Translate this Page

Rating: 3.0/5 (901 votos)



ONLINE
1




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter


Comentario bíblico de Hebreus cap.4
Comentario bíblico de Hebreus cap.4

                          Comentario bíblico Hebreus cap.4 

 

. Introdução

O apóstolo, tendo no capítulo anterior estabelecido o pecado e punição dos antigos judeus, prossegue neste, I. Para declarar que os nossos privilégios, por Cristo, no evangelho exceder os privilégios da igreja judaica sob Moisés, como uma razão pela qual nós deve fazer uma melhoria direita deles, Hebreus 4: 1-4 . II. Ele atribui a causa por que os antigos hebreus não aproveitavam seus privilégios religiosos, Hebreus 4: 2 . Em seguida, III. Confirma os privilégios daqueles que crêem, e a miséria daqueles que permanecerem na incredulidade, Hebreus 4: 3-10 . IV. Conclui com argumentos adequados e poderosos e os motivos para a fé e obediência.

 

versículos 1-10

Privilégios Evangelho adverte contra a apostasia.      AD 62.

1 Vamos, portanto, receio que, sido deixada a promessa nos de entrarmos no seu descanso, algum de vós que parecem vir curto dele. 2 Porque também a nós foi pregado o evangelho, assim como a eles; mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a ouviram -lo. 3 Porque nós, os que temos crido, é que entramos no descanso, tal como disse, Assim jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso; embora as suas obras estivessem acabadas desde a fundação do mundo. 4 Pois ele falou em um determinado lugar do sétimo dia sobre este sábio, E descansou Deus, no sétimo dia, de todas as suas obras. 5 E neste lugar novamente, se eles entrarão no meu repouso. 6 Visto, pois, restar que alguns entrem nele, e que aqueles a quem foi primeiro pregada não entraram por causa da desobediência, 7 Novamente, ele limiteth um certo dia, dizendo por Davi, dia, depois de tanto tempo como ele é disse: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações. 8 Porque, se Josué lhes houvesse dado descanso, então ele não depois ter falado de outro dia. 9 Portanto resta ainda um repouso para o povo de Deus. 10 Porque aquele que entrou no descanso de Deus, esse também descansou de suas obras, como Deus fez das suas.

 

Aqui, I. O apóstolo declara que os nossos privilégios, por Cristo, no evangelho não são apenas tão grande, mas maior do que aquelas de que beneficiam ao abrigo da lei mosaica. Ele especifica isso, que temos uma promessa nos deixou de entrar no seu repouso, isto é, de entrar em uma aliança-relação a Cristo, e um estado de comunhão com Deus através de Cristo, e de crescer nele, até que são feitas perfeito em glória. Temos descobertas de este descanso e propostas, e as melhores instruções sobre como podemos alcançá-lo. Esta promessa de descanso espiritual é uma promessa deixou-nos pelo Senhor Jesus Cristo em sua última vontade e testamento, como um legado precioso. Nosso negócio é fazer com que sejamos os legatários, que nós colocamos a nossa pretensão de que o descanso ea liberdade do domínio do pecado, de Satanás, ea carne, pelo qual as almas dos homens são mantidos em servidão e privados da verdade descanso da alma, e pode ser também libertado do jugo da lei e todas as cerimônias cansativos e serviços do mesmo, e pode desfrutar de paz com Deus em seus juízos e providências, e em nossas próprias consciências, e assim ter a perspectiva e sério de descanso perfeito e eterna no céu.

 

  1. Ele demonstra a verdade de sua afirmação, que temos como grandes vantagens como eles. Para ele diz ( Hebreus 4: 2 ), Para nós, foi pregado o evangelho, assim como a eles o mesmo evangelho para a substância foi pregado em ambos os Testamentos, embora não tão claramente não em tão confortável de forma sob o Antigo como no âmbito da Nova. Os melhores privilégios dos antigos judeus tinham eram seus gospel privilegia os sacrifícios e cerimônias do Antigo Testamento eram o evangelho de que a dispensa e, qualquer que seja excelente na mesma, era o respeito que tinha de Cristo. Agora, se esse era o seu maior privilégio, não somos inferiores a eles para que tenhamos o evangelho, assim como eles, e em maior pureza e clareza do que eles tinham.

 

III. Mais uma vez ele atribui a razão por que alguns dos antigos judeus lucraram com isso dispensação do evangelho de que gozavam, e que era a sua falta de fé: A palavra da pregação nada lhes aproveitou, porque não foi misturada com a fé naqueles que a ouviram , Hebreus 4: 2 . Observe, 1. A palavra é pregada para nós que podem lucrar com ele, para que possamos ganhar riquezas espirituais por ele, é um preço colocado em nossas mãos para comprar a sabedoria, o rico património da alma. 2. Houve em todas as eras um grande número de ouvintes não rentáveis ​​muitos que parecem lidar muito nos sermões, em ouvir a palavra de Deus, mas não ganha nada para suas almas desse modo, e aqueles que não são ganhadores por ouvir são grandes perdedores. 3. O que está na base de toda a nossa inutilidade sob a palavra é a nossa incredulidade. Nós não misturar fé com o que ouvimos é a fé no ouvinte que é a vida da palavra. Embora o pregador acredita que o evangelho, e se esforça para misturar fé com sua pregação, e falar como alguém que acreditou e assim falado, ainda, se os ouvintes não têm fé em suas almas para misturar com a palavra, eles nunca será o melhor para ele. Esta fé deve misturar-se com cada palavra, e estar em ato e exercício enquanto estamos ouvindo e, quando ouvimos a palavra, concordar com a verdade, aprovando-o, aceitando a misericórdia oferecida, aplicando a palavra para se estabeleceu com adequada afetos, então veremos grande lucro e ganho pela palavra pregada.

 

  1. Por estas considerações os motivos apóstolo sua repetida e cautela sério e conselhos que aqueles que apreciam o evangelho deve manter um santo temor e ciúmes sobre si, para incredulidade latente deve roubar-lhes o benefício da palavra, e de que o descanso espiritual que é descoberto e ofertadas no evangelho: Vamos temer que, uma promessa-nos sido deixada de entrar no seu repouso, algum de vós que parecem vir curto do que, Hebreus 4: 1 . Observe-se, 1. A graça e glória são atingíveis por todos sob o Evangelho: existe uma oferta, e uma promessa para aqueles que devem aceitar a oferta. 2. Aqueles que podem atingi-los também pode ficar aquém. Aqueles que podem atingi-los também pode ficar aquém. Aqueles que poderiam ter alcançado a salvação pela fé pode ficar aquém pela incredulidade. 3. É uma coisa terrível tanto a ponto de parecer aquém da salvação do evangelho, para parecer tão para si, a perder a sua esperança confortável e parece tão para os outros, de modo a perder a honra do seu santo profissão. Mas, se é tão terrível que parece ficar aquém deste resto, é muito mais terrível realmente aquém das expectativas. Como uma decepção deve ser fatal. 4. Um bom meio para evitar que seja a nossa verdadeira aquém ou parecendo aquém é manter um santo temor e religiosa para que os não ficam aquém. Isso fará com que nos vigilante e diligente, sincero e sério esse medo vai nos colocar ao examinar nossa fé e exercê-lo enquanto presunção é a estrada para a ruína.

 

  1. O apóstolo confirma a felicidade de todos aqueles que acreditam verdadeiramente o evangelho e isso ele faz,

 

  1. Ao afirmar de forma tão positiva a verdade disso, a partir da experiência de si mesmo e aos outros: " Nós, os que temos crido, é que entramos no descanso, Hebreus 4: 3 . Entramos em uma união abençoada com Cristo e em comunhão com Deus através de Cristo neste estado nós realmente desfrutar de muitas comunicações doces de perdão do pecado, a paz de consciência, gozo no Espírito Santo, aumento de graça e earnests de glória, descansando da servidão do pecado e depositando-nos em Deus até que estejamos preparado para descansar com ele no céu. "

 

  1. Ele ilustra e confirma-se que aqueles que acreditam que são, portanto, feliz, e que entramos no descanso. (1) A partir de Deus terminar o seu trabalho de criação, e assim entrarmos no seu descanso ( Hebreus 4: 3 , 4 ), que nomeia os nossos primeiros pais para descansar no sétimo dia, para descansar em Deus. Agora, como Deus terminou seu trabalho, e depois descansou a partir dele, e concordaram com ele, então ele fará com que aqueles que acreditam para concluir seu trabalho, e, em seguida, para desfrutar de seu descanso. (2.) A partir de Deus continua a observância do sábado, após a queda, ea revelação de um Redentor. Eles foram para manter o sétimo dia de um sábado santo ao Senhor, aí elogiando-o que lhes levantou a partir do nada, criando poder, e rezando para ele que ele iria criá-las de novo pelo seu Espírito da graça, e dirigir a sua fé o Redentor prometido e restaurador de todas as coisas, pelo qual a fé que eles encontram descanso em suas almas. (3) A partir de Deus propondo Canaã como um descanso típico para os judeus que creram, e como aqueles que acreditavam, Calebe e Josué, chegou a entrar em Canaã por isso aqueles que acreditam agora entra em repouso. (4.) A partir da certeza de um outro descanso, além disso sétimo dia de descanso instituído e observada tanto antes como depois da queda, e, além disso Canaan-rest típica que a maioria dos judeus ficou aquém das por incredulidade para o salmista falou de outra dia e outro descanso, onde é evidente que existe um sábado mais espiritual e excelente restante para o povo de Deus do que aquela em que Josué levou os judeus ( Hebreus 4: 6-9 ), e esse resto remanescente, [1] Um resto de graça e conforto, e santidade, no estado evangelho. Este é o descanso com que o Senhor Jesus, o nosso Josué, faz com que as almas cansadas e consciências despertas para descansar, e este é o refrigério. [2] Um descanso na glória, o repouso sabático eterno do céu, que é o repouso e perfeição da natureza e da graça também, onde o povo de Deus deve aproveitar o fim de sua fé e o objeto de todos os seus desejos. (5) Este é comprovado a partir dos precursores gloriosas que realmente tomaram posse desta resto - Deus e Cristo. É certo que Deus, depois da criação do mundo em seis dias, entrou no seu repouso e é certo que Cristo, quando ele terminou a obra da nossa redenção, entrou no descanso e estes não eram apenas exemplos, mas earnests , que os crentes entra em seu descanso: aquele que entrou no descanso também descansou de suas obras, como Deus das suas, Hebreus 04:10 . Todo crente verdadeiro já cessou de suas obras de justiça, e das obras pesadas da lei, como Deus e Cristo cessaram de suas obras da criação e da redenção.

 

  1. O apóstolo confirma a miséria daqueles que não acreditam que eles nunca entra em esse descanso espiritual, seja de graça aqui ou no futuro glória. Isso é tão certo quanto a palavra eo juramento de Deus pode fazê-lo. Tão certo como Deus entrou no seu repouso, tão certo é que os incrédulos obstinados serão excluídos. Tão certo quanto os judeus incrédulos caíram no deserto, e nunca chegou à terra prometida, tão certo é que os incrédulos cairão em destruição, e nunca chegar ao céu. Tão certo como Joshua, o grande capitão dos judeus, não podia dar-lhes posse de Canaã por causa da sua incredulidade, não obstante seu valor eminente e conduta, tão certo é que até o próprio, e capitão da nossa salvação, não obstante tudo o que plenitude Jesus de graça e força que habita nele, não, não pode, dar aos incrédulos finais, quer repouso espiritual ou eterno: ele permanece apenas para o povo de Deus outros por seu pecado abandonar-se a inquietação eterna.

 

versículos 11-16

Exortação séria O Sacerdócio de Cristo. AD 62.

11 Procuremos, pois, entrar naquele descanso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. 12 Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. 13 Também não há qualquer criatura que não seja manifesta na sua presença, mas todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de fazer. 14 Ora, uma vez que temos um grande sumo sacerdote, que penetrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, retenhamos firmemente a nossa profissão. 15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas em tudo foi tentado como nós, mas sem pecado. 16 Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça para socorro em tempo de necessidade.

 

Nesta última parte do capítulo, o apóstolo conclui, em primeiro lugar, com uma séria exortação repetida, e depois com motivos corretos e poderosos.

 

  1. Aqui temos uma exortação séria: Esforcemo-nos, pois, entrar naquele descanso, Hebreus 04:11 . Observe-se, 1. A fim proposto - descanso espiritual e eterna, o resto da graça aqui e glória no futuro - em Cristo na terra, com Cristo no céu. 2. O caminho para este fim específico - trabalho, trabalho diligente este é o único caminho para descansar aqueles que não vai funcionar agora não repousará a seguir. Depois de trabalho devido e diligente, descanso doce e gratificante deve seguir e trabalho agora vai fazer que o descanso mais agradável quando se trata. O sono do homem trabalhando é doce, Eclesiastes 5:12 . Vamos, portanto, de trabalho, vamos todos concordam e ser unânimes nisso, e vamos acelerar o outro, e chamar um sobre o outro a esta diligência. É o ato mais verdadeira de amizade, quando vemos nossos irmãos cristãos demorar-se, para chamar-lhes a atenção para o seu negócio e trabalho para isso a sério. "Vinde, senhores, vamos todos ir trabalhar porque é que ainda se sente? Por que demorar-se? Venha, vamos trabalho agora é o nosso tempo de trabalho, o nosso descanso permanece." Assim devem os cristãos chamam a si mesmos e uns aos outros para ser diligente em dever e tanto mais como vemos o dia se aproxima.

 

  1. Aqui temos motivos corretos e poderosos para tornar o conselho eficaz, que são retirados,

 

  1. A partir do exemplo terrível dos que já pereceram pela desobediência . Para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência de ter visto tantos queda diante de nós será um grande agravamento do nosso pecado, se não vai levar advertência -los: sua ruína chama em voz alta sobre nós suas almas perdidas e inquietas chorar para nós de seus tormentos, que não o fizermos, por pecar como eles fizeram, tornar-nos miseráveis ​​como eles são.

 

  1. A partir do grande ajuda e vantagem que pode ter a partir da palavra de Deus para fortalecer nossa fé, e excitar a nossa diligência, para que possamos alcançar este descanso: A palavra de Deus é viva e eficaz, Hebreus 4:12 . Pela palavra de Deus, podemos entender tanto o essencial ou a palavra escrita: o essencial Word, que no início estava com Deus, e era Deus ( João 1: 1 ), o Senhor Jesus Cristo, e de fato o que é dito neste verso é verdade a respeito dele, mas a maioria compreendê-lo da palavra escrita, as santas escrituras, que são a palavra de Deus. Agora, esta palavra é dito, (1) Que é rápida , é muito viva e ativa, em todos os seus esforços, na apreensão a consciência do pecador, em cortá-lo para o coração, e em confortá-lo e vinculativa a feridas da alma. Aqueles que não conhecem a palavra de Deus, que chamá-lo letra morta é rápido, em comparação com a luz, e nada mais rápido do que a luz não só é rápido, mas acelerando é uma luz vital é uma palavra viva, zon. Santos morrer, e pecadores morrer, mas a palavra de Deus vive. toda a carne é erva, e toda a sua glória como a flor da erva. A erva seca, ea flor cai fora, mas a palavra do Senhor permanece para sempre, 1 Pedro 1:24 , 25 . Os seus pais, onde estão eles? E os profetas, viverão eles para sempre? Mas as minhas palavras, que eu ordenei aos profetas, acaso nao alcançaram a vossos pais? Zacarias 1: 5 , 6 . (2.) É poderosa. Quando Deus coloca-lo para casa, pelo seu Espírito, ele convence poderosamente, converte poderosamente, e conforta poderosamente. É tão poderosa quanto a puxar para baixo as fortalezas ( 2 Coríntios 10: 4 , 5 ), para ressuscitar os mortos, para fazer ouvir os surdos, cegos a ver, os mudos a falar, e os coxos a andar. Ele é poderoso para derrubar o reino de Satanás, e estabelecer o reino de Cristo sobre as suas ruínas. (3) É mais cortante do que qualquer espada de dois gumes que corta dos dois lados, é a espada do Espírito, Efésios 6:17 . É a espada de dois gumes que sai da boca de Cristo, Apocalipse 01:16 . É mais penetrante que qualquer espada de dois gumes, pois vai entrar onde nenhum outro espada pode, e fazer uma dissecção mais crítica: ela penetra à divisão da alma e do espírito, da alma e sua habitual temperamento predominante faz uma alma que tem sido um longo tempo de um espírito orgulhoso ser humilde, de um espírito perverso a ser manso e obediente. Esses hábitos pecaminosos que se tornaram como se fosse natural para a alma, e profundamente enraizado na mesma, e tornar-se de uma maneira um com ele, são separadas e cortadas por esta espada. Ele corta a ignorância do entendimento, a rebelião da vontade, e a inimizade da mente, a qual, quando carnal, é a própria inimizade contra Deus. Esta espada divide entre as juntas e medulas, o mais secreto, perto, e suas partes íntimas do corpo essa espada pode cortar os desejos da carne, bem como os desejos da mente, e tornar os homens dispostos a submeter a operação mais afiada para o mortificante do pecado. (4) É apta para discernir os pensamentos e intenções do coração, até mesmo os pensamentos e projetos mais secretos e remotas. Ele vai descobrir que os homens a variedade de seus pensamentos e propósitos, a vileza deles, os maus princípios são accionados por um, os fins sinistros e pecaminosas eles agem para. A palavra vai transformar o interior de um pecador, e deixá-lo ver tudo o que está em seu coração. Agora, uma palavra como esta há de ser uma grande ajuda para a nossa fé e obediência.

 

  1. A partir das perfeições do Senhor Jesus Cristo, tanto da sua pessoa e escritório.

 

(1.) Sua pessoa, particularmente sua onisciência: Também não há qualquer criatura que não seja manifesta na sua presença, Hebreus 04:13 . Isto é agradável para o que Cristo fala de si mesmo: Todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações, Apocalipse 02:23 . Nenhuma das criaturas pode ser escondida de Cristo, nenhuma das criaturas de Deus, pois Cristo é o Criador de todos eles e não há nenhum dos movimentos e funcionamento de nossas cabeças e corações (que podem ser chamados de criaturas de nossa própria), mas o que estão abertas e manifestas a ele com quem temos de fazer como o objeto de nossa adoração, e o sumo sacerdote da nossa profissão. Ele, por sua onisciência, corta-se o sacrifício que trazemos para ele, que pode ser apresentada ao Pai. Agora, como o sumo sacerdote inspecionados os animais sacrificados, cortá-los até a espinha dorsal para ver se eles estavam de som no coração, assim todas as coisas são assim, dissecado, e estão abertos para o olho penetrante do nosso grande sumo sacerdote. Uma aquele que agora tenta nossos sacrifícios vai longamente, como Juiz, tente nosso estado. Teremos que fazer com ele como alguém que irá determinar o nosso estado eterno. Alguns lêem as palavras, a quem connosco há uma conta ou acerto de contas. Cristo tem uma conta exata de todos nós. Ele foi responsável por todos os que crêem nele e ele responderá com toda: as nossas contas estão diante dele. Este onisciência de Cristo, ea conta que devemos de nós mesmos para ele, deve envolver-nos a perseverar na fé e obediência até que ele aperfeiçoou todas as nossas atividades.

 

(2.) Temos uma conta da excelência e perfeição de Cristo, como ao seu escritório, e este escritório particular de nosso sumo sacerdote. O apóstolo primeiro instrui os cristãos no conhecimento de seu sumo sacerdote, que tipo de sumo sacerdote que ele é, e então coloca-los em mente do dever que devem nesta conta.

 

[1] Que tipo de sumo sacerdote Cristo é ( Hebreus 4:14 ): Vendo temos um sumo sacerdote tal , isto é, primeiro, um grande sumo sacerdote, muito maior do que Aaron, ou qualquer um dos sacerdotes de sua ordem. Os sumos sacerdotes sob a lei foram contabilizados grande e venerável pessoa, mas eles eram, mas tipos fracos e sombras de Cristo. A grandeza de nosso sumo sacerdote é estabelecido, 1. Por ele ter passado para os céus. O sumo sacerdote sob a lei, uma vez por ano, saiu da vista das pessoas dentro do véu, para o mais santo de todos, onde estavam os sinais sagrados da presença de Deus, mas Cristo uma vez por todas tem penetrou os céus, para tomar o governo de tudo sobre ele, para enviar o Espírito para preparar um lugar para o seu povo, e para interceder por eles. Cristo executada uma parte do seu sacerdócio na Terra, ao morrer por nós do outro que ele executa no céu, invocando a causa, e apresentando as ofertas, de seu povo. 2. A grandeza de Cristo é apresentado pelo seu nome, Jesus --um médico e Salvador, e um de natureza divina, o Filho de Deus pela geração eterna e, portanto, ter a perfeição divina, capaz de salvar perfeitamente a todos os que vir a Deus por ele. em segundo lugar, Ele não é apenas um grande, mas um sumo sacerdote misericordioso, misericordioso, compassivo e simpatizando com seu povo: Nós não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, Hebreus 4 : 15 . Embora ele é tão grande, e tão acima de nós, mas ele é muito gentil, e ternamente preocupado para nós. Ele é tocado com o sentimento de nossas fraquezas, de tal forma que ninguém mais pode ser para ele próprio tentou com todas as aflições e problemas que são inerentes à nossa natureza em seu estado caído; e isto não apenas que ele pode ser capaz de satisfazer para nós, mas para simpatizar com a gente. Mas, em seguida, em terceiro lugar, Ele é um sumo sacerdote sem pecado: Ele estava em todas as coisas tentado como nós somos, mas sem pecado. Ele foi tentado por Satanás, mas ele saiu sem pecado. Nós raramente se encontram com as tentações, mas eles nos dão algum choque. Somos capazes de dar a volta, embora não deu, mas nosso grande sumo sacerdote saiu claro em seu encontro com o diabo, que não podia nem encontrar nenhum pecado em si, nem corrigir qualquer mancha sobre ele. Ele foi julgado severamente pelo Pai. Aprouve ao Senhor esmagá-lo e ainda assim ele não pecou, ​​seja em pensamento, palavra ou ação. Ele nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca. Ele era santo, inocente, e imaculada e tal sumo sacerdote tornou-se nós. Tendo assim nos disse o que um nosso sumo sacerdote é, o apóstolo prossegue para nos mostrar,

 

[2] Como devemos rebaixar-nos em direção a ele. Em primeiro lugar, Guardemos firme a nossa profissão de fé nele, Hebreus 04:14 . Nunca nos negar-lhe, nunca tenha vergonha dele diante dos homens. Guardemos firme a doutrina esclarecedora do cristianismo nas nossas cabeças, os princípios animam dele em nossos corações, a profissão aberta dele em nossos lábios, e nossa sujeição prática e universal a ele em nossas vidas. Observe aqui, 1. Devemos ser possuído das doutrinas, princípios e prática, da vida cristã. 2. Quando estamos assim, nós pode estar em perigo de perder a nossa espera, da corrupção dos nossos corações, as tentações de Satanás, e as seduções deste mundo mal. 3. A excelência do sumo sacerdote da nossa profissão iria fazer a nossa apostasia dele mais hediondo e imperdoável seria a maior loucura e a ingratidão vil. 4. Os cristãos não só deve definir o nosso bem, mas eles devem resistir: aqueles que perseverar até o fim será salvo, e nenhum, mas eles. Em segundo lugar, devemos encorajar-nos, pela excelência do nosso sumo sacerdote, para chegar com confiança ao trono da graça, Hebreus 4:16 . Aqui observar, 1. Há um trono da graça criada, uma forma de culto instituído, no qual Deus pode com honra atender os pobres pecadores e tratar com eles, e eles podem com esperança chamar a noite com ele, arrependimento e fé. Deus poderia ter criado um tribunal de justiça rigorosa e inexorável, dispensando a morte, o salário do pecado, a todos os que foram convocadas antes de ele, mas ele escolheu para configurar um trono de graça. Um trono fala autoridade e evidencia temor e reverência. Um trono da graça fala grande incentivo até para o maior dos pecadores. Há graça reina, e age com liberdade soberana, poder e graça. 2. É nosso dever e interesse para ser encontrado frequentemente antes deste trono da graça, esperando no Senhor em todos os deveres de seu culto, público e privado. É bom para nós estar lá. 3. Nosso negócio e missão junto ao trono da graça deve ser que nós possamos alcançar misericórdia e achar graça para socorro em tempo de necessidade. Misericórdia e graça são as coisas que queremos, misericórdia para perdoar todos os nossos pecados e graça para purificar nossas almas. 4. Além da dependência diária que temos de Deus para suprimentos atuais, há algumas temporadas em que teremos mais sensata necessitam da misericórdia e graça de Deus, e que devem estabelecer-se orações contra tais estações - momentos de tentação, seja pela adversidade ou prosperidade, e, especialmente, um tempo morrer: devemos todos os dias colocar um pedido de misericórdia no nosso último dia. O Senhor Concede-nos que nós podemos encontrar a misericórdia do Senhor naquele dia, 2 Timóteo 1:18 . 5. Em todas as nossas abordagens para este trono da graça por misericórdia, que deve vir com uma liberdade humilde e ousadia, com uma liberdade de espírito e uma liberdade de expressão que devemos pedir com fé, nada duvidando que deve vir com um espírito de adoção , como filhos de um Deus reconciliado e Pai. Estamos, na verdade, vêm com reverência e temor, mas não com terror e espanto não como se nós foram arrastados perante o tribunal de justiça, mas gentilmente convidado para o propiciatório, onde reina a graça, e gosta de exercer e exaltar-se em direcção nos. 6. A estância de Cristo, como nosso sumo sacerdote, e um sumo sacerdote tal, deve ser o fundamento de nossa confiança em todas as nossas abordagens para o trono da graça. Se não tivéssemos um mediador, não poderíamos ter coragem em vir para Deus, pois somos criaturas culpadas e poluídas. Tudo o que fazemos é poluída não podemos entrar na presença de Deus somente devemos ou ir na mão de um mediador ou os nossos corações e as nossas esperanças nos faltará. Nós temos ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus. Ele é o nosso advogado, e, enquanto ele implora por seu povo, ele defende com o preço na mão, pelo qual ele comprou tudo o que nossas almas quer ou pode desejar.

Comentario bíblico Mathew Henry,novo testamento

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net