Translate this Page

Rating: 3.0/5 (868 votos)



ONLINE
6




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

A Book for Her pdf free, download pdf, download pdf, this site, The Adobe Photoshop CC Book for Digital Photographers 2017 pdf free, fee epub, pdf free, site 969919, this link, link 561655,

inspiraçã verbal e plenaria da biblia (parte n.3)
inspiraçã verbal e plenaria da biblia (parte n.3)

             INSPIRAÇÃO VERBAL E PLENARIA DA BIBLIA

A natureza da inspiração plenária, verbal, inerrante e infalível da Bíblia, é assegurada por: 

a) O caráter de Deus (ver disciplina “Teologia - A Doutrina de Deus”). Iria o Deus perfeito e eterno e imutável, consentir que as Suas revelações fossem expressas imperfeita e falivelmente pelos Seus profetas? Isto é inimaginável. 

b) O caráter e declarações da Bíblia:

• Rever 1.4 (O caráter transcendente da Bíblia). A Bíblia tem unidade e conteúdo e padrão moral incomparavelmente superiores a todos os outros livros. 

• Rever 1.7 (Declarações da Bíblia sobre si mesma). A Bíblia é absolutamente confiável em tudo o que pode ser checado, então devemos aceitar o que diz de si mesma:

 • A Bíblia clama ser a plenária, verbal, inerrante e infalível Palavra de Deus: 

. Explicitamente em Sl 138:2; 2Tm 3:16; 2Pe 1:20-21. (ver logo acima, letra b)

/*    “Inclinar-me-ei para o teu santo templo, e louvarei o teu nome pela tua benignidade, e pela tua verdade; pois engrandeceste a tua PALAVRA acima de todo o teu nome.” (Sl 138:2)

    “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2Tm 3:16)

    “20 Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. 21 Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2Pe 1:20-21) */ 

. Mais de 3800 vezes em frases diretas como “Assim diz o Senhor” no V.T.: Ex 14:1; Is 43:1; Ez 1:3.

“Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo:” (Êx 14:1)

    “Mas agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.” (Is 43:1)

    “Veio expressamente a palavra do SENHOR a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar, e ali esteve sobre ele a mão do SENHOR.” (Ez 1:3)

 

. No reconhecimento de um livro por outro(s) de seus 66 livros:

2Rs 17:13; Sl 19:7; 33:4; 119:89; Is 8:20; Gl 3:10; 1Pe 1:23

// At 1:16; 28:25; 1Pe 1:10-11

// Os livros escritos pelo instrumento Pedro reconhecem a inspiração dos livros escritos pelo instrumento Paulo 2Pe 3:15-16

// Os livros escritos pelos instrumentos Pedro e Paulo reconhecem a inspiração de todo o restante das Escrituras. 2Tm 3:16; 2Pe 1:20.

/*    “E o SENHOR advertiu a Israel e a Judá, pelo ministério de todos os profetas e de todos os videntes, dizendo: Convertei-vos de vossos maus caminhos, e guardai os meus mandamentos e os meus estatutos, conforme toda a lei que ordenei a vossos pais e que eu vos enviei pelo ministério de meus servos, os profetas.” (2Rs 17:13)

    “A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.” (Sl 19:7)

    “Porque a palavra do SENHOR é reta, e todas as suas obras são fiéis.” (Sl 33:4)

    “(Lámed) Para sempre, ó SENHOR, a tua palavra permanece no céu.” (Sl 119:89)

    “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.” (Is 8:20)

    “Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.” (Gl 3:10)

    “Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.” (1Pe 1:23)

 

    “Homens irmãos, convinha que se cumprisse a Escritura que o Espírito Santo predisse pela boca de Davi, acerca de Judas, que foi o guia daqueles que prenderam a Jesus;” (At 1:16)

    “E, como ficaram entre si discordes, despediram-se, dizendo Paulo esta palavra: Bem falou o Espírito Santo a nossos pais pelo profeta Isaías,” (At 28:25)

    “10 ¶ Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, 11 Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.” (1Pe 1:10-11)

 

   “15 E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; 16 Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” (2Pe 3:15-16)

 

   “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2Tm 3:16)

    “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.” (2Pe 1:20) */

 

. Cristo ensinou que a Bíblia é inerrante e infalivelmente inspirada (Jo 10:35b; Mt 4:4; 5:17-18; 22:32) e também eterna e perfeitamente preservada por Deus (Mt 4:4; 5:18; 24:35 [= Lc 21:33]; Lc 16:17)

*/    “Pois, se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada),” (Jo 10:35)

    “Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a PALAVRA que sai da boca de Deus.” (Mt 4:4)

    “17 ¶ Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. 18 Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um JOTA ou um TIL se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” (Mt 5:17-18)

    “Eu SOU o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos.” (Mt 22:32)...

    “O céu e a terra passarão, mas as minhas PALAVRAS não hão de passar.” (Mt 24:35)

    “Passará o céu e a terra, mas as minhas PALAVRAS não hão de passar.” (Lc 21:33)

    “E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um TIL da lei.” (Lc 16:17)   */  

/* 5.5. RESPOSTAS às OBJEÇÕES à Inspiração Plenária e Verbal: 

a) “A Bíblia tem reconhecimento de não ser inspirada”:

REFUTAÇÃO: Basta um bom exame do contexto (ou um melhor exame e entendimento dos idiomas e dos manuscritos nos quais Deus preservou inerrante e infalivelmente Sua Palavra: Texto Massorético e Texto Recebido). Exemplo: Em 1Co 7:12,25 Paulo, que até então estava tão somente repetindo Mt 5:31-32; 19:3-9 (divórcio), agora INTRODUZ um mandamento IGUALMENTE inspirado (Comp. 1Co 7:40).

    “Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe.” (1Co 7:12)

    “Ora, quanto às virgens, não tenho mandamento do Senhor; dou, porém, o meu parecer, como quem tem alcançado misericórdia do Senhor para ser fiel.” (1Co 7:25)

    “Será, porém, mais bem-aventurada se ficar assim, segundo o meu parecer, e também eu cuido que tenho o Espírito de Deus.” (1Co 7:40)

 

b) “A Bíblia tem citações expressando erros”:

REFUTAÇÃO: São citações de errados e/ ou mentirosos homens (Sl 10:4), ou do Diabo (Gn 3:4-5), mas são inspiradas por Deus ao serem citações perfeitamente exatas e fiéis, que foram assopradas por Deus para demonstrar a loucura e pecado dos citados.

    “Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que “não há Deus”.” (Sl 10:4)

    “4 Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” (Gn 3:4-5) 

c) “A Bíblia tem erros histórico-científicos”: 

REFUTAÇÃO: Basta lembrarmos que: 

 

• Cientistas ainda usam “ao erguer do sol” (referencial mais cômodo), etc.; Ademais, a Bíblia é 100% exata, mas não é formal, matemática.

 

• A Bíblia só relata fragmentos da verdade Jo 20:30-31.

    “30 Jesus, pois, operou também em presença de seus discípulos muitos outros sinais, que não estão escritos neste livro. 31 Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.” (Jo 20:30-31)

 • Relatos distintos podem se complementar (isto  muito diferente de se contradizer!) ou podem enfatizar diferentes aspectos dos eventos ou doutrinas. 

• A verdadeira ciência se limita a descrever fatos descobertos pela observação ou experimentação (a Teoria da Evolução, das Camadas Geológicas, da Astrofísica, etc., não o fazem, pois resultam de meras suposições loucas, ateístas, revoltadas contra Deus no tocante à origem e destino final de todas as coisas, por isso não precisamos levar em conta suas teorias malucas.). 

 

d) “A Bíblia tem aparentes contradições”:

REFUTAÇÃO: Todas essas aparentes contradições sempre têm explicações, se prestarmos muita atenção e formos sinceros e desejosos de crer em Deus e Sua Palavra. Exemplos: 

 

· Nu 25:9 vs. 1Co 10:8 (diferentes números de mortos pela praga): Explicação: 1Co trata do número de mortos em 1 (um) só dia, Nu fala do número total de mortos, em mais de 1 dia.

    “E os que morreram daquela praga foram vinte e quatro mil.” (Nu 25:9)

    “E não nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram nUM dia vinte e três mil.” (1Co 10:8) 

· Lc 6:17 vs. Mt 5:1 (o sermão foi no monte ou em lugar plano?): Explicação: 2 sermões, sendo o primeiro após subirem ao monte, e dirigido somente aos discípulos, e sendo o segundo sermão após descerem para um lugar plano, e dirigido para todo o povo.

    “E, descendo com eles, parou num lugar plano, e também um grande número de seus discípulos, e grande multidão de povo de toda a Judéia, e de Jerusalém, e da costa marítima de Tiro e de Sidom; os quais tinham vindo para o ouvir, e serem curados das suas enfermidades,” (Lc 6:17)

    “E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos;” (Mt 5:1) 

· Mt 20:29 vs. Mc 10:46 + Lc 18:35 (1 ou 2 cegos? Na entrada ou saída de Jericó?): Explicação: 2 cegos na entrada, 1 na saída. Ou 2 cegos entre Jericó Velha e Jericó Nova, sendo que Mc e Lc mencionam somente o mais notável.

    “E, saindo eles de Jericó, seguiu-o grande multidão.” (Mt 20:29)

    “Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando.” (Mc 10:46)

    “E aconteceu que chegando ele perto de Jericó, estava um cego assentado junto do caminho, mendigando.” (Lc 18:35)

 

· Mt 8:5-13 vs. Lc 7:1-10: Foi o centurião de Cafarnaum (cujo servo estava moribundo) até Cristo? Ou o centurião somente enviou anciãos judeus a chamá-Lo? Explicação: O centurião ouviu falar de Jesus, depois enviou anciãos judeus para chamá-Lo, depois enviou amigos, depois foi ele mesmo, depois creu, depois voltou à sua casa, depois constatou o milagre. 

 e) “A Bíblia tem erros em profecias”:

REFUTAÇÃO: Esses aparentes ‘erros’ são más interpretações das profecias, ou profecias ainda a serem cumpridas. Por exemplo: Dn 2 (a estátua de 4 materiais: ainda falta cumprir-se a Grande Tribulação, a vinda da Pedra que esmiúça a estátua e toma toda a terra, ainda falta o estabelecimento do reino eterno, o julgamento final, e a vinda do estado final de todas as coisas); Dn 7 (os 4 animais e os 10 chifres: idem), Dn 9 (as 70 semanas depois do decreto de Artaxerxes: idem), Dn 12 (ainda falta cumprir-se a Grande Tribulação, a vinda da Pedra que esmiúça a estátua e toma toda a terra, falta o estabelecimento do reino eterno, o julgamento final, e a vinda do estado final de todas as coisas); Zc 12-14; livro de Ap.

    “3 E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra. 4 Naquele dia, diz o SENHOR, ferirei de espanto a todos os cavalos, e de loucura os que montam neles; mas sobre a casa de Judá abrirei os meus olhos, e ferirei de cegueira a todos os cavalos dos povos.” (Zc 12:3-4)     “9 ¶ E acontecerá naquele dia, que procurarei destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém; 10 Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.” (Zc 12:9-10)     “E se alguém lhe disser: Que feridas são estas nas tuas mãos? Dirá ele: São feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos.” (Zc 13:6)     “4 E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul. 5 E fugireis pelo vale dos meus montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o SENHOR meu Deus, e todos os santos contigo. 6 E acontecerá naquele dia, que não haverá preciosa luz, nem espessa escuridão. 7 Mas será um dia conhecido do SENHOR; nem dia nem noite será; mas acontecerá que ao cair da tarde haverá luz. 8 ¶ Naquele dia também acontecerá que sairão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e metade delas para o mar ocidental; no verão e no inverno sucederá isto. 9 E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o SENHOR, e um será o seu nome. 10 Toda a terra em redor se tornará em planície, desde Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém, e ela será exaltada, e habitada no seu lugar, desde a porta de Benjamim até ao lugar da primeira porta, até à porta da esquina, e desde a torre de Hananeel até aos lagares do rei.” (Zc 14:4-10)     “E esta será a praga com que o SENHOR ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca.” (Zc 14:12)     “16 ¶ E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrarem a festa dos tabernáculos. 17 E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, não virá sobre ela a chuva.” (Zc 14:16-17)

 

f) “A Bíblia cai porque há impossibilidade científica de milagres”:

REFUTAÇÃO: 

    - Rever, em 5.2.a, a “Revelação Especial de Deus”.

    - Quando a existência do Deus Todo-Poderoso é aceita, então não há problema em se aceitar a Sua intervenção supranatural (e coerente conSigo mesmo): se, quando, como, e onde Ele o deseje. 

 

g) “A Bíblia tem erros na citação e interpretação de si própria”:

REFUTAÇÃO: O autor de todo livro é o único que pode citar a si mesmo sem ter que fazê-lo ipsis literis (“com as mesmas letras”). Isto é, nem sempre o autor tem que citar a si próprio exatamente, palavra por palavra, mas, sim, explicando-se em termos que julgue mais entendíveis aos novos leitores. Semelhantemente, o autor (o Espírito Santo) de toda a Bíblia é o único que tem o direito de re-expressar-Se e re-explicar-Se conforme Seu desejo soberano.

 

h) “A Bíblia relata Imoralidades (as vezes até mesmo da parte dos escritores de seus livros)”:

REFUTAÇÃO: Imoralidade, mesmo dos melhores homens, é registrada honestamente (!), mas nunca há imoralidade da parte de Deus, nunca Ele sanciona nenhum tipo ou número ou grau de pecado (aparentes aprovações à imoralidade são aprovações somente a uma virtude que a acompanhou). Exemplos:

i) Divórcio (Dt 24:1 vs. Mt 5:31-32 + 19:7-9), etc.: Cristo e os escritores do Novo Testamento nunca revogaram/ diminuíram/ aumentaram/ alargaram/ estreitaram a Lei de Deus no Velho Testamento, mas somente corrigiram a deturpada interpretação dos fariseus e da tradição talmúdica que se superpunha à pura vontade de Deus. Cristo e os escritores do Novo Testamento apenas restauraram o entendimento do Velho Testamento à sua pureza original.

    “Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa.” (Dt 24:1)

    “31 Também foi dito {*}: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de desquite. 32 Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.” (Mt 5:31-32) {* Isto é, pelos fariseus e outros deturpadores da Lei de Deus}

 “7 Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la? 8 Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. 9 Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.” (Mt 19:7-9)

 

ii) A matança dos cananeus (Dt 7:1-2; 20:16-18), os Salmo Imprecatórios (35, 69, 109, 137), etc., mostram um Deus soberano, santo, e justo, o único que tem todo o poder de dar vida, portanto o único que tem o direito de a tirar quando e como e onde quiser, podendo tirar a vida diretamente ou através de homens que Ele soberanamente escolher e poderosamente habilitar e usar para executar Seus desígnios.

*/

 

 

6. [curto resumo, a ser expandido noutro escrito:] A BÍBLIA É PRESERVADA, e o é ATRAVÉS DO TT , O TEXTO TRADICIONAL.

(isto é, através do Texto Massorético e do Textus Receptus, que embasam as originais Bíblias King James Bible (1611) e João Ferreira de Almeida (1681/1753) ). 

O importantíssimo estudo da doutrina da perfeita preservação da Bíblia (e a análise dos terríveis e revoltantes erros introduzidos pelos pouquíssimos e corrompidos manuscritos alexandrinos, todos eles cheios de rasuras e/ou de contradições contra todos os outros manuscritos e até entre eles mesmos e cada um contra si mesmo) será objeto de outros escritos. Mas não fica bem que estas atuais notas de aula fiquem sem nenhuma palavra sobre a doutrina da perfeita preservação da Bíblia. Por isso, darei, a seguir, um resumidíssimo esboço (quase que apenas os nomes dos principais tópicos) dessa importante doutrina: 

 

6.1. Deus PRESERVOU PERFEITAMENTE Suas Palavras. (prometeu fazê-lo, e o cumpriu).

Deus jurou que PRESERVARIA Suas palavras, e o faria de um modo absolutamente PERFEITO. /* 1Cr 16:15; Sl 12:6-7; 19:7-8; 33:1; 100:5; 111:7-8; 117:2; 119:89,152,160; 138:2b; Is 40:8; 59:21; Mt 4:4; 5:18; 24:35; Lc 4:4; 16:17; 21:33; Jo 10:35b; 16:12-13; 1Pe 1:23,25; Ap 22:18-19.

Por causa disto, como explicaremos depois, toda e cada letra e acento de toda e cada palavra do Texto (em hebraico-aramaico e em grego) por Ele preservado e que eu tenho agora escrito em papel, nas minhas mãos, é plenária, exclusiva, inerrável, infalível e verbalmente a própria Palavra eterna do próprio Deus! */ 

 

6.2. Tão maravilhosa preservação, sendo para NOSSO proveito, tem que ter sido aqui na TERRA 

Pv 22:20-21 (começar a ler do verso 17) é passagem chave, 

"20 Porventura não te ESCREVI EU excelentes coisas, acerca de todo conselho e conhecimento, 21 Para fazer-te saber a CERTEZA das PALAVRAS da verdade, e assim possas responder palavras de verdade aos que te consultarem?"

 

Deus, aqui, ensina que as Suas palavras foram ESCRITAS, e escritas para que quem as lê possa SABER a CERTEZA das PALAVRAS da verdade (2Tm 2:15), assim podendo oferecer as PALAVRAS de verdade a aqueles que as consultarem!!! Isto exige que foram escritas as EXATAS, exatas PALAVRAS (não apenas os "conceitos principais", vagamente) de DEUS, e elas INCESSANTEMENTE foram preservadas de modo PERFEITO, absolutamente PERFEITO, aqui na TERRA, em USO INCESSANTE pelos crentes FIÉIS (uma das suas características é que sempre foram odiados, caluniados, perseguidos e exterminados por Roma).

/*

- A Bíblia é para ser LIDA PUBLICAMENTE, por e para nós: Dt 3:11-13; Js 8:33-35; 2Rs 23:2; 2Cr 17:7-9; Ne 8:1-8,13,18; Jr 36:6; At 13:15,27; Cl 4:16;

- A Bíblia é para ser EXPOSTA, EXPLANADA, por e para nós: Ne 8:8; Lc 4:16-27; 24:27,45.

- A Bíblia é para ser LIDA-PESQUISADA DIARIAMENTE, por nós: At 17:11.

- Textos da Bíblia DEVEM SER ESCRITOS NOS UMBRAIS E PORTAIS, para nossos filhos e nós mesmos os LERMOS E MEMORIZARMOS: Dt 6:9; 11:20; Sl 119:11.

- A Bíblia NÃO É PARA SER ADICIONADA NEM SUBTRAÍDA pelos homens: Dt 4:2; 12:32; Ap 22:18-19.

- A Bíblia não é para ser manipulada enganosamente pelos homens: 2Co 4:2.

- A leitura da Bíblia produz convicção no homem, convicção do seu pecado: 2Rs 22:9-13; 2Cr 17:7-10; 34.

 

Não faz o menor sentido alguém dizer que crê que a Bíblia foi e está sendo preservada perfeita, porém isto está ocorrendo apenas no terceiro céu, não na terra! Que proveito isto teria para nós?!... Ora, a Bíblia foi dada por Deus para NOSSO proveito, não [somente] dos anjos e não [somente] dos salvos que já estão na glória! Rm 15:4; 2Tm 3:16-17. Os que precisam de médico são os doentes, não os sãos!

 

Por tudo isto, a preservação absolutamente perfeita que Deus garantiu para a Bíblia é [também] na TERRA.

*/ 

6.3. Tão maravilhosa preservação tem que ter sido CONTÍNUA 

(isto é, em USO, uso ATIVO, uso ativo INCESSANTE, uso ativo incessante pelos FIÉIS) (repetimos: uma das suas características é que sempre foram odiados, caluniados, perseguidos e exterminados por Roma),

 

senão Deus teria sido fragorosa e vergonhosamente derrotado durante muitos séculos, “coitadinho”, até que começou a ser salvo pelo poder e erudição do gênio humano!... (o gênio dos modernos críticos textuais.)

 

/*

Em particular, estariam miseravelmente enganados e usando uma Bíblia corrompida:

    TODOS os milhares de grandes verdadeiros salvos que foram pregadores, pastores, evangelistas, escritores, missionários e reavivadores, quer dos batistas e seus predecessores, quer dos reformados, todos eles, de ambos os grupos, de antes do século XX (os quais, sem exceção, de ambos os grupos, usaram o TT e suas traduções), e TODOS os bilhões de verdadeiros crentes (em toda a Bíblia) “leitos, comuns” de antes do século XX (que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções),

        de TODAS as centenas de milhares de igrejas locais verdadeiramente fiéis de antes do século XX (que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

        em TODOS os milhares de idiomas e dialetos (crentes e igrejas locais que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

        em TODAS as centenas de nações (crentes e igrejas locais que, sem exceção, usaram o TT e suas traduções)

desde a Reforma ter publicado as primeiras Bíblias traduzidas (as de Lutero em 1522 e de Tyndale em 1526),

...

até surgirem Bíblias baseadas num texto pretensamente restaurado pelos ditos gênio e poder do homem (somente em 1881), isto é, depois de 359 anos (= 131.035 dias!) de mais completa harmonia e de unidade entre os verdadeiros crentes (em toda e cada palavra da Bíblia) sem a mais leve disputa!!!*/

 

Assim, hoje, para todo e cada crente verdadeiro (o verdadeiro salvo que crê de verdade em [e se esforça para obedecer de verdade] cada palavra da Bíblia tomada no seu sentido literal e usual [dentro de sua dispensação e contexto], mesmo o assim chamado, “crente leigo, comum, ordinário” [e eu sou feliz em ser isso]) determinar qual o Texto absolutamente perfeito da Bíblia,

BASTA UM “INSTANTÂNEO FOTOGRÁFICO” (um “SNAPSHOT”), DESDE QUE SEJA GLOBAL E UNÂNIME: o crente verdadeiro, que crê em toda e cada palavra da Bíblia, não precisa saber 1 letra de grego ou hebraico, nem ter longamente examinado sequer 1cm2 de nenhuma foto de nenhum antiqüíssimo manuscrito, nem ter estudado sequer 1 dia nos mais famosos seminários do mundo: basta perguntar-se se houve uma época em que toda e cada igreja local verdadeira [perseguida pela Igreja institucionalizada], todo e cada crente verdadeiro, em toda e cada nação alcançada pelo verdadeiro evangelho, usava UM só texto da Bíblia em hebraico/ aramaico e em grego, ou usava UM só tipo de tradução fiel (para o seu idioma vernacular) feita com base naquele UM só texto. Se houve este texto e se houve essa tradução, ele saberá com toda certeza qual é o texto que é a pura Palavra de Deus, a qual, com absoluta perfeição, foi tanto inspirada por Deus como foi por ELE preservada em uso ativo e incessante, em Suas igrejas locais fiéis sobre todo o mundo.

É facílimo para todo e qualquer crente determinar qual o exato texto perfeitamente inspirado e perfeitamente preservado por Deus. Facílimo! 

 

6.4. Portanto, tão maravilhosa preservação TEM que ter sido através do TEXTO TRADICIONAL (TT) Canônico de Toda a Bíblia

(isto é, através do Texto Massorético e do Textus Receptus, que embasam as originais Bíblias King James Bible (1611) e João Ferreira de Almeida (1681/1753)

/*

Quanto ao Texto Massorético:

Lembremos dos EXTREMOS cuidado dos copistas dos manuscritos (estamos citando fatos sobre o Velho Testamento, mas sem dúvidas os cuidados dos VERDADEIROS crentes-copistas do Novo Testamento não devem ter sido menores, acredito mesmo que foram ainda maiores):

- Nem sequer uma letra, podia ser escrita de memória: o escriba tinha que ter uma cópia autêntica sob seus olhos, e tinha que ler super- cuidadosamente e pronunciar bem alto cada palavra, tanto antes como depois de copiá-la!;

- Cada jovem escriba era advertido pelo escriba ancião: “Acautela-te de como fazes teu trabalho, porque este é o trabalho do céu, não aconteça que tu omitas ou insiras uma letra e assim te tornes o destruidor do mundo!” (isto é, da humanidade).

- Cada palavra e cada letra era contada, e se UMA letra tivesse sido omitida ou inserida, ou se UMA letra tocasse um outra letra, a página era IMEDIATAMENTE (!) DESTRUÍDA (!) ; três erros numa página condenavam TODO o manuscrito!

Tais cuidados garantiram que mesmo hoje apenas 1 de cada 1580 letras do V.T. tenha variante, mesmo que esta variante seja totalmente para ser rejeitada, por ser dos falsos Textos Massoréticos!

 

Quanto ao Textus Receptus:

Cerca de 5600 manuscritos em grego de algum modo escaparam de ser queimados (como deviam ser, ao se tornarem gastos demais) e chegaram às nossas mãos, dando origem à impressão de dois textos gregos substancialmente diferentes, para o N.T.: Compare:

“Texto Recebido” (impresso por Erasmo, Stephanus, Beza, Elzevir, etc., a partir de 1516)

“Texto Crítico” (impresso por Westcott & Hort, Nestle-Aland, UBS, etc., a partir de 1881)

Espelha cerca de 5300 (95%) dos manuscritos em Grego.

Basicamente espelha apenas 2 (0,04%) dos cerca de 26 (0,5%) manuscritos em Grego da família originada em Alexandria, no Egito.

Estes 5300 manuscritos são absolutamente consistentes entre si,

Estes 26 manuscritos, particularmente os 2 mais usados, são absolutamente inconsistentes entre si (e, até, cada um consigo próprio)

Vieram de igrejas mais firmes, mais fiéis à doutrina

Vieram de igrejas mais introdutoras de heresias (Alexandria)

Foram os ÚNICOS textos adotados pelas igrejas fieis (perseguidas pela Igreja institucionalizada) e instruídas. Isto ocorreu sempre (antes da invenção da imprensa e advento da Reforma, e desde após a invenção da imprensa e logo após a Reforma e tradução e impressão da primeira Bíblia “protestante” em cada uma das principais línguas do mundo inteiro).

Só recentemente o Texto Crítico foi “re”-descoberto e passou a ser adotado pelos liberais e modernistas, que, enganosamente, chamam seus 2 ou 9 manuscritos básicos de “os mais antigos e melhores textos”.

Das cerca de 140.000 palavras do N.T. em Grego, o Texto Crítico. omite/ altera/ adiciona cerca de 10000. Dos 200 casos que examinei entre os que têm mais notável diferença doutrinária entre o TR e o TC, este SEMPRE (!) diminui a inspiração das Escrituras, a divindade de Cristo, Seu sangue, Seu nascimento virginal, a natureza vicária da Sua morte, a Trindade, ou outras doutrinas cardinais. Agora, responda: Em que Texto está evidenciado o sutil e destruidor dedo do Diabo? (Resposta em Ef 6:12.)*/

 

6.5. [Desde os 1os Séculos foi Reconhecido e] Desde a Reforma foi RE-confirmado o Cânon dos CONTEÚDOS (as Exatas PALAVRAS) dos Livros da Bíblia.

(Igual ao conteúdo, as exatas palavras, do Texto Massorético Ben Chayyim e do Textus Receptus Stephanus/ Scrivener.) Portanto, o assunto está encerrado, fechado!!! 

 

6.6. O "TEXTO CRÍTICO" (TC) de Westcott - Hort e seus Seguidores

Lamentavelmente, nestes dias de apostasia, crentes (muitos deles sinceros, mas inadvertidos) começaram a adotar alguma forma de TEXTO ALEXANDRINO- MODERNISTA (também chamado de Texto Crítico, TC). Ele representa não milhares e milhares de manuscritos oriundos de áreas com fiéis crentes verdadeiros e fiéis igrejas locais (perseguidas pela Igreja Romana), mas sim pouquíssimos (quase nunca mais que 6, usualmente somente 2 ou 3, muito freqüentemente só 2 ou 1, às vezes ZERO!) manuscritos com rasuras e de evidente qualidade muito inferior, oriundos da apóstata Alexandria!

/*

Por exemplo, a leitura do TT Canônico em Marcos 16:9-20 está em cerca de 1796 dos cerca de 1800 manuscritos que contêm este evangelho, enquanto que a leitura do TC (omitindo esses 12 versos, 166 palavras) está em apenas 4 manuscritos, devendo 2 destes manuscritos ser radicalmente desprezados por serem inegáveis FRAUDES, grosseiras FRAUDES (Sinaiticus e Vaticanus. Ver, em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/SinaiticusPag29Mark16-9-20-Helio.htm e http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/VaticanusPag1303Marcos16-9-20-Helio.htm, as fotografias comprobatórias das duas mais vergonhosas fraudes da História!), e devendo 1 manuscrito (o de nome 2386) dos 2 restantes também ser desprezado, por ser cópia direta filhote do Sinaiticus. Assim, a maioria é de 1796 manuscritos contendo Marcos 16:9-20, contra 1 manuscrito omitindo a passagem!!!

 

Basicamente, o TC se baseia em apenas 2 manuscritos: os corrompidos Sinaiticus (ou Aleph) e Vaticanus (ou B), com preponderância para o último. Os manuscritos deste pequenino grupo discordam mais freqüentemente e mais gravemente entre si do que discordam do TT Canônico! (Algumas vezes cada um discorda inaceitavelmente até mesmo de si próprio!).

 

“Suspeitamos que estes dois manuscritos [Sinaiticus e Vaticanus] devem sua preservação exclusivamente ao seu comprovado mau caráter; esta [comprovada má qualidade] fez com que o segundo deles eventualmente encontrasse seu caminho até uma esquecida prateleira da biblioteca do Vaticano, enquanto o outro, depois de local de exercício da engenhosidade de diversas gerações de corretores criticistas [que rasparam e escreveram por cima d o manuscrito á vontade], eventualmente foi jogado na cesta de lixo-papel, no convento aos pés do Monte Sinai. Tivessem estas cópias [Vaticanus e Sinaiticus] sido de mediana pureza, elas teriam há muito compartilhado o inevitável destino dos livros que são intensamente usados e altamente apreciados: a saber, eles teriam caído em desintegração [física, devida ao uso] e teriam desaparecido de vista.” (Dean Burgon, "Revison Revised", p. 319).

 

Quanto a Westcott e Hort, os pais de todas as centenas de traduções do TC que ganham rios de dinheiro mundo afora, eram comprovadamente sacerdotes anglicanos descrentes e perdidos (nem todos anglicanos o são), eram idólatras, mariólatras, advocantes da volta a Roma, duvidadores da Bíblia e da sua inspiração e preservação (perfeita preservação, como nós cremos), eram comunistas, evolucionistas Darwinistas, racistas, invocadores de espíritos (demônios!), fundadores de um centro espírita (demonismo!), armadores de esquemas e traições- mentiras para conseguirem seus intentos.  

Note que o texto dos corrompidos manuscritos alexandrinos foi completamente rejeitado pela multidão incontável das igrejas cristãs (mesmo as infiéis Grega Ortodoxa e Romana!!!), por quase 1900 anos, até que, introduzidos por Westcott-Hort em 1880, começou a levedar no século XX.*/

Maiores detalhes sobre a doutrina da perfeita preservação da Bíblia podem ser encontrados nas dezenas de artigos em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-PreservacaoTT/ 

 

7. [curto resumo, a ser expandido noutro escrito:] A BAGUNÇA DAS TRADUÇÕES DAS BÍBLIAS MODERNINHAS, INFIÉIS:

Sede por dinheiro, sede por adulterar, má base de tradução, mau método de tradução, exemplos de veneno infiltrado 

 

O importantíssimo estudo da questão das traduções da Bíblia (e a análise e exposição dos terríveis e revoltantes erros introduzidos pelas versões moderninhas da Bíblia, baseadas em manuscritos alexandrinos e/ou em métodos de tradução não literal e por equivalência formal e palavra por palavra) será objeto de outros escritos. Mas não fica bem que estas atuais notas de aula fiquem sem nenhuma palavra sobre esta questão. Por isso, darei, a seguir, um resumidíssimo esboço (quase que apenas os nomes dos principais tópicos) dessa importante doutrina: 

FONTE WWW.AVIVAMENTONOSUL.BLOGSPOT.COM