Translate this Page

Rating: 2.9/5 (954 votos)



ONLINE
10




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


dispencionalismo historia bible profhecy
dispencionalismo historia bible profhecy

                                       DISPENCIONALISMO (historia)                 

                          Uma breve história da dispencionalismo

 

É duvidoso se houve qualquer outro círculo de homens [dispensacionalistas] que fizeram mais por sua influência na pregação, ensino e escrita para promover o amor ao estudo da Bíblia, uma fome para a vida cristã mais profunda, uma paixão por evangelismo e zelo para as missões da história do cristianismo americano.

 

Critica -Dispensationalist, George E. Ladd

 

A primeira expressão sistemática do dispensacionalismo foi formulada pelo JN Darby em algum momento durante o final dos anos 1820 e 1830 nas Ilhas Britânicas. Acredito que o desenvolvimento da Darby foi o culminar de várias influências que produziu dentro de seu pensamento uma das abordagens mais literais a interpretação da Bíblia na história e uma teologia que distingue o plano de Deus para Israel do plano de Deus para a igreja. A característica mais conhecida da teologia dispensacionalista é a doutrina do arrebatamento muito debatido pretribulational.

 

ELEMENTOS DE Dispensationalismo

 

Nenhum elemento do pensamento dispensacionalista pode ser dito para ser o domínio exclusivo do dispensacionalismo sozinho. É verdade que alguns espera para a posição Pré-Trib que não quer ser chamado dispensacionalistas, mas é igualmente verdade que era pensamento dispensacionalista que forneceu a justificativa teológica para o ponto de vista Pré-Trib. Mesmo a distinção "Israel-igreja" importante foi detida por não dispensacionalistas como Nathaniel Oeste e George Peters. Dispensacionalistas não são apenas caracterizada por os elementos de sua teologia, mas também, a sua disposição em relação uma à outra.

Para ser um dispensacionalista, tem de se manter a uma abordagem literal de interpretar a Bíblia. Quando comparado com outras abordagens interpretativas, dispensationalists tomar o texto mais literalmente. Por exemplo, a crença em dias literais e anos de Gênesis, bem como dias literais, meses e anos no Apocalipse são mantidos. Isso significa que vemos a profecia bíblica de um futurista, ao contrário de um idealista, preterista, ou perspectiva historicista. A dispensationalist mantém a "Israel-igreja" distinção acima mencionadas, bem como o arrebatamento Pré-Trib. Isto significa que os crentes da era da igreja atuais são da descendência espiritual de Abraão, mas não são espirituais Israel. Dispensationalists acreditam que Deus tem um plano diferente para Israel étnica e nacional, que inclui a sua restauração espiritual e de conversão, bem como um destino geográfico específico. Por outro lado, a igreja começou no dia de Pentecostes e terminará com o arrebatamento. Sua missão é pregar o evangelho, discípulo, e nutrir os crentes, e se separar do mal, vivendo uma vida santa neste atual idade das trevas. Enquanto a era da igreja será caracterizada por um crescimento em todo o mundo, ao mesmo tempo, a idade acaba em ruína e apostasia doutrinal e moral. Com base na sua interpretação literal das Escrituras, dispensacionalistas acreditam que Deus tem administrado história em fases sucessivas, durante cada um dos quais o homem é testado, falhar, e sofre julgamento. Este progresso linear da história começou na inocência, continuou com a queda do homem, foi marcada pela cruz de Cristo, e se move em direção a segunda vinda eo milênio.

 

DESENVOLVIMENTO Dispensationalismo

 

Embora Darby foi o primeiro a sistematizar o dispensacionalismo, eu acredito que as características rudimentares podem ser encontrados antes do século XIX, especialmente na igreja primitiva e os 300 anos antes de Darby. Opositores frequentemente debater uma herança pré-Darby, mas acho que a evidência suporta a nossa afirmação de que há antecedentes históricos e teológicos para o sistema moderno.

A Igreja Primitiva

Crude, mas claro, os esquemas de idades e dispensas são encontrados em pais ante-Nicene, como Justino Mártir (110-165), Irineu (130-200), Tertuliano (c. 160-220), Metódio (d. 311), e Vitorino de Petau (d. 304). Dispensacionalista, Larry Crutchfield concluiu que,

Independentemente do número de economias em que os pais detidos, a verdade é que eles estabelecido que só pode ser considerado uma doutrina de idades e dispensas que prenuncia o dispensacionalismo como é realizada hoje. Seus pontos de vista eram certamente menos bem definidas e menos sofisticado. Mas é evidente que os primeiros Padres visto relacionamento de Deus com o seu povo em termos dispensacionalistas. . . . Em cada grande área de importância na igreja primitiva se encontra características rudimentares de dispensacionalismo que carregam uma semelhança impressionante com sua prole contemporâneo ( "épocas e dispensações," 398).

 

Crutchfield traçado esquemas estes Padres no gráfico a seguir que tenho reproduzido de forma abreviada.

Justin Enoch / Abraham Moses Cristo Millennium

Mártir Noah

Adam Noah Moisés Cristo Millennium

Irineu para a para a

Noé Moisés Cristo Eternity

Tertuliano Adam Noah Abraão Moisés Cristo Millennium

Crutchfield delineado visualizações início dos Pais em Israel e da igreja, que é outra característica importante para o dispensacionalismo.

Os Padres (1) a distinção entre a igreja e Israel nacional, (2) reconhecer as distinções entre os diferentes povos de Deus ao longo da história bíblica, e (3) acreditou no cumprimento literal de promessas de aliança no reino terrestre. . . . A posição dispensacionalista contemporâneo sobre Israel ea Igreja é essencialmente um refinamento e não uma contradição da posição da igreja ante-niceno ( "Israel e da Igreja," 271.

Não há dúvida de que a posição dos Padres sobre a relação entre Israel ea igreja tem problemas. Mas alguns elementos em seu pensamento colocá-los perto, embora não totalmente dentro, o campo dispensacional.

 

A Idade Média

 

A Idade Média foi uma época em que o pré-milenismo, literal interpretação, dispensações, e uma distinção entre Israel e igreja estavam praticamente ausentes do debate teológico ou passaram à clandestinidade.

 

A Reforma

 

Os períodos da Reforma e pós-Reforma fez muito para restaurar um estudo mais aprofundado da Bíblia para a igreja. Pela primeira vez, a impressão feita literatura acessível a mais ninguém. Um maior esforço também foi apresentada para sistematizar a Bíblia dentro da luz da teologia protestante. Cerca de 250 anos antes de Darby, eruditos reformados desenvolveu uma escola de teologia que é conhecido como "Teologia do Pacto". Com ele, foi estabelecido um precedente para a visualização de teologia a partir da perspectiva de um conceito importante como "aliança". Enquanto outros, como Jonathan Edwards (1703-1758), escreveu sua "História da Obra da Redenção", que viu a salvação de Deus de homem progressivamente na história. Tais desenvolvimentos foram preparando o caminho para o nascimento do dispensacionalismo moderno.

Dispensacionalista, Charles Ryrie, mostrou que para cerca de 150 anos antes de Darby, um número crescente de teólogos foram articulando esquemas dispensational da história bíblica ( Dispensationalism Hoje , 71-74). O esquema de Pierre Poiret é visto em sua obra de seis volumes, A Economia Divina (1687) como segue:

 

I. Infância-para o Dilúvio

II. Infância-a Moisés

III. Adolescência-aos profetas

IV. Jovens para a vinda de Cristo

V. Manhood- "algum tempo depois"

VI. Antigo Age- "o tempo da decadência do homem"

(V & VI são a era da igreja)

VII. Renovação de todas as coisas-o milênio ( Disp. Hoje , p. 71)

Note-se que Poiret salientou a ruína ou decadência da igreja, um tema importante no pensamento de Darby.

Isaac Watts (1674-1748), o teólogo e escritor famoso hino, também escreveu sobre dispensas em um ensaio de quarenta páginas, intitulado "A Harmonia de todas as religiões que Deus já prescrito para homens e todas as suas dispensas em relação a eles." Sua definição de dispensas está muito perto de declarações modernas.

O público dispensações de Deus para com os homens, são as constituições sábios e santos da sua vontade e do governo, revelada ou de alguma forma se manifesta a eles, nos diversos períodos sucessivos ou idades do mundo, onde estão contidos nos deveres que Ele espera de homens , e as bênçãos que Ele promete, ou incentiva-los a esperar dele, aqui e no futuro; juntamente com os pecados que ele proíbe, e as punições que ele ameaça provocado tais pecadores, ou as dispensações de Deus pode ser descrito mais rapidamente, como as regras morais fixas do tratamento de Deus com a humanidade, considerados como criaturas racionais, e como responsável a ele por seu comportamento, tanto neste mundo e no que está por vir. Cada uma dessas dispensações de Deus, pode ser representado como diferentes religiões, ou pelo menos, como diferentes formas de religião, nomeados para os homens nas diversas idades sucessivas do mundo.

 

Watts dispensational esquema é o seguinte:

I. A Dispensação de Innocency

II. Adão depois da Queda

III. A Noé Dispensação

IV. O abraâmica Dispensação

V. A Mosaic Dispensação

VI. O cristão Dispensação ( Disp. Hoje, p. 73).

JN DARBY-THE MAN

 

Vida de Darby

 

Irlandês, John Nelson Darby (1800-1882) é, sem dúvida, o pai do dispensacionalismo moderno. Darby veio de uma família altamente honrosa e recebeu uma excelente educação. Ele entrou para o Trinity College, em Dublin, com a idade de quinze anos e se formou com honras como um clássico medalhista de ouro aos dezoito anos.

Após a formatura, ele entrou na profissão de advogado e foi chamado para a Chancery Bar irlandês com 21 anos Pouco depois de entrar no campo jurídico, ele se converteu a Cristo. Em 1825 ele entrou para o ministério dentro da Igreja da Inglaterra e foi dada uma paróquia irlandesa. Darby envolvido em um ministério incansável e bem sucedida freguesia que viu a conversão de centenas de católicos para o protestantismo. Dentro de um ano, ele foi ordenado pastor na Igreja da Inglaterra.

Logo após a ordenação, ele estava desiludido por um decreto do bispo que todos os convertidos ao anglicanismo teria que jurar fidelidade ao rei da Inglaterra. Darby viu isso como um compromisso com o senhorio de Cristo eo decreto reduziu enormemente o seu sucesso com os católicos. Por vários anos ele tentou reformar a igreja, mas teve pouco sucesso. Em 1829, ele renunciou anglicanismo e se tornou independente, seguindo a política dos irmãos, com quem ele já havia se reunido por alguns anos.

Mesmo que uma vez envolvido com a bela e rica Lady Powerscourt, Darby nunca se casou e viveu uma vida austera, ignorando as coisas deste mundo, através da mistura de piedade com erudição bíblica. Sua única indulgência pessoal foi a compra de livros para estudo, depois que ele deu maior parte de seu dinheiro para os pobres.

Influências educacionais Após Darby

Muitos dos principais dogmas do dispensacionalismo de Darby pode ser visto como influências da Faculdade de Trinity College, em Dublin, onde Darby era um estudante. Sua influência educacional primário veio do Professor Richard Graves. Graves, um pós-milenista futurista, acredita que a profecia deve ser interpretada literalmente. Elmore observa: "Por mais estranho que possa parecer para os literalistas pré-milenistas dispensacionalistas modernos, postmillennialists em dia de Graves eram conhecidos por seu literalismo com respeito à profecia" ( "Um exame crítico", 66). Graves argumentou, como fazem os dispensacionalistas, que "profecia não cumprida deveria ser interpretada literalmente, eo convênio de Abraão tratado como incondicional" (68). Ele também acreditava e defendia uma, futura conversão nacional literal e restauração de Israel à sua terra. Ele acreditava que a "conversão de Israel era iminente. Então uma nova dispensação seria inaugurada no planeta Terra" (71). Graves chamou a nova era "uma grande etapa nas dispensações divinas" (72). "Graves distinção entre« o sistema judaico "(a frase Darby seria quase desgaste nos próximos anos!) Ou dispensas eo gentio ou dispensação cristã" (72). Esta distinção era comum entre os anglicanos nos primeiros anos da Darby (73).

Elmore concluiu que muitos dos temas teológicos e vocabulário em Darby pode ser atribuída a Graves ea faculdade Dublin.

A munição teológica para a síntese posterior de Darby estava certamente presente no Trinity College, em seus dias de estudante. Darby foi treinado em um ambiente em que era comum para se referir a "Igreja de Cristo" e "a nação judaica" desempenhando papéis futuros diferentes, mas relacionadas. Ele estava preparado para antecipar a dispensa futuro no qual Israel teria um papel de destaque entre as nações do mundo, vivendo em prosperidade em sua antiga terra. (73-74)

Embora Darby fornecido outros ingredientes para formar dispensacionalismo, não há dúvida de que, como todas as pessoas, ele foi influenciado, em grande medida por outros na formulação e desenvolvimento de seu pensamento.

 

PENSAMENTO Darby

 

Interpretação Literal

Ninguém questiona se Darby acreditavam e praticavam um método literal de interpretação. No entanto, sua hermenêutica é mais sofisticado do que muitos observadores casuais reconhecer. Darby acreditava na interpretação literal no sentido de que os 1.290 dias de Daniel 12 eram realmente dias, em contraste com a série de historicistas em sua época que os viam como anos. Darby se que este tipo de "espiritualização" do texto só poderia ser utilizado para apoiar idéias humanas.

Elmore observa que "quando se trata de avaliar qualquer interpretação da Escritura ou formulação teológica," Darby "parece admitir dois níveis de evidências: (1) declarações diretas das Escrituras, e (2) deduções de declarações diretas das Escrituras" (131) . Como a maioria dos literalistas, Darby não acreditava em "literalismo de madeira" que não permite que figuras de linguagem, tipologia, ea teologia da Bíblia para orientar a exegese. Em vez disso, ele seguiu ", uma abordagem de valor de face literal ao texto," mantendo "um equilíbrio entre a exegese detalhada e teologia bíblica de livros e escritores, sempre tendo a natureza progressiva da revelação em mente" (198-99). "Darby acreditava que a linguagem do Antigo Testamento permitiu conteúdo teológico adicional a ser revelada mais tarde, mas não a redefinição de seus conteúdos teológicos" (198) assim como muitos teólogos do pacto.

 

Dispensações, Israel ea Igreja

 

Desde os seus primeiros dias, Darby, como Graves, acredita não só no futuro conversão dos judeus, mas também a restauração de sua terra natal. Ao tomar promessas a Israel e da igreja, literalmente, Darby pensou que um único plano de salvação de Deus é harmonizado para dois povos-Israel ea igreja de Deus. Israel, o povo terreno de Deus, está destinado a governar as nações com Cristo antes de sua ressurreição. A Igreja, povo celestial de Deus, reinarão com Cristo no mesmo reino, mas em corpos ressuscitados.

A distinção de Darby entre o plano de Deus para Israel e para a Igreja serviu de base para a sua contribuição mais controverso para o cristianismo evangélico-o arrebatamento Pré-Tribulação da Igreja. Até mesmo adversários fortes para essa doutrina admitir que é lógico, se Deus vai literalmente cumprir Suas promessas antigas a Israel. A Igreja deve ser removida antes de Deus retoma seu trabalho com Israel, permitindo que os dois programas de participar plenamente no reino milenar.

Como muitos antes dele, Darby viu revelação progressiva de Deus de Seu plano em termos de dispensas. Ao contrário de CI Scofield, Darby não começou sua primeira dispensação até depois dilúvio de Noé.

A visão de Darby da igreja foi fundamental para o seu desenvolvimento do dispensacionalismo, especialmente sua visão (compartilhada por muitos em sua época) do presente ruína da igreja. Elmore observou:

Ao separar quaisquer conceitos terrena governamentais da doutrina anglicana da Igreja una, santa, católica, igreja apostólica, Darby manteve uma visão elevada da igreja se reuniram sem alinhando-a com qualquer raça ou governo nacional formado após Israel do Antigo Testamento. Ao enfatizar Pauline singularidade, ele se separou da Igreja até o seu destino celestial. (312-13)

 

CONTRIBUIÇÃO Darby

 

Darby é o pai do dispensacionalismo. "Embora ele não era um teólogo sistemático, foi um expositor de" verdade dispensacional. Ele sintetizou verdades exegéticas para mostrar a linha de história completa da Bíblia, a atividade de Deus na história humana "(Elmore, 312). Darby

emprego do princípio hermenêutico da interpretação literal de toda a Escritura, incluindo profecia, levou naturalmente à distinção entre Israel ea Igreja. Isso resultou, é claro, no entendimento de que as esperanças de Israel e os da Igreja eram de natureza diferente. (Crutchfield, 341)

Dispensationalism veio para a América do Norte através de Darby e outros irmãos antes da Guerra Civil. Depois da guerra ensinos dispensacionalistas captado a atenção de um número significativo de líderes cristãos, e por 1875, suas distinções foram divulgadas em todo o Canadá e os Estados Unidos. Dispensationalism propagação através da pregação, conferências, a criação de escolas e literatura. Na virada do século dispensationalism era bem conhecida e rapidamente tornou-se o sistema evangélico mais popular de teologia.

 

DARBY VISITA AMÉRICA DO NORTE

 

Darby fez sete viagens para os EUA e Canadá entre 1862 e 1877 passando de um total de sete desses 16 anos nos Estados Unidos. Ele passou a maior parte desse tempo no Canadá e quatro cidades americanas: Nova York, Boston, Chicago e St. Louis, onde muitas primeiros líderes do dispensacionalismo americana vivia. Pastores James Hall Brookes (1830-1897) de Walnut Street Presbyterian Church, St. Louis e AJ Gordon (1836-1895) de Clarendon Street Baptist Church, Boston foram patriarcas do dispensacionalismo americanos que vieram sob a influência de Darby. Foi através do ministério de tais homens, mais do que Darby, que se espalham dispensacionalismo na América.

 

Fundadores americanos

James Hall Brookes

 

O pai do dispensacionalismo americano foi James Brookes. Ele estudou na Universidade de Miami e Seminário de Princeton, e foi um dos primeiros a receber Darby em sua igreja. Na década de 1870, Brookes escreveu Maranatha , que foi amplamente distribuído e popularizou uma visão dispensacionalista da profecia. Brookes também editou The Truth revista e presidiu a Conferência Bíblica de Niagara, sendo que ambos desempenharam papéis fundamentais na difusão crenças dispensacionalistas entre líderes cristãos. Como resultado, ele se tornou o líder aceite de um grande círculo de pastores, evangelistas e obreiros cristãos. Ele talvez vai, melhor ser lembrado como o homem que introduziu CI Scofield para dispensationalism pouco depois de sua conversão.

 

Adoniram Judson Gordon

 

Pastor Batista AJ Gordon (1836 -1895), para quem Gordon College e Gordon-Conwell Seminário é chamado, foi outro líder dispensational cedo. Ele era um líder importante nas conferências proféticas e editado a palavra de ordem . Através de persuasão pessoal e sua caneta, ele afetou muitos na costa leste, com vista dispensacional. Gordon levar DL Moody a aceitar o dispensacionalismo.

 

Período de expansão

Arno C. Gaebelein

 

Arno Gaebelein (1861-1945) migrou para os EUA da Alemanha em sua juventude. Embora fosse inicialmente um pastor, ele é mais conhecido por seu trabalho na evangelização dos judeus e como editor de Nossa Esperança revista. Timothy Weber observou de suas habilidades que Gaebelein "adquiridos como uma especialização em literatura rabínica Talmud e outros e falavam iídiche impecável tal que muitas vezes ele teve dificuldade em convencer muitos de seus públicos que ele não era um judeu tentando" passar "como um Gentile. " ( que vivem à sombra , 144)

Gaebelein fez muito para espalhar o dispensacionalismo através de sua fala, livros e revista Nossa Esperança .

 

William E. Blackstone

 

Como muitos dispensacionalistas início, William Blackstone (1841-1935) também foi envolvido em um ministério de evangelistas judeus. Blackstone viveram na região de Chicago e foi o "Hal Lindsey" de sua época, quando ele escreveu o livro best-seller Jesus Is Coming (1878). Blackstone, mesmo um cristão, também é visto como um dos pais do movimento sionista. Ele trabalhou constantemente para o retorno dos judeus para Israel e pressionaram os políticos, convocou conferências, e levantou fundos para a causa. "Em uma Conferência Sionista de 1918, em Filadélfia, Blackstone foi aclamado um" Pai do Sionismo. '"(Weber, 140) Em 1956, Israel dedicou uma floresta em sua honra. Weber diz desse relacionamento judaico-cristão original, dispensacionalistas "foram capazes de enfatizar a evangelização dos judeus e, ao mesmo tempo em que apoiou as aspirações nacionalistas judaicas" (141).

 

Cyrus Ingerson Scofield

 

Kansas advogado CI Scofield (1843-1921), foi convertido a Cristo aos 36 anos depois, durante a década de 1880 em St. Louis, James Brookes discipulado Scofield ensinando-o dispensacionalismo. Um Congregacional ordenado, Scofield, pastoreou duas igrejas congregacionais e presbiterianas. Ele também era ativo em missões e fundou a Missão da América Central. Ele é bem conhecido como um sistematizador e divulgador do dispensacionalismo por sua amplamente conhecida e controversa Scofield Reference Bible (1909). O seu trabalho tem feito mais para espalhar dispensationalism em todo o mundo de língua Inglês do que qualquer outra coisa. No entanto, o dispensacionalismo já era um movimento crescente antes de Scofield. Sua Bíblia simplesmente tornou mais popular. Scofield era altamente considerado nos círculos dispensacionalistas e sua influência permanece até hoje.

 

Lewis Sperry Chafer

 

Professor Presbiteriana Bíblia Lewis Chafer (1871-1952), discípulo de Scofield, culminou o seu ministério com a publicação de um de oito volumes teologia sistemática dispensacional. Chafer sistematizou o dispensacionalismo e espalhar a sua influência através fundador Seminário Dallas (The Evangelical Theological College) em 1924 Dallas tem sido o centro do dispensacionalismo por 70 anos e tem muitos professores bem conhecidos, entre eles: EF Harrison, AT Pierson, HA Ironside, Henry Thiessen, J. Vernon McGee, Merrill Unger, Charles Feinberg, Lewis Johnson, John Walvoord, Charles Ryrie, Dwight Pentecost, Howard Hendricks, e Norman Geisler. Graduados bem conhecidos incluem Hal Lindsey e Charles Swindoll. Chafer e Seminário de Dallas tem sido a maior influência única para espalhar dispensacionalismo no ensino superior cristã.

Razões para o crescimento

De uma perspectiva humana, há muitas razões pelas quais dispensationalism cresceu e se tornou uma força dominante na vida religiosa americana em menos de 75 anos. Primeiro, ela cresceu porque muitos crentes estavam insatisfeitos com vistas dominam da profecia, no final de 1800. Postmillennialism era a visão popular da escatologia, mas as coisas cada vez mais não pareceu estar seguindo seu roteiro otimista. Premillennialism parecia fornecer uma explicação mais realista. O pré-milenismo historicista dominar, com sua-definição de data e eventos atuais especulações, caiu em desgraça, enquanto "qualquer-momento" do dispensacionalismo vista do arrebatamento previsto um premillennialism mais sensata.

Segundo, o dispensacionalismo tinha uma resposta feito sob medida para uma sociedade tecnológica crescente. Como a vida tornou-se mais complicado, assim como explicações sobre o plano de Deus para a história em gráficos dispensacionalistas. Este era apreciado explicações complicadas e lógicas.

Em terceiro lugar, com a ascensão do liberalismo nas igrejas denominacionais, dispensationalism deu respostas a esses ataques. O liberalismo negou a veracidade histórica da Bíblia com a sua interpretação literal e distinções dispensacionalistas. Dispensationalism permitiu um leigo para responder ministros liberais e atravesse notas de Scofield. A visão pré-milenar da Era da Igreja termina em apostasia parecia estar chegando ao passar na ascensão do liberalismo e era muito atraente.

Em quarto lugar, o dispensacionalismo encaixar muito bem com o crescimento da exposição versículo por versículo da Bíblia. Isto foi evidenciado pelo surgimento de conferências bíblicas interdenominacionais, como Niagara.

Em quinto lugar, a teologia dispensacionalista forneceu uma explicação razoável para como Deus pode ser soberano sobre um mundo que parecia estar cada vez mais mal. Os americanos tinham dificuldade em reter otimismo postmillennial em vista da guerra civil e da Primeira Guerra Mundial, o desenvolvimento de favelas, a imigração, o aumento da criminalidade, um grande negócio, e outras condições sociais relacionados com a industrialização. Dispensationalism fazia sentido para muitos calvinistas que estavam pessimista sobre a natureza humana individual e seguia-se que a sociedade como um todo estava na mesma condição. Assim como a salvação individual requer um milagre do céu, para que a sociedade se fosse para ser alterado. Kraus observou que o dispensacionalismo surgiu de dentro do útero "de ortodoxo Calvinismo." ( Dispensationalism na América , 60).

Levando tudo isso em conta, ainda que salientar que as afinidades teológicas básicas do dispensacionalismo é calvinista. A grande maioria dos homens envolvidos nos movimentos da Bíblia e conferência profética subscritos credos calvinistas. "(59)

Por fim, um apelo muito importante do dispensacionalismo foi seu ponto de vista sobre a restauração dos judeus a Israel nos últimos dias. A visão de Dispensationalism dos dois povos de Deus, Israel ea igreja, apelou para os que colocaram importância sobre futuro plano de Deus para Israel.

 

SITUAÇÃO ACTUAL

 

 

Dispensationalism sempre foi uma teologia crescendo e se desenvolvendo. No entanto, desde a Segunda Guerra Mundial, houve algum declínio. Algumas causas incluem: o renascimento da posttribulationism, ataques de teologia do pacto, a ascensão da teologia do domínio e pós-milenismo, a mudança filosófica em direção idealismo que afeta negativamente interpretação literal, uma unidade de consenso dentro bolsa Evangélica, o impulso para a unidade ecumênica, o declínio geral de interesse na doutrina e, finalmente, os ataques lançados a partir de algumas pentecostais e carismáticos, que antes eram dispensacional. No entanto, nem tudo é tristeza e desgraça e dispensacionalismo não está morrendo. É experimentou um ressurgimento do interesse dentro da comunidade acadêmica evangélica e continua a ser uma teologia popular, com grande influência sobre o mundo cristão.

 

fonte www.estudarescatologiabiblica.blogspot.com