Translate this Page

Rating: 3.0/5 (920 votos)



ONLINE
5




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

mmmmmmmmmmm


// ]]>


Subsidio lições primario CPAD 1 trim. 2016 n.1
Subsidio lições primario CPAD 1 trim. 2016 n.1



                      REVISTA PRIMÁRIO TRIM. 2016

         SUBSIDIO PRIMARIO LIÇÕES CPAD N.1

                        

 

 

Elaboradas especialmente para auxiliar o professor na preparação de sua aula, traçando objetivos, fornecendo sugestões, e orientação didática, afim de que suas crianças tenham o máximo de aproveitamento possível.

Totalmente reformulada de acordo com orientação pedagógica e didática, com conteúdos didáticos atualizados, utilizando a Nova Tradução na Linguagem de Hoje e um mascote, que acompanhará o estudo semanal da criançada. Neste trimestre estudaremos:

Conhecendo a vida de Jesus.

 

SUMÁRIO: 

1- Um anjo visita Maria

2- Deus fala com José, o noivo de Maria

3- O nascimento de Jesus

4- Os anjos anunciam o nascimento de Jesus aos pastores

5- Os sábios visitam Jesus

6- O Menino Jesus visita a casa de Deus

7- Jesus é batizado

8- A tentação de Jesus

9- Jesus chama alguns ajudantes

10- Jesus veio salvar quem está perdido

11- Jesus é poderoso

12- A morte de Jesus na cruz

13- Jesus volta a viver e vai para o céu 

  

     

         SUBSIDIO PRIMARIO LIÇÃO N.12 CPAD

                  A crucificação.Marcos 15.22-47

 

22 E eles trazê-lo até o lugar do Gólgota, que é, por interpretação, o lugar de um crânio. 23 E deram-lhe a beber vinho misturado com mirra; mas ele recebeu -o não. 24 E, havendo-o crucificado, eles repartiram as suas vestes, lançando sortes sobre elas, o que cada um levaria. 25 E era a hora terceira quando o crucificaram. 26 E o título da sua acusação foi escrito sobre, O REI DOS JUDEUS. 27 E, com ele, crucificaram dois ladrões um à sua mão direita, e outro à sua esquerda. 28 E se cumpriu a escritura que diz: E ele foi contado com os transgressores. 29 E os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: Ah! Tu que destróis o templo, e edificas -lo em três dias, 30 Salvar-te, e desce da cruz. 31 Do mesmo modo também os principais sacerdotes, zombando disseram entre si com os escribas, Salvou os outros ea si mesmo não pode salvar. 32 O Cristo, o Rei de Israel, desça agora da cruz, para que possamos ver e crer. E os que com ele foram crucificados o injuriavam.

 

Temos aqui o crucificação de nosso Senhor Jesus.

 

  1. O lugar onde ele foi crucificado era chamado Gólgota - o lugar de um scull: alguns pensam que, por causa das cabeças dos malfeitores que estavam lá cortada: era o lugar comum de execução, como Tyburn, pois ele estava em todos os aspectos contado com os transgressores. Eu não sei como dar qualquer crédito a ele, mas os mergulhadores dos antigos mencioná-lo como uma tradição atual, que neste lugar o nosso primeiro pai Adão foi enterrado, e eles acham que altamente congruente que Cristo não deve ser crucificado por como em Adão todos morrem, assim em Cristo todos serão vivificados. Tertuliano, Orígenes, Crisóstomo, e Epifânio (grandes nomes), tomar conhecimento de que não, Cipriano acrescenta, creditur à PIIS - Muitas pessoas boas acreditam que o sangue de Cristo crucificado que escorrem sobre o scull de Adão, que foi enterrado no o mesmo lugar. Algo mais credível é a tradição, que este Monte Calvário foi aquela montanha na terra de Moriá (e na terra de Moriá certamente foi, por tanto o país sobre Jerusalém foi chamado), em que Isaac era para ser oferecido eo carneiro foi oferecido em vez dele e, em seguida, Abraham tinha um olho para este dia de Cristo, quando ele chamou o lugar Jeová-Jiré - o Senhor proverá, esperando que por isso seria visto no monte do Senhor.

 

  1. O momento em que ele foi crucificado era a terceira hora, Marcos 15:25 . Ele foi trazido perante Pilatos volta da hora sexta ( João 19:14 ), de acordo com a maneira romana do acerto de contas, o que João usa, com o qual a nossa no dia de hoje concorda, ou seja, às seis horas da manhã e, em seguida, em a terceira hora, de acordo com a forma de prestação de contas dos judeus, isto é, cerca de nove horas da manhã, ou logo após, eles pregaram à cruz. Dr. Lightfoot pensa que a terceira hora é aqui mencionado, insinuar um agravamento da maldade dos sacerdotes, que estavam aqui processar Cristo à morte, embora foi depois da terceira hora, quando deveria ter sido freqüentando o serviço do templo, e oferecendo ofertas pacíficas que, sendo o primeiro dia da festa dos pães ázimos, quando não era para ser uma santa convocação. Naquele tempo, quando deveriam ter sido, de acordo com o dever de seu lugar, que preside as devoções públicas, eles estavam aqui extravasando sua maldade contra o Senhor Jesus ainda estes foram os homens que pareciam tão zeloso para o templo, e condenou Cristo, para falar contra ele. Nota, há muitos que fingem ser para a igreja, que ainda se importa e não como raramente eles vão à igreja.

 

III. As indignidades que lhe foi feito, quando ele foi pregado na cruz, como se isso não fosse o suficiente ignominiosa, acrescentaram várias coisas para a ignomínia do mesmo.

 

  1. Sendo o costume de dar vinho a pessoas que estavam a ser condenado à morte, eles se misturaram dele com mirra, que era amargo, e fez enjoado ele provou isso, mas não a quis beber estava disposto a admitir a amargura dele , mas não o benefício do mesmo.

 

  1. As vestes dos que foram crucificados, sendo, como com a gente, a taxa dos carrascos, os soldados lançaram sortes sobre as suas vestes ( Marcos 15:24 ), jogou dados (como os nossos soldados fazem em cima de um tambor-cabeça), por -los: assim fazendo-se feliz com sua miséria, e sentado em seu esporte, enquanto ele estava pendurado na dor.

 

  1. Eles configurar uma inscrição sobre a cabeça, pelo qual eles pretendiam reprová-lo, mas realmente fez-lhe justiça e honra, o rei dos judeus, Mark 15:26 . Aqui foi nenhum crime alegado, mas sua soberania propriedade. Talvez Pilatos pretendia lançar desgraça sobre Cristo como um rei perplexo, ou sobre os judeus, que por sua importunação o havia forçado, contra a sua consciência, para condenar Cristo, como um povo que não merecia mais um rei que ele parecia estar: no entanto Deus pretendia que fosse o proclamando mesmo de Cristo na cruz, o rei de Israel, embora Pilatos não sabem o que ele escreveu, mais do que Caifás que ele disse, John 11:51 . Cristo crucificado é o rei da sua igreja, sua Israel espiritual e mesmo assim quando ele estava pendurado na cruz, ele era como um rei, conquistando inimigos dele e de seu povo, e triunfando sobre eles, Colossenses 2:15 . Agora ele estava escrevendo suas leis em seu próprio sangue, e preparar seus favores para seus assuntos. Sempre que olhamos a Cristo crucificado, devemos lembrar a inscrição sobre a cabeça, que ele é um rei, e devemos dar-se-nos a ser seus súditos, como verdadeiros israelitas.

 

  1. Eles crucificaram dois ladrões com ele, um à sua direita, outro à esquerda, e ele no meio como o pior dos três ( Mark 15:27 ) um grau tão elevado de desonra que eles decide a intenção dele. E, sem dúvida, deu-lhe perturbação também. Alguns que foram presos nas prisões comuns, pelo testemunho de Jesus, queixaram-se de que a empresa de maldizer, juramento prisioneiros, mais do que qualquer outra das queixas de sua prisão. Agora, no meio de tanta nosso Senhor Jesus foi crucificado , enquanto ele vivia ele tinha, e não havia ocasião, associada com os pecadores, para lhes fazer bem e agora quando ele morreu, ele foi para o mesmo fim se juntou com eles, pois ele veio para o mundo, e saiu do mesmo, para salvar os pecadores, mesmo o chefe. Mas isso evangelista toma conhecimento específico do preenchimento das escrituras em que, Mark 15:28 . Nesse famosa previsão dos sofrimentos de Cristo ( Isaías 53:12 ), foi predito que ele deve ser contado com os transgressores, porque ele foi feito pecado por nós.

 

  1. Os espectadores, isto é, a generalidade deles, em vez de condolências com ele em sua miséria, adicionado a ele, insultando sobre ele. Certamente nunca houve tal exemplo da desumanidade bárbara para o malfeitor mais vil, mas assim o diabo mostrou a maior raiva contra ele, e, portanto, ele apresentou aos maiores desonra que poderia ser feito dele.

 

(1.) Mesmo os que por ali passava, que eram de jeito nenhum em causa, blasfemava dele, Mark 15:29 . Se o seu coração estava tão endurecido, que as suas misericórdias não foram movidos com tal espetáculo, mas eles devem ter pensado que o suficiente para ter a sua curiosidade gratificado mas isso não vai servir: como se eles não só foram despojadas de toda a humanidade, mas eram demônios em forma humana, eles zombavam dele, e se expressaram com o maior ódio dele, e indignação com ele, e atirou grossa para ele suas flechas, mesmo palavras amargas. os chefes dos sacerdotes, sem dúvida, colocar esses sarcasmos em suas bocas, Tu que destróis o templo, e reedificas em três dias, agora, se puderes, salvar-te, e desce da cruz. eles triunfar como se agora que tinham o levou para a cruz, não havia perigo de sua destruindo o templo enquanto que o templo do qual ele falava, ele agora estava destruindo, e fez dentro de três dias construí-la e o templo de que eles falavam, ele fez pelos homens, que eram a sua espada e sua mão, destruir não muitos anos depois. Quando os pecadores seguro acho que o perigo passou, então é mais pronto para aproveitá-las: o dia do Senhor virá como um ladrão sobre aqueles que negam sua vinda, e dizem: Onde está a promessa dele? muito mais sobre aqueles que desafiam a sua vinda, e dizem: Avie-se, e acelerar o seu trabalho.

 

(2.) Mesmo os chefes dos sacerdotes, que, sendo retirados de entre os homens e constituído a favor dos homens, deve ter compaixão, mesmo sobre aqueles que estão fora do caminho, deve ser proposta daqueles que estão sofrendo e morrendo ( Hebreus 5: 1, 2 ), mas eles derramado vinagre em vez de óleo em suas feridas, eles conversou com o sofrimento dele quem Deus ferira ( Salmo 69:26 ), eles zombavam dele, disseram: salvou os outros, curado e ajudou-os, mas agora parece que não foi por seu próprio poder, por si mesmo não pode salvar. Eles desafiou-o a descer da cruz, se pudesse, Mark 15:32 . Deixe-os, mas ver isso, e eles acreditam que enquanto eles não acreditariam, quando ele lhes deu um sinal mais convincente do que isso, quando ele veio para cima da sepultura. Estes chefes dos sacerdotes, se poderia pensar, pode agora encontraram-se outro trabalho a fazer: se eles não iria para fazer o seu dever no templo, ainda que eles poderiam ter sido empregado em um escritório não é estranha à sua profissão que eles não oferecem qualquer conselho ou conforto para o Senhor Jesus, mas eles poderiam ter dado alguma ajuda para os ladrões em seus momentos finais (os monges e padres em países papistas são muito intrometido sobre criminosos quebrados em cima da roda, uma morte muito parecida com a da cruz) mas eles não pensam que o seu negócio.

 

(3.) Mesmo os que com ele foram crucificados o injuriavam ( Mark 15:32 ) um deles fez, então miseravelmente foi seu coração endurecido, mesmo na profundidade de miséria e na porta da eternidade.

 

versículos 33-41

A crucificação.

33 E quando a sexta hora havia chegado, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona. 34 E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? que é, por interpretação, Meu Deus, meu Deus, por que me desamparaste? 35 E alguns dos que ali estavam, ouvindo isso, diziam: Eis que chama por Elias. 36 E um deles correu a embeber uma esponja cheia de vinagre e, pondo -o a numa cana, dava-lhe de beber, dizendo: Deixai, vejamos se Elias vem tirá-lo. 37 E Jesus clamou com grande voz, e entregou o espírito. 38 E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. 39 Ora, o centurião, que estava defronte dele, vendo que assim gritou, e deu-se o fantasma, ele disse: Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus. 40 Havia também algumas mulheres olhando de longe, entre elas Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago o Menor e de José, e Salomé 41 (que também, quando ele estava na Galiléia, seguiam eo serviam) e muitas outras mulheres que tinham subido com ele a Jerusalém.

 

Aqui nós temos um relato da morte de Cristo, como seus inimigos abusou dele, e Deus honrou-o em sua morte.

 

  1. Havia uma espessa escuridão sobre toda a terra (alguns pensam sobre toda a terra), durante três horas, a partir do meio-dia até as três do relógio. Agora, se cumpriu a escritura ( Amos 8: 9 ), farei que o sol se ponha ao meio dia, e eu vou escurecer a terra em dia claro e Jeremias 15: 9 , Seu sol está indo para baixo, enquanto ainda é dia. os judeus têm muitas vezes exigiu de Cristo um sinal do céu e agora eles tinham um, mas tal pessoa como significado a cegueira de seus olhos. Era um sinal da escuridão que estava vindo, e vindo, sobre a igreja judaica e nação. Eles estavam fazendo o máximo para extinguir o sol da justiça, que agora estava se pondo, ea elevação de que nunca possuiria e que, em seguida, pode-se esperar entre eles, mas pior do que a escuridão egípcia? Este intimado a eles, que as coisas que pertenciam a sua paz, foram agora escondeu de seus olhos, e que o dia do Senhor estava à mão, o que deve ser para eles um dia de trevas e de escuridão, Joel 2: 1,2 . Era o poder das trevas que eles estavam agora sob, as obras das trevas que eles estavam fazendo agora, e como este deve sua condenação ser justamente, que amaram mais as trevas do que a luz.

 

  1. Para o fim desta escuridão, nosso Senhor Jesus, na agonia de sua alma, clamaram, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Marcos 15:34 . A escuridão significava o presente nuvem que a alma humana de Cristo estava sob, quando ele foi tornando-se uma oferta pelo pecado. Mr. Fox, na sua Atos e Monumentos (vol. 3, p. 160), fala de um Dr. Hunter, um mártir no tempo da rainha Mary, que, sendo preso à estaca, para ser queimado, colocar-se esta breve oração, Filho de Deus, brilhar sobre mim e logo o sol no firmamento brilhou fora da nuvem escura, tão cheio na cara dele, que ele foi forçado a olhar de outra forma, que era muito confortável para ele. Mas nosso Senhor Jesus, pelo contrário, foi negada a luz do sol, quando ele estava em seus sofrimentos, para que significa a retirada da luz da face de Deus. E isso ele queixou-se de mais do que qualquer coisa que ele não reclamou de seus discípulos 'abandonando-o, mas de seu pai, 1. Porque este ferido seu espírito e que é uma coisa difícil de suportar ( Provérbios 18:14 ) exerceram as águas em sua alma, Salmo 69: 1-3 . 2. Porque neste especialmente ele estava pecado feita por nós as nossas iniqüidades tinha merecido indignação e ira sobre a alma ( Romanos 2: 8 ), e, portanto, Cristo, sendo feito um sacrifício, sofreu tanto quanto dele como ele era capaz e não podia deixar de suportar difícil, de fato sobre ele, que tinha ficado no seio do Pai desde a eternidade, e foi sempre a sua luz. Estes sintomas da ira divina, que Cristo estava sob nos seus sofrimentos, eram como que fogo do céu que tinha sido enviou às vezes, em casos extraordinários, a consumir os sacrifícios (como 2Cr. vii. 1 1 Reis xviii. 38) e foi sempre um símbolo de aceitação de Deus. O fogo que deveria ter caído sobre o pecador, se Deus não tivesse sido pacificada, caiu sobre o sacrifício, como um sinal de que ele era assim, portanto, que agora caiu sobre Cristo, e extorquiu-lo a partir deste alto e amargo clamor. Quando Paulo estava a ser oferecida como um sacrifício para o serviço dos santos, que podia alegria e regozijar ( Filipenses 2:17 ), mas é outra coisa a ser oferecido como sacrifício pelo pecado dos pecadores. Agora, na hora sexta, e, assim, o nono, o sol foi escurecido por um eclipse extraordinária e se é verdade, como alguns astrônomos calcular, que na noite desse dia em que Cristo morreu, houve um eclipse da lua, que era natural e esperado, em que sete dígitos da lua escureceram, e continuou a partir de cinco horas até as sete, é notável, e ainda mais significativa da escuridão do tempo em que era então. Quando o sol deve ser escurecido, a lua deve também não a sua luz.

 

III. A oração de Cristo foi bantered por que ali estavam ( Marcos 15: 35,36 ), porque ele chorou, Eli, Eli, ou (como Mark tem, de acordo com o dialeto sírio) Eloi, Eloi, eles disseram: Ele chama por Elias, embora soubessem muito bem o que ele disse, eo que ela significava, meu Deus, meu Deus. assim que eles representá-lo como rezar aos santos, ou porque ele tinha abandonado a Deus, ou Deus o havia abandonado e decide que iria fazê-lo mais e mais odioso para o povo. Um deles embeber uma esponja em vinagre, e alcançou as pazes com ele sobre uma cana "Deixe-o esfriar a boca com isso, é uma bebida boa o suficiente para ele", Mark 15:36 . Este foi destinado para uma nova afronta e abuso dele e quem quer que fosse que o verificado quem fez isso, fez, mas acrescentar ao opróbrio " Deixe-o em paz , ele tem chamado para Elias, vamos ver se Elias vem tirá-lo e se não, podemos concluir que também ele vos abandonou ".

 

  1. Cristo fez novamente chorar em alta voz, e assim entregou o espírito, Mark 15:37 . Ele agora estava elogiando sua alma na mão do seu Pai e se Deus não é movido com qualquer exercício físico, no entanto, esta voz significava a grande força e ardency de afeto com o qual ele fez isso para nos ensinar, em cada coisa em que nós temos que fazer com Deus, para levar adiante o nosso maior vigor, e para realizar todos os deveres da religião, particularmente a da auto-renúncia, com todo o nosso coração e alma inteira e, em seguida, embora o discurso falhar, que não podemos chorar com grande voz, como Cristo fez, no entanto, se Deus seja a força do coração, que não vai falhar. Cristo era realmente e verdadeiramente morto, pois ele entregou o espírito a sua alma humana partiu para o mundo dos espíritos, e deixou seu corpo um torrão fôlego de barro.

 

  1. Apenas nesse instante em que Cristo morreu na Monte Calvário, o véu do templo foi rasgado em dois, de alto a baixo, Mark 15:38 . Este revelava um grande negócio, 1. Do terror dos judeus incrédulos de que era um presságio da completa destruição da sua igreja e nação, que se seguiu não muito tempo depois que era como o corte em pedaços da equipe de beleza (para este véu era extremamente esplêndido e glorioso, Exodus 26:31 ), e que foi feito ao mesmo tempo em que eles deram para o seu preço trinta moedas de prata ( Zacarias 11: 10,12 ), para quebrar a aliança que tinha feito com que as pessoas . Agora era a hora de chorar, Ichabod, se a glória de Israel. alguns pensam que a história que Josephus diz respeito, de abertura da porta do templo de seu próprio acordo, com aquela voz, Partamos daí, alguns anos antes da destruição de Jerusalém, é o mesmo com isso, mas isso não é provável: no entanto, este tinha a mesma significação, de acordo com o que ( Oséias 05:14 ), eu vou rasgar, e ir embora. 2. Ele evidencia uma grande dose de conforto a todos os cristãos que crêem, pois significa a consagração e estabelece abre-nos de um caminho novo e vivo no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus.

 

  1. O centurião que comandou o destacamento, que tinham a seu cargo a execução estava convencido, e confessou que este Jesus era o Filho de Deus, Marcos 15:39 . Uma coisa que o satisfez, era, que ele então gritou, e deu-se o fantasma: aquele que estava pronto para desistir do fantasma, deve ser capaz de chorar por isso, foi muito surpreendente. De todos os espetáculos tristes deste tipo nunca observado semelhantes e que aquele que tinha forças para chorar tão alto, mas deve dar imediatamente o espírito, isso também fez imaginar e ele disse, para a honra de Cristo, ea vergonha daqueles que o abusado, Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus. Mas que razão ele tinha para dizer isso? Eu respondo: 1. Ele tinha razão para dizer que ele sofreu injustamente, e tinha uma grande quantidade de errado lo feito. Note, Ele sofreu por dizer que ele era o Filho de Deus e era verdade, ele disse isso, de modo que, se ele sofreu injustamente, como era evidente por todas as circunstâncias de seu sofrimento que ele fez, então o que ele disse foi verdade, e ele era realmente o Filho de Deus. 2. Ele tinha razão para dizer que ele era um favorito dos céus, e um para quem o poder todo-poderoso foi particularmente empenhados, vendo como o Céu lhe renderam honras na sua morte, e desaprovada seus perseguidores. "Certamente", pensa ele, "isso deve ser uma pessoa divina, altamente amados de Deus." Isso ele expressa por palavras tais como denotam sua geração eterna como Deus, ea sua designação especial para o cargo de mediador, embora ele não quis dizer isso. Nosso Senhor Jesus, mesmo na profundidade de seus sofrimentos e humilhações, era o Filho de Deus, e foi declarado ser assim com o poder.

 

VII. Havia alguns de seus amigos, os bons mulheres, especialmente, que o acompanhavam ( Mc 15: 40,41 ) Havia mulheres olhando de longe: os homens não se atreviam a ser visto em tudo, a multidão era tão ultrajante Currenti ceder furori- maneira -dar à torrente, eles pensaram, era bom conselho agora. As mulheres não se atreviam a chegar perto, mas ficou à distância, oprimido pela tristeza. Algumas dessas mulheres estão aqui chamado. Maria Madalena era um que ela tinha sido sua paciente e devidos todo o seu conforto a seu poder e bondade, que a resgatou fora da posse de sete demônios, em gratidão pelo que ela pensou que nunca poderia fazer o suficiente para ele. Mary também estava lá, a mãe de Tiago, o pouco, Jacobus parvus, assim que a palavra é, provavelmente, ele era assim chamado porque ele era, como Zaqueu, de pequena estatura. Esta Maria era a mulher de Cléofas ou Alfeu, irmã à virgem Maria. Estas mulheres tinham seguido Cristo da Galiléia, embora eles não eram obrigados a participar da festa, como os machos foram, mas é provável que eles vieram, na expectativa de que o seu reino temporal seria agora em breve ser configurado e, em grande com a esperança de preferment para si, e suas relações sob ele. É evidente que a mãe dos filhos de Zebedeu era tão ( Mateus 20:21 ) e agora para ver ele numa cruz, a quem eles pensavam ter visto em um trono, não podia deixar de ser uma grande decepção para eles. Note-se, aqueles que seguem Cristo, na expectativa de grandes coisas neste mundo por ele e pela profissão de sua religião, provavelmente, pode viver para ver-se muito desapontados.

 

versículos 42-47

O enterro de Cristo As mulheres na Sepulcro.

42 E agora, quando já era tarde, porque era a preparação, isto é, a véspera do sábado, 43 José de Arimathæ um, um conselheiro honrado, que também esperava o reino de Deus, veio, e ousadamente foi até Pilatos e pediu o corpo de Jesus. 44 E Pilatos se maravilhou de que já estavam mortos: e chamando -lhe o centurião, perguntou-lhe se ele tinha sido morrido. 45 E quando ele sabia que do centurião, deu o corpo a José. 46 E ele comprou linho fino, e levou-o para baixo, e envolveu-o no pano e depositou-o num sepulcro lavrado numa rocha; e rolou uma pedra para a porta do sepulcro. 47 E Maria Madalena e Maria a mãe de José, observavam onde fora posto.

 

Estamos aqui assistir ao funeral de nosso Senhor Jesus, um solene funeral triste. O que podemos pela graça ser plantadas na semelhança dele! Observar,

 

  1. Como o corpo de Cristo foi implorou. Era, como os cadáveres dos malfeitores são, à disposição do governo. Aqueles que ele correu para a cruz, concebido que ele deve fazer a sua sepultura com os ímpios , mas Deus projetou ele deve fazê-lo com o rico ( Isaías 53: 9 ), e assim ele fez. Estamos aqui disse,

 

  1. Quando o corpo de Cristo foi implorou, em ordem ao seu ser enterrado, e por que tanta pressa foi feita com o funeral O já era tarde, e foi a preparação, isto é, a véspera do sábado, Marcos 15:42 . Os judeus eram mais rigoroso na observação do sábado do que de qualquer outra festa e, portanto, embora este dia era por si só um dia de festa, mas eles observaram mais religiosamente como a véspera do sábado , quando se preparavam suas casas e mesas para o esplêndida e alegre solemnizing do dia de sábado. Nota, a véspera do sábado deve ser um dia de preparação para o sábado, não das nossas casas e mesas, mas de nossos corações, que, tanto quanto possível, devem ser libertados a partir dos cuidados e de negócios do mundo, e fixos , e colocar em moldura para o serviço e desfrute de Deus. Esse trabalho deve ser feito, e essas vantagens estão a ser ganho no dia de sábado, que é requisito que deve se preparar para um dia antes ou melhor, toda a semana deve ser dividida entre a melhora do sábado anterior ea preparação para o sábado seguinte.

 

  1. Quem foi que pediu o corpo, e teve o cuidado para o enterro decente de que foi José de Arimatéia, que é aqui chamado um conselheiro honrosa ( Marcos 15:43 ), uma pessoa de caráter e distinção, e em um escritório de confiança pública alguns pensam no estado, e que ele era um dos conselho privado de Pilatos seu posto em vez parece ter sido na igreja, ele foi um dos grande Sinédrio dos judeus, ou um de conselho do sumo sacerdote. Ele era bouleutes euschemon - . Um conselheiro que o próprio realizado em seu lugar como fez ele se tornar Aqueles são verdadeiramente honrado, e só esses, no lugar de poder e de confiança, que fazem consciência do seu dever, e cujo comportamento é agradável para a sua nomeação . Mas aqui é um personagem mais brilhante colocar em cima dele, ele foi um dos que esperava o reino de Deus, o reino da graça na terra, e de glória nos céus, o reino do Messias. Nota, Aqueles que esperar para o reino de Deus, e de esperança para um interesse em os privilégios da mesma, deve mostrá-la pelo seu atrevimento de possuir causa e interesse de Cristo, mesmo assim, quando parece ser esmagado e partem. Observar, mesmo entre os conselheiros honrosas houve alguns, houve um , pelo menos, que esperava o reino de Deus, cuja fé irá condenar a incredulidade de todo o resto. Este homem, Deus levantou para este serviço necessário, quando nenhum dos discípulos de Cristo poderia, ou Durst, empreendê-lo, não tendo nem bolsa, nem interesse, nem coragem, por isso. Joseph ousadamente foi a Pilatos que ele sabia o quanto seria afrontar os chefes dos sacerdotes, que o haviam carregado com tanto opróbrio, para ver qualquer homenagem feita a ele, mas ele colocou na coragem , talvez, no início ele era um pouco de medo, mas tolmesas - tendo coração nele, ele determinou a mostrar esta relação a os restos do Senhor Jesus, que o pior venha para o pior.

 

  1. Que surpresa foi a Pilatos, ao ouvir que ele estava morto (Pilatos, talvez, esperando que ele teria se salvado, e desce da cruz), especialmente que ele estava já morto, aquele que parecia ter mais de vigor comum, deve logo ceder à morte. Todas as circunstâncias da morte de Cristo foi maravilhoso para do primeiro ao último seu nome foi chamado Maravilhoso. Pilatos duvidava (por isso alguns compreendê-lo) se ele ainda estava morto ou não, temendo que ele deveria ser imposta, eo corpo deve ser retirado vivo , e se recuperou, enquanto a sentença era, como acontece com a gente, para pendurar até o corpo ser morto. por isso chamou o centurião, o seu próprio oficial, e perguntou-lhe se tinha havido qualquer, enquanto mortos ( Marcos 15:44 ), quer se trate foi tão longo desde que perceberam qualquer sinal de vida nele, qualquer ar ou movimento, que eles podem concluir que ele estava morto recordação passado. O centurião poderia garantir-lhe isso, pois ele tinha particularmente observado como ele entregou o espírito, Marcos 15:39 . Houve uma providência especial nele, que Pilatos deve ser tão rigoroso em examinar isto, que pode haver nenhuma pretensão de dizer que ele foi enterrado vivo, e assim tirar a verdade de sua ressurreição e tão plenamente era esse determinado, que a oposição não foi iniciado. Assim a verdade de ganhos confirmação de Cristo, às vezes, até mesmo de seus inimigos.

 

  1. Como o corpo de Cristo foi enterrado. Pilatos Joseph deixar para derrubar o corpo, e fazer o que quisesse com ele. Era uma maravilha os principais sacerdotes não eram muito rápido para ele, e não tinha primeiro pediu o corpo de Pilatos, para expô-lo e arrastá-lo sobre as ruas, mas essa parte restante de sua ira que Deus restringir, e deu o prêmio de valor inestimável para . Joseph, que sabia como valorizá-lo e os corações dos padres foram tão influenciados, que não se opõem a ela Sente divus, modo não se sentar vivus - Nós não cuidar de sua ser adorado, desde que ele não pode ser revivido.

 

  1. José comprou linho fino para envolver o corpo em, embora de uma velha roupa caso que tinha sido usado poderia ter sido pensado suficiente. Em pagar respeitos a Cristo que nos torna-se a ser generoso, e servi-lo com o melhor que pode ser obtido, não com o que pode ser obtido com o melhor mão.

 

  1. Ele tirou o corpo, mutilado e macerados como era, e wrapt-lo na roupa como um tesouro de grande valor. Nosso Senhor Jesus ordenou-se a ser entregue a nós sacramentalmente na ordenança da Ceia do Senhor, que devemos receber de tal maneira que possam melhor expressar nosso amor a ele que nos amou e morreu por nós.

 

  1. Ele pô-lo num sepulcro de sua autoria, em um lugar privado. Nós às vezes encontrá-lo, de que fala a história dos reis de Judá, como um insulto sobre a memória dos reis ímpios, que não foram enterrados nos sepulcros dos reis nosso Senhor Jesus, embora ele não fez mal, mas muito bom, e foi-lhe dado o trono de seu pai David, mas foi sepultado nos túmulos das pessoas comuns, pois não estava neste mundo, mas no outro, que o resto era gloriosa. a sepultura pertenceu a Joseph. Abraham quando ele não tinha outra possessão na terra de Canaã, ainda tinha uma sepultura, mas Cristo não tinha tanto como isso. Este sepulcro foi lavrado numa rocha, pois Cristo morreu para fazer a sepultura de um refúgio e abrigo para os santos, e sendo cavado em uma rocha, é um forte refúgio. Oxalá me escondesses na sepultura! O próprio Cristo é um esconderijo para o seu povo, isto é, como a sombra de uma grande rocha.

 

  1. Ele rolou uma pedra para a porta do sepulcro, por tanto à maneira dos judeus foi a enterrar. Quando Daniel foi colocado na cova do leão, uma pedra foi colocada na boca dela para mantê-lo no, como aqui para a porta do sepulcro de Cristo, mas nenhum deles poderia manter fora visitas dos anjos para os prisioneiros.

 

  1. Algumas das boas mulheres participaram do funeral, e observavam onde fora posto, o que pode vir depois do sábado para ungir o corpo morto, porque não teve tempo de fazê-lo agora. Quando Moisés, o mediador e legislador da igreja judaica, foi enterrado, houve o cuidado de que nenhum homem deve saber da sua sepultura ( Deuteronômio 34: 6 ), porque o respeito das pessoas para com a pessoa estivesse a morrer com ele, mas quando o nosso grande Mediador e Legislador foi enterrado, atenção especial foi levado da sua sepultura, porque era subir novamente: e o cuidado de seu corpo, evidencia o cuidado que ele próprio terá a respeito de seu corpo, a igreja. Mesmo quando parece ser um corpo morto, e, como um vale de ossos secos, deve ser preservada para uma ressurreição como será também a corpos dos santos, com cuja poeira existe um pacto em vigor, que não deverá ser esquecido. Nossos mediações sobre o enterro de Cristo deve levar-nos a pensar em nosso próprio, e deve ajudar a tornar a sepultura familiar para nós, e, assim, tornar essa cama fácil que em breve devem fazer na escuridão. Pensamentos frequentes de que seria não só tirar o medo e terror dela, mas vivifica-nos, uma vez que as sepulturas são sempre pronto para nós, para se preparar para as sepulturas, Job 17: 1 .fonte coment. Mattew Henrys (N.T)

        fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net

 

 

 

SUBSIDIO(9) PRIMARIO JESUS CHAMA OS DICIPULOS AJUDANTES. PASAGENS DE MATEUS

               10.1-14 COMENTATIO BIBLICO

E quando ele tinha chamado a si os seus doze discípulos ... - Essa conta de enviar os apóstolos diante é registrado também no Marcos 6: 7-11Marcos 6: 7-11 e Lucas 9: 1-6Lucas 9: 1-6 . Mark diz que ele enviou-os dois a dois. Este foi um arranjo tipo, que cada um pode ter um companheiro, e que, assim, eles podem visitar mais lugares e realizar mais trabalho do que se fossem todos juntos. Estes doze eram o número original de apóstolos. A palavra "apóstolo" significa aquele que é "enviado", e foi dado a eles, porque eles foram "enviados" para pregar o evangelho. Eles eram embaixadores de Cristo. Para este número Matthias foi depois adicionada, para suprir o lugar de Judas Atos 1:26Atos 1:26 , e Paul foi especialmente chamado para ser apóstolo dos gentios, Romanos 1: 1Romans 1: 1 ; 1 Coríntios 15: 8-91 Coríntios 15: 8-9 ; Gálatas 1: 1Gálatas 1: 1 . No total, por conseguinte, havia 14 apóstolos.

 

Na selecção de "doze" em primeiro lugar, é provável que o Salvador foi um pouco guiado pelo número das tribos de Israel. Doze foi, com eles, um número bem conhecido, e era natural que ele deve selecionar uma para cada tribo. Seu escritório foi claramente conhecido. Eles foram para curar as expeli demônios doentes, ressuscitar os mortos, pregar o evangelho. Eles eram para estar com ele para receber suas instruções, para aprender a natureza de sua religião, ser testemunhas de sua ressurreição, e depois de suportar o seu evangelho em todo o mundo. O número doze era o melhor número para esses fins que poderiam ser selecionados. Ele era suficientemente "grande" para responder a finalidade de testemunho, e foi "tão pequena", para não tendem a desordem, ou que poderiam ser facilmente dividido em partes ou facções. Eles não foram aprendidas homens, e não se poderia supor para espalhar a sua religião pela arte ou talentos. Eles não eram homens de riqueza, e não podia subornar os homens a segui-los. Eles não eram homens de posição e de escritório, e não poderiam obrigar as pessoas a acreditar. Eles eram apenas homens como sempre são encontradas as melhores testemunhas em tribunais de justiça - homens simples, de bom senso, de caráter justo, de grande honestidade, e com as oportunidades favoráveis ​​de verificar os fatos a que deram testemunho. Tais homens todo mundo acredita, e especialmente quando eles estão dispostos a sacrificar suas vidas para provar a sua sinceridade.

 

Era importante que o Salvador deve escolhê-los no início de seu ministério, a fim de que eles podem estar totalmente familiarizado com ele; pode entesourar suas instruções, e observar seu modo de vida e sua pessoa, de modo que, por ter sido muito familiarizado com ele, eles podem ser capazes de testemunhar a sua identidade e ser testemunhas competentes de sua ressurreição. Sem testemunhas foram sempre tão bem qualificados para dar testemunho como eles, e ninguém nunca deu tanta evidência de sua sinceridade como eles fizeram. Veja Atos 1: 21-22Atos 1: 21-22 .

 

verso 2

Ora, os nomes dos doze apóstolos - A conta de terem sido chamado é mais plenamente dada em Marcos 3: 13-18Marcos 3: 13-18 e Lucas 6: 12-19Lucas 6: 12-19 . Cada um desses evangelistas gravou as circunstâncias de sua nomeação. Eles concordam em dizer que foi feito em uma montanha; e, de acordo com Lucas, que foi feito antes do Sermão do Monte foi entregue, talvez na mesma montanha, perto de Cafarnaum. Lucas acrescenta que na noite anterior tinha sido gasto "em oração" a Deus. Veja as notas em Lucas 6:12Lucas 6:12 .

 

Simão, chamado Pedro - A palavra "Peter" significa uma rocha. Ele também foi chamado Cefas, João 01:42John 01:42 ; 1 Coríntios 1:121 Coríntios 1:12 ; 1 Coríntios 3:221 Coríntios 3:22 ; 1 Coríntios 15: 51 Coríntios 15: 5 ; Gálatas 2: 9Gálatas 2: 9 . Esta foi uma palavra sírio-caldeu significando o mesmo que Peter. Este nome foi dado provavelmente em referência à "firmeza e firmeza", que ele foi para expor na pregação do evangelho. Antes da morte do Salvador era rash, impetuoso, e instável. Depois disso, como toda a história afirma, ele foi firme, zeloso, firme e inamovível. A tradição é que ele foi finalmente crucificado em Roma, com a cabeça para baixo, pensando que uma honra demasiado grande para morrer como o seu Mestre fez. Veja as notas em João 21:18João 21:18 . Não há nenhuma prova certa, no entanto, que isso ocorreu em Roma, e nenhum conhecimento absoluta quanto ao local onde ele morreu.

 

Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão - Este James foi morto por Herodes em uma perseguição, Atos 12: 2Atos 12: 2 . O outro Tiago, filho de Alfeu, estava estacionado em Jerusalém, e foi o autor da epístola que leva seu nome. Veja Gálatas 1:19Gálatas 1:19 ; Gálatas 2: 9Gálatas 2: 9 ; Atos 15:13Atos 15:13 . A James é mencionado Gálatas 1:19Gálatas 1:19 como "o irmão do Senhor." Não tem sido fácil para determinar por que ele foi chamado assim. Ele é aqui chamado o filho de "Alfeu", isto é, de Cléofas, João 19:25João 19:25 . Alfeu e Cleofas, mas eram diferentes maneiras de escrever e pronunciar o mesmo nome. Este Maria, chamou a mãe de Tiago e de José, chama-se a mulher de Cléofas, João 19:25João 19:25 .

 

verso 3

Filipe e Bartolomeu - Estes dois foram provavelmente enviados juntos. Filipe era natural de Betsaida, cidade de André e Pedro. Ele não é o mesmo que Filipe, o evangelista, mencionado em Atos 6: 5Atos 6: 5 ; Atos 21: 8Atos 21: 8 . Bartholomew (literalmente, "o filho de Tolmai").

 

Thomas - Literalmente, "um duplo", em referência a que é também chamado de "Dídimo," João 11:16John 11:16 . Por seu caráter, veja as notas em João 20:25João 20:25 . ". E Mateus, o publicano" ver as notas no Matthew 9: 9Matthew 9: 9 . "Tiago, filho de Alfeu." Veja a nota acima.

 

E Lebbeus, chamado Thaddeus - Essas duas palavras têm o mesmo significado em hebraico. Luke o chama de "Judas", por uma ligeira mudança do nome "Thaddeus." Essas mudanças são comuns em todos os escritos.

 

verso 4

Simão, o cananeu - Luke o chama de "Simão zelote", o zeloso. É provável que ele era um de uma pequena seita dos judeus chamados "zelotes", por conta do zelo especial em religião. Sua terra natal foi provavelmente "Cana." Depois disso, ele pode com propriedade ser chamado por qualquer título.

 

Judas Iscariotes - É provável este nome foi dado a ele para designar sua terra natal. Carioth era uma cidade pequena na tribo de Judá.

 

verso 5

No caminho dos gentios - Ou seja, entre os gentios, ou nenhum, mas entre os judeus. O tempo inteiro para pregar o evangelho aos gentios não tinha chegado. Foi bom que ele deve ser primeiro pregou para os judeus, os povos antigos da aliança de Deus, e as pessoas entre as quais o Messias nasceu. Depois disso, ele deu-lhes uma taxa para ir a todo o mundo, Mateus 28:19Mateus 28:19 .

 

E em cidade de samaritanos entrar não vos - Os samaritanos ocuparam o país que anteriormente pertencia à tribo de Efraim, e da meia tribo de Manassés. Esta região foi situado entre Jerusalém e na Galiléia; de modo que ao passar de uma para a outra, era um percurso directo de passar por Samaria. A capital do país foi Samaria, anteriormente uma cidade grande e esplêndida. Situada foi cerca de 15 milhas a noroeste da cidade de Siquém ou Sicar (ver as notas no John 4: 5John 4: 5 ), e cerca de 40 milhas ao norte de Jerusalém. Para uma descrição desta cidade, consulte as notas em Isaías 28: 1Isaías 28: 1 . Sicar ou Siquém era também uma cidade dentro dos limites da Samaria.

 

Este povo antigamente era composto por algumas das dez tribos e uma mistura de estrangeiros. Quando as dez tribos foram levados para o cativeiro para a Babilônia, o rei da Assíria enviou pessoas de Cutha, Ava, de Hamate e Sefarvaim para habitar seu país, 2 Reis 17:242 Reis 17:24 ; Esdras 4: 2-11Ezra 4: 2-11 . Essas pessoas, em primeira adoravam os ídolos de suas próprias nações; mas, estando preocupado com os leões, que tinham aumentado consideravelmente, enquanto o país permaneceu desabitada, pensaram que era porque não tinha honrado o Deus do país. Um sacerdote judeu foi, portanto, que lhes foi enviado da Babilônia para instruí-los na religião judaica. Eles foram instruídos parcialmente a partir dos livros de Moisés, mas ainda manteve muitos dos seus antigos ritos e costumes idólatras, e abraçou uma religião composta de judaísmo e idolatria, 2 Reis 17: 26-282 Reis 17: 26-28 .

 

Os fundamentos da diferença entre as duas nações foram os seguintes:

 

  1. Os judeus, após o seu retorno da Babilônia, começou a reconstrução do seu templo. Os samaritanos se ofereceu para ajudá-los. Os judeus, no entanto, perceber que não se tratava de um amor da religião verdadeira, mas que eles possam obter uma parte dos favores concedidos aos judeus por Ciro, rejeitou sua oferta. A consequência foi que, um olhar de longa e amarga animosidade surgiu entre eles e os judeus.

 

  1. Enquanto Neemias estava envolvido na construção dos muros de Jerusalém, os samaritanos usado cada arte para impedi-lo na sua empresa, Neemias 6: 1-14Neemias 6: 1-14 .

 

3 . Os samaritanos no comprimento obtido autorização do monarca persa de construir um templo para si próprios. Este foi erguido sobre "monte Garizim," e eles tenazmente argumentou que aquele era o lugar designado por Moisés como o lugar onde a nação deve adorar. Sambalate, o líder dos samaritanos, constituiu seu filho-de-lei, Manasses, sumo sacerdote. A religião dos samaritanos, assim, tornou-se perpetuado e um ódio irreconciliável surgiu entre eles e os judeus. Veja as notas em João 4:20João 4:20 .

 

4 . Depois Samaria tornou-se um lugar de recurso para todos os bandidos da Judéia. Eles receberam de bom grado todos os criminosos e refugiados judeus da justiça. Os infratores das leis judaicas, e aqueles que tinham sido excomungados, dirigiu-se para a segurança para Samaria, e aumentou consideravelmente seus números e o ódio que subsistiam entre as duas nações.

 

  1. Os samaritanos receberam apenas os cinco livros de Moisés, e rejeitou os escritos dos profetas e todas as tradições judaicas. A partir dessas causas surgiu uma diferença irreconciliável entre eles, de modo que os judeus os consideravam o pior da raça humana João 08:48Jo 8:48 , e não tinha relações com eles, John 4: 9João 4: 9 .

 

Nosso Salvador, no entanto, pregou o evangelho para eles depois Atos 8:25Atos 08:25 . O evangelho foi, no entanto, em primeiro lugar pregado aos judeus.

 

verso 6

Mas ide antes às ovelhas perdidas ... - isto é, para os judeus. Ele considerava como errante e perdido, como extravio ovelhas sem pastor. Eles tinham sido o povo escolhido de Deus; eles tinham muito tempo olhou para o Messias; e foi bom que o evangelho deve ser primeiro oferecido a eles.

 

verso 7

O reino dos céus está à mão - Ou, mais literalmente, o "reinado" do céu, ou de Deus, se aproxima. Veja as notas em Mateus 3: 2Mateus 3: 2 .

 

verso 8

De graça recebestes, de graça dai - isto é, eles não estavam a vender seus favores de cura, pregando, etc. Eles não eram para fazer um negócio de fazer dinheiro dele, para negociar especificamente para curar para tanto, e para lançar os demônios para tanto. Isso, no entanto, nem então nem depois impedido-os de receber um suporte competente. Ver Lucas 10: 7Lucas 10: 7 ; 1 Coríntios 9: 8-141 Coríntios 9: 8-14 ; 1 Timóteo 5:181 Timóteo 5:18 .

 

versículos 9-15

Veja também Marcos 6: 8-11Marcos 6: 8-11 e Lucas 9: 3-5Lucas 9: 3-5 . Em ambos os lugares a substância deste relato é dado, embora não tão particular como em Mateus. O tema geral é as instruções dadas aos apóstolos.

 

Mateus 10: 9Mateus 10: 9

 

Fornecer nem ouro nem prata, nem cobre - Esta proibição de ouro, prata, eo bronze foi projetado para evitar o seu dinheiro prevendo a sua viagem.

 

Peças de dinheiro de "pequeno valor" foram feitos de latão.

 

Em suas bolsas - Literalmente, em suas cintas (correias). Veja as notas em Mateus 5: 38-41Mateus 5: 38-41 . A "cinto" ou "faixa" era uma parte indispensável do vestido. Este cinto foi feito "oca", e respondeu a finalidade de uma bolsa. Era conveniente, facilmente suportar, e seguro.

 

Matthew 10:10Matthew 10:10

 

Nem alforje - Ou seja, mochila.

 

Isto foi feito de pele ou pano grosso, para levar provisões. Era comumente penduradas no pescoço.

 

Nem duas túnicas - Veja as notas em Matthew 05:40Mateus 05:40 .

 

Nem os sapatos - O original é a palavra sandálias comumente prestados. Veja as notas em Mateus 3:11Mateus 3:11 .

 

Mark diz, na gravação desse discurso ", mas que fossem calçados com sandálias." Entre ele e Matthew existe uma aparente contradição, mas não há realmente nenhuma diferença. De acordo com Mateus, Jesus não proíbe seus "vestindo" as sandálias que eles provavelmente tiveram diante, mas apenas proíbe seu "-se fornecer com mais", ou com "os supérfluos." Em vez de fazer provisão para os pés quando o seu "presente" sapatos foram desgastado, eles estavam a confiar na Providência a ser fornecido, e "ir como eles eram." O significado dos dois evangelistas pode ser assim expressa: "não conseguir algo mais para o caminho do que você tem em. Vá como você é, calçados com sandálias, sem fazer qualquer mais preparação ".

 

Nem de bordão - Na margem, em todas as versões antigas, e no texto grego comum, este é no singular - "nem mesmo" uma equipe. Mas Marcos diz que eles poderiam ter um "staff": "Jesus ordenou-lhes que nada levassem para o caminho, senão apenas um bordão" Para muitos, isso parece ser uma contradição.. No entanto, o "espírito" da instrução, a principal coisa que os autores visam, é o mesmo. Essa foi, que foram "para ir apenas como estavam, a confiar na Providência, e não gastar todo o tempo em fazer a preparação para sua viagem. Alguns deles, provavelmente, quando ele se dirigiu a eles, "teve pautas", e alguns não. Para aqueles que "tinha", ele não disse que eles deveriam jogá-los fora, como as instruções que ele estava dando-lhes pode parecer exigir, mas sofreu-los para levá-los (Mark). Para aqueles que não tinham, ele disse que eles não devem passar o tempo em obtê-los (Mateus), mas "todos eles foram para ir apenas como eles eram."

 

O trabalhador é digno do seu alimento - Isto implica que eles estavam a esperar um fornecimento adequado para as suas necessidades daqueles que foram beneficiados. Eles não deveriam fazer "barganha e venda" do poder de fazer milagres, mas eles estavam a esperar de apoio competente de pregar o evangelho, e isso não apenas como um presente, mas porque eles foram "dignos" dele, e tinha uma direito a ela.

 

Matthew 10:11Matthew 10:11

 

Quem nela é digno - isto é, quem nela sustenta tal caráter que ele estará disposto a mostrar-lhe hospitalidade e para tratá-lo gentilmente.

 

Isso mostra que eles não eram desnecessariamente a se jogar no caminho do insulto.

 

E lá fique - Restam; como Lucas acrescenta: "Não vá de casa em casa." Eles deviam contentar-se com uma casa; não andar sobre na maneira de vadios e mendigos; não parecem ser pessoas de ociosidade e gostava de mudança; não parecem insatisfeitos com a hospitalidade do povo; mas para mostrar que eles tinham regular, negócios importantes; valorizado que o seu tempo; que eles estavam dispostos a dar-se ao trabalho, e foram a única intenção de negócio para o qual ele lhes tinha enviado. Se os ministros do evangelho são úteis, será por não gastar seu tempo em conversa fiada, e vagando ao redor como se não tivessem nada a ver, mas em uma melhoria honesto e trabalhoso de seu tempo no estudo, na oração, na pregando, e em visitar o seu povo.

 

Matthew 10:12Matthew 10:12

 

E, ao entrardes na casa, saudai-a - A palavra "casa" aqui evidentemente significa "família", como faz no verso seguinte.

 

Veja também Matthew 00:25Mateus 00:25 e João 04:53João 04:53 ; "E creu ele e toda a sua casa." Os apóstolos foram direcionados para saudar a família - para mostrar-lhes os sinais habituais de respeito e tratá-los com civilidade. A religião nunca exija ou permita a seus amigos para indignação as regras comuns de contato social. Exige deles para expor a todos os sinais habituais e adequadas de respeito, de acordo com a sua idade e da estação, 1 Pedro 2: 12-251 Pedro 2: 12-25 ; 1 Pedro 3: 8-111 Pedro 3: 8-11 ; Philemon 4: 8Philemon 4: 8 . Para o modo de saudação, ver as notas no Lucas 10: 4-5Lucas 10: 4-5 .

 

Matthew 10:13Matthew 10:13

 

Se a casa for digna - Ou seja, se a "família" ser digno, ou estar disposto a recebê-lo como meus discípulos.

 

Deixe a sua paz desça sobre ela - Ou seja, que a paz ou a felicidade que você procura ou para as quais você ora em saudando-lo (ver Lucas 10: 5Lucas 10: 5 ), desça sobre ela; ou procurar a sua paz e felicidade pela oração, instrução, permanecendo com eles, e transmitir-lhes as bênçãos do evangelho.

 

Mas se não for digna ... - Se a família não estar dispostos a recebê-lo; se eles mostram-se hostil para você e sua mensagem.

 

Deixe o seu retorno da paz a você - Este é um modo hebraico de dizer que sua paz não virá sobre ela, Salmo 35:13Salmo 35:13 . É um modo de falar derivado de conferir um presente. Se as pessoas estavam dispostas a recebê-la, eles derivam o benefício a partir dele; se não, então é claro que o presente voltaram ou permaneceram na mão do doador. Assim, Cristo figurativamente fala da paz que seu trabalho iria conferir. Se recebeu gentilmente e hospitalidade do povo, eles iriam conferir-lhes bênçãos mais valiosas. Se rejeitados e perseguidos, as bênçãos que eles procuraram para os outros viriam sobre si mesmos. eles iriam colher o benefício de serem expulsos e perseguidos por causa de seu Mestre, Matthew 05:10Mateus 05:10 .

 

Matthew 10:14Matthew 10:14

 

Sacudi o pó dos vossos pés - Os judeus ensinou uniformemente que a poeira dos gentios era impuro, e estava a ser sacudido.

 

Para sacudi o pó dos pés, portanto, era um acto significativo, indicando que os considerava como impuro, profano, e pagão, e que recusou qualquer outra ligação com eles. Há registros de que isso foi realmente feito por alguns dos apóstolos. Veja Atos 13:51Atos 13:51 ; Atos 18: 6Atos 18: 6 .

 

 

 

 

LIÇÃO 8 - A TENTAÇÃO DE JESUS PRIMARIOS

                             SUBSIDIO N.8

Objetivo

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno possa entender que Jesus mesmo sendo Deus, se achava em corpo humano e se esforçava para agradar a Deus Pai em tudo e assim resistiu e venceu as tentações.

 

Memorizando

“Guardei no coração a tua palavra para não pecar contra ti." (Sl 119.11 – NVI).

 

Texto bíblico em estudo: Mt 4.1-11

 

Explorando a Bíblia

Após o batismo, Jesus foi para o deserto, "conduzido pelo Espírito". Depois de 40 dias de jejum total, Jesus, sem dúvida alguma, encontrava-se debilitado fisicamente. Todo o seu ser, por certo, exigia ser saciado. Tanto a água quanto o pão são elementos necessários para a manutenção do corpo. Não há, portanto, nada de errado com o desejo de comer ou beber. Todavia, se esse desejo é apenas para uma gratificação pessoal, como queria o Diabo, então ele se converte em pecado.

Satanás queria que Jesus visse as coisas materiais como sendo mais necessárias do que as espirituais. Jesus mostra que mais importante do que o pão material era o pão espiritual, a Palavra de Deus. Ainda hoje, o Diabo usa a mesma artimanha quando convence os homens de que ter abundância, fartura ou prosperidade material é melhor do que desfrutar da comunhão com Deus.

Jesus experimenta três tentações específicas. As tentações de Jesus seguem três padrões que são comuns a todos os homens.

A primeira tentação diz respeito à concupiscência da carne (Mt 4.3-4), a qual inclui todos os tipos de desejos físicos. O Nosso Senhor teve fome, e o diabo o tentou a transformar pedras em pão, mas Ele respondeu citando Deuteronômio 8.3.

A segunda tentação foi acerca da soberba da vida (Mt 4.5-7), e aqui o diabo tentou usar uma passagem da Escritura contra Ele (Sl 91.11-12), mas novamente o Senhor respondeu com a Escritura em sentido contrário (Dt 6.16), afirmando que seria errado abusar de Seus próprios poderes.

A terceira tentação foi acerca da concupiscência dos olhos (Mt 4.8-10), e se algum atalho ao Messias fosse possível, evitar a paixão e crucifixão para as quais Ele originalmente veio seria a forma. O diabo já tinha o controle sobre os reinos do mundo (Ef 2.2), mas estava pronto a dar tudo a Cristo em troca de Sua lealdade. O mero pensamento quase causa a natureza divina do Senhor a tremer, e Ele responde agressivamente: "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a Ele preste culto’" (Mt 4.10; Dt 6.13).

Jesus resiste à tentação do Diabo afirmando que mais importante é obedecer à Palavra de Deus e confiar no Senhor que cuida de nós. Jesus obedece à Palavra de Deus, embora implique em fome física.

 

Aplicação da lição

Enfatize aos alunos (as) que devemos nos esforçar para vencer as tentações, e isso conseguimos mediante a oração e a comunhão com Deus. Precisamos viver com o exemplo que Jesus vivia enquanto estava morando aqui na terra.

www.mauricioberwaldoficial.blogspot.com

 

 

 

                              SUBSIDIO CPAD PRIMARIO

                       O BATISMO DE JESUS

                                MATEUS 3.1317

                        O Batismo de Jesus.n.7

13 Então veio Jesus da Galiléia ter com João, para ser batizado por ele. 14 Mas João o impedia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? 15 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Deixa que seja assim agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele consentiu. 16 E Jesus, quando ele foi batizado, saiu logo da água, e eis que os céus se abriram para ele, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele: 17 E eis que uma voz do céu, dizendo: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.

 

Nosso Senhor Jesus, desde a sua infância até agora, quando ele tinha quase trinta anos de idade, tinha ficado escondido em Galiléia, por assim dizer, enterrado vivo, mas agora, depois de uma longa e escura noite, eis que o sol da justiça sobe em glória . a plenitude do tempo foi a chegar que Cristo deve entrar em seu escritório profético e ele escolhe para fazê-lo, não em Jerusalém (embora é provável que ele foi para lá para as três festas anuais, como outros o fizeram), mas há onde João estava batizando pois para ele recorreu aqueles que esperavam a consolação de Israel, a quem só ele seria bem-vindo. João Batista era seis meses mais velho do que o nosso Salvador, e supõe-se que ele começou a pregar e batizar cerca de seis meses antes de Cristo apareceu tanto tempo ele foi empregado na preparação de seu caminho, na circunvizinhança do Jordão e mais foi feito para ele nestes seis meses do que tinha sido feito em vários séculos antes. A vinda de Cristo da Galiléia para o Jordão, para ser batizado, nos ensina a não o psiquiatra da dor e do trabalho, para que possamos ter uma oportunidade de atrair para perto de Deus em uma ordenação. Devemos estar dispostos a ir mais longe, ao invés de vir com falta de comunhão com Deus. Aqueles que encontrará deve procurar.

 

Agora nesta história do batismo de Cristo podemos observar,

 

  1. Quão dificilmente John foi convencido a admitir isso, Matthew 03:14 , 15 . Foi uma instância de grande humildade de Cristo, que iria oferecer-se para ser batizado por João que ele que não conheceu pecado iria apresentar ao batismo de arrependimento. Note-se, Tão logo Cristo começou a pregar, ele pregou a humildade, pregado pelo seu exemplo, pregou a todos, especialmente os jovens ministros. Cristo foi projetado para as mais altas honras, mas em seu primeiro passo que ele, portanto, degrada-se. Nota, Aqueles que subiria alta deve começar de baixo. Antes de honra vai a humildade. Foi um grande pedaço de relação feito para John, por Cristo, assim, para chegar a ele e foi um retorno para o serviço que ele fez ele, em um pré-aviso de sua abordagem. Observe, aqueles que honram a Deus que ele vai honrar. Agora aqui nós temos,

 

  1. A objeção de que John feitas contra batizando Jesus, Mateus 3:14 . John proibiu-o, como Pedro, quando Cristo andou para lavar seus pés, João 13: 6 , 8 . Nota, condescendência da graça de Cristo são tão surpreendente, como a aparecer em primeiro lugar incrível para os crentes mais fortes tão profundas e misteriosas, que mesmo aqueles que conhecem a sua mente bem não podem em breve descobrir o significado delas, mas, por causa das trevas, iniciar objeções contra a vontade de Cristo. A modéstia de John acha que isso uma honra muito grande para ele receber, e ele se expressa de Cristo, assim como sua mãe havia feito para a mãe de Cristo ( Lucas 01:43 ) De onde é esta para mim, que a mãe do meu Senhor venha ? me John já tinha obtido um grande nome, e foi universalmente respeitado: ainda ver quão humilde ele ainda é! Note, Deus tem outras honras em reserva para aqueles cujos espíritos continuar baixa quando sua reputação aumenta.

 

(1.) John pensa que é necessário que ele deve ser batizado de Cristo Eu é que preciso ser batizado por ti com o batismo do Espírito Santo, que de fogo, pois esse era o batismo de Cristo, Mateus 3:11 . [1] Embora John foi cheio do Espírito Santo desde o ventre ( Lucas 1:15 ), mas ele reconhece que ele tinha necessidade de ser batizado com o batismo. Nota, eles que têm muito do Espírito de Deus, mas, ao mesmo tempo aqui, neste estado imperfeito, ver que eles têm necessidade de mais, e precisa aplicar-se a Cristo para mais. [2] John tem necessidade de ser batizado, embora ele foi o maior que já foi nascido de uma mulher , no entanto, ter nascido de uma mulher, ele está poluído, como outros de descendência de Adão são, e possui havia necessidade de purificação. Nota, as almas mais puras são mais sensata de sua própria impureza restante, e buscar mais intensamente para a lavagem espiritual. [3] Ele tem necessidade de ser batizado de Cristo, que pode fazer isso por nós, que ninguém mais pode, e que deve ser feito por nós, ou estamos perdidos. Nota, A melhor e mais santo dos homens têm necessidade de Cristo, eo melhor que eles são, mais eles vêem dessa necessidade. [4] Isto foi dito diante da multidão, que teve uma grande veneração por John, e estavam prontos para abraçá-lo para o Messias ainda que ele possui publicamente que ele tinha necessidade de ser batizado de Cristo. Nota: Isso não é menosprezo ao maior dos homens, para confessar que eles são desfeitas sem Cristo ea sua graça. [5.] João foi precursor de Cristo, e ainda é dono de que ele tinha necessidade de ser batizado de ele. Note-se, sim, aqueles que nasceram antes de Cristo no tempo dependia dele, receberam dele, e tinha um olho para ele. [6] Enquanto John estava lidando com os outros sobre suas almas, observar como feelingly ele fala do caso de sua própria alma, Eu é que preciso ser batizado por ti. Note, Ministros, que pregam a outros, e batizar outros, são preocupado em olhar para que eles pregam a si mesmos, e ser-se batizados com o Espírito Santo. Guarda-te, primeiro salvar-te, 1 Timóteo 4:16 .

 

(2.), portanto, Ele acha isso muito absurdo e absurdo, que Cristo deve ser batizado por ele tu vens a mim? Será que o santo Jesus, que é separado dos pecadores, veio a ser batizado por um pecador, como um pecador, e entre pecadores? Como pode ser isso? Ou o que conta podemos dar isso? Note, a vinda de Cristo para nós pode muito bem se admirar.

 

  1. A soberana desta objeção ( Mateus 3:15 ) Jesus disse: Deixai que seja assim agora. Cristo aceitou a sua humildade, mas não a sua recusa, ele terá a coisa feito e ele está apto que Cristo deve ter seu próprio método, embora não entendê-la, nem pode dar uma razão para isso. Vejo,

 

(1) Como Cristo insistiu isso, Deve ser assim agora. Ele não nega que John tinha necessidade de ser batizado por ele, mas ele será agora batizado por João. APHES arti - Que seja ainda tão sofrê-la para ser assim agora. Note-se, cada coisa é bela em sua temporada. Mas por que agora? Por que ainda? [1] Cristo é agora em um estado de humilhação: ele esvaziou-se, e fez-se sem reputação. Ele não só é encontrado em forma de homem, mas é feito à semelhança da carne do pecado, e, portanto, agora vamos ele ser batizado por João, como se ele precisava ser lavada, embora perfeitamente puro e assim ele se fez pecado por nós, embora ele não conheceu pecado. [2] o batismo de João está agora em reputação, é aquele pelo qual Deus é agora fazendo seu trabalho que é o presente dispensação, e, portanto, Jesus será agora batizou com água, mas o batismo com o Espírito Santo está reservado para a seguir, dentro de poucos dias, Atos 1: 5 . O batismo de João tem agora seu dia, e, portanto, honra deve agora ser colocada sobre isso, e eles que frequentam sobre ela deve ser incentivada. Nota, eles que são de maiores realizações na dons e graças, deve ainda, em seu lugar, o seu testemunho de ordenanças instituídas, por uma participação humilde e diligente sobre eles, para que possam dar um bom exemplo para os outros. O que vemos Deus é o dono, e quando vemos que ele faz isso, devemos possuir. John foi agora a aumentar e, portanto, ele deve ser, portanto, ainda pouco ele irá diminuir, e então ele vai ser de outra forma. [3] Deve ser por isso agora, porque agora é a hora de Cristo aparecer em público, e esta será uma oportunidade justa para isto, veja João 1: 31-34 . Assim, ele deve ser manifestado a Israel, e ser sinalizada por maravilhas do céu, naquele ato de sua autoria, que foi mais condescendente e auto-humilhando.

 

(2.) A razão que ele dá para ela . Assim nos convém cumprir toda a justiça Note, [1] Houve uma propriedade em cada coisa que Cristo fez por nós foi tudo graciosa ( Hebreus 2:10 , 7 : 26 ) e temos de estudar a ver não só o que nos convém, mas o que nos torna-se não apenas o que é indispensavelmente necessário, mas o que é amável e de boa fama. [2] Nosso Senhor Jesus olhou para ela como um coisa bem tornando-se ele, para cumprir toda a justiça, que é (como Dr. Whitby explica), de possuir cada instituição divina, e para mostrar sua prontidão para cumprir com os preceitos justos tudo de Deus. assim, torna-se ele para justificar a Deus, e aprovar sua sabedoria, no envio de John para preparar seu caminho pelo batismo de arrependimento. assim, nós torna-se a aprovar e incentivar cada coisa que é bom, por padrão, bem como preceito. Cristo frequentemente mencionado John e seu batismo com honra, o que que ele possa fazer o melhor, ele foi o próprio batizado. Assim, Jesus começou primeiro a fazer, e, em seguida, para ensinar e seus ministros devem ter o mesmo método. Assim Cristo encheu a justiça da lei cerimonial, que consistia em várias abluções, assim, ele recomendou o evangelho-ordenança do batismo para a sua igreja, colocar a honra em cima dele, e mostrou o que a virtude que ele concebido para colocar nele. Tornou-se a Cristo para submeter à lavagem de João com água, porque era um compromisso divino mas tornou-se-lhe a opor-se a lavagem dos fariseus com água, porque era uma invenção humana e imposição e que justificou seus discípulos em se recusar a lhe dar cumprimento.

 

Com a vontade de Cristo, e isso razão para isso, John estava totalmente satisfeito, e , em seguida, ele consentiu. O mesmo modéstia, que o fez no primeiro declínio a honra Cristo ofereceu ele, agora o fez fazer o serviço de Cristo ordenou ele. Nota, Não pretexto de humildade nos deve fazer diminuir o nosso dever.

 

  1. Como solenemente Céu era o prazer de graça do batismo de Cristo, com uma exibição especial de glória ( Mateus 3:16 , 17 ) Jesus quando ele foi batizado, saiu logo da água. Outros que foram batizados Sóbria para confessar os seus pecados ( Mateus 3: 6 ), mas Cristo, não tendo pecados a confessar, subiu imediatamente para fora da água para que lê-lo, mas não é certo, pois é apo tou hydatos - a partir da água a partir da margem do rio, para a qual ele descemos para ser lavado com água, isto é, ter a cabeça ou o rosto lavado ( João 13: 9 ) pois aqui não há menção da adiando, ou colocar, de suas roupas, que circunstância não teria omitido, se ele tinha sido batizado nu. ele saiu logo, como os que entraram no seu trabalho com a maior alegria e resolução de ele perderia nenhum momento. como ele estava angustio até que foi cumprida!

 

Agora, quando ele estava vindo para fora da água, e toda a empresa teve seus olhos sobre ele,

 

  1. Lo! os céus se abriram para ele, de modo a descobrir algo acima e além do firmamento estrelado, pelo menos, para ele. Este foi, (1.) Para encorajá-lo a continuar no seu compromisso, com a perspectiva de glória e alegria que foram criados antes dele. Céu está aberto para recebê-lo, quando ele tiver terminado o trabalho que ele está agora entrando em cima. (2) Para encorajar-nos a recebê-lo, e se submeter a ele. Note, em e através de Jesus Cristo, os céus se abriram para os filhos dos homens. Sin fechar o céu, pôr fim a todas as relações de amizade entre Deus eo homem, mas agora Cristo abriu o reino dos céus para todos os crentes. Luz divina e amor são correu para baixo sobre os filhos dos homens, e temos ousadia para entrar no mais sagrado. temos os recibos de misericórdia da parte de Deus, fazemos retornos de dever para com Deus, e todos por Jesus Cristo, que é a escada que teve seu pé na terra e seu topo nos céus, pela qual o que é que temos alguma confortável correspondência com Deus ou qualquer esperança de ir para o céu no passado. Os céus se abriram quando Cristo foi batizado, para nos ensinar, que quando devidamente participar em ordenanças de Deus, podemos esperar comunhão com ele, e as comunicações dele.

 

  1. Ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba, ou como uma pomba e vindo ou vindo sobre ele. Cristo viu ele ( Marcos 1:10 ), e João viu-lo ( João 1:33 , 34 ), e é provável que todos os espectadores-by viu para este se destinava a ser de sua posse pública. Observar,

 

(1.) viu o Espírito de Deus desceu e acendeu nele. No início do velho mundo, o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas ( Gênesis 1: 2 ), pairava como um pássaro em cima do ninho . Então, aqui, no início deste novo mundo, Cristo, como Deus, não precisava receber o Espírito Santo, mas foi predito que o Espírito do Senhor deve repousar sobre ele ( Isaías 11: 2 , 61 : 1 ) e aqui ele fez isso para, [1] ele era para ser um Profeta e profetas sempre falou pelo Espírito de Deus, que veio sobre eles. Cristo era para executar o ofício profético, e não por sua natureza divina (diz o Dr. Whitby), mas pela inspiração do Espírito Santo. [2] Ele era para ser o cabeça da igreja e o Espírito desceu sobre ele, por ele ser derivado a todos os crentes, nos seus dons, graças e confortos. A pomada na cabeça correu para as saias Cristo recebidos presentes para homens, que ele poderia dar presentes aos homens.

 

(2.) Ele desceu sobre ele como uma pomba se era um verdadeiro, pomba vivo, ou, como era habitual em visões, a representação ou semelhança de uma pomba, é incerto. Se deve haver uma forma corpórea ( Lucas 03:22 ), não deve ser o de um homem, ao ser visto em forma de homem era peculiar para a segunda pessoa: nenhum, portanto, era mais adequado do que a forma de um dos as aves do céu (o céu que está sendo aberto agora), e de toda a nenhuma ave foi tão significativa como a pomba. [1] O Espírito de Cristo é um espírito pomba-like não gosta uma pomba, insensata, sem coração ( Oséias 07:11 ), mas como uma pomba inocente, sem fel. O Espírito desceu, não na forma de uma águia, que é, apesar de um pássaro real, mas uma ave de rapina, mas na forma de uma pomba, de que nenhuma criatura é mais inofensiva e inofensivo. Tal foi o Espírito de Cristo: Ele não deve se esforçar, nem chorar , tais devem ser cristãos, . Simples como as pombas A pomba é notável para os olhos, vemos que ambos os olhos de Cristo (Cântico dos Cânticos 5:12 ), e os olhos da igreja (Cântico dos Cânticos 1:15 , 4 : 1 ), são comparados aos olhos das pombas, pois eles têm o mesmo espírito. A pomba lamenta muito ( Isaías 38:14 ). Cristo chorou muitas vezes e alma penitente são comparados com pombas dos vales. [2] A pomba era a única ave que foi oferecido em sacrifício ( Levítico 01:14 ), e Cristo pelo Espírito, o Espírito eterno, ofereceu-se sem mancha a Deus. [3] a notícia da queda do dilúvio de Noé foram trazidos por uma pomba, com uma folha de oliveira em sua boca, bem ajustado, portanto, são as boas novas de paz com Deus trazida pelo Espírito como uma pomba. Ele fala de Deus boa vontade para com os homens que seus pensamentos para conosco são pensamentos de bem, e não o mal. por a voz da rola ouve em nossa terra (Cântico dos Cânticos 2:12 ), a paráfrase Caldeu entende, a voz do Espírito Santo . que Deus está em Cristo reconciliando consigo o mundo a si mesmo, é uma mensagem de alegria, que nos vem em cima da asa, as asas de uma pomba.

 

  1. Para explicar e concluir esta solenidade, veio uma voz do céu, que, temos razão para pensar, foi ouvido por todos que estavam presentes. O Espírito Santo manifestou-se, à semelhança de uma pomba, mas Deus o Pai por uma voz para quando a lei foi dada que não viu nenhuma forma de similitude, só eles ouviram uma voz ( Deuteronômio 04:12 ) e assim por este evangelho veio, e evangelho de fato é, a melhor notícia que já veio do céu à terra para ele fala claramente e plenamente o favor de Deus a Cristo, e nos nele.

 

(1) Veja aqui como Deus é dono nosso Senhor Jesus Este é o meu Filho amado. Observe-se, [1] A relação que ele ficou na dele Ele é o meu Filho. Jesus Cristo é o Filho de Deus, pela geração eterna, enquanto ele foi gerado pelo Pai antes de todos os mundos ( Colossenses 1:15 ; Hebreus 1: 3 ) e pela concepção sobrenatural que ele estava , portanto, chamado o Filho de Deus, porque ele foi concebido pelo poder do Espírito Santo ( Lucas 1:35 ) mas isso não é tudo que ele é o Filho de Deus, por designação especial ao trabalho e do escritório do Redentor do mundo. Ele foi santificado e selado e enviado após o que incumbência, criado com o Pai para ele ( Provérbios 08:30 ), nomeado para isso eu o farei meu primogênito, Salmo 89:27 . [2] O carinho, o Pai tinha para ele Ele é o meu Filho amado seu Filho amado, o Filho do seu amor ( Colossenses 1:13 ), ele se deitou no seu seio desde toda a eternidade ( João 1:18 ), tinha sido sempre seu prazer ( Provérbios 08:30 ), mas sobretudo como Mediador, e na execução da obra da salvação do homem, ele era o seu Filho amado. ele é o meu escolhido, em quem a minha alma se deleita. Ver Isaías 42: 1 . Porque ele consentiu com a promessa de redenção, e um prazer fazer isso vontade de Deus, portanto, o pai o amava. João 10:17 ; João 03:35 . Eis, então, eis e me pergunto, que tipo de amor que o Pai tem nos concedeu, que ele deveria entregar-se-lhe que era o Filho do seu amor, para sofrer e morrer para aqueles que foram a geração de sua ira não, e que , portanto, o amava, porque ele deu a sua vida pelas ovelhas! agora conhecemos que ele nos amou, vendo que ele não reteve seu Filho, seu único Filho, seu Isaac a quem ele amava, mas deu-lhe para ser um sacrifício pelo nosso pecado.

 

(2.) Veja aqui como pronto ele é para nós possui nele: Ele é o meu Filho amado, não só com quem, mas em quem eu estou bem satisfeito. Ele está satisfeito com tudo o que está nele, e estão unidos a Ele pela fé. Até agora Deus tinha sido descontente com os filhos dos homens, mas agora a sua ira se retirou, e ele nos fez aceitos no Amado, Efésios 50: 6 . Deixe todo o mundo tomar conhecimento, de que este é o tomador de Paz, os Dias-homem, que colocou a mão sobre nós ambos, e que não há nenhuma chegar a Deus como Pai, senão por Ele como Mediador, João 14: 6 . nele nossos sacrifícios espirituais são aceitáveis, por seu o altar que santifica todo dom, 1 Pedro 2: 5 . Fora de Cristo, Deus é um fogo consumidor, mas, em Cristo, um Pai reconciliado. Esta é a soma de todo o evangelho que é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Deus declarou, por uma voz do céu, que Jesus Cristo é o Filho amado, em quem ele está bem satisfeito, com a qual devemos pela fé alegremente concordam, e dizem que ele é o nosso amado Salvador, em quem estamos bem satisfeitos.

 

 

 

 

 

SUBSIDIO CPAD PRIMARIOS JESUS NO TEMPLO               N.6    Versículos 21-24 LIÇÃO N.6

                Cristo apresentado no Templo.

 

21 E, quando os oito dias foram cumpridos, para circuncidar o menino, seu nome foi chamado JESUS, que foi assim chamado do anjo antes de ter sido concebido no seio materno. 22 E quando os dias da sua purificação, segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor 23 (conforme está escrito na Lei do Senhor: Todo o macho primogênito será chamado consagrado ao Senhor) 24E para oferecer um sacrifício de acordo com o que é dito na lei do Senhor: um par de rolas ou dois pombinhos.

 

Nosso Senhor Jesus, que está sendo feito de uma mulher, foi feita nos termos da lei, Gálatas 4: 4. Ele não era apenas, como o filho de uma filha de Adam, nascido sob a lei da natureza, mas como o filho de uma filha de Abraão foi feito sob a lei de Moisés ele colocou seu pescoço debaixo desse jugo, embora fosse um pesado jugo, e uma sombra dos bens vindouros. Apesar de suas instituições eram elementos pobres, e rudimentos deste mundo, como o apóstolo chama, Cristo que lhe é submetido, para que pudesse com a melhor graça cancelá-lo e configurá-lo de lado por nos.

 

Agora aqui nós temos duas instâncias do seu ser feita ao abrigo de que legislação, e submeter-se a ele.

 

  1. Ele foi circuncidados no mesmo dia em que a lei designou (Lucas 2:21): Quando oito dias foram cumpridos, naquele dia sete noites que ele nasceu, eles circuncidado ele. 1. Apesar de ter sido uma dolorosa operação (Certamente um marido sanguinário tem sido, disse Zípora a Moisés, por causa da circuncisão, Êxodo 04:25), ainda passaria por Cristo para nós não, portanto, ele apresentou a ele, para dar uma instância de sua obediência cedo, sua obediência até ao sangue. Em seguida, ele derramou seu sangue por gotas, que depois ele jorrou em correntes roxas. 2. Apesar de supostamente ele um estranho, que foi por essa cerimônia a ser admitidos em aliança com Deus, ao passo que ele sempre tinha sido o seu Filho amado ou melhor, embora supostamente ele um pecador, que precisava ter sua imundície tirado, enquanto ele tinha nenhuma impureza ou superfluidade de malícia para ser cortado, mas ele apresentou a ele ou melhor, portanto, ele apresentou a ele, porque ele iria ser feito à semelhança, não só de carne, mas de carne do pecado, Romanos 8: 3. 3. Embora, assim, fez-se um devedor a toda a lei (Gálatas 5: 3), mas ele apresentou a ele ou melhor, portanto, ele apresentou a ele, porque ele tomaria para si a forma de servo, embora fosse free- nascermos. Cristo foi circuncidado, (1) Que ele pode possuir-se da descendência de Abraão, e dessa nação dos quais, como a carne, o Cristo veio, e que estava a tomar sobre si a semente de Abraão, Hebreus 2:16 . (2) Que ele pode possuir-se um fiador por nossos pecados, e um agente funerário para a nossa segurança. Circuncisão (diz o Dr. Goodwin) foi a nossa ligação, pelo qual reconheceu a nós mesmos devedores a lei e Cristo, por ser circuncidado, fez como se fosse a sua mão a ele, que está sendo feito pecado por nós. A lei cerimonial consistia muito em sacrifícios Cristo decide-se obrigados a oferecer, não o sangue de touros ou cabras, mas o seu próprio sangue, que ninguém que já foram circuncidados antes poderia obrigar-se a. (3) Que ele poderia justificar, e colocar uma honra em cima, a dedicação da semente infantil da igreja de Deus, por que ordenança que é o selo instituído da aliança, e da justiça que é pela fé, como a circuncisão foi (Romanos 4:11), e batismo é. E, certamente, seu ser circuncidado com oito dias de idade doth fazer muito mais para a consagração da semente dos fiéis pelo batismo na infância do que o seu ser batizado no doth trinta anos de idade para o diferimento do mesmo até que eles estão crescidos. A mudança da cerimônia não altera a substância.

 

Na sua circuncisão, segundo o costume, teve seu nome dado a ele que ele foi chamado Jesus ou Josué, pois ele era assim chamado do anjo a Maria, sua mãe antes de ter sido concebido no seio materno (Lucas 1:31), e para seu suposto pai Joseph depois, Mateus 1:21. [1] Ele era um nome comum entre os judeus, como era John (Colossenses 4:11), e nisso ele seria feito semelhante a seus irmãos. [2] Era o nome de dois tipos eminentes dele em o Antigo Testamento, Josué, o sucesso ou o de Moisés, que era comandante de Israel, e conquistador de Canaã e Josué, o sumo sacerdote, que foi, portanto, propositadamente coroado, que ele poderia prefiguram Cristo como um sacerdote no seu trono, Zacarias 6: 11,13. [3] Foi muito significativa do seu compromisso. Jesus significa um salvador. Ele seria denominado, não das glórias de sua natureza divina, mas a partir de seus desenhos graciosos como mediador ele traz a salvação.

 

  1. Ele foi apresentado no templo. Isso foi feito com um olho com a lei, e no tempo determinado pela lei, quando ele tinha quarenta dias de idade, quando os dias da sua purificação foram realizadas, Lucas 2:22. Muitos exemplares, e os autênticos, leia auton para autes, os dias da sua purificação, a purificação tanto da mãe e da criança, por isso, foi destinado a ser pela lei e nosso Senhor Jesus, embora ele não tinha nenhuma impureza para ser limpos de, ainda que lhe é submetido, como fez a circuncisão, porque ele foi feito pecado por nós e que, pela circuncisão de Cristo podemos ser circuncidado, na virtude de nossa união e comunhão com ele, com um espiritual circuncisão não feita por mãos (Colossenses 2:11), então na purificação de Cristo podemos ser espiritualmente purificada a partir da imundícia ea corrupção que trouxe ao mundo com a gente. Agora, de acordo com a lei,

 

  1. A criança Jesus, sendo um filho primogênito, foi apresentado ao Senhor, em um dos pátios do templo. A lei está aqui recitado (Lucas 02:23): Todo macho que abre o útero será consagrado ao Senhor, porque, por um mandado especial de protecção, o primogênito dos egípcios foram mortos pelo anjo destruidor para que Cristo, como primogênito, era um sacerdote por um título mais seguro do que a casa de Arão. Cristo era o primogênito entre muitos irmãos, e foi consagrado ao Senhor, assim como nunca qualquer outra era ainda assim ele foi apresentado ao Senhor como outras primogênito eram, e não o contrário. Embora ele foi recém-saído do seio do Pai, no entanto, ele foi apresentado a ele pelas mãos de um sacerdote, como se ele tivesse sido um estranho, que precisava de um para apresentá-lo. Sua sendo apresentado ao Senhor agora expressava a sua apresentar-se ao Senhor, como mediador, quando ele foi causado ao aproximar e abordagem-lhe: Jeremias 30:21. Mas, de acordo com a lei, ele foi resgatado, Números 18:15. O primogênito de muitos remirás, e cinco siclos foi o valor, Levítico 27: 6; Números 18:16. Mas, provavelmente, no caso da pobreza, o sacerdote tinha permissão para levar menos, ou talvez nada para nenhuma menção é feita de la aqui. Cristo foi apresentado ao Senhor, para não ser trazido de volta, por sua orelha estava entediado a de Deus porta-post para servi-lo para sempre e, embora ele não é deixado no templo como Samuel era, ali para servir, mas como ele é dada ao Senhor, enquanto ele vive, e os ministros a ele no verdadeiro templo não feito por mãos.

 

  1. A mãe trouxe a sua oferta, Lucas 2:24. Quando ela tinha apresentado que o filho dela ao Senhor que era para ser o grande sacrifício, ela poderia ter sido dispensado de oferecer qualquer outro, mas assim que se diz na Lei do Senhor, que a lei que ainda estava em vigor, e, portanto, por isso deve ser feito, ela deve oferecer um par de rolas ou dois pombinhos se tivesse sido de capacidade, ela deve ter trazido um cordeiro para o holocausto, e uma pomba para uma oferta pelo pecado, mas, por serem pobres e não é capaz de alcançar o preço de um cordeiro, ela traz duas pombas, uma para o holocausto e outro para a oferta pelo pecado (ver Levítico 12: 6,8), para nos ensinar em cada endereço para Deus, e particularmente naqueles em ocasiões especiais, tanto para dar graças a Deus por suas misericórdias para nós e para reconhecer com tristeza e vergonha nossos pecados contra ele, tanto em temos de dar glória a ele, nem nós nunca querer importa para ambos. Cristo não foi concebido e nascido em pecado, como outros são, de modo que não havia naquela ocasião, no seu caso que há em outros ainda, porque ele foi feito sob a lei, ele cumpriu com ele. Assim, tornou-se-lhe para cumprir toda a justiça. Muito mais doth ele se tornar o melhor dos homens para se juntar em confissões de pecado para quem pode dizer, eu fiz o meu coração limpo?

 

Versículos 25-40

Cristo e Simeão no Templo Anna no Templo.

25 E eis que havia em Jerusalém um homem, cujo nome era Simeão e este homem era justo e piedoso, esperava a consolação de Israel; eo Espírito Santo estava sobre ele. 26 E foi-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. 27 E ele veio pelo Espírito foi ao templo; e quando os pais trouxeram o menino Jesus, para fazerem por ele segundo o costume da lei, 28 Então o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: 29 Agora, Senhor, deixai o teu servo partir em paz, segundo a tua palavra: 30 pois os meus olhos viram a tua salvação, 31Which tu preparaste ante a face de todos os povos 32 Uma luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel . 33 E José, e sua mãe se admiravam das coisas que deles se diziam. 34 E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está aqui para queda e elevação de muitos em Israel e para sinal que é contraditado 35 (sim, e uma espada traspassará a tua própria alma ,) que os pensamentos de muitos corações sejam revelados. 36 E havia um Anna, uma profetisa, filha de Fanuel, da tribo de Aser: ela era de uma grande idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade 37 E ela era viúva, de quase oitenta e quatro anos, o que não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, noite e dia. 38 Chegando ela na mesma hora, deu graças igualmente ao Senhor, e falava dele a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém. 39 E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para sua cidade de Nazaré. 40 E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; ea graça de Deus estava sobre ele.

 

Mesmo quando ele se humilha, ainda Cristo honra-lo feito para equilibrar o delito dele. Que não pode ser tropeçou na mesquinhez de seu nascimento, anjos, em seguida, lhe renderam honras e agora, que não pode ser ofendido por ele ser apresentado no templo, como as outras crianças nascidas em pecado, e sem qualquer forma de solenidade peculiar para ele, mas em silêncio, e no meio da multidão de outras crianças, Simeão e Ana agora não lhe honra, pela inspiração do Espírito Santo.

 

  1. Um testemunho muito honrosa é suportado a ele por Simeão, que era ao mesmo tempo uma reputação para a criança e um encorajamento para os pais, e poderia ter sido uma introdução feliz dos sacerdotes em um conhecido com o Salvador, se esses vigias não tinham sido cego. Agora observe aqui,

 

  1. A conta que nos é dado a respeito deste Simeon, ou Simon. Ele morava agora em Jerusalém, e era eminente por sua piedade e comunhão com Deus. Alguns homens instruídos, que foram familiarizados com os escritores judeus, descobrir que não havia nesse momento uma Simeão, um homem de grande nota em Jerusalém, filho de Hilel, e os primeiros a quem deram o título de Rabban, o mais alto título que eles deram para os seus médicos, e que nunca foi dado, mas a sete deles. Ele sucedeu seu pai Hillel, como presidente do colégio que seu pai fundou, e da grande Sinédrio. Os judeus dizem que ele foi dotado com um profético espírito, e que ele foi expulso do seu lugar porque ele testemunhou contra a opinião comum dos judeus a respeito do reino temporal do Messias e eles também observar que não há nenhuma menção a ele em sua Mishná, ou livro de tradições, o que dá a entender que ele não era um patrono dessas tolices. Uma coisa objetou contra essa conjectura é que, neste momento, seu pai Hillel estava vivendo, e que ele mesmo viveu muitos anos depois disso, como parece pelo histórias judaicas, mas, quanto a isso, ele não está aqui a ser dito de idade e sua dizendo , Agora vamos teu servo parta dá a entender que ele estava disposto a morrer agora, mas não concluir que, portanto, ele morreu rapidamente. St. Paul viveu muitos anos depois de ter falado de sua morte como próximo, Atos 20:25. Outra coisa é que opôs o filho de Simeão, Gamaliel, um fariseu e um inimigo para o cristianismo, mas, quanto a isso, não é nenhuma coisa nova para um amante fiel de Cristo para ter um filho de um fariseu fanático.

 

A explicação dada para ele aqui é, (1) Que ele era apenas e devoto, apenas para os homens e devoto a Deus estes dois devem caminhar sempre juntos, e cada um vai fazer amizade com o outro, mas também não vai expiar o defeito do outro . (2) Que ele esperava a consolação de Israel, isto é, para a vinda do Messias, em quem só a nação de Israel, que foi agora miseravelmente perseguidos e oprimidos, iria encontrar consolo. Cristo não é apenas o autor do conforto de seu povo, mas a matéria e fundamento de que, a consolação de Israel. Ele foi tarda em vir, e eles que acreditava que ele viria continuação de espera, desejando a sua vinda, e esperando por ele com paciência Eu quase disse, com alguma grau de impaciência esperando até que ele veio. Ele entendi pelos livros, como Daniel, que o tempo estava à mão e, portanto, era agora mais do que nunca com grande expectativa dela. Os judeus incrédulos, que ainda espera o que já está a chegar, usá-lo como um juramento, ou protesto solene, Como sempre, espero ver a consolação de Israel, assim e assim é. Note, a consolação de Israel é para ser esperado para, e é valeu a pena esperar, e será muito bem-vindo para aqueles que esperou por ele, e continuar de espera. (3.) O Espírito Santo estava sobre ele, não só como um Espírito de santidade, mas como um espírito de profecia que ele estava cheio do Espírito Santo, e permitiu a falar coisas acima de si mesmo. (4.) Ele tinha uma graciosa promessa feita a ele, que antes de morrer, ele deve ter uma visão do Messias, Lucas 2:26. Ele estava procurando o que ocasião de tempo o Espírito de Cristo nos profetas do Antigo Testamento-se significar, e se não fosse agora à mão e ele recebeu esse oráculo (porque assim a palavra significa), que ele não morreria antes de ter visto o Messias, o Ungido. do Senhor nota, aqueles, e só esses, com coragem pode ver a morte, e procurá-lo no rosto, sem terror, que tiveram pela fé uma visão de Cristo.

 

  1. O seasonable vinda de Simeão no templo, no momento em que Cristo foi apresentada lá, Lucas 2:27. Só então, quando José e Maria trouxeram o menino, a ser registrado como se fosse na igreja-book, entre o primeiro-nascido, Simeão veio, por instrução do Espírito, para o templo. O mesmo Espírito que havia previsto o apoio de sua esperança agora prevista para o transporte de sua alegria. Foi sussurrou em seu ouvido: "Vá para o templo agora, e você deve ver o que você desejava ver." Nota, Aqueles que veria Cristo deve ir ao seu templo para lá o Senhor, a quem vós buscais, deve de repente vir a conhecê-lo, e lá você deve estar pronto para encontrá-lo.

 

  1. A satisfação abundante com que congratulou-se com esta visão: Ele levou em seus braços (Lucas 2:28), ele abraçou-o com o maior carinho imaginável, deitou-o no seu seio, como perto de seu coração quanto podia, que era tão cheio de alegria como ele poderia realizar. Ele levou-a em seus braços, para apresentá-lo ao Senhor (alguns pensam assim), para fazer qualquer parte do pai ou parte do sacerdote para mergulhadores dos antigos dizem que ele próprio era um sacerdote. Quando recebemos o registro que o evangelho nos dá de Cristo com uma fé viva, ea oferta torna-nos de Cristo com amor e resignação, então nós tomar Cristo em nossos braços. Foi-lhe prometido que ele deve ter uma visão de Cristo mas é mais realizada do que foi prometido: ele tem em seus braços.

 

  1. A declaração solene ele fez hereupon: Ele louvou a Deus, e disse: Senhor, agora o teu servo partir em paz, Lucas 2: 29-32.

 

(1.) Ele tem uma perspectiva agradável respeito a si mesmo, e (o que é uma grande realização) é ficou bastante acima do amor à vida e medo da morte não, ele é chegado a um desprezo sagrado da vida, eo desejo da morte: " Agora, Senhor, deixar o teu servo parta, e os meus olhos viram a salvação I foi prometida uma visão de antes de eu morrer. " Aqui seja, [1] um reconhecimento de que Deus tinha sido tão bom quanto sua palavra não falhou um til de suas boas promessas, como Solomon possui, 1 Reis 8:56. Nota: Nunca qualquer que esperava na palavra de Deus foram feitas vergonha de sua esperança. [2] A acção de graças por isso. Ele louvou a Deus que ele viu que a salvação em seus braços que muitos profetas e reis quiseram ver, e talvez não. [3] A confissão da sua fé, que a criança em seus braços era o salvador, a salvação em si tua salvação, a salvação da tua nomeação, a salvação que tu tem preparado com uma grande dose de artifício. E, embora tenha sido, assim, longa na vinda, ele tem ainda sido na preparação. [4.] É um adeus a este mundo: "Agora vamos teu servo parta agora os meus olhos foram abençoados com essa visão, deixá-los ser fechada, e não vejo mais neste mundo. " O olho não está satisfeito em ver (Eclesiastes 1: 8), até que ele tem visto o Cristo, e então é. Que coisa pobre doth este mundo olhar para o que tem Cristo em seus braços e salvação em seu olho! Agora adeus a todos os meus amigos e parentes, todos os meus prazeres e empregos aqui, até mesmo o próprio templo. [5.] É um bem-vindo à morte: Agora vamos teu servo parta. Note, A morte é um ponto de partida, a partida da alma para fora do corpo, a partir do mundo dos sentidos para o mundo dos espíritos. Nós não deve afastar até que Deus nos dar o nosso descarga, pois somos seus servos e não deve sair do seu serviço até que tenhamos conseguido o nosso tempo. Moisés foi prometido que ele deveria ver Canaã, e depois morrer, mas ele orou para que esta palavra pode ser alterado, Deuteronômio 3: 24,25. Simeão é prometido que ele não deve ver a morte até que ele tinha visto Cristo e ele está disposto a interpretar que para além do que foi expresso, como uma insinuação de que, quando ele tinha visto Cristo, ele deve morrer: Senhor, sê-lo assim, diz ele, agora deixe-me partir. Veja aqui, primeiro, como confortável a morte de um homem bom é que ele sai como servo de Deus desde o local de sua labuta ao de seu descanso. Ele parte em paz, paz com Deus, a paz com sua própria consciência em paz com a morte, bem-reconciliado com ele, bem familiarizado com ele. Ele se afasta de acordo com a Palavra de Deus, como Moisés na palavra do Senhor (Deuteronômio 34: 5): a palavra de preceito, Suba e morrer a palavra da promessa, eu voltarei e vos receberei para mim mesmo. Em segundo lugar, que é o fundamento de este conforto? Para os meus olhos viram a tua salvação. Isso evidencia mais do que uma grande complacência, à vista, como a de Jacó (Gênesis 46:30), agora deixe-me morrer, já que tenho visto o teu face. Ela indica uma expectativa de acreditar de um estado de felicidade do outro lado da morte, através desta salvação ele agora tinha uma visão de que não só tira o terror da morte, mas torna-o ganhar, Filipenses 1:21. Observe, Os que acolheram Cristo pode receber a morte.

 

(2.) Ele tem uma perspectiva agradável a respeito do mundo, e acerca da igreja. Esta salvação deve ser,

 

[1] A bênção para o mundo. Ele está preparado antes de o rosto de todas as pessoas, não para ser escondida em um canto, mas para ser dado a conhecer a ser uma luz para iluminar as nações que agora se sentam na escuridão: eles devem ter o conhecimento dele, e de Deus, e outro mundo através dele. Isso tem referência a Isaías 49: 6, eu te darei para uma luz para os gentios para Cristo veio para ser a luz do mundo, não uma vela no candelabro judaico, mas o sol da justiça.

 

[2] A bênção para a igreja:. A glória do teu povo Israel Foi uma honra para a nação judaica de que o Messias saltou de uma das suas tribos, e nasceu e viveu, e morreu, entre eles. E daqueles que eram verdadeiros israelitas do Israel espiritual, ele era de fato a glória, e será assim para a eternidade, Isaías 60:19. Eles devem glória nele. No Senhor toda a descendência de Israel ser justificada e se gloriará, Isaías 45:25. Quando Cristo ordenou aos seus apóstolos para pregar o evangelho a todas as nações, aí ele fez-se uma luz para iluminar as nações e, quando ele acrescentou, começando por Jerusalém, fez-se a glória de seus povo Israel.

 

  1. A previsão acerca do menino, que ele entregou, com sua bênção, a José e Maria. Eles se admiravam das coisas que ainda estavam cada vez mais plena e claramente falado sobre este filho, Lucas 2:33. E porque eles foram afetados com, e tinha sua fé fortalecida pelo, o que lhes foi dito, aqui é mais lhes disse.

 

(1.) Simeon mostra-lhes o que eles tinham razão para se alegrar por ele abençoou (Lucas 02:34), pronunciou-los abençoado que teve a honra de estar relacionado com esta criança, e foi confiada a trazê-lo para cima. Ele orou por eles, para que Deus abençoe eles, e gostaria que os outros também o façam. Eles tinham motivo para se alegrar, pois esta criança deveria ser, não só um conforto e honra a eles, mas uma bênção pública. Ele está definido para a elevação de muitos em Israel, isto é, para a conversão de muitos a Deus que estão mortos e enterrados em pecado, e para o consolo de muitos em Deus que são irrecuperáveis ​​e perdido em tristeza e desespero. Aqueles a quem ele está definido para a queda de pode ser o mesmo com aqueles que ele está definido para a elevação de. Ele é definido eis ptosin kai Anastasin - para a sua queda, a fim de sua ressurreição de humilde e abate-los, e trazê-los de toda a confiança em si mesmos, para que possam ser exaltadas, confiando em Cristo, ele feridas e, em seguida, cura, Paul cai, e sobe novamente.

 

(2.) Ele mostra-lhes também o que eles tinham razão para se alegrar com tremor, de acordo com o conselho dado de idade, com referência ao reino do Messias, Salmo 02:11. Para que Joseph e Mary especialmente, deve ser levantado com a grandeza das revelações, aqui é um espinho na carne para eles, um Allay a sua alegria e é o que às vezes precisamos.

 

[1] É verdade, Cristo será uma bênção para Israel, mas há aqueles em Israel que ele é posto para queda de, cujas corrupções será provocado, quem vai ser prejudicado e enfurecido contra ele, e ofendido, e cujas pecado e ruína será agravada pela revelação de Jesus Cristo muitos que irá extrair o veneno para se fora do bálsamo de Gileade, e dividir suas almas na rocha da salvação, a quem este precioso pedra fundamental será uma pedra de tropeço. Isto refere-se que a profecia (Isaías 8: 14,15), Ele será para um santuário para alguns, e ainda para uma cilada para os outros, 1 Pedro 2: 7,8. Note, Como é agradável para pensar quantas existem para quem Cristo e seu Evangelho são um cheiro de vida para vida, por isso é triste pensar quantos há a quem é cheiro de morte para morte. Ele é definido por um sinal, para ser admirado por alguns, mas por outros, por muitos, fala contra ela. Ele tinha muitos olhos em cima dele, durante o tempo de seu ministério público, ele era um sinal, mas ele tinha muitas línguas contra ele, a contradição e opróbrio dos pecadores, ele foi continuamente cavilled no e abusaram e os efeitos desta será que os pensamentos de muitos corações será revelado (Lucas 02:35), isto é, nessa ocasião, os homens irão mostrar-se, vai descobrir, e assim distinguir, eles mesmos. Os bons sentimentos e disposições secretas nas mentes de alguns serão revelados por seu abraçar Cristo, e fechando com ele as corrupções secretas e disposições viciosos de outros, que de outra forma nunca teria aparecido tão ruim, vai ser revelado por sua inimizade a Cristo e sua raiva contra ele. Os homens serão julgados de pelos pensamentos de seus corações, seus pensamentos a respeito de Cristo são para ele, ou eles são para os seus adversários? A palavra de Deus é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração, e por isso estamos a descoberto para nós mesmos, e serão julgados a seguir.

 

[2] É verdade, Cristo deve ser um conforto para sua mãe, mas não ser tu muito orgulhoso dele, por uma espada passará a tua própria alma também. Ele deve ser um Jesus sofrimento e, Primeiro, "Tu deves sofrer com ele, por simpatia, mais do que qualquer outro de seus amigos, por causa da proximidade da tua relação, ea força do afeto, para ele ". Quando ele foi abusado, era uma espada em seus ossos. Quando ela estava junto a sua cruz, e viu-o morrer, nós pode muito bem pensar seu interior dor era tal que ele pode realmente ser dito, Uma espada perfurou através de sua alma, ele cortou la para o coração. Em segundo lugar, Tu sofrer por ele. Muitos entendem isso como uma previsão do seu martírio e alguns dos antigos dizem que ele teve a sua realização em que. Note, No meio de nossos maiores prazeres e avanços neste mundo, é bom para nós saber que prisões e tribulações nos respeitar.

 

  1. Ele é levado por um aviso de Anna, ou Ann, uma profetisa, que um de cada sexo pode testemunhar aquele em quem ambos os homens e mulheres são convidados a acreditar, para que possam ser salvos. Observar,

 

  1. A conta aqui dado de presente Anna, quem ela era. Ela era: (1) uma profetisa do espírito de profecia agora começou a reviver, que tinha deixado em Israel mais de trezentos anos. Talvez não mais do que se quer dizer que ela era alguém que tinha conhecimento nas escrituras acima outras mulheres, e fez o seu negócio para instruir as mulheres mais jovens nas coisas de Deus. Apesar de ter sido uma idade muito degenerada da igreja, mas Deus não deixou a si mesmo sem testemunho. (2.) Ela era filha de Fanuel nome de seu pai (diz Grotius) é mencionado, para nos colocar na mente de Jacob Fanuel, ou Penuel (Gênesis 32:30), que agora o mistério do que deve ser desdobrado, quando em Cristo devemos como se fosse ver Deus face a face, e nossas vidas ser preservado e seu nome significa gracioso. (3.) Ela era de o tribo de Aser, que estava na Galiléia isso, alguns pensam, é tomado conhecimento para refutar aqueles que disseram, Fora da Galiléia não surge profeta, quando não mais logo profecia reviver mas apareceu da Galiléia. (4.) Ela era de uma grande idade, viúva, de quase oitenta e quatro anos, alguns pensam que ela agora tinha sido oitenta e quatro anos, uma viúva, e, em seguida, ela deve ser bem acima de cem anos os outros, ao invés de supor que um mulher muito velha deve ser capaz de jejum e oração como ela fez, suponha que ela tinha apenas oitenta e quatro anos de idade, e tinha sido por muito tempo uma viúva. Embora ela era uma jovem viúva, e tinha vivido com o marido sete anos, mas, ainda assim ela nunca se casou novamente, mas continuou a viúva de seu dia de morrer, que é mencionado para seu louvor. (5.) Ela era um residente permanente em ou pelo menos atendente sobre o templo. Alguns pensam que ela tinha alojamentos em os tribunais do templo, seja em uma casa de esmolas, sendo mantido por instituições de caridade do templo ou, como uma profetisa, ela estava ali a noite, como em um lugar adequado para ser consultado e aconselhado por aqueles que desejo de conhecer a mente de Deus que os outros pensam que ela não sair do templo significa não mais, do que ela estava constantemente lá no momento do serviço divino: quando qualquer boa obra era para ser feito, ela estava pronta para se juntar na mesma. É mais provável que ela tinha um apartamento de sua própria entre os out-estrutura do templo e, além de sua presença constante no culto público, abundava em devoções particulares, pois ela serviu a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia: não tendo secular negócios para empregar-se em, ou ser passado, ela deu-se a si mesma inteiramente a suas devoções, e não só em jejum duas vezes na semana, mas sempre viveu uma vida mortificada, e passei esse tempo em exercícios religiosos que outros passaram no comer e beber e ela dormir não só observar as horas de oração, mas orou dia e noite era sempre em um quadro orando, viveu uma vida de oração, entregou-se à oração, era frequente em ejaculações, grande em orações solenes, e muito particular em suas intercessões . E nestes ela serviu Deus foi isso que colocar um valor sobre eles e uma excelência no para eles. Os fariseus jejuamos muitas vezes, e fez longas orações, mas eles serviram-se, e seu próprio orgulho e cobiça, em seus jejuns e orações, mas esta boa mulher não só fez o que era bom, mas fê-lo de um bom princípio, e com um bom final, ela servia a Deus, e destina-se a sua honra, em jejum e oração. Note, [1] A devoção é uma coisa que deve ser constante em outras funções estão em temporada agora e, em seguida, mas devemos orar sempre. [2 .] É uma visão agradável para ver os cristãos com idade abundante em atos de devoção, como aqueles que não estão cansados ​​de fazer o bem, que não se julgam acima estes exercícios, ou passado, mas que tomam cada vez mais prazer neles e ver mais e mais necessidade deles, até que eles vêm para o céu. [3] Aqueles que são diligentes e fiéis na melhoria da luz e significa que eles têm novas descobertas devem ter feito eles. Anna é agora longamente abundantemente recompensado por seu comparecimento de tantos anos no templo.

 

  1. O depoimento ela deu a nosso Senhor Jesus (Lucas 2:38): Ela entrou naquele instante quando a criança foi apresentada, e Simeão discorreu a respeito dele ela, que era tão constante ao templo, não podia perder a oportunidade.

 

Agora, (1.) Ela deu graças igualmente ao Senhor, assim como Simeão, talvez como ele, desejando agora para partir em paz. Observe, aqueles a quem Cristo é dado a conhecer têm razão suficiente para dar graças ao Senhor por tão grande favor e nós devemos estar animado para esse dever pelos louvores e ações de graças dos outros por que não devemos dar graças Da mesma forma, assim como eles ? Anna concordou com Simeão, e contribuiu para tornar-se a harmonia. Ela confessou ao Senhor (por isso pode ser lido), ela fez uma profissão aberta da sua fé acerca do menino.

 

(2.) Ela, como uma profetisa, instruiu os outros que lhe dizem respeito: Ela falou do menino a todos os que acreditavam que o Messias viria, e com ele esperavam a redenção de Jerusalém. Redenção foi a coisa queria, esperou, e desejou redenção em Jerusalém, para dali a palavra do Senhor foi para ir adiante, Isaías 2: 3. Alguns havia em Jerusalém, que esperavam a redenção ainda, mas alguns, para Anna, deve parecer, tinha familiaridade com todos os que foram-expectadores conjuntas com ela do Messias que ela sabia onde encontrá-los, ou eles onde encontrá-la, e ela disse-lhes todas as boas notícias, que tinha visto o Senhor e foi uma grande notícia, este de seu nascimento agora, como mais tarde que de sua ressurreição. Nota, Aqueles que têm uma familiaridade com Cristo si deve fazer todo o possível para trazer outros familiarizados com ele.

 

Por último, aqui é um breve relato da infância e da infância de nosso Senhor Jesus.

 

  1. Sempre que ele passou isso, Lucas 2:39. Quando a cerimônia de apresentar a criança, e purificar a mãe, estava tudo acabado, eles voltaram à Galiléia. Luke não mais se relaciona a respeito deles, até que foram devolvidos para a Galiléia, mas parece pelo Evangelho de São Mateus (Mateus 2: 1-23 ) que a partir de Jerusalém voltaram a Belém, onde os magos do oriente os encontrou, e lá continuou até que eles foram encaminhados para fugir para o Egito, para escapar da maldade e da ira de Herodes e, voltando dali quando Herodes estava morto, foram direcionados para ir para os seus bairros antigos em Nazaré, onde tinham sido, talvez, alguns anos ausente. Ele é aqui chamado de sua própria cidade, porque não tinham vivido um grande momento, e suas relações estavam lá. Ele foi ordenado mais de Jerusalém, porque o seu reino e sacerdócio foram não ter nenhuma afinidade com o atual governo da igreja ou do estado judeu. Ele é enviado para um lugar da obscuridade e reprovação no presente, como em outras coisas, ele deve humilhar-se e fazer-se sem reputação.

 

  1. Como ele passou isso, Lucas 2:40. Em todas as coisas convinha que ele fosse feito semelhante a seus irmãos, e, portanto, ele passou a infância como as outras crianças faziam, mas sem pecado ou melhor, com indicações manifestos de uma natureza divina nele. Como outras crianças, ele cresceu em estatura do corpo, ea melhoria da compreensão em sua alma humana, que o seu natural, o corpo pode ser uma figura do seu místico corpo, que, embora animado por um espírito perfeito, mas faz o aumento de si até que vem para o homem perfeito, Efésios 4: 13,16. Mas, (1.) Considerando que outras crianças são fracos na compreensão e resolução, ele era forte em espírito. Pelo Espírito de Deus a alma humana foi dotada de um vigor extraordinário, e todas as suas faculdades realizado seus escritórios de uma maneira extraordinária. Ele argumentou fortemente, e seu julgamento foi penetrante. (2) Considerando que outras crianças tenham loucura vinculados em seus corações, que aparece em o que eles dizem ou fazem, ele estava cheio de sabedoria, não por quaisquer vantagens de instrução e educação, mas pela operação do Espírito Santo a cada coisa que ele disse e que foi sabiamente disse, e sabiamente feito, acima de seus anos. (3) Considerando que as outras crianças mostram que a corrupção da natureza está neles, e o joio do pecado crescer com o trigo da razão, ele fez com que pareça que nada, mas a graça de Deus estava sobre ele (o trigo brotou sem joio), e que, ao passo que outras crianças são por natureza filhos da ira, Ele era muito amado, e no alto do favor de Deus, que Deus o amava, e acarinhados ele, e tomou um cuidado especial dele.

 fonte comentario Mathew Henry

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net

 

 

   ANUNCIO DO NASCIMENTO DE JESUS LUCAS  

              2.1-20   SUBSIDIO PRIMARIOS N.4                                                                                                                              Introdução

Neste capítulo, nós temos um relato do nascimento e da infância de nosso Senhor Jesus: ter tido conhecimento de sua concepção e do nascimento e da infância de seu precursor, no capítulo anterior. O Primogênito é aqui trazido ao mundo vamos encontrá-lo com os nossos hosanas, bendito o que vem. Eis, I. O local e outras circunstâncias de seu nascimento, que ele provou ser o verdadeiro Messias, e esse tal como precisávamos, mas não esse tal como os judeus esperavam, Lucas 2: 1-7. II. O autor da notificação do seu nascimento aos pastores naquele bairro por um anjo, a canção de louvor que os anjos cantaram naquela ocasião, e a divulgação do relatório de que os pastores, Lucas 2: 8-20. III. A circuncisão de Cristo, bem como da nomeação dele, Lucas 2:21. IV. A apresentação dele no templo, Lucas 2: 22-24. V. Os testemunhos de Simeão e Anna, a profetisa, a respeito dele, Lucas 2: 25-39. VI. Crescimento e capacidade de Cristo, Lucas 2: 40-52. VIII. Sua observar a páscoa aos doze anos de idade, e sua disputa com os doutores do templo, Lucas 2: 41-51. E isso, com o que nós nos encontramos com (Mateus 1: 1-2: 23), é tudo o que temos a respeito de nosso Senhor Jesus, até que começou a sua obra pública no trigésimo ano de sua idade.

 

Versículos 1-7

O nascimento de Cristo.

1 E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da CAE sar Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado. 2 (E este recenseamento foi feito quando Quirino primeiro era governador da Síria.) 3 E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. 4 E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à judae um, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de David :) 5 a fim de alistar com Maria, sua desposada esposa, que estava grávida. 6 E foi assim, que, estando eles ali, se cumpriram os dias que ela deveria ser entregue. 7 E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura porque não havia lugar para eles na estalagem.

 

A plenitude do tempo veio a tarde, quando Deus iria enviar o seu Filho, nascido de mulher, e nascido sob a lei e foi predito que ele deveria nascer em Belém. Agora aqui nós temos uma conta do tempo, lugar e maneira dele.

 

  1. O momento em que nosso Senhor Jesus nasceu. Várias coisas podem ser recolhidas fora destes versos que íntimo a nós que era o momento adequado.

 

  1. Ele nasceu no momento em que a quarta monarquia estava em seu auge, apenas quando foi tornar-se, mais do que qualquer um dos três, antes disso, uma monarquia universal. Ele nasceu nos dias de Augusto CAE ​​sar, quando o Roman império estendeu-se ainda mais do que nunca antes ou depois, incluindo Partia de uma maneira, ea Grã-Bretanha de outra forma, de modo que era então chamado Terraram orbis imperium - O império de toda a terra e aqui que o império é chamado todo o mundo (Lucas 2: 1 ), pois não havia praticamente qualquer parte do mundo civilizado, mas o que era dependente dele. Agora, este foi o momento em que o Messias havia de nascer, de acordo com a profecia de Daniel (Daniel 2:44): Nos dias destes reis, os reis da quarta monarquia, o Deus do céu estabelecerá um reino que jamais terá ser destruído.

 

  1. Ele nasceu quando a Judéia foi tornar-se uma província do império, e tributário a ele como parece evidente por isso, que, quando todo o império romano foi tributados, os judeus eram tributados entre os demais. Jerusalém foi tomada por Pompeu, o general romano, cerca de 60 anos antes disso, que concedeu ao governo da igreja para Hyrcanus, mas não o governo do estado por graus foi cada vez mais reduzida, até agora em comprimento foi bastante suave para Judéia foi governada por Quirino governador romano da Síria (Lucas 2: 2): os escritores romanos chamá-lo. Sulpício Quirino Agora é só neste momento, o Messias havia de nascer, porque assim estava morrendo profecia de Jacó, que Shiloh deve vir quando o cetro havia partido de Judá, eo legislador dentre seus pés, Gênesis 49:10. Este foi o primeiro recenseamento que foi feita na Judéia, a primeira medalha de sua servidão, portanto, agora Shiloh deve vir, para estabelecer seu reino.

 

  1. Há uma outra circunstância, quanto ao tempo, implícita neste matrícula geral de todos os súditos do Império, que é, que agora havia paz universal no império. O templo de Janus foi agora fechada, que não costumava ser se quaisquer guerras estavam a pé e agora era apto para o Príncipe da paz para nascer, em cujos dias espadas deve ser batido em araras-partes.

 

  1. O lugar onde nosso Senhor Jesus nasceu é muito observável. Ele nasceu em Belém, por isso foi predito (Miquéias 5: 2), os escribas assim entendeu (Mateus 2: 5, 6), o mesmo que fizeram as pessoas comuns, João 7:42. O nome do lugar foi significativa. Belém significa a casa de pão de um lugar adequado para ele nascer em que é o Pão da vida, o pão que desceu do céu. Mas isso não era tudo Belém foi a cidade de David, onde ele nasceu, e, portanto, não ele deve nascer de quem era o Filho de Davi. Zion também foi chamado a cidade de Davi (2 Samuel 5: 7), mas Cristo não nasceu lá para Belém foi que cidade de Davi, onde nasceu em mesquinhez, para ser um pastor e este nosso Salvador, humilhando-se ele, escolheu para o lugar de seu nascimento não Sião, onde governou no poder e prosperidade, que era para ser um tipo da Igreja de Cristo, que o monte Sião. Agora, quando a virgem Maria estava com a criança, e perto dela o tempo, a Providência ordenou que, por ordem do imperador, todos os súditos do Império Romano deviam ser tributados ou seja, eles estavam a dar em seus nomes para os oficiais apropriados, e eles foram a ser registrados e matriculados, segundo as suas famílias, o que é o significado próprio da palavra aqui usada seu ser tributados era apenas secundário. Supõe-se que eles fizeram profissão de submissão ao império romano, seja por alguma forma conjunto de palavras, ou, pelo menos, mediante o pagamento de uma pequena homenagem, um centavo suponho, em sinal de sua fidelidade, como o de um homem atturning inquilino. Assim, eles são vassalos sobre registro, e pode agradecer a si mesmos.

 

De acordo com este decreto, os judeus (que agora estavam bom em distinguir as suas tribos e famílias) desde que em suas matrículas deve ser tido um cuidado especial para preservar a memória deles. Assim tolamente são solícitos para salvar a sombra, quando eles tinham perdido a substância.

 

Aquilo que Augustus projetado era ou para gratificar seu orgulho em saber os números de seu povo, e proclamando-a ao mundo, ou ele fez isso em política, para reforçar o seu interesse, e fazer seu governo parecem o mais formidável mas a Providência tinha outro alcance nisso. Todo o mundo deve estar à dificuldade de serem matriculados, única que José e Maria pode. Isto trouxe-los de Nazaré da Galiléia, para Belém, na Judéia, porque eles eram do estoque e da linhagem de Davi (Lucas 2: 4, 5) e, talvez, ser pobre e de baixo, eles achavam que a realeza de sua extração e não um encargo e despesas para eles do que uma questão de orgulho. Porque é difícil supor que todo judeu (tanto mulheres como homens) foi obrigado a reparar para a cidade de que seus antepassados ​​eram, e não estar inscrito, agora, num momento em que eles não sejam mantidos para os limites de suas tribos, como anteriormente, pode ser oferecido como uma conjectura que esta grande exatidão foi usada apenas com a família de David, a respeito do qual, é provável, o imperador deu ordens particulares, tendo sido a família real, e ainda falou de como projetado para sê-lo, a fim de saber o seu número e força. Divers extremidades da Providência foram servidos por este.

 

  1. Por este meio da virgem Maria foi trazida com grande criança, para Belém, para ser entregue lá, de acordo com a previsão considerando que ela tinha desenhado a mentir em pelo Nazaré. Veja como fins homem e descarta Deus e como providência ordens de todas as coisas para o cumprimento da escritura, e faz uso dos projetos os homens têm para servir os seus próprios fins, muito além de sua intenção, para servir o seu.

 

  1. Por este meio, parecia que Jesus Cristo era da descendência de David para o que traz sua mãe a Belém agora, mas porque ela era do estoque e da linhagem de Davi? Isso foi uma coisa material a ser provado, e exigiu uma prova tão autêntica como esta. Justino Mártir e Tertuliano, dois dos primeiros defensores da religião cristã, apelar para estes rolos ou registros do império romano, para a prova da existência de Cristo nascido da casa de Davi.

 

  1. Por este meio, parecia que ele estava sob a lei para que ele tornou-se um assunto do império romano, logo que ele nasceu, um servo de governantes, Isaías 49: 7. Muitos supõem que, tendo nascido durante o tempo da tributação, ele foi matriculado, assim como seu pai e sua mãe, para que se mostrasse como ele se fez de nenhuma reputação, e tomando a forma de servo. Em vez de ter reis tributários para ele, quando ele veio ao mundo ele próprio era um afluente.

 

III. As circunstâncias de seu nascimento, que foram muito média, e sob todas as possíveis marcas de desprezo. Ele era de fato um filho primogênito, mas foi uma honra pobre para ser o primeiro-nascido de uma mulher tão pobres como Maria era, que não tinha herança para que ele poderia ter direito como primogênito, mas o que estava em natividade.

 

  1. Ele estava sob algumas abasements em comum com as outras crianças, ele foi envolto em panos, como as outras crianças são quando eles são recém-nascido, como se ele pudesse estar vinculado, ou precisava ser mantido em linha reta. Ele que faz escuridão uma banda de panos para o mar foi-se envolto em cueiros, Jó 38: 9. O Pai eterno tornou-se uma criança de tempo, e os homens disseram-lhe cujo out-vindas foram de idade desde a eternidade, nós sabemos que este homem, onde ele é, John 07:27. O antigo dos dias tornou-se uma criança de um período longo.

 

  1. Ele estava sob algumas abasements peculiares a si mesmo.

 

(1.) Ele nasceu em uma pousada. Aquele filho de Davi, que era a glória da casa de seu pai não tinha herança que ele poderia comandar, não, não, na cidade de David, sem nem um amigo que poderia acomodar sua mãe em perigo com alojamentos para ser trazido para a cama. Cristo nasceu em uma pousada, para insinuar que ele veio ao mundo, mas para peregrinar aqui por algum tempo, como em uma pousada, e para nos ensinar a fazer o mesmo. Uma pousada recebe todos os cantos, e assim que faz Cristo. Ele sai a bandeira do amor para seu sinal, eo que vem a ele, de maneira nenhuma o lançarei fora somente, ao contrário de outras pousadas, congratula-se com aqueles que vêm sem dinheiro e sem preço. Tudo está no custo livre.

 

(2.) Ele nasceu em um estábulo de modo algum pensar que a palavra significa que traduzimos numa manjedoura, um lugar para o gado em repouso para ser alimentado. Porque não havia nenhum quarto na estalagem, e por falta de conveniências, para nay quer de primeira necessidade, ele foi colocado em uma manjedoura, em vez de um berço. A palavra que prestamos panos alguns derivar de uma palavra que significa a rasgar, ou lágrima, e estes inferir que ele estava tão longe de ter um bom terno de linho-cama de criança, que suas próprias swaddles foram esfarrapado e rasgado. Sua nascendo em um estábulo e deitado em uma manjedoura era um exemplo, [1] da pobreza de seus pais. Se fossem ricos, sala teria sido feito para eles, mas, por serem pobres, devem mudar à medida que podia. [2] É a corrupção e degeneração dos costumes em que a idade que uma mulher na reputação de virtude e honra deve ser usado tão barbaramente. Se tivesse havido qualquer humanidade comum entre eles, não teria virado uma mulher em trabalho de parto em um estábulo. [3] Foi uma instância da humilhação de nosso Senhor Jesus. Estávamos tornar-se pelo pecado como uma criança lançar-out, impotente e desesperado e tal um Cristo foi. Assim, ele iria responder o tipo de Moisés, o grande profeta e legislador do Antigo Testamento, que estava em sua infância expulso em uma arca de juncos, como Cristo na manjedoura. Cristo decide colocar um desprezo sobre toda a glória mundana, e nos ensine a ligeira ele. Desde os seus não o receberam, porque não vamos achar estranho se eles não nos recebe.

 

Versículos 8-20

Anjos aparecem aos pastores visita dos pastores de Cristo.

8 E havia nos mesmos pastores do país que habitam no campo, e guardavam o seu rebanho durante a noite. 9 E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, ea glória do Senhor brilhou ao redor deles; e tiveram grande temor. 10 E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo. 11 Porque vos nasceu hoje, na cidade de David, um Salvador, que é Cristo, o Senhor. 12 E este será um sinal para vós achareis o menino envolto em panos, e deitado em uma manjedoura. 13 E de repente, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo: 14Glory a Deus nas maiores alturas, e paz na terra, boa vontade para com os homens. 15 E aconteceu que, como os anjos se retiraram deles para o céu, disseram os pastores uns aos outros: Vamos já até Belém, e vejamos isso que aconteceu para que o Senhor tem dado a conhecer a nos. 16 E foram apressadamente, e acharam Maria, e José, eo menino deitado na manjedoura. 17 E quando eles tinham visto isto, divulgaram a palavra que foi dito acerca do menino lhes. 18 E todos os que ouvi-lo admirar as coisas que lhes diziam os pastores. 19 Mas Maria guardava todas estas coisas, meditando-los em seu coração. 20 E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por todas as coisas que tinham ouvido e visto, como lhes havia sido dito.

 

As circunstâncias mais humildes da humilhação de Cristo foram ao longo de toda atendido com algumas descobertas da sua glória, para equilibrá-los, e tirar a ofensa deles para mesmo quando ele se humilhou Deus fez em alguma medida exaltá-lo e dar-lhe earnests de seu futuro exaltação. Quando nós o vimos envolto em panos e deitado numa manjedoura, fomos tentados a dizer: "Certamente este não pode ser o Filho de Deus." Mas ver seu nascimento participou, como é aqui, com um coro de anjos, e diremos: "Certamente este não pode ser o Filho de Deus." Mas ver seu nascimento participou, como é aqui, com um coro de anjos, e diremos: "Certamente ele pode ser outro senão o Filho de Deus, a respeito de quem foi dito, quando ele foi trazido ao mundo, Let todos os anjos de Deus o adorem, "Hebreus 1: 6.

 

Tivemos em Mateus uma conta a notificação feita da chegada deste embaixador, este príncipe do céu, aos sábios, que eram gentios, por uma estrela aqui nos é dito a notificação feita dele para os pastores, que estavam judeus, por um anjo: a cada Deus escolheu para falar no idioma que eles estavam mais familiarizados com.

 

  1. Veja aqui como os pastores foram empregadas que estavam habitando nas áreas adjacentes a Belém, guardavam os seus rebanhos durante a noite, Lucas 2: 8. O anjo não foi enviado aos chefes dos sacerdotes ou os anciãos (eles não estavam preparados para receber essas notícias), mas para uma empresa de pastores pobres, que eram como Jacob, homens simples que habitam em tendas, não como Esaú, astúcia caçadores. O patriarcas eram pastores. Moisés e Davi particularmente foram chamados de manter ovelhas para governar o povo de Deus e por essa instância Deus iria mostrar que ele ainda tinha um favor para aqueles de que o emprego inocente. Notícias foram trazidos a Moisés da libertação de Israel do Egito, quando ele apascentava as ovelhas, e estes pastores, que, seja provável, eram homens piedosos devotos, as notícias foram trazidas de uma salvação maior. Observe, 1. Eles não estavam dormindo em suas camas, quando a notícia foi trazida los (embora muitos tinham inteligência muito aceitável do céu em adormecida na cama), mas permanecendo no campo, e assistindo. Aqueles que ouvir de Deus deve agitar-se a si mesmos. Eles eram largos acordado, e, portanto, não poderia ser enganado em o que viu e ouviu, assim como aqueles que podem ser quem são meio adormecido. 2. Eles foram empregados agora, não em atos de devoção, mas no negócio de sua vocação eles estavam vigiando seu rebanho, para protegê-los de ladrões e animais de rapina, sendo provavelmente no verão, quando eles mantiveram sua gado fora toda a noite, como fazemos agora, e não abrigá-los. Nota: Nós não estamos fora do caminho de visitas divinos quando estamos com sensatez empregados em um chamado honesto, e permanecer com Deus nele.

 

  1. Como eles foram surpreendidos com o aparecimento do anjo (Lucas 2: 9): Eis que um anjo do Senhor veio sobre eles, de repente, epeste - estava sobre eles, muito provavelmente, no ar sobre suas cabeças, como vindo imediatamente do céu. Nós lê-lo, o anjo, como se fosse o mesmo que apareceu uma vez e, novamente, no capítulo anterior, o anjo Gabriel, que estava voando rapidamente, mas isso não é certo. O anjo vindo em cima deles sugere que eles pouco pensei em tal coisa, ou espera-se para ele está em uma prevenção de forma que as visitas graciosos estão nos fez do céu, nem nunca estamos conscientes. Que eles possam ter certeza de que era um anjo de céu, que viram e ouviram a glória do Senhor ao redor deles, como fez a noite tão brilhante como o dia, tal glória como costumava freqüentar aparência de Deus, um celestial glória, ou um extremamente grande glória, como não podiam suportar o brilho deslumbrante de. Isso fez-lhes muito medo, colocá-los em grande consternação, como temendo algumas más notícias. Enquanto estamos conscientes de nos de tanta culpa, temos razão para temer que cada expressar do céu deve ser um mensageiro da ira.

 

III. O que a mensagem era que o anjo tinha que entregar aos pastores, Lucas 2: 10-12. 1. Dá um efeito suspensivo aos seus temores: "Não temas, porque não temos nada a dizer a você que precisa de ser um terror para você que você não precisa temer seus inimigos, e não deve temer seus amigos." 2. Ele fornece-los com a matéria abundante para a alegria: "Eis que eu evangelizar a você grande alegria Declaro solenemente-lo, e você tem razão para compra-lo de boas-vindas, por isso deve trazer alegria para todo o povo, e não para as pessoas do judeus única que vos nasceu hoje, neste momento, um Salvador, o Salvador que tem sido assim por muito tempo esperado, que é Cristo, o Senhor, na cidade de David, "Lucas 2:11. Jesus é o Cristo, o Messias, o Ungido ele é o Senhor, o Senhor de todos, ele é um príncipe soberano não, ele é Deus, pois o Senhor, no Antigo Testamento, respostas a Jeová. Ele é um Salvador, e ele vai ser um salvador para aqueles que aceitá-lo unicamente para o seu Senhor. "O Salvador nasceu, ele nasce neste dia e, uma vez que é questão de grande alegria para todo o povo, não é para ser mantida em segredo, você pode anunciá-la, pode dizer-lhe para quem quiser. Ele nasce no local onde foi predito que ele nascesse, na cidade de Davi e ele nasce com você para vocês, judeus, ele é enviado em primeiro lugar, para os abençoe, a vós pastores, embora pobre e média no mundo. " Isto se refere a Isaías 9: 6, Até nós uma criança é nascida, até nós que um filho é dado. Para vocês, homens, não para nos anjos que ele não tomou sobre si a natureza dos anjos. Esta é a questão de alegria, na verdade, todas as pessoas, uma grande alegria. Longa olhou para veio finalmente. Deixe o céu ea terra se alegram antes deste Senhor, porque vem. 3. Ele dá-lhes um sinal para a confirmação de sua fé neste assunto. "Como é que vamos descobrir esta criança em Belém, que está agora cheia de descendentes de David?" "Você vai encontrá-lo por este sinal: ele está deitado em uma manjedoura, onde certamente nunca nenhum recém-nascido foi colocado antes." Eles esperavam para ser dito: "Você deve encontrá-lo, apesar de um bebê, vestida em vestes, e encontra-se na melhor casa na cidade, encontrando-se em estado, com uma numerosa trem de atendentes em texturas ricas." "Não, você vai encontrá-lo envolto em panos, e deitado numa manjedoura." Quando Cristo estava aqui na terra, ele distinguiu-se, e fez-se notável, por nada mais do que as instâncias de sua humilhação.

 

  1. Os "anjos doxologia a Deus, e parabéns dos homens, nesta ocasião solene, Lucas 2:13, 14. A mensagem não antes foi entregue por um anjo (que foi suficiente para ir expressar) do que de repente, apareceu com o anjo uma multidão dos exércitos celestiais suficiente, podemos estar certos, para fazer um coro, que foram ouvidos pelos pastores, elogiando Deus e certamente a sua música não era assim (Apocalipse 14: 3), que ninguém podia aprender, pois foi projetado que todos nós devemos aprender. 1. Deixe que Deus tem a honra deste trabalho:. Glória a Deus nas alturas boa-vontade de Deus aos homens, manifestado em enviar o Messias, redunda muito de seu louvor e anjos no mais alto dos céus, embora não imediatamente interessado nele si, vai celebrá-lo à sua honra, Apocalipse 5:11, 12. Glória a Deus, cuja bondade e amor projetou este favor, e cuja sabedoria planejado-lo de tal modo que foi um atributo divino não deve ser glorificado às custas de o outro, mas a honra de todos eficazmente assegurada e avançado. Outras obras de Deus são para a sua glória, mas a redenção do mundo é para a sua glória nas alturas. 2. Deixe os homens têm a alegria dela: paz na terra, boa vontade para com os homens. Deus boa-vontade em enviar o Messias introduzido paz neste mundo inferior, matou a inimizade que o pecado tinha levantado entre Deus eo homem, e reassentados uma correspondência pacífica . Se Deus estar em paz com nós, todos os resultados de paz a partir dele: a paz de consciência, a paz com os anjos, a paz entre judeus e gentios. A paz está aqui para colocar tudo de bom, tão bom que flui para nós a partir da encarnação de Cristo. Todo o bom que temos, ou esperança, é devido a de Deus de boa vontade e, se temos o conforto de que, ele deve ter a glória dele. Nem deve qualquer paz, e bom, se esperar de uma maneira inconsistente com a glória de Deus, portanto, não em qualquer forma de pecado, nem de qualquer maneira, mas por um mediador. Aqui foi a paz proclamada com grande solenidade quem quiser, deixe-os vir e ter o benefício dele. É paz na terra aos homens de boa vontade (por isso algumas cópias lê-lo), en anthropois eudokias para homens que têm uma boa vontade para com Deus, e estão dispostos a se reconciliar ou aos homens que Deus tem uma boa vontade para, embora vasos de sua misericórdia. Ver o quão bem afetado os anjos são para o homem e para o seu bem-estar e felicidade como bem satisfeitos eles estavam na encarnação do Filho de Deus, embora ele passou pela sua natureza e não convinha que muito mais a ser afetado com isso? Esta é uma palavra fiel, comprovada por muitos milhares de anjos, e bem digna de toda a aceitação, que a boa-vontade de Deus para com os homens é glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra.

 

  1. A visita, que os pastores fizeram para o recém-nascido Salvador. 1. Eles consultaram sobre isso, Lucas 2:15. Enquanto os anjos estavam cantando seu hino, eles poderiam atender a que só mas, quando eles se retiraram deles para o céu (por anjos, quando eles apareceram, nunca fez qualquer longa estadia, mas voltou logo que havia despachado seus negócios) , os pastores disseram uns aos outros: Vamos até Belém. Nota: Quando mensagens extraordinários do mundo superior não são mais do que se espera, temos de definir-nos a melhorar as vantagens que temos para a confirmação da nossa fé, ea manutenção -se da nossa comunhão com Deus neste mundo inferior. E não é nenhuma reflexão sobre o testemunho dos anjos, sem nem sobre si mesma um testemunho divino, para obtê-lo corroborada por observação e experiência. Mas observar, esses pastores não falam em dúvida, "Vamos ver se é assim ou não", mas com segurança, Vamos ver esta coisa que aconteceu para para o quarto foi deixada a dúvida de que, quando o Senhor tinha, assim, fez saber a eles? A palavra falada pelos anjos permaneceu firme e uma verdade inquestionável. 2. Eles imediatamente fez a visita, Lucas 2:16. Eles não perderam tempo, mas veio com pressa para o lugar, que, provavelmente, o anjo dirigiu-los para mais particularmente do que é registrado ("Vá para o estábulo de tal inn") e lá eles encontraram Maria e José, e o bebê deitado na manjedoura. A pobreza ea mesquinhez em que se encontravam Cristo, o Senhor houvesse choque para a sua fé, que se sabia o que era viver uma vida de comunhão com Deus confortável em circunstâncias muito pobres e média. Temos razões para pensar que os pastores disse José e Maria da visão dos anjos que tinham visto, eo cântico dos anjos que tinham ouvido, o que foi um grande incentivo para eles, mais do que se uma visita tinha sido feito eles por os melhores senhoras na cidade. E é provável que José e Maria disse aos pastores que visões que tiveram em relação à criança e, portanto, ao comunicar as suas experiências uns com os outros, eles fortaleceram muito, uma fé de outro.

 

  1. O cuidado que os pastores levou para espalhar o relatório deste (Luke 02:17): Quando eles tinha visto, embora eles não viram nada na criança que devem levá-los a acreditar que ele era o Cristo Senhor, ainda as circunstâncias, como soever significa que eles eram, concordando com o sinal de que o anjo lhes tinha dado, eles eram abundantemente satisfeito e, como os leprosos argumentou (2 Reis 12: 9, sendo este um dia de boas novas, não nos atrevemos a manter nossa paz), de modo que fez conhecida no exterior toda a história do que foi dito a eles, tanto pelos anjos, e por José e Maria, acerca do menino, que ele era o Salvador, mesmo Cristo Senhor, que nele há paz na terra, e que ele foi concebido pelo poder do Espírito Santo, e nasceu de uma virgem. Este contaram cada corpo, e concordaram em seu depoimento a respeito dela. E agora, se, quando ele está no mundo, o mundo o conhece não, é sua própria culpa, pois eles têm a devida antecedência lhes deu. Que impressão isso fazia sobre as pessoas? Porque realmente, Todos os que ouviram se maravilharam das coisas que lhes diziam os pastores, Lucas 2:18. Os pastores foram simples, francamente, homens honestos, e não podiam suspeitar-os culpados de qualquer projeto para impor-lhes o que eles tinham dito, portanto, era provável que seja verdade, e, se for verdade, eles não podia deixar de perguntar para ele, que o Messias deveria nascer em um estábulo e não em um palácio, que os anjos deve trazer notícias dele para pastores pobres e não aos chefes dos sacerdotes. Eles se perguntavam, mas nunca perguntou ainda mais sobre o Salvador, o seu dever para com ele, ou vantagens por ele, mas deixe a coisa queda como uma maravilha de nove dias. O incrível a estupidez dos homens daquela geração! Justamente eram as coisas que pertenciam à sua paz escondeu de seus olhos, quando assim deliberadamente fechar os olhos contra eles.

 

VII. O uso que os feitos destas coisas, que lhes deu crédito. 1. A virgem Maria fez-lhes a questão de sua meditação particular. Ela falou pouco, mas guardava todas estas coisas, e as meditava em seu coração, Lucas 2:19. Ela colocou as evidências juntos, e mantidos em reserva, para ser comparado com as descobertas que se havia de a fizeram. Como ela havia silenciosamente deixou a Deus para limpar a sua virtude, quando isso era suspeito, então ela silenciosamente deixa-lhe para publicar sua honra, agora quando foi velado e é bastante satisfação ao descobrir que, se ninguém mais leva aviso do nascimento de seu filho, os anjos fazem. Nota, as verdades de Cristo vale a pena manter e a maneira de mantê-los seguros é a ponderá-las. A meditação é a melhor ajuda para a memória. 2. Os pastores fizeram a questão de seus mais elogios públicos. Se os outros não foram afetados com essas coisas, mas eles mesmos eram (Lucas 02:20): Eles voltaram, glorificando e louvando a Deus, em concordância com os santos anjos. Se os outros não consideraria o relatório que eles fizeram para eles, Deus iria aceitar as ações de graças que eles ofereceram a ele. Eles louvaram a Deus por aquilo que eles tinham ouvido falar do anjo, e para o que tinham visto, o menino na manjedoura, e apenas então no pano, quando eles vieram, como tinha sido falado com eles. Eles agradeceram a Deus que eles tinham visto Cristo, embora na profundidade de sua humilhação. Como depois da cruz de Cristo, então agora sua manjedoura, foi, em certa loucura e uma pedra de tropeço, mas outros viram nela, e admirado, e elogiou, a sabedoria de Deus e do poder de Deus.

 

 

 

 

            SUBSIDIO n.3  PRIMARIO CPAD 2016 N.3

                1 TRIMESTRE O NASCIMENTO DE JESUS

                                       LIÇÃO N.3

 

 

No início - Esta expressão é usada também em Gênesis 1: 1. John evidentemente tem alusão aqui para aquele lugar, e ele significa para aplicar a "Palavra", uma expressão que está lá aplicado "a Deus". Em ambos os lugares que significa claramente antes da criação, antes que o mundo foi feito, quando ainda não era nenhuma coisa. O significado é: que o "Verbo" teve uma existência antes que o mundo foi criado. Esta não é falado do homem Jesus, mas daquilo que "se tornou" um homem, ou foi encarnado, João 1:14. Os hebreus, por expressões como esta, comumente denotado eternidade. Assim. a eternidade de Deus é descrito Salmo 90: 2; "Antes que os montes nascessem, etc .;" e eternidade é comumente expressa pela frase, antes da fundação do mundo. "Tudo o que se quer dizer com o termo" Palavra ", é claro que ele teve uma existência antes de" criação . "Não é, então, uma" criatura "ou ser criado, e deve ser, portanto, incriado e eterno. Há apenas um Ser que é incriado, e Jesus deve ser, portanto, divina. Compare próprias declarações do Salvador, respeitando-se nos seguintes locais: João 8:58; João 17: 5; João 6:62; João 3:13; João 06:46; João 08:14; João 16:28.

 

A palavra era - o grego, "era o nome LogosThis λόγος é dado a ele que mais tarde se tornou" carne ", ou foi encarnado (João 1:14 -. Isto é, o Messias que quer que se entende por isso, portanto, é aplicável a . Senhor Jesus Cristo Tem havido muitas opiniões sobre a razão por que este nome foi dado ao Filho de Deus É desnecessário repetir essas opiniões A opinião que parece mais plausível pode ser expressa da seguinte forma..:

 

  1. A "palavra" é aquele pelo qual nos comunicamos nossa vontade; por que nós transmitir os nossos pensamentos; ou por que emitir comandos o meio de comunicação com os outros.

 

  1. O Filho de Deus pode ser chamado de "a Palavra", porque ele é o meio pelo qual Deus promulga a Sua vontade e emite os Seus mandamentos. Ver Hebreus 1: 1-3.

 

  1. Este termo estava em uso antes da época de John.

 

(a) Foi utilizado em aramaico tradução do Antigo Testamento, como, "e. g., "Isaías 45:12; ". Eu fiz a terra, e criei nela o homem" No aramaico é, "I,

 

(b) Este termo foi usado pelos judeus como aplicáveis ​​ao Messias. Em seus escritos, ele era comumente conhecido pelo termo "Mimra" - isto é, ";. A Palavra de Deus" "Palavra" e grande parte das interposições de Deus em defesa da nação judaica, para ser declarada por isso, em seu Targum em Deuteronômio 26: 17-18, é dito: "Vós nomearam a palavra de Deus sobre vós um rei neste dia, que ele pode ser o seu Deus."

 

(c) O termo foi usado pelos judeus que estavam dispersos entre os gentios, e, especialmente, aqueles que estavam familiarizados com a filosofia grega.

 

(d) O termo foi usado pelos seguidores de Platão entre os gregos, para denotar a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. O termo grego νοῦς nousor "mente", era comumente dado a esta segunda pessoa, mas foi dito que este nouswas "a palavra" ou "razão" da Primeira Pessoa da Trindade. O termo foi, portanto, amplamente em uso entre os judeus e gentios antes de João escreveu seu Evangelho, e ele estava certo de que seria aplicado à Segunda Pessoa da Trindade pelos cristãos. se convertido ao judaísmo ou paganismo. Era importante, portanto, que o significado do termo deve ser resolvida por um homem inspirado, e, consequentemente, John, no início do seu Evangelho, está em muito o cuidado de indicar claramente o que é a verdadeira doutrina respeitando a λόγος Logosor Word. É possível, também, que as doutrinas dos gnósticos tinham começado a se espalhar no tempo de João. Eles eram uma seita Oriental, e considerou que a λόγος Logosor "Palavra" era um dos "Aeones" que havia sido criado, e que este tinha se unido ao homem Jesus. Se essa doutrina havia começado então a prevalecer, que era da maior importância para John para liquidar a verdade no que diz respeito à categoria do Logos ou Word. Isso ele tem feito de tal maneira que não será necessário qualquer dúvida sobre o seu significado.

 

Estava com Deus - Esta expressão denota amizade ou intimidade. Compare Mark 09:19. João afirma que ele estava "com Deus" no princípio - ou seja, antes que o mundo foi feito. Implica, portanto, que ele era participante da glória divina; que ele foi abençoado e feliz com Deus. Isso prova que ele estava intimamente unida com o Pai, de modo a participarem de sua glória e para ser adequadamente chamado pelo nome de Deus. Ele próprio explicou ele. Veja João 17: 5; "E agora, ó Pai, glorifica-se junto de ti mesmo, com aquela glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse." Veja também João 1:18; "Ninguém jamais viu a Deus a qualquer momento; o Filho unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou "Veja também João 3:13.; ". O Filho do homem, que está nos céus" Compare Filemon 2: 6-7.

 

Foi Deus - ". Com Deus" na frase anterior John havia dito que a Palavra era para que não se supunha que ele era um ser diferente e inferior, aqui John afirma que "ele era Deus." Não há declaração não mais inequívoca em a Bíblia do que isso, e poderia haver prova mais forte de que o escritor sagrado significava afirmar que o Filho de Deus era igual ao Pai; Porque:

 

1.There há dúvida de que pelo λόγος Logosis significava Jesus Cristo.

 

  1. Este não é um "atributo" ou qualidade de Deus, mas é um verdadeiro subsistência, pois é dito que os Logoswas λόγος fez carne σάρξ sarx- isto é, tornou-se um ser humano.

 

3.There há variação aqui nos manuscritos, e os críticos têm observado que o grego arcará com nenhuma outra construção do que aquilo que é expresso em nossa tradução - que a Palavra "era Deus".

 

4.There há evidência de que John destina-se a usar a palavra "Deus" num sentido inferior. Não é "o Verbo era um deus", ou "o Verbo era

 

5.O nome "Deus" está em outro lugar dado a ele, mostrando que ele é o Deus supremo. Veja Romanos 9: 5; Hebreus 1: 8, Hebreus 1:10, Hebreus 1:12; 1 João 5:20; João 20:28.

 

O significado desse importante versículo pode então ser assim resumido:

 

1.O nome λόγος Logosor Word, é dado a Cristo em referência à sua tornando-se o professor ou instrutor da humanidade; o meio de comunicação entre Deus eo homem.

 

2.O nome estava em uso na época de João, e foi o seu projeto para declarar a doutrina correta respeitando a LogosThe λόγος "Palavra", ou λόγος Logosexisted "antes da criação" - é claro que não era uma "criatura", e deve ter sido, portanto, desde a eternidade.

 

  1. Ele estava "com Deus" - ou seja, ele se uniu a ele em uma união mais íntima e perto antes da criação; e, como não poderia ser dito que Deus era "consigo mesmo", segue-se que as Logoswas λόγος em algum sentido distinto de Deus, ou que havia uma distinção entre o Pai eo Filho. Quando dizemos que é "com outro", que implica que existe algum tipo de distinção entre eles.

 

5.Yet, para que não se deve supor que ele era um "diferente" e "inferior" ser - uma criatura - ele afirma que ele era Deus - isto é, era igual ao Pai.

 

Este é o fundamento da doutrina da Trindade:

 

1.que a segunda pessoa é de certa forma "distinta" do primeiro.

 

  1. Que ele está intimamente unida com a primeira pessoa em essência, de modo que não há dois ou mais Deuses.

 

  1. Que a segunda pessoa pode ser chamada pelo mesmo nome; tem os mesmos atributos; realiza as mesmas obras; e tem direito às mesmas honras com o primeiro, e que, portanto, ele é "da mesma substância, e iguais em poder e glória," com Deus.

 

Verso 2

O mesmo - The Word, ou os LogosWas λόγος no princípio com Deus - Esta parece ser uma repetição do que foi dito no primeiro verso; mas afirma-se outra vez para "guardar a doutrina", e para evitar a possibilidade de um erro. John tinha dito que existia antes da criação, e que ele estava "com Deus"; ". Que a união com Deus existia no início", mas ele não tinha dito no primeiro verso Ele agora expressa essa idéia, e assegura-nos que que a união não era aquele que foi iniciado no tempo, e que pode ser, portanto, uma mera união de sentimento, ou um compacto, como que entre quaisquer outros seres, mas foi um que existia na eternidade, e que era, portanto, uma união de natureza ou essência.

 

Versículo 3

Todas as coisas - do universo. A expressão não pode ser limitada a qualquer parte do universo. Ele apropriadamente expressa tudo o que existe - todos os massas de milhões de mundos materiais, e todos os animais e coisas, grandes ou pequenas, que compõem esses mundos. Ver Apocalipse 4:11; Hebreus 1: 2; Colossenses 1:16.

 

Foram feitas - A palavra original é do verbo "ser", e significa "eram" por ele; mas expressa a idéia da criação aqui. Ele não altera o sentido se diz-se "<eram" por ele ", ou" foram <criado 'por ele. "A palavra é muitas vezes usado no sentido de" criar ", ou formando do nada. Ver Tiago 3: 9; e Gênesis 2: 4; Isaías 48: 7; na Septuaginta.

 

Por ele - Neste lugar se afirma que "a criação" foi efectuada por "a Palavra", ou o Filho de Deus. Em Gênesis 1: 1, diz-se que o Ser que criou os céus ea terra era Deus. No Salmo 102: 25-28, esta obra é atribuída ao Senhor. A "Palavra", ou o Filho de Deus, é, portanto, apropriadamente chamado de "Deus". O trabalho de "criação" é uniformemente atribuída nas Escrituras para a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Ver Colossenses 1:16; Hebreus 1: 2, Hebreus 1:10. Quer com isto dizer, evidentemente, que ele era o agente, ou a causa eficiente, pelo qual o universo foi feito. Não há maior prova da onipotência do que a obra da criação; e, portanto, Deus muitas vezes apela para que o trabalho para provar que ele é o verdadeiro Deus, em oposição aos ídolos. Ver Isaías 40: 18-28; Jeremias 10: 3-16; Salmo 24: 2; Salmo 39:11; Provérbios 03:19. É absurdo dizer que Deus pode investir uma criatura com onipotência. Se Ele pode fazer uma criatura onipotente, Ele pode fazê-lo onisciente, e pode, da mesma forma fazê-lo onipresente e infinitamente sábio e bom; isto é, Ele pode investir uma criatura com todos os Seus próprios atributos, ou fazer um outro ser como ele, ou, o que é a mesma coisa, não poderia haver dois deuses, ou como muitos deuses como Ele deve escolher para fazer. Mas isso é um absurdo! O Ser, portanto, que "criou" todas as coisas devem ser divino; e, uma vez que este trabalho é atribuída a Jesus Cristo, e como é uniformemente nas Escrituras declarado ser a obra de Deus, Jesus Cristo é, portanto, igual ao Pai.

 

Sem ele - Sem sua agência; seu conhecimento; o esforço de seu poder. Compare Mateus 10:29. Esta é uma maneira forte de falar, projetado para confirmar, além da possibilidade de dúvida, o que ele acabara de dizer. Ele diz, por isso, em geral, que todas as coisas foram feitas por Cristo. Nesta parte do versículo ele exclui a todas as dúvidas, e afirma que não havia "nenhuma exceção," que não havia uma única coisa, no entanto minuto ou sem importância, o que não foi feito por ele. Desta forma, ele confirma o que disse no primeiro verso. Cristo não foi meramente chamado de Deus, mas ele fez as obras de Deus, e, portanto, o nome é usado em seu sentido próprio como implicando divindade suprema. Para este mesmo teste próprio Jesus apelou para provar que ele era divino. João 10:37: "Se eu não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis." João 5:17, "Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho."

 

Versículo 4

Nele estava a vida - O evangelista tinha acabado afirmou João 5: 3 que pelo λόγος Logosor "Palavra" o mundo foi criado originalmente. Uma parte da criação que consistia "em respiração em homem o sopro da vida," Gênesis 2: 7. Deus é declarado ser "vida", ou a "viver" Deus, porque ele é a fonte ou fonte de vida. Esse atributo é aqui atribuída a Jesus Cristo. Ele não apenas fez os mundos materiais, mas ele também deu Ele foi o agente pelo qual o mundo vegetal tornou-se animado "vida".; pelo qual viver brutos; e pelo qual o homem foi feito alma vivente, ou era dotado de imortalidade. Esta foi uma prova "mais alto" que o "Verbo era Deus", que a criação de mundos materiais; mas há outro sentido em que ele era o "nova criação", ou a renovação do homem e sua restauração de um estado de pecado, é muitas vezes comparada com a "vida". "primeira criação", e como o λόγος Logoswas a fonte da "vida", em seguida, por isso, num sentido semelhante, mas maior, ele é a fonte da "vida" à alma morta em delitos e pecados, Efésios 2: 1. E é provavelmente em referência a isso que ele é tão frequentemente chamado de "vida" nos escritos de John. "Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim também deu ao Filho ter a vida em si mesmo," João 5:26; "Ele dá vida ao mundo" João 6:33; "Eu sou a ressurreição ea vida", João 11:25; "Este é o verdadeiro Deus ea vida eterna," João 5:20. Veja também 1 João 1: 1-2; 1 João 5:11; Atos 3:15; Colossenses 3: 4. O significado é: que ele é a fonte ou a fonte tanto da vida natural e espiritual. Claro que ele tem os atributos de Deus.

 

A vida era a luz dos homens - "Luz" é aquele pelo qual vemos objetos distintamente. A luz do sol nos permite discernir a forma, a distância, a magnitude, ea relação de objetos, e impede que as perplexidades e perigos que resultam de um estado de escuridão. A luz é em todas as línguas, portanto, colocar para "conhecimento" - para o que nos permite discernir o nosso dever, e que nos salva dos males da ignorância e do erro. "Tudo o que se manifesta é luz", Efésios 5:13. Ver Isaías 8:20; Isaías 9: 2. O Messias foi previsto como a "luz" do mundo, Isaías 9: 2, em comparação com Mateus 4: 15-16; Isaías 60: 1. Veja João 8:12; "Eu sou a luz do mundo;" João 12: 35-36, João 12:46; "Eu vim para uma luz para o mundo." O significado é que a λόγος Logosor Palavra de Deus é o "instrutor ou professor" da humanidade. Isso foi feito antes de sua advento por sua agência direta em dar ao homem a razão ou compreensão, e em dar a sua lei, para a "lei por ordenação dos anjos

 

Versículo 5

A luz resplandece nas trevas - Darkness, na Bíblia, comumente denota ignorância, culpa ou miséria. Veja Isaías 9: 1-2; Mateus 04:16; Atos 26:18; Efésios 5: 8, Efésios 5:11; Romanos 13:12. Refere-se aqui a um povo ímpios e ignorantes. Quando se diz que "a luz resplandece nas trevas," entende-se que o Senhor Jesus veio para ensinar um mundo ignorante, ignorante, e perverso. Este tem sido sempre o caso. Foi então quando ele enviou seus profetas; por isso durante seu ministério; e assim em cada era desde então. Seus esforços para esclarecer e salvar os homens têm sido como luz lutando para penetrar, uma densa nuvem de espessura; e apesar de alguns raios podem perfurar a escuridão, mas a grande massa ainda é uma sombra impenetrável.

 

Não a compreenderam - Esta palavra significa "admitiu" não, ou "recebido" não. A palavra "compreender", com a gente, significa "compreender." Este não é o significado do original. As trevas não a "receber" ou "admitir" os raios de luz; as sombras eram tão grossos que a luz não podia penetrar neles; ou, para soltar a figura, os homens eram tão ignorante, tão culpado, tão perverso, que eles não apreciam o valor de suas instruções; desprezaram e rejeitaram. E por isso ainda é. A grande massa de homens, afundado em pecado, não receberá os seus ensinamentos, e ser iluminado e salvo por ele. O pecado sempre cega a mente para a beleza ea excelência do caráter do Senhor Jesus. Ele indisposes a mente para receber suas instruções, tal como "escuridão" não tem afinidade para "light", e se o que existe, o outro deve ser deslocado.

 

Versículo 6

Um homem enviado por Deus - Ver João 20:31. Para fazer isso, era bom, no início, para provar que "John" não era o Messias; e isso poderia ter sido na época um importante objeto. John feito muitos discípulos, Mateus 3: 5. Muitas pessoas supunham que ele seja o Messias, Lucas 3:15; João 1:19. "Muitos desses discípulos de João permaneceram" em Éfeso ", o mesmo lugar onde John é suposto ter escrito este evangelho, muito depois da ascensão de Jesus," Atos 19: 1-3. Não é improvável que poderia ter havido muitos outros que aderiram ao John, e talvez muitos que pensavam que ele era o Messias. Por essas contas que era importante para o evangelista para mostrar que John "não era o Cristo," e para mostrar, também, que ele, que foi amplamente admitido para ser um profeta, foi um importante "testemunho" para provar que Jesus de Nazaré era o Cristo. O evangelista nos primeiros quatro versos afirmou que "a Palavra" era divino; ele agora passa a indicar a prova de que ele era um "homem", e era o Messias. A primeira prova apresentada é o testemunho de João Batista.

 

Versículo 7-8

Para uma testemunha - Para dar testemunho. Ele veio para preparar as mentes das pessoas para recebê-lo João 1:31.

 

Da Luz - Isto é, do Messias. Compare Isaías 60: 1.

 

Que todos os homens ... - Era o objeto do testemunho de John que todas as pessoas possam acreditar. Ele projetado para prepará-los para isso; para anunciar que o Messias estava para vir, para dirigir a mente dos homens para ele, e, portanto, para prepará-los a acreditar nele quando ele veio. Assim, ele batizou-os, dizendo: "Que eles devem acreditar nele que deve vir depois dele" Atos 19: 4, e, assim, ele produziu uma expectativa muito geral que o Messias estava para vir. O testemunho de João foi especialmente valioso nos seguintes contas:

 

1.It foi feita quando ele não tinha conhecimento pessoal com Jesus de Nazaré e, claro, não poderia ter havido nenhuma conivência ou acordo para enganá-los, John 01:31.

 

2.It foi suficientemente longo antes de ele vir para excitar a atenção geral, e fixar a mente sobre ela.

 

3.It era a de um homem reconhecido por todos como um profeta de Deus - "para todos os homens, realizada John para ser um profeta", Mateus 21:26.

 

4.It era "para o propósito expresso" de declarar de antemão que ele estava prestes a aparecer.

 

5.It era "desinteressada".

 

Ele próprio era extremamente popular. Muitos estavam dispostos a recebê-lo como o Messias. Ele era, evidentemente, em seu "poder" para formar uma grande festa, e para ser considerado amplamente como o Cristo. Esta foi a maior honra a que um judeu podia aspirar; e mostra o valor do testemunho de João, que estava disposto a entregar todas as suas honras aos pés de Jesus, e de reconhecer que ele era indigno de executar para ele no escritório do servo mais humilde, Mateus 3:11.

 

Através dele - através de John, ou por meio de seu testemunho.

 

Não era a luz - não era ". O Messias" Esta é uma declaração explícita concebido para satisfazer os discípulos de João. A evidência de que ele não era o Messias afirma nos seguintes versos.

 

A partir da conduta de John aqui podemos aprender,

 

1.O direito de colocar todas as nossas homenagens aos pés de Jesus.

 

2.As João veio para que todos cressem, por isso, não é menos verdade do ministério do próprio Jesus. Ele veio para um propósito semelhante, e todos nós pode, portanto, confiar nele para a salvação.

 

3.We não deve confiar demais em ministros do evangelho. Eles não podem nos salvar mais do que John pudesse; e seu ofício, como era dele, é simplesmente direcionar as pessoas "para o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo."

 

O versículo 9

Essa era a verdadeira Luz - Não é John, mas o Messias. Ele não era um falso guia incerto, perigoso, mas era um que era verdadeiro, real, firme e digna de confiança. Uma luz falsa é aquela que leva a perigo ou erro, como um falso farol na costa do oceano pode levar navios para areias movediças ou rochas; ou um "ignis fatuus" para mangues, e precipícios, e morte. A verdadeira luz é aquele que não nos enganar, como o verdadeiro farol pode guiar-nos à porta ou nos avisar do perigo. Cristo não desviar. Todos os falsos professores fazem.

 

Que ilumina - que ilumina. Ele remove a escuridão, o erro, a ignorância, a partir da mente.

 

Todo homem - Esta é uma expressão que denota, em geral, toda a raça humana - judeus e gentios. João pregava aos judeus. Jesus veio "para ser uma luz para iluminar as nações", bem como para ser a "glória do povo de Israel," Lucas 2:32.

 

Que vem ao mundo - A frase no original é ambíguo. A palavra traduzida "que vem" pode se referir à "luz", ou para a palavra "homem"; de modo que possa significar tanto "este

 

  1. Que o Messias é freqüentemente mencionado como aquele que vem ao mundo. Veja João 6:14; João 18:37.

 

  1. Ele é muitas vezes distinguido como João 3:19 "a luz que vem ao mundo."; "A condenação é esta: Que a luz veio ao mundo." João 12:46; "Eu sou a luz, vim ao mundo."

 

Cristo pode ser dito para fazer o que é realizado por seu comando ou compromisso. Esta passagem significa, portanto, que pelo seu próprio ministério pessoal, e pelo seu Espírito e apóstolos, a luz ou o ensino é oferecida a todos. Isso não significa que cada indivíduo da família humana é iluminado com o conhecimento "do evangelho", por isso nunca tenha ainda sido; mas isso significa:

 

  1. Que esta luz não se limita aos "judeus", mas é alargada a todos - judeus e gentios.

 

  1. Que ele é fornecido para todos e oferecido a todos.

 

3.It não é afirmado que no momento em que João escreveu tudo "eram realmente iluminado", mas a palavra "alumia" tem a forma de o "futuro". "Este é que a luz tanto tempo esperado e previsível, que, como o resultado de sua vinda ao mundo, acabará por esclarecer todas as nações. "

 

Verso 10

Ele estava no mundo - Refere-se, provavelmente, não para a sua pré-existência, mas ao fato de que ele se tornou encarnado; que ele habitou entre os seres humanos.

 

E o mundo foi feito por ele - Esta é uma repetição do que é dito em João 1: 3. Não só os "homens", mas todas as coisas materiais, foram feitas por ele. Estes fatos são mencionados aqui para fazer o que é dito imediatamente após mais marcante, a saber, que os homens não o receberam. As provas que ele decorados que deveriam recebê-lo foram:

 

1.Those dada enquanto ele estava "no mundo" - os milagres que ele realizou e suas instruções; e,

 

2.O fato de que "o mundo foi feito por ele." Foi notável que o mundo não o conheceu ou aprovar o seu próprio Criador.

 

O mundo não o conheceu - A palavra "sabia" às vezes é usado no sentido de "aprovar" ou "amar", Salmo 1: 6; Mateus 7:23. Neste sentido, pode ser usada aqui. O mundo não ama ou aprova-lo, mas rejeitou-lo e colocá-lo à morte. Ou pode significar que eles não entender ou saber que ele era o Messias; para os judeus tinham conhecido e acreditava que ele era o Messias, eles não teriam colocá-lo à morte, 1 Coríntios 2: 8; "Se eles tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória." No entanto, eles poderiam ter conhecido, e, portanto, eles não eram os menos culpados.

 

Verso 11

Veio para o seu próprio - Seu próprio "terra" ou Era chamado de sua terra, porque era o lugar de seu nascimento, e também porque foi a terra escolhida, onde Deus o prazer de habitar e de manifestar a favor "do país.". Veja Isaías 5: 1-7. Ao longo dessa terra as leis de Deus havia sido prorrogada e que a terra tinha sido considerado como especialmente dele, Salmo 147: 19-20.

 

Seu próprio - ". Povo" Suas próprias Há uma distinção aqui nas palavras originais que não é preservada na tradução. Pode ser assim expressa: "Ele veio para a sua terra, e seu próprio povo não o receberam." Eles eram o seu povo, porque Deus os havia escolhido para ser seu acima de todas as outras nações; tinha dado a eles as suas leis; e tinha signally protegidos e os favoreceu, Deuteronômio 7: 6; Deuteronômio 14: 2.

 

Não o receberam - não reconhecer que ele é o Messias. Rejeitaram-lo e colocá-lo à morte, agradavelmente com a profecia, Isaías 53: 3-4. A partir disso, aprender,

 

  1. Que é razoável esperar que aqueles que foram especialmente favorecidos devem acolher a mensagem de Deus. Deus tinha o direito de esperar, depois de tudo o que tinha sido feito para os judeus, que eles iriam receber a mensagem da vida eterna. Então, ele tem o direito de esperar que devemos abraçá-lo e ser salvo.

 

2.Yet, não é a abundância de misericórdias que inclinam os homens a buscar a Deus. Os judeus haviam sido signally favorecido, mas eles rejeitaram. Assim, muitos em terras cristãs vivem e morrem rejeitando o Senhor Jesus.

 

3.People são iguais em todas as épocas. Todos os rejeitaria o Salvador, se deixados a si mesmos. Todas as pessoas são, por natureza, perverso. Não há mais certo e universal prova disso do que a rejeição universal do Senhor Jesus.

 

Verso 12

A todos quantos o receberam - A grande massa; as pessoas; os escribas e fariseus rejeitaram. A poucos em sua vida recebeu-o, e muitos mais após sua morte. "Para recebê-lo", aqui, significa "crer" nele. Isto é expresso no final do verso.

 

Ele deu poder - Este é mais apropriadamente proferida na margem da palavra "direita" ou Compare Atos 1 "privilégio".: 7; Atos 5: 4; Romanos 9:21; 1 Coríntios 07:37; 1 Coríntios 8: 9; 1 Coríntios 9: 4-5.

 

Filhos de Deus - Filhos de Deus por adoção. Veja as notas em Mateus 1: 1. Os cristãos são chamados filhos de Deus:

 

1.Because eles são "adotados" por Ele, 1 João 3: 1.

 

2.Porque eles são "semelhantes a Ele;" eles se assemelham a Ele e tem o espírito.

 

  1. Eles estão unidos ao Senhor Jesus, o Filho de Deus, são consideradas por ele como seus irmãos Mateus 25:40, e, portanto, são considerados como os filhos do Altíssimo.

 

Em seu nome - Esta é outra maneira de dizer que crer em O "nome" de uma pessoa é muitas vezes colocado para a própria pessoa, João 2:23; "ele". João 3:18; 1 João 5:13. A partir desse versículo aprendemos:

 

  1. Que para ser um filho de Deus é um privilégio - muito mais do que ser a criança de qualquer ser humano, embora no mais alto grau rico, ou aprendido, ou honrados. Os cristãos são, portanto, mais honrado do que quaisquer outras pessoas.

 

2.God lhes deu esse privilégio. Não é por suas próprias obras ou desertos; é porque Deus escolheu para transmitir esta bênção para eles, Efésios 2: 8; João 15:16.

 

3.O favor é dado apenas para aqueles que acreditam nele. Todos os outros são os filhos do maligno, e ninguém que não tem "confiança em Deus" pode ser considerado como seu filho. Nenhum pai iria reconhecer um para o seu filho, ou aprovar dele, que não tinha confiança nele, que duvidou ou negou tudo o que ele disse, e que desprezava seu caráter. No entanto, o pecador faz isso constantemente em direção a Deus, e ele não pode, portanto, ser chamado de seu Filho.

 

O versículo 13

Os quais não nasceram - Isso sem dúvida refere-se ao "novo nascimento", ou para a grande mudança em mente chamado de regeneração ou conversão do pecador. Isso significa que eles não se tornaram os filhos de Deus em virtude de seu nascimento natural, ou porque eles eram os filhos de "judeus", ou porque eles eram descendentes de pais piedosos. O termo "nascer" é muitas vezes utilizada para designar essa mudança. Compare João 3: 3-8; 1 João 2:29. Ele ilustra de forma clara e lindamente esta grande mudança. O nascimento natural introduz-nos a vida. O novo nascimento é o início da vida espiritual. Antes, o pecador é "morto" em pecados Efésios 2: 1; agora ele começa realmente a viver. E como o nascimento natural é o início da vida, de modo a ser nascido de Deus é para ser apresentado a vida real, à luz, à felicidade e ao favor de Deus. O termo expressa ao mesmo tempo a "grandeza" ea "natureza" da mudança.

 

Não de sangue - A palavra grega é plural; ". homem" - não da "sangues", isto é, não de Compare Mateus 27: 4. Os judeus se orgulhavam de serem os descendentes de Abraão, Mateus 3: 9. Eles pensaram que era prova do favor de Deus para ser descendente de tal ascendência ilustre. Nesta passagem, essa noção seja corrigido. Não é porque os homens são descendentes de uma linhagem ilustre ou piedosa que eles têm o direito de o favor de Deus; ou talvez o significado pode ser, não porque não é uma união de linhas ilustres de ascendência ou "sangues" neles. A lei do reino de Cristo é diferente do que os judeus deveriam. Comparar 1 Pedro 1:23. Era preciso "nascer de Deus" por regeneração. Possivelmente, no entanto, isso pode significar que eles não se tornaram filhos de Deus pelo rito sangrento de "circuncisão", como muitos dos judeus supostamente eles fizeram. Este é agradável para a declaração de Paulo em Romanos 2: 28-29.

 

d nem da vontade da carne - Não é por geração natural.

 

Nem da vontade do homem - Isto pode referir-se, talvez, com a vontade do homem em adotar uma criança, como os antigos frases fazer para o nascimento natural; eo projeto de usar essas três frases pode ter sido para dizer que eles se tornaram filhos de Deus nem em virtude de sua descendência de pais ilustres, como Abraão, nem por seu nascimento natural, nem por ser "adotado" por um homem piedoso. Nenhuma das maneiras pelas quais nos tornamos direito aos privilégios de "crianças" entre as pessoas podem nos dar um título a ser chamados filhos de Deus. Não é pelo poder humano ou agência que os homens se tornarem filhos do Altíssimo.

 

Mas de Deus - Ou seja, Deus produz a mudança, e confere o privilégio de ser cawed seus filhos. O coração é alterada pelo seu poder. Nenhum esforço sem ajuda do homem, não há obras de nossa, pode produzir essa mudança. Ao mesmo tempo, é verdade que nenhum homem é renovada que não se "desejo" e "vontade" de ser um crente faz; para o efeito da mudança está em sua "vontade" Salmo 110: 3, e ninguém é alterada que não se esforça por entrar pela porta estreita, Philemon 2:12. Este versículo importante, portanto, nos ensina:

 

1.que se os homens são salvos devem nascer de novo.

 

  1. Que sua salvação não é o resultado de seu nascimento, ou de qualquer parentesco honrosa ou piedosa.

 

  1. Que os filhos de ricos e nobres, bem como dos pobres, deve ser nascido de Deus se eles serão salvos.

 

  1. Que os filhos de pais piedosos deve nascer de novo; ou eles não podem ser salvos. Nada vai para o céu, simplesmente porque seus "pais" são cristãos.

 

  1. Que este trabalho é a obra de Deus, e "nenhum homem" pode fazê-lo por nós.

 

6.that devemos abandonar tudo dependência humana, a leste off toda a confiança na carne, e ir imediatamente ao trono da graça, e rogo a Deus para nos adotar em sua família e salvar as nossas almas da morte.

 

 

 

 

        LIÇÃO 1 – UM ANJO VISITA MARIA SUBSIDIO 

 

Ao Mestre

 

Nesse trimestre podemos aprender muito com a maneira como Jesus ensinava. A vida de Jesus seguia o modelo das suas palavras: Ele fazia o que pregava, ao contrário dos escribas e fariseus, que eram cheios de palavras finas, mas cujas ações não correspondiam a elas (Mt 23.1-4). Como ele falava as palavras que o Pai lhe havia dado, falava com autoridade absoluta, transmitindo a verdade de Deus a todos os que o ouviam. 

As palavras de Jesus eram vida e davam vida àqueles ao seu redor, e esse é o tema que abordaremos durante este trimestre, sua vida. Frequentemente os que o ouviam se surpreendiam com os seus ensinamentos e lhe faziam perguntas. Jesus também variava o estilo dos seus ensinamentos para adequá-los ao contexto. Ele tinha um dom para se comunicar com as pessoas comuns através de histórias.

Objetivo

 

Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno possa compreender que Jesus nasceu no tempo certo e de forma sobrenatural, pois para Deus não há impossível. 

 

Memorizando 

“Pois nada é impossível para Deus.” (Lc 1.37 – ARC). 

Texto bíblico em estudo: Lc. 1.26-38. 

Explorando a Bíblia

 

Um dia Maria estava trabalhando na sua casa. Havia muita coisa para fazer! Tinha que limpar o chão, tirar o pó das móveis, lavar roupa, fazer a comida… Quantos afazeres!

 

Mas Maria não se importava de trabalhar! Ela cantava louvores enquanto trabalhava. Ela era jovem e amava muito a Deus e gostava de ajudar a sua família porque sabia que isso agradava a Deus. Ela também esperava a promessa de Deus, o nascimento do Messias! Maria cria que Deus cumpriria a sua Palavra mas não sabia quando isso aconteceria.

 

De repente, Maria percebeu que não estava mais sozinha! Havia diante dela uma pessoa estranha, vestida de branco, brilhava como uma luz! Era um anjo! Ele se chamava Gabriel. Deus o enviara com um anuncio muito especial! 

_ Que a paz esteja com você, Maria! Você é muito abençoada. O Senhor está com você. 

Maria sabia que esse não era um cumprimento comum! Não entendia porque o anjo a saudava dessa maneira. Ela estava muito assustada! 

_ Não tenha medo, Maria! Deus está contente com você. Você ficará grávida, dará à luz um filho e porá nele o nome de Jesus. Ele será um grande homem e será chamado de Filho do Deus Altíssimo. Deus, o Senhor, vai fazê-lo rei, como foi o antepassado dele, o rei Davi. Ele será para sempre rei dos descendentes de Jacó, e o Reino dele nunca se acabará. 

_ Mas é impossível! Como acontecerá isso se eu não sou casada? - perguntou Maria assustada 

_ Para Deus não há nada impossível! - respondeu o anjo.

Maria respondeu prontamente: 

_ Eu sou uma serva de Deus; que aconteça comigo o que o senhor acabou de me dizer! 

E o anjo foi embora. 

Com muita alegria Maria e José continuaram com os seus planos do casamento. Agora Maria tinha outro motivo para cantar enquanto trabalhava. Ela se sentia muito feliz por poder servir ao Senhor e por ser escolhida por Ele. 

_ Obrigada por cumprir as tuas promessas Senhor!

 

Aplicação da Lição

 

Enfatize aos pequenos que quando uma pessoa promete algo para nós dizemos que é uma PROMESSA. É importante que entendamos que o nascimento de Jesus era o cumprimento de uma promessa feita por Deus há muito tempo atrás, lá no Jardim do Éden. Deus sempre cumpre suas promessas.

fonte portalebd ipiranga

fonte www.avivamentonosul21.comunidades.net