Translate this Page

Rating: 3.0/5 (935 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Geografia biblica Corinto
Geografia biblica Corinto

                                               Geografia biblica Corinto'                                                                          

CORINTO foi a capital da província romana da Acaia, e, em todos os aspectos, exceto educacional (veja Atenas), a cidade mais importante da Grécia na época romana. Foi também um posto de mais importante na rota entre E. e W., a próxima estação a ele sobre a E. sendo Éfeso, com o qual foi em ligação estreita e contínua. A sua situação tornou um dos principais centros do cristianismo.

 A cidade ocupava uma posição poderosa no S. extremidade do estreito istmo que ligava o continente da Grécia com as Peloponeso. Sua cidadela sobe 1.800 pés acima do nível do mar, e foi além defendida por seus muros altos, que não só rodeava a cidade, mas também atingiram o porto LechÃ|um, por W. (1 1/2 milhas de distância). O outro porto, CenchreÃ|, por E., sobre o Golfo de Salónica, foi de cerca de 8 1/2 milhas de distância. A vista da cidadela é esplêndida.

 A pobreza do solo pedregoso e da vizinhança de dois mares tranquilos fez o Corinthians um povo marítimas. Era habitual para puxar navios através de um mar ao outro em uma trilha feita chamado de Diolkos. Este método ao mesmo tempo economizado tempo e protegidos os marinheiros dos perigos de uma viagem ao redor do Cabo Malea (S. do Peloponeso). Os navios maiores não poderia, é claro, ser transmitida desta forma, e em seu caso, as mercadorias devem ter sido transmitida através e transbordo em outro porto. O lugar estava sempre cheia de comerciantes e outros viajantes, e encontramos St. Paul falando de Gaius de Corinto como "meu hospedeiro e de toda a Igreja" ( Romanos 16:23 ).

 A cidade havia sido destruída pelos romanos em 146 aC, mas exatamente de cem anos depois foi refundado por Júlio CÃ|sar como uma colonia , sob o nome de Laus Julia Corinthus (veja Colony). Uma série de nomes romanos no NT são encontrados em conexão com Corinto; Crispo, Tício Justo ( Atos 18: 7-8 ), Lúcio, Tércio, Caio, Quartus ( Romanos 16: 21-23 ), Fortunato ( 1 Coríntios 16:17 ). A população seria composto de (1) descendentes dos colonos romanos de 46 aC, a aristocracia local; (2) Romanos residentes, funcionários do governo e homens de negócios; (3) uma grande população grega; (4) outros estranhos residentes, dos quais judeus formam um grande número (sinagoga Atos 18: 4 ). Destes alguns se juntaram St. Paul ( Atos 18: 4-8 , Romanos 16:21 , 1 Coríntios 9:20 ), e o ódio contra ele em consequência levou a uma conspiração contra sua vida. A igreja, no entanto, consistia principalmente de não-judeus (veja 1 Coríntios 12: 2 ).

St. Paul não à primeira intenção de fazer Corinto um centro de trabalho ( Atos 18: 1 ), mas uma revelação especial alterou seus planos ( Atos 18: 9-10 ), e ele permaneceu lá, pelo menos, 18 meses.

 A oposição que ele conheceu na sinagoga judaica fez se virar para os gentios. St. Paul deixou o batismo de seus convertidos quase inteiramente aos seus subordinados, e ele mesmo batizou única Estéfanas ( 1 Coríntios 16:15 ), Caio ( Romanos 16:23 ), e Crispo, chefe da sinagoga ( 1 Coríntios 1:14 -16 ). Algumas semanas depois de sua chegada em Corinto, São Paulo foi acompanhado por Silas e Timóteo, voltando da Macedónia. Notícia trazida por Timothy o levou a escrever lá o primeiro EP. ao Tess. ( 1 Tessalonicenses 3: 6 ), eo segundo foi provavelmente escrito há também, imediatamente após o recebimento de uma resposta para a Primeira.

 Enquanto . Paulo estava em Corinto, Gallio chegou lá como procônsul da segunda série de governar Achaia, provavelmente no verão do anúncio anos 52 Os judeus interpôs recurso para o contra St. Paul, mas Gálio, reconhecendo acertadamente que sua corte não aguentou conhecimento de uma carga do tipo que eles trouxeram, negou provimento ao recurso.

 A pregação de São Paulo foi assim declarado para ele de forma alguma uma ofensa contra o direito romano, e, no futuro, ele se baseou mais em sua relação com o Estado, contra a inimizade dos judeus. Após o exame Gallio permitida a população para mostrar seu ódio aos judeus ( Atos 18:17 ). Foi em Corinto que São Paulo conheceu Priscila e Aquila ( Atos 18: 2-3 ; Atos 18:18 ; Atos 18:26 ), e ele viveu em sua casa durante toda a sua estadia. Eles trabalharam na mesma indústria como a si mesmo, e sem dúvida influenciado seus planos para trabalho posterior. Eles também partiu para Éfeso com ele. 

Cristianismo cresceu rapidamente em Corinto, mas as dissensões inevitáveis ​​ocorreu. Apolo haviam cruzado de Éfeso para Corinto ( Atos 18:27 , 2 Coríntios 3: 1 ) e valioso trabalho realizado lá ( Atos 18: 27-28 , 1 Coríntios 1:12 ). Ele inconscientemente ajudaram a realizar esta dissensão, como também Cefas, se (mas veja a próxima art. § 3 ), ele visitou Corinto. O assunto dessas dissensões é, no entanto, tratadas de forma mais adequada no âmbito dos dois artigos seguintes.

 

 O apóstolo escreveu pelo menos três cartas à igreja: a primeira, que é perdida ( 1 Coríntios 5: 9 ); a segunda, que chamamos de Primeira Carta aos Coríntios, e que foi provavelmente realizado por Tito (Timothy também visitou Corinto, no caso de São Paulo, 1 Coríntios 4:17 ); o terceiro, o nosso segundo lugar Corinthians, que foi tomada por Tito e Lucas ( 2 Coríntios 8: 16-18 ; 2 Coríntios 0:18 ). St. Paul passou três meses na Grécia, principalmente, sem dúvida, em Corinto, no inverno de 56 57. Se o Corinthians realmente contribuiu ou não para a coleção de St. Paul para os pobres cristãos em Jerusalém deve permanecer incerta (mas veja p. 159 b , § 2 ad fin .). (notas (1915)(notas 

Dicionário da Bíblia Hastings ') 

fonte www.mauricioberwaldoficial.blogspot.com