Translate this Page

Rating: 3.0/5 (867 votos)



ONLINE
3




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

Charles Spurgeon comentario biblico de Salmos N.6
Charles Spurgeon comentario biblico de Salmos N.6

                     Tesouro de Davi  Salmos 6 

                                  versículos 1-10

. TÍTULO Este Salmo é comumente conhecido como o primeiro da PENITENCIAL Salmos, (os outros seis são Sl 32: 1-11 38: 1-22 51: 1-19 102: 1-7 Sl 130: 1-8 143: 1 -12) e, certamente, a sua bem a língua torna-se o lábio de um penitente, pois expressa de uma só vez a tristeza, ( Salmos 6: 3 ; Salmos 6: 6-7 ), a humilhação ( Salmos 6: 2 ; Salmos 6: 4 ) e o ódio ao pecado ( Salmos 6: 8 ), que são as marcas infalíveis do espírito contrito quando ele se volta para Deus. O Espírito Santo, gerar em nós o verdadeiro arrependimento, que não necessitasse se arrepende. O título deste salmo é "Para o músico-mor em Neginoth sobre Seminite ( 1 Crônicas 15:21 ), Salmo de Davi", isto é, para o chefe músico com instrumentos de cordas, ao oitavo, provavelmente, a oitava. Alguns pensam que se refere à chave de baixo ou tenor, que certamente seria bem adaptado a essa ode fúnebre. Mas nós não somos capazes de compreender estes termos musicais antigos, e até mesmo o termo "Selah", ainda permanece sem tradução. Isso, no entanto, deve haver dificuldade no nosso caminho. Nós provavelmente perder, mas muito pouco a nossa ignorância, e pode servir para confirmar a nossa fé. É uma prova da alta antiguidade dessas Salmos que eles contêm palavras, o significado do que é perdido, mesmo para os melhores estudiosos da língua hebraica. Certamente estes são apenas incidental (acidental Eu quase poderia dizer, se eu não acreditava neles a ser projetado por Deus), provas de sua existência, o que eles professam ser, os antigos escritos de Rei David de tempos antigos.

 

DIVISÃO. Você vai observar que o Salmo é facilmente dividido em duas partes. Primeiro, há o fundamento do salmista em sua grande angústia, atingindo desde o primeiro até o final do sétimo verso. Então você tem, a partir do oitavo até o fim, bastante um tema diferente. O salmista mudou sua nota. Ele deixa o tom menor, e entrega-se a sublime estirpes. Ele sintoniza sua nota à alta chave de confiança, e declara que Deus ouviu sua oração, e fez-lhe livrou de todas as suas angústias.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 1. Tendo lido através da primeira divisão, a fim de vê-lo como um todo, vamos agora olhar para ele verso por verso.

 

Ó Senhor, não me repreendas na tua ira. O salmista é muito consciente de que ele merece ser repreendido, e ele se sente, além disso, que a repreensão de uma forma ou outra tem que vir com ele, se não fosse por condenação, mas por convicção e santificação. "O milho é limpo com vento, e a alma com castigos." Seria loucura para orar contra a mão de ouro que nos enriquece por seus golpes. Ele não pede que a censura pode ser totalmente retirado, pois ele pode, assim, perder uma bênção disfarçada; mas, "Senhor, não me repreendas na tua ira. " Se tu me remindest do meu pecado, é bom; mas, oh, me lembre de não fazer parte dele como um irritam contra mim, para que o coração de teu servo deve afundar em desespero. Assim diz Jeremias: "Ó Senhor, me corrijam, mas com medida, não na tua ira, para que não me reduzas a nada." Eu sei que deve ser castigado, e embora eu encolher a partir da vareta ainda posso sentir que será para meu benefício; mas, oh, meu Deus, castiga-me não no teu furor, para que a haste se tornar uma espada, e para que não nos ferir, também tu devias matar. Então podemos rezar para que os castigos do nosso Deus gracioso, se eles não podem ser totalmente removido, pode pelo menos ser adoçados através da consciência que eles são "não com raiva, mas em seu querido amor da aliança."

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Salmo todo. Davi era um homem que foi muitas vezes exercido com doença e problemas de inimigos, e em todas as instâncias quase que encontramos com nos Salmos destas suas aflições, podemos observar as ocasiões exteriores de problemas levou-o sob a suspeita da ira de Deus e sua própria iniqüidade; de forma que ele raramente era doente, ou perseguidos, mas este pediu que a inquietação de consciência, e trouxe seu pecado à memória; como neste Salmo, que foi feita por ocasião da sua doença, como resulta do versículo oito, onde ele expresseth a aflição de sua alma sob a apreensão da ira de Deus; todas as suas outras dores que correm para este canal, como riachos, perdendo-se em um grande rio, alterar seu nome e natureza. O que no início era apenas preocupado por sua doença, está agora inteiramente preocupados com tristeza e inteligente sob o medo e perigo da condição de sua alma; o como se pode ver em Salmos 38: 1-22 , e muitos lugares mais. Richard Gilpin, 1677.

 

Ver. 1. não me repreendas. Deus tem dois meios pelos quais ele reduceth seus filhos à obediência; sua palavra, pelo qual ele repreende; e a sua vara, pelo qual ele castiga-los. A palavra precede, admoestando-os por seus servos que ele enviou em todas as idades para chamar os pecadores ao arrependimento: do que o próprio Davi diz: "Deixe a repreensão justa mim"; e como o pai a primeira repreender seu filho desordenada, assim o faz o Senhor falar com eles. Mas quando os homens negligenciar as advertências de sua palavra, então Deus como um bom Pai, leva-se a vara e bate-los. Nosso Salvador despertado os três discípulos no jardim três vezes, mas vendo que não servia, disse-lhes que Judas e sua banda estavam vindo para despertá-los a quem a sua própria voz não conseguia acordar. A. Symson, 1638.

 

Ver. 1. Jeová, não me repreendas na tua ira, etc. Ele não completamente recusar punição, para que seria razoável; e ficar sem ele, ele julgou seria mais prejudicial do que benéfico para ele; mas o que ele tem medo de é a ira de Deus, que ameaça os pecadores com ruína e na perdição. Para a raiva e indignação David tacitamente se opõe castigo paterno e gentil, e esta última ele estava disposto a suportar. John Calvin, 1509-1564.

 

Ver. 1. Ó Senhor, não me repreendas na tua ira.

 

A ira do Senhor? Oh, pensamento terrível! Como pode uma criatura frágil como o homem suportar a tempestade da sua ira? Ah, para onde fugir para 'scape a punição que merece bem? Fugir para a cruz! a grande expiação não irá proteger o pecador, se ele suplicar perdão com arrependimento verdadeiro e profundo, e fé que perguntas não. Em seguida, será a carranca de raiva passar de sobre a face de Deus, Como uma nuvem tempestade preta que esconde o sol.

 

Anon.

 

Ver. 1. Senhor, não me repreendas na tua ira, etc .; isto é, não coloca em cima de mim que tu ameaçado na tua lei; onde a raiva não é colocado para o decreto nem a execução, mas para o denunciante. Então, ( Mateus 3:11 , e assim por Oséias 11: 9 ), "Eu não executarei o furor da minha ira", isto é, não vou executar meu furor como já declarou ele. Novamente, é dito, ele executa punição sobre os ímpios; ele declara que não só, mas executou-lo, de modo a raiva é colocado para a execução de raiva. Richard da, 1641.

 

Ver. 1. Nem me castigues no teu furor.

 

O manter-se a vida e paz interior, Se eu deve sentir a tua vara castigo! No entanto, não me matar, mas matar o meu pecado, e deixe-me saber tu és o meu Deus. O daria minha alma alguma antecipação doce do que o que vou logo ver! Deixe-fé e amor grito para o último, "Vem, Senhor, eu confio em mim contigo!"

 

Richard Baxter, 1615-1691.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 1. Um sermão de almas aflitas.

 

  1. Relações duplas de Deus. (1) Repreensão, por um sermão dizendo, um juízo sobre o outro, uma ligeira julgamento em nossa própria pessoa, ou uma advertência solene em nossa consciência pelo Espírito. (2) Purificação. Isto segue o outro quando o primeiro é desconsiderada. Dor, perda, luto, melancolia, e de outros ensaios.

 

  1. Os males que eles sejam mais temida, raiva e furor.

 

  1. Os meios para evitar esses males. Humilhação, confissão, alteração, fé no Senhor, etc.

 

Ver. 1. maior pavor do crente, a ira de Deus. O que este fato revela no coração? Por que é tão? O que remove o medo?

 

Trabalha sobre o salmo SEXTA

 

A Exposição piedosa e fecundo na Sixt Psalme, o primeiro dos Penitenciais; em um Septenarie sagrada; ou, uma exposição piedosa e fecundo na Sete Psalmes do Arrependimento. por MR. ARCHIBALD SYMSON, Pastor tardia da Igreja em Dalkeeth na Escócia. 1638.

 

Sermones no Penetential Salmos, em "Os trabalhos de John Donne, DD, Dean de São Paulo", 1621 - 1631. Editado por Henry Alford, MA Em seis volumes. 1839.

 

No verso 6. O doente do homem Couch; um sermão pregado antes do mais nobre príncipe Henry, como Greenwich, Marcos 12: 1-44 ., Ann. 1604. por Thomas PLAYFERE. & c., nos sermões do Playfere.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 2. Tem misericórdia de mim, ó Senhor; porque eu sou fraco. Embora eu merecem destruição, ainda que a tua misericórdia pena minha fragilidade. Este é o caminho certo para suplicar a Deus se iria prevalecer. Urge não a sua bondade ou a sua grandeza, mas defender o seu pecado e sua pequenez. Chorar, "sou fraco", pois, ó Senhor, dá-me força e esmagar-me que não. Enviar não produz a fúria de tua tempestade contra tão fraco de uma embarcação. Temperar o vento para o cordeiro tosquiado. Seja terno e lamentável a uma flor murcha pobres, e quebrá-lo não de seu caule. Certamente esta é a alegação de que um homem doente insto para mover a pena de seu companheiro se ele estivesse lutando com ele, "Deal gentilmente comigo,` porque eu sou fraco. "" Um sentido do pecado tinha tão estragado orgulho do Salmista, assim tirado sua força alardeada, que ele encontrou-se fraco para obedecer a lei, fraca pela tristeza que estava nele, muito fraco, talvez, para lançar mão da promessa. "Eu sou fraco." o original pode ser lido, "Eu sou aquele que inclina-se", ou seco como uma planta marcada. Ah! amado, nós sabemos o que isso significa, para nós, também, ter visto a nossa glória com detalhes, e nossa beleza como uma flor desbotada.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 2. Tem misericórdia de mim, ó Senhor. Para voar e escapar da ira de Deus, David vê nenhuma maneira no céu ou na terra, e, portanto, retira-se a Deus, mesmo ao que o ferido que ele poderia curá-lo. Ele não voa com Adam para o mato, nem com Saul à bruxa, nem com Jonas para Társis; mas ele apela a partir de uma raiva e apenas Deus a um Deus misericordioso, e de si mesmo para si mesmo. A mulher que foi condenada pelo rei Filipe, apelou da Philip estar bêbado para Philip estar sóbrio. Mas David apela de uma virtude, a justiça, a outra, a misericórdia. Pode haver denominação do tribunal do homem à justiça-sede de Deus; mas, quando fores indiciado perante a justiça-sede de Deus, para onde ou a quem queres ir, mas para si mesmo e sua propiciatório, que é o lugar mais alto e último da denominação? "Não tenho nenhum no céu senão a ti, nem na terra além de ti." ... David, sob o nome de misericórdia, includeth todas as coisas, de acordo com a de Jacob para seu irmão Esaú, "eu ter começado a misericórdia, e, portanto, tenho obtido todas as coisas." Desejas tu qualquer coisa nas mãos de Deus? Chorar por misericórdia, da qual fonte de todas as coisas boas irão surgir a ti. Archibald Symson.

 

Ver. 2. Porque eu sou fraco. Eis o que a retórica que ele se serve para mover a Deus para curá-lo, "eu sou fraco", um argumento levado de sua fraqueza, que na verdade era um argumento fraco para mover qualquer homem para mostrar seu favor, mas é um forte argumento para prevalecer com Deus. Se uma pessoa doente viria a um médico, e só lamentar a tristeza de sua doença, ele diria, Deus te ajudar; ou uma pessoa oprimida chegar a um advogado, e mostrar-lhe a propriedade de sua ação e pedir seu conselho, que é uma questão de ouro; ou para um comerciante que anseiam vestidos, ele quer ter dinheiro presente ou uma garantia; ou um favor cortesão, você deve ter sua recompensa pronto em sua mão. Mas vindo diante de Deus, o argumento mais convincente que você pode usar é a sua necessidade, a pobreza, lágrimas, sofrimento, indignidade, e confessando-os a si, deve ser uma porta aberta para fornecê-lo com todas as coisas que ele tem. . . . As lágrimas de nossa miséria são as setas forçadas para perfurar o coração do nosso Pai celestial, para nos entregar e piedade nosso caso difícil. Os mendigos leigos abrir suas feridas com a visão do mundo, que quanto mais eles podem mover os homens a pena deles. Por isso, vamos lamentar nossas misérias a Deus, que ele, com a samaritana lamentável, com a visão de nossas feridas, pode ajudar-nos em devido tempo. Archibald Symson.

 

Ver. 2. Cura-me, etc. David vem não tomar físico sobre libertinagem, mas porque a doença é violenta, porque os acidentes são veemente; tão veemente, tão violento, como que traspassou ossa anúncio, e animam anúncio: "Meus ossos estão abalados, e minha alma está tão perturbado, portanto, " cura-me, " que é a razão sobre a qual ele fundamentos desta segunda petição, " Cura-me, porque os meus ossos estão abalados ", etc. John Donne.

 

Ver. 2. Meus ossos estão perturbados. O Senhor pode fazer a parte mais forte e mais insensível do corpo de um homem sensato da sua ira quando ele agrada a tocá-lo, pois aqui ossos de Davi estão perturbados. David Dickson.

 

Ver. 2. O termo ossos ocorre freqüentemente nos Salmos, e se examinarmos vamos encontrá-lo usado em três sentidos diferentes. (1) Por vezes, é aplicada literalmente à nossa abençoada corpo humano do Senhor, para o corpo, que foi pendurado na cruz, como, "Eles furaram minhas mãos e os meus pés, eu contar todos os meus ossos" (2.) Tem por vezes, também mais uma referência ao seu corpo místico da igreja. E então ela denota todos os membros do corpo de Cristo que estão firmes na fé, que não pode ser movido por perseguições, ou tentações, porém graves, como, "Todos os meus ossos dirão: Senhor, quem é semelhante a ti?" (3) Em alguns trechos os ossos termo é aplicado para a alma, e não para o corpo, para o homem interior do cristão individual. Em seguida, ele implica a força ea fortaleza da alma, a coragem determinado que a fé em Deus dá aos justos. Este é o sentido em que ele é usado no segundo verso de Salmos 6: 1-10 , ó Senhor, me curar; porque os meus ossos estão perturbados. Agostinho, Ambrósio, e Crisóstomo; citado por FH Dunwell, BA, em "Palestras Paroquiais sobre os Salmos," 1855.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 2. O misericordiam argumentum ad.

 

Ver. 2. Em primeiro lugar uma frase € "cura divina.

 

(1) O que o precede, os meus ossos estão perturbados.

(2) Como é feito.

(3) O que sucede.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 3. O Senhor, cura-me; porque os meus ossos estão perturbados. Aqui, ele ora por cura, não apenas a mitigação dos males que ele sofreu, mas toda a sua remoção, e a cura das feridas que tinham surgido da mesma. Seus ossos foram "abalados", como o hebraico tem. Seu terror tornou-se tão grande que seus ossos sacudiu; não só fez sua aljava carne, mas os ossos, os sólidos pilares da casa de masculinidade, foram feitas a tremer. "Meus ossos estão abalados." Ah, quando a alma tem um sentido do pecado, é o suficiente para fazer os ossos estremecem; é o suficiente para fazer o cabelo de um homem de pé na final para ver as chamas do inferno em baixo dele, um Deus irado acima dele, e perigo e dúvida em torno dele. Bem, ele poderia dizer: "Meus ossos estão abalados." Para que, no entanto, devemos imaginar que era a doença meramente corporal â € "embora a doença do corpo pode ser o sinal exterior â €" o salmista continua a dizer,

 

A minha alma está também Vexed dolorido. Soul-problema é a própria alma da angústia. Não importa que os ossos estremecem se a alma ser firme, mas quando a própria alma também sofre muito este é agonia, de fato.

 

Mas tu, Senhor, até quando? Esta frase termina abruptamente, pois as palavras falharam, e pesar afogou o pouco conforto que amanheceu sobre ele. O salmista tinha ainda, no entanto, alguma esperança; mas que a esperança foi apenas em seu Deus. portanto, ele grita: "Ó Senhor, até quando?" A vinda de Cristo na alma em suas vestes sacerdotais de graça é a grande esperança da alma penitente; e, na verdade, de uma forma ou outra, a aparência de Cristo é, e sempre foi, a esperança dos santos.

 

exclamação favorita de Calvino era, "Domine usquequo" â € "Ó Senhor, até quando? Nem poderia suas dores mais agudas, durante uma vida de angústia, a força dele qualquer outra palavra. Certamente este é o clamor dos santos sob o altar: "Ó Senhor, até quando?" E este deve ser o clamor dos santos à espera das glórias milenares, "Por que os seus carros que tarda em vir; Senhor, até quando?" Aqueles de nós que passaram por convicção do pecado sabia o que era para contar nossas minutes horas, e as nossas horas anos, enquanto a misericórdia adiou sua vinda. Nós assistimos o amanhecer de graça, como eles os guardas pela manhã. Sinceramente que os nossos espíritos ansiosos perguntar: "Ó Senhor, até quando?"

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 3. A minha alma. Yokefellows em pecado são yokefellows na dor; a alma é punido por informar, o corpo para a realização, e como tanto o agitador-se do pecado informante e performer, a causa eo instrumento, deve assim eo executor dele ser punido. John Donne.

 

Ver. 3. O Senhor, até quando? Fora disto, temos três coisas para observar; em primeiro lugar, que não existe um tempo determinado, que Deus medido para as cruzes de todos os seus filhos, antes que o tempo não será entregue, e para o qual eles devem pacientemente participar, não pensando prescrever tempo a Deus para a sua entrega, ou o limite o Santo de Israel. Os israelitas permaneceu no Egito até que o número completo de quatrocentos e trinta anos foram realizadas. Joseph foi de três anos e mais na prisão até o tempo determinado de sua entrega veio. Os judeus permaneceram setenta anos na Babilônia. Para que, como o médico appointeth determinados momentos para o paciente, tanto na qual ele deve jejuar, e ser feito dieta, e em que ele deve tomar recreação, assim Deus conhece os horários convenientes, tanto da nossa humilhação e exaltação. Em seguida, consulte o impatiency de nossa natureza em nossas misérias, a nossa carne ainda se rebelando contra o Espírito, que muitas vezes se esquece-se, até agora, que entrará em raciocínio com Deus, e discutir com ele, como podemos ler em Jó, Jonas, etc., e aqui, também de Davi. Em terceiro lugar, ainda que o Senhor adiar sua vinda para aliviar seus santos, ainda tem ele grande causa se pudéssemos refletir sobre ela; para quando estávamos no calor de nossos pecados, muitas vezes ele chorou pela boca de seus profetas e servos, "Ó néscios, quanto tempo você vai continuar em sua loucura?" E nós não ouvir; e, portanto, quando estamos no calor das nossas dores, pensando por muito tempo, sim, todos os dias de um ano até que seja entregue, não admira é que se Deus não vai ouvir; vamos considerar com nós mesmos a apenas lidar de Deus com a gente; que, como ele chorou e nós não ouvir, então agora nós chorar, e ele não vai ouvir. A. Symson.

 

Ver. 3. O Senhor, até quando? Como os santos no céu têm seus usque quo, quanto tempo, Senhor, santo e verdadeiro, antes de tu começar a executar o julgamento? Assim, os santos na terra têm o seu usque quo. Até quando, Senhor, antes de te tirar a execução deste julgamento sobre nós? Pois, nossas orações depreciativos não são obrigatórias, não são diretório, eles não nomear Deus os seus caminhos, nem os tempos; mas como nossas orações postulatórias são, eles também são submetidos à vontade de Deus, e têm tudo neles esse ingrediente, essa erva da graça, que Cristo colocou em sua própria oração, que veruntamen, mas não a minha vontade, mas a tua será cumpridas; e eles têm esse ingrediente que Cristo colocou em nossas orações, voluntas fiat, a tua vontade, assim na terra como no céu; no céu não há como resistir a sua vontade; ainda no céu há uma solicitação, uma aceleração, uma aceleração do processo de julgamento, e a glória da ressurreição; de modo que nós não resistir suas correções aqui na Terra, podemos humildemente presente a Deus, o sentido que temos de seu descontentamento, para este sentido e apreensão de suas correções é uma das principais razões pelas quais ele envia-los; ele nos corrige, portanto, para que possamos ser sensata de suas correções; que quando nós, ser humilhado debaixo da sua mão, ter dito com seu profeta: "Eu vou suportar a ira do Senhor, porque tenho pecado contra ele" ( Miquéias 7: 9 ), ele pode ser o prazer de dizer que o seu anjo corrigir , como ele fez ao seu anjo destruidor, Este é o suficiente, e assim por queimar sua vara agora, como ele colocou sua espada então. John Donne.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 3. A impaciência de tristeza; sua pecados, malícia, e cura.

 

Ver. 3. Um tópico frutífera pode ser encontrada em considerar a questão, quanto tempo a Deus continue aflições para os justos?

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 4. Volta, ó Senhor; livra-me. Como a ausência de Deus foi a principal causa de sua miséria, por isso, seu retorno seria suficiente para o livrar do seu problema.

 

Salva-me por amor das tuas misericórdias. Ele sabe onde procurar, eo que o braço em lançar mão. Ele não toma posse da mão esquerda de Deus de justiça, mas na mão direita de misericórdia. Ele sabia que sua iniqüidade muito bem pensar de mérito, ou apelar para qualquer coisa, mas a graça de Deus.

 

Por causa das tuas misericórdias. O que um fundamento que é! Como prevalente é com Deus! Se nos voltarmos para a justiça, o que fundamento podemos pedir? mas se nos voltarmos para misericórdia nós ainda pode chorar, não obstante a grandeza de nossa culpa, "Salve-me por causa das tuas misericórdias."

 

Observar a freqüência com David aqui invoca o nome do Senhor, que é sempre a intenção em que a palavra Senhor é dada nas capitais. Cinco vezes em quatro versos que aqui se encontrar com ele. Esta não é uma prova de que o nome glorioso está cheio de consolo para o santo tentado? Eternidade, Infinito, imutabilidade, auto-existência, são tudo em nome do Senhor, e todos estão cheios de conforto.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 4. Volta, ó Senhor, livra-me, etc. Neste seu sitiante de Deus, ele traz à tona suas obras a partir de longe, mais perto; ele começa neste Salmo, em uma oração deprecatory; ele não pede nada, mas que Deus não faria nada, que ele iria deixar de Hima € " não me repreendas, corrigir-me que não. Agora, custa o rei menos para dar um perdão do que dar uma pensão, e menos para dar uma suspensão de para dar um perdão, e menos para coniventes, para não pôr em causa, do que qualquer indulto, indulto ou de pensão; de deixar não é muito. Mas, então, como o matemático disse, que ele poderia fazer um motor, um parafuso, que deve mover toda a estrutura do mundo, se ele pudesse ter um lugar atribuído a ele para corrigir esse motor, que parafuso, para que o para que ele possa trabalhar em cima o mundo; Assim, a oração, quando um pedido apoderou-se de Deus, trabalha em Deus, move-se a Deus, prevalece com Deus, inteiramente para todos. David, em seguida, tendo obtido este motivo, este fundamento em Deus, ele traz suas obras mais perto; ele vem do deprecatory a uma oração postulatórias; não só que Deus não faria nada contra ele, mas que ele iria fazer algo por ele. Deus sofreu homem, para ver Arcana imperii, os segredos do seu estado, como ele governa â € "ele governa pela precedente; por precedentes de seus predecessores, ele não pode, ele não tem nenhuma, por precedentes de outros deuses que ele não pode, não há nenhum; e ainda assim ele passa por precedentes, por seus próprios precedentes, ele faz o que ele fez antes, habenti dat, àquele que recebeu ele dá mais, e está disposta a ser forjado e prevaleceu em cima, e pressionou com seu próprio exemplo. E, como se o seu fazer o bem, mas eram para aprender a fazer o bem melhor, ainda que ele escreve depois de sua própria cópia e nulla morre linea seno. Ele escreve alguma coisa para nós, isto é, ele faz algo para nós todos os dias. E então, o que não é visto frequentemente em outros mestres, suas cópias são melhores do que os originais; seus últimos misericórdias maiores do que o seu antigo; e nesta oração postulatórias, maior do que o deprecatory, entra no nosso texto, Volta, ó Senhor; livra a minha alma; salva-me, etc. John Donne.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 4. Volta, ó Senhor. Uma oração sugerida por uma sensação de ausência do Senhor, animado pela graça, participou com a pesquisa do coração e arrependimento, apoiado por pressionando perigo, garantida a sua resposta, e contendo um pedido de todas as misericórdias.

 

Ver. 4. A oração do santo deserta.

 

  1. Seu estado: sua alma é, evidentemente, em cativeiro e do perigo;
  2. Sua esperança: é o retorno do Senhor.
  3. Seu apelo: única misericórdia.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver 5. E agora David estava com muito medo de deathâ € "morte física, e, talvez, a morte eterna. Leia a passagem como quiser, o verso seguinte está cheio de energia.

 

Pois na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te dê graças? Churchyards são lugares silenciosos; as abóbadas do sepulcro não ecoar com canções. terra úmida cobre bocas mudos. "Ó Senhor!" diz ele, "se tu me livre eu te louvarei Se eu morrer, então deve meu louvor mortal, pelo menos, suspenso;. e se eu perecer no inferno, então tu não queres ter qualquer acção de graças de mim canções de gratidão não pode subir. . do poço em chamas do inferno é verdade, tu, sem dúvida, ser glorificado, mesmo em minha condenação eterna, mas, em seguida, ó Senhor, eu não posso te glorifique a ti, voluntariamente, e entre os filhos dos homens, haverá um só coração a menos que te abençoarem. " Ah! pobres pecadores trêmulas, que o Senhor ajudá-lo a usar esse argumento convincente! É para a glória de Deus que um pecador deve ser guardado. Quando buscamos o perdão, não estamos pedindo a Deus para fazer o que vai manchar sua bandeira, ou colocar uma mancha em seu escudo. Ele se deleita na benignidade. É a sua peculiar, atributo querida. Mercy honra a Deus. Não nós mesmos dizem, "Mercy abençoou que dá e aquele que recebe?" E, certamente, em algum sentido adivinho, isso é verdade de Deus, que, quando ele dá misericórdia, glorifica a si mesmo.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 5. Porque na morte não há lembrança de ti, no sepulcro quem te dará graças? Senhor, sê pacificado e reconciliado para mim ... para hás agora avançar para tirar a minha vida, como se fosse uma condição mais terrível para mim morrer antes que eu te propiciou, então eu também pode exigir o aumento de glória ou honra ele vai trazer-te? Não será infinitamente mais glorioso para ti, para me poupar, até que por verdadeira contrição eu possa recuperar a teu favor â € "e, em seguida, eu possa viver para louvar e engrandecer a tua benignidade e a tua graça: a tua benignidade perdoando tão grande pecador, e, em seguida, confessar-te por ações vitais de toda a santa obediência para o futuro, e assim demonstrar o poder da tua graça que operou esta mudança em mim; nenhum dos quais será feito por me destruir, mas apenas os teus justos juízos manifestado em tua vingança sobre os pecadores, Henry Hammond, DD, 1659.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 5. A suspensão final de serviço terrestre considerados em vários aspectos práticos.

 

Ver. 5. O dever de louvar a Deus enquanto vivemos.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 6. O salmista dá uma descrição terrível de sua longa agonia:

 

Estou cansado do meu gemido. Ele gemeu até que sua garganta estava rouca; clamou por misericórdia até a oração tornou-se um trabalho. o povo de Deus pode gemer, mas eles não podem reclamar. Sim, eles devem, gememos carregados, ou eles nunca vão gritar no dia da libertação. A frase seguinte, pensamos, não é traduzido com precisão. Deveria ser,

 

Farei nadar a minha cama toda noite (quando a natureza precisa de descanso, e quando eu estou mais sozinha com meu Deus). Ou seja, a minha dor é medo mesmo agora, mas se Deus não logo me salvar, ele não vai ficar por si só, mas vai aumentar, até que minhas lágrimas serão tantos, que a minha cama em si deve nadar. Uma descrição em vez do que ele temia seria, do que o que tinha realmente acontecido. não pode nossos pressentimentos de aflição futuro tornar-se argumentos que a fé pode instar quando procuram presente misericórdia?

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 6. Eu desmaiei no meu luto. Pode parecer uma maravilhosa mudança de David, sendo um homem de tal magnitude da mente, a ser assim, abatido e abatida. Prevaleceu ele não contra Golias, contra o leão eo urso, através da fortaleza e generosidade? Mas agora ele está chorando, suspirando e chorando como uma criança! A resposta é fácil; as diversas pessoas com as quais ele tem que fazer occasioneth o mesmo. Quando os homens e os animais são os seus opostos, então ele é mais do que um conquistador; mas quando ele tem a ver com Deus contra quem pecou, ​​então ele é menos do que nada.

 

Ver. 6. I causou nadar a minha cama. ... Showers ser melhor do que orvalho, mas é suficiente que Deus, pelo menos, tem bedewed nossos corações, e nos deu algum sinal de um coração penitente. Se não temos rios de águas para derramar com Davi, nem fontes de mana Maria Madalena, nem como Jeremy, desejo de ter uma fonte em nossa cabeça a chorar dia e noite, nem com Peter chorar amargamente; ainda se lamentar que não podemos lamentar e lamentar que não podemos lamentar: sim, se temos a menor soluços de tristeza e lágrimas de compunção, se ser verdadeiro e não falsa, eles nos farão aceitável a Deus; Porque, como a mulher com o fluxo sangrenta que tocou a orla do manto de Cristo, não foi menos bem-vindo para Cristo do que Thomas, que colocou os dedos na impressão das unhas; por isso, Deus não olha a quantidade, mas a sinceridade de nosso arrependimento.

 

Ver. 6. A minha cama. O lugar de seu pecado é o lugar de seu arrependimento, e por isso deve ser; sim, quando contemplamos o lugar onde temos ofendido, devemos ser picado no coração, e lá novamente anseiam lhe perdoar. Como Adão pecou no jardim, e Cristo suar lágrimas de sangue no jardim. "Examine seus corações em suas camas, e converter ao Senhor;" e que tendes estendeu-se em cima de sua cama para conceber as coisas más, se arrepender lá e torná-los santuários a Deus. Santificar por suas lágrimas Todo lugar que vos poluída pelo pecado. E vamos buscar a Cristo Jesus em nossa própria cama, com o cônjuge no Cânticos, que diz: "De noite, em meu leito, busquei aquele a quem ama a minha alma." Archibald Symson.

 

Ver. 6. molho o meu leito de lágrimas. Não só eu lavar, mas também eu . Água As ovelhas fiéis da grande Pastor sobem do lavagem lugar, cada um produz gêmeos, e nenhuma estéril entre elas. Cantares de Salomão 4: 2 . Porque assim as ovelhas de Jacob, que havia concebido nos bebedouros, trouxeram cordeiros para trás fortes e do partido de cor. David da mesma forma, que antes tinha cometido um erro e se desviaram como a ovelha perdida fazendo aqui sua cama de lavar lugar, por tanto menos é estéril em obediência, por quanto mais ele é fecundo em arrependimento. No templo de Salomão se pôs os caldeirões de cobre, para lavar a carne desses animais que deviam ser sacrificados no altar. O pai de Salomão comete a água de suas lágrimas, um caldeirão de sua cama, um altar de seu coração, um sacrifício, não da carne dos animais irracionais, mas de seu próprio corpo, como um sacrifício vivo, que é a sua porção razoável de Deus. Agora, a palavra hebraica usada aqui significa propriamente, para causar a nadar, o que é mais do que simplesmente a lavar. E, assim, a tradução de Genebra lê-lo, eu provocar minha cama todas as noites para nadar. Para que, como os sacerdotes utilizado para nadar no mar de fundição, que pode ser pura e limpa, contra eles realizaram os ritos sagrados e serviços do templo, de igual modo, o profeta principesca washeth sua cama, sim, ele nadador em sua cama , ou melhor, faz que a sua cama para nadar em lágrimas, como em um mar de dor e tristeza penitente pelo seu pecado. Thomas Playfere, 1604.

 

Ver. 6. molho o meu leito com as minhas lágrimas. Vamos regar nossa cama todas as noites com nossas lágrimas. Você não só soprar sobre ele com explosões intermissivos, para, em seguida, como o fogo, ele vai ressurgir e chama a mais. O pecado é como uma vela fedendo recém colocar para fora, logo é iluminado novamente. Ele pode receber uma ferida, mas como um cão ele será facilmente lambe-se todo; um pouco de paciência multiplica como cabeças de Hydra. Portanto, qualquer aspersão o pecado do dia trouxe sobre nós, deixou as lágrimas da noite lavar. Thomas Adams.

 

Ver. 6-7. Alma de problemas é atendido normalmente com grande dor do corpo também, e assim o homem é ferido e angustiado em cada parte. Não há coisa sã na minha carne, por causa da tua ira, diz David. "As flechas do Todo-Poderoso estão dentro de mim, o veneno da qual bebe o meu espírito". Job 6: 4 . Tristeza de coração contrai os espíritos naturais, fazendo com que todos os seus movimentos lentos e fracos; e do corpo atingida pobres não costuma diminuir e definhar; e, portanto, diz Heman, "A minha alma está cheia de angústias, ea minha vida se aproxima da sepultura." Neste angústia interior encontramos a nossa decadência força e derreter, assim como a cera diante do fogo; para a tristeza escurece os espíritos, obscurece o julgamento, cega a memória, como a todas as coisas agradáveis, e obscurece a parte lúcida da mente, fazendo com que a lâmpada da vida para queimar fracamente. Nesta condição problemática a pessoa não pode ficar sem um semblante que é pálido e macilento, e abatido, como aquele que é tomado de forte medo e consternação; todos os seus movimentos são lentos, e nenhuma vivacidade nem a atividade permanece. O coração alegre faz o bem, como um medicamento; mas o espírito abatido faz secar os ossos. Daí vêm essas queixas frequentes nas Escrituras: A minha umidade se transforma em a seca de verão: Eu sou como um odre na fumaça; minha alma apega-se ao pó; o meu rosto está inflamado de chorar, e na minha pálpebra é a sombra da morte. Job 16:16 ; Job 30: 17-19 . "Meus ossos são perfurados em mim, até durante a noite, e os meus corrói não descansa; pela grande força da minha doença é a minha túnica mudou Ele me lançou na lama, e fiquei semelhante ao pó e cinzas Muitos.. vezes, na verdade o problema da alma se inicia a partir da fraqueza e mal-estar do corpo. longo aflição, sem qualquer perspectiva de remédio, faz, no decorrer do tempo, começam a angústia da própria alma. Davi era um homem muitas vezes exercido com a doença e a fúria dos inimigos, e em todas as instâncias quase que encontramos com ele nos Salmos, podemos observar que as ocasiões exteriores de problemas levou-o sob uma apreensão da ira de Deus pelo seu pecado (. Psalms 6: 1-2 ; e as razões apresentadas, Psalms 6: 5-6 ) Todos os seus sofrimentos correr para este pensamento mais terrível, que Deus era seu inimigo como riachos perder-se em um grande rio, e mudar seu nome e natureza, que com mais frequência.. acontece que quando a nossa dor é longa e afiada, e impotente e inevitável, começamos a questionar a sinceridade de nossa propriedade em direção a Deus, embora no seu primeiro ataque, tivemos algumas dúvidas ou receios sobre ele. Longo fraqueza do corpo faz a alma mais suscetíveis de problemas, e os pensamentos inquietos. Timothy Rogers no problema da Mente.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 6. lágrimas do santo em qualidade, abundância, influência, assuagement, e ponto final.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 7. molho o meu leito com as minhas lágrimas. Meus olhos estão consumidos pela mágoa, têm-se envelhecido por causa de todos os meus inimigos. Como o olho de um homem velho escurece com os anos, por isso, diz David, meu olho é cultivado vermelho e fraca por meio de chorar. Conviction, por vezes, tem um efeito tão em cima do corpo, que até mesmo os órgãos externos são feitos para sofrer. Não pode esta explicar algumas das convulsões e ataques histéricos que têm sido experimentadas sob convicções nos avivamentos na Irlanda? É surpreendente que algumas almas não seja ferida com a terra, e começam a chorar em voz alta; quando descobrimos que o próprio Davi fez sua cama para nadar, e envelheceu, enquanto ele estava sob a mão pesada de Deus? Ah! irmãos, é coisa de pouca importância se sentir a si mesmo um pecador, condenado no tribunal de Deus. A linguagem deste salmo não é tensa e forçada, mas perfeitamente natural para um em tão triste a situação.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 6-7. Alma de problemas é atendido normalmente com grande dor do corpo também, e assim o homem é ferido e angustiado em cada parte. Não há coisa sã na minha carne, por causa da tua ira, diz David. "As flechas do Todo-Poderoso estão dentro de mim, o veneno da qual bebe o meu espírito". Job 6: 4 . Tristeza de coração contrai os espíritos naturais, fazendo com que todos os seus movimentos lentos e fracos; e do corpo atingida pobres não costuma diminuir e definhar; e, portanto, diz Heman, "A minha alma está cheia de angústias, ea minha vida se aproxima da sepultura." Neste angústia interior encontramos a nossa decadência força e derreter, assim como a cera diante do fogo; para a tristeza escurece os espíritos, obscurece o julgamento, cega a memória, como a todas as coisas agradáveis, e obscurece a parte lúcida da mente, fazendo com que a lâmpada da vida para queimar fracamente. Nesta condição problemática a pessoa não pode ficar sem um semblante que é pálido e macilento, e abatido, como aquele que é tomado de forte medo e consternação; todos os seus movimentos são lentos, e nenhuma vivacidade nem a atividade permanece. O coração alegre faz o bem, como um medicamento; mas o espírito abatido faz secar os ossos. Daí vêm essas queixas frequentes nas Escrituras: A minha umidade se transforma em a seca de verão: Eu sou como um odre na fumaça; minha alma apega-se ao pó; o meu rosto está inflamado de chorar, e na minha pálpebra é a sombra da morte. Job 16:16 ; Job 30: 17-19 . "Meus ossos são perfurados em mim, até durante a noite, e os meus corrói não descansa; pela grande força da minha doença é a minha túnica mudou Ele me lançou na lama, e fiquei semelhante ao pó e cinzas Muitos.. vezes, na verdade o problema da alma se inicia a partir da fraqueza e mal-estar do corpo. longo aflição, sem qualquer perspectiva de remédio, faz, no decorrer do tempo, começam a angústia da própria alma. Davi era um homem muitas vezes exercido com a doença e a fúria dos inimigos, e em todas as instâncias quase que encontramos com ele nos Salmos, podemos observar que as ocasiões exteriores de problemas levou-o sob uma apreensão da ira de Deus pelo seu pecado (. Psalms 6: 1-2 ; e as razões apresentadas, Salmos 5: 1-12 ; Salmos 6: 1-10 .). Todos os seus sofrimentos correr para este pensamento mais terrível, que Deus era seu inimigo como riachos perder-se em um grande rio, e mudar sua nome e natureza, que mais frequentemente acontece que quando a nossa dor é longa e afiada, e impotente e inevitável, começamos a questionar a sinceridade de nossa propriedade em direção a Deus, embora no seu primeiro ataque, tivemos algumas dúvidas ou receios sobre ele. Longo fraqueza do corpo faz a alma mais suscetíveis de problemas, e os pensamentos inquietos. Timothy Rogers no problema da Mente.

 

Ver. 7. meus olhos estão consumidos. Muitos fazem aqueles olhos que Deus lhes deu, por assim dizer duas velas acesas para deixá-los ver que ir para o inferno; e para isso Deus na justiça requiteth deles, vendo suas mentes estão cegos pela cobiça dos olhos, a concupiscência da carne, a soberba da vida, Deus, eu digo, doença mandou para debilitar seus olhos que eram tão acentuada de visão no serviço do diabo, e seu desejo agora os faz querer a visão necessária de seu corpo.

 

Ver. 7. Os meus inimigos. Os piratas vendo uma casca vazia, passar por ele; mas se ela ser carregado com mercadorias preciosas, então eles vão atacá-la. Assim, se um homem tem nenhuma graça dentro dele, Satanás passa por ele como não é um presas conveniente para ele; mas sendo carregado com graças, como o amor de Deus, seu medo, e todas as outras virtudes espirituais, deixá-lo ser persuadido que, de acordo como ele sabe que coisas está nele, então ele não vai deixar de roubar-lhe-los, se em qualquer caso, ele pode, Archibald Symson.

 

Ver. 7. Que o olho dele que tinha olhado e cobiçou a mulher do próximo agora é esbatido e escurecido com tristeza e indignação. Ele chorou-se quase cego. John Trapp.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 7. A voz de choro. O que é isso.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 8. Até agora, tudo tem sido triste e desconsolada, mas agora â € "

 

"Seus harpas, santos vos trêmulas, abaixo dos salgueiros tomar."

 

Ye deve ter seus momentos de choro, mas deixá-los ser curto. Obter ye-se, levante-vos, a partir de seus monturos! Deixe de lado o seu saco e cinza! O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. <

 

David encontrou a paz, e subindo de joelhos, ele começa a varrer a casa dos ímpios.

 

Afasta de mim, todos os trabalhadores vós de iniqüidade. O melhor remédio para nós contra um homem mau é um longo espaço entre nós dois. "Get ye ido, eu não pode ter comunhão com você." O arrependimento é uma coisa prática. Não é o suficiente para lamentar a profanação do templo do coração, devemos açoitar os compradores e vendedores, e virar as mesas dos cambistas. Um pecador perdoado odiará os pecados que custam o Salvador o seu sangue. Graça e pecado são vizinhos briguentos, e um ou o outro deve ir para a parede.

 

Porque o Senhor ouvir a voz do meu pranto. Que belo hebraísmo, e que a poesia grande é em Inglês! "Ele ouviu a voz do meu pranto." Existe uma voz em choro? O choro falar? Em que é o que língua que proferir o seu significado? Por que, na medida em que a língua universal que é conhecido e compreendido em toda a terra, e até mesmo em cima no céu. Quando um homem chora, seja ele um judeu ou gentio, bárbaro, cita, escravo ou livre, ele tem o mesmo significado nele. Weeping é a eloqüência de tristeza. É um orador unstammering, não necessitando de intérprete, mas compreendeu de todos. Não é um doce para acreditar que as nossas lágrimas são entendidas mesmo quando as palavras falham? Vamos aprender a pensar em lágrimas como orações líquidos, e de chorar como uma goteira constante de intercessão importuna que vai usar o seu caminho certo com certeza no coração de misericórdia, apesar das dificuldades de pedra que obstruem o caminho. Meu Deus, eu vou "chorar" quando eu não pode invocar, por ouves a voz do meu pranto.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 8. Afasta de mim, etc., ou seja, você pode agora seguir o seu caminho; para o que você procura, ou seja, a minha morte, você não deve ter, no presente; porque o Senhor já ouviu a voz do meu pranto, ou seja, tem graciosamente me concedeu que com lágrimas que eu lhe pedia. Thomas Wilcocks.

 

Ver. 8. Afasta de mim, todos os trabalhadores vós de iniqüidade. Pode não muito familiaridade com desgraçados profanas ser justamente acusado os membros da igreja? Eu sei que o homem é uma criatura sociável, mas isso não vai desculpar santos quanto à sua falta de cuidado da escolha da sua empresa. As aves do céu, e animais do campo, te amo empresa não heterogêneo. "Os pássaros da mesma pena voam juntos." Eu tenho medo que muitos que seria considerado eminente, de uma estatura alta na graça e piedade, ainda não ver a grande diferença que existe entre natureza e regeneração, pecado e graça, o velho eo novo homem, visto que toda empresa é igual -lhes. Lewis Stuckley do "Evangelho de vidro", 1667.

 

Ver. 8. A voz do meu pranto. Weeping tem voz, e como a música sobre a água parece mais distante e mais harmoniosa do que sobre a terra, de modo orações, juntou-se com lágrimas, chorar mais alto nos ouvidos de Deus, e fazer música mais doce do que quando as lágrimas estão ausentes. Quando Antipater tinha escrito uma grande carta contra a mãe de Alexander até Alexander, o rei respondeu-lhe: "Uma lágrima de minha mãe vai lavar todos os seus defeitos." Assim é com Deus. Uma lágrima penitente é um embaixador inegável, e nunca retorna do trono da graça insatisfeito. Coisas novas e velhas de Spencer.

 

Ver. 8. Os ímpios são chamados, que praticam a iniqüidade, porque eles são livres e pronto para o pecado, eles têm uma maré forte e dobrada do espírito de fazer o mal, e eles fazem isso para não metades mas completamente; eles não só começam ou mordiscar a isca um pouco (como um homem bom, muitas vezes o faz), mas avidamente engoli-la, gancho e todos; eles estão plenamente nele, e fazê-lo totalmente; eles fazem um trabalho dele, e por isso são "praticam a iniqüidade." Joseph Caryl.

 

Ver. 8. Alguns podem dizer: "Minha constituição é tal que eu não posso chorar, eu posso muito bem ir para espremer uma rocha, como acho que para obter uma lágrima." Mas se tu não podes chorar pelo pecado, podes chorar? Luto intelectual é melhor; pode haver tristeza, onde não há lágrimas, o navio pode estar completo embora ele quer desabafar; que não é tanto o olho chorando Deus respeita como o coração quebrantado; ainda assim, eu seria relutante em parar as lágrimas que podem chorar. Deus ficou olhando em lágrimas de Ezequias ( Isaías 38: 5 ), "e vi as tuas lágrimas." Lágrimas de Davi fez música nos ouvidos de Deus, o Senhor já ouviu a voz do meu pranto. É um ajuste vista por anjos de se ver, lágrimas como pérolas caindo de um olhar penitente. T. Watson.

 

Ver. 8. O Senhor ouviu a voz do meu pranto. Deus ouve a voz de nossos olhares, Deus ouve a voz de nossas lágrimas às vezes melhor do que a voz de nossas palavras; pois é o próprio Espírito que intercede por nós. Romanos 8:26 . Gemitibus inenarrabilibus, naqueles gemidos, e assim nessas lágrimas, que não o pode exprimir; ineloquacibus, como Tertuliano lê aquele lugar, devoto, e as lágrimas simples, que não pode falar, falar em voz alta aos ouvidos de Deus; nay, lágrimas que não pode proferir; não só proferir a força das lágrimas, mas não proferir a muito rasga-se. Como Deus vê a água na primavera nas veias da terra antes de bolha sobre a face da terra, de modo que Deus vê lágrimas no coração de um homem antes de choramingar seu rosto; Deus ouve as lágrimas de que a alma triste, o que para a tristeza não pode derramar lágrimas. Deste lançando-se dos olhos, e derramando a dor do coração para os olhos, pelo menos, abrir a Deus uma janela através da qual ele pode ver um coração húmida através de um olho seco; a partir destas aberturas de arrependimento, que são como aqueles sons imperfeitos de palavras, que os pais desejam a, em seus filhos, antes de falar simples, um pecador penitente trata de uma verbal e uma oração mais expressivo. Para estas orações, estas orações vocais e verbais de David, Deus havia dado ouvidos, e a partir desta audiência dessas orações foi David vêm a esta confiança grato, O Senhor ouviu, o Senhor vai ouvir. John Donne.

 

Ver. 8. Que estranha mudança é aqui, de repente! Bem pode Luther dizer: "A oração é a sanguessuga da alma, que suga o veneno e braveza". "Oração", diz outro, "é um exorcista com Deus, e um exorcista contra o pecado e miséria." Bernard diz: "Quantas vezes Hath oração encontrou-me desesperado quase, mas me deixou triunfando, e bem a certeza do perdão!" O mesmo em vigor diz David aqui "Afasta de mim, todos os trabalhadores vós de iniqüidade; porque o Senhor já ouviu a voz do meu pranto." Que palavra é que aos seus inimigos insulto! Avaunt! sair! desaparecer! Estes são palavras usadas para demônios e cães, mas bom o suficiente para uma Doegue ou Simei. E o Filho de Davi deve dizer o mesmo aos seus inimigos quando ele vem para julgamento. John Trapp.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 8. O pecador perdoado abandonar seus maus companheiros.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 9. O Senhor ouviu a minha súplica. O Espírito Santo havia feito na mente do salmista a confiança de que sua oração foi ouvida. Este é frequentemente o privilégio dos santos. Rezar a oração da fé, muitas vezes são infalivelmente certeza de que eles têm prevalecido com Deus. Lemos de Lutero que, tendo em uma ocasião lutou duro com Deus em oração, veio pulando fora de seu armário chorando, "Vicimus, vicimus"; isto é, que têm conquistado, temos prevaleceu com Deus "certeza de confiança é não. sonho vão, pois quando o Espírito Santo concede sobre nós, sabemos que a sua realidade, e não podia duvidar, mesmo que todos os homens devem ridicularizar a nossa ousadia.

 

O Senhor aceita a minha oração. Aqui está a experiência passada utilizados para o incentivo futuro.

 

Ele tem, ele vai. Nota isto, ó crente, e imitar o seu raciocínio.

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 9. O Senhor ouviu a minha súplica, etc. O salmista três vezes expressa sua confiança de suas orações serem ouvidas e recebido, que pode ser quer em referência ao seu ter rezado muitas vezes para ajudar, como o apóstolo Paulo fez ( 2 Coríntios 12: 8 ); e como Cristo, seu protótipo fez ( Mateus 26:39 ; Mateus 26:42 ; Mateus 26:44 ); ou para expressar a certeza de que, a força de sua fé nele, e a exuberância de sua alegria por causa disso. John Gill, DD, 1697-1771.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 9. Passado responde a base da presente confiança. Ele tem, ele vai.

 

EXPOSIÇÃO

 

Ver. 10. Que todos os meus inimigos que se envergonhar e sofre muito. Esta é mais uma profecia do que uma imprecação, pode ser lido no futuro, "Todos os meus inimigos serão envergonhados e sofre muito." Eles devem voltar e ter vergonha instantaneamente, â € "em um momento; â €" sua condenação deve lhes sobrevirá repentina. Dia de morte é dia de desgraça, e ambos são certas e pode ser súbita. Os romanos tinham o costume de dizer: "Os pés da Divindade vingador são calçadas com lã." Com passos silenciosos vingança se aproxima de sua vítima, e súbita e esmagadora será seu curso destruidor. Se esta fosse uma imprecação, devemos lembrar que a linguagem da antiga dispensação não é a do novo. Oramos por nossos inimigos, e não contra eles. Deus tenha misericórdia deles, e trazê-los para o caminho certo.

 

Assim, o Salmo, como aqueles que preceder-lo, shews as diferentes propriedades dos piedosos e os ímpios. Ó Senhor, vamos ser contados com o teu povo, desde agora e para sempre!

 

Notas explicativas e PROVÉRBIOS pitoresca

 

Ver. 10. Que todos os meus inimigos se envergonhar, etc. Se isto fosse uma imprecação, uma maldição, mas foi medicinal, e tinha boni rationem, uma tintura de caridade e da natureza nele; ele desejava que os homens há mal que os homens. Mas é um pouco predictorium, uma veemência profética, que, se eles vão ter nenhum conhecimento de Deus declarando-se na protecção dos seus servos, se não se considerar que Deus tinha ouvido e ouvia, tinha resgatado, e gostaria de resgatar seus filhos , mas continuaria a sua oposição contra ele, julgamentos pesados certamente cairia sobre eles; sua punição deve ser determinada, mas o efeito deve ser incerta; para só Deus sabe se a sua correção a trabalhar sobre os seus inimigos à sua amenizar, ou para a sua obduration ... Na segunda palavra,

 

Deixe-os ser perturbada, ele deseja que seus inimigos não é pior do que ele tinha sido, pois ele tinha usado a mesma palavra de si mesmo antes, Ossa turbata, meus ossos estão perturbados; e Anima turbata, Minha alma é polémica, e considerando que David tinha encontrado este vexame para ser o seu caminho para Deus, não era imprecation malicioso para desejar esse inimigo o mesmo físico que ele tinha tomado, que estava mais doente da mesma doença do que ele era. Para isso é como um mar agitado após uma tempestade; o perigo é passado, mas ainda assim o inchaço é grande ainda; o perigo estava na calma, na segurança ou na tempestade, interpretando mal a correção de Deus para a nossa obduration, e um stupefication sem remorsos; mas quando um homem veio a este vexame santo, para ser incomodado, a ser abalada com o sentimento de indignação de Deus, a tempestade passou, e a indignação de Deus é soprado sobre. Essa alma é de uma forma justa e perto de ser restaurado para uma calma e à segurança reposed de consciência que é vir a este vexame santo. John Donne.

 

Ver. 10. Que todos os meus inimigos ou (todos os meus inimigos devem) ter vergonha, e sofre muito, etc. Muitos de final Salmos triste desta forma, para instruir o crente que ele está continuamente a olhar para a frente, e ele mesmo consolo com Vendo aquele dia, quando sua guerra deve ser realizado; quando o pecado e tristeza não será mais; quando a confusão súbita e eterno abrange os inimigos da justiça; quando o saco do penitente deve ser trocado por um manto de glória, e cada lágrima torna-se uma jóia cintilante na sua coroa; quando suspira e geme sucederá as canções do céu, definidas como anjos harpas e fé serão resolvidos na visão do Todo-Poderoso. George Horne.

 

DICAS ao pregador VILLAGE

 

Ver. 10. A vergonha reservados para os ímpios.

fonte www.avivamentonosul.com