Translate this Page

Rating: 3.0/5 (914 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


inspiraçã verbal e plenaria da biblia (parte n.3)
inspiraçã verbal e plenaria da biblia (parte n.3)

             INSPIRAÇÃO VERBAL E PLENARIA DA BIBLIA

A natureza da inspiração plenária, verbal, inerrante e infalível da Bíblia, é assegurada por: 

a) O caráter de Deus (ver disciplina “Teologia - A Doutrina de Deus”). Iria o Deus perfeito e eterno e imutável, consentir que as Suas revelações fossem expressas imperfeita e falivelmente pelos Seus profetas? Isto é inimaginável. 

b) O caráter e declarações da Bíblia:

• Rever 1.4 (O caráter transcendente da Bíblia). A Bíblia tem unidade e conteúdo e padrão moral incomparavelmente superiores a todos os outros livros. 

• Rever 1.7 (Declarações da Bíblia sobre si mesma). A Bíblia é absolutamente confiável em tudo o que pode ser checado, então devemos aceitar o que diz de si mesma:

 • A Bíblia clama ser a plenária, verbal, inerrante e infalível Palavra de Deus: 

. Explicitamente em Sl 138:2; 2Tm 3:16; 2Pe 1:20-21. (ver logo acima, letra b)

/*    “Inclinar-me-ei para o teu santo templo, e louvarei o teu nome pela tua benignidade, e pela tua verdade; pois engrandeceste a tua PALAVRA acima de todo o teu nome.” (Sl 138:2)

    “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2Tm 3:16)

    “20 Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. 21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2Pe 1:20-21) */ 

. Mais de 3800 vezes em frases diretas como “Assim diz o Senhor” no V.T.: Ex 14:1; Is 43:1; Ez 1:3.

“Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo:” (Êx 14:1)

    “Mas agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.” (Is 43:1)

    “Veio expressamente a palavra do SENHOR a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar, e ali esteve sobre ele a mão do SENHOR.” (Ez 1:3)

 

. No reconhecimento de um livro por outro(s) de seus 66 livros:

2Rs 17:13; Sl 19:7; 33:4; 119:89; Is 8:20; Gl 3:10; 1Pe 1:23

// At 1:16; 28:25; 1Pe 1:10-11

// Os livros escritos pelo instrumento Pedro reconhecem a inspiração dos livros escritos pelo instrumento Paulo 2Pe 3:15-16

// Os livros escritos pelos instrumentos Pedro e Paulo reconhecem a inspiração de todo o restante das Escrituras. 2Tm 3:16; 2Pe 1:20.

/*    “E o SENHOR advertiu a Israel e a Judá, pelo ministério de todos os profetas e de todos os videntes, dizendo: Convertei-vos de vossos maus caminhos, e guardai os meus mandamentos e os meus estatutos, conforme toda a lei que ordenei a vossos pais e que eu vos enviei pelo ministério de meus servos, os profetas.” (2Rs 17:13)

    “A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.” (Sl 19:7)

    “Porque a palavra do SENHOR é reta, e todas as suas obras são fiéis.” (Sl 33:4)

    “(Lámed) Para sempre, ó SENHOR, a tua palavra permanece no céu.” (Sl 119:89)

    “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.” (Is 8:20)

    “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.” (Gl 3:10)

    “Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.” (1Pe 1:23)

 

    “Homens irmãos, convinha que se cumprisse a Escritura que o Espírito Santo predisse pela boca de Davi, acerca de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam a Jesus;” (At 1:16)

    “E, como ficaram entre si discordes, despediram-se, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías,” (At 28:25)

    “10 ¶ Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, 11 Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.” (1Pe 1:10-11)

 

   “15 E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; 16 Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” (2Pe 3:15-16)

 

   “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2Tm 3:16)

    “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.” (2Pe 1:20) */

 

. Cristo ensinou que a Bíblia é inerrante e infalivelmente inspirada (Jo 10:35b; Mt 4:4; 5:17-18; 22:32) e também eterna e perfeitamente preservada por Deus (Mt 4:4; 5:18; 24:35 [= Lc 21:33]; Lc 16:17)

*/    “Pois, se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada),” (Jo 10:35)

    “Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a PALAVRA que sai da boca de Deus.” (Mt 4:4)

    “17 ¶ Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. 18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um JOTA ou um TIL se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” (Mt 5:17-18)

    “Eu SOU o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos.” (Mt 22:32)...

    “O céu e a terra passarão, mas as minhas PALAVRAS não hão de passar.” (Mt 24:35)

    “Passará o céu e a terra, mas as minhas PALAVRAS não hão de passar.” (Lc 21:33)

    “E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um TIL da lei.” (Lc 16:17)   */  

/* 5.5. RESPOSTAS às OBJEÇÕES à Inspiração Plenária e Verbal: 

a) “A Bíblia tem reconhecimento de não ser inspirada”:

REFUTAÇÃO: Basta um bom exame do contexto (ou um melhor exame e entendimento dos idiomas e dos manuscritos nos quais Deus preservou inerrante e infalivelmente Sua Palavra: Texto Massorético e Texto Recebido). Exemplo: Em 1Co 7:12,25 Paulo, que até então estava tão somente repetindo Mt 5:31-32; 19:3-9 (divórcio), agora INTRODUZ um mandamento IGUALMENTE inspirado (Comp. 1Co 7:40).

    “Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe.” (1Co 7:12)

    “Ora, quanto às virgens, não tenho mandamento do Senhor; dou, porém, o meu parecer, como quem tem alcançado misericórdia do Senhor para ser fiel.” (1Co 7:25)

    “Será, porém, mais bem-aventurada se ficar assim, segundo o meu parecer, e também eu cuido que tenho o Espírito de Deus.” (1Co 7:40)

 

b) “A Bíblia tem citações expressando erros”:

REFUTAÇÃO: São citações de errados e/ ou mentirosos homens (Sl 10:4), ou do Diabo (Gn 3:4-5), mas são inspiradas por Deus ao serem citações perfeitamente exatas e fiéis, que foram assopradas por Deus para demonstrar a loucura e pecado dos citados.

    “Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que “não há Deus”.” (Sl 10:4)

    “4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” (Gn 3:4-5) 

c) “A Bíblia tem erros histórico-científicos”: 

REFUTAÇÃO: Basta lembrarmos que: 

 

• Cientistas ainda usam “ao erguer do sol” (referencial mais cômodo), etc.; Ademais, a Bíblia é 100% exata, mas não é formal, matemática.

 

• A Bíblia só relata fragmentos da verdade Jo 20:30-31.

    “30 Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. 31 Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.” (Jo 20:30-31)

 • Relatos distintos podem se complementar (isto  muito diferente de se contradizer!) ou podem enfatizar diferentes aspectos dos eventos ou doutrinas. 

• A verdadeira ciência se limita a descrever fatos descobertos pela observação ou experimentação (a Teoria da Evolução, das Camadas Geológicas, da Astrofísica, etc., não o fazem, pois resultam de meras suposições loucas, ateístas, revoltadas contra Deus no tocante à origem e destino final de todas as coisas, por isso não precisamos levar em conta suas teorias malucas.). 

 

d) “A Bíblia tem aparentes contradições”:

REFUTAÇÃO: Todas essas aparentes contradições sempre têm explicações, se prestarmos muita atenção e formos sinceros e desejosos de crer em Deus e Sua Palavra. Exemplos: 

 

· Nu 25:9 vs. 1Co 10:8 (diferentes números de mortos pela praga): Explicação: 1Co trata do número de mortos em 1 (um) só dia, Nu fala do número total de mortos, em mais de 1 dia.

    “E os que morreram daquela praga foram vinte e quatro mil.” (Nu 25:9)

    “E não nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram nUM dia vinte e três mil.” (1Co 10:8) 

· Lc 6:17 vs. Mt 5:1 (o sermão foi no monte ou em lugar plano?): Explicação: 2 sermões, sendo o primeiro após subirem ao monte, e dirigido somente aos discípulos, e sendo o segundo sermão após descerem para um lugar plano, e dirigido para todo o povo.

    “E, descendo com eles, parou num lugar plano, e também um grande número de seus discípulos, e grande multidão de povo de toda a Judéia, e de Jerusalém, e da costa marítima de Tiro e de Sidom; os quais tinham vindo para o ouvir, e serem curados das suas enfermidades,” (Lc 6:17)

    “E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;” (Mt 5:1) 

· Mt 20:29 vs. Mc 10:46 + Lc 18:35 (1 ou 2 cegos? Na entrada ou saída de Jericó?): Explicação: 2 cegos na entrada, 1 na saída. Ou 2 cegos entre Jericó Velha e Jericó Nova, sendo que Mc e Lc mencionam somente o mais notável.

    “E, saindo eles de Jericó, seguiu-o grande multidão.” (Mt 20:29)

    “Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando.” (Mc 10:46)

    “E aconteceu que chegando ele perto de Jericó, estava um cego assentado junto do caminho, mendigando.” (Lc 18:35)

 

· Mt 8:5-13 vs. Lc 7:1-10: Foi o centurião de Cafarnaum (cujo servo estava moribundo) até Cristo? Ou o centurião somente enviou anciãos judeus a chamá-Lo? Explicação: O centurião ouviu falar de Jesus, depois enviou anciãos judeus para chamá-Lo, depois enviou amigos, depois foi ele mesmo, depois creu, depois voltou à sua casa, depois constatou o milagre. 

 e) “A Bíblia tem erros em profecias”:

REFUTAÇÃO: Esses aparentes ‘erros’ são más interpretações das profecias, ou profecias ainda a serem cumpridas. Por exemplo: Dn 2 (a estátua de 4 materiais: ainda falta cumprir-se a Grande Tribulação, a vinda da Pedra que esmiúça a estátua e toma toda a terra, ainda falta o estabelecimento do reino eterno, o julgamento final, e a vinda do estado final de todas as coisas); Dn 7 (os 4 animais e os 10 chifres: idem), Dn 9 (as 70 semanas depois do decreto de Artaxerxes: idem), Dn 12 (ainda falta cumprir-se a Grande Tribulação, a vinda da Pedra que esmiúça a estátua e toma toda a terra, falta o estabelecimento do reino eterno, o julgamento final, e a vinda do estado final de todas as coisas); Zc 12-14; livro de Ap.

    “3 E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra. 4 Naquele dia, diz o SENHOR, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles; mas sobre a casa de Judá abrirei os meus olhos, e ferirei de cegueira a todos os cavalos dos povos.” (Zc 12:3-4)     “9 ¶ E acontecerá naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém; 10 Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.” (Zc 12:9-10)     “E se alguém lhe disser: Que feridas são estas nas tuas mãos? Dirá ele: São feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos.” (Zc 13:6)     “4 E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul. 5 E fugireis pelo vale dos meus montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o SENHOR meu Deus, e todos os santos contigo. 6 E acontecerá naquele dia, que não haverá preciosa luz, nem espessa escuridão. 7 Mas será um dia conhecido do SENHOR; nem dia nem noite será; mas acontecerá que ao cair da tarde haverá luz. 8 ¶ Naquele dia também acontecerá que sairão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e metade delas para o mar ocidental; no verão e no inverno sucederá isto. 9 E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o SENHOR, e um será o seu nome. 10 Toda a terra em redor se tornará em planície, desde Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém, e ela será exaltada, e habitada no seu lugar, desde a porta de Benjamim até ao lugar da primeira porta, até à porta da esquina, e desde a torre de Hananeel até aos lagares do rei.” (Zc 14:4-10)     “E esta será a praga com que o SENHOR ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca.” (Zc 14:12)     “16 ¶ E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos. 17 E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, não virá sobre ela a chuva.” (Zc 14:16-17)

 

f) “A Bíblia cai porque há impossibilidade científica de milagres”:

REFUTAÇÃO: 

    - Rever, em 5.2.a, a “Revelação Especial de Deus”.

    - Quando a existência do Deus Todo-Poderoso é aceita, então não há problema em se aceitar a Sua intervenção supranatural (e coerente conSigo mesmo): se, quando, como, e onde Ele o deseje. 

 

g) “A Bíblia tem erros na citação e interpretação de si própria”:

REFUTAÇÃO: O autor de todo livro é o único que pode citar a si mesmo sem ter que fazê-lo ipsis literis (“com as mesmas letras”). Isto é, nem sempre o autor tem que citar a si próprio exatamente, palavra por palavra, mas, sim, explicando-se em termos que julgue mais entendíveis aos novos leitores. Semelhantemente, o autor (o Espírito Santo) de toda a Bíblia é o único que tem o direito de re-expressar-Se e re-explicar-Se conforme Seu desejo soberano.

 

h) “A Bíblia relata Imoralidades (as vezes até mesmo da parte dos escritores de seus livros)”:

REFUTAÇÃO: Imoralidade, mesmo dos melhores homens, é registrada honestamente (!), mas nunca há imoralidade da parte de Deus, nunca Ele sanciona nenhum tipo ou número ou grau de pecado (aparentes aprovações à imoralidade são aprovações somente a uma virtude que a acompanhou). Exemplos:

i) Divórcio (Dt 24:1 vs. Mt 5:31-32 + 19:7-9), etc.: Cristo e os escritores do Novo Testamento nunca revogaram/ diminuíram/ aumentaram/ alargaram/ estreitaram a Lei de Deus no Velho Testamento, mas somente corrigiram a deturpada interpretação dos fariseus e da tradição talmúdica que se superpunha à pura vontade de Deus. Cristo e os escritores do Novo Testamento apenas restauraram o entendimento do Velho Testamento à sua pureza original.

    “Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa.” (Dt 24:1)

    “31 Também foi dito {*}: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de desquite. 32 Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.” (Mt 5:31-32) {* Isto é, pelos fariseus e outros deturpadores da Lei de Deus}

 “7 Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la? 8 Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. 9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” (Mt 19:7-9)

 

ii) A matança dos cananeus (Dt 7:1-2; 20:16-18), os Salmo Imprecatórios (35, 69, 109, 137), etc., mostram um Deus soberano, santo, e justo, o único que tem todo o poder de dar vida, portanto o único que tem o direito de a tirar quando e como e onde quiser, podendo tirar a vida diretamente ou através de homens que Ele soberanamente escolher e poderosamente habilitar e usar para executar Seus desígnios.

*/

 

 

6. [curto resumo, a ser expandido noutro escrito:] A BÍBLIA É PRESERVADA, e o é ATRAVÉS DO TT , O TEXTO TRADICIONAL.

(isto é, através do Texto Massorético e do Textus Receptus, que embasam as originais Bíblias King James Bible (1611) e João Ferreira de Almeida (1681/1753) ). 

O importantíssimo estudo da doutrina da perfeita preservação da Bíblia (e a análise dos terríveis e revoltantes erros introduzidos pelos pouquíssimos e corrompidos manuscritos alexandrinos, todos eles cheios de rasuras e/ou de contradições contra todos os outros manuscritos e até entre eles mesmos e cada um contra si mesmo) será objeto de outros escritos. Mas não fica bem que estas atuais notas de aula fiquem sem nenhuma palavra sobre a doutrina da perfeita preservação da Bíblia. Por isso, darei, a seguir, um resumidíssimo esboço (quase que apenas os nomes dos principais tópicos) dessa importante doutrina: 

 

6.1. Deus PRESERVOU PERFEITAMENTE Suas Palavras. (prometeu fazê-lo, e o cumpriu).

Deus jurou que PRESERVARIA Suas palavras, e o faria de um modo absolutamente PERFEITO. /* 1Cr 16:15; Sl 12:6-7; 19:7-8; 33:1; 100:5; 111:7-8; 117:2; 119:89,152,160; 138:2b; Is 40:8; 59:21; Mt 4:4; 5:18; 24:35; Lc 4:4; 16:17; 21:33; Jo 10:35b; 16:12-13; 1Pe 1:23,25; Ap 22:18-19.

Por causa disto, como explicaremos depois, toda e cada letra e acento de toda e cada palavra do Texto (em hebraico-aramaico e em grego) por Ele preservado e que eu tenho agora escrito em papel, nas minhas mãos, é plenária, exclusiva, inerrável, infalível e verbalmente a própria Palavra eterna do próprio Deus! */ 

 

6.2. Tão maravilhosa preservação, sendo para NOSSO proveito, tem que ter sido aqui na TERRA 

Pv 22:20-21 (começar a ler do verso 17) é passagem chave, 

"20 Porventura não te ESCREVI EU excelentes coisas, acerca de todo conselho e conhecimento, 21 Para fazer-te saber a CERTEZA das PALAVRAS da verdade, e assim possas responder palavras de verdade aos que te consultarem?"

 

Deus, aqui, ensina que as Suas palavras foram ESCRITAS, e escritas para que quem as lê possa SABER a CERTEZA das PALAVRAS da verdade (2Tm 2:15), assim podendo oferecer as PALAVRAS de verdade a aqueles que as consultarem!!! Isto exige que foram escritas as EXATAS, exatas PALAVRAS (não apenas os "conceitos principais", vagamente) de DEUS, e elas INCESSANTEMENTE foram preservadas de modo PERFEITO, absolutamente PERFEITO, aqui na TERRA, em USO INCESSANTE pelos crentes FIÉIS (uma das suas características é que sempre foram odiados, caluniados, perseguidos e exterminados por Roma).

/*

- A Bíblia é para ser LIDA PUBLICAMENTE, por e para nós: Dt 3:11-13; Js 8:33-35; 2Rs 23:2; 2Cr 17:7-9; Ne 8:1-8,13,18; Jr 36:6; At 13:15,27; Cl 4:16;

- A Bíblia é para ser EXPOSTA, EXPLANADA, por e para nós: Ne 8:8; Lc 4:16-27; 24:27,45.

- A Bíblia é para ser LIDA-PESQUISADA DIARIAMENTE, por nós: At 17:11.

- Textos da Bíblia DEVEM SER ESCRITOS NOS UMBRAIS E PORTAIS, para nossos filhos e nós mesmos os LERMOS E MEMORIZARMOS: Dt 6:9; 11:20; Sl 119:11.

- A Bíblia NÃO É PARA SER ADICIONADA NEM SUBTRAÍDA pelos homens: Dt 4:2; 12:32; Ap 22:18-19.

- A Bíblia não é para ser manipulada enganosamente pelos homens: 2Co 4:2.

- A leitura da Bíblia produz convicção no homem, convicção do seu pecado: 2Rs 22:9-13; 2Cr 17:7-10; 34.

 

Não faz o menor sentido alguém dizer que crê que a Bíblia foi e está sendo preservada perfeita, porém isto está ocorrendo apenas no terceiro céu, não na terra! Que proveito isto teria para nós?!... Ora, a Bíblia foi dada por Deus para NOSSO proveito, não [somente] dos anjos e não [somente] dos salvos que já estão na glória! Rm 15:4; 2Tm 3:16-17. Os que precisam de médico são os doentes, não os sãos!

 

Por tudo isto, a preservação absolutamente perfeita que Deus garantiu para a Bíblia é [também] na TERRA.

*/ 

6.3. Tão maravilhosa preservação tem que ter sido CONTÍNUA 

(isto é, em USO, uso ATIVO, uso ativo INCESSANTE, uso ativo incessante pelos FIÉIS) (repetimos: uma das suas características é que sempre foram odiados, caluniados, perseguidos e exterminados por Roma),

 

senão Deus teria sido fragorosa e vergonhosamente derrotado durante muitos séculos, “coitadinho”, até que começou a ser salvo pelo poder e erudição do gênio humano!... (o gênio dos modernos críticos textuais.)

 

/*

Em particular, estariam miseravelmente enganados e usando uma Bíblia corrompida:

    TODOS os milhares de grandes verdadeiros salvos que foram pregadores, pastores, evangelistas, escritores, missionários e reavivadores, quer dos batistas e seus predecessores, quer dos reformados, todos eles, de ambos os grupos, de antes do século XX (os quais, sem exceção, de ambos os grupos, usaram o TT e suas traduções), e TODOS os bilhões de verdadeiros crentes (em toda a Bíblia) “leitos, comuns” de antes do século XX (que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções),

        de TODAS as centenas de milhares de igrejas locais verdadeiramente fiéis de antes do século XX (que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

        em TODOS os milhares de idiomas e dialetos (crentes e igrejas locais que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

        em TODAS as centenas de nações (crentes e igrejas locais que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

desde a Reforma ter publicado as primeiras Bíblias traduzidas (as de Lutero em 1522 e de Tyndale em 1526),

...

até surgirem Bíblias baseadas num texto pretensamente restaurado pelos ditos gênio e poder do homem (somente em 1881), isto é, depois de 359 anos (= 131.035 dias!) de mais completa harmonia e de unidade entre os verdadeiros crentes (em toda e cada palavra da Bíblia) sem a mais leve disputa!!!*/

 

Assim, hoje, para todo e cada crente verdadeiro (o verdadeiro salvo que crê de verdade em [e se esforça para obedecer de verdade] cada palavra da Bíblia tomada no seu sentido literal e usual [dentro de sua dispensação e contexto], mesmo o assim chamado, “crente leigo, comum, ordinário” [e eu sou feliz em ser isso]) determinar qual o Texto absolutamente perfeito da Bíblia,

BASTA UM “INSTANTÂNEO FOTOGRÁFICO” (um “SNAPSHOT”), DESDE QUE SEJA GLOBAL E UNÂNIME: o crente verdadeiro, que crê em toda e cada palavra da Bíblia, não precisa saber 1 letra de grego ou hebraico, nem ter longamente examinado sequer 1cm2 de nenhuma foto de nenhum antiqüíssimo manuscrito, nem ter estudado sequer 1 dia nos mais famosos seminários do mundo: basta perguntar-se se houve uma época em que toda e cada igreja local verdadeira [perseguida pela Igreja institucionalizada], todo e cada crente verdadeiro, em toda e cada nação alcançada pelo verdadeiro evangelho, usava UM só texto da Bíblia em hebraico/ aramaico e em grego, ou usava UM só tipo de tradução fiel (para o seu idioma vernacular) feita com base naquele UM só texto. Se houve este texto e se houve essa tradução, ele saberá com toda certeza qual é o texto que é a pura Palavra de Deus, a qual, com absoluta perfeição, foi tanto inspirada por Deus como foi por ELE preservada em uso ativo e incessante, em Suas igrejas locais fiéis sobre todo o mundo.

É facílimo para todo e qualquer crente determinar qual o exato texto perfeitamente inspirado e perfeitamente preservado por Deus. Facílimo! 

 

6.4. Portanto, tão maravilhosa preservação TEM que ter sido através do TEXTO TRADICIONAL (TT) Canônico de Toda a Bíblia

(isto é, através do Texto Massorético e do Textus Receptus, que embasam as originais Bíblias King James Bible (1611) e João Ferreira de Almeida (1681/1753)

/*

Quanto ao Texto Massorético:

Lembremos dos EXTREMOS cuidado dos copistas dos manuscritos (estamos citando fatos sobre o Velho Testamento, mas sem dúvidas os cuidados dos VERDADEIROS crentes-copistas do Novo Testamento não devem ter sido menores, acredito mesmo que foram ainda maiores):

- Nem sequer uma letra, podia ser escrita de memória: o escriba tinha que ter uma cópia autêntica sob seus olhos, e tinha que ler super- cuidadosamente e pronunciar bem alto cada palavra, tanto antes como depois de copiá-la!;

- Cada jovem escriba era advertido pelo escriba ancião: “Acautela-te de como fazes teu trabalho, porque este é o trabalho do céu, não aconteça que tu omitas ou insiras uma letra e assim te tornes o destruidor do mundo!” (isto é, da humanidade).

- Cada palavra e cada letra era contada, e se UMA letra tivesse sido omitida ou inserida, ou se UMA letra tocasse um outra letra, a página era IMEDIATAMENTE (!) DESTRUÍDA (!) ; três erros numa página condenavam TODO o manuscrito!

Tais cuidados garantiram que mesmo hoje apenas 1 de cada 1580 letras do V.T. tenha variante, mesmo que esta variante seja totalmente para ser rejeitada, por ser dos falsos Textos Massoréticos!

 

Quanto ao Textus Receptus:

Cerca de 5600 manuscritos em grego de algum modo escaparam de ser queimados (como deviam ser, ao se tornarem gastos demais) e chegaram às nossas mãos, dando origem à impressão de dois textos gregos substancialmente diferentes, para o N.T.: Compare:

“Texto Recebido” (impresso por Erasmo, Stephanus, Beza, Elzevir, etc., a partir de 1516)

“Texto Crítico” (impresso por Westcott & Hort, Nestle-Aland, UBS, etc., a partir de 1881)

Espelha cerca de 5300 (95%) dos manuscritos em Grego.

Basicamente espelha apenas 2 (0,04%) dos cerca de 26 (0,5%) manuscritos em Grego da família originada em Alexandria, no Egito.

Estes 5300 manuscritos são absolutamente consistentes entre si,

Estes 26 manuscritos, particularmente os 2 mais usados, são absolutamente inconsistentes entre si (e, até, cada um consigo próprio)

Vieram de igrejas mais firmes, mais fiéis à doutrina

Vieram de igrejas mais introdutoras de heresias (Alexandria)

Foram os ÚNICOS textos adotados pelas igrejas fieis (perseguidas pela Igreja institucionalizada) e instruídas. Isto ocorreu sempre (antes da invenção da imprensa e advento da Reforma, e desde após a invenção da imprensa e logo após a Reforma e tradução e impressão da primeira Bíblia “protestante” em cada uma das principais línguas do mundo inteiro).

Só recentemente o Texto Crítico foi “re”-descoberto e passou a ser adotado pelos liberais e modernistas, que, enganosamente, chamam seus 2 ou 9 manuscritos básicos de “os mais antigos e melhores textos”.

Das cerca de 140.000 palavras do N.T. em Grego, o Texto Crítico. omite/ altera/ adiciona cerca de 10000. Dos 200 casos que examinei entre os que têm mais notável diferença doutrinária entre o TR e o TC, este SEMPRE (!) diminui a inspiração das Escrituras, a divindade de Cristo, Seu sangue, Seu nascimento virginal, a natureza vicária da Sua morte, a Trindade, ou outras doutrinas cardinais. Agora, responda: Em que Texto está evidenciado o sutil e destruidor dedo do Diabo? (Resposta em Ef 6:12.)*/

 

6.5. [Desde os 1os Séculos foi Reconhecido e] Desde a Reforma foi RE-confirmado o Cânon dos CONTEÚDOS (as Exatas PALAVRAS) dos Livros da Bíblia.

(Igual ao conteúdo, as exatas palavras, do Texto Massorético Ben Chayyim e do Textus Receptus Stephanus/ Scrivener.) Portanto, o assunto está encerrado, fechado!!! 

 

6.6. O "TEXTO CRÍTICO" (TC) de Westcott - Hort e seus Seguidores

Lamentavelmente, nestes dias de apostasia, crentes (muitos deles sinceros, mas inadvertidos) começaram a adotar alguma forma de TEXTO ALEXANDRINO- MODERNISTA (também chamado de Texto Crítico, TC). Ele representa não milhares e milhares de manuscritos oriundos de áreas com fiéis crentes verdadeiros e fiéis igrejas locais (perseguidas pela Igreja Romana), mas sim pouquíssimos (quase nunca mais que 6, usualmente somente 2 ou 3, muito freqüentemente só 2 ou 1, às vezes ZERO!) manuscritos com rasuras e de evidente qualidade muito inferior, oriundos da apóstata Alexandria!

/*

Por exemplo, a leitura do TT Canônico em Marcos 16:9-20 está em cerca de 1796 dos cerca de 1800 manuscritos que contêm este evangelho, enquanto que a leitura do TC (omitindo esses 12 versos, 166 palavras) está em apenas 4 manuscritos, devendo 2 destes manuscritos ser radicalmente desprezados por serem inegáveis FRAUDES, grosseiras FRAUDES (Sinaiticus e Vaticanus. Ver, em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/SinaiticusPag29Mark16-9-20-Helio.htm e http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/VaticanusPag1303Marcos16-9-20-Helio.htm, as fotografias comprobatórias das duas mais vergonhosas fraudes da História!), e devendo 1 manuscrito (o de nome 2386) dos 2 restantes também ser desprezado, por ser cópia direta filhote do Sinaiticus. Assim, a maioria é de 1796 manuscritos contendo Marcos 16:9-20, contra 1 manuscrito omitindo a passagem!!!

 

Basicamente, o TC se baseia em apenas 2 manuscritos: os corrompidos Sinaiticus (ou Aleph) e Vaticanus (ou B), com preponderância para o último. Os manuscritos deste pequenino grupo discordam mais freqüentemente e mais gravemente entre si do que discordam do TT Canônico! (Algumas vezes cada um discorda inaceitavelmente até mesmo de si próprio!).

 

“Suspeitamos que estes dois manuscritos [Sinaiticus e Vaticanus] devem sua preservação exclusivamente ao seu comprovado mau caráter; esta [comprovada má qualidade] fez com que o segundo deles eventualmente encontrasse seu caminho até uma esquecida prateleira da biblioteca do Vaticano, enquanto o outro, depois de local de exercício da engenhosidade de diversas gerações de corretores criticistas [que rasparam e escreveram por cima d o manuscrito á vontade], eventualmente foi jogado na cesta de lixo-papel, no convento aos pés do Monte Sinai. Tivessem estas cópias [Vaticanus e Sinaiticus] sido de mediana pureza, elas teriam há muito compartilhado o inevitável destino dos livros que são intensamente usados e altamente apreciados: a saber, eles teriam caído em desintegração [física, devida ao uso] e teriam desaparecido de vista.” (Dean Burgon, "Revison Revised", p. 319).

 

Quanto a Westcott e Hort, os pais de todas as centenas de traduções do TC que ganham rios de dinheiro mundo afora, eram comprovadamente sacerdotes anglicanos descrentes e perdidos (nem todos anglicanos o são), eram idólatras, mariólatras, advocantes da volta a Roma, duvidadores da Bíblia e da sua inspiração e preservação (perfeita preservação, como nós cremos), eram comunistas, evolucionistas Darwinistas, racistas, invocadores de espíritos (demônios!), fundadores de um centro espírita (demonismo!), armadores de esquemas e traições- mentiras para conseguirem seus intentos.  

Note que o texto dos corrompidos manuscritos alexandrinos foi completamente rejeitado pela multidão incontável das igrejas cristãs (mesmo as infiéis Grega Ortodoxa e Romana!!!), por quase 1900 anos, até que, introduzidos por Westcott-Hort em 1880, começou a levedar no século XX.*/

Maiores detalhes sobre a doutrina da perfeita preservação da Bíblia podem ser encontrados nas dezenas de artigos em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ 

 

7. [curto resumo, a ser expandido noutro escrito:] A BAGUNÇA DAS TRADUÇÕES DAS BÍBLIAS MODERNINHAS, INFIÉIS:

Sede por dinheiro, sede por adulterar, má base de tradução, mau método de tradução, exemplos de veneno infiltrado 

 

O importantíssimo estudo da questão das traduções da Bíblia (e a análise e exposição dos terríveis e revoltantes erros introduzidos pelas versões moderninhas da Bíblia, baseadas em manuscritos alexandrinos e/ou em métodos de tradução não literal e por equivalência formal e palavra por palavra) será objeto de outros escritos. Mas não fica bem que estas atuais notas de aula fiquem sem nenhuma palavra sobre esta questão. Por isso, darei, a seguir, um resumidíssimo esboço (quase que apenas os nomes dos principais tópicos) dessa importante doutrina: 

FONTE WWW.AVIVAMENTONOSUL.BLOGSPOT.COM