Translate this Page

Rating: 3.0/5 (934 votos)



ONLINE
5




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Comentario bíblico de Hebreus cap.7
Comentario bíblico de Hebreus cap.7

                           Comentario bíblico Hebreus cap.7

 

 Introdução

A doutrina do escritório sacerdotal de Cristo é tão excelente em si mesmo, e assim uma parte essencial da fé cristã, que o apóstolo gosta de me debruçar sobre ele. Nada fazia os judeus gosta tanto da dispensação levítico como a alta estima que tinham do seu sacerdócio, e foi, sem dúvida, uma instituição sagrada e mais excelente que foi um muito graves com perigo denunciou contra os judeus ( Oséias 3: 4Oséias 3: 4 ), que as crianças de Israel permaneça por muitos dias sem um príncipe ou sacerdote, e sem sacrifício, e com uma estola sacerdotal, e sem ídolos. Agora o apóstolo assegura-lhes que ao receber o Senhor Jesus que teria um padre muito melhor alta, o sacerdócio de uma ordem mais elevada e, consequentemente, uma melhor dispensação ou aliança, uma lei melhor e testamento isso, ele mostra neste capítulo, onde, I . temos um relato mais detalhado de Melquisedeque, Hebreus 7: 1-3Hebreus 7: 1-3 . II. A superioridade do seu sacerdócio com a de Aaron, Hebreus 7: 4-10Hebreus 7: 4-10 . III. Um alojamento de tudo a Cristo, para mostrar a excelência superior de sua pessoa, escritório, e convênio, Hebreus 7: 11-28Hebreus 7: 11-28 .

 

versículos 1-10

Sacerdócio de Melquisedeque.       AD 62.

1 Porque este Melquisedeque, rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, que encontrou Abraão regressava da matança dos reis, eo abençoou 2 a quem também Abraão deu o dízimo de tudo, primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz 3 sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias, nem fim de vida, mas feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. 4 Agora, considere quão grande esse homem era, a quem até o patriarca Abraão deu o dízimo dos despojos. 5 E em verdade os que dentre os filhos de Levi recebem o ofício do sacerdócio têm ordem de tomar os dízimos do povo de acordo com a lei, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão : 6 mas aquele cuja genealogia não é contada entre eles dízimos recebidos de Abraão, e abençoou ao que tinha as promessas. 7 Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior. 8 E aqui os homens que morrem recebem dízimos, mas lá ele os receber, de quem se testifica que vive. 9 E, por assim dizer, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos em Abraão. 10 porquanto ele estava ainda nos lombos de seu pai quando Melquisedeque saiu ao encontro.

 

O capítulo anterior terminou com uma repetição do que havia sido citado uma vez e outra vez antes de Salmo 110: 4Salmo 110: 4 , . Jesus, um sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque Agora, este capítulo é como um sermão sobre esse texto aqui o apóstolo sets diante deles uma parte da carne forte que ele havia falado antes, esperando que por maior diligência estar melhor preparados para digeri-lo.

 

  1. A grande pergunta que primeiro se oferece é, que era este Melquisedeque? Todo o relato que temos dele no Antigo Testamento está em Genesis 14:18Gênesis 14:18 , & c, e no. Salmo 110: 4Salmo 110: 4 . Na verdade, estamos muito no escuro sobre ele, Deus tem o pensamento apto a deixar-nos assim, que este Melquisedeque pode ser um tipo mais animada daquele a quem nenhum geração pode declarar. Se os homens não vão ficar satisfeitos com o que é revelado, eles devem rove no escuro em conjecturas intermináveis, alguns imaginando que ele tenha sido um anjo, outros Espírito Santo, mas,

 

  1. As opiniões a respeito dele que são melhores digna nossa consideração são estes três: - (1) Therabbin, ea maioria dos escritores judeus, acho que ele era Shem, filho de Noé, que era rei e sacerdote aos seus antepassados, após a maneira dos outros patriarcas, mas não é provável que ele deve, assim, mudar o seu nome. Além disso, não temos conta de seu assentamento na terra de Canaã. (2.) Muitos escritores cristãos ter pensado que ele fosse o próprio Jesus Cristo, aparecendo por uma dispensa especial e privilégio de Abraão na carne, e que era conhecido por Abraham pelo nome de Melquisedeque, que concorda muito bem a Cristo, e em que é dito, João 8:56João 8:56 , Abraão viu o seu dia e se alegrou. Muito pode ser dito para esta opinião, e que é dito em Hebreus 7: 3Hebreus 7: 3 não parece concordar com qualquer mero homem, mas depois parece estranho fazer de Cristo um tipo de si mesmo. (3.) A opinião mais geral é que ele era um rei cananeu, que reinou em Salem, e manteve-se a religião eo culto do verdadeiro Deus que ele foi criado para ser um tipo de Cristo, e foi homenageado por Abraão como tal .

 

  1. Mas vamos deixar essas conjecturas, e trabalho para compreender, tanto quanto pudermos, que é aqui dito dele pelo apóstolo, e como Cristo é representado desta forma, Hebreus 7: 1-3Hebreus 7: 1-3 . (1.) Melquisedeque era um rei, e assim é o Senhor Jesus - um rei de a unção de Deus o governo está colocada sobre seus ombros, e ele governa todas as coisas para o bem de seu povo. (2) Que ele era rei de justiça: seu nome significa o rei justo. Jesus Cristo é um direito e um rei justo - direito no seu título, justo em seu governo. Ele é o Senhor nossa justiça ele cumpriu toda a justiça, e trouxe uma justiça eterna, e ele ama a justiça e justos, e odeia a iniqüidade. (3) Ele era rei de Salém, que é rei de paz primeiro rei de justiça, e depois que o rei da paz. Assim é o nosso Senhor Jesus, por sua justiça fez as pazes, o fruto da justiça é a paz. Cristo fala de paz, cria paz, é a nossa paz-maker. (4.) Ele era sacerdote do Deus Altíssimo, qualificado e ungido de uma maneira extraordinária para ser seu sacerdote entre os gentios. Assim é o Senhor Jesus ele é o sacerdote do Deus Altíssimo, e os gentios devem vir a Deus por ele é somente através do seu sacerdócio que podemos obter a reconciliação e remissão de pecados. (5.) Ele era sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, Hebreus 7: 3Hebreus 7: 3 . Isso não deve ser entendido de acordo com a carta, mas a escritura escolheu para definir diante dele como uma pessoa extraordinária, sem nos dar sua genealogia, que ele poderia ser um tipo de instalador de Cristo, que como o homem era sem pai, como Deus, sem mãe cujo sacerdócio é, sem descendência, não desceu a partir de outro, nem dele para outro, mas é pessoal e perpétua. (6.) que ele encontrou Abraão regressava da matança dos reis, eo abençoou. O incidente é registrado Genesis 14:18Gênesis 14:18 , & c. Ele trouxe pão e vinho para refrescar Abraão e seus servos quando eles estavam cansados ​​deu como um rei, e abençoou como sacerdote. Assim nosso Senhor Jesus encontra o seu povo em seus conflitos espirituais, atualiza-los, renova a sua força, e os abençoa. (7.) Que Abraão lhe deu a décima parte de tudo ( Hebreus 7: 2Hebreus 7: 2 ), ou seja, como o apóstolo explica, de todos os despojos e este Abraham fez como uma expressão de sua gratidão pelo que Melquisedeque tinha feito por ele , ou como um testemunho de sua homenagem e sujeição a ele como um rei, ou como oferta prometeu e dedicado a Deus, a ser apresentado pelo sacerdote. E assim somos obrigados a fazer todos os possíveis retornos de amor e gratidão ao Senhor Jesus por todos os favores ricas e reais que recebemos dele, para pagar a nossa homenagem e sujeição a ele como nosso Rei, e colocar todas as nossas ofertas em seu mãos, a ser apresentado por ele ao Pai em o incenso de seu próprio sacrifício. (8.) Que este Melquisedeque foi feito semelhante ao Filho de Deus, e permanece sacerdote para sempre. Ele tinha a imagem de Deus em sua piedade e autoridade, e está em cima de registro como um sumo sacerdote imortal do tipo antigo de quem é o unigênito eterno e do Pai, que permanece sacerdote para sempre.

 

  1. Vamos agora considerar (como o apóstolo aconselha) como grande este Melquisedeque era, e quão longe o seu sacerdócio era superior ao da ordem de Arão ( Hebreus 7: 4,5 ., & C): Agora, considere quão grande era este, & c . A grandeza deste homem e seu sacerdócio aparece, 1. A partir de Abraão pagando o décimo dos despojos até ele e é bem observado que Levi pagou dízimos a Melquisedeque em Abraão, Hebreus 7: 9 . Agora Levi recebeu o ofício do sacerdócio de Deus, e foi tomar os dízimos do povo, mas mesmo Levi pagou dízimos a Melquisedeque, como a um sacerdote maior e mais alto do que ele, portanto, que sumo sacerdote que se havia aparecer, dos quais Melquisedeque era um tipo, deve ser muito superior a qualquer um dos sacerdotes levitas, que pagaram dízimos, em Abraão, a Melquisedeque. E agora por este argumento das pessoas que fazem coisas que são questões de direito ou lesão nos lombos de seus antecessores temos uma ilustração como podemos dizer que pecaram em Adão, e caiu com ele na sua primeira transgressão. Estávamos em lombos de Adão quando ele pecou, ​​e a culpa e depravação contratada pela natureza humana quando estava em nossos primeiros pais são equitativamente imputada e derivados para a mesma natureza como ela é, em todas as outras pessoas naturalmente descendentes deles. Eles justamente aderir à natureza, e deve ser por um ato de graça se eles nunca será tirado. 2. A partir bênção de Abraão de Melquisedeque, que tinha as promessas e, sem contradição, o menor é abençoado pelo maior, Hebreus 7: 6,7 . Aqui observar, (1.) de Abraão grande dignidade e felicidade - que tinha as promessas. Ele foi um em aliança com Deus, a quem Deus havia dado grandíssimas e preciosas promessas. Que o homem é rico e feliz mesmo que tem uma propriedade em contas e títulos no âmbito própria mão e selo de Deus. Estas promessas são ambos da vida que agora é e da que há de vir esta honra será para todos os que recebem o Senhor Jesus, em quem todas as promessas são sim e amém. (2.) maior honra de Melquisedeque - em que era o seu lugar e o privilégio de abençoar Abraão e é uma máxima incontestável de que o menor é abençoado pelo maior, Hebreus 7: 7 . Aquele que dá a bênção é maior do que aquele que o recebe e, portanto, Cristo, o protótipo de Melquisedeque, o Meriter e Mediador de todas as bênçãos para os filhos dos homens, deve ser maior do que todos os sacerdotes da ordem de Aaron.Hebreus 7: 4 , 5Hebreus 7: 9 Hebreus 7: 6 , 7 Hebreus 7: 7

 

versículos 11-28

Melquisedeque e Cristo Comparado.       AD 62.

11 Se a perfeição fosse pelo sacerdócio levítico (pois sob este o povo recebeu a lei), que necessidade havia de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? 12 Para o sacerdócio sendo mudado, não é feita necessariamente uma mudança também da lei. 13 Porque aquele, de quem estas coisas se dizem, pertence a outra tribo, da qual ninguém ainda serviu ao altar. 14 Pois é manifesto que nosso Senhor procedeu de Judá, tribo da qual Moisés nada falou acerca de sacerdotes. 15 E ainda muito mais manifesto é isto, se à semelhança de Melquisedeque se levanta outro sacerdote, 16 que não foi feito conforme a lei de um mandamento carnal, mas segundo o poder duma vida indissolúvel. 17 Porque dele assim se testifica: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque. 18 Pois é, verdadeiramente, um disannulling do mandamento anterior para a sua fraqueza e inutilidade. 19 Pois a lei nenhuma coisa perfeita, mas a sorte é introduzida uma melhor esperança fez pela qual nos aproximamos de Deus. 20 E visto como não é sem prestar juramento foi feito sacerdote: 21 (para aqueles sacerdotes eram feitos sem juramento, mas este com juramento por aquele que lhe disse: O Senhor jurou e não se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque :) 22 por tanta Jesus foi feito fiador de melhor aliança. 23 E, na verdade foram muitos sacerdotes, porque eles não foram impedidos de permanecer por motivo de morte: 24 Mas este homem, porque permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo. 25 Portanto, pode também salvar-los ao extremo que chegou a Deus por ele, porquanto vive sempre para interceder por eles. 26 Para tal sumo sacerdote tornou-se-nos, quem é santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus 27 que não necessita, como os sumos sacerdotes, de oferecer cada dia sacrifícios, primeiramente por seus próprios pecados, e depois pelos do povo; porque isto fez ele, uma vez, quando se ofereceu a si mesmo. 28 para os homens lei constitui sumos sacerdotes que têm fraquezas, mas a palavra do juramento, que veio depois da lei, arrisca o Filho, que é consagrado para sempre.

 

Observar a necessidade que havia de levantar outro sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque e não segundo a ordem de Arão, por quem que a perfeição deve vir que não poderia vir pelo sacerdócio levítico, o que, portanto, deve ser mudado, e toda a economia com -lo, Hebreus 7: 11,12 , & c. Aqui,Hebreus 7:11 , 12

 

  1. Afirma-se que a perfeição não poderia vir pelo sacerdócio levítico e da lei. Eles não poderia colocar aqueles que vieram com eles para o perfeito gozo das coisas boas que eles apontadas para eles, só poderia mostrar-lhes o caminho.

 

  1. Que, portanto, outro sacerdote deve ser levantado, segundo a ordem de Melquisedeque, por quem, e sua lei da fé, a perfeição pode vir a todos os que lhe obedecem e, bendito seja Deus, para que possamos ter a perfeita santidade e felicidade perfeita por Cristo em o pacto da graça, de acordo com o evangelho, pois somos perfeitos nele.

 

III. Afirma-se que o sacerdócio sendo mudado, deve ser necessariamente uma mudança da lei não ser tão perto de uma relação entre o sacerdócio ea lei, a dispensa não poderia ser o mesmo sob um outro sacerdócio um novo sacerdócio deve estar sob um novo regulamento , gerido de outra maneira, e por regras adequado à sua natureza e da ordem.

 

  1. Ele não só é declarado, mas provou, que o sacerdócio ea lei são alterados, Hebreus 7: 13,14 . O sacerdócio e lei pela qual a perfeição não poderia vir são abolidos, e um padre surgiu e uma dispensação está agora configurado, pelo qual os verdadeiros crentes podem ser aperfeiçoados. Agora que existe uma tal alteração é óbvia.Hebreus 7:13 , 14

 

  1. Há uma mudança na tribo da qual o sacerdócio vem. Antes, era da tribo de Levi, mas nosso grande sumo sacerdote procedeu de Judá, tribo da qual Moisés nada falou acerca do sacerdócio, Hebreus 7:14Hebreus 07:14 . Esta mudança da família mostra uma verdadeira mudança da lei do sacerdócio.

 

  1. Há uma mudança na forma e no fim de tornar os sacerdotes. Antes, no sacerdócio levítico, eles foram feitos depois que a lei de um mandamento carnal, mas o nosso grande sumo sacerdote foi feita após o poder de uma vida infinita. O ex-lei designou que o escritório deve descer, após a morte do pai, seu filho mais velho, de acordo com a ordem da geração carnal ou natural para nenhum dos altos sacerdotes sob a lei estavam sem pai nem mãe, ou sem descendência: eles não tinham vida e imortalidade em si mesmos. Ambos tinham início do dia e fim da vida e assim o mandamento carnal, ou lei de primogenitura, dirigido a sua sucessão, como fez em matéria de direito civil e herança. Mas a lei pela qual Cristo foi constituído um sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque, era o poder de uma vida infinita. A vida ea imortalidade que ele tinha em si mesmo eram seu direito e título para o sacerdócio, e não a sua descendência de ex-padres. Isto faz uma grande diferença no sacerdócio e na economia também, e dá a preferência infinitamente a Cristo e ao Evangelho. A própria lei que constituiu o sacerdócio levítico suposto os sacerdotes a ser fraco, frágil, morrendo, criaturas, não é capaz de preservar suas próprias vidas naturais, mas que deve estar contente e feliz por sobreviver em sua posteridade segundo a carne muito menos poderiam eles, por qualquer poder ou autoridade que eles tinham, transmitir vida espiritual e bem-aventurança para aqueles que vieram para eles. Mas o sumo sacerdote da nossa profissão mantém seu escritório por esse poder inato de vida sem fim que ele tem em si mesmo, não só para preservar-se vivo, mas para comunicar vida espiritual e eterna a todos aqueles que devidamente contar com o seu sacrifício e intercessão. Alguma coisa a lei do mandamento carnal refere-se aos ritos externos da consagração, e as ofertas carnais que foram feitas, mas o poder de uma vida sem fim aos sacrifícios de vida espiritual adequada ao evangelho, e os privilégios espirituais e eternas comprados por Cristo, que foi consagrado pelo Espírito eterno da vida que ele recebeu sem medida.

 

  1. Há uma alteração na eficácia do clero. O primeiro foi fraco e inútil, nenhuma coisa aperfeiçoou este último trouxe uma melhor esperança, pela qual nos aproximamos de Deus, Hebreus 7: 18,19 . O sacerdócio levítico não trouxe nada à perfeição: ele não poderia justificar pessoas dos homens de culpa que não poderia santificá-los a partir de dentro a poluição não poderia purificar as consciências dos fiéis das obras mortas, tudo o que podia fazer era levá-los para o protótipo. Mas o sacerdócio de Cristo carrega em si, e traz junto com ele, uma melhor espero que nos mostra o verdadeiro fundamento de toda a esperança que temos para com Deus de perdão e salvação descobre mais claramente os grandes objetivos da nossa esperança e por isso tende para trabalhar em nós uma esperança mais forte e animada de aceitação com Deus. Por esta esperança, somos encorajados a aproximamos de Deus, para entrar em uma aliança-união com ele, para viver uma vida de conversar e comunhão com ele. Podemos agora se aproximam com um coração verdadeiro, e com a plena certeza de fé, tendo nossas mentes polvilhadas de má consciência. O ex-sacerdócio em vez mantido homens à distância, e sob um espírito de escravidão.Hebreus 7:18 , 19

 

  1. Há uma mudança no modo de agir neste sacerdócio de Deus. Ele tomou um juramento de Cristo, que ele nunca fez a qualquer da ordem de Aaron. Deus nunca lhes deu qualquer garantia de sua continuidade, não se engajou por juramento ou promessa de que a deles deve ser um sacerdócio eterno e, portanto, não lhes deu nenhuma razão para esperar que a perpetuidade-lo, mas sim para olhar para ela como uma lei temporária. Mas Cristo foi feito um sacerdote com o juramento de Deus: O Senhor jurou e não se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque, Hebreus 7:21Hebreus 07:21 . Aqui Deus tem sob juramento declarou a imutabilidade, excelência, eficácia e eternidade, do sacerdócio de Cristo.

 

  1. Há uma mudança nesse pacto de que o sacerdócio era um segurança e o padre com certeza que é, uma mudança na dispensação desse pacto. A dispensação do evangelho é mais completo, livre, perspicaz, espiritual e eficaz, do que a da lei. Cristo é neste convênio do evangelho com certeza para nós a Deus e para Deus para nós, para ver que os artigos ser realizada em ambas as partes Ele, como garantia, uniu a natureza divina e humana juntos em sua própria pessoa, e é aí que dado certeza de reconciliação e que ele, como garantia, unidos a Deus e homem juntos no vínculo do pacto eterno. Ele fala a homens para manter sua aliança com Deus, e ele pede a Deus que ele vai cumprir suas promessas de homens, o que ele está sempre pronto para fazer de uma forma adequada à sua majestade e glória, isto é, através de um mediador.

 

  1. Há uma mudança notável no número de sacerdotes sob estas diferentes ordens. No de Aaron havia uma multidão de sacerdotes, de sumos sacerdotes, e não de uma só vez, mas sucessivamente mas neste de Cristo há um só eo mesmo. A razão é simples, Os sacerdotes Levíticos eram muitos, porque eles não foram impedidos de permanecer por motivo de morte. Seu escritório, o quão alto e seja quem for honrado, não podia protegê-los de morrer e, como um morreu, um outro deve ter sucesso, e depois um tempo deve dar lugar a um terceiro, até que o número tinha-se tornado muito grande. Mas esse nosso sumo sacerdote continua para sempre, e seu sacerdócio é aparabaton - um um imutável, que não passa de um para outro, como o ex fez isso é sempre na mesma mão. Não pode haver vaga neste sacerdócio, sem hora nem momento em que as pessoas estão sem um padre para negociar as suas preocupações espirituais no céu. Tal vaga pode ser muito perigoso e prejudicial para eles, mas esta é a sua segurança e felicidade, que esta sempre viva sumo sacerdote é capaz de salvar ao máximo - em todos os tempos, em todos os casos, em cada momento - todos os que vir a Deus por ele, Hebreus 7:25Hebreus 7:25 . Então isso aqui é uma alteração manifesta muito para melhor.

 

  1. Há uma diferença notável nos qualificações morais dos sacerdotes. Aqueles que eram da ordem de Aaron não eram apenas homens mortais, mas os homens pecadores, que tiveram seus pecaminosos, bem como fraquezas naturais que precisavam para oferecer sacrifícios primeiro por seus próprios pecados e depois pelos do povo. Mas o nosso sumo sacerdote, que foi consagrado pela palavra do juramento, precisava apenas oferecer-se uma vez para o povo, não em tudo para si mesmo por que ele tem não só uma consagração imutável ao seu escritório, mas uma santidade imutável em sua pessoa. Ele é um sumo sacerdote tal como ficou-nos, santo, inocente, e imaculada, & c,. Hebreus 7: 26-28Hebreus 7: 26-28 . Aqui observar, (1.) O nosso caso, como pecadores, precisava de um sumo sacerdote para fazer satisfação e intercessão por nós. (2.) Nenhum sacerdote poderia ser adequado ou suficiente para a nossa reconciliação com Deus, mas aquele que era perfeitamente justo em sua própria pessoa ele deve ser justo em si mesmo, ou ele não poderia ser uma propiciação pelos nossos pecados, ou o nosso advogado junto ao Pai . (3.) O Senhor Jesus era exatamente um sumo sacerdote tal como queríamos, pois ele tem uma santidade pessoal, absolutamente perfeita. Observe a descrição que temos da santidade pessoal de Cristo expressa em vários termos, todos os quais alguns aprendi teólogos consideram como estando relacionada com a sua pureza perfeita. [1] Ele é santo, perfeitamente livre de todos os hábitos ou princípios do pecado, não tendo a menor disposição para isso em sua natureza nenhum pecado habita nele, embora ele faz no melhor dos cristãos, não a inclinação menos pecaminosa [ 2.] Ele é inofensivo, perfeitamente livre de toda transgressão real, tem feito nenhuma violência, nem há qualquer engano na sua boca, nunca fez a menor errado Deus ou do homem. [3] Ele é imaculado, ele nunca foi cúmplice de pecados alheios. É uma coisa difícil de manter-nos puros, de modo a não participar na culpa de pecados alheios, contribuindo de alguma forma para eles, ou não fazendo o que devemos impedi-los. Cristo foi imaculada embora ele tomou sobre si a culpa de nossos pecados, mas ele nunca se envolveu no fato e culpa deles. [4] Ele é separado dos pecadores, e não apenas em seu estado atual (tendo entrado como nosso sumo sacerdote para o mais santo de todos, para que nada de impuro pode entrar), mas em sua pureza pessoal: ele não tem tal união com os pecadores , natural ou federal, como pode lhe incumbem no pecado original. Isto vem em cima de nós em virtude de nossa união natural e federal com o primeiro Adão, nós descendente dele na forma ordinária. Mas Cristo era, por sua concepção inefável na virgem, separado dos pecadores que ele tomou uma verdadeira natureza humana, mas a forma milagrosa em que foi concebido colocá-lo em cima de um pé separado de todo o resto da humanidade. [5.] Ele é feito mais sublime que os céus. A maioria dos expositores entender isso a respeito de seu estado de exaltação no céu, à mão direita de Deus, para aperfeiçoar o design do seu sacerdócio. Mas o Dr. Goodwin acha que isso pode ser muito justamente referiu-se à santidade pessoal de Cristo, que é maior e mais perfeito do que a santidade dos exércitos do céu, isto é, os próprios santos anjos, que, apesar de serem libertados do pecado, ainda não são, em si livre de toda a possibilidade de pecar. E, portanto, nós lemos, Deus não confia nos seus santos, e ele chargeth seus anjos com loucura ( Job 04:18Jó 04:18 ), isto é, com fraqueza e pecabilidade. Eles podem ser anjos uma hora e demônios outro, como muitos deles foram e que os anjos não caem agora não procede de uma indefectibilidade da natureza, mas a partir da eleição de Deus são eleitos anjos. É muito provável que esta explicação das palavras, feito mais sublime que os céus, pode ser pensado muito tensa, e que ela deve ser entendida da dignidade do estado de Cristo, e não a santidade perfeita da sua pessoa e do sim porque diz-se que ele foi feito mais elevados genomenos mas é bem sabido que esta palavra é usada em um sentido neutro, como onde é dito, genesthe alethes ho Theos - seja Deus verdadeiro. os outros personagens no verso claramente pertencem ao perfeição pessoal de Cristo na santidade, ao contrário das fraquezas pecaminosas de os sacerdotes e parece congruente a pensar que este deve fazê-lo também, se ele pode ser bastante tomado em tal sentido e parece ainda mais provável, uma vez que a validade e Prevalência do sacerdócio de Cristo em Hebreus 7:27Hebreus 07:27 são colocados na imparcialidade e desinteresse dele. Ele precisava de não oferecer-se para si mesmo: era uma mediação desinteressada ele mediada por que a misericórdia para os outros que ele não precisa para se tinha ele precisava mesmo, ele tinha sido um partido, e não poderia ter sido um mediador - um criminal, e não poderia ter sido um defensor para os pecadores. Agora, para tornar sua mediação mais imparcial e desinteressado, parece requisito não só que ele não tinha necessidade atual desse favor para si mesmo que ele mediada no nome de outras pessoas, mas que ele nunca poderia estar na necessidade dela. Embora ele precisava não a-dia, mas se ele sabia que poderia ser em tais circunstâncias como precisar dele amanhã, ou em qualquer momento futuro, ele deve ter sido pensado para ter tido algum olho em seu próprio interesse, e, portanto, não poderia agir no que diz respeito imparcial e zelo puro para a honra de Deus, por um lado, e concurso pura compaixão para os pobres pecadores, por outro. Eu não pretendo aqui para seguir as notas de nosso excelente expositor tarde, em cujos trabalhos nós entramos, mas tomei a liberdade para reivindicar essa noção do Dr. Goodwin aprendeu com as exceções que eu conheço têm sido feitas a ele e tenho a vez feito isso, porque, se ele irá realizar bom, isso nos dá mais uma prova de quão necessário era que o Mediador fosse Deus, uma vez que nenhuma mera criatura é do próprio possuidor de que a impecabilidade que irá colocá-lo acima de tudo possível necessidade do favor e misericórdia para si mesmo.

Mathew Henry, comentário bíblico , novo testamento

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net