Translate this Page

Rating: 3.0/5 (905 votos)



ONLINE
2




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


Comentario bíblico de Efesios cap.5
Comentario bíblico de Efesios cap.5

                       Comentario bíblico de Efesios cap.5

 

Introdução

Tivemos várias exortações importantes no final do capítulo anterior, e eles são continuados nisto: em especial, I. Temos aqui uma exortação ao amor mútuo e caridade, Efésios 5: 1,2 . II. Contra todas as formas de impureza, com argumentos adequados e remédios propostos contra tais pecados, e algumas outras precauções são adicionados, e outros direitos recomendado, Efésios 5: 3-20 . III. O apóstolo dirige à descarga de consciência dos deveres relativos, Efésios 5: 21-6: 1-9 , ao longo deste e, no início do próximo capítulo.

 

Verse 1-2

Adverte contra a impureza.                                                      AD 61.

1 Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados 2 e andai em amor, como Cristo também vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

 

Aqui temos a exortação ao amor mútuo, ou para caridade cristã. O apóstolo tinha vindo a insistir sobre isso no capítulo anterior, e em particular nas Efésios 4: 17-32 do mesmo, para que a partícula , portanto, refere-se, e se conecta o que ele tinha dito lá com o que está contido nestes versos, assim: " porque Deus, por amor de Cristo, vos perdoou, portanto, ser-lhe seguidores de Deus, ou imitadores dele "para assim que a palavra significa. Pessoas piedosas deve imitar o Deus a quem eles adoram, até onde ele se revelou como imitável por eles. Eles devem conformar-se com o seu exemplo, e ter sua imagem renovada sobre eles. Isto coloca uma grande honra a religião prática, que é a imitação de Deus. Devemos ser santos como Deus é santo, misericordiosos como ele é misericordioso, perfeito como ele é perfeito. Mas não há um atributo de Deus, mais recomendado para a nossa imitação do que a de sua bondade. Seja você imitadores de Deus, ou se assemelham a ele, em toda graça, e, especialmente, no seu amor, e na sua bondade perdão. Deus é amor e aqueles que habitam no amor habita em Deus e Deus em si. Assim, ele proclamou seu nome, clemente e misericordioso, e grande em beneficência. Como filhos amados, como filhos (que estão acostumados a ser muito amado por seus pais) normalmente se assemelham-los nos lineamentos e características de seus rostos, e nas disposições e qualidades de suas mentes ou como se os filhos de Deus, que são amados e valorizado por seu Pai celestial. As crianças são obrigadas a imitar os pais no que é bom, especialmente quando amada por eles. O personagem que tenhamos dos filhos de Deus nos obriga a se assemelhar a ele, especialmente em seu amor e bondade, na sua misericórdia e prontidão para perdoar. E somente aqueles que são queridos filhos de Deus que o imitam nestes. Segue-se, e andai em amor, Efésios 5: 2 . Esta graça divina deve conduzir e influenciar toda a nossa conversa, o que se entende por andar nele. Ele deve ser o princípio do qual agimos isso deve direcionar as extremidades em que nos propomos. Devemos ter mais cuidado para dar prova da sinceridade de nosso amor um para o outro. Como também Cristo nos amou. Aqui o apóstolo nos direciona para o exemplo de Cristo, que os cristãos são obrigados a imitar, e no qual temos uma instância do amor mais livre e generoso que já existiu, esse grande amor com que nos amou. Somos todos partícipes conjuntos em que o amor, e participantes do conforto dela e, portanto, amemos uns aos outros, Cristo ter nos amou a todos e dado como prova de seu amor para nós, para ele tem dado a si mesmo por nós. Os amplia designedly apóstolo sobre o assunto para o que pode nos dar a matéria mais delicioso para a contemplação do que isso? Cristo deu a si mesmo para morrer por nós e a morte de Cristo foi o grande sacrifício de expiação: como oferta e sacrifício a Deus, ou uma oferta, mesmo um sacrifício - um sacrifício propiciatório, para expiar a nossa culpa, que havia sido prefigurada na oblações legais e sacrifícios e isso para um cheiro suave. Alguns observam que as ofertas pelo pecado não estavam a ser dito de um cheiro suave, mas isso é dito sobre o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. como ele ofereceu-se com um design a ser aceito por Deus, assim Deus aceitou, ficou satisfeito com, e aplacado com que sacrifício. Note-se, como o sacrifício de Cristo foi eficaz com Deus, de modo que seu exemplo deve ser predominante com a gente, e nós devemos cuidadosamente copiar depois.

 

versículos 3-20

Conservantes de Cuidados de impurezas e admoestações.         AD 61.

3 Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos 4 nem baixeza, nem conversa tola, nem piadas, que não convêm; mas antes ações de graças. 5 Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. 6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7 Portanto não sejais participantes com eles. 8 pois outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz 9 (pois o fruto do Espírito é em toda a bondade e justiça e verdade) 10 provando o que é agradável ao Senhor. 11 E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai -los. 12 Porque é uma vergonha até mesmo de falar das coisas que são feitas por eles em segredo. 13 Mas todas as coisas, sendo condenadas, se manifestam pela luz, pois tudo o que se manifesta é luz. 14 Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta de entre os mortos, e Cristo te iluminará. 15 Portanto, vede andar prudentemente, não como néscios, mas como sábios, 16 remindo o tempo, porque os dias são maus. 17 Pelo que não sejais insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor é. 18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito 19 falando entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando em seu coração para o Senhor 20 Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo

 

Estes versos contêm uma advertência contra todo tipo de impureza, com remédios e argumentos adequados proposta: algumas outras precauções são adicionados, e outros deveres recomendado. Concupiscências imundas deve ser suprimida, a fim de o apoio do amor santo. Andai em amor, e evitar a prostituição e toda impureza. Fornication é loucura cometida entre pessoas não casadas. Todos impureza inclui todos os outros tipos de concupiscências imundas, que eram muito comuns entre os gentios. Ou cobiça, que sendo assim, conectado, e mencionou como uma coisa que não deve ser uma vez nomeado, alguns entendem que, no estilo casta da escritura, da luxúria antinatural enquanto outros levá-la no sentido mais comum, por um desejo imoderado ganhar ou um amor insaciável de riquezas, que é adultério espiritual pela presente da alma, que foi desposada com Deus, se desvia dele, e abraça o seio da adúltera, e, portanto, os mundanos carnais são chamados adúlteros: Você adúlteros e adúlteras, não sabeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Agora esses pecados deve ser temido e detestado no mais alto grau: que não se nomeie entre vós, não de uma forma de aprovação nem sem aversão, como convém a santos, pessoas santas, que estão separados do mundo e dedicados a Deus. O apóstolo não só previne contra os atos brutas de pecado, mas contra o que alguns podem estar aptos a fazer a luz, e acho que para ser desculpável. Nem baixeza ( Efésios 5: 4 ), pelo qual pode ser compreendido todo devassa e gestos indecorosos e comportamento nem conversa tola, obscena e do discurso indecente, ou, mais genericamente, como futilidades como trai muito loucura e indiscrição, e está longe de edificar os ouvintes nem brincando. a palavra grega eutrapelia é o mesmo que Aristóteles, em sua Ética, faz uma virtude: agradabilidade da conversa. E não há dúvida de uma brincadeira inocente e inofensivo, que não podemos supor que o apóstolo aqui proíbe. Alguns entendê-lo de tais reflexões indecentes e abusivas, como tendem a expor os outros e fazê-los parecer ridículo. Isso é ruim o suficiente, mas o contexto parece restringi-lo a tal brincadeira do discurso como é imundo e obsceno, que ele também pode projetar por esse corrupto, ou podre e podre, a comunicação que ele fala de, Efésios 4:29 . Destas coisas que ele diz, Eles não são convenientes. Na verdade, não é mais do que inconveniente, até mesmo uma grande dose de malícia, neles. Eles são tão longe de ser rentável que eles poluem e envenenar os ouvintes. Mas o significado é, essas coisas não se tornam cristãos, e são muito inadequado para a sua profissão e caráter. Os cristãos têm permissão para ser alegre e agradável, mas eles devem ser alegre e sábio. O apóstolo acrescenta: Mas antes ações de graças: até agora deixe caminho da alegria do cristão ser da de obscena e profana saber, que ele pode encantar sua mente, e tornar-se alegre, por uma grata lembrança da bondade e da misericórdia de Deus para ele e abençoando e elogiando-o por conta destes. Nota, 1. Devemos tomar todas as ocasiões para processar ações de graças e louvores a Deus por sua bondade e favorece a nós. 2. Uma reflexão sobre a graça e bondade de Deus para nós, com um projeto para excitar a nossa gratidão a ele, é adequada para atualizar e encantar a mente do cristão, e para fazê-lo alegre. Dr. Hammond pensa que eucharistia pode significar discurso piedoso, piedoso, religioso, em geral, por meio de oposição ao que os condena apóstolo. A nossa alegria, em vez de sair para o que é vão e pecadora, e uma profanação do nome de Deus, deve expressar-se como convém a cristãos, e em que podem tender a sua glória. Se os homens abundava mais em expressões bom e piedoso, eles não seria tão apto a proferir palavras doentes e impróprios para deve bênção e maldição, luxúria, e as ações de graças, saia da mesma boca?

 

  1. Para fortalecer-nos contra os pecados de impureza, & c., O apóstolo exorta vários argumentos, e prescreve vários remédios, no que se segue,

 

  1. Ele insiste vários argumentos, como: (1) Considere-se que estes são pecados que fecharam pessoas do céu: Para isso, você sabe, . & C, Efésios 5: 5 . Eles sabiam que, sendo informado de que pela religião cristã. Por um avarento alguns entendem um libertino lasciva lascivo, que se entrega a esses desejos vis que foram contabilizados os certas marcas de um gentio e idólatra. Outros entendem que na acepção comum da palavra e um homem assim é idólatra, porque não é idolatria espiritual no amor deste mundo. Como o Epicure faz um deus do seu ventre, de modo que o homem cobiçoso faz um deus de seu dinheiro, define essas afetações sobre ela, e lugares que esperança, confiança e alegria, em mundana boa, que devem ser reservados apenas para Deus. Ele serve Mamom em vez de Deus. Destas pessoas é dito que eles não têm nenhuma herança no reino de Cristo e de Deus , isto é, o reino de Cristo, que é Deus, ou o reino que é de Deus por natureza, e de Cristo como ele é mediador, o reino que Cristo comprou e que Deus dá. O céu é aqui descrito como um reino (como freqüentemente em outro lugar) no que diz respeito à sua eminência e glória, sua plenitude e suficiência, & c. Neste reino dos santos e servos de Deus têm uma herança para ele é a herança dos santos na luz. Mas aqueles que são impenitentes, e se permitem tanto nos desejos da carne ou o amor do mundo, não são cristãos de fato , e assim não pertencem ao reino da graça, nem mesmo de vir para o reino da glória. Vamos, então, ser animado para estar em guarda contra aqueles pecados que excluem e fecharam-nos para fora do céu. (2.) Esses pecados trazer a ira de Deus sobre aqueles que são culpados deles: " Ninguém vos engane com palavras vãs, & c,. Efésios 5: 6 . Que ninguém mais liso você, como se essas coisas eram toleráveis ​​e ser permitido de nos cristãos, ou como se eles não eram muito provocador e ofensivo a Deus, ou como se você pode saciar-se com eles e ainda escapar impunemente. Estas são palavras vãs. " Observe, aqueles que eles e outros lisonjear com esperanças de impunidade em pecado não, mas colocar uma fraude em si mesmos e aos outros. Assim Satanás enganou nossos primeiros pais com palavras vãs, quando ele lhes disse: Você não morrerá. Eles são palavras vãs mesmo para aqueles que confiam a eles vão encontrar-se miseravelmente imposta, porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre . os filhos da desobediência por filhos da desobediência pode ser significava que os gentios, incrédulos, e se recusou a cumprir, e submeter-se, o evangelho: ou, mais geralmente, todos os pecadores obstinados, que não serão recuperados, mas são entregue à desobediência. A desobediência é a malignidade do pecado. E é por um hebraísmo usual que tais pecadores são chamados filhos da desobediência e tal fato são de sua infância, desgarradas assim que nascem. A ira de Deus vem sobre como causa de seus pecados, por vezes, neste mundo, mas mais especialmente no seguinte. E ousamos fazer a luz de que vai nos colocar sob a ira de Deus? . O não não ser que você, portanto, participantes com eles, Efésios 5: 7 . "Não participar com eles em seus pecados, que você não pode compartilhar sua punição." Nós participar com outros homens em seus pecados, não só quando vivemos da mesma maneira pecaminosa que eles fazem, e consentimento e cumprir com as suas tentações e solicitações do pecado, mas quando nós incentivá-los em seus pecados, levá-los para o pecado, e não impedem e dificultam-lhes, na medida em que pode estar em nosso poder para fazê-lo. (3) Considere o que obrigações cristãos estão sob a viver em outra taxa de tais pecadores fazer: Para você éreis trevas, mas agora, . & C, Efésios 5: 8 . O significado é: "Esses cursos são muito inadequado para a sua condição atual para, ao passo que na sua Gentile e seu estado não regenerado éreis trevas, você já passaram por uma grande mudança." O apóstolo chama sua condição anterior escuridão em abstracto, para expressar a grande escuridão em que estavam. Eles viveram vidas perversas e profanos, sendo privados da luz da instrução, sem e da iluminação e graça do Espírito abençoado dentro. Note, um estado de pecado é um estado de escuridão. Pecadores, como homens no escuro, está indo porque não sabem para onde e fazendo eles não o conhecem. Mas a graça de Deus tinha produzido uma poderosa mudança em suas almas: Agora você é luz no Senhor, savingly iluminada pela Palavra e pelo Espírito de Deus. Agora, em cima de sua fé em Cristo, e sua receber o evangelho. Andai como filhos da luz. Crianças de luz, de acordo com a língua hebraica, são aqueles que estão em um estado de luz, dotado de conhecimento e santidade. "Agora, sendo tal, que nossa conversa seja adequado ao seu estado e privilégios, e, consequentemente, viver de acordo com a obrigação você tem menos por esse conhecimento e essas vantagens que você enjoy-- provando o que é agradável ao Senhor ( Efésios 5:10 ) , examinando e procurando diligentemente o que Deus revelou ser sua vontade, e fazendo com que pareça que você aprová-lo por vos conformeis a ele. " Observe-se, Não só devemos temer e evitar o que desagrada a Deus, mas inquirir e considerar o que será aceitável para ele, examinando as escrituras com este ponto de vista, mantendo, assim, à maior distância a partir desses pecados.

 

  1. O apóstolo prescreve alguns remédios contra eles. Como: (1) Se nós não seria enredado pelos desejos da carne, que deve produzir os frutos do Espírito, Efésios 5: 9 . Isto é esperado a partir dos filhos da luz, para que, sendo iluminado, eles também sejam santificados pelo Espírito, e, logo após dar à luz o seu fruto, que consiste em toda bondade, uma inclinação para fazer o bem e para mostrar misericórdia e justiça, o que significa justiça nas nossas relações. Assim, eles são tomadas de forma mais rigorosa, mas, de modo mais geral, toda religião é bondade e justiça. E em e com estes devem ser verdade, ou sinceridade e retidão de coração. (2) Não devemos ter comunhão com o pecado nem os pecadores, Efésios 5:11 . Obras pecaminosas são obras de escuridão: eles vêm da escuridão da ignorância, eles procuram a escuridão de ocultação, e que conduzem à escuridão do inferno. Estas obras das trevas são obras infrutuosas não há nada tenho por eles, a longo prazo, qualquer que seja o lucro é fingiu pelo pecado, ele não será por meio equilibrar a perda para que insere no total ruína e destruição do pecador impenitente. Devemos, portanto, não têm comunhão com estas obras infrutuosas como não devemos praticá-las nós mesmos, por isso não devemos tolerar os outros na prática deles. Há muitas maneiras de nosso ser conivente com os pecados dos outros, por recomendação, conselho, consentimento ou ocultação. E, se nós compartilhamos com os outros em seu pecado, devemos esperar para compartilhar com eles em suas pragas. Nay, se assim ter comunhão com eles, estaremos no maior perigo de agir como eles fazem dentro em breve. Mas, ao invés de ter comunhão com eles, devemos reprová-los, o que implica que, se não reprovar os pecados dos outros, temos comunhão com eles. Temos de prudência e de nossos lugares testemunhar contra os pecados dos outros, e se esforçar para convencê-los de seus pecados, quando podemos fazê-lo sazonalmente e pertinente, em nossas palavras, mas sobretudo pela santidade de nossas vidas, e uma conversa religiosa. Reprovar seus pecados pela abundante nos deveres contrárias. Uma razão dada é, pois é uma vergonha até mesmo de falar dessas coisas, & c., Efésios 5:12 . Eles são tão sujo e abominável que é uma pena mencioná-las, exceto em uma forma de repreensão, muito mais deve ser uma vergonha para ter comunhão com eles. As coisas que são feitas por eles em oculto. O apóstolo parece falo aqui dos idólatras gentios, e dos seus mistérios horríveis, que abundavam com impiedade detestável, e que nenhum deles foi autorizado a divulgar sob pena de morte. Observar, Um bom homem tem vergonha de falar o que muitas pessoas más não têm vergonha de agir, mas, tanto quanto sua maldade aparece, deve ser repreendido por homens bons. Segue-se uma outra razão para tal repreensão: Mas todas as coisas, sendo condenadas, se manifestam pela luz, Efésios 5:13 . O significado desta passagem pode ser esta: "Todas essas obras infrutuosas das trevas onde são chamados a reprovar forem abertas, e fez aparecer em suas cores próprias dos pecadores-se, à luz da doutrina ou da palavra de Deus em suas bocas, como reprovadores fiéis, ou por que a luz instrutivo que é difundida pela santidade de suas vidas e por sua caminhada exemplar ". Observe-se, à luz da Palavra de Deus, ea exemplificação do que em uma conversa Christian, são meios adequados para convencer os pecadores de seus pecados e maldade. Segue-se, pois tudo o que se manifesta é luz ou seja, ele é a luz que descobre o que estava escondido antes na escuridão e, consequentemente, torna-se aqueles que são filhos da luz, que são luz no Senhor, para descobrir a outros os seus pecados, e se esforçar para convencê-los do mal e perigo deles, brilhando, assim como luzes no mundo. O apóstolo insta ainda este dever com o exemplo de Deus ou de Cristo: Pelo que diz, & c. ( Efésios 5:14 ), como se ele tivesse dito: "Ao fazer isso, você vai copiar após o grande Deus, que se pôs-se a despertar os pecadores de seu sono, e elevá-las a partir da morte do pecado, para que recebessem . a luz de Cristo " Ele disse. O Senhor está dizendo constantemente na sua palavra que é mais particularmente expressa em Isaías 60: 1 . Ou, Cristo, pelos seus ministros, que pregam o evangelho eterno, é continuamente convidando pecadores para o efeito: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos. A mesma coisa no principal é concebido por esses diferentes expressões e servem para nos lembrar da grande estupidez e a segurança miserável dos pecadores, como insensível são de seu perigo, e como inapto eles naturalmente estão a movimentos espirituais, sensações e ações. Quando Deus os convida a despertar, e a surgir, o seu significado é que eles iriam quebrar seus pecados pelo arrependimento, e entrar em um curso de santa obediência, e ele encoraja-os a redação e fazer o seu melhor dessa maneira, por esse gracioso promessa, e Cristo te iluminará ou Cristo deve iluminar-te, ou te iluminará. "Ele te introduzir um estado de conhecimento, santidade e conforto, te ajudando com a sua graça, e refrescar a tua mente com alegria e paz aqui e te recompensar com glória eterna no comprimento. " Observar, quando estamos nos esforçando para convencer pecadores, e reformá-los dos seus pecados, estamos imitando Deus e Cristo naquele que é o seu grande projeto em todo o evangelho. Alguns realmente entender isso como uma chamada para os pecadores e santos: para os pecadores a arrepender e voltar para Santos para agitar-se ao seu dever. As primeiras devem surgir a partir de sua morte espiritual, a qual deve despertar de sua morte espiritual. (3.) Outro remédio contra o pecado é prudência, cuidado, ou cuidado ( Efésios 5:15 ): Veja, em seguida, & c. Isso pode ser entendido tanto em relação ao que precede imediatamente, "Se você for para repreender outros por seus pecados, e seria fiel a seu dever neste particular, você deve olhar também para vós, e por seu próprio comportamento e conduta" ( e, na verdade, esses só estão aptos para reprovar os outros que andam com a devida prudência, e se importam), ou então temos aqui um outro remédio ou melhor conservante dos pecados antes mencionados e isso eu considero ser a concepção do apóstolo, sendo impossível manter a pureza e santidade de coração e vida sem grande prudência e cuidado. andar prudentemente, ou, como a palavra indica, com precisão, exatamente, da maneira certa, a fim de que deve ser frequentemente consultar a nossa regra, e as direções temos nos oráculos sagrados. não como tolos, que andam em todas as aventuras, e que não têm nenhuma compreensão do seu dever, nem do valor de suas almas, e por negligência, supinação, e falta de cuidado, cair em pecado, e destruir a si mesmos , mas como sábios, como pessoas ensinados por Deus e dotados de sabedoria do alto. Curta circunspecto é o efeito da verdadeira sabedoria, mas pelo contrário é o efeito de loucura. Segue-se, remindo o tempo ( Efésios 5:16 ), literalmente, comprando a oportunidade. É uma metáfora tirada de mercadores e comerciantes que diligentemente observar e melhorar as estações de mercadorias e comércio. É uma grande parte da sabedoria cristã para remir o tempo. Bons cristãos devem ser bons maridos de seu tempo, e tomar cuidado para melhorá-lo com o melhor de propósitos, observando contra as tentações, fazendo o bem enquanto ele está no poder de suas mãos, e enchendo-o com employment-- adequada um conservante especial do pecado. Eles devem fazer o melhor uso que puderem das actuais estações de graça. Nosso tempo é um talento nos foi dada por Deus para uma boa fim, e é desperdiçada e perdeu quando não é utilizado de acordo com seu design. Se nós perdemos o nosso até então tempo, devemos esforçar-se para resgatá-lo dobrando nossa diligência em fazer o nosso dever para o futuro. O motivo é porque os dias são maus, quer em razão da maldade dos que neles habitam, ou melhor, "como eles são tempos difíceis e perigosas para você que vivem nelas." Eram tempos de perseguição, em que o apóstolo escreveu isto: os cristãos estavam em risco a cada hora. Quando os dias são maus temos um argumento superadded para resgatar tempo, especialmente porque não sabemos quanto tempo eles podem ser piores. As pessoas são muito propensos a queixar-se de maus momentos que estavam bem se isso iria levá-los para resgatar tempo. " Portanto ", diz o apóstolo ( Efésios 5:17 ), "por causa da maldade das vezes, ser que você não imprudente, ignorante do seu dever e negligente sobre suas almas, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. Estudo, considerar, e ainda familiarizar-se com a vontade de Deus, como determinar o seu dever ". Observe-se, a ignorância do nosso dever, e negligência de nossas almas, são evidências da maior loucura enquanto uma familiaridade com a vontade de Deus, e um cuidado para lhe dar cumprimento, evidenciar o melhor e mais verdadeira sabedoria.

 

  1. Nos Efésios 5: 18-20 , o apóstolo adverte contra alguns outros pecados particulares, e insta algumas outras funções. 1. Ele adverte contra o pecado de embriaguez: E não vos embriagueis com vinho, Efésios 5:18 . Este foi um pecado muito frequente entre os pagãos e, particularmente, na ocasião das festas de seus deuses, e mais especialmente na sua Bacchanalia: então eles estavam acostumados a inflamar-se com vinho, e toda sorte de paixões desordenadas foram consequente sobre ela: e, portanto, o apóstolo acrescenta, no qual, ou nas quais a embriaguez, excesso. a palavra asotia pode significar luxo ou dissolução e é certo que a embriaguez não é amigo de castidade e pureza de vida, mas é praticamente contém todo tipo de extravagância, e transporta os homens em sensualidade bruta e enormidades vis. Nota, A embriaguez é um pecado que raramente vai sozinho, mas muitas vezes envolve homens em outras instâncias de culpa: é um pecado muito provocando a Deus, e um grande obstáculo para a vida espiritual. O apóstolo pode significar toda essa intemperança e desordem como são opostas à atitude sóbria e prudente que ele pretende em seu conselho, para remir o tempo. 2. Em vez de ser preenchido com vinho, ele exorta-os a ser cheio do Espírito. Aqueles que estão cheios de bebida não são susceptíveis de ser cheio do Espírito e, portanto, este dever se opõe à ex pecado. O significado da exortação é que os homens devem trabalhar para que uma medida abundante das graças do Espírito, que preencha as suas almas com grande alegria, força e coragem, para as quais coisas os homens sensuais esperar o seu vinho deve inspirar-lhes. Nós não podemos ser culpados de qualquer excesso em nossos esforços após estes: ou melhor, que não devemos ficar satisfeitos com um pouco do Espírito, mas para ser aspirante após as medidas, de modo a ser preenchido com o Espírito. Agora, por este meio que virá a entender o que a vontade do Senhor é o Espírito de Deus é dado como um espírito de sabedoria e de entendimento. E porque aqueles que estão cheios do Espírito será realizada em atos de devoção, e todas as expressões adequadas de que, portanto, os exorta apóstolo, 3. Para cantar ao Senhor, Efésios 5:19 . Bêbados estão acostumados a cantar canções obscenas e profanas. Os pagãos, em sua bacanais, costumava cantar hinos ao Baco, a quem chamavam o deus do vinho. Assim, eles expressaram a sua alegria, mas a alegria dos cristãos deve expressar-se em cânticos de louvor a seu Deus. Nestes eles deveriam falar para si mesmos em suas assembléias e reuniões em conjunto, para a edificação mútua. Por salmos podem ser entendidas salmos de Davi, ou tais como composturas foram adequadamente cantado com instrumentos musicais. Por hinos podem ser entendidas outros tais como foram confinados à matéria de louvor, como aqueles de Zacarias, Simeão, & c. Canções espirituais podem conter uma variedade maior de matéria, doutrinal, profético, histórico, & c. Observe aqui, (1.) O canto dos salmos, e hinos, é uma ordenança do evangelho: é uma ordenança de Deus, e nomeado para a sua glória. (2.) Embora o cristianismo é um inimigo profanar alegria, ainda que incentiva alegria e gozo, e as expressões adequadas destes nos professores do mesmo. O povo de Deus tem motivo para se alegrar e cantar de alegria. Eles estão a cantar e fazer melodia em seus corações , não só com suas vozes, mas com carinho para dentro e, em seguida, sua fazendo isso vai ser tão agradável e aceitável a Deus como a música é para nós: e ele deve ser com um projeto para agradar -lo, e para promover a sua glória, para que fazer isso e, em seguida, ele vai ser feito para o Senhor. 4. Ação de Graças é outro dever que o apóstolo exorta a, Efésios 5:20 . Estamos nomeado para cantar salmos, & c., Para a expressão da nossa gratidão a Deus, mas, ainda que nem sempre estão cantando, nunca devemos desejar uma disposição para este dever, como nunca queremos importa para ele. Temos de continuar-lo durante todo o curso de nossas vidas e nós devemos dar graças por todas as coisas , não só para as bênçãos espirituais apreciado, e eternas os esperados (para o que da antiga que temos em mãos, e para que do outro temos em espero), mas por misericórdias temporais muito não só para o nosso conforto, mas também para as nossas aflições santificados não só pelo que imediatamente diz respeito a nós mesmos, mas para as instâncias da bondade de Deus e favor para outros também. É nosso dever, em cada coisa para dar graças a Deus, o Pai, a Deus como o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Pai dele, em cujo nome estamos a oferecer todas as nossas orações e louvores, e serviços espirituais , que pode ser aceitável a Deus.

 

versículos 21-33

Deveres de maridos e esposas.                                              AD 61.

21 Submetendo-vos uns aos outros no temor de Deus. 22 Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor. 23 Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim deixe as esposas ser a seus maridos em tudo. 25 Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e se entregou por ela 26 Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 Que ele possa apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas que deve ser santa e sem defeito. 28 Assim devem os maridos amar suas esposas como seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama a si mesmo. 29 Porque ninguém jamais odiou a própria carne, mas a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja: 30 Porque somos membros do seu corpo, da sua carne e dos seus ossos. 31 Por este motivo, o homem deixará seu pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão os dois uma só carne. 32 Este é um grande mistério, mas eu falo em referência a Cristo e à igreja. 33 Mas cada um de per si, assim ame a sua mulher como a si mesmo e a esposa vê que ela reverencia seu marido.

 

Aqui o apóstolo começa a sua exortação ao exercício de actividades relativas. Como uma base geral para essas funções, ele estabelece essa regra Efésios 5:21 . Há uma submissão mútua que os cristãos devem a um para o outro, condescendente de suportar cargas uns dos outros: não avançando-se acima dos outros, nem dominador uns sobre os outros e dando leis a um outro. Paul era um exemplo desse temperamento verdadeiramente cristã, pois ele tornou-se tudo para todos os homens. Devemos ser de um rendimento e de um espírito submisso, e pronto para todos os deveres de seus respectivos lugares e estações que Deus repartiu a nós em o mundo. no temor de Deus, isto é, tanto quanto é consistente com o temor de Deus, por causa dele, e fora de consciência para com ele, e que nisto pode dar prova de que realmente temem. Onde há essa condescendência mútuo e submissão, as funções de todas as relações serão melhor executadas. De Efésios 5:22 para o final ele fala dos deveres de maridos e esposas e ele fala delas de uma maneira cristã, definindo a igreja como um exemplo de sujeição da esposa, e Cristo como um exemplo de amor em maridos.

 

  1. O dever prescrito para as mulheres é a submissão a seus maridos no Senhor ( Efésios 5:22 ), que inclui a apresentação honrar e obedecer a eles, e que a partir de um princípio de amor a eles. Eles devem fazer isso em conformidade com a autoridade de Deus, que o ordenou, que está fazendo isso como ao Senhor , ou pode ser compreendido por meio de similitude e semelhança, para que o sentido pode ser ", como, sendo dedicado a Deus, submeter-se a ele ". A partir do primeiro sentido podemos aprender que por uma descarga de consciência dos deveres que devemos a nossos semelhantes nós obedecemos e agradar a Deus a si mesmo e, desta, que Deus não só exige e insiste no cumprimento desses deveres que respeitem-se imediatamente, mas tais como respeitar os nossos vizinhos também. O apóstolo atribui a razão dessa submissão das esposas: Porque o marido é a cabeça da mulher, Efésios 5:23 . A metáfora é tirada da cabeça no corpo natural, que, por ser a sede da razão, da sabedoria e do conhecimento, e da fonte de sentido e movimento, é mais excelente do que o resto do corpo. Deus deu ao homem a preeminência e um direito de dirigir e governar por criação, e nessa lei original da relação, teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. Tudo o que há de mal-estar no presente , é um efeito do pecado que vem ao mundo. Geralmente, também, o homem tem (o que ele deveria ter) uma superioridade em sabedoria e conhecimento. Ele é, portanto, a cabeça, como também Cristo é a cabeça da igreja. Há uma semelhança da autoridade de Cristo sobre a igreja em que a superioridade e liderança que Deus designou para o marido. O apóstolo acrescenta, e ele é o salvador do corpo. Autoridade de Cristo é exercida sobre a igreja para a salvação do seu do mal, e o fornecimento de ela com todas as coisas boas para ela. De modo semelhante, caso o marido ser empregados para a proteção e conforto do seu cônjuge e, portanto, ela deveria mais alegremente submeter-se a ele. Então, segue-se, assim como a igreja está sujeita a Cristo ( Efésios 5:24 ), com alegria, com fidelidade, com humildade, assim também as mulheres sejam a seus maridos em cada coisa --em cada coisa a que a sua autoridade com justiça estende-se, em cada coisa legal e consistente com o dever para com Deus.

 

  1. O dever de maridos (por outro lado), é amar suas esposas ( Efésios 5:25 ), pois sem isso eles iriam abusar da sua superioridade e liderança, e, sempre que este prevalece como deveria fazer, ele vai inferir as outras funções da relação, sendo um carinho especial e peculiar que é necessário em seu nome. O amor de Cristo para a igreja é proposto como um exemplo disso, que o amor dele é um sincero, um puro, um ardente, e carinho constante, e que, não obstante as imperfeições e falhas que ela é culpada de. A grandeza de seu amor para a igreja apareceu em seu dando-se até à morte para ele. Observe-se, como a sujeição da Igreja de Cristo é proposta como um exemplo para as esposas, de modo que o amor de Cristo à sua igreja é proposto como um padrão para os maridos e, enquanto tais exemplos são oferecidos para ambos, e muito é exigido de cada um, não tem razão para reclamar das injunções divinas. O amor que Deus requer do marido, em nome de sua esposa vai fazer a reparação para a sujeição que ele exige dela para o marido e a sujeição prescrita da esposa será um retorno abundante para que o amor do marido que Deus a fez devido. O apóstolo, tendo mencionado o amor de Cristo para a igreja, amplia em cima dele, atribuindo a razão pela qual ele se entregou por ela, ou seja, que a santificar neste mundo, e glorificá-lo na próxima: Para a santificar, purificando-a , com a lavagem da água, pela palavra ( Efésios 5:26 ) - que ele pode revestir todos os seus membros com um princípio de santidade, e entregá-los da culpa, a poluição e do domínio do pecado. Os meios instrumentais sendo que estes são afetados são os sacramentos instituídos, especialmente a lavagem do batismo e da pregação e recepção do evangelho. E que ele possa apresentá-la a si mesmo, & c., Efésios 5:27 . Dr. Lightfoot pensa que alude o apóstolo aqui para cuidado extraordinário dos judeus em suas lavagens de purificação. Eles foram cuidado para que não deve haver rugas para manter a carne a partir da água, e não mancha nem sujidade que não foi lavado. Outros entendê-lo como aludindo a uma peça de vestuário vêm recém fora de mão da mais completa, purgado a partir de pontos, se estendia desde as rugas, o ex-recém-contratado, este último por muito tempo e costume. Que ele possa apresentá-la a si mesmo --que ele poderia perfeitamente uni-la a si mesmo no grande dia, uma igreja gloriosa, perfeito em conhecimento e em santidade, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, nada de deformidade ou contaminação remanescente, mas sendo totalmente amável e agradável aos olhos, santa e sem defeito, livre das menos restos de pecado. A igreja nos crentes gerais e particulares, não será sem mácula, nem ruga, até chegarem à glória. De Efésios 5: 26-27 , juntos, possamos tomar conhecimento de que a glorificação da igreja se destina na santificação do mesmo: e que aqueles, e só esses, que são santificados, agora, será daqui em diante glorificado .-- Assim devem os amar suas esposas como seus próprios corpos, e c., Efésios 5:28 . A mulher que está sendo feita uma com seu marido (não em um natural, mas em um civil e em sentido relativo), este é um argumento por que ele deve amá-la com tão cordial e, como ardente um carinho como aquele que ama a si mesmo. Para ninguém jamais odiou a própria carne, Efésios 5:29 - (ninguém no seu perfeito juízo jamais odiou a si mesmo, no entanto deformado, ou quaisquer que fossem suas imperfeições pode ser) tão longe disso que ele alimenta e dela cuida , ele usa-se com uma grande dose de cuidado e ternura, e é diligente para abastecer-se com cada coisa conveniente ou bom para ele, com comida e roupas, & c. Mesmo que o Senhor à igreja: isto é, como o Senhor alimenta e cuida da igreja, que ele envolve com todas as coisas que ele vê necessária ou bom para ela, com o que conduz a sua felicidade eo bem-estar eterno. O apóstolo acrescenta: Pois somos membros do seu corpo, da sua carne e dos seus ossos, Efésios 5:30 . Ele atribui isso como uma razão pela qual Cristo alimenta e cuida de sua igreja - porque todos os que pertencem a ele são membros do seu corpo, isto é, do seu corpo místico. Ou, somos membros de seu corpo: toda a graça e glória que a igreja tem são de Cristo, como Eva foi tirada do homem. Mas, como se observa, sendo a forma dos escritos sagrados para expressar um corpo complexo pela enumeração de suas várias partes, como o céu ea terra para o mundo, à noite e de manhã para o dia natural, por isso aqui, por órgão, carne e os ossos, devemos entender a si mesmo, o significado do ser versículo que somos membros de Cristo .-- Por esta razão (porque eles são um, como Cristo e sua igreja são um) deixará o homem a seu pai e mãe do apóstolo refere-se às palavras de Adam, quando Eva foi dado a ele por um meet ajuda, Gênesis 2:24 . Nós não somos a entender com isso, que a obrigação de um homem para outras relações é cancelada em cima de seu casamento, mas apenas que esta relação deve ser preferido a todos os outros, havendo uma união mais próxima entre os dois do que entre quaisquer outros, que o homem deve em vez deixar qualquer daqueles que sua esposa .-- E serão os dois uma só carne, isto é, em virtude do vínculo matrimonial. Este é um grande mistério, Efésios 5:32 . Essas palavras de Adam, apenas mencionados pelo apóstolo, são faladas, literalmente, de casamento, mas eles também têm um sentido místico escondido neles, relativa à união entre Cristo e sua Igreja, de que a união conjugal entre Adão e a mãe de todos nós era um tipo: embora não houver instituído ou designado por Deus para significar isso, mas era uma espécie de tipo natural, como tendo uma semelhança com ele: eu me refiro a Cristo e à igreja.

 

Depois disso, o apóstolo conclui esta parte do seu discurso com um breve resumo do dever de maridos e esposas, Efésios 5:33 . " No entanto (embora haja um sentido místico tal segredo, mas os simples senso preocupações literais você) que cada um de vós em particular, ame a sua esposa como a si mesmo, com tal afeto sincero, peculiar, singular, e que prevalece como é que que traz para si mesmo. E a mulher vê que ela reverencia o marido. " Reverência consiste de amor e estima, que produzem um cuidado para agradar, e do medo, que desperta uma precaução para que não apenas infracção ser dado. Que a esposa assim reverenciar o marido é a vontade de Deus ea lei da relação.

Comentário bíblico Mattew Henrys

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net