Translate this Page

Rating: 3.0/5 (868 votos)



ONLINE
5




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

teologia sistematica a FÉ
teologia sistematica a FÉ

                                              DOUTRINA DA FÉ BIBLICA                                                     

 

 (Gr. πίστις , Lat. fides, Jiducia) é essencialmente confiar. Os vários usos da palavra (objetivos e subjetivos) pode ser resumida da seguinte forma:

. 1 Um corpo objetivo da verdade: "a fé"; designado pelos escolásticos como fides quae creditur , a fé que se acredita. Assim, a Confissão de Augsburgo fala de "nossa santa fé e Christiasn religião." (Este sentimento não ocorre no NT)

. 2 A regra de pensamento, os fides penes quam creditur: assim que os católicos Romanm dizer uma coisa dessas é "de fé" (não encontrado em NT).

3. A qualidade pessoal, ato ou hábito do homem individual; a fides qua creditur; a fé pela qual acreditamos. Este último é um (I) o exercício de nossos dons naturais (fé natural), ou (II) o exercício dos dons naturais, sob a influência do Espírito divino no que diz respeito às coisas divinas, e, especialmente, no que diz respeito à pessoa e obra de Cristo (o dom de Deus). Esta última é a fé cristã, e inclui dois elementos: (1) a apreensão espiritual do invisível e eterno ( Hebreus 11: 1Hebreus 11: 1 ), e, especificamente, (2) confiança em Cristo como Salvador pessoal; e, como tal, no sistema cristão, é a condição necessária da salvação. É o instrumento ou meio pelo qual a redenção de Cristo é apropriados, e, até agora, pois é um ato do homem, é o ato de todo homem, mente, afeições e vontade. É "uma graça salvadora pela qual o recebemos e descanso somente em Cristo para a salvação, como ele é oferecido gratuitamente a nós no Evangelho."

I. Fé Natural. - Todo o nosso conhecimento pressupõe a fé. Insthis visualizar Goethe disse que ele era um "crente nos cinco sentidos"; e Fichte, que "o homem apreende toda a realidade externa a si mesmo por meio da fé, uma fé que nasce com ele." No artigo CRENÇA (Veja CRENÇA ) (qv), foi demonstrado que há um fundamento estabelecido para o exercício deste princípio nas leis primárias de pensamento ou consciência de si na razão, e não do homem individual, mas da humanidade. Psicologicamente, "a fé é a faculdade de apreender elementos de prova, com uma propensão a admiti-lo quando devidamente apresentada à mente. Assim como pela sensação e percepção podemos discernir certos objetos por meio dos sentidos, e como em razão descobrimos algumas verdades, ou discerni-los em cima de sua apresentação simples (Chalmers, os Institutos de Teologia, livro 3, capítulo 6), sem qualquer outra garantia que a voz interior, assim também pela fé nós discernir outras verdades através dos meios de testemunho ou pela voz de autoridade. As tentativas de analisar essa qualidade da mente humana tem sido muitas vezes feitas e quantas vezes falhou. Mas, ainda assim permanece o fato de que, de acordo com o original, constituição de nossa natureza, somos capazes e dispostos a ceder à evidência na proporção de sua natureza e sua força (Hooker, Eclesiastes Pol livro 2, capítulo 7,. § 5); concordar com depoimento sobre factos não preasent e manifesto; e se submeter à autoridade no edital ou proposição de verdades, independentemente de qualquer percepção interna e direta deles por nós mesmos (Van Mildert, Boyle Lect. serm. 16). Em questões de vida em comum, desde a infância até a velhice, estamos continuamente agir, e são compelidos a agir, com base neste princípio (Barrow, On the Creed, seim in;.. Hare, vitória da fé, serm 4).

A criança acredita que o seu pai ou a sua enfermeira, e repousa nesta crença; e sob certas condições, o homem acredita que os registros da história passada, o depoimento de testemunhas oculares, e as afirmações de pessoas de confiança capazes de compreender o que afirmam. E não é demais dizer que, para além deste princípio e prática de crença, o homem, mesmo em pleno exercício de todos os seus outros poderes intelectuais, seria envolto em uma nuvem de tal ignorância, mesmo os temas mais comuns, que uma prisão seria colocada sobre todos os assuntos da vida civilizada, e não deve ser o fim de toda a harmonia social e da ordem. É por this'means que obtemos uma certeza, não de vista, não de demonstração, não da intuição direta e imediata, mas ainda uma certeza real e eficiente em muitos assuntos de grande importância prática em relação ao qual temos de outra forma seria irremediavelmente ignorantes e no escuro. Este princípio está na base das afeições humanas e laços familiares, de atividade agrícola e comercial, e de uma grande parte do nosso mais valioso conhecimento na ciência, e as nossas maiores realizações na arte. Acima de tudo, é assim que obtemos nosso conhecimento de muitas coisas divinas, e, especialmente, das relações existentes entre Deus e nós mesmos; uma familiaridade com o que, como veremos a seguir, é de extrema importância para nós, ao mesmo tempo, no entanto, independentemente do exercício da fé, é totalmente fora do alcance de qualquer homem vivo "(Rogers, Razão e Fé; Riddle, Bampton Palestras de 1852, selecionar. 1). A fé "é que a operação da alma em que estamos convencidos da existência do que não está diante de nós, do que não está sob o sentido ou qualquer outro poder diretamente cognitiva. É certamente uma energia nativa da mente, tanto quanto o conhecimento é, ou concepção é, ou imaginação é, ou sentimento é. Todo ser humano diverte, e deve entreter, a fé de algum tipo. Aquele que insistiria em ter sempre conhecimento imediato preciso ir para fora do mundo, pois ele é impróprio para este mundo, e ainda assim ele acredita que em nenhum outro. É em virtude de possuir a capacidade geral de que o homem está habilitado para entreter formas específicas de fé. Por um princípio natal, ele é levado a acreditar no que de que ele não pode ter nenhuma concepção adequada no infinito do espaço e do tempo, e, em provas de sua existência que está sendo apresentado, no infinito de Deus. Isso lhe permite subir para a fé em todas essas grandes verdades religiosas que Deus tem o prazer de revelar "(McCosh, intuições da mente, parte 3, livro 2, capítulo 5, ver também a parte 2, livro 2, capítulo 4) .

 Guizot, Med. et Etudes Morales (transl no Journal of Sacred Literatura, 12:.. 430 sq), tem um ensaio pensativo em que ele distingue as crenças naturais da fé da seguinte forma: "Ninguém pode duvidar que a palavra fé tem um significado especial, que é não devidamente representado por crença, convicção ou certeza. Personalizado e opinião universal confirmar este ponto de vista. Há muitas frases simples e habituais em que a palavra fé não pode ser substituído por qualquer outro. Quase todas as línguas têm uma palavra especialmente apropriada para expressar que ., que em Inglês é expressa pela fé, e que é essencialmente diferente de todas as palavras análogas Esta palavra, então, corresponde a um estado da alma humana, que expressa uma verdade moral que tornou tal palavra necessário Nós comumente entender pela fé. uma certa crença de fatos e dogmas - . fatos religiosos e dogmas Na verdade, a palavra não tem outro sentido quando empregá-la de forma absoluta e, por si só - falamos da fé que não é, no entanto, a sua, nem mesmo o seu sentido fundamental único. ; ele tem uma mais extensa, e a partir do qual o sentido religioso é derivado. Dizemos, tenho plena confiança em suas palavras; este homem tem fé em si mesmo, em seu poder, etc. Este emprego da palavra em matéria civil, por assim dizer, tornou-se mais freqüente em nossos dias; não é, no entanto, de invenção moderna; nem têm idéias religiosas já foi uma esfera exclusiva, dos quais as noções e a palavra fé eram sem aplicação. Ele é, então, o que prova o testemunho de linguagem e opinião comum, primeiro, que a palavra fé designa um certo estado interior daquele que crê, e não apenas um certo tipo de crença. Em segundo lugar, que é, no entanto, para uma determinada espécie de crença - a crença religiosa - que tem estado na primeira e mais geralmente aplicadas. Agora nossas crenças naturais germinar na mente do homem sem a cooperação de sua reflexão e sua vontade. Nossas crenças científicas, por outro lado, são o fruto do trabalho voluntário. Mas a fé participa, e, ao mesmo tempo difere, crenças naturais e científicos. É, como este último, individual e em particular; como o primeiro, é firme, completa, ativa e soberana. Considerado em si mesmo, e independente de qualquer comparação com esta ou aquela condição análoga, a fé é a segurança completa do homem na posse de sua crença: a posse libertou tanto de trabalho como de dúvida; no meio de que cada pensamento do caminho pelo qual ele foi atingido desaparece, e não deixa nenhum outro sentimento, mas que da harmonia natural e pré-estabelecida entre a mente humana e da verdade ".

 . II . Fé Cristã - Tão longe como a fé é um ato voluntário, qualidade ou hábito do homem, é psicologicamente o mesmo no sentido teológico como na vida comum; a diferença está nos objetos da fé. A fim de venerar ou amar um companheiro-homem, temos que acreditar na sua dignidade; assim, para o medo eo amor de Deus, que são elementos fundamentais da vida cristã, a fé deve pré-existir. Mas essa direção da alma para Deus não nascem do singular funcionamento da mente humana; é dom de Deus ( Efésios 2: 8Efésios 2: 8 ), e é operada no coração pelo Espírito Santo através da palavra do Evangelho e da livre graça de Cristo ( Romanos 10:17Romanos 10:17 ; 1 Coríntios 1:211 Coríntios 1:21 ). Fides donum dei est, quod per Christum redemptorem nostrum no verbo Evangelii recte agnoscimus (Form. Concord. 3:11). Não que o Espírito Santo endues a alma com qualquer nova faculdade com o propósito único de receber verdade do Evangelho; mas se acelera e dirige um corpo docente existente, ao mesmo tempo que apresenta a ele um objeto apropriado. A verdadeira fé. assim, animado, é uma operação de uma só vez do intelecto, o coração ea vontade. Como dito acima, essa fé, medida em que salva o homem da cristandade, é confiar especificamente em Cristo como Salvador pessoal. Ao tratar-lo ainda mais, nós damos,

 (I.) Os usos das palavras πίστις , fé, e πιστεύω , eu acredito que, nas Escrituras (condensados ​​de Cremer, Wörterbuch d. N. Teste. Gracitat, Gotha, 1866, 8vo).

 (II). A história da idéia de fé na teologia cristã até a Reforma.

 (III). As doutrinas protestantes e romanistas da fé em contraste e comparação com o outro.

 (IV). declarações protestantes posteriores da doutrina.

 (I.) uso das palavras da fé e acreditar nas Escrituras. - Πίστις .

 . 1 Em profano grego, πίστις significa principalmente confiança ou de confiança, tal como um homem pode ter em outra; mais raramente de fidelidade ou de fidelidade que um penhores ou mantém; e também a promessa de fidelidade, por exemplo, Sófocles, OC 1632; δός μου χερὸς σῆς πίστιν Exemplos do significado primário (confiança ou de confiança) são: Heródoto, 03:24; Sófocles, O. Colossenses 950; . Xen Hier. 4: 1. Na voz passiva (de crédito) é encontrado por exemplo, Aristóteles, Eth. 10: 8. Paralelo com o significado primário (confiança ou de confiança) destaca que de convicção , por exemplo πίστιν ἔχειν τινὸς (ter fé em uma coisa); mas esta convicção baseia-se confiança, e não no conhecimento, de modo que, neste sentido, ¼ πιστεύων fica em frente para εἰδώς , e πίστις para ἐτιστήμη (comp Plat.. Repub. 10: 601). Neste sentido πίστις é utilizado (na esfera da religião) de crença em deuses, e de reconhecimento deles, não com base no conhecimento (comp Plutarco,. Mor. 756, B; Platão, Legg. 976, C, D; Eurip. Med. 413, 414). Em vez característica é o facto de que esta fé não é designado como no NT pelo verbo πιστεύειν , mas por νομίζειν (Xen. Mem. I, 1: 1).

 Este elemento de "reconhecimento", como distinto do saber ( εἰδέναι ), é encontrada também nas significações NT da palavra como o usado por Paul e outros; por exemplo, 2 Coríntios 5: 72 Coríntios 5: 7 : "Porque andamos por fé ( πίστεως ), e não por vista "; Hebreus 11:27Hebreus 11:27 "Pela fé (πίστει ) deixou o Egito; " Hebreus 11: 1Hebreus 11: 1 : "Agora a fé ( πίστις ) é a substância das coisas que se esperam, ea prova das coisas que se não vêem "; Romanos 4:18Romanos 4:18 : "Quem contra a esperança acreditava ( ἑπίστευσεν ) na esperança, " João 20:29João 20:29 , "Bem-aventurados (são) os que não viram e (ainda ) ter acreditado " ( πιστεύσαντες ). Mas esta oposição ao "conhecimento" ou "vista" não é essencial para a idéia de fé, como é vista a partir de João 4:42João 4:42 ; João 11:45João 11:45 ; 1 Timóteo 4: 31 Timóteo 4: 3 ; Philemon 1: 6Philemon 1: 6 , et al. De fato , a fé NT difere do profano πίστις , em geral, que não é uma condenação realizada sem referência a qualquer terreno ou autoridade (compare 1 Pedro 3:151 Pedro 3:15 ; 1 Pedro 1:211 Pedro 1:21 ).

 No OT a palavra "fé" é relativamente pouco usado; a relação de mian a Deus e à sua revelação é geralmente designado bysome outro termo condizente com a economia da lei, por exemplo, "fazer a vontade de Deus", "guardar os mandamentos", "lembrando-se do Senhor" ( Êxodo 03:15Êxodo 03:15 ), et al . No entanto, nós encontramos (como uma espécie de frases entre muitos para expressar esta relação) termos que denotam "confiante", "esperança", "esperar no Senhor" בטח , חסה , קַוָּה , ἐλπίζειν , πεποιθέναι , υπομένειν etc.). Mas em alguns dos mais importantes passagens do Antigo Test. história a palavra "fé" ocorre; por exemplo, no que diz respeito a Abraão ( Gênesis 15: 6Gênesis 15: 6 ) ", ele acreditava no Senhor, e ele contou-lhe isto por justiça " do povo de Israel ( Êxodo 04:31Êxodo 04:31 ; comparar 1, 5, 8; Êxodo 14:31Êxodo 14:31 ); no que diz respeito à posse de Canaã ( Deuteronômio 09:23Deuteronômio 09:23 .; comp Deuteronômio 01:32Deuteronômio 01:32 ; Salmos 78:22Salmos 78:22 ; Salmos 78:32Salmos 78:32 ; Salmos 106: 24Salmos 106: 24 ); com respeito ao pacto da lei ( Êxodo 19: 9Êxodo 19: 9 ). Tendo em vista essas passagens grávidas, podemos dizer que as bases estabelecidas para o NT no Velho é colocada em "fé" (comp. 2 Crônicas 20:202 Crônicas 20:20 ; Isaías 53: 1Isaías 53: 1 ; Isaías 7: 9Isaías 7: 9 ; Isaías 28:16Isaías 28:16 ; Jonas 3: 5Jonas 3: 5 ). Mas a incredulidade é muito mais freqüentemente de que fala o OT do que a fé (comp. Salmos 27:13Salmos 27:13 ; 2 Reis 17:142 Reis 17:14 ; Salmos 78:22Salmos 78:22 ; Salmos 78:32Salmos 78:32 ; Salmos 106: 24Salmos 106: 24 ; Números 20:12Números 20:12 ; Deuteronômio 09:23Deuteronômio 09:23 ; Isaías 7: 9Isaías 7: 9 ; Isaías 53: 1Isaías 53: 1 ; Números 14:11Números 14:11 ; Salmos 106: 12Salmos 106: 12 ; Salmos 119: 66Salmos 119: 66 ). O verbo usado em todas estas passagens הֶאֵַמין Hiph. de אמן , para prender, construir para fazer firme. A partir da última dessas significações segue a da de apoio, de confiar, para confiar ( Jó 39: 11-12Jó 39: 11-12 ; Job 04:18Jó 04:18 ; Job 15:15Jó 15:15 ); segurando uma coisa para determinados e confiáveis ​​( 1 Reis 10: 71 Reis 10: 7 ; 2 Crônicas 9: 62 Crônicas 9: 6 ; Lamentações 4:12Lamentações 4:12 ; Jeremias 40:14Jeremias 40:14 ; Deuteronômio 28:66Deuteronômio 28:66 ; Job 24:22Jó 24:22 ). Usado com relação a Deus, denota uma clivagem com ele, repousando sobre a sua força, com certeza a confiança em Deus, que dá a fixidez e estabilidade ( 2 Crônicas 20:202 Crônicas 20:20 ; Isaías 7: 9Isaías 7: 9 ).

 Mas aparentemente não há substantivo correspondente ao verbo האמין . Paraאמֵוּנָה corresponde à partic. em Kal e Niphal, נֶאֶמָן אָמוּן e denota firmeza, estabilidade (como uma qualidade objetiva, por exemplo Isaías 33: 6Isaías 33: 6 ). Em outras passagens ela denota a qualidade pessoal de fidelidade, fidelidade (mas não de apegar pela fé), por exemplo, 1 Crônicas 02:221 Crônicas 2:22 ; 2 Crônicas 31:182 Crônicas 31:18 (sentido errado na versão em Inglês); 2 Reis 22: 72 Reis 22: 7 ; Jeremias 7:28Jeremias 7 : 28 . Nestas passagens, onde a palavra se refere ao homem, o setembro traduz πίστις ; mas quando se refere a Deus torna-se ἀλήθεια , por exemplo, Salmos 33: 4Salmos 33: 4 . Aqui pode-se observar que a referência a este אמונה (fidelidade de Deus) eby Paul ( Romanos 3: 2Romanos 3: 2 . sq) nos ajuda a corrigir a sua idéia de fé como definitiva . confiar como uma designação da relação religiosa do homem a Deus, אמונה , πίστις só é raramente usada no VT (veja 1 Samuel 26:231 Samuel 26:23 ; Jeremias 5: 3Jeremias 5: 3 ). Nestas passagens não denota simplesmente sinceridade, honestidade, mas sim a fidelidade, ou seja, fidelidade à aliança (comp. Jeremias 5: 3Jeremiah 5: 3 com Jeremias 1: 5Jeremias 1: 5 , e Mateus 23:23Mateus 23:23 ). Mas, afinal de contas, nós ainda não encontramos a nossa idéia de fé. Mas Habacuque 2: 4Habacuque 2: 4 proporciona uma passagem em que é decididamente a ser encontrado a Pauline esta passagem não foi compreendido pelo setembro, que mudou o sufixo da terceira pessoa ao do primeiro, e remetido a questão para a fidelidade e da confiabilidade de Deus. Mas אמוּנה está aqui no que diz respeito à relação em que o homem justo, em comparação com o Chaldsean altivo; prende-se com as promessas divinas; e refere-se, portanto, não Tio da própria relação, mas com a qualidade da relação, como a talmúdica הֵימָנוּתָא הֵימָנוּ denota a fé confiando (compare Levy Entre-Chald Wdrterbuch.). Paul, ao citar Habacuque 2: 4 , altera a ordem de as palavras do que na de setembro para ¼ δὲ δίκαιος ἐκ πίστεως ζήσεται ( Romanos 1:17 ;. comp Delitzsch, páginas 50-53 Habacuque Keil, Kleine Proph. em loc.). Assim, então, encontramos colocado no OT o terreno para a doutrina da fé, como NT total confiança, confiança; e este, também, combinado com uma condenação no valor de um reconhecimento do invisível (compare Hebreus 11: 1 ). Habacuque 2: 4  Romanos 1:17Hebreus 11: 1

 Conviction combinado com confiança, ao contrário de duvidar, tanto quanto o intelecto está em causa, e ao invés de temer, até onde o coração está em causa - . estas aparecem, até agora, a ser os elementos essenciais da fé (comp Mateus 21:21Mateus 21 : 21 ; Tiago 1: 6Tiago 1: 6 ; Hebreus 10:39Hebreus 10:39 ; Marcos 4:40Marcos 4:40 ; Hebreus 6:12Hebreus 6:12 ; Apocalipse 13:10Apocalipse 13:10 ).

 . 2 Encontramos πίστις aparentemente utilizada, especialmente nos Evangelhos sinópticos, no que diz respeito à relação dos indivíduos com o Senhor, para designar especiais atos de Confiança ( Mateus 8:10Mateus 08:10 ; Mateus 9: 2Mateus 9: 2 ; Mateus 9:22Mateus 09:22 ; Lucas 7: 9Lucas 7: 9 ; Lucas 7:50Lucas 07:50 ; Lucas 8:48Lucas 08:48 ; Lucas 17:19Lucas 17:19 ; Lucas 18:42Lucas 18:42 ; Marcos 5:34Marcos 05:34 ; Marcos 10:52Marcos 10:52 ;. comp Mateus 15:28Mateus 15:28 ). Mas os Synoptists também usam o termo para denotar (não simplesmente especial e esforços individuais de crença, mas também) plena confiança em Cristo, e na festejos divina ção nele ( Lucas 18: 8Lucas 18: 8 .; comp Mateus 8:10Mateus 08:10 ; Lucas 8:25Lucas 8 : 25 ; Marcos 4:40Marcos 04:40 ; Lucas 22:32Lucas 22:32 ; Lucas 17: 5Lucas 17: 5 ; Mateus 17:20Mateus 17:20 ; Mateus 21:21Mateus 21:21 ). Comparado com isso (e Paul assinala o contraste enfaticamente), a revelação OT era uma educação para a fé ( Gálatas 3: 23-26Gálatas 3: 23-26 : "Mas, antes que viesse a fé, estávamos guardados debaixo da lei, encerrados para aquela fé que se havia ser revelado. E assim a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio. Pois todos vós sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus;. "comp Romanos 11:32Romanos 11:32 ; Atos 17:31Atos 17:31 ). Mas é para ser compreendido também que a epístola aos Hebreus faz fé dos meios de exploração para o Deus da revelação, no âmbito de todo o econesay de redenção no AT, bem como o NT (Hebreus 11). Nos Atos fé parece ser usado como mais particularmente característica da esfera da revelação NT ( Atos 6: 7Atos 6: 7 ; comparar Romanos 1: 5Romanos 1: 5 ; Romanos 16:26Romanos 16:26 ; Atos 13: 8Atos 13: 8 ; Atos 17:31Atos 17:31 ; Gálatas 1:23Gálatas 1:23 ). Nas epístolas de Paulo, enquanto a fé OT é claramente reconhecido (por exemplo, com referência a Abraão, ea citação de Habacuque 2: 4Habacuque 2: 4 ), no entanto, a OT prevalecente incredulidade é especialmente enfatizado (eg Romanos 11:32Romanos 11:32 ); eo contraste entre a lei eo evangelho ( Gálatas 3:12Gálatas 3:12 sq.) traz claramente o elemento principal da fé NT como a confiança incondicional.

 A promessa, como o correlato do Evangelho, é o elemento NT da economia OT, e exige fé ( Gálatas 3:22Gálatas 3:22 ; comparar Gálatas 4:21Gálatas 4:21 sq.), mas a ausência de um σπέρμα co / ἐπήγγελται (semente para quem a promessa foi feita, Gálatas 3:19Gálatas 3:19 ) tornou necessária a interposição da lei; não um νόμος πίστιως (lei da fé), mas ἔργων (das obras), que, ao manifestar o pecado, foi um educador para a fé ( Romanos 3:19Romanos 3:19 ; Gálatas 3: 22-23Gálatas 3: 22-23 ). Isto lança luz sobre o contraste de πίστις e ἔργα - χάρις e ὀφείλημα - ou πίστις e νόμος ( Gálatas 3:23Gálatas 3:23 ; também Romanos 3: 27-28Romanos 3: 27-28 .; comp Romanos 4: 2Romanos 4: 2 ; Romanos 4: 5Romanos 4: 5 ; Romanos 9:32Romanos 9:32 ; Gálatas 2:16Gálatas 2:16 ; Gálatas 3: 2Gálatas 3: 2 ; Gálatas 3: 5Gálatas 3: 5 .; comp Gálatas 3:12Gálatas 3:12 ; Efésios 2: 8Efésios 2: 8 ; e em contraste com νόμος , Romanos 4: 13-14Romanos 4: 13-14 ; Romanos 4:16Romanos 4:16 ; Romanos 9:30Romanos 9:30 ; Gálatas 3: 11-12Gálatas 3: 11-12 ; Gálatas 3: 23-25Gálatas 3: 23-25 ​​). Este contraste, observa-se, só é introduzido por Paul nas passagens em que está expressamente apontando a diferença entre a economia OT da salvação e que do NT

 . 3 a seguinte classificação das passagens em que o waord πίστις ocorre será encontrado útil:

 (1.) Ele é usado com referência a um objeto, Hebreus 6: 1Hebreus 6: 1 ; 1 Tessalonicenses 1: 81 Tessalonicenses 1: 8 ; Marcos 11:22Marcos 11:22 ; 2 Tessalonicenses 2:132 Tessalonicenses 2:13 ; Colossenses 2:12Colossenses 2:12 ; Filipenses 1:27Filipenses 1:27 ; Atos 24:24Atos 24:24 ; Atos 26:18Atos 26:18 ; Colossenses 2: 5Colossenses 2: 5 ; Atos 20:21Atos 20:21 ; . comp Philemon 1: 5Philemon 1: 5 ; 2 Timóteo 3:132 Timóteo 3:13 ; Gálatas 3:26Gálatas 3:26 ; Efésios 1:15Efésios 1:15 ; 2 Timóteo 3:152 Timóteo 3:15 ; Romanos 3:25Romanos 3:25 ; com o genit obj.-,. Romanos 3:22Romanos 3:22 ; Gálatas 2:16Gálatas 2:16 ; Gálatas 3:22Gálatas 3:22 ; Efésios 3:12Efésios 3:12 ; Filipenses 3: 9Filipenses 3: 9 ; Gálatas 2:20Gálatas 2:20 ; Atos 3:16Atos 03:16 ; James 2: 1Tiago 2: 1 ; Apocalipse 02:13Apocalipse 2 : 13 ; Apocalipse 14:12Apocalipse 14:12 ; com Tito 1: 1Tito 1: 1 , compare Apocalipse 17:14Apocalipse 17:14 .

 (2.) Sem uma definição mais perto, simplesmente como fé, que adere com plena, convicção e confiança para a revelação NT da salvação, e faz deste a sua fundação (de apoio). Aqui é especialmente importante a expressão ( Atos 3:16Atos 03:16 ), a fé que vem por ele, uma expressão que é usado para apontar a salvação decorrente da mediação de Cristo, através do olhando para Jesus, o autor da fé ( Hebreus 12: 2Hebreus 12: 2 ). Sob esta classe, além das passagens do Evangelho sinópticos já referido, podemos citar Atos 14:22Atos 14:22 ; Atos 16: 5Atos 16: 5 ; Colossenses 1:23Colossenses 1:23 ; 1 Pedro 5: 91 Pedro 5: 9 ; Romanos 14: 1Romanos 14: 1 ; Romanos 4: 19-20Romanos 4: 19-20 ; 1 Coríntios 16:131 Coríntios 16:13 ; Romanos 11:20Romanos 11:20 ; 2 Coríntios 1:242 Coríntios 1:24 ; 2 Coríntios 13: 52 Coríntios 13: 5 ; 1 Timóteo 2:151 Timóteo 2:15 ; 2 Timóteo 4: 72 Timóteo 4: 7 ; 2 Coríntios 8: 72 Coríntios 8: 7 ; 2 Coríntios 10:152 Coríntios 10:15 ; 2 Tessalonicenses 1: 32 Tessalonicenses 1 : 3 ; Colossenses 2: 7Colossenses 2: 7 ; 1 Timóteo 1:191 Timóteo 1:19 ; James 2: 1Tiago 2: 1 ; Tiago 2:14Tiago 2:14 ; Tiago 2:18Tiago 2:18 ; Tito 1:13Tito 1:13 ; Tito 2: 2Tito 2: 2 ; 2 Coríntios 5: 72 Coríntios 5: 7 ; Romanos 1:17Romanos 1:17 ; Gálatas 3:11Gálatas 3:11 ; Hebreus 10:38Hebreus 10:38 (comp. Gálatas 2:20Gálatas 2:20 ); Atos 13: 8Atos 13: 8 ; 2 Timóteo 2:182 Timóteo 2:18 ; 1 Timóteo 1:191 Timóteo 1:19 ; 1 Timóteo 4: 11 Timóteo 4: 1 ; 1 Timóteo 5: 81 Timóteo 5: 8 ; 1 Timóteo 5:121 Timóteo 5 : 12 ; 1 Timóteo 6:101 Timóteo 6:10 ; 1 Timóteo 6:211 Timóteo 6:21 ; 2 Timóteo 3: 82 Timóteo 3: 8 . Em seguida, as expressões paulinas ἐκ πίστεως εῖναι , οἱ ἐκ ¸ (os que são da fé; Gálatas 3: 7Gálatas 3: 7 ; Gálatas 3: 9Gálatas 3: 9 ; Gálatas 3:12Gálatas 3:12 ; Gálatas 3:22Gálatas 3:22 ; Romanos 4:16Romanos 4:16 ; Romanos 3:26Romanos 3:26 ; comp. Hebreus 10:39Hebreus 10:39 ), ἐσμἐν πίστεως (somos dos que acreditam), são utilizados de fé adequada (compare Romanos 14: 22-23Romanos 14: 22-23 ). As frases ἐκ πίστεως δικαιοῦν , δικαιοῦσθαι , fazer fé a condição necessária da justificação ( Romanos 3:30Romanos 3:30 ; comp. Gálatas 3:14Gálatas 3:14 ; Romanos 5: 1Romanos 5: 1 ; Gálatas 2:16Gálatas 2:16 ; Gálatas 3: 8Gálatas 3: 8 ; Romanos 4:13Romanos 4:13 ; ἐκ πίοτεως , Romanos 9:30Romanos 09:30 ; Romanos 10: 6Romanos 10: 6 ; Filipenses 3: 9Filipenses 3: 9 .; comp Romanos 1:17Romanos 1:17 ; Romanos 4: 5Romanos 4: 5 ; Romanos 4: 9Romanos 4: 9 ). A palavra πιστις é encontrado unido a ἀγάπη , Efésios 6:23Efésios 6:23 ; 1 Tessalonicenses 3: 61 Tessalonicenses 3: 6 ; 1 Tessalonicenses 5: 81 Tessalonicenses 5: 8 ; 1 Timóteo 1:141 Timóteo 1:14 ; 1 Timóteo 4:121 Timóteo 4:12 ; 1 Timóteo 6:111 Timóteo 6:11 ; 2 Timóteo 1: 52 Timóteo 1: 5 ; 2 Timóteo 1:132 Timóteo 1:13 ; 2 Timóteo 2:222 Timóteo 2:22 ; Gálatas 5: 6Gálatas 5: 6 ; 1 Coríntios 13:131 Coríntios 13:13 ; Apocalipse 02:19Apocalipse 2:19 ; com ἐλπίς , ὑπομονή , 1 Coríntios 13:131 Coríntios 13:13 ; 2 Tessalonicenses 1: 42 Tessalonicenses 1: 4 ; Apocalipse 13:10Apocalipse 13:10 . A palavra também é encontrada Atos 6: 5Atos 6: 5 ; Atos 6: 8Atos 6: 8 ; Atos 11:24Atos 11:24 ; Atos 14:27Atos 14:27 ; Atos 15: 9Atos 15: 9 ; Romanos 1: 8Romanos 1: 8 ; Romanos 1:12Romanos 1:12 ; Romanos 3:31Romanos 3:31 ; Romanos 4:12Romanos 4:12 ; Romanos 5: 2Romanos 5: 2 ; Romanos 10: 8Romanos 10: 8 ; Romanos 10:17Romanos 10:17 ; Romanos 12: 6Romanos 12: 6 ; 1 Coríntios 2: 51 Coríntios 2: 5 ; 1 Coríntios 15:141 Coríntios 15:14 ; 1 Coríntios 15:171 Coríntios 15:17 ; 2 Coríntios 1:242 Coríntios 1:24 ; 2 Coríntios 4:132 Coríntios 4:13 ; Gálatas 5: 5Gálatas 5: 5 ; Gálatas 5:22Gálatas 5:22 ; Gálatas 6:10Gálatas 6:10 ; Efésios 3:17Efésios 3:17 ; Efésios 5: 5Efésios 5: 5 ; Efésios 5:13Efésios 5:13 ; Efésios 6:16Efésios 6:16 ; Filipenses 1:25Filipenses 1:25 , 7: 7; Colossenses 1: 4Colossenses 1: 4 ; 1 Tessalonicenses 1: 31 Tessalonicenses 1: 3 ; 1 Tessalonicenses 3: 21 Tessalonicenses 3: 2 ; 1 Tessalonicenses 3: 51 Tessalonicenses 3: 5 ; 1 Tessalonicenses 3: 71 Tessalonicenses 3: 7 ; 1 Tessalonicenses 3:101 Tessalonicenses 3:10 ; 2 Tessalonicenses 2: 22 Tessalonicenses 2: 2 ; 1 Timóteo 1: 21 Timóteo 1: 2 ; 1 Timóteo 1: 41 Timóteo 1: 4 ; 1 Timóteo 2: 71 Timóteo 2 : 7 ; 1 Timóteo 3: 91 Timóteo 3: 9 ; 1 Timóteo 4: 61 Timóteo 4: 6 ; 1 Timóteo 6:121 Timóteo 6:12 ; 2 Timóteo 1: 52 Timóteo 1: 5 ; 2 Timóteo 3:102 Timóteo 3:10 ; Tito 1: 1Tito 1: 1 ; Tito 1: 4Tito 1: 4 ; Tito 3:15Tito 3:15 . Philemon 1: 6Philemon 1 : 6 ; Hebreus 10:22Hebreus 10:22 ; Hebreus 13: 7Hebreus 13: 7 ; Tiago 1: 3Tiago 1: 3 ; Tiago 1: 6Tiago 1: 6 ; James 2: 5Tiago 2: 5 ; Tiago 2:14Tiago 2:14 ; Tiago 2: 17-18Tiago 2: 17-18 ; Tiago 2:20Tiago 2:20 ; James 2:22James 2:22 ; Tiago 2:24Tiago 2:24 ; Tiago 2:26Tiago 2:26 ; Tiago 5:15Tiago 5:15 ; 1 Pedro 1: 51 Pedro 1: 5 ; 1 Pedro 1: 71 Pedro 1: 7 ; 1 Pedro 1: 91 Pedro 1: 9 ; 1 Pedro 1:211 Pedro 1:21 ; 2 Pedro 1: 12 Pedro 1: 1 ; 2 Pedro 1: 52 Pedro 1: 5 ; Juízes 1: 3Juízes 1: 3 ; Juízes 1:20Juízes 1:20 .

 Que mesmo em James, a confiança, a confiança (e não mero reconhecimento), é o elemento essencial da fé, é manifesta a partir da passagem ( Tiago 5:15Tiago 5:15 ), r | εὀχὴ τῆς πίστεως σώσει τὸν κάμνοντα (a oração da fé salvará o doente ). As obras da fé são, de acordo com James, como manifestar a fé, e sem a qual a fé afunda em um mero reconhecimento ( Tiago 2:19Tiago 2:19 ), com a fé morta ( νεκρά ).

 Deve-se notar que a palavra πίστις ocorre nas epístolas de João apenas em um lugar, 1 João 5: 41 João 5: 4 , e em seu Apocalypse em quatro lugares ( Apocalipse 02:13Apocalipse 2:13 ; Apocalipse 02:19Apocalipse 2:19 ; Apocalipse 13:10Apocalipse 13:10 ; Apocalipse 14:12Apocalipse 14:12 ).

 Restam poucas passagens em que πίστις aparentemente não denota "confiança" na salvação por Cristo, como Romanos 12: 3Romanos 12: 3 (comp. Alford, . em loc, e também Atos 17:31Atos 17:31 ). 1 Coríntios 13: 21 Coríntios 13: 2 é facilmente explicado por comparação com Mateus 21:21Mateus 21:21 ; Lucas 17: 5-6Lucas 17: 5-6 , e aqui será melhor se juntou 1 Coríntios 12: 91 Coríntios 12: 9 . Na significação fidelidade, πίστις , como o OT אמֵוּנָה , se fala de Deus, Romanos 3: 3Romanos 3: 3 ; dos homens, Mateus 23:23Mateus 23:23 ; Tito 2:10Tito 2:10 . Com a antiga passagem comparar Isaías 5: 1Isaías 5: 1 sq. Πιστεύω Geral significado:. um a confiar, a depender, τινὶ eg ταῖς σπονδαῖς θεῶν θεσφάτοις , Polyb. 5:62, 6; Sophocl. Philoct. 1360; Demosth. Filipenses 2:67, 9. Com o dativo da pessoa e da acc. da coisa, π . τινί τι = para InTrust (confide) algo para uma pessoa, Lucas 16:11Lucas 16:11 ; João 02:24João 02:24 ; no passivo, πιστεύομαί τι , estou confiado com uma coisa; sem obj .: Eu estou confiável, Romanos 3: 2Romanos 3: 2 ; 1 Coríntios 09:171 Coríntios 09:17 ; Gálatas 2: 7Gálatas 2: 7 ; 1 Tessalonicenses 2: 41 Tessalonicenses 2: 4 ; 2 Tessalonicenses 1:102 Tessalonicenses 1:10 ; 1 Timóteo 1:111 Timóteo 1:11 ; Tito 1: 3Tito 1: 3 . . b Muito freqüentemente πιστεύειν τινὶ denota a confiar em uma pessoa, para dar crédito a, para aceitar as declarações (de ser convencido de sua verdade); Soph. El. 886, τῷ λόγῳ . Num sentido mais amplo, πιστεύειν τινί τι , para acreditar que uma pessoa; . eg Eur Hec. 710, λόγοις ἐμοῖσι πίστευσον τάδε ; . Xen Apol. 15. Então πιστεύειν τι , para acreditar uma coisa, para rec. ognise ele (como true); eg Plat. Gorg. 524, A, alfa ἐγὼ ἀκηκοὼς πιστεύω ἀληθῆ εϊ v ναι ; . Aristot . Analyt Provérbios 2, 23; também πιστεύειν περὶ , ὐπέρ τινος , Plut. Lye. 19, onde πιστεύειν está sozinho, para estar inclinado a acreditar, reconhecer uma coisa; enquanto por exemplo, em João 09:18João 09:18 , o objetivo específico é acrescentou: "Mas os judeus não acreditaram que lhe digam respeito que ele tinha sido cego, e recuperou a vista."

 No NT (em que πιστεύειν tem em conta a nossa conduta para com Deus e sua revelação) todas essas construções são encontrados, bem como as combinações (incomuns no profano grego) de πεἰς , ἐπί τινα , ἐπὶ τινι e também πιστεύειν sozinho. A questão é se a significação original for de confiança, ou aceitar como verdadeiro.

 (1.) Encontramos πιστεύειν na significação para acreditar, para takefor verdade, e, portanto, para ser convencido, para reconhecer (aceitar);

 (A) com a acc. seguinte, João 11:26John 11:26 , πιστεύεις τοῦτο ; comp. João 11: 25-26João 11: 25-26 ; 1 João 4:161 João 4:16 ; Atos 13:41Atos 13:41 ; 1 Coríntios 11:181 Coríntios 11:18 ; 1 Timóteo 3:161 Timóteo 3:16 (comp. Mateus 24:23Mateus 24:23 ; Mateus 24:26Mateus 24:26 ; Lucas 22:67Lucas 22:67 ;) João 10:25João 10:25 ;

 (B) com o infinitivo depois dele, Atos 15:11Atos 15:11 ( πιστεύομεν σωθῆναι );

 (C) com ou depois dela, Mateus 9:28Mateus 09:28 ; Marcos 11: 23-24Marcos 11: 23-24 ; Atos 9:26Atos 09:26 ; Tiago 2:19Tiago 2:19 , σὺ πιστεύεις ὅτι εϊ v ς ¼ θεός ἐστιν ; compare Atos 27:25Atos 27:25 ; João 4:21João 4:21 , πίστευέ μοι , ὅτι ἔρχεταιώρα Esta construção de πιστεύειν ὄτι é especialmente freqüente nos escritos de João, no sentido de St. Paul dele. It. também é usado por Paulo em Romanos 6: 8Romanos 6: 8 ; 1 Tessalonicenses 4:141 Tessalonicenses 4:14 ; mas em Romanos 10: 9Romanos senso de confiança predomina sobre o de takingfor verdade. Compare também Hebreus 11: 6 , com Hebreus 11: 1 ; Hebreus 4: 3 . Hebreus 11: 6Hebreus 11: 1Hebreus 4: 3

 Em João essa construção com ὄτι é encontrada em capítulos João 4:21João 4:21 ; João 8:24João 08:24 ; João 10:38João 10:38 ; João 11:27João 11:27 (compare João 6:69João 6:69 ); João 11:42João 11:42 (compare João 17: 3João 17: 3 ); João 13:19John 13:19 ; João 14: 10-11João 14: 10-11 ; João 16:27João 16:27 ; (E ter acreditado que eu saí de Deus), João 16:30João 16:30 ; João 17: 8João 17: 8 ; João 17:21João 17:21 ; João 20:31João 20:31 ; 1 João 5: 11 João 5: 1 ; 1 João 5: 51 João 5: 5 . (comp com 1 João 5:101 João 5 : 10 ). Nestas passagens o sentido de πιστεύω é o de parecer favorável, a crença, o reconhecimento, a convicção da verdade. Este significado também é predominante na seguinte passagem: João 3:12João 3:12 (Se vos falei de coisas terrestres, e vós acredito não, como deve ye acreditar se eu te disser de celeste coisas) (comp. João 3:11João 3:11 ). Note-se também a conexão com γινώσκειν (saber), João 6:69João 6:69 ; João 10: 37-38João 10: 37-38 ; João 17: 8João 17: 8 ; e note-se também a relação das obras de Cristo e da vista para a fé, João 04:48João 4:48 (não vos ver sinais e prodígios, não quereis acreditar); João 10: 37-38João 10: 37-38 ; João 14:11João 14:11 ; João 06:36João 06:36 ; João 20: 8John 20: 8 ; João 20:29João 20:29 (compare João 20:25João 20:25 ); João 1:51João 1:51 ; João 4: 39-42João 4: 39-42 .

 Vamos olhar agora para as construções πιστεύειν τινί εἴς τινα . É claro que πιστεύειν τινὶ de si mesma não pode significar a aceitar uma pessoa; mas apenas para acreditar que ele diz, a confiar em sua palavra, por exemplo, João 2:22João 2:22 (eles acreditaram na Escritura e na palavra que Jesus tinha dito); João 05:47João 05:47 ; João 00:38João 00:38 . (comp Lucas 1:20Lucas 01:20 ; Atos 24:14Atos 24:14 ; Atos 26:27Atos 26:27 ; 1 João 4: 11 João 4: 1 ). Neste sentido, também entendemos João 05:46John 5:46 (para tiveram crêsseis em Moisés, teríeis acreditado em mim); João 8:31João 8:31 ; João 8: 45-46João 8: 45-46 ; João 10:37João 10:37 (. comp com João 10:36João 10:36 ); João 14:11João 14:11 . No entanto, como é o testemunho de Jesus a si mesmo que está em questão, a aceitação de suas palavras implica a aceitação da sua pessoa ( João 05:46João 05:46 ; comp com. João 5: 37-39João 5: 37-39 ). Conecte-se com estes a passagem original 1 João 3:231 John é o mandamento, que creiamos em o nome de seu filho Jesus Cristo "(em outros lugares εἰς τὸ ὄν , João 1:12João 1:12 ; João 2:23João 2:23 ; João 3:18João 3:18 ; 1 João 5:131 João 5:13 );. comp também João 6:29João 6 : 29 ; João 16: 9João 16: 9 ; 1 João 5:101 João 5:10 (Aquele que crê em [ εἰς ] o Filho de Deus tem em si o testemunho; aquele que não crê Deus [ τῷ Θεῷ ] fez dele um mentiroso, porque não crê εἰς ] no testemunho que Deus de seu Filho deu). Aqui πιστεύειν τῷ θεῷ , crer em Deus, é receber o seu testemunho, π . εἰς την μαρτυρίαν e, consequentemente, para recebê-lo para quem o testemunho é confirmado. comp mais longe. João 05:38John 5 : 38 com 37, 24, 47 e 44. Estas passagens mostram que a idéia de John de fé inclui

 

(1) aceitar o testemunho de Deus, 

(2) aceitar o testemunho de Cristo respeito a si mesmo e, portanto,

 (3) aceitar o próprio Cristo.

 A construção πιστεύειν εἰς é encontrado em João 2:11João 2:11 ; João 3:16Jo 3:16 ; João 3:18João 3:18 ; João 3:36João 3:36 ; João 04:39João 04:39 ; João 6:29João 6:29 ; João 6:40João 6:40 (47); João 7: 5João 7: 5 ; João 07:31João 07:31 ; João 7: 38-39João 7: 38-39 ; João 07:48João 07:48 ; João 08:30João 08:30 ; João 9: 35-36João 9: 35-36 ; João 10:42João 10:42 ; João 11: 25-26João 11: 25-26 ; João 11:45João 11:45 ; João 11:48João 11:48 ; João 00:11João 00:11 ; João 00:37João 00:37 ; João 12:42João 12:42 ; João 00:44João 00:44 ; João 12:46João 12:46 ; João 14: 1João 14: 1 ; João 14:12João 14:12 ; João 16: 9João 16: 9 ; João 17:20João 17:20 ; 1 João 5:131 João 5: 13 . A única passagem nos escritos de John em que uma outra preposição ocorre é João 3:15João 3:15 , onde Lachmann lê ἐπ αὐτόν , Tischendorf ἐν αὐτῷ , em vez de εἰς αὐτόν .

 (2.) Mas o sentido de admitir, aceitar como verdade, até agora desenvolvido, é de nenhuma maneira toda a idéia de João de fé em Cristo. Inclui não só isso, mas também a adesão a Cristo; aderindo a hium. Veja, por exemplo, toda a passagem, João 9: 35-38João 9: 35-38 ., e comp João 11:48João 11:48 ; João 10: 26-27João 10: 26-27 ; João 6:69João 6:69 ; João 1:12Jo 1:12 . Ambos são evidentemente contida também na πιστεύειν τινὶ , João 06:30João 6:30 ; comp. com João 6:29John assinar ShoWest tu, para que possamos ver e crer em ti); 29: ἵνα πιστεύσητε εἰς ὃν ἀπέστειλεν ¼ θεός (que credes em him''whom Ele enviou). Compare especialmente também Mateus 27:42 ; Marcos 15:32 . Mateus 27:42Mark 15:32

 É claro, agora, que a idéia de John de fé inclui o elemento de apegar-se a Cristo, bem como de aceitá-lo; e esta clivagem para ele inclui a idéia de plena confiança em Cristo como Salvador, como ilustrado na passagem importante, João 3:15João 3:15 : ἴνα πᾶς ¼ πιστεύων εν αὐτῷ (que todo aquele que crê em ele, não εἰς αὐτον ). Tischendorf ἐν , Lachmsann ἐπ αὐτόν ). "Aqui está envolvida a angústia, no crente, da picada da serpente de bronze, e o penhor olhando aquele em quem o pecado foi crucificado com o olho interior da fé" (Alford, em loc.). Neste sentido pleno da palavra João usa πιστεύω por si só (a acreditar) em João 1: 7João 1: 7 ; João 1:51João 1:51 ; João 4: 41-42João 4: 41-42 ; João 04:48João 04:48 ; João 06:36João 06:36 ; João 6:64João 6:64 ; João 9:38João 09:38 ; João 10: 25-26João 10: 25-26 ; João 11:15João 11:15 ; João 11:40João 11:40 ; João 00:39João 00:39 ; João 12:47João 12:47 ; João 14:29João 14:29 ; João 16:31João 16:31 ; João 19:35João 19:35 ; João 20:31João 20:31 (comp. João 3:12João 3:12 ; João 6:69João 6:69 ; João 20: 8João 20: 8 ; João 20:25João 20:25 ; João 20:29João 20:29 ). E esta fé é a condição "ofthe dons da vida, luz e salvação; João 10: 26-27João 10: 26-27 ; João 3:12João 3:12 ; João 3:16Jo 3:16 ; João 3:18João 3:18 ; João 3:36João 3:36 ; João 6:35Jo 6:35 ; João 6:40John 06:40 ; João 6:47João 6:47 ; João 7:38João 7:38 ; João 11: 25-26João 11: 25-26 ; João 20:31João 20:31 (comp. João 05:38João 5:38 ); João 8:24João 8:24 ; João 1:12Jo 1:12 ; João 00:36João 12:36 ; João 12:46John 00:46 (comp. João 8:12João 8:12 e João 11:40João 11:40 ).

 (3) uso de Paulo πιστεύειν inclui também a ideia de intelectual convicção, o reconhecimento; ver as passagens acima citadas sob πίστις , e comp. também Romanos 4:20Romanos 4:20 (fortes na fé); 1: 5; 16:26, e a relação de πιστεύειν para κηρύσσειν ( Romanos 10:14Romanos 10:14 ; Romanos 10:16Romanos 10:16 ; 1 Coríntios 15: 21 Coríntios 15: 2 ; 1 Coríntios 15:111 Coríntios 15:11 ; Efésios 1:13Efésios 1:13 ). Mas o sentimento de confiança em Cristo tas Salvador é sempre predominante no Paul. A construção πιστεύειν τινι para confiar, confiar, é encontrado 2 Timóteo 1:122 Timóteo 1:12 (eu sei em quem tenho crido, e estou certo); Tito 3: 8Tito 3: 8 ; Romanos 4: 3Romanos 4: 3 ; Gálatas 3: 6Gálatas 3: 6 ; Romanos 4: 6Romanos 4: 6 ; comparar Romanos 4:18Romanos 4:18 . Em vez de o dativo encontramos πιστεύειν ἐπί τινα , Romanos 4: 5Romanos 4: 5 : ἐπὶ τὸν δικαιοῦντα τὸν ἀσεβῆ (naquele que justifica o ímpio), Romanos 4:24Romanos 4:24 . O πιστεύειν εἰς também denota sempre fé em Cristo - ( Romanos 10:14Romanos 10:14 ; Gálatas 2:16Gálatas 2:16 ; Filipenses 1:29Filipenses 1:29 ); Da mesma forma ἐπὶ com o dativo, 1 Timóteo 1:161 Timóteo 1:16 ; Romanos 9:33Romanos 9:33 . E πιστεύειν é utilizado sozinho para designar a mais completa confiança de fé, Romanos 1:16Romanos 1:16 ; Romanos 3:22Romanos 3:22 ; Romanos 4:11Romanos 4:11 ; Romanos 4:18Romanos 4:18 ; Romanos 10: 4Romanos 10: 4 ; Romanos 10:10Romanos 10:10 ; Romanos 13:11Romanos 13:11 ; Romanos 15:13Romanos 15:13 ; 1 Coríntios 1:211 Coríntios 01:21 ; 1 Coríntios 3: 51 Coríntios 3: 5 ; 1 Coríntios 14:221 Coríntios 14:22 ; 2 Coríntios 4:132 Coríntios 4:13 ; Gálatas 3:22Gálatas 3:22 ; Efésios 1:13Efésios 1:13 ; Efésios 1:19Efésios 1:19 ; 1 Tessalonicenses 1: 71 Tessalonicenses 1: 7 ; 1 Tessalonicenses 2:101 Tessalonicenses 2:10 ; 1 Tessalonicenses 2:131 Tessalonicenses 2:13 ; 2 Tessalonicenses 1:102 Tessalonicenses 1:10 .

 Em Tiago 2:19Tiago 2:19 , a acreditar indica assentimento intelectual, mas em Tiago 2:23Tiago 2:23 denota confiança (ver em πίστις ). Em Peter os dois elementos de assentimento e relações de confiança, são conjugados (comp. 1 Pedro 1: 81 Pedro 1: 8 , com 1 Pedro 2: 6-71 Pedro 2: 6-7 ; 1 Pedro 1:211 Pedro 1:21 ).

 Nos Atos e sinóptica Evangelhos, o significado da palavra (se parecer favorável ou de confiança, ou ambos conjugados) deve ser decidido pelo contexto.

 O resultado de nossa análise é que a "fé" no NT inclui três elementos, cada um e todos os necessários para o pleno sentido da palavra, enquanto um ou outro deles pode hbecome proeminente de acordo com a conexão, viz.

 (1) aceitação intelectual completo da revelação da salvação,

 (2) adesão à verdade e à pessoa de Cristo, portanto, aceito;  

(3) confiança absoluta e exclusiva na obra redentora de Cristo para a salvação. Em nenhum dos escritores do Novo Testamento é qualquer um desses três elementos que querem. 

FONTE Cyclopedia de bíblica, teológica e Literatura Eclesiástica 1870

FONTE WWW.AVIVAMENTONOSUL21.COMUNIDADES.NET