estava pronto para fazê-las todos os bons ofícios que podia, e, a fim de saber qual o caminho a fazer-lhes um favor, pediu que lhes dizem respeito. Nota: é lícito e bom perguntar: "Quais são as notícias?" Devemos investigar especialmente a respeito do estado da igreja e religião, e como é que as tarifas com o povo de Deus e o design do nosso inquérito deve ser, não que, como os atenienses, podemos ter algo para falar de, mas que possamos sabe como direcionar nossas orações e louvores.

 

III. A conta de melancolia que está aqui lhe dado o estado actual dos judeus e Jerusalém, Neemias 1: 3 . Hanani, a pessoa que ele consultou, tem esse caráter dado a ele ( Neemias 7: 2 ), que temia a Deus acima de muitos, e, portanto, seria não apenas falar a verdade, mas, quando falou de as desolações de Jerusalém, iria falar com ternura . É provável que sua missão ao tribunal neste momento era solicitar algum favor, algum alívio ou outro, que estava em necessidade. Agora, a conta que ele dá é, 1. Que a semente santa foi miseravelmente espezinhados e abusado, em grande aflição e opróbrio, insultado em todas as ocasiões por seus vizinhos, e preenchido com a zombaria dos que estavam à vontade. 2. Que a cidade santa foi exposto e em ruínas. O muro de Jerusalém foi ainda dividido, e as portas foram, como os caldeus os deixou, em ruínas. Isso fez com que a condição dos habitantes ambos muito desprezíveis sob as marcas permanentes da pobreza e da escravidão, e muito perigosos, para os seus inimigos, o que quisessem fazer uma presa fácil deles. O templo foi construído, o governo resolvido, e uma obra de reforma levado a alguma cabeça, mas aqui foi um bom trabalho ainda por fazer isso ainda estava querendo. Toda Jerusalém, deste lado um celeste, terá algum defeito ou outro em que, para a tomada de cima da qual serão obrigados a ajuda e serviço de seus amigos.

 

  1. O grande aflição isso deu a Neemias e a profunda preocupação que pôs, Neemias 1: 4 . 1. Ele chorou e lamentou. Não foi só agora, quando ouviu a notícia de que ele caiu em uma paixão de choro, mas a sua dor continuou por alguns dias. Note, as desolações e angústias da igreja deve ser a questão de nossa dor , por mais que vivemos à vontade. 2. Ele jejuou e orou não em público (ele não teve oportunidade de fazer isso), mas antes o Deus do céu, que vê em secreto, e vai premiar abertamente. Por seu jejum e oração, (1.) Ele consagrada suas tristezas, e dirigiu suas lágrimas corretamente, entristeceu depois de um modo digno de Deus, com um olho para Deus, porque seu nome foi difamado na desprezo lançado sobre o seu povo, cuja causa, portanto, ele compromete assim a ele. (2.) Ele aliviou suas dores, e desabafou seu espírito, derramando a sua queixa perante Deus e deixando-a com ele. (3.) Ele tomou o método correto de busca de alívio para o seu povo e direção para si mesmo de que forma a servi-los. Que aqueles que estão se formando qualquer bons projetos para o serviço do público tomar a Deus junto com eles pela primeira concepção deles, e proferir todos os seus projectos antes dele esta é a maneira de prosperar neles.

 

versículos 5-11

A oração de Neemias.  BC 445.

5 E disse, eu te rogo, OL ORD Deus do céu, o grande e terrível Deus, que guarda a aliança ea misericórdia para os que o amam e guardam os seus mandamentos: 6 teus ouvidos atentos e abertos os teus olhos, para que tu para ouvires a oração do teu servo, que eu hoje faço perante ti, dia e noite, pelos filhos de Israel, teus servos, e confessar os pecados dos filhos de Israel, que temos cometido contra ti; também eu ea casa de meu pai pecaram. 7 Nós temos procedido perversamente contra ti, e não temos guardado os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos, que ordenaste a teu servo Moisés. 8 Lembra-te, pois, a palavra que ordenaste a teu servo Moisés, dizendo: Se vós transgredirdes, eu vos espalharei entre as nações: 9 Mas , se vos converterdes a mim, e guardardes os meus mandamentos, e fazê-las se não houvesse de vocês expulso até aos confins do céu, ainda vou reuni-los dali, e vai trazê-los ao lugar que escolhi para o meu nome lá. 10 Ora, estes são os teus servos eo teu povo, que remiste com a tua grande força e com a tua mão poderosa. 11 Ó Senhor, eu te rogo, teus ouvidos atentos à oração do teu servo, e à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome; e prosperar, peço-te, o teu servo este dia, e concessão -lhe graça perante este homem. Então era eu copeiro do rei.

 

Temos aqui a oração de Neemias, uma oração que tem referência a todas as orações que ele tinha por algum tempo antes vindo a colocar-se a Deus dia e noite, enquanto ele continuou seus sofrimentos para as desolações de Jerusalém, e além disso a petição era agora com a intenção de apresentar ao rei, seu senhor para seu favor a Jerusalém. Podemos observar nesta oração,

 

  1. Seu endereço humilde e reverente a Deus, no qual ele se prostra diante dele, e dá-lhe a glória devida ao seu nome, Neemias 1: 5 . É a mesma coisa com o de Daniel, Neemias 9: 4 . Ela nos ensina a nos aproximarmos de Deus, 1. Com um santo temor de sua majestade e glória, lembrando que ele é o Deus do céu, infinitamente acima de nós, e Senhor soberano sobre nós, e que ele é o grande e terrível Deus, infinitamente excelência todos os principados e potestades, tanto da parte superior e da parte inferior do mundo, os anjos e os reis e ele é um Deus para ser adorado com medo por todo o seu povo, e cuja ira poderosa todos os seus inimigos têm razão para ter medo. Mesmo os terrores do Senhor são improvable para o conforto e encorajamento daqueles que nele confiam. 2. Com uma confiança sagrada em sua graça e de verdade, pois ele guarda a aliança ea misericórdia para aqueles que o amam, não só a misericórdia que é prometido, mas ainda mais do que ele prometeu: nada deve ser pensado muito a ser feito para aqueles que amam e guardam os seus mandamentos.

 

  1. Seu pedido geral para o público e aceitação de todas as orações e confissões que agora feitas a Deus ( Neemias 1: 6 ): " Que a tua orelha atentos à oração, não o que eu digo (mal dizendo a oração não servirá), mas que eu rezar diante de ti (então é provável que acelerar em oração, quando oramos em oração), e deixe elas olhos abertos sobre o coração a partir do qual a oração vem, eo caso que está em oração diante de ti ". Deus formou o olho e fez o ouvido e, portanto, deve ele não ver claramente? ele não deve ouvir com atenção?

 

III. Sua confissão penitente do pecado não só Israel pecou (era nenhum grande mortificação para ele possuir isso), mas eu ea casa de meu pai pecamos, Neemias 1: 6 . Assim que ele se humilhar, e tomar vergonha para si mesmo, nesta confissão. Temos (I e minha família entre os demais) procedido perversamente contra ti, Neemias 1: 7 . Na confissão do pecado, deixar que essas duas coisas ser possuído como a malignidade dele - que é uma corrupção de nós mesmos e uma afronta a Deus ele está lidando perversamente contra Deus, configurando as corrupções dos nossos próprios corações em oposição ao mandamentos de Deus.

 

  1. Quanto aos fundamentos ele insiste por misericórdia para seu povo Israel.

 

  1. Ele pede que Deus tinha de idade, disse a eles, a regra que ele tinha resolvido de seus processos em relação a eles, o que pode ser a regra de suas expectativas dele, Neemias 1: 8,9 . Ele havia dito que na verdade, se eles quebraram aliança com ele, ele iria espalhá-los entre as nações, e que ameaçar foi cumprida em seu cativeiro: nunca foi pessoas tão dispersos como Israel era, neste momento, embora, a princípio tão intimamente incorporados mas ele tinha dito, além disto que, se eles se virou para ele (como agora eles começaram a fazer, tendo idolatria renunciou e mantido para o serviço do templo) ele iria reuni-los novamente. Isso ele cita Deuteronômio 30: 1-5 , e pede deixar de colocar Deus na mente dele (embora a mente Eterna não precisa de remembrancer) como aquilo que ele guiou seus desejos por, e aterrado sua fé e esperança em cima, rezando esta oração: Lembre-se, eu te rogo, essa palavra para disseste tu: Coloque .-me lembrar ele tinha possuído ( Neemias 1: 7 ), não temos guardado os preceitos que ordenaste a teu servo Moisés ainda assim ele pede ( Neemias 1: 8 ), Senhor, vos da palavra que ordenaste a teu servo Moisés para a aliança Costuma-se dizer que ser ordenado. Se Deus não eram mais conscientes de suas promessas do que nós de seus preceitos devemos ser desfeita. Nossos melhores fundamentos, portanto, na oração são aquelas que são tomadas a partir da promessa de Deus, a palavra sobre a qual ele nos levou a esperança, Salmo 119: 49 .

 

  1. Ele pleiteia a relação em que os tempos antigos ficaram a Deus: "Estes são teus servos e o teu povo ( Neemias 01:10 ), que puseste à parte para ti mesmo, e levado em aliança contigo, tu, sofrem teus inimigos jurados. que pisar e oprimir os teus servos jurados? Se tu não aparecer para teu povo, que tu aparecem para? " Ver Isaías 63:19 . Como prova de sua condição de servos de Deus dá-lhes o caráter ( Neemias 1:11 ): " Eles desejam temer o teu nome eles não são chamados apenas pelo teu nome, mas realmente tem uma reverência para o teu nome agora eles te adoram, e ti somente, de acordo com a tua vontade, e ter um temor de todas as descobertas tu és o prazer de fazer de ti mesmo isso, eles têm um desejo de fazer ", o que denota: (1) a sua boa vontade para isso. "É o seu constante cuidado e esforço para ser encontrado no caminho de seu dever, e pretendem que, embora em muitos casos, eles vêm curta." (2.) A complacência nele. "Eles têm prazer em temer o teu nome (por isso pode ser lido), não só fazer o seu dever, mas fazê-lo com prazer." Aqueles devem graciosamente ser aceito por Deus que verdadeiramente desejam temer o seu nome para tal desejo é o seu próprio trabalho.

 

  1. Ele pede as grandes coisas que Deus tinha anteriormente feito por eles ( Neemias 1:10 ): " que remiste pelo teu grande poder . Nos dias de idade Teu poder ainda é o mesmo porventura não, portanto, ainda trocá-los e aperfeiçoar sua redenção? que aqueles ser dominado pelo inimigo que tem um Deus de poder infinito do seu lado ".

 

Por fim, ele conclui com uma petição particular, que Deus iria prosperar-lo na sua empresa, e dar-lhe graça com o rei: este homem ele o chama, para a maior parte dos homens são, mas os homens perante Deus, eles devem conhecer a si mesmo para ser assim ( Salmo 09:20 ), e outros devem saber que eles sejam assim. Quem és tu, que tu deves ter medo de um homem? Graça perante este homem é o que ele reza para, ou seja, não misericórdia do rei, mas a misericórdia de Deus em seu discurso ao rei. Favor com os homens é, então, confortável quando podemos vê-lo saltando da misericórdia de Deus.

 

 

 

Comentário Completo de Matthew Henry sobre a Bíblia

 

Neemias 2

 

 

Introdução

Como Neemias lutou com Deus e prevaleceu lemos no capítulo anterior agora aqui somos informados de como, como Jacob, ele prevaleceu com homens também, e assim descobriu que suas preces foram ouvidas e atendidas. I. Ele prevaleceu com o rei a enviar-lhe a Jerusalém com uma comissão para construir um muro sobre isso, e conceder-lhe o que era necessário para ele, Neemias 2: 1-8 . II. Ele prevaleceu contra os inimigos que lhe teria obstruído em sua jornada ( Neemias 2: 9-11 ) e riu-o para fora do seu compromisso, Neemias 2: 19-20 . III. Ele prevaleceu sobre o seu próprio povo para se juntar com ele neste bom trabalho, vendo as desolações de paredes ( Neemias 2: 12-16 ) e, em seguida, ganhando-los a emprestar cada um uma mão para a reconstrução deles, Neemias 2:17, 18 . Assim que Deus possui-lo no trabalho para o qual ele chamou.

 

versículos 1-8

Pedido de Neemias ao rei.     BC 445.

1 E sucedeu que, no mês Nisan, no ano vigésimo do rei Artaxerxes, que o vinho era antes dele, que eu apanhei o vinho, e deu -o ao rei. Agora eu não tinha sido dantes triste na sua presença. 2 E o rei me disse: Por que é triste o teu rosto, vendo tu és não está doente? este é nada outra coisa senão tristeza de coração. Então eu estava muito dolorido medo, 3 e disse ao rei: Viva o rei para sempre: por que não o meu rosto ficar triste, quando a cidade, o lugar dos sepulcros de meus pais, para se deitar resíduos, e as suas portas são consumidos com fogo? 4 Então o rei me disse: Por que me pedes agora? Então orei ao Deus do céu. 5 e disse ao rei: Se for do agrado do rei, e se teu servo tiver achado graça aos teus olhos, que queres me mandar a Judá, à cidade dos sepulcros de meus pais, para que eu construí-lo. 6 E o rei me disse: (a rainha assentada junto a ele,) Por quanto tempo será a tua viagem, e quando? e quando tu voltar? E aprouve ao rei enviar-me e eu colocá-lo uma vez. 7 Eu disse ainda ao rei: Se for do agrado do rei, dêem-se-me cartas para os governadores dalém do Rio, para que me permitam passar até que eu chegue a Judá 8 como também uma carta para Asafe, guarda da floresta do rei, para que me dê madeira para as vigas das portas do castelo que pertencia à casa, e para o muro da cidade, e para a casa que eu entra em. E o rei mas deu, segundo a boa mão de Deus sobre mim.

 

Quando Neemias havia orado para o alívio dos seus compatriotas, e, talvez, nas palavras de David ( Salmo 51:18 , edifica os muros de Jerusalém ), ele não se sentar e dizer: "Vamos Deus agora fazer seu próprio trabalho, pois não tenho não mais a fazer ", mas pôs-se a prever que ele poderia fazer para ele. Nossas orações devem ser destacados com os nossos esforços sérios, outra coisa que zombam de Deus. Quase quatro meses se passaram, a partir Quisleu de Nisan (de novembro a março), antes de Neemias fez seu pedido ao rei de autorização para ir a Jerusalém, seja porque o inverno não era um momento adequado para uma tal viagem, e ele não faria o movimento até que ele poderia persegui-lo, ou porque era tão longo antes de seu mês de espera chegou, e não havia vindo à presença do rei desnecessário, Esther 4:11 . Agora que ele participou de mesa do rei, ele esperava ter ouvido dele. Não estamos, portanto, limitada a certos momentos em nossas endereços para o Rei dos reis, mas têm a liberdade de acesso a ele em todos os momentos ao trono da graça, nunca mais irracionalmente. Ora aqui está,

 

  1. A ocasião que ele deu ao rei para investigar seus cuidados e tristezas, parecendo triste na sua presença. Aqueles que falam a esses grandes homens não deve cair abruptamente sobre seus negócios, mas buscar uma bússola. Neemias iria tentar se ele estava de bom humor antes que ele se aventurou a dizer-lhe sua missão, e este método levou a julgá-lo. Ele pegou o vinho eo dei ao rei quando ele ligou para ele, esperando que, em seguida, ele iria olhar na cara dele. Ele não tinha usado para ser triste na presença do rei, mas conformados com as regras do tribunal (como cortesãos deve fazer), o que admito não há tristezas, Esther 4: 2 . Embora ele fosse um estranho, um cativo, ele foi fácil e agradável. Bons homens devem fazer o que podem por sua alegria para convencer o mundo do prazer de formas religiosas e rolar o elenco opróbrio sobre eles como melancolia, mas há um tempo para todas as coisas, Eclesiastes 3: 4 . Neemias viu agora causar tanto para ser triste e aparecer assim. As misérias de Jerusalém deu-lhe motivos para estar triste, e sua mostrando sua tristeza daria ocasião ao rei para investigar a causa. Ele não disfarçar a tristeza, porque ele estava realmente em sofrimento para as aflições de José, e não era como os hipócritas, que desfiguram o rosto ainda assim ele poderia ter escondido sua dor se tivesse sido necessário (o coração conhece a sua própria amargura, e em no meio do riso é muitas vezes triste), mas seria agora servem o seu propósito de descobrir a sua tristeza. Embora ele tinha vinho diante dele, e, provavelmente, de acordo com o escritório do copeiro, fez-se beber dele antes que ele deu para o rei, ainda que não iria fazer o seu coração alegre, enquanto Israel de Deus estava em perigo.

 

  1. O aviso espécie que o rei tomou de sua tristeza e a investigação que ele fez para a causa dele ( Neemias 2: 2 ): Por que é triste o teu rosto, visto que não estás doente? Note, 1. Devemos, de um princípio de simpatia cristã, de nos preocupar nas dores e tristezas dos outros, mesmo dos nossos inferiores, e não dizer, o que é isso para nós? Não deixe mestres desprezam tristezas de seus empregados, mas o desejo de torná-los fáceis. O grande Deus não está satisfeito com os dejetos e disquietments de seu povo, mas teria os dois servi-lo com alegria e comem o pão com alegria. 2. Não é estranho que aqueles que estão doentes têm rostos tristes, por causa do que é sentida e que se temiam a doença, vai fazer aqueles grave que foram mais arejado e gay: ainda um bom homem, mesmo na doença, pode ser bom ânimo, se ele sabe que seus pecados estão perdoados. 3. A liberdade de doença é tão grande misericórdia que enquanto nós temos que não devemos ser excessivamente deprimido sob qualquer encargo para o exterior ainda pesar por nossos próprios pecados, os pecados dos outros, e as calamidades da igreja de Deus, pode muito bem entristecem o rosto , sem doença.

 

III. A conta que Neemias deu ao rei da causa da sua tristeza, que ele deu com mansidão e temor. 1. Com medo. Ele era dono de que agora (embora pareça pela seguinte história que ele era um homem de coragem) , ele estava muito medo, talvez, da ira do rei (para os monarcas orientais assumiu um poder absoluto de vida e morte, Daniel 2: 12,13 , 5: 19 ), ou de extravio uma palavra, e perder o seu pedido pela má gestão do mesmo. Embora ele fosse um homem sábio, ele estava com ciúmes de si mesmo, para que ele não deveria dizer qualquer coisa imprudente que nos torna-se a ser assim. Uma boa garantia é de fato um bom desempenho, mas uma auto-desconfiança humilde não é dispraise do homem. 2. Com a mansidão. Sem reflexão sobre qualquer homem, e com todo o respeito, deferência, e de boa vontade, que se possa imaginar para o rei, seu mestre, ele diz, " Viva o rei para sempre , ele é sábio e bom, e o homem mais forte do mundo para regra." Ele modestamente perguntou: " Por que meu rosto não deve ser triste , pois é quando (embora eu mesmo estou bem e no leste) da cidade " (o rei sabia em que cidade ele queria dizer), " o lugar dos sepulcros de meus pais, assolada ? " Muitos são melancólica e triste, mas pode dar nenhuma razão para ser assim, não pode dizer por que nem por isso tal, deve repreendê-se para, e repreender-se fora de, suas tristezas e medos injustos e irracionais. Mas Neemias poderia dar tão bom uma razão para a sua tristeza como a apelar para o próprio rei a seu respeito. Observe: (1) Ele chama Jerusalém o lugar dos sepulcros de seus pais, o lugar onde seus antepassados foram enterrados. É bom para nós pensarmos frequentemente dos sepulcros de nossos pais que estão aptos a habitar em nossos pensamentos sobre suas honras e títulos, suas casas e propriedades, mas vamos pensar também dos seus sepulcros, e consideram que aqueles que foram antes de nós no mundo, também foram antes de nós fora do mundo, e seus monumentos são momentos para nós. Há também um grande respeito devido à memória de nossos pais, que não devemos estar dispostos a ver lesionado. Todas as nações, mesmo aqueles que não tiveram expectativa da ressurreição dos mortos, têm encarado as sepulturas dos seus antepassados como em algum grau sagrado e não deve ser violada. (2.) Ele justifica-se em sua tristeza: "Eu faço bem para estar triste Por que não deveria ser assim.?" Há um tempo até mesmo para os homens piedosos e prósperas para estar triste e mostrar sua dor. Os melhores homens não devem pensar que são anteriores ao céu por banir todos os pensamentos tristes, é um vale de lágrimas que estamos a atravessar, e devemos apresentar ao temperamento do clima. (3.) Ele atribui as ruínas de Jerusalém como a verdadeira causa de sua dor. Nota, todas as queixas da igreja, mas especialmente a sua desolação, é, e deveria ser, questão de dor e tristeza a todas as pessoas boas, a todos os que têm uma preocupação para a honra de Deus e que são membros do corpo místico de Cristo vivo, e são de espírito público que favorecem a poeira mesmo de Sião, Salmo 102: 14 .

 

  1. O incentivo que o rei lhe deu para contar a sua mente, bem como a aplicação Ele então fez em seu coração a Deus, Neemias 2: 4 . O rei tinha um carinho por ele, e não ficou satisfeito ao vê-lo triste. Também é provável que ele tinha um carinho para a religião dos judeus que havia descoberto isso antes na comissão deu a Esdras, que era um homem da Igreja, e agora de novo no poder ele colocou Neemias em, que era um estadista. Querendo, portanto, só para saber como ele pode ser útil aos Jerusalém, ele pede isso a seu amigo ansioso, " Pois o que me pedes agora? Algo queres ter o que é?" Ele tinha medo de falar ( Neemias 2: 2 ), mas isso deu-lhe ousadia muito mais pode o convite Cristo nos deu a orar, e a promessa de que vamos acelerar, permitem-nos com confiança ao trono da graça. Neemias imediatamente rezou ao Deus do céu que ele iria dar-lhe sabedoria para pedir corretamente e inclinar o coração do rei para conceder-lhe o seu pedido. Aqueles que iria encontrar favor com os reis devem assegurar a favor do Rei dos reis. Ele rezou ao Deus do céu, como infinitamente acima mesmo este poderoso monarca. Não era uma solene oração (ele não teve oportunidade para isso), mas de repente a ejaculação segredo que ele levantou o coração a Deus que entende a linguagem do seu coração: Senhor, dá-me uma boca e sabedoria Senhor, dá-me graça a visão deste homem. Note, é bom para ser muito em ejaculações piedosas, especialmente em ocasiões específicas. Onde quer que estejamos, temos um caminho aberto céu-ala. Isso não vai atrapalhar qualquer negócio, mas ainda que em vez, portanto não deixe nenhum dificultar negócio isso, mas dar origem a ele, em vez. Neemias orou muito solenemente com referência a esta ocasião muito ( Neemias 1 ; 11 ), no entanto, quando se trata do impulso, ele reza novamente. Ejaculações e orações solenes não deve empurrar para fora um do outro, mas cada um tem o seu lugar.

 

  1. Sua humilde petição ao rei. Quando ele tinha esse incentivo, ele apresentou sua petição muito modestamente e com a submissão à sabedoria do rei ( Neemias 2: 5 ), mas de forma muito explícita. Ele pediu uma comissão para ir como governador em Judá, para construir o muro de Jerusalém, e ficar lá por um certo tempo, tantos meses, podemos supor e então ele tinha a sua comissão renovado ou voltou e foi enviado de novo , de modo que ele presidiu há doze anos, pelo menos, Neemias 05:14 . Ele também pediu um comboio ( Neemias 2: 7 ), e uma ordem sobre os governadores, não só para permitir e sofrer-lhe para passar por suas respectivas províncias, mas que lhe forneça o que ele teve ocasião para, com outra ordem sobre o guardião da floresta do Líbano para dar-lhe madeira para o trabalho que ele projetou.

 

  1. Grande favor do rei com ele, pedindo-lhe quando ele iria voltar, Neemias 2: 6 . Ele insinuou que ele não estava disposto a perdê-lo, ou para ser muito tempo sem ele, mas para satisfazer ele, e fazer um verdadeiro escritório de bondade para com o seu povo, ele iria poupá-lo por algum tempo, e que ele tem o que cláusulas que quisesse inserido em seu comissão, Neemias 2: 8 . Aqui era uma resposta imediata à sua oração para que a semente de Jacob nunca procurou o Deus de Jacob em vão. No relato que ele dá do sucesso da sua petição, ele toma conhecimento, 1. da presença da rainha, ela sentou-se ( Neemias 2: 6 ), que (dizem) não era costume na corte persa, Esther 1:11 . Se a rainha era seu amigo de volta, que o teria impedido, e ele observa que para o louvor da poderosa providência de Deus que, embora ela era pelo mesmo assim ele conseguiu, ou se ela era seu verdadeiro amigo, e é observado para o louvor da tipo providência de Deus que ela estava presente para ajudar a encaminhar o seu pedido, não é certo. 2. do poder e da graça de Deus. Ele ganhou seu ponto, não de acordo com o seu mérito, o seu interesse no rei, ou a sua boa gestão, mas de acordo com a boa mão do seu Deus sobre ele. Almas Gracious tomar conhecimento da mão de Deus, a mão boa, em todos os eventos que virar em favor deles. Isto é obra do Senhor, e, portanto, duplamente aceitável.

 

versículos 9-20

A viagem de Neemias para Jerusalém a malícia de Sambalate, & c.      BC 445.

9 Então fui ter com os governadores dalém do Rio, e lhes entreguei as cartas do rei. Ora, o rei tinha enviado capitães do exército e cavaleiros mim. 10 Quando Sambalate, e Tobias, o servo amonita, ouviu dele, ficaram extremamente agastados de que havia chegado um homem a procurar o bem dos filhos de Israel. 11 Cheguei a Jerusalém, e estive ali três dias. 12 E se levantou de noite, eu e uns poucos homens comigo e não declarei a qualquer homem o que o meu deus pusera no coração para fazer em Jerusalém, nem houve qualquer besta comigo, senão aquele que eu montava. 13 Assim saí de noite pela porta do vale, até a fonte do dragão, e à porta do monturo, e contemplei os muros de Jerusalém, que estavam demolidos, e as suas portas tinham sido consumidas pelo fogo. 14 Então eu fui para a porta da fonte, e à piscina do rei; porém não havia nenhum lugar para a besta que era debaixo de mim para passar. 15 Então subi no meio da noite pelo ribeiro, e contemplei o muro; e virando, entrei pela porta do vale, e assim retornou. 16 E não souberam os magistrados aonde eu fora nem o que eu fiz não tinha Eu ainda disse ele aos judeus, nem aos sacerdotes, nem aos nobres, nem aos magistrados, nem aos demais que faziam a obra. 17 Então eu lhes disse: Bem vedes vós a angústia que são , como Jerusalém se deitar resíduos, e as suas portas queimadas a fogo; vinde, e edifiquemos o muro de Jerusalém, para que não ser mais um opróbrio. 18 Então lhes declarei como a mão do meu Deus que era bom em cima de mim, como também as palavras do rei, que ele me tinha dito;. E eles disseram: Levantemo-nos e construir. E fortaleceram as mãos para este bom trabalho. 19 Mas, quando Sambalate, e Tobias, o servo amonita, e Gesem, o árabe, ouvi -lo, eles nos zomba, e nos desprezaram, e disse: Que é essa coisa que fazeis? quereis rebelar-se contra o rei? 20 Então eu respondi-lhes, e disse-lhes: O Deus do céu, que nos fará prosperar e nós, seus servos, nos levantaremos e edificaremos: mas vós não tendes parte, nem direito, nem memorial em Jerusalém.

 

Estamos aqui disse,

 

  1. Agora Neemias foi indeferido pelo Tribunal, foi enviado a partir. O rei nomeou chefes do exército e cavaleiros para ir com ele ( Neemias 2: 9 ), tanto para a guarda e mostrar que ele era um homem a quem o rei fez em honrar, que todos os servos do rei pode respeitá-lo em conformidade. Aqueles a quem o Rei dos reis envia ele, portanto, protege, ele dignifica, assim, com um exército de anjos para atendê-los.

 

  1. Como ele foi recebido pelo país que ele foi enviado para.

 

  1. Por que os judeus e os seus amigos em Jerusalém. Somos informados,

 

(1) Que, enquanto ele escondia sua missão tomaram pouca atenção dele. Ele estava em Jerusalém três dias ( Neemias 02:11 ), e isso não parece que qualquer um dos grandes homens da cidade esperou com ele para felicitá-lo por sua chegada, mas ele permaneceu desconhecida. O rei enviou cavaleiros para atendê-lo, mas os judeus ninguém para atender o enviou ele não tinha besta com ele, mas o que ele mesmo montou, Neemias 02:12 . Homens sábios, e aqueles que são dignos de dupla honra, ainda cobiçam não vem com aparência exterior, para fazer um show, ou fazer um ruído, não, não quando eles vêm com as maiores bênçãos. Aqueles que, pouco estão a ter o domínio na parte da manhã o mundo agora não sabe, mas eles mentem escondido, 1 João 3: 1 .

 

(2) Que, embora eles levaram pouco aviso de que ele teve grande conhecimento dos mesmos e do seu estado. Ele se levantou de noite, e visto as ruínas das paredes, provavelmente por lua-light ( Neemias 02:13 ), para que pudesse ver o que era para ser feito e em que o método que deve ir sobre ele, se a velha fundação faria servir, e que havia de os materiais que seriam de uso. Note-se, [1] O bom trabalho é susceptível de ser bem feito quando ele é primeiro poço considerado. [2] É a sabedoria daqueles que estão envolvidos em negócios públicos, tanto quanto pode ser, para ver com seus próprios olhos, e não para prosseguir completamente sobre os relatórios e as representações dos outros, e ainda de fazer isso sem ruído e, se possível sem ser observado. [3] Aqueles que construir paredes da igreja deve primeiro tomar conhecimento das ruínas daquelas paredes. Aqueles que sabem como alterar deve perguntar o que está errado, o que precisa reforma, eo que pode servir como ela é.

 

(3) Que, quando ele revelou seu projeto para os governantes e pessoas que alegremente coincidiram com ele dentro. Ele não disse a eles, em primeiro lugar, o que aconteceu ( Neemias 02:16 ), porque ele não parece fazê-lo para ostentação, e porque, se ele achou impraticável, ele pode recuar mais honrosa. Homens humildes verticais não vai tocar trombeta diante de suas esmolas ou qualquer outro dos seus bons ofícios. Mas quando ele tinha visto e considerado o coisa, e provavelmente sentiu o pulso dos governantes e pessoas, disse-lhes o que Deus havia posto em seu coração ( Neemias 02:12 ), até mesmo para construir o muro de Jerusalém, Neemias 2: 17 . Observar, [1] Como bastante ele propôs a empresa-lhes: " Você vê a aflição em que estamos, como mentimos expostos aos inimigos que estão em redor de nós, como justamente eles vituperarem nós como tolos e desprezíveis, como facilmente se pode tornar uma presa de nós sempre que eles têm uma mente vir, pois, e edifiquemos o muro. " Ele não comprometem-se a fazer o trabalho sem eles (ele não poderia ser o trabalho de um homem), nem ele cobrar ou comando imperiosamente, embora tivesse comissão do rei, mas de uma forma fraternal amigável exortou e animado-los a participar com -lo neste trabalho. Para incentivá-los do mesmo, ele fala do design, Em primeiro lugar, como o que devia isso origem a graça especial de Deus. Ele não leva os elogios dela para si mesmo, como um bom pensamento de sua própria, mas reconhece que Deus colocou em seu coração, e por isso todos devemos tolerar isso (o que é de Deus deve ser promovido), e pode esperar prosperar em que, para o que Deus coloca os homens em cima ele vai possuí-los em. em segundo lugar, como o que deve o seu progresso até agora à providência especial de Deus. Ele produziu a comissão do rei, disse-lhes quão prontamente foi concedido e como avançar o rei estava a favorecer o seu design, em que ele viu a mão do seu Deus bom sobre ele. Seria incentivar tanto ele quanto eles para avançar em uma empresa que Deus tinha tão notavelmente sorriu em cima. Assim, ele propõe-se a eles e, [2] que actualmente chegou a uma resolução, um e de todos, para concorrer com ele: Vamos nos levantar e construir. Eles têm vergonha que eles se sentaram ainda tanto tempo sem sequer tentar este trabalho indispensável, e agora resolver a levantar-se fora de sua indolência, a apressarás si mesmos, e para agitar o outro. " Vamos nos levantar, " isto é, "vamos fazê-lo com vigor, e diligência, e resolução, como aqueles que estão determinados a ir até o fim." E fortaleceram as mãos, os seus próprios e uns dos outros, para este bom trabalho. Note-se, primeiro, Muitos um bom trabalho iria encontrar mãos o suficiente para ser colocado para que se houvesse apenas uma cabeça boa para liderar nele. Todos viram as desolações de Jerusalém, mas nenhum propôs a reparação de-los, mas, quando Neemias propôs, todos eles consentiram para ele. É uma pena que um bom movimento deve ser perdida puramente por falta de um para movê-lo e para quebrar o gelo. Em segundo lugar, por mexendo até nós mesmos e uns aos outros para o que é bom, nós nos fortalecer e um outro para ele para a grande razão pela qual somos fracos em nosso dever é porque estamos com frio a ela, indiferente e sem solução. Vamos agora ver como Neemias foi recebido,

 

  1. Por aqueles que desejavam mal aos judeus. Aqueles a quem Deus e sua Israel abençoou eles amaldiçoado. (1) Quando o fez, mas mostrar a cara que afligiam, Neemias 02:10 . Sambalate e Tobias, dois dos samaritanos, mas pelo nascimento do ex-moabita, este último um amonita, quando viram um vem armado com uma comissão do rei para fazer o serviço a Israel, foram muito se entristeceu que todas as suas pequenas artes insignificantes para enfraquecer Israel foram, assim, perplexo e frustrado com um projeto de feira, e nobre, e generoso para fortalecê-los. Nada é maior vexame aos inimigos de boas pessoas, que têm deturpado-los para os príncipes, como turbulento, e facciosa, e não apto para viver, do que vê-los ficar bem na opinião de seus governantes, sua inocência apagada e as suas afrontas rolado de distância, e que eles são pensados não só apto para viver, mas apto para ser confiável. Quando eles viram um homem vir dessa maneira, que declaradamente procurado o bem-estar dos filhos de Israel, que afligiam ao coração. O ímpio vê-lo, e ser entristecido. (2.) Quando ele começou a agir eles se puseram para impedi-lo, mas em vão, Neemias 2: 19,20 . [1] Ver aqui com o pouco que razão os inimigos tentaram desencorajá-lo. Eles representavam a empresa como uma coisa boba: Eles nos zomba e nos desprezado como construtores loucos, que não poderia terminar o que começou. Eles representavam a empresa também como uma coisa má, não melhor do que a traição: Será que você se rebela contra o rei? Porque esta era a antiga acusação injusta, embora agora tinham uma comissão do rei e foram tomadas sob a sua protecção, ainda assim eles devem ser chamados rebeldes. [2] Ver também com o que razão os judeus menosprezados estas desalentos. Eles suportaram-se igualmente a presente que eles eram os servos do Deus do céu, o único Deus vivo e verdadeiro, que estavam agindo para ele em que eles fizeram, e que, portanto, ele iria suportá-los para fora e fazê-los prosperar, embora as nações enfureceu, Salmo 2: 1 . Eles também consideraram que a razão pela qual esses inimigos fizeram isso caluniar-los porque eles não tinham direito em Jerusalém, mas os invejava seu direito nele. Assim podem as ameaças impotentes de inimigos da igreja ser facilmente desprezado por amigos da igreja.

 

 

 

Comentário Completo de Matthew Henry sobre a Bíblia

 

Neemias 3

 

 

Introdução

Dizer e fazer muitas vezes são duas coisas: muitos estão dispostos a dizer: "Vamos nos levantar e construir", que ainda se sentar e não fazer nada, como que o filho fair-falado que disse: "Eu vou, senhor, mas não foi." Os agentes funerários aqui foram nenhum desses. Assim que eles tinham resolvido construir o muro de Jerusalém que não perdeu tempo, mas definir sobre isso hoje, como nós encontramos neste capítulo. Deixe que nunca seja dito que deixamos que um bom trabalho a ser feito amanhã que poderia muito bem ter feito a-dia. Este capítulo dá conta de duas coisas: - I. Os nomes dos construtores, que são registrados aqui com grande honra, pois eram tais como aqui descobriu um grande zelo por Deus e seu país, tanto um piedoso e um espírito público , um grande grau, tanto da indústria e coragem, e que eles fizeram foi apto a ser, assim, em grande parte, registrado, tanto para o seu louvor e para o incentivo de outros a seguir seu exemplo. II. A ordem do edifício eles levaram tudo diante deles, e acabou onde começou. Eles reparado, 1. A partir porta das ovelhas à porta dos peixes, Neemias 1: 1,2 . 2. Daí para a velha-gate, Neemias 1: 3-5 . 3. Daí para o vale-gate, Neemias 1: 6-12 . 4. Daí até o esterco-gate, Neemias 1: 13,14 . 5. Daí à porta da fonte, Neemias 01:15 . 6. Daí para a água-gate, Neemias 1: 16-26 . 7. Daí pelo cavalo-gate para porta das ovelhas de novo, onde começaram ( Neemias 1: 27-32 ), e assim eles trouxeram seu trabalho bastante em volta da cidade.

 

versículos 1-32

A reconstrução do muro.        BC 445.

1 Então Eliasibe, o sumo sacerdote levantou-se com seus irmãos, os sacerdotes, e edificaram a porta das ovelhas qual consagraram, e configurar as portas do que até à torre de Meah qual consagraram, até à torre de Hananel. 2 E junto a ele edificaram os homens de Jericó. E ao lado destes edificou Zacur, o filho de Inri. 3 E a porta do peixe fizeram os filhos de Hassenaá construir, que também lançou as vigas da mesma, e configurar os batentes, as fechaduras dos mesmos, e os ferrolhos. 4 Ao seu lado fez os reparos Meremote, filho de Urias, filho de Coz. E junto a eles reparou Mesulão, filho de Berequias, filho de Mesezabel. E ao lado reparou Zadoque, filho de Baana. 5 E junto a repararam os tecoítas porém os seus nobres não meteram o pescoço os serviço do Senhor. 6 E a porta velha repararam-na Joiada, filho de Paséia, e Mesulão, filho de Besodias puseram as vigas dos mesmos, e definir os batentes e as fechaduras dos mesmos, e os ferrolhos. 7 Junto deles fizeram os reparos Melatias, o gibeonita, e Jadom, os homens de Gibeão e de Mizpá, que pertenciam ao trono do governador dalém do rio. 8 Próximo a ele reparou Uziel, filho de Haraías, um dos ourives. Junto a ele também reparou Hananias, filho de um dos boticários; e fortificaram Jerusalém até o muro largo. 9 Ao seu lado fez os reparos Refaías, filho de Hur, líder da metade de Jerusalém. 10 E ao lado Jedaías, filho de Harumafe, defronte de sua casa. E junto a ele Hatus, filho de Hasabnéias. 11 Malquias, filho de Harim, e Hassube, filho de Paate-Moabe, repararam outra parte, como também a torre dos fornos. 12 E junto a ele reparou Salum, filho de Halohesh, regente da metade do distrito de Jerusalém, ele e suas filhas. 13 A porta do vale, repararam Hanum e os moradores de Zanoa que o construiu, e configurar os batentes, as fechaduras dos mesmos, e as barras dos mesmos, como também mil côvados de muro até a porta do monturo. 14 E a porta do monturo, reparou-a Malquias, filho de Recabe, governador da parte de Beth-haccerem ele construiu, e configurar os batentes, as fechaduras dos mesmos, e os seus travessões. 15 E a porta da fonte, reparou-a Salum, filho de Col-Hoze, governador do distrito de Mizpá a edificou, ea cobriu, e lhe assentaram os batentes, as fechaduras dos mesmos, e as barras dos mesmos, e a parede da piscina de Siloah junto ao jardim do rei, até os degraus que descem da cidade de David. 16 Depois dele Neemias, filho de Azbuque, governador da metade do distrito de Bete-Zur, até o lugar defronte dos sepulcros de Davi, até a piscina artificial, e até a casa dos homens poderosos. 17 Depois dele repararam os levitas, Reum, filho de Bani. Junto a ele reparou Hasabias, governador da metade do distrito de Queila, por seu distrito. 18 Depois dele, repararam seus irmãos, Bavai, filho de Henadade, governador da outra metade do distrito de Queila. 19 E ao seu lado reparou Ezer, filho de Jesuá, líder de Mizpá, outra porção, defronte da subida para a casa das armas ao ângulo do muro. 20 Depois dele Baruque, filho de Zabai sinceramente repararam outra parte, a partir do voltando do muro até a porta da casa de Eliasibe, o sumo sacerdote. 21 Depois dele reparou Meremote, filho de Urias, filho de Coz, outra porção, desde a porta da casa de Eliasibe, até à extremidade da casa de Eliasibe. 22 E depois dele repararam os sacerdotes, os homens da planície. 23 Depois dele, repararam Benjamim e Hassube, defronte da sua casa. Depois dele reparou Azarias, filho de Maaséias, filho de Ananias, junto à sua casa. 24 Depois dele reparou Binuí, filho de Henadade, outra porção, desde a casa de Azarias até à viragem do muro, até a esquina. 25 Palal, filho de Uzai, defronte da viragem do muro, ea torre que sai do alto da casa do rei, que era pelo tribunal da prisão. Depois dele Pedaías, filho de Parós. 26 Por outro lado, os netinins habitavam em Ofel, até o lugar defronte da porta das águas, para o oriente, e até a torre que se deitar fora. 27 Depois repararam os tecoítas outra parte, defronte da grande torre que se projeta, e até o muro de Ofel. 28 Para cima da porta dos cavalos repararam os sacerdotes, cada um defronte da sua casa. 29 Depois deles reparou Zadoque, filho de Imer, defronte de sua casa. Depois dele reparou também Semaías, filho de Secanias, guarda da porta oriental. 30 Depois dele reparou Hananias, filho de Selemias, e Hanum, o sexto filho de Zalafe, outra peça. Depois dele reparou Mesulão, filho de Berequias, defronte da sua câmara. 31 Depois dele reparou Malquias, um dos ourives, até à casa dos netinins e dos mercadores, defronte da porta Miphkad, e até a câmara do canto. 32 E entre a câmara da esquina ea porta das ovelhas repararam os ourives e os mercadores.

 

A melhor maneira de saber como dividir este capítulo é observar como o trabalho foi dividido entre os empresários, que cada um pode saber o que ele tinha que fazer, e mente-lo em conformidade com uma santa emulação e desejo de se destacar, ainda sem qualquer contenção, animosidade, ou interesse separado. Sem conflitos aparece entre eles, mas que deve fazer mais para o bem público. Várias coisas são observáveis ​​na conta dada aqui da construção do muro de Jerusalém: -

 

  1. Que Eliasibe, o sumo sacerdote, e seus irmãos, os sacerdotes, levou a van neste tropa de construtores, Neemias 3: 1 . Ministros deve ser acima de tudo em toda boa obra para seu escritório obriga-os a ensinar e acelerar o seu exemplo, assim como por sua doutrina. Se houver trabalho nele, que tão em forma como eles para trabalhar? se o perigo, que tão em forma como eles se aventurar? A dignidade do sumo sacerdote era muito grande, e obrigou-o a sinalizar-se neste serviço. Os sacerdotes reparado a ovelha-gate, assim chamado porque através dele foram trazidas as ovelhas que eram para ser sacrificado no templo e, portanto, os sacerdotes se comprometeu a reparação do mesmo, porque as ofertas do Senhor queimadas eram a sua herança. E de apenas esta porta é dito que eles santificou com a palavra e oração, e talvez com sacrifícios talvez, 1. Porque levou ao templo ou, 2. Porque com isso a construção do muro começou, e é provável (embora eles estavam no trabalho em todas as partes da parede, ao mesmo tempo) que este foi o primeiro terminou, e, portanto, neste portão eles solenemente comprometida a sua cidade e as paredes de TI para a proteção divina ou, 3. Porque os sacerdotes eram os construtores do mesmo e torna-se ministros acima outros, eles próprios de uma maneira peculiar santificados a Deus, para santificá-lhe todas as suas performances, e para fazer mesmo suas ações comuns depois de um modo digno de Deus.

 

  1. Que os agentes funerários eram muito numerosos, que cada um tomou a sua parte, alguns mais e outros menos, neste trabalho, de acordo como a sua capacidade era. Nota, O que deve ser feito para o bem público, cada um deve contribuir para, e, ainda, com o máximo de seu lugar e poder. força United vai conquistar o que nenhum indivíduo ousa se aventurar por diante. Muitas mãos fará trabalhos leves.

 

III. Que muitos estavam ativos neste trabalho que não eram eles próprios habitantes de Jerusalém, e, portanto, consultou puramente o bem-estar público e não qualquer interesse privado ou vantagem própria. Aqui estão os homens de Jericó com o primeiro ( Neemias 3: 2 ), os homens de Gibeão e Mispa ( Neemias 3: 7 ), e Zanoa, Neemias 03:13 . Todo israelita deve dar uma mão para a edificação de Jerusalém.

 

  1. Que vários governantes, tanto de Jerusalém e de outras cidades, estavam ativos neste trabalho, pensando-se presos em honra de fazer o máximo que a sua riqueza e poder lhes permitiu fazer para a prossecução deste bom trabalho. Mas é observável que eles são chamados governantes da parte, ou a meia parte, de suas respectivas cidades. Um era governador da outra metade do distrito de Jerusalém ( Neemias 03:12 ), outro da parte de Beth-haccerem ( Neemias 03:14 ), outro da parte de Mispa ( Neemias 03:15 ), outro da outra meia parte de Beth- zur ( Neemias 03:16 ), um era governante de uma meia parte, e outro de outra meia parte, de Queila, Neemias 3: 17,18 . Talvez o governo persa não confiar qualquer um com uma cidade forte, mas designou dois para ser um relógio em cima uns dos outros. Roma tinha dois cônsules.

 

  1. Aqui é um pouco reprovação preso contra os nobres de Tekoa, que eles não meteram o pescoço os serviço do Senhor ( Nehemiah 3: 5 ), ou seja, eles não quiseram vir sob o jugo de uma obrigação de este serviço como se a dignidade e liberdade do seu título de nobreza eram a sua descarga de servir a Deus e fazer o bem, que são, na verdade a maior honra ea liberdade mais verdadeira. Não deixe nobres acho que qualquer coisa abaixo deles, através da qual eles podem avançar os interesses do seu país para o que mais é sua nobreza bom para, mas que os coloca em uma esfera mais elevada e maior de utilidade diferente daquele em que pessoas inferiores mover?

 

  1. Duas pessoas se juntaram na reparação da porta velha ( Neemias 3: 6 ), e por isso foram co-fundadores, e compartilhou a honra de entre eles. O bom trabalho que não podemos compasso nós mesmos, devemos ser gratos aos que vão parceiros com a gente. Alguns pensam que isso é chamado de porta velha porque pertencia à antiga Salem, que foi dito para ser primeiro construído por Melquisedeque.

 

VII. Vários bons comerciantes honestos, bem como sacerdotes e príncipes, estavam ativos neste trabalho-- ourives, boticários, comerciantes, Neemias 3: 8,32 . Eles não achavam que seus chamados desculpou-los, nem alegar que eles não podiam deixar suas lojas para atender o negócio público, sabendo que o que eles perderam certamente ser feitas até eles pela bênção de Deus sobre seus chamados.

 

VIII. Algumas senhoras são mencionados como ajudando a frente este trabalho-- Salum e suas filhas ( Neemias 3:12 ), que, embora não capaz de serviço pessoal, ainda estando as porções em suas próprias mãos, ou sendo viúvas ricas, contribuiu com dinheiro para a compra materiais e operários pagantes. São Paulo fala de algumas boas mulheres que trabalharam com ele no evangelho, Filipenses 4: 3 .

 

  1. De algum é dito que eles reparado defronte suas casas ( Neemias 3: 10,23,28,29 ), e de um (que, é provável, foi apenas um inquilino) que ele reparou defronte da sua câmara, Neemias 3 : 30 . Quando um bom trabalho em geral deve ser feito cada um deve aplicar-se a essa parte dela que cai mais próximo a ele e está ao seu alcance. Se cada um vai varrer antes de sua própria porta, a rua será limpo se cada um vai consertar um, seremos todos remendado. Se aquele que tem apenas uma câmara irá reparar antes disso, ele faz a sua parte.

 

  1. De um diz-se que ele sinceramente reparado que caiu para a ação ( Neemias 03:20 ) - ele fez isso com um zelo inflamado não que os outros eram frios ou indiferentes, mas ele foi o mais vigoroso de qualquer um deles e, consequentemente, fez-se notável. É bom ser assim zeloso em um bom fina e é provável que o zelo este bom homem estimulado muitos a tomar as mais dores e fazer o mais pressa.

 

  1. De um desses construtores observa-se que ele era o sexto filho de seu pai, Neemias 03:30 . Seus cinco irmãos mais velhos, ao que parece, não estenderam a mão a este trabalho, mas ele fez. Ao fazer o que é bom, não precisamos ficar para ver os mais velhos vão adiante de nós se recusá-la, não para concluir que devemos. Assim, o irmão mais novo, se ele é o homem melhor, e faz Deus e sua geração melhor serviço, é de fato o melhor cavalheiro esses são mais honrosa que são mais úteis.

 

XII. Alguns daqueles que tinham feito primeiro ajudou seus companheiros, e empreendeu outra partilha onde viu que havia mais necessidade. Meremote reparado, Neemias 3: 4 e, novamente, Neemias 03:21 . E o tecoítas, além da peça que eles reparado ( Neemias 3: 5 ), empreendeu uma outra parte ( Neemias 03:27 ), que é ainda mais notável porque seus nobres definir-lhes um mau exemplo retirando-se do serviço, que, em vez de servir -lhes uma desculpa para sentar-se ainda, talvez fez o mais para a frente para fazer um trabalho duplo, que, por seu zelo eles poderiam quer vergonha ou expiar a cobiça e descuido dos seus nobres.

 

Por último, aqui há nenhuma menção de qualquer acção específica que o próprio Neemias teve neste trabalho. Um nome-benefício do seu é mencionado, Neemias 03:16 . Mas ele não fez nada? Sim, embora ele não empreendeu qualquer peça particular da parede, mas ele fez mais do que qualquer um deles, pois tinham a seu cargo todos eles metade dos seus servos trabalhou onde havia mais precisa, e a outra metade ficou sentinela, como nós encontrar depois ( Neemias 04:16 ), enquanto ele próprio em sua própria pessoa andava pelas rodadas, dirigidos e incentivados os construtores, a sua mão para o trabalho onde ele viu ocasião, e manteve um olhar atento sobre os movimentos do inimigo, como veremos no próximo capítulo. O piloto não precisa de transportar em uma corda: é o suficiente para ele para dirigir.

fonte www.avivamentonosul.com