Translate this Page

Rating: 3.0/5 (868 votos)



ONLINE
12




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

JOHANNES REUCHIN (1455-1522)
JOHANNES REUCHIN (1455-1522)

 

                                            Reuchlin, Johannes (1455-1522)    

            

Johannes Reuchlin (Capnion) nasceu em Pforzheim em 

 22 de fevereiro de 1455 e morreu em Bad Liebenzell em 30 de junho de 1522.  

Após uma breve estadia na Universidade de Freiburg, onde se matriculou em 19 de maio de 1470, foi membro do coro em sua cidade natal, ganhando um lugar na corte do Margrave Charles I. Ele enviou-o como um companheiro para o seu filho Universidade de Paris, onde começou a estudar grego. No verão de 1474, ele trabalhou em Basel (Bachelor of Arts, 1475, mestre das artes, 1477), onde continuou seus estudos em grego. Neste período ele escreveu seu breviloquus Vocabularius (1475), mas sua filosofia de ensino de Aristóteles coloca em conflito com a faculdade dos sofistas '. Ele voltou a Paris e retomou seus estudos em grego, em seguida, indo para Orleans em 1478, para estudar Direito, recebendo sua graduação no ano seguinte e ganhar um ensinamento de vida. 

Ele continuou seus estudos em Direito em Poitiers, graduando-se em 1481 retornou à Alemanha para ensinar em Tübingen, mas foi chamado pelo Conde Eberhard im Bart para acompanhá-lo a Roma. Após o seu regresso à Alemanha, ele foi diretor do Conde e exerceu a advocacia em Stuttgart. Em 1481 ele ganhou lugar entre os juízes e dois anos mais tarde Eberhard enviado à Dieta de Frankfort, além de atender a coroação de Maximilian em Aachen . Enquanto isso, Reuchlin tinha começado a estudar hebraico. Ele visitou Roma pela segunda vez em 1490 como um companheiro do filho natural de Eberhard e dois anos depois o Conde mandou para a corte do Imperador Frederick em Linz, em uma missão diplomática. O imperador honrado Reuchlin conferindo o título e os privilégios de Palsgrave, recebendo instruções em hebraico aqui imperador Medic, o estudioso judeu Jacob empréstimos. Aqui ele deu o conhecimento da Cabala e em 1494 apareceu o verbo De mirífico , que tenta mostrar que Deus eo homem estão na revelação dos mistérios contidos nos belos nomes de Deus, especialmente o Tetragrammaton, o nome impronunciável (que ele traduziu Jhvoh , Jesus, lembrando o tetragrama YHWH), onde o homem se encontra com Deus e é salvo.

A morte de Eberhard (24 de fevereiro de 1496) colocou a vida de Reuchlin ameaçada pela galopante Eberhard Young e agostiniano Konrad Holzinger, que se opunham a ele. Ele fugiu Stuttgart para Heidelberg, foi nomeado conselheiro e principal tutor Eleitor Palatino Philip, 31 de dezembro de 1497 Em 1498, ele novamente voltou a Roma em uma missão para seu mestre, encontrando oportunidade de continuar seus estudos em hebraico com um erudito judeu, Obadias Sforno e encontrar Aldo Vinicio em Veneza. Em abril 1499 ele estava de volta em casa. Durante o período de sua residência em Heidelberg, agora terminou, teve poemas escritos e também epigramas latinos, duas comédias latinas em imitação de Terence, Sergio e Henno.

 

Enquanto isso, Eberhard, o filho tinha sido despojados em Württemberg, o que tornou possível a Reuchlin retornou a Stuttgart, onde foi um dos três juízes da Suábia aliança até o final de 1512 No meio das suas funções oficiais e seu consultório particular, ele encontrou tempo para postar em Pforzheim em 1506, De rudimentis Hebraicis .

 Em 1512, ele publicou em hebraico os sete salmos penitenciais , com uma tradução latina literal e gramatical explicação para o uso de iniciantes. Em 1515 publicou De accentibus et orthographia linguae Hebraicæ . Enquanto isso, ele tinha publicado em 1517 De arte cabbalistica , no qual argumentava que a Cabala foi revelado a Adão por um anjo e tinham sido preservados na tradição imutável ao tempo da Grande Sinagoga e, em seguida, transmitidos para os escritores do Talmud . O Cabal estava em harmonia com a filosofia de Pitágoras, que tinha sido tomada a partir de fontes egípcias, judaicas e persas. Doutrinas esotéricas da Cabala são enfatizadas e explicados e exemplificados os vários métodos de gematria.

 

Durante este período, Reuchlin se envolveu na polêmica que amargar os últimos anos de sua vida. Já em 1505, em sua carta Warumb morrer tão Juden sind lang im Elend , disse que a miséria dos judeus foi o castigo por sua rejeição do Messias e sua crença teimosa. Ao mesmo tempo, não queria ser perseguido, mas orou a Deus para iluminá-los. Mas Johann Pfefferkorn, um judeu convertido , agido de forma diferente, tentando fazer com que os judeus entregar todos os livros contrários à fé e assistir sermões cristãos destinadas a conversão. A atitude de Pfefferkorn foi aprovada pelo Imperador, que em 19 de agosto de 1509 emitiu uma liminar exigindo o cumprimento dos seus planos. Reuchlin se recusou a cooperar com Pfefferkorn, enquanto Uriel, o arcebispo de Mainz , proibiu o trabalho Pfefferkorn em sua diocese até novo aviso.

 Enquanto isso, os judeus de Frankfurt tinha queixado ao imperador que Pfefferkorn ignorado estas questões, ordenando o confisco Maximiliano Uriel e envio que atender a certos estudiosos, incluindo Reuchlin, para decidir sobre o assunto. Mas Uriel foi adiada e 06 de julho de 1510, Pfefferkorn obteve do imperador um novo requisito, que o arcebispo ficou visualizações que ele havia sido encomendados antes da consulta, que seriam consideradas pelo imperador escrito. Em 06 de outubro de 1510, Reuchlin deu sua opinião. Distinguir entre óbvio, como impieties Nizah on e Toledoth Yeshu , que devem ser destruídos após investigação legal e convicção eo outro, que deve ser preservada. 

Estes últimos são divididos em seis categorias, parcialmente caracterizadas por não realizar nada sobre o cristianismo (como a filosofia ea ciência natural), em parte porque não é censurável ( liturgias ), em parte por ser indispensável para a compreensão das bíblicos (comentários) em parte por serem defensores da fé cristã (Cabala) e em parte para conter grande parte do valor com a superstição (Talmud). Também argumentou que os judeus não eram hereges , para que eles pudessem reclamar protecção legal. As opiniões de outros estudiosos eram radicalmente diferentes, determinando Maximiliano levar o assunto à dieta, embora não foram tomadas novas medidas. Literary controvérsia Pfefferkorn aprofundada e pediu que o assunto seja julgado pelo imperador, o arcebispo de Mainz, a universidade ou o inquisidor.

Reuchlin respondeu com sua Augenspiegel (1511), mas Peter Meyer, inquisidor da província de Mainz, foi inibida e enviou uma cópia para o dominicano Jakob Hochstraten , inquisidor da província de Mainz, que submeteu à Faculdade de Teologia de Colônia . Tungern Arnold e Konrad Dominicana Kollin, comissários para examinar, exigiu que Reuchlin retirar todas as cópias e publicamente pediu a seus leitores a considerá-lo um católico e verdadeiro inimigo dos judeus e, especialmente, o Talmud. Mas isso era exigente demais e após uma série de controvérsias adicionados, incluindo Ain Verstentnus Clare (1512) e contra calumniatores Defensio (1513) Reuchlin, o Imperador prevaleceu silenciar ambas as partes em junho 1513 propôs a tarefa Reuchlin por Frederico, o Sábio , para prorrogar o mandato de fazer todos os inimigos e tentam difamar a Reuchlin Dominicana para eleitor fez Lutero e Carlstadt interceder em seu nome. 

Federico respondeu com a reserva diplomática Dominicana; Enquanto isso facção em Colônia imperador havia procurado confisco de Defensio , enquanto Hochstraten frase tinha conseguido Augenspiegel universidades de Louvain, Colônia, Mainz, Erfurt e Paris. Em 9 de setembro de 1513, Reuchlin foi convocado perante o tribunal da Inquisição . Ele não apareceu, mas apelou para o papa , que confiou a decisão de Jorge, Palsgrave e bispo de Speyer (novembro de 1513). Jorge convocou as partes e delegou a sábia decisão na Canon Thomas Truchsess, discípulo de Reuchlin. A 29 de março, 1514 sentença foi proferida em favor de Reuchlin, então Hochstraten apelou ao papa, a nomeação de uma comissão de vinte pessoas em 02 de julho de 1516 decidiu a favor de Reuchlin. Em seguida, uma publicada supersedendo mandatum de papal, adiou o julgamento por tempo indeterminado, embora Hochstraten passou um ano em Roma, em vão fingindo condenando Augenspiegel .

 

Reuchlin tinha a simpatia dos humanistas , como as cartas endereçadas a ele e que ele publicou sob o título Clarorum virorum Epistolæ (Tubingen, 1514 Zurique, 1558) e Epistolæ Obscurorum virorum . Tinha um poderoso protetor em Franz von Sickingen que alertou os dominicanos e, especialmente, para parar Hochstraten Reuchlin sozinho. Um tribunal reuniu-se em Frankfurt maio 1520, depois de condenar a atitude de Hochstraten recomendou que o provincial deve prevalecer sobre o Papa para acabar com a disputa, ambas as partes impunham silêncio, enquanto o capítulo sobre Hochstraten Dominicana desalojadas de suas encargos antes e inquisidor. 

Em Roma, ele foi considerado Reuchlin em sintonia com Lutero, de modo que o 23 de junho de 1520 a decisão papal era a favor de Hochstraten. Reuchlin apelou em vão Sickingen Roma e do imperador com igual futilidade. Mas o interesse na controvérsia chegou ao fim, na medida em que o problema da Luther ganhou destaque. A 29 de fevereiro de 1520, Reuchlin foi nomeado pelo Duque William da professora Bavaria de grego e hebraico em Ingolstadt, mas no início do ano seguinte a praga obrigou-o a ir para Tübingen, onde lecionou entre 1521 e 1522. 

 

Serviços indiretos Reuchlin à Reforma foram consideráveis. Em 1518, ele recomendou a seu sobrinho-neto Melanchthon como professor de grego em Wittenberg, mas a sua atitude em relação a Lutero e à Reforma em geral, não era simpático.

FONTE WIKIPÉDIA