Translate this Page

Rating: 2.9/5 (953 votos)



ONLINE
7




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


historia da igreja Metodista
historia da igreja Metodista

 

                                     HISTORIA DA IGREJA METODISTA 

 

Origem dos. Não é do conhecimento geral que o nome de Metodista tinha sido dado muito antes de uma seita religiosa na Inglaterra, ou, pelo menos, a uma festa na religião que se distinguia por algumas das mesmas marcas que estão agora deveria aplicar para os metodistas. John Spence, que era bibliotecário de Sião College, em 1657, em um livro que ele publicou, diz: "Onde estão agora a nossa anabatistas e pessoal pique planície metodistas, que estimam todas as flores da retórica nos sermões nada melhor do que fedorentos ervas daninhas?"

 

Mas a denominação a que nos referimos aqui, foi fundada no ano de 1729, por um Mr. Morgan e Mr. John Wesley. No mês de novembro daquele ano, sendo este último então companheiro do Lincoln College, começou a passar algumas noites na leitura do Novo Testamento grego, com Charles Wesley, estudante, Mr. Morgan, mais comum da Igreja de Cristo, eo Sr. Kirkham, de Merton College. Pouco tempo depois, dois ou três dos alunos de Mr. John Wesley recebeu permissão para assistir a estas reuniões. Eles, então, começaram a visitar os doentes em diferentes partes da cidade, e os prisioneiros, que eram confinados no castelo. Dois anos depois eles se juntaram pelo Sr. Ingham, da rainha do colégio, o Sr. Broughton, eo Sr. Hervey; e, em 1735, pelo célebre Mr. Whitfield, em seguida, em seu décimo oitavo ano. Neste momento o seu número em Oxford ascendeu a cerca de quatorze anos. Eles obtiveram o seu nome a partir da regularidade exata de suas vidas, o que deu oportunidade para um jovem cavalheiro da Igreja de Cristo a dizer: "Aqui está uma nova seita dos metodistas brotado;" aludindo a uma seita de médicos antigos que foram chamados metodistas por diminuírem toda a arte de cura para alguns princípios comuns, e trouxe-o para algum método e ordem. No momento em que esta sociedade foi constituída, dizia-se que todo o reino da Inglaterra estava cuidando rápido à infidelidade.

 

"Ele está vindo", diz Bispo Butler, "Eu não sei como, a ser encarado por muitas pessoas, que o cristianismo não é tanto como um objeto de investigação, mas que agora é longamente descobriu-se fictícios, e consequentemente, eles tratá-lo como se, na época atual, este era um acordo entre todas as pessoas de discernimento, e nada restou, mas para configurá-lo como o principal tema da alegria e do ridículo, por assim dizer, por meio de represália por ter seu tanto tempo interrompeu os prazeres do mundo. " Há todas as razões para acreditar que os metodistas foram os instrumentos de travar esta torrente. Os doentes e os pobres também provado os frutos do seu trabalho e benevolência: Sr. Wesley resumiu-se de todas as suas coisas supérfluas, e propôs um fundo para o alívio dos indigentes; e tão próspera era o esquema, que rapidamente aumentou seu fundo de £ 80 por ano. Este, que se deve ter pensado teria sido atendido com louvor em vez de censura, rapidamente chamou-lhes uma espécie de perseguição; alguns dos idosos da universidade começou a interferir, e foi relatado que "o censor a faculdade iria explodir o clube dos deuses."

 Eles encontraram-se, no entanto, patrocinado e incentivado por alguns homens eminentes para a sua aprendizagem e virtude; para que a sociedade ainda continua, apesar de ter sofrido uma grave perda, em 1730, com a morte de Mr. Morgan, que, diz-se, foi o fundador da mesma. Em outubro de 1735, John e Charles Wesley, o Sr. Ingham, eo Sr. Delamotte, filho de um comerciante em Londres, embarcou para a Geórgia, a fim de pregar o Evangelho aos índios.

 

Após a sua chegada, eles foram inicialmente recebidos favoravelmente, mas em pouco tempo perdeu o carinho do povo; e, por conta de algumas diferenças com a loja-keeper, o Sr. Wesley foi obrigado a retornar para a Inglaterra. Sr. Wesley, porém, logo foi sucedido pelo Sr. Whitfield, cuja repetida trabalhos em que parte do mundo são bem conhecidos. II. Metodistas, princípios de. Após o Sr. Whitfield voltou da América em 1741, ele declarou sua total concordância com as doutrinas de Calvino. Sr. Wesley, ao contrário, professou a doutrina arminiana, e tinha impressos, em favor da perfeição e da redenção universal, e muito fortemente contra a eleição, uma doutrina que o Sr. Whitfield acredita ser anti-bíblica. A diferença, por conseguinte, de sentimentos entre estes dois grandes homens causou uma separação. Sr. Wesley pregou em um lugar chamado Fundição, onde o Sr. Whitfield pregava, mas uma vez, e nada mais. Sr. Whitfield então pregou para grandes congregações fora de portas; e logo depois, em conexão com o Sr. Cennick, e mais um ou dois, começou uma nova casa, em Kingswood, Gloucestershire, e estabeleceu uma escola que favoreceu pregadores Calvinistical. 

Os metodistas, portanto, agora estavam divididos; uma parte seguinte o Sr. Wesley, eo outro Sr. Whitfield. As doutrinas da Wesleyan metodistas, de acordo com a sua própria conta, são os mesmos que a Igreja da Inglaterra, conforme estabelecido na sua liturgia, artigos e homilias. Isso, no entanto, tem sido contestada. Sr. Wesley, em seu apelo aos homens de razão e religião, assim, declara seus sentimentos: "Tudo o que ensinar", observa ele, "respeita a natureza ea condição de salvação, a natureza da justificação e fé salvadora, ou o autor de fé e salvação.

 

Que a justificação da qual nossos artigos e homilias falam significa presente de perdão e, consequentemente, a aceitação de Deus: Eu acredito que a condição desta fé: Eu quero dizer não apenas que sem fé não pode ser justificada, mas também que, assim como qualquer um tem a verdadeira fé , em que momento ele se justifica. As boas obras seguem esta fé, mas não pode ir antes dele; muito menos pode a santificação, o que implica curso contínuo de boas obras, brotando da santidade de coração. Mas é permitido que a santificação vai antes de nossa justificação, no último dia, Hebreus 12:14 . Arrependimento e frutos dignos de arrependimento, vá antes da fé. Arrependimento absolutamente deve ir antes que a fé; frutos dignos de que, se houver oportunidade. Pelo arrependimento Quero dizer a convicção do pecado, produzindo verdadeiros desejos e resoluções sinceras de alteração; por salvação não me refiro apenas a libertação do inferno, mas um presente de libertação do pecado. Fé, em geral, é uma evidência sobrenatural divino, ou convicção de fatos que se não vêem, não detectável pelos nossos sentidos corporais: a fé justificadora implica não só uma divina evidência ou convicção de que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo a si mesmo, mas uma confiança certa e confiança de que Cristo morreu pelos meus pecados, que me amou e se entregou a si mesmo por mim. E o momento em que um pecador arrependido acredita nisso, Deus perdoa e absolve; e, logo que o seu perdão ou justificação é testemunhado a ele pelo Espírito Santo, ele é salvo.

 

A partir desse momento (a não ser que o naufrágio da fé) a salvação aumenta gradualmente em sua alma. "O Autor da fé e da salvação é somente Deus Não há mais de poder do que de mérito no homem;. Mas como todo o mérito está no Filho de Deus, o que ele fez e sofreu por nós, para que todo o poder está no Espírito de Deus. E, portanto, cada um, a fim de crer para a salvação, devem receber o Espírito Santo. " Até agora, o Sr. Wesley. Respeitando o pecado original, o livre arbítrio, a justificativa dos homens, as boas obras, e obras feitas antes da justificação, ele nos remete ao que é dito sobre esses assuntos na primeira parte do nono e décimo, décimo primeiro, décimo segundo, décimo terceiro e artigos da Igreja da Inglaterra. Um dos pregadores do Sr. Wesley tem esse testemunho dele e de seus sentimentos: "O Evangelho, considerado como um plano geral da salvação, que ele via como uma exposição das perfeições divinas, de uma forma agradável à natureza de Deus, no qual todos os atributos divinos harmonizar, e brilhar com brilho peculiar.

 

O Evangelho, considerado como um meio para atingir um fim, apareceu a ele para descobrir como grande aptidão no meio para o fim, como pode, eventualmente, ser descoberto na estrutura de corpos naturais, ou nas diversas operações da natureza, a partir de uma visão de que traçamos os nossos argumentos para a existência de Deus.

 

Homem ele via como cegos, ignorantes, vagando fora do caminho, com a sua mente afastada de Deus.

 

Ele considerou o Evangelho como uma dispensação de misericórdia para com os homens, retendo perdão, um perdão livre do pecado para todos os que se arrependem e crêem em Cristo Jesus. O Evangelho, ele acreditava, inculca a santidade universal, tanto no coração e na condução da vida.

 

Ele mostrou uma mente bem instruído nas palavras de Deus, e conhece bem a natureza humana. Ele sustentou, que o primeiro passo para ser um cristão é se arrepender; e que, até que um homem está convencido do mal do pecado, e está determinado a afastar-se; até que ele está convencido de que há uma beleza na santidade, e algo verdadeiramente desejável em ser reconciliado com Deus, ele não está preparado para receber a Cristo. O segundo passo importante e necessário, que ele acreditava ser a fé, agradável para a ordem do apóstolo, "a conversão a Deus, ea fé em nosso Senhor Jesus Cristo," Atos 20: 20-21 . Ao explicar a santificação, ele com precisão a distinguia da justificação, ou o perdão do pecado. Justificação nos admite em um estado de graça e graça diante de Deus, e estabelece a base de santificação ou santidade cristã, em toda a sua extensão. 

Houve um grande clamor levantado contra ele, porque ele chamou a sua visão de santificação pela palavra perfeição; mas muitas vezes ele explicou o que ele quis dizer com esse termo. Ele quis dizer com a palavra perfeição, a tal ponto de o amor de Deus eo amor do homem; um grau tal de amor de justiça, verdade, santidade e pureza, como vai remover do coração toda a disposição contrária no sentido de Deus ou do homem; e que este deve ser o nosso estado de espírito em cada situação e em cada circunstância da vida.

 

Ele afirmava que Deus é um Deus de amor, não a uma parte apenas de suas criaturas, mas a todos; que Aquele que é o Pai de todos, que fez tudo, quem está na mesma relação com todas as suas criaturas, ama a todos; que ele amou o mundo e deu o seu Filho em resgate por todos, sem distinção de pessoas. Parecia-lhe que para representar Deus como parcial, limitando o seu amor para alguns, era indigno nossas noções da Divindade. Ele sustentava que Cristo morreu por todos os homens; e que ele deve ser oferecido a todos; que todos devem ser convidados a vir a ele, e que todo aquele que vem da maneira que Deus designou podem participar de suas bênçãos. Ele supunha que a graça suficiente é dada a todos, na medida em que forma e maneira que melhor se adapta para influenciar a mente.

 

Ele não acreditava que a salvação era pelas obras. Até agora, ele era de colocar obras no lugar do sangue de Cristo, que ele só deu a eles o seu valor justo: ele os considerava como os frutos de uma fé operativa vivo, e como a medida de nossa recompensa futura: para cada homem ser recompensado não por seu trabalho, mas de acordo com a medida deles. Ele deu toda a glória da salvação de Deus, do primeiro ao último. ele acreditava que o homem nunca iria voltar para Deus, se Deus não começou o trabalho: muitas vezes ele disse que as primeiras abordagens de graça para a mente são irresistíveis; isto é, que o homem não pode evitar ser convencido de que ele é um pecador; que Deus, por vários meios, desperta sua consciência; e se o homem ou não, essas convicções se aproximar dele. "A fim de que possamos formar ideias ainda mais claras, respeitando opiniões do Sr. Wesley, vamos citar aqui algumas perguntas e respostas, tal como estabelecido na Ata da Conferência. Q." Em que sentido é o pecado de Adão imputado a toda a humanidade "A." Em Adão todos morrem, 1: e.

 

1. Nossos corpos depois tornou-se mortal.

 

2. Nossas almas morreram, 1: e. foram desunidos de Deus. E, por conseguinte,

 

3 Todos nós nascemos com uma natureza pecaminosa diabólico; ea razão da qual,

 

4 Somos filhos da ira, susceptíveis à morte eterna ". Romanos 5:18 . Efésios 2: 3 .

 

Q. "Em que sentido é a justiça de Cristo imputada a toda a humanidade, ou para os crentes?" A. "Nós não encontrá-lo expressamente afirmado na Escritura que Deus imputa a justiça de Cristo a toda, apesar de acharmos que a fé é imputada como justiça. Esse texto", como pela desobediência de um só homem todos os homens se tornaram pecadores, assim pela obediência de um todos foram feitos justos "que concebemos, significa pelos méritos de Cristo todos os homens são desmatadas da culpa do pecado atual de Adão." Q. "a fé pode ser perdido, mas por causa da desobediência?" . A. "Não pode um crente desobedece primeiro interiormente, se inclina para o pecado com o seu coração, então a sua relação com Deus é cortada, 1: e sua fé está perdido, e após isso, ele pode cair em pecado exterior, sendo agora fraco. e, como um outro homem. "

 

Q. "O que está implícito em ser um cristão perfeito?"

 

A. "O amar o Senhor nosso Deus com todo nosso coração, e com toda a nossa mente e alma, e força." Q. "Isto implica que todo o pecado é levado para dentro?" A.: Sem dúvida; ou como poderíamos ser dito para ser salvo de todos os nossos imundícies? " Ezequiel 36:29 . Q. "Quanto é permitido por nossos irmãos que diferem de nós no que diz respeito a toda sanctificatio?" A. "Eles conceder,

 

1. que cada um deve ser inteiramente santificado no artigo de morte.

 

2. que até então acreditava diariamente cresce na graça, vem cada vez mais perto da perfeição.

 

3 Que devemos estar pressionando continuamente depois disso, e para exortar todos os outros a fazê-lo ".

 

Q. "O que nós permitimos que eles?"

 

A. "Nós concedemos,

 

1. que muitos daqueles que morreram na fé, sim, a maior parte das pessoas que conhecemos, não foram santificados por toda parte, não aperfeiçoado no amor, até um pouco antes da morte.

 

2 Que o termo santificado é continuamente aplicada por São Paulo a todos os que foram justificados, que eram verdadeiros crentes.

 

3 Isso por si só este termo que ele raramente (ou nunca) significa salvo de todo pecado.

 

4 Isso, consequentemente, não é apropriado usá-lo nesse sentido, sem acrescentar a palavra "totalmente, inteiramente, 'ou similar.

 

5. Que os escritores inspirados quase continuamente falar de ou para aqueles que foram justificados, mas muito raramente qualquer um ou para aqueles que foram santificados.

 

6 Isso, consequentemente, cabe a nós falar em público quase que continuamente do estado de justificação; mas mais raramente em termos completos e explícitas relativas inteira santificação. "

 

Q. "O que, então, é o ponto em que nós dividimos?"

 

A. "É o seguinte: se devemos esperar ser salvos de todos os pecados antes que o artigo da morte."

 

Q. "Existe alguma promessa Escritura claro disso, que Deus vai nos salvar de todo o pecado?"

 

A. "Há, Salmos 130: 8 : ". Ele remirá a Israel de todas as suas iniqüidades" Este é mais largamente expresso em Ezequiel 36:26 ; Ezequiel 36:29 . 2 Coríntios 7: 1 . Deuteronômio 30: 6 . 1 João 4:17 ". Assim, tenho me esforçado para dar uma visão dos princípios dos Wesleyan metodistas; e isso que eu escolhi para fazer em suas próprias palavras, a fim de evitar falsas declarações. Quanto às doutrinas da Metodista Calvinista, eles não precisam ser aqui inserido, como o leitor vai encontrar a substância deles sob os calvinistas do artigo. III. Metodistas, governo e disciplina da. Um número considerável de ambos os calvinistas e arminianos metodistas aprovar a disciplina da Igreja da Inglaterra, enquanto muitos, diz-se, são dissidentes, em princípio. Sr. Wesley eo Sr. Whitfield ambos foram educados, e pago o respeito peculiar a essa igreja. Eles não fez, no entanto, como é bem sabido, limitar-se às suas leis em todos os aspectos, como relacionado a disciplina. Sr. Wesley ter formado inúmeras sociedades em diferentes partes, que, com seu irmão Charles, elaborou algumas regras, por que eles estavam, e parece que em muitos aspectos ainda são governados.

 

Eles afirmam a natureza ea concepção de uma sociedade metodista nas seguintes palavras: "Tal sociedade não é outro senão uma companhia de homens tendo a forma e buscando o poder da divindade; unidos, a fim de rezar juntos, para receber a palavra de exortação, e cuidar uns dos outros em amor, para que possam ajudar uns aos outros para trabalhar a sua salvação ". "Que pode mais facilmente ser discernidos se eles estão de fato operando sua própria salvação, cada sociedade é dividida em empresas menores, chamadas classes, de acordo com seus respectivos locais de residência. Há cerca de doze pessoas (às vezes quinze, vinte ou ainda mais) em cada classe;. sendo que um deles é denominado o líder é o seu negócio,

 

1 Para ver cada pessoa em sua aula uma vez por semana, pelo menos, a fim de averiguar como suas almas prosperam; aconselhar, reprovar, conforto, ou exortar, como as circunstâncias o exigirem; para receber o que eles estão dispostos a dar aos pobres, ou para o Evangelho.

 

2 Para atender o ministro e os administradores da sociedade, uma vez por semana, a fim de informar o ministro, entre os que estão doentes, ou de qualquer um que anda desordenadamente, e não será reprovado; a pagar aos administradores que eles receberam de suas várias classes na semana anterior; e para mostrar sua conta o que cada pessoa contribuiu. "Há apenas uma condição anteriormente exigido daqueles que desejam admissão para estas sociedades, ou seja, um desejo de fugir da ira que está para vir, para ser salvo dos seus pecados: mas onde quer que isso está realmente fixa na alma, será mostrado por seus frutos. Trata-se, portanto, a expectativa de todos os que continuam aí, que eles devem continuar a evidenciar seu desejo de salvação.

 

"Em primeiro lugar, por não causar danos; evitando o mal em todo o tipo, especialmente aquela que é mais geralmente praticado, como a de tomar o nome de Deus em vão, o profanando o dia do Senhor, ou fazendo seus trabalhos nesta matéria comum, ou comprando ou vendendo; embriaguez; compra ou venda de bebidas alcoólicas, ou bebê-los, a não ser em casos de extrema necessidade; luta, brigando, brigando, irmão vai a juízo com o irmão, retribuir o mal com o mal, ou injúria por injúria; do usando muitos palavras em comprar ou vender; comprar ou vender bens uncustomed; dar ou levar as coisas com usura, 1:.. e do juro ilegal "conversa Sem caridade, ou não rentáveis; particularmente falando mal de magistrados ou de ministros. "Fazer aos outros o que gostaríamos que não fizessem para nós." Fazer o que sabemos não é para a glória de Deus; como a colocação em ouro ou roupas caras: os que tomam tais desvios como não podem ser utilizados no nome do Senhor Jesus. "O cantar essas músicas, ou ler esses livros, que não tendem para o conhecimento ou o amor de Deus; suavidade e escusado auto-indulgência; acumular tesouros sobre a terra, empréstimos sem uma probabilidade de pagar, ou ocupar bens sem uma probabilidade de pagar por eles. "Espera-se de todos os que continuam nessas sociedades que eles devem continuar a evidenciar seu desejo de salvação. "

 

Em segundo lugar, fazendo o bem; por estar em todos os tipos misericordioso após o seu poder, pois eles têm oportunidade; fazendo o bem de toda sorte possível, e na medida do possível a todos os homens; aos seus corpos, da capacidade que Deus concede; dando comida a quem tem fome, por vestir os nus, visitando ou ajudando os que estão doentes, ou na prisão; para suas almas, instruindo, reprovando, ou exortando todos nós temos qualquer relação com; pisoteando que a doutrina entusiasta de demônios, que, "Nós não estamos a fazer o bem, a menos que nossos corações sejam livres para isso." "Ao fazer o bem, especialmente para os que são da família da fé, ou gemendo por assim ser, empregá-los, de preferência aos outros; compra de um outro, ajudando-se mutuamente no negócio, e tanto mais, porque o mundo vai adorar seu próprio, e só eles, por toda a diligência possível e frugalidade, não que o evangelho ser responsabilizado; executando com paciência a carreira que eles, negando a si mesmos e tomando a sua cruz diária, submetendo-se o opróbrio de Cristo, para ser como o lixo e escória do mundo, e olha que os homens devem dizer todo o mal deles falsamente por amor do Senhor. "Espera-se de todos os que desejam continuar nessas sociedades, que devem continuar a evidenciar seu desejo da salvação, "Em terceiro lugar, por assistir a todas as ordenanças de Deus: tais são,

 

O culto público de Deus; o ministério ou a palavra, ler ou exposta; a ceia do Senhor; família e oração privada; examinando as Escrituras; e do jejum e da abstinência. "Estas são as regras gerais de nossas sociedades, todos os que são ensinados por Deus para observar, mesmo em sua palavra escrita, a única regra, ea regra suficiente, tanto de nossa fé e prática, e todas estas sabemos seu Espírito escreve em cada coração verdadeiramente despertada. Se há alguém entre nós que não lhes observar, que habitualmente quebrar qualquer um deles, deixá-lo ser-lhes revelado que vigiar aquela alma, como quem deve prestar contas. Nós vamos repreendê-lo de o erro de seus caminhos, vamos ter com ele por um tempo, mas então, se ele não se arrepender, pois não tem mais lugar entre nós.: nós entregamos nossas próprias almas 01 de maio de 1743 John Wesley Charles Wesley ".

 

Na ligação do Sr. Wesley, eles têm circuitos e conferências, que encontramos foram assim formado:

 

Quando os pregadores no primeiro saiu para exortar e pregar, foi pela permissão e direção do Sr. Wesley; alguns de uma missão e direção; alguns de uma parte do reino, e alguns de outro; e embora muitas vezes estranhos uns aos outros, e aqueles a quem eles foram enviados, ainda em seu crédito e sanção só eles foram recebidos e prevista como amigos pelas sociedades onde eles vieram. Mas, tendo pouca ou nenhuma comunicação ou relações sexuais um com o outro, nem qualquer subordinação entre si, eles devem ter sido sob a necessidade de recorrer a Sr. Wesley para instruções sobre como e onde eles estavam a trabalho. 

Para remediar este inconveniente, ele concebeu o projeto de chamá-los juntos para uma conferência anual: por isso significa que ele trouxe para uma união mais estreita entre si, e os fez sensata do utilitário de agir em conjunto e harmonia. Ele logo percebeu que era necessário, também para trazer sua itinerância sob certas regras, e reduzi-lo a uma ordem fixa, tanto para evitar confusão, e por sua própria vontade: ele, portanto, levou quinze ou vinte sociedades, mais ou menos, que colocam todo alguns sociedade principal por esses partes, e que foram situados, que a maior distância de um para o outro não era muito mais do que 20 milhas, e uniu-os no que foi chamado de circuito.

 

Na conferência anual nomeou dois, três ou quatro pregadores, a um desses circuitos, de acordo com a sua extensão, que no início era frequentemente muito considerável, por vezes, levando-se em uma parte de três ou quatro municípios. Aqui, e somente aqui, eles foram para o trabalho por um ano, ou seja, até a próxima conferência. Um dos pregadores em cada circuito foi chamado o assistente, porque ele ajudou o Sr. Wesley em superintender as sociedades e outros pregadores; ele assumiu o comando das sociedades, dentro dos limites atribuídos a ele; ele aplicadas as regras em todos os lugares, e dirigiu os trabalhos dos pregadores que lhe estão associadas. 

Tendo recebido uma lista das sociedades que formam o circuito, ele tirou a própria estação nele, deu aos outros pregadores um plano dele, e apontou o dia em que cada um deve estar no lugar fixo para ele, para começar um movimento progressivo arredondar, de tal ordem que o plano indicado. Eles agora se sucederam através de todas as sociedades que pertencem a esse circuito, a distâncias de tempo determinado, todos se regem pelas mesmas regras, e passando pelo mesmo trabalho. Por este plano, o trabalho diário de cada pregador foi nomeado de antemão; cada um sabia, todos os dias, onde os outros estavam, e cada sociedade quando esperar o pregador, e quanto tempo ele iria ficar com eles.

 

Pode-se observar, no entanto, que o projeto do Sr. Wesley em chamar os pregadores juntos anualmente, não era apenas para a regulação dos circuitos, mas também para a revisão de suas doutrinas e disciplina, e para o exame de sua conduta moral; que aqueles que foram para administrar com ele nas coisas santas pode ser perfeitamente habilitado para toda boa obra. 

A primeira conferência foi realizada em junho de 1744, em que o Sr. Wesley encontrou seu irmão, dois ou três outros clérigos, e alguns dos pregadores que este havia designado para vir de várias partes, para conversar com eles sobre os assuntos das sociedades . "Segunda-feira, 25 de junho", observa o Sr. Wesley ", e os cinco dias seguintes, passamos em conferência com nossos pregadores, considerando seriamente por que meios podemos salvar o mais eficaz de nossas próprias almas, e os que nos ouviu, eo resultado de nossas consultas que pousou a ser a regra de nossa prática futuro. " Desde aquela época a conferência tem sido realizado anualmente, o próprio Sr. Wesley ter presidido a quarenta e sete.

 

Os temas de suas deliberações foram propostas sob a forma de perguntas, que foram amplamente discutidos; e as perguntas, com as respostas acordadas, foram posteriormente impressos sob o título de "minutos de várias conversas entre o Rev. Sr. Wesley e outros", comumente chamado de Ata da Conferência. Quanto aos seus pregadores, o seguinte extracto da acta da Conferência acima mencionados nos mostrará de que maneira eles são escolhidos e designados:

 

Q. "Como vamos tentar aqueles que pensam que são movidos pelo Espírito Santo de pregar?"

 

A. "Inquire

 

1. Será que eles conhecem a Deus como um Deus que perdoa? Eles têm o amor de Deus habitando neles? Será que eles desejam e buscam nada além de Deus? E eles são santos em toda maneira de viver?

 

2. que eles presentes, bem como a graça, para o trabalho? Será que eles, em algum grau tolerável, uma clara, uma boa compreensão? Eles têm um julgamento correto nas coisas de Deus? Eles têm uma concepção justa da salvação pela fé? E que Deus lhes deu qualquer grau de expressão? Falam com justiça, prontamente, de forma clara?

 

3. tenham fruta? Algum realmente convencido do pecado, e convertido a Deus, por sua pregação? "Enquanto estas três marcas concorrer em qualquer uma, acreditamos que ele é chamado por Deus para pregar. Estes recebemos prova suficiente de que ele é movido pela Espírito Santo.

 

Q. "O método pode usamos em receber um novo ajudante?"

 

A. "A hora certa para fazer isso é em uma conferência, após jejum e oração solene, cada pessoa proposta é, então, de estar presente, e cada um deles pode ser solicitado." Você fé em Cristo? Você está indo para a perfeição? Você espera ser aperfeiçoado no amor nesta vida? Você está gemendo depois dela? Você resolveu dedicar-se inteiramente a Deus e ao seu trabalho? Você já considerou as regras de um ajudante? Vai mantê-los por causa da consciência? Você está determinado a empregar todo o seu tempo na obra de Deus? Vai pregar todas as manhãs e à noite? Você vai diligentemente instruir as crianças em todos os lugares? Você vai visitar de casa em casa? Você vai recomendar jejum tanto por preceito e exemplo? "Nós então o homem recebe-o como um estagiário, dando-lhe a Ata da Conferência, inscrito assim:

 

'Para AB Você acha que o seu dever de chamar os pecadores ao arrependimento. Faça uma prova completa deste artigo, e que se alegra em recebê-lo como um companheiro de trabalho. " Que ele leia e pesar cuidadosamente o que está contido nele, que, se ele tem alguma dúvida, pode ser removido. "" Para que precede, pode ser útil acrescentar ", diz Benson," algumas observações sobre o método seguido no a escolha dos pregadores itinerantes, como muitos formaram as idéias mais errôneas sobre o assunto, imaginando que eles são empregados com quase nenhuma preparação prévia.

 

1 Eles são recebidos como membros privados da sociedade em julgamento.

 

2 Depois de um trimestre de um ano, se forem considerados merecedores, são admitidos como membros apropriados.

 

3 Quando sua graça e habilidades são suficientemente manifesto, eles são os líderes das classes nomeado.

 

4 Se, em seguida, descobrir talentos para os serviços mais importantes, são contratados para exortar ocasionalmente nas congregações menores, quando os pregadores não podem participar.

 

5 Se aprovado nessa linha do dever, eles são autorizados a pregar.

 

6. Fora desses homens que são chamados pregadores locais, são selecionados os pregadores itinerantes, que são primeiro propostas em uma reunião trimestral dos mordomos e pregadores locais do circuito; em seguida, em uma reunião dos pregadores itinerantes do distrito; e, por último, na conferência; e, se aceito, são nomeados por um circuito.

 

7 Seus personagens e conduta são examinados anualmente na conferência; e, se permanecerem fiéis durante quatro anos de julgamento, em que são recebidos em conexão completa. Nestas conferências, também, a investigação rigorosa é feita sobre a conduta eo sucesso de cada pregador, e aqueles que se encontram deficientes em habilidades não são empregadas como itinerantes; enquanto aqueles cuja conduta não tem sido agradável para o Evangelho são expulsos, e, assim, privado de todos os privilégios, mesmo de membros privados da sociedade "IV metodistas, nova ligação de Desde a morte do Sr. Wesley, seu povo foram divididas...; mas essa divisão, ao que parece, respeita a disciplina mais de sentimento.

 

Sr. Wesley professavam uma forte ligação com a igreja estabelecida da Inglaterra, e exortou as sociedades sob seu cuidado para atender o seu serviço, e receber a Ceia do Senhor do clero regular. Mas, na última parte de seu tempo ele pensou adequada para ordenar alguns bispos e sacerdotes para a América e Escócia; mas como um ou dois dos bispos nunca ter saído da Inglaterra desde a sua nomeação para o cargo, é provável que ele pretendia uma ordenação regular deve ocorrer quando o estado da conexão pode tornar-se necessário. Durante sua vida, algumas das sociedades solicitou a desconsideração pregando em suas próprias capelas na hora da igreja, e da Ceia do Senhor administrada pelos pregadores itinerantes. 

Este pedido, ele geralmente se recusou, e, quando isso poderia ser feito convenientemente, enviou alguns dos clérigos que oficiavam na Capela Nova em Londres para executar esses serviços solenes. Na primeira conferência após a sua morte, que aconteceu em Manchester, os pregadores publicou uma declaração, na qual eles disseram que iriam "tomar o Plano como o Sr. Wesley havia deixado." Isso não era de forma satisfatória para muitos dos pregadores e pessoas, que pensavam que a liberdade religiosa deve ser estendida a todas as sociedades que desejadas. Para favorecer esta causa, de modo agradável ao espírito do cristianismo e os direitos dos ingleses, vários pregadores respeitáveis ​​veio para a frente; e pelos escritos que circulavam através da conexão, pavimentou o caminho para um plano de pacificação; pelo qual foi estipulado, que em toda sociedade onde a maioria tríplice de líderes de aula, comissários e curadores desejado ele, as pessoas devem ter a pregar em horas da igreja, e os sacramentos do batismo e da Ceia do Senhor administrada a eles.

 

O espírito de investigação que está sendo despertado não parou por aqui; pois parecia agradável tanto para raciocinar e os costumes da igreja primitiva, que as pessoas devem ter uma voz nas questões temporais das sociedades, voto na eleição dos dirigentes da igreja, e dar os seus sufrágios nas preocupações espirituais. Este assunto produziu uma variedade de argumentos de ambos os lados da questão: muitos dos pregadores e as pessoas pensavam que uma delegação anual dos administradores gerais dos circuitos, a sentar-se, quer na conferência ou reuniões distritais, a fim de auxiliar na desembolso da coleção anual, a coleção Kingswood School, e fundo dos pregadores, e na produção de novo ou revisão de leis antigas, seria um laço de união entre a conferência e conexão em geral, e tira a própria idéia de um poder arbitrário entre os pregadores itinerantes.

 Para facilitar este bom trabalho, muitas sociedades em várias partes do reino, enviou delegados para a conferência realizada em Leeds, em 1797; eles foram instruídos a solicitar, que as pessoas possam ter uma voz na formação de suas próprias leis, a escolha de seus próprios oficiais, bem como a distribuição de seus bens. Os pregadores saído para discutir duas propostas: Shall delegados das sociedades ser admitido na conferência? Deve stewards circuito ser admitido nos encontros distritais? Ambos os movimentos foram negada, e, consequentemente, todas as esperanças de acomodação entre as partes foram abandonadas.

 

Vários amigos da liberdade religiosa propôs um plano para uma nova itinerância. A fim de que poderia ser levado a efeito imediato, formaram-se em uma reunião regular, em Ebenezer Chapel, Mr. William Thom ser escolhido presidente, eo Sr. Alexander Kilham, secretário. A reunião começou a organizar o plano para o abastecimento dos circuitos da nova ligação com pregadores; e desejado o presidente eo secretário para elaborar as regras de governo da Igreja, a fim de que eles podem ser distribuídos através das sociedades para a sua aprovação. Assim, uma forma de governo da igreja, adequado para um ministério itinerante, foi impresso por estes dois irmãos, sob o título de "Contornos de uma Constituição proposto para o Exame, alteração, ea aceitação de os membros da metodista nova itinerância." 

O plano foi examinado por comitês selecionados em diferentes circuitos de ligação, e, com poucas alterações, foi aceito pelo congresso de pregadores e delegados. Os pregadores e as pessoas são incorporados em todas as reuniões de negócios, e não por concessão temporária, mas pelos princípios essenciais da sua constituição; para os membros privados escolher os líderes de classe; reunião dos líderes nomeia os administradores; ea sociedade confirma ou rejeita a nomeação. As reuniões trimestrais são compostas pelos administradores gerais e de representantes eleitos pelas diferentes sociedades dos circuitos, ea quarta reunião trimestral do ano nomeia o pregador e um delegado de cada circuito que deverá comparecer à conferência geral. Para um relato mais distante de seus princípios e disciplina, é preciso remeter o leitor a um panfleto intitulado "Regulamento Geral das Nações Sociedades de metodistas na nova conexão." Os calvinistas metodistas não são incorporados em um corpo como os arminianos são, mas são principalmente sob a direção ou influência de seus ministros ou patronos.

 

É necessário observar aqui, que há muitas congregações em Londres e em outros lugares, que, apesar de serem chamados metodistas, ainda não estão nem no Sr. Wesley, o Sr. Whitfield de, nem a nova conexão. Alguns destes são fornecidos por uma variedade de ministros; e outros, que fazem fronteira mais sobre o plano congregacional, tem um ministro residente. O clero da Igreja da Inglaterra, que tenazmente se pregar suas doutrinas e artigos, são chamados Metodistas. A conexão distinta sobre o plano de Mr. Whitfield, foi formado e apadrinhado pelo falecido Lady Huntingdon, e que ainda subsiste.

 O termo Metodista, também, é aplicado por meio de opróbrio para quase todo aquele que se manifesta mais de preocupação comum para os interesses da religião, e para o bem espiritual da humanidade. V. metodistas, números e sucesso de. Não obstante o desprezo geral que foi jogado sobre eles, ea oposição que se reuniram com, mas seus números são muito considerável. Da acta da conferência dos metodistas wesleyanos, realizada em Londres, 30 de julho de 1810, verifica-se que o número de pessoas em suas sociedades é a seguinte. Na Grã-Bretanha, 137, 997; Gibraltar 50; nas Índias Ocidentais, Nova Scotia e Newfoundland, 13, 580 Os metodistas nos Estados Unidos não estão em conexão imediata com os Wesleyanos aqui. Sua igreja é Episcopal, e de acordo com a sua conta em 1809, contém 163, 033 pessoas.

 

Entre os metodistas calvinistas, há também um número considerável de pregadores, cujas congregações e sociedades são muito extensos: algumas de suas capelas em Londres são o maior e mais concorrido do mundo: é quase inacreditável ver o número de pessoas que se reunem para esses lugares.

 Quanto ao seu sucesso em fazer o bem, é evidente que, embora muitos entusiastas ignorantes foram encontrados entre eles, ainda há pessoas têm feito mais para moralizar a humanidade do que eles: nem tenham descansado lá; eles não só contribuiu para tornar milhares melhores membros da sociedade, mas foram os instrumentos de promoção de seus interesses espirituais e eternas. Sua simplicidade da linguagem, fervor de endereço, paciência na oposição, unweariedness em trabalho de parto, a piedade de conduta e dependência de Deus Todo-Poderoso, certamente são dignos do maior louvor, e chamar para a imitação de muitos que condená-los injustamente. 

 

FONTE Charles Buck Dicionário Teológico 1915

FONTE WWW.ESTUDARHISTORIADAIGREJA.BLOGSPOT.COM