Translate this Page

Rating: 3.0/5 (934 votos)



ONLINE
6




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Ética cristã (6) a familia e matrimonio
Ética cristã (6) a familia e matrimonio

  TEXTO 5 - Responsabilidades dos membros da família

 

Responsabilidades do marido

 

1 – Dar direção - O padrão bíblico estabelece que é o homem quem recebe do Senhor a função de dirigir a família. Abraão, direcionado por Deus, deixou sua parentela e seguiu para uma terra que o Senhor escolhera para ele (Gn 12.1). Jacó recebeu do Senhor a direção de voltar para a terra de seu pai (Gn 31.3). José, também, direcionado por Deus, fugiu para o Egito a fim de proteger sua família (Mt 2.13).

 

O Espírito Santo inspirou a Paulo para que explicasse o padrão de autoridade para a família cristã. (1ª Co 11.3; Ef 5.23; Ef 6.1). Da mesma forma que a cabeça deve ser sensível ao corpo todo, para que possa comunicar-lhe a direção, o marido deve ser sensível às necessidades de sua esposa e de seus filhos, e sensível à direção de Deus, para que seja o líder espiritual de sua casa. O homem que vive em total submissão a Cristo saberá conduzir as questões familiares de forma a agradar ao Senhor. Isso inclui as questões espirituais também. (Js 24.15; At 16.31). A família cristã, submissa ao Senhor, acatará a sua autoridade com alegria.

 

2 – Prover o sustento - É dever do homem suprir as necessidades materiais de sua família e lhe dar proteção. (1ª Tm 5.8)

 

3 – Amar - O marido deve amar a sua esposa como Cristo amou a Igreja.

E como Cristo amou a Igreja?

 

  1. a) Ele se entregou por ela. Ef 5.26; Rm 5.8
  2. b) Para que a santificasse. Ef 5.26
  3. c) Tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela Palavra. Ef 5.26
  4. d) Para a apresentar a Si mesmo.... santa e sem defeito. Ef 5.27
  5. e) Cristo nos amou primeiro. 1ª Jo 4.19
  6. f) Como a seu próprio corpo. Ef 5.28

 

Responsabilidades da esposa - O Novo Testamento não ensina que a mulher é inferior ao homem (Gl 3.28). Nesse versículo são mencionados os escravos, os libertos, os gregos e, também, o homem e a mulher. Ele ensina que Cristo aceita igualmente todas as pessoas, mesmo que sejam diferentes umas das outras. A autoridade do marido é uma questão de responsabilidade e de uma hierarquia bem organizada. Em toda a comunidade é necessário haver lideranças e Deus escolheu o marido para ser o líder da família.

 

Para haver um líder é preciso haver seguidores. É papel da esposa seguir a liderança de seu marido, sendo submissa a ele (Ef 5.24). Ela deve submeter-se como ao Senhor (Ef 5.22), respeitando ao seu marido (Ef 5.33), como convém (Cl 3.18). Ela deverá se comprometer e se entregar ao seu cônjuge da mesma forma que se compromete e se entrega ao Senhor.

 

A esposa cristã precisa ter a maior estima por seu marido: deve honrá-lo, preferir sua companhia à de outras pessoas e admirá-lo. E caso seu marido não seja crente, ela poderá ganhá-lo através de seu procedimento, sem precisar dizer nada (1ª Pe 3.1). Isso quer dizer que o exemplo de uma vida coerente, que condiz com os princípios bíblicos, é capaz de ganhar um marido não crente, sem necessidade de palavra alguma. Em Tt 2.3-5 encontramos algumas outras responsabilidades das esposas.

Trata-se daquilo que as mulheres idosas devem ensinar as mais novas. Entretanto, as mais experientes precisam cuidar para que suas vidas sejam, de fato, exemplos. Precisam ser sérias no seu proceder, não caluniadoras, ou escravizadas ao vinho. Só assim poderá ensinar às mais novas.

 

Responsabilidades dos filhos - A primeira exigência que se faz dos filhos é que eles honrem e obedeçam a seus pais (Ex 20.12; Ef 6.1-4).

 

Deus abençoou os filhos que são obedientes aos pais (Jr 35.6,7,18-19). Além disso, estes têm mais chances de criar seus próprios filhos da maneira correta. Sair da infância não significa deixar de honrar os pais. O jovem deve se lembrar dos ensinamentos e dos conselhos paternos quando se tornar adulto e independente. Quando um jovem se beneficia dos ensinamentos dos pais, eles se alegram imensamente (Pv 23.22-25). No Velho Testamento vemos exemplos de filhos desobedientes e desrespeitosos que sofreram castigos severos (Ex 21.15; Lv 20.9; Dt 21.18-21; Pv 28.24; Pv 30.17). Deus é o cabeça de Cristo. Cristo é o cabeça do marido. O Marido é o cabeça da esposa. Os filhos devem honrar pai e mãe. Quando essas instruções divinas relativas às responsabilidades de cada membro da família são ignoradas, não é de se admirar que os problemas surjam. A família que vive de acordo com esses padrões, vive em amor, felicidade e satisfação, porque esses princípios realmente funcionam.

 

 

NOTA:

 

Este material didático foi extraído do Livro Auto-didático publicado pela Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus, do livro Ética Cristã, escrito por Dorothy Johns e de comentários bíblicos inseridos pelos Pastores Joaquim Cancio e João Pedro Cancio.

 

 

COMPLEMENTAÇÃO DE INFORMAÇÕES:

 

Tabela Escatológica da Bíblia

 

  1. A)O arrebatamento da Igreja; 1 Co 15:51,52; 1 Ts 4:16,17

. Ressurreição dos mortos

. Transformação dos vivos

 

1ª Co 15:51-52 – Comentário: Essa transformação rápida que a Bíblia relata no vers.52, aponta para uma palavra Grega “atomos”, que nos dá a idéia de unidade indivisível do tempo, ou seja, vai ser algo rápido, instantâneo, que não existirá meios para se medir a nível de tempo essa transformação.

 

  1. B)Tribunal de Cristo para os santos arrebatados, isto será realizado nas mansões celestiais. O objetivo do Tribunal visa galardoar os salvos (Rm 14:10; 2 Co 5:10).

 

2ª Co 5:10 – Comentário: Ainda que o crente se salve da condenação eterna pela justificação plena que a fé em Cristo alcança, ele será julgado por suas ações – 1 Co 3:13-15.

 

  1. C)Bodas do Cordeiro, isto também será realizado nas Mansões Celestiais (Ap 19:9).

 

  1. D)Manifestação de Cristo em glória com os seus santos e anjos (Ap 1:7; Mt 25:31; Mt 24:30).

 

  1. E)No intervalo do arrebatamento da igreja e a manifestação de Cristo em glória, estará ocorrendo na terra a Grande Tribulação. Possui duração de 7 anos, e o mundo passará pela mais terrível catástrofe de todos os tempos, que não houve e nem tão pouco haverá (Mt 24:21).

 

  1. F)No final da Grande Tribulação ocorrerá a Batalha do Armagedom (Um campo de batalha profético, onde os reis da terra se reunirão para uma batalha no grande dia do Deus Todo-Poderoso (Ap 16.16).

 

  1. G)Julgamento das Nações (Mt 25:31-46).

 

  1. H)Prisão de satanás por mil anos (Ap 20).

 

  1. I)Inauguração do Reino Milenal de Cristo na terra (Ap 20:4).

 

  1. J)Satanás será solto por um breve espaço de tempo, mas logo será preso para todo o sempre (Ap 20:7-10).

 

  1. K)Juízo do Grande Trono Branco (Ap 20:11-15).

 

  1. L)Estabelecimento do Novo Céu e Nova Terra. Introdução do Estado Eterno (AP 21:1-8).(fonte mjcp.com)
  2. fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net