Translate this Page

Rating: 3.0/5 (915 votos)



ONLINE
4




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


Bible comentary comentario biblico 1 Timótio (1)
Bible comentary comentario biblico 1 Timótio (1)

Comentário Completo de Matthew Henry sobre a Bíblia 

1 Timóteo 1

Introdução

 

Após a inscrição ( 1 Timóteo 1: 1 , 1 Timóteo 1: 2 ), temos, I. O encargo dado a Timóteo ( 1 Timóteo 1: 3 , 1 Timóteo 1: 4 ). II. O verdadeiro fim da lei ( 1 Timóteo 1: 5-11 ), onde ele mostra que é perfeitamente aceitável para o evangelho. III. Ele menciona sua própria chamada para ser apóstolo, para o qual ele expressa sua gratidão ( 1 Timóteo 1: 12-16 ) IV. Sua doxologia ( 1 Timóteo 1:17 ). V. A renovação da carga a Timóteo ( 1 Timóteo 1:18 ). E, Himeneu e Alexandre ( 1 Timóteo 1:19 , 1 Timóteo 1:20 ).

 

versículos 1-4

Aqui está, I. A inscrição da epístola, de quem ele é enviado: Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, constituído um apóstolo segundo o mandado de Deus, nosso Salvador e Senhor Jesus Cristo. Suas credenciais eram inquestionáveis. Ele não tinha apenas uma comissão, mas um mandamento, não só da parte de Deus, nosso Salvador, mas a partir de Jesus Cristo: ele era um pregador do evangelho de Cristo, e um ministro do reino de Cristo. Observe-se, Deus é o nosso Salvador. - Jesus Cristo, que é a nossa esperança. Observe, Jesus Cristo é a esperança de um cristão; nossa esperança está nele, toda a nossa esperança de vida eterna é construído sobre ele; Cristo está em nós a esperança da glória, Colossenses 1:27 . Ele chama Timothy seu próprio filho, porque ele tinha sido um instrumento de sua conversão, e porque ele tinha sido um filho, que o serviu, serviu com ele no evangelho, Philemon 2:22 . Timothy não tinha sido querendo nos o dever de um filho para Paul, e Paul não estava querendo no cuidado e na ternura de um pai para ele.

 

  1. A bênção é, graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai. Algumas pessoas têm observado que, enquanto em todas as epístolas às igrejas a bênção apostólica é graça e paz, nestas duas epístolas a Timóteo e que a Tito, é graça, misericórdia e paz: como se os ministros tinham mais necessidade da misericórdia de Deus do que outros homens. Ministros precisam de mais graça do que os outros, para cumprir a sua missão fielmente; e eles precisam de mais misericórdia do que outros, para perdoar o que está errado com eles; e se Timóteo, tão eminente ministro, deve ficar em dívida com a misericórdia de Deus, e necessário o aumento e continuidade da mesma, quanto mais se nós ministros, nestes tempos, que têm tão pouco de seu espírito excelente!

 

III. Paulo diz a Timóteo que era o fim de sua nomeação dele para este cargo: roguei-te a cumprir em Éfeso. Timothy tinha uma mente para ir com Paul, estava relutante em ir de debaixo de sua asa, mas Paul teria assim; era necessário que o serviço público: roguei-te, diz ele. Embora ele pode assumir uma autoridade para ordenar-lhe, todavia, por causa do amor que ele preferiu rogar-lhe. Agora, seu negócio era cuidar para corrigir ambos os ministros e as pessoas daquela igreja: Carregue-los, que não ensinem outra doutrina do que o que receberam, que eles não adicionar à doutrina cristã, sob o pretexto de melhorá-lo ou fazer -se os defeitos dele, que eles não alterá-lo, mas apegar-se a ele como ele foi entregue a eles. Observe-se, 1. Os ministros devem não só ser cobrado para pregar a verdadeira doutrina do evangelho, mas cobrada para pregar nenhuma outra doutrina. Se um anjo do céu vos anuncie outro doutrina, seja anátema, Gálatas 1: 8 . 2 . Nos tempos dos apóstolos houve tentativas feitas ao cristianismo corrupto ( não somos, como muitos, falsificadores da palavra, 2 Coríntios 2:17 ), caso contrário, este encargo a Timóteo poderia ter sido poupado. 3. Ele não só deve ver a ele que ele não pregou qualquer outra doutrina, mas ele deve cobrar os outros para que não acrescentam qualquer coisa de seus próprios para o evangelho, ou tomar qualquer coisa a partir dele, mas que eles pregam pura e incorrupta. Ele também deve ter o cuidado de evitar que seus referentes fábulas e genealogias intermináveis, e contendas de palavras. Isso é muitas vezes repetida nestas duas epístolas (como 1 Timóteo 4: 7 ; 1 Timóteo 6: 4 ; 2 Timóteo 2:23 ), bem como na Epístola a Tito. Como entre os judeus havia alguns que trouxe o judaísmo para o cristianismo; assim entre os gentios havia alguns que trouxe o paganismo ao cristianismo. ldblquote Acautelai-vos destes, dblquote diz ele, assistir ldblquote contra eles, ou eles vão ser a ruína corrompendo e da religião no meio de vós, para elas perguntas ministro em vez de edificar. dblquote Aquilo que ministros perguntas não é para a edificação; o que dá ocasião para disputas duvidosas puxa para baixo a igreja ao invés de edifica. E eu acho que, por uma paridade de razão, tudo o mais que os ministros perguntas ao invés de edificação de Deus deve ser negada e ignorada por nós, como uma sucessão ininterrupta no ministério dos apóstolos para baixo para estes tempos, a necessidade absoluta de ordenação episcopal e da intenção do ministro para a eficácia e validade dos sacramentos ele ministra. Estes são tão maus como fábulas judaicas e genealogias intermináveis, pois eles nos envolvem em dificuldades inextricáveis, e tendem apenas a abalar as fundações da esperança de um cristão e para encher sua mente com dúvidas desconcertantes e medos. Edificação de Deus são os ministros finais devem visar em todos seus discursos, que os cristãos podem estar melhorando na piedade e crescendo a uma maior semelhança com Deus bendito. Observe-se, ainda, edificação de Deus deve estar na fé: o evangelho é a base sobre a qual podemos construir; é pela fé que nos aproximamos de Deus em primeiro lugar ( Hebreus 11: 6 ), e deve ser, da mesma forma, e pelo mesmo princípio da fé, que deve ser edificada. Mais uma vez, os ministros devem evitar, tanto quanto pode ser, o que vai ocasionar disputas; e faria bem em insistir nas grandes e práticos pontos de religião, sobre as quais não pode haver disputas; até mesmo para disputas sobre grandes e necessárias verdades puxar fora da mente do projeto principal do cristianismo, e comer fora os sinais vitais da religião, que consistem na prática e obediência, assim como na fé, que não pode ser a verdade em injustiça, mas pode manter o mistério da fé numa consciência pura

 

versículos 5-11

Aqui o apóstolo instrui Timóteo como se proteger contra os professores judaizantes, ou outros que se misturavam fábulas e genealogias intermináveis ​​com o evangelho. Ele mostra o uso da lei, ea glória do evangelho.

 

  1. Ele mostra o fim e usa da lei: pretende-se promover o amor, o amor é o cumprimento da lei, Romanos 13:10 .

 

. 13:10} 1 . O fim do mandamento é o amor, ou amor, Romanos 13: 8 . O escopo principal e deriva da lei divina são para nós se envolver com o amor de Deus e uns aos outros; e tudo o que tende a enfraquecer tanto o nosso amor a Deus ou o amor aos irmãos tende a derrotar o fim do mandamento: e, certamente, o evangelho, que nos obriga a amar os nossos inimigos, fazer o bem a quem nos odeia ( Mateus 5:44 ) não projetar a deixar de lado ou substituir um mandamento cujo fim é o amor; tão longe de que, por outro lado, somos informados de que se tivéssemos todas as vantagens e queria caridade, nós somos mas como o bronze que soa e como o címbalo que retine, 1 Coríntios 13: 1 . Nisto todos conhecerão que você está meus discípulos, se vos amardes uns aos outros, João 13:35 . Aqueles, portanto, que se gabava de seu conhecimento da lei, mas apenas utilizado como uma cor para a perturbação que eles deram à pregação do evangelho (sob o pretexto de zelo pela lei, dividindo a igreja e distraindo-lo), derrotou o que era o fim do mandamento, e que é o amor, o amor de um coração puro, um coração purificado pela fé, purificada a partir de afetos corruptos. A fim de o manter-se do amor santo nossos corações devem ser limpos de todo o amor pecaminoso; nosso amor deve surgir a partir de uma boa consciência, mantido sem ofensa. Aqueles responder o fim do mandamento que têm o cuidado de manter uma boa consciência, de uma crença real da verdade da palavra de Deus que ordena, aqui chamado de uma fé não fingida. Aqui temos os concomitantes de que a caridade excelência graça; eles são três: - (1) Um coração puro; lá, ele deve estar encaixado, e daí ele deve tomar o seu lugar. (2.) A boa consciência, em que temos de nos exercitar diariamente, para que possamos não apenas obtê-lo, mas para que possamos mantê-lo, Atos 24:16 . (3.) A fé não fingida também deve acompanhá-lo, pois ele é o amor sem dissimulação: a fé que opera por ele deve ser da natureza como, genuíno e sincero. Agora, alguns que montou para os professores da lei desviou desde o fim do mandamento: eles montaram para disputers, mas suas disputas provou vãs disputas; eles montaram para os professores, mas eles fingiram para ensinar aos outros o que eles mesmos não entendia. Se a igreja ser corrompido por esses professores, não devemos achar estranho, pois vemos desde o início era assim. Observar, [1] Quando as pessoas, especialmente os ministros, desviar da grande lei da caridade - o fim do mandamento, eles vão virar de lado para vãs disputas; quando um homem perde seu fim e alcance, não é de admirar que a cada passo que ele dá é fora do caminho. [2] estridentes, especialmente na religião, é vã; é pouco rentável e inútil quanto a tudo o que é bom, e é muito pernicioso e prejudicial, e ainda a religião de muitas pessoas consiste em pouco mais, mas vão jangling. [3] Aqueles que lidam muito em vãs disputas gostam e ambicioso para ser professores de outros; eles desejam (isto é, eles afetam) o ofício de ensinar. [4] É muito comum para os homens a invadir o escritório do ministério quando eles são muito ignorantes dessas coisas sobre as quais eles são ton falo: não entendam nem o que dizem nem o que afirmam; e por tal douta ignorância, sem dúvida, eles edificam os seus ouvintes muito!

 

  1. O uso da lei ( 1 Timóteo 1: 8 ): A lei é boa, se alguém dela usa legitimamente. Os judeus usou ilegalmente, como um motor para dividir a igreja, uma capa para a oposição mal-intencionados que fizeram para o evangelho de Cristo; eles configurá-lo para a justificação, e por isso usou ilegalmente. Não devemos, portanto, acho que para a sua anulação, mas usá-lo legalmente, para a contenção do pecado. O abuso que alguns fizeram da lei não tira o uso do mesmo; mas, quando uma determinação divina foi abusada, chamá-lo de volta ao seu uso correto e tirar os abusos, pois a lei ainda é muito útil como uma regra de vida; embora não estamos sob ele como sob um pacto de obras, no entanto, é bom para nos ensinar o que é pecado e que é dever. Não é feita para o justo, isto é, não é feita para aqueles que observá-lo; para, se poderíamos manter a lei, a justiça seria pela lei ( Gálatas 3:21 ): mas é feita para pessoas más, para contê-los, para vê-los, e para pôr um fim ao vício e profanação. É a graça de Deus que muda os corações dos homens; mas os terrores da lei pode ser de uso para amarrar suas mãos e restringir as suas línguas. O justo não quer que essas restrições que são necessárias para o ímpio; ou pelo menos a lei não é feita principalmente e, principalmente, para os justos, mas os pecadores de todos os tipos, seja em uma medida maior ou menor, 1 Timóteo 1: 9 , 1 Timóteo 1:10 . Neste rolo preto dos pecadores, ele particularmente menciona violações da segunda tabela, os deveres que temos para com nosso próximo; contra os quinto e sexto mandamentos, assassinos de pais e mães, e homicidas; contra o sétimo, devassos, e aqueles que se contaminar com a humanidade; contra o oitavo, homens ladrões; contra o nono, mentirosos e perjuros pessoas; e então ele fecha sua conta com este, e se há qualquer outra coisa que for contrário à sã doutrina. Alguns entendem isso como uma instituição de um poder no magistrado civil para fazer leis contra tais pecadores notórios como são especificados, e ver essas leis colocá na execução.

 

  1. Ele mostra a glória ea graça do Evangelho. Epítetos de Paulo são expressivo e significativo; e, frequentemente, cada um é uma frase: como aqui ( 1 Timóteo 1:11 ), . De acordo com o evangelho da glória do Deus bendito Aprendamos, portanto, 1. Para chamar Deus abençoou Deus, infinitamente feliz no gozo de si mesmo e sua perfeições próprios. 2. Para chamar o evangelho evangelho da glória, por isso, é: muito da glória de Deus aparece nas obras de criação e providência, mas muito mais no evangelho, onde brilha na face de Jesus Cristo. Paul contada uma grande honra colocar sobre ele, e um grande favor feito ele, que este evangelho da glória foi confiado a ele; isto é, a pregação de que, para a elaboração de que não está comprometido com qualquer homem ou grupo de homens em todo o mundo. O assentamento dos termos da salvação no evangelho de Cristo é a própria obra de Deus; mas a publicação do mesmo para o mundo é comprometida com os apóstolos e ministros. Note-se aqui: (1) O ministério é uma relação de confiança, para que o evangelho foi cometido, até o apóstolo; é um cargo de confiança, bem como do poder, e da antiga mais que o segundo; por esta razão os ministros são chamados stewards, 1 Coríntios 4: 1 . (2.) É uma relação de confiança gloriosa, porque o evangelho a eles confiada é um evangelho da glória; é uma relação de confiança de grande importância. A glória de Deus está muito preocupado nele. Senhor, o que uma relação de confiança está comprometida com a gente! Como muita graça que queremos, para ser encontrado fiel neste grande confiança! Par

 

versículos 12-17

Aqui o apóstolo, I. Retorna graças a Jesus Cristo por colocá-lo para o ministério. Observe-se, 1. É a obra de Cristo para colocar homens para o ministério, Atos 26:16 , Atos 26:17 . Deus condenou os falsos profetas entre os judeus nessas palavras, eu não mandei esses profetas, contudo eles foram correndo; não lhes falei a eles, todavia eles profetizaram, Jeremias 23:21 . Ministros, propriamente falando, não pode fazer-se ministros; pois é a obra de Cristo, como rei e cabeça, profeta e professor, de sua igreja. 2. Aqueles a quem ele coloca no ministério, ele se encaixa para ela; a quem ele chama ele qualifica. Esses ministros que são nenhuma maneira aptas para o trabalho, nem têm capacidade para isso, não são de Cristo de colocar no ministério, embora existam diferentes qualificações como a dons e graças. 3. Cristo dá não só capacidade, mas a fidelidade, para aqueles a quem ele coloca no ministério: Ele contou-me fiel; e nenhum são contados fiéis, mas os que ele faz isso. Ministros de Cristo são servidores de confiança, e que deveriam ser assim, ter uma tão grande confiança que lhes são cometidas. 4. Uma chamada para o ministério é um grande favor, para que aqueles que são assim chamados devemos dar graças a Jesus Cristo: Dou graças a Cristo Jesus nosso Senhor, que me tem posto no ministério.

 

  1. Quanto mais para ampliar a graça de Cristo em colocá-lo para o ministério, ele dá um relato de sua conversão.

 

  1. O que ele estava antes de sua conversão: . A blasfemo, perseguidor, e injurioso Saul respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, Atos 9: 1 . Assolava a igreja, Atos 8: 3 . Ele era um blasfemador de Deus, um perseguidor dos santos, e prejudicial para ambos. Frequentemente aqueles que são projetados para serviços de grandes e eminentes são deixados a si mesmos antes de sua conversão, a cair em grande mal, que a misericórdia de Deus pode ser o mais glorificado na sua remissão, ea graça de Deus em sua regeneração. A grandeza do pecado não é empecilho para a nossa aceitação com Deus, não, nem ao nosso ser empregada para ele, se ele ser verdadeiramente arrepender. Observe aqui, (1.) Blasphemy, perseguição e injuriousness, são muito grandes e hediondos pecados e aqueles que são culpados deles são pecadores diante de Deus excessivamente. Blasfemar Deus é imediata e diretamente para atacar a Deus; a perseguir o seu povo é esforçar-se feri-lo através dos seus lados; e ser prejudicial é ser como Ismael, cuja mão foi contra cada um, e cada um foi contra ele; para tal invadir a prerrogativa de Deus, e de usurpar as liberdades de seus semelhantes. (2.) penitentes verdadeiros, para servir um bom propósito, não será para trás, para possuir sua condição anterior antes que eles foram trazidos de volta a Deus: este bom apóstolo muitas vezes, confessou que sua vida anterior havia sido, como Atos 22: 4 ; Atos 26 : 10 , Atos 26:11 .

 

26:11}. 2 . A grande favor de Deus a ele: . Mas alcancei misericórdia Este foi um abençoado , mas , na verdade, um grande favor, que tão notório um rebelde deve encontrar misericórdia com o seu príncipe.

 

(1) Se Paulo tivesse perseguido os cristãos deliberadamente, sabendo que eles sejam o povo de Deus, pelo que sei, ele tinha sido culpados do pecado imperdoável; mas, porque ele fez isso por ignorância e na incredulidade, ele obteve misericórdia. Note-se, [1] O que fazemos ignorantemente é um menos crime do que o que fazemos com conhecimento de causa; ainda um pecado de ignorância é um pecado, pois aquele que não conheceu a vontade de seu Mestre, mas fez coisas dignas de açoites, será castigado com poucos açoites, Lucas 12:48 . A ignorância em alguns casos, atenuar um crime, embora não tirá-lo. [2] A incredulidade é na parte inferior do que os pecadores fazem por ignorância; eles não acreditam ameaças de Deus, caso contrário, eles não podiam fazer o que eles fazem. [3] Por estas razões Paul alcançado misericórdia: Mas eu alcancei misericórdia, porque o fiz por ignorância, na incredulidade. [4.] Aqui era clemência para um blasfemo, perseguidor, e uma pessoa prejudicial: ldblquote Mas alcancei misericórdia, Eu blasfemo, dblquote etc.

 

(2.) Aqui ele toma conhecimento da graça abundante de Jesus Cristo, 1 Timothy 1:14 . A conversão e salvação de grandes pecadores são devido à graça de Cristo, sua graça extremamente abundantes, mesmo que a graça de Cristo que aparece em seu glorioso evangelho ( 1 Timóteo 1:15 ): Esta é uma palavra fiel, etc. Aqui temos a soma de todo o Evangelho, que Jesus Cristo veio ao mundo. O Filho de Deus tomou sobre si a nossa natureza, se fez carne, e habitou entre nós, João 1:14 . Ele veio ao mundo, não para chamar os justos, mas pecadores, ao arrependimento, Matthew 09:13 . Sua missão no mundo era buscar e encontrar, e assim salvar, aqueles que foram perdidos, Lucas 19:10 . A ratificação desta é que é uma palavra fiel, e digna de toda aceitação. É uma boa notícia, digna de toda a aceitação; e ainda não muito bom para ser verdade, pois é uma palavra fiel. É uma palavra fiel, e, portanto, digno de ser abraçado nos braços da fé: é digna de toda aceitação e, portanto, para serem recebidos com amor santo, que remete para o verso anterior, onde a graça de Cristo é dito abundam na fé e no amor. No final do versículo Paulo aplica a si mesmo: De quem eu sou o principal. Paul era um pecador de primeira ordem; então ele reconhece-se a ter sido, para ele respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, etc., Atos 9: 1 , Atos 9: 2 . Perseguidores são alguns dos piores dos pecadores: um tal Paul tinha sido. Ou, dos quais eu sou o principal, isto é, dos pecadores perdoados eu sou o principal. É uma expressão de sua grande humildade; aquele que em outros lugares chama-se a menos de todos os santos ( Efésios 3: 8 ) aqui chama-se o principal dos pecadores. Observar, [1] Cristo Jesus veio ao mundo; as profecias sobre sua vinda estão agora cumpridas. [2] Ele veio para salvar os pecadores; ele veio para salvar aqueles que não podiam salvar e ajudar a si mesmos. [3] blasfemadores e perseguidores são o principal dos pecadores, por isso, Paul contado eles. [4] A principal dos pecadores pode tornar-se o chefe dos santos; de modo que este apóstolo era, pois ele não ficava atrás o próprio chefe apóstolos ( 2 Coríntios 11: 5 ), pois Cristo veio para salvar o maior dos pecadores. [5.] Este é um muito grande verdade, é uma palavra fiel; estes são verdadeiros e fiéis palavras, que pode ser dependia. [6] Merece ser recebido, para ser acreditado por todos nós, para o nosso conforto e encorajamento.

 

(3.) A misericórdia que Paulo encontrou com Deus, apesar de sua grande maldade antes de sua conversão, ele fala,

 

[1] Para o encorajamento dos outros para se arrepender e crer ( 1 Timóteo 1:16 ): Para isso alcancei misericórdia, para que em mim primeiro Jesus Cristo mostrasse toda longanimidade, para um padrão para aqueles que deveriam seguir acreditar. era uma instância do longo sofrimento de Cristo que ele iria suportar tanto com aquele que tinha sido muito irritante; e foi projetado para um padrão para todos os outros, que os maiores pecadores talvez não desespereis da misericórdia de Deus. Note-se aqui, Em primeiro lugar, nosso apóstolo foi um dos primeiros grandes pecadores convertidos ao cristianismo. Em segundo lugar, Ele foi convertido, e alcancei misericórdia, para o bem dos outros, bem como de si mesmo; . ele era um modelo para os outros Em terceiro lugar, o Senhor Jesus Cristo mostra grande longanimidade na conversão de grandes pecadores. Em quarto lugar, os que alcançarão misericórdia crer no Senhor Jesus Cristo; pois sem fé é impossível agradar a Deus, Hebreus 11: 6 . Em quinto lugar, os que crêem em Cristo crer nele para a vida eterna; eles crêem para a conservação da alma, Hebreus 10:39 .

 

[2] Ele menciona-lo para a glória de Deus ter falado da misericórdia que tinha encontrado com Deus, ele não poderia continuar com sua carta sem inserir um reconhecimento e gratidão da bondade de Deus para ele: Ora, ao Rei eterno, imortal, invisível, ao único Deus, seja honra e glória para todo o sempre. Amém. Observe-se, primeiro, que a graça que temos o conforto de Deus deve ter a glória de. Aqueles que estão conscientes de suas obrigações para com a misericórdia e graça de Deus terão seus corações aumentados em seu louvor. Aqui é o louvor atribuído a ele, como o Rei eterno, imortal, invisível. Em segundo lugar, Quando encontramos Deus bom não devemos esquecer pronunciar-lhe grande; e seus pensamentos gentis de nós não tem nada diminuir nossos altos pensamentos dele, mas sim aumentá-los. Deus tomou nomeadamente conhecimento de Paul, e mostrou-lhe misericórdia, e levado à comunhão com Ele, e ainda assim ele o chama de Rei eterno, etc. gracioso relações de Deus com nós deve encher-nos de admiração de seus gloriosos atributos. Ele é eterno, sem princípio de dias ou fim de vida, ou a mudança de tempo. Ele é um ancião de dias, Daniel 7: 9 . Ele é imortal, eo original da imortalidade; ele só tem a imortalidade ( 1 Timóteo 6:16 ), pois ele não pode morrer. Ele é invisível, pois ele não pode ser visto com os olhos mortais, que habita em luz para a qual nenhum homem pode se aproximar, a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, 1 Timóteo 6:16 . Ele é o único Deus ( Juízes 1:25 ); ele só é infinitamente sábio, e a fonte de toda sabedoria. ldblquote A ele seja a glória para todo o sempre, dblquote ou, ldblquote Deixe-me ser para sempre empregado em dar honra e glória para ele, como os milhares de milhares fazer, dblquote Apocalipse 5:12 , Apocalipse 5:13

 

versículos 18-20

Aqui é a acusação que ele dá a Timóteo para prosseguir em seu trabalho com a resolução, 1 Timóteo 1:18 . Observe aqui, O evangelho é uma carga comprometida com os ministros dele; que está comprometido com a sua confiança, para ver que o mesmo seja devidamente aplicado de acordo com a intenção e significado dela, eo desenho de seu grande Autor. Ao que parece, tinha havido profecias, acerca de Timóteo, que ele deve ser levado para o ministério, e deve provar eminente na obra do ministério; isso encorajou Paulo a cometer este encargo a ele. Observe, 1. O ministério é uma guerra, é uma boa luta contra o pecado e Satanás, e sob a bandeira do Senhor Jesus, que é o capitão da nossa salvação ( Hebreus 2:10 ), e sua causa, e contra seus inimigos, os ministros estão de uma maneira particular envolvida. 2. Os ministros devem guerra este bom combate, deve executar suas funções de forma diligente e corajosamente, não obstante as oposições e desânimos. 3. As profecias que foram feitas a respeito Timothy são aqui mencionados como um motivo para despertá-lo a uma descarga enérgica e consciente de seu dever; por isso as boas esperanças de que os outros têm entretido a nosso respeito deve animar-nos para o nosso dever: Que tu por eles pelejes um bom combate. 4. Devemos manter a fé e uma boa consciência: mantendo a fé e uma boa consciência, 1 Timóteo 1:19 . Aqueles que arrumar uma boa consciência em breve fazer naufrágio da fé. Vamos viver de acordo com as instruções de uma consciência esclarecida renovada, e mantê consciência limpa ( Atos 24:16 ), a consciência não corrompido por qualquer vício ou pecado, e este será um meio de preservar-nos firmes na fé; temos de olhar para o bem um do outro, para o mistério da fé deve ser realizada em uma consciência pura, 1 Timothy 3: 9 . Quanto àqueles que tinha feito naufrágio da fé, ele especifica dois, Himeneu e Alexandre, que tinha feito uma profissão de religião cristã, mas tinha deixado essa profissão; e Paulo lhes entreguei a Satanás, eles tinham declarado a pertencer ao reino de Satanás, e, como alguns pensam, tinha, por um poder extraordinário, os entregou para ser aterrorizado ou atormentado por Satanás, para que aprendessem a não blasfemar não contradizer ou injuriar a doutrina de Cristo e os bons caminhos do Senhor. Observe, o projeto principal do maior censura na igreja primitiva era para evitar mais pecado e para recuperar o pecador. Neste caso, foi para a destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus, 1 Corinthians 5: 5 . Observe: (1) Aqueles que amam o serviço e obra de Satanás são justamente entregues ao poder de Satanás: . Os quais entreguei a Satanás (2) Deus pode, se ele por favor, trabalho de contrários: Himeneu e Alexander são entregues a Satanás, para que aprendam a não blasfemar, quando se prefere pensar que iria aprender de Satanás para blasfemar o mais. (3.) Aqueles que arrumar uma boa consciência, e naufragaram na fé, não vai ficar em qualquer coisa, a blasfêmia não exceção. (4) Portanto, vamos manter a fé e uma boa consciência, se quisermos manter-se afastado de blasfêmia; pois, se temos uma vez deixar ir nosso apego destes, não sabemos onde vamos parar.

fonte www.avivamentonosul.com